Política

VÍDEO: Assista ao discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU; leia também a íntegra

O presidente Jair Bolsonaro discursou na manhã desta terça-feira (26) na 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

Foi a terceira vez que Bolsonaro discursou como presidente do Brasil – o representante do país é encarregado de abrir oficialmente a fala dos presidentes mundiais desde 1947.

Leia abaixo a íntegra do discurso de Bolsonaro:

Senhor Presidente da Assembleia-Geral, Abdullah Sharrid,

Senhor Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres,

Senhores Chefes de Estado e de Governo e demais chefes de delegação,

Senhoras e senhores,

É uma honra abrir novamente a Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões.

O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019.

Estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção.

O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição e seus militares, valoriza a família e deve lealdade a seu povo.

Isso é muito, é uma sólida base, se levarmos em conta que estávamos à beira do socialismo.

Nossas estatais davam prejuízos de bilhões de dólares, hoje são lucrativas.

Nosso Banco de Desenvolvimento era usado para financiar obras em países comunistas, sem garantias. Quem honra esses compromissos é o próprio povo brasileiro.

Tudo isso mudou. Apresento agora um novo Brasil com sua credibilidade já recuperada.

O Brasil possui o maior programa de parceria de investimentos com a iniciativa privada de sua história. Programa que já é uma realidade e está em franca execução.

Até aqui, foram contratados US$ 100 bilhões de novos investimentos e arrecadados US$ 23 bilhões em outorgas.

Na área de infraestrutura, leiloamos, para a iniciativa privada, 34 aeroportos e 29 terminais portuários.

Já são mais de US$ 6 bilhões em contratos privados para novas ferrovias. Introduzimos o sistema de autorizações ferroviárias, o que aproxima nosso modelo ao americano. Em poucos dias, recebemos 14 requerimentos de autorizações para novas ferrovias com quase US$ 15 bilhões de investimentos privados.

EM NOSSO GOVERNO PROMOVEMOS O RESSURGIMENTO DO MODAL FERROVIÁRIO.

Como reflexo, menor consumo de combustíveis fósseis e redução do custo Brasil,

em especial no barateamento da produção de alimentos.

Grande avanço vem acontecendo na área do saneamento básico. O maior leilão da história no setor foi realizado em abril, com concessão ao setor privado dos serviços de distribuição de água e esgoto no Rio de Janeiro.

Temos tudo o que investidor procura: um grande mercado consumidor, excelentes ativos, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo.

Também anuncio que nos próximos dias, realizaremos o leilão para implementação da tecnologia 5G no Brasil.

Nossa moderna e sustentável agricultura de baixo carbono alimenta mais de 1 bilhão de pessoas no mundo e utiliza apenas 8% do território nacional.

Nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa.

Nosso Código Florestal deve servir de exemplo para outros países.

O Brasil é um país com dimensões continentais, com grandes desafios ambientais.

São 8,5 milhões de quilômetros quadrados, dos quais 66% são vegetação nativa, a mesma desde o seu descobrimento, em 1500.

Somente no bioma amazônico, 84% da floresta está intacta, abrigando a maior biodiversidade do planeta. Lembro que a região amazônica equivale à área de toda a Europa Ocidental.

Antecipamos, de 2060 para 2050, o objetivo de alcançar a neutralidade climática. Os recursos humanos e financeiros, destinados ao fortalecimento dos órgãos ambientais, foram dobrados, com vistas a zerar o desmatamento ilegal.

E os resultados desta importante ação já começaram a aparecer!

Na Amazônia, tivemos uma redução de 32% do desmatamento no mês de agosto, quando comparado a agosto do ano anterior.

QUAL PAÍS DO MUNDO TEM UMA POLÍTICA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL COMO A NOSSA?

Os senhores estão convidados a visitar a nossa Amazônia!

O Brasil já é um exemplo na geração de energia com 83% advinda de fontes renováveis.

Por ocasião da COP-26, buscaremos consenso sobre as regras do mercado de crédito de carbono global. Esperamos que os países industrializados cumpram efetivamente seus compromissos com o financiamento de clima em volumes relevantes.

O futuro do emprego verde está no Brasil: energia renovável, agricultura sustentável, indústria de baixa emissão, saneamento básico, tratamento de resíduos e turismo.

Ratificamos a Convenção Interamericana contra o Racismo e Formas Correlatas de Intolerância.

Temos a família tradicional como fundamento da civilização. E a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e expressão.

14% do território nacional, ou seja, mais de 110 milhões de hectares, uma área equivalente a Alemanha e França juntas, é destinada às reservas indígenas. Nessas regiões, 600.000 índios vivem em liberdade e cada vez mais desejam utilizar suas terras para a agricultura e outras atividades.

O Brasil sempre participou em Missões de Paz da ONU. De Suez até o Congo, passando pelo Haiti e Líbano.

Nosso país sempre acolheu refugiados. Em nossa fronteira com a vizinha Venezuela, a Operação Acolhida, do Governo Federal, já recebeu 400 mil venezuelanos deslocados devido à grave crise político-econômica gerada pela ditadura bolivariana.

O futuro do Afeganistão também nos causa profunda apreensão. Concederemos visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e juízes afegãos.

Nesses 20 anos dos atentados contra os Estados Unidos da América, em 11 de setembro de 2001, reitero nosso repúdio ao terrorismo em todas suas formas.

Em 2022, voltaremos a ocupar uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU. Agradeço aos 181 países, em um universo de 190, que confiaram no Brasil. Reflexo de uma política externa séria e responsável promovida pelo nosso Ministério de Relações Exteriores.

Apoiamos uma Reforma do Conselho de Segurança ONU, onde buscamos um assento permanente.

A pandemia pegou a todos de surpresa em 2020. Lamentamos todas as mortes ocorridas no Brasil e no mundo.

Sempre defendi combater o vírus e o desemprego de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. As medidas de isolamento e lockdown deixaram um legado de inflação, em especial, nos gêneros alimentícios no mundo todo.

No Brasil, para atender aqueles mais humildes, obrigados a ficar em casa por decisão de governadores e prefeitos e que perderam sua renda, concedemos um auxílio emergencial de US$ 800 para 68 milhões de pessoas em 2020.

Lembro que terminamos 2020, ano da pandemia, com mais empregos formais do que em dezembro de 2019, graças às ações do nosso governo com programas de manutenção de emprego e renda que nos custaram cerca de US$ 40 bilhões.

Somente nos primeiros 7 meses desse ano, criamos aproximadamente 1 milhão e 800 mil novos empregos. Lembro ainda que o nosso crescimento para 2021 está estimado em 5%.

Até o momento, o Governo Federal distribuiu mais de 260 milhões de doses de vacinas e mais de 140 milhões de brasileiros já receberam, pelo menos, a primeira dose, o que representa quase 90% da população adulta. 80% da população indígena também já foi totalmente vacinada. Até novembro, todos que escolheram ser vacinados no Brasil, serão atendidos.

Apoiamos a vacinação, contudo o nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada a vacina.

Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina.

Eu mesmo fui um desses que fez tratamento inicial. Respeitamos a relação médico-paciente na decisão da medicação a ser utilizada e no seu uso off-label.

Não entendemos porque muitos países, juntamente com grande parte da mídia, se colocaram contra o tratamento inicial.

A história e a ciência saberão responsabilizar a todos.

No último 7 de setembro, data de nossa Independência, milhões de brasileiros, de forma pacífica e patriótica, foram às ruas, na maior manifestação de nossa história, mostrar que não abrem mão da democracia, das liberdades individuais e de apoio ao nosso governo.

Como demonstrado, o Brasil vive novos tempos. Na economia, temos um dos melhores desempenhos entre os emergentes.

Meu governo recuperou a credibilidade externa e, hoje, se apresenta como um dos melhores destinos para investimentos.

É aqui, nesta Assembleia Geral, que, vislumbramos um mundo de mais liberdade, democracia, prosperidade e paz.

Deus abençoe a todos.

 

Opinião dos leitores

  1. Entendo, é muito dificil para a esquerda escutar verdades de um presidente que fez muito em 2 anos e meio e enfrentou uma pandemia tendo a esquerda torcendo contrário. É, é difícil comparar com os governos passados que destruíram a saude do país, morrreram milhares de brasileiros por falta de leitos, remédios. Nunca se assaltou tanto os cofres públicos como na era PT. É isso mesmo, dói ver um presidente que restaurou o amor pelo pátria e mostrou que a nossa bandeira não é vermelha. É isso mesmo, a verdade dói para aqueles que sabem q o ex presidiário nao tem condições fisicas, nem emocional, nem mental para ser candidato a alguma coisa e ainda sair vencedor. Sabem q precisam arranjar outro poste. É dificil aceitar. É compreensível que sofram com o desenvolvimento do país sem o PT a frente, que era e será o símbolo da corrupção no país.

    1. A sua bandeira não é vermelha. Dá uma olhada na conta de luz. Que desenvolvimento vc fala, a indústria brasileira caiu para 14 posição. A gasolina vc tem ideia de quanto tá? E a carne, o gás? Dá uma serrada que ajuda a aliviar a cabeça.

  2. Temos aí o maior presidente da história do Brasil, atrás somente de Castelo Branco, Garrastazu Médici, Ernesto Geisel e João Batista de Figueiredo. Tudo que disse é a mais pura verdade. Brasil 5G vem aí.

    É importante enfatizar que de tudo que ele disse, caso os contratos firmado tivessem sido pela turma de Lul9, teria rendido bilhões para o boldo do bandido.
    Vale dizer que é melhor ser GADO do quê MAIOR LADRÃO BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS.

  3. Brasileiros do BEM, RESPONSAVEIS, PATRIOTAS, VERDADEIROS, ter um presidente que pode apresentar verdades é uma honra, ter um presidente honesto outra, quantas vezes passamos vergonha com aquele apedeuta cachaceiro ladrão e aquela anta que engolia vento na ONU? muitas, era um verdadeiro acinte, ocupar aquela tribuna para tripudiar, desunir, mentir e acima de tudo, transformar o Brasil num cabaré de quinta categoria. Hoje a população que foi a rua dia 07/09/21, pode se orgulhar, refestelar, sorrir, obrigado presidente, pega cambada.

  4. O discurso foi como um curta-metragem de um grande diretor de cinema. Falou pouco, mas disse tudo. Inclusive, respondeu com dados a discursos mentirosos que os inimigos do Brasil andam propagando por aí. Foi show!

  5. Discurso de estadista, exaltando a boa realidade atual do nosso Brasil, mesmo com as dificuldades trazidas pela pandemia. Enquanto o presidente exalta os pontos positivos do país, objetivando o nosso bem, seus opositores tentam denegrir a imagem do Brasil e atrapalhar o atual governo, mesmo que isso nos traga muitos problemas.

  6. Onde fica esse país q esse cara descreveu na Onu? Pq esse não é o Brasil q moramos não. Ô bicho mentiroso da mulesta!

  7. Posso dizer que Michel Temer escreve bem kkkkk. Digo também que o Brasil é um país muito rico e não deveria estar nessa situação. Torço que esse maluco termine seu mandato e ” pegue o beco” , sou contrário ao impeachment. Tomara que nas próximas eleições o povo escolha uma pessoa mais sensata e que não seja esse louco varrido nem Lula.

    1. Boldonaro 2022. Não tem pra ninguém. Belo discurso. Diferente dos proferidos pela Dilmanta e do bêbado e mijando Lula. Esses, sim, eram vergonhosos.

  8. A berração é gigante..o cara não usa mascara e nem quer tomar a vacina…e ainda fala que é um combatente do virus? Ki vergonha PR ?

  9. Um monte de mentira facilmente verificável. É só ver os últimos 15, 20 anos A CEF, o Banco do Brasil, o BNDES e muito mais, qual foi o prejuízo. Melhor desempenho na economia, aí chega ao cúmulo do cinismo, com inflação chegando a dois dígitos, com a fome e a miséria de novo nas portas, com o aumento sem freio de gás, gasolina, energia e alimentos, com perdas salários (exceto para ele, sua família e seus amigos) e o mentiroso falando essa baboseira? Credibilidade externa? Ele mesmo tendo que entrar pelas portas dos fundos de um hotel e comer na rua. Que credibilidade ? Continua criminosamente, na defesa de tratamento pra covid com cloroquina (tratamento inicial) quando até o MS não reconhece esse tratamento. Apoia a vacina, mas ele mesmo come na rua por não poder entrar nos restaurantes em NY, por não ter tomado a vacina. São mentiras que só dementes chifrudos acreditam. O Brasil sai cada vez menor quando ele resolve fazer aparições no cenário internacional. Nesse cenário, não tem os bichos de chifres.

    1. 🤣🤣🤣🤣🤣🤣, muita merda e pouco substrato ou seja, não leia, pouco conteúdo.

    2. O presidente até mentiu pouco, só vi mais mentiras a partir dos 9 minutos do vídeo…

    3. Este louco irresponsável que ainda estar presidente, é uma reprodução perfeita de excreto humano, é uma peça que não se encaixa em nenhuma montagem perfeita.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Brasil tem mais de mil cidades em situação de seca extrema ou severa

Foto: Reprodução/g1

Mais de mil cidades em todo o Brasil estão vivendo sob uma seca severa ou extrema. A falta de chuva alastra o fogo pelo país, que teve o maior número de incêndios dos últimos dez anos. No Amazonas, que tentava se recuperar de uma seca histórica, comunidades já estão isoladas e a ordem é estocar alimentos. O ar está tão seco que mais da metade das cidades brasileiras estão em alerta.

O ano de 2023 foi de recordes de calor e com chuva abaixo da média, reflexo do El Niño e do aquecimento dos oceanos. O fenômeno já acabou, mas seus efeitos continuam: os primeiros seis meses do ano foram de recorde de calor e a chuva ficou abaixo da média na maior parte do país, com exceção do Sul.

Tudo está interligado. A falta de umidade pela seca que castigou a região Norte no ano passado, tem um efeito cascata: a umidade que deveria estar no Norte e que seria transportada para o resto do país deixou de existir. Com isso, a seca se alastrou (entenda mais abaixo).

Segundo os dados do Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), ligado ao governo federal e que monitora a estiagem pelo país, 1.024 cidades estão sob a classificação de seca entre extrema e severa (a mais alta da escala).

O número é quase 23 vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 45 cidades estavam nesses níveis de seca. (Veja mapa comparativo acima)

O monitoramento classifica as cidades em quatro categorias de seca: extrema, severa, moderada e fraca. Ao todo, mais de três mil estão em alguma classificação de seca.

g1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Sem provas, Maduro critica Brasil por “não auditar” urnas

Foto: WikimediaCommons

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro (Partido Socialista Unido da Venezuela, esquerda), criticou na terça-feira (23.jul.2024) o sistema eleitoral de Brasil, Estados Unidos e Colômbia por não auditarem o processo. O líder venezuelano, entretanto, não apresentou provas de sua afirmação.

“Temos o melhor sistema eleitoral do mundo, com 16 auditorias”, declarou Maduro em comício. “Onde mais no mundo se faz isso? Nos Estados Unidos? O sistema eleitoral é inauditável. No Brasil? Eles não auditam um único registro. Na Colômbia? Eles não auditam um único registro”, acrescentou. No Brasil, as eleições são totalmente auditáveis. As etapas do processo eleitoral são acompanhadas por organizações e partidos políticos.

As críticas de Maduro foram feitas depois de o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ter afirmado que ficou “assustado” com a declaração do Maduro, feita em 17 de julho, de que poderia haver um “banho de sangue” caso perca as eleições na Venezuela, marcadas para domingo (28.jul.2024).

Poder360

Opinião dos leitores

  1. Esse cara demonstra cada vez mais ser um desequilibrado.
    Não existe mais cenário nos dias atuais para tiranos e golpistas de estado!
    Como é que um sujeito não se dá conta de que está sentado em cima da maior reserva petrolífera do mundo e metade do seu povo passa fome?
    Antes que os direitopatas evacuem pela boca que ele é “esquerdista”, Maduro parou no tempo. Ele não pertence a esquerda, direita ou centro.
    È egocêntrico. Apenas.
    Até pouco tempo atrás vivia de mãos dadas com Lula, depois que os estados unidos vieram beijar sua mão atrás de petróleo devido a guerra entre Rússia e Ucrânia, cresceu o famoso “rei na barriga”!
    Maduro terá um triste fim, sendo alvo de algum atentado comandado pelos EUA.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

PF abre inquérito contra MBL por crime contra a honra de Lula; grupo fala em censura

Foto: Karime Xavier/Folhapress

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o MBL (Movimento Brasil Livre) por suposto crime contra a honra do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em publicação na rede social X (antigo Twitter).

O pedido para abertura de inquérito foi feito em agosto de 2023 pelo então titular da pasta da Justiça Flávio Dino, hoje ministro do Supremo Tribunal Federal. Em parecer no mesmo mês, o delegado Rafael Grummt identificou preliminarmente o crime de difamação. Em outubro, o delegado Cicero Strano Moraes instaurou o inquérito.

Com o pedido de apuração, Dino enviou à PF o link de uma publicação de 11 de agosto de 2023 no X (antigo Twitter) de um perfil que criticava uma publicação do MBL na mesma rede que dizia “Lula aprova aborto e mudança de sexo”.

A postagem do MBL era uma reação à resolução aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde no final de julho do ano passado com orientações para subsidiar o Ministério da Saúde a formular o Plano Plurianual (PPA) e o Plano Nacional de Saúde (PNS). Entre as orientações havia a legalização do aborto e da maconha e sugestão de reduzir para 14 anos o início da terapia hormonal em quem se reconhece transgênero.

Painel – Folha de S. Paulo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa: ‘pílula do câncer’ não tem autorização para uso ou eficácia contra a doença

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu uma nota nesta terça-feira (23) em que esclarece que a fosfoetanolamina, conhecida como a “pílula do câncer’, não possui autorização ou registro para uso como suplemento alimentar ou medicamento no Brasil. Por isso, a venda do composto é proibida no país.

A Agência ainda alerta sobre os riscos do uso de medicamentos não registrados. “Esses produtos podem interferir negativamente nos tratamentos convencionais, além de apresentar riscos de contaminação. É crucial que os pacientes não abandonem tratamentos médicos estabelecidos para utilizar terapias não autorizadas e de eficácia desconhecida, como é o caso da fosfoetanolamina”, diz o texto.

Outro ponto destacado na nota é a disseminação de fake News sobre a pílula nas redes sociais. “Propagandas nas redes sociais que sugerem que a fosfoetanolamina combate o câncer ou qualquer outra doença, atribuindo-lhe propriedades funcionais ou de saúde, são irregulares e enganosas”, afirma a agência.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Jogos olímpicos começam nesta quarta-feira ao custo de US$ 9,1 bi

Foto: Reprodução

A França já investiu cerca US$ 9,1 bilhões (cerca de R$ 50,8 bilhões) para preparar a capital francesa para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024. Do total, ao menos US$ 3 bilhões (R$ 16,8 bilhões, aproximadamente) saíram dos cofres públicos do país. O restante foi financiado por empresas privadas. Em 2023, o gasto estimado era de até US$ 2,5 bilhões.

Com o lema “os Jogos financiam os Jogos”, a governo francês construiu somente 5% das estruturas que serão utilizadas no evento: a Vila Olímpica, que deve custar cerca de € 1,5 bilhão (R$9 bilhões), o Centro Aquático –única obra construída do zero (estimado em € 175 milhões, o equivalente a R$ 1 bilhão– e uma arena de ginástica, ao custo de € 138 milhões (aproximadamente R$ 836 milhões).

Os outros 95% das estruturas já existiam ou são removíveis –como, por exemplo, a arena de vôlei de praia, erguida no Campo de Marte, que será desmontada depois do fim dos jogos.

No entanto, os verdadeiros custos do evento ainda são desconhecidos. O bônus de € 1.900 (R$ 11.500) fornecido por Paris aos agentes policiais, por exemplo, ainda não foi contabilizado no valor gasto pelo governo. A bonificação pode elevar os gastos em mais de € 500 milhões (R$ 3 bilhões), segundo o La Tribune.

Poder360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Governo lança hoje o Voa Brasil só para aposentados do INSS

Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo

Com um ano de atraso, o governo lança nesta quarta-feira o Voa Brasil, criado para permitir a compra de passagens aéreas por até R$ 200 por trecho. O programa será restrito aos aposentados do INSS e não inclui pensionistas. Estudantes também ficaram de fora. Além disso, a compra do bilhete vai depender da oferta de assentos pelas companhias aéreas.

Na prática, o programa vai funcionar como um site de busca para um público específico, que está sem viajar de avião há pelo menos um ano.

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho disse que as empresas se comprometeram a ofertar três milhões de passagens no valor de até R$ 200 nos próximos 12 meses. Segundo ele, 23 milhões de aposentados do INSS poderão se beneficiar, independentemente do valor da renda. Será autorizado comprar dois bilhetes por ano — na prática, a ida e a volta.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

“Quem se assustou, que tome um chá de camomila”, diz Maduro sobre Lula

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente da Venezuela e candidato à reeleição, Nicolás Maduro, afirmou, nesta terça-feira (23/7), “que tome um chá de camomila” quem se assustou com a declaração dele de que ocorrerá um “banho de sangue” caso perca as eleições no próximo domingo (28/7). A manifestação do venezuelano faz referência indireta ao comentário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que disse estar assustado com a afirmação.

“Fiquei assustado com a declaração do Maduro dizendo que, se ele perder as eleições, vai ter um banho de sangue. Quem perde as eleições toma um banho de voto, não de sangue. O Maduro tem que aprender, quando você ganha, você fica, quando você perde, você vai embora. Vai embora e se prepara para disputar outra eleição”, disse Lula.

Sem citar Lula, Maduro comentou que prevê para “aqueles que se assustaram” que ele terá a maior vitória eleitoral da história.

Metrópoles

Opinião dos leitores

    1. Quem foi “bajular” Putin naquela viagem sem futuro á Rússia foi Lula?
      Ah, sem futuro não, o fascista de merda foi prestar homenagem aos soldados comunistas!
      Realmente, foi bem proveitosa!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Potiguares já pagaram, este ano, mais de R$ 14,5 bilhões em impostos

Foto: Adriano Abreu

O Rio Grande do Norte alcançou a cifra de R$ 14,5 bilhões recolhidos em impostos federais, estaduais e municipais desde o início do ano até a manhã de terça-feira (23), valor que, no ano passado, só foi atingido em setembro. Considerando o mesmo recorte de tempo – de 1º de janeiro a 23 de julho – o Estado havia arrecadado R$ 12,2 bilhões em 2023.

Isso representa um aumento de 18,8% este ano. Os dados são o Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O desempenho levanta questões sobre a estrutura tributária do Brasil e desperta críticas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio-RN) e Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern).

O resultado tem implicações significativas para a economia e a sociedade, analisa Marcelo Queiroz, presidente da federação do comércio. “Impostos elevados reduzem a margem de lucro, limitam a capacidade de investimento e inovação, e encarecem produtos e serviços para o consumidor final. Os tributos também têm um impacto significativo na geração de emprego e renda. A alta carga tributária pode desestimular a contratação de novos funcionários, uma vez que eleva os custos operacionais das empresas”.

Entre os impostos mais conhecidos estão o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços); o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados); o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras); e o PIS/Pasep (Programa de Integração Social e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público).

Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

[VÍDEO] Polícia desarticula grupo que realizava série de furtos de motocicletas em Natal

Polícia Civil efetuou, nesta terça-feira (23), a prisão de dois homens, um de 24 anos, e o segundo de 22 anos, por associação criminosa voltada para furtos qualificados de motocicletas na cidade de Natal.

De acordo com as investigações, o grupo suspeito utilizava um veículo de apoio para percorrer a capital potiguar em busca de motos. Eles empregavam chaves falsas e danificavam as ignições das motocicletas para então furtá-las. Durante os períodos entre 31 de março de 2024 a 16 de abril 2024, estima-se que os suspeitos tenham furtado cerca de seis motos, utilizando o mesmo procedimento nos bairros de Nossa Senhora de Nazaré, Ribeira, Tirol e Areia Preta.

Após diligências, a equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV/Natal) localizou e prendeu um dos integrantes do grupo no bairro da Ribeira, apreendendo também uma quantia de R$ 2.300, cuja origem não foi identificada. Um mandado de prisão contra o segundo suspeito foi cumprido, sendo capturado na cidade de Parnamirim.

Os homens presos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Fonte: Portal 98Fm

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Correios divulgam edital de concurso com 33 vagas e salários de até R$ 6,8 mil; veja como participar

Foto: Agência Brasil

Os Correios divulgaram nesta terça-feira (23) o edital de um novo concurso público que vai preencher 33 vagas com salários iniciais de até R$ 6,8 mil. As oportunidades são para cargos da área de medicina e segurança do trabalho.

O processo seletivo está sendo organizado pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) e pelos Correios. As oportunidades se dividem entre as seguintes especialidades:

  • técnico de segurança do trabalho júnior (nível médio) – salário inicial: R$ 3.672,84
  • enfermeiro do trabalho júnior (nível superior) – salário inicial: R$ 6.583,54
  • engenheiro de segurança do trabalho júnior (nível superior) – salário inicial: R$ 6.872,48
  • médico do trabalho júnior (nível superior) – salário inicial: R$ 6.872,48

Além do salário, os Correios oferecem plano de cargos e outros benefícios, incluindo a possibilidade de adesão a plano de previdência complementar e plano de saúde.

VEJA O EDITAL COMPLETO

O concurso, que também terá formação de cadastro reserva, irá destinar 10% das vagas para pessoas com deficiência (PCD) e 20% para pessoas que se declararem negras (pretas ou pardas). A seleção terá as seguintes fases:

  1. provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;
  2. comprovação de requisitos, análise de perfil profissional e realização de exames médicos admissionais.

As inscrições começam no dia 7 de agosto e vão até o dia 8 de setembro, no site do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES).

Os interessados precisam pagar uma taxa de inscrição de R$ 70. Candidatos doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde e inscritos no CadÚnico podem solicitar isenção da taxa.

Durante a inscrição, os candidatos também poderão selecionar, entre as opções disponíveis no edital, a localidade onde desejam trabalhar. As provas também serão realizadas na cidade da vaga escolhida.

A aplicação das avaliações está prevista para o dia 13 de outubro e a divulgação do resultado final para o dia 20 de novembro. A expectativa dos Correios é realizar as primeiras contratações ainda neste ano.

O concurso público terá validade de um ano, a partir da data de sua homologação, e pode ser prorrogado uma única vez pelo mesmo período.

Mais informações podem ser encontradas no site da instituição.

Cronograma do concurso

  • Inscrições: 7/08 a 8/09/2024
  • Solicitação de inscrição com isenção da taxa: 7/08 a 15/08/2024
  • Aplicação das provas: 13/10/2024
  • Divulgação dos Gabaritos: 13/10/2024
  • Resultado provas objetivas: 28/10/2024
  • Resultado Final e homologação do concurso público: 20/11/2024

Concurso para carteiro

O concurso para o nível operacional de carteiro, que vai preencher 3,2 mil vagas, segue em andamento para contratação da banca organizadora.

Conforme já divulgado, serão lançados dois editais: um para nível médio (cargo agente de Correios) e outro para nível superior (cargo analista de Correios).

Dentre as mais de 3 mil vagas, também haverá oportunidades para advogado, analista de sistemas, assistente social e engenheiro.

O último concurso em âmbito nacional realizado pela estatal foi em 2011, quando mais de 1,1 milhão de pessoas se inscreveram para 9.190 vagas de nível médio e superior. Veja o cronograma previsto:

  • Agosto – Contratação da banca;
  • Setembro – Edital do concurso;
  • Dezembro – Início das contratações.

Segundo anúncio dos Correios, realizar o concurso público é um dos compromissos assumidos pela atual gestão para solucionar a demanda acumulada nos últimos anos por mais profissionais em posições estratégicas da empresa e evitar a sobrecarga de trabalho.

“Os Correios têm uma defasagem de 4 mil a 5 mil cargos, mas no primeiro momento as vagas serão preenchidos pelos carteiros, que cobrem todos os municípios do país”, afirma Fabiano Silva dos Santos, presidente da empresa.

Para quem trabalha há pelo menos 25 anos na empresa, foi anunciado recentemente um Programa de Desligamento Voluntário (PDV), para renovação do quadro de pessoal.

Fonte: g1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *