Vigilância em Saúde: conheça os serviços do setor em São Gonçalo do Amarante

O setor de Vigilância em Saúde é responsável por coordenar atividades como controle de endemias, zoonoses e vigilância sanitária em São Gonçalo do Amarante. Sua atuação implica diretamente na qualidade de vida dos moradores do município.

Conheça os serviços prestados pelo setor:

Controle de zoonoses:

Opera dentro do município realizando os seguintes serviços:

Recebimento de denúncias para coleta de sangue e testes em animais com suspeita de calazar

Monitoramento de áreas de risco de calazar

Monitoramento de felinos com suspeita de esporotricose (micose subcutânea)

Vacinação de cães e gatos contra raiva. Serviço com disponibilidade diária na sede da Vigilância em Saúde

Projeto São Gonçalo Sem Calazar (Mobiliza os agentes de vigilância para a realização dos testes para detectar a doença. O projeto é direcionado a pequenas comunidades do município)

Controle de endemias:

Combate ao Aedes Aegypti

Agentes casa a casa:

O combate ao mosquito transmissor de doenças como a Dengue, Chickungunya e Zika é feito de diversas maneiras, uma delas é através das equipes de agentes casa a casa. Hoje, o município conta com 40 agentes que operam na área urbana e rural de São Gonçalo. Essas equipes realizam vistorias em imóveis para combater possíveis focos de infestação do mosquito. As visitas são feitas a cada 42 dias.

Trabalho educativo IEC

Esse trabalho se dá através de palestras sobre como combater o Aedes Aegypti, ministradas por profissionais da Vigilância em Saúde em escolas, hospitais, unidades de saúde, comércio e empresas.

O setor de Vigilância também realiza blitzen educativas nas ruas.

Projeto São Gonçalo Unido Contra a Dengue

Trabalho voltado para a conscientização em escolas municipais das áreas de risco, onde há o maior índice de infestação do mosquito. Equipes de saúde são direcionadas a essas localidades para instruir os moradores da região sobre a importância do trabalho contínuo no combate à dengue.

Controle de infestação com borrifação costal

O município disponibiliza o serviço de borrifação com inseticida em áreas com altos índices de infestação do Aedes Aegypti.

Controle de esquistossomose:

O processo se dá em áreas de risco no município, como residências próximas a lagos ou com abastecimento oriundo de poços artesanais. Para que haja o controle, o setor de Vigilância em Saúde distribui coletores para os residentes dessas comunidades. No dia seguinte, as amostras são recolhidas e enviadas ao laboratório do próprio setor. Com o resultado das amostras, caso alguém apresente resultado positivo para o parasita, é emitida a recomendação para procurar uma unidade de saúde.

Vigiagua:

Realiza o monitoramento da qualidade da água que é distribuída para a população. São recolhidas amostras de água nos hospitais, escolas e algumas residências para averiguação junto ao Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN). Com o resultado, a autarquia responsável pela distribuição de água, o SAAE, toma as devidas providências caso haja algum problema com a concentração de cloro na água.

Vigilância sanitária:

A vigilância sanitária é o órgão responsável por eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde. Sendo assim, o órgão inspeciona farmácias, restaurantes, clinicas, UBSs, entre outros estabelecimentos comerciais, buscando manter os ambientes funcionando de forma segura e sem trazer riscos à saúde da população.

Equipe de reconhecimento geográfico:

O município disponibiliza uma equipe de reconhecimento geográfico dentro da Vigilância em Saúde, que tem como função realizar o mapeamento de todas as áreas do município, visando o controle da quantidade de imóveis para a realização de inspeção.

Telefone para contato e WhatsApp: (84) 98152-9740