Assembleia analisa proposta de orçamento para divulgação do turismo no RN

bc325dff87ce29c7bd3be64254fe3796Com a pesquisa contratada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) em mãos, os representantes do setor hoteleiro do Rio Grande do Norte apresentaram os dados para o presidente da Casa, o deputado Ricardo Motta (PMN), em reunião na manhã desta terça-feira, 10, na Assembleia Legislativa. O turismo é apontado pelos natalenses como o mais importante segmento econômico de interesse para o Rio Grande do Norte. As entidades pediram o apoio da Assembleia Legislativa na destinação de 25% do orçamento da publicidade para o fomento das atividades econômicas.

O presidente da Assembleia, Ricardo Motta, colocou o Legislativo a disposição do setor para realização de um fórum com o objetivo de incentivar a atividade. “Peço que os setores instrumentalizem uma proposta para levarmos à Comissão de Finanças da Assembleia que se posicionará sobre a viabilidade”, garantiu.

Ainda sobre a pesquisa, quando perguntados sobre o potencial econômico dada atividade, 98,51% dos natalenses disseram acreditar na importância do setor. Ao serem questionados acerca do turismo ser a mais expressiva atividade econômica do RN, a opinião é mantida pela maioria: 40,5% concorda que o setor é o mais expressivo da economia; 46,75% veem relativa verdade na afirmativa.

Os representantes do turismo potiguar também repercutiram as informações da Infraero que nos dois últimos anos o Aeroporto Augusto Severo perdeu 103.405 mil passageiros. “Esses turistas que deixaram de vir a Natal representam uma perda de mais de R$ 140 milhões para a nossa economia. Cada turista fica em média sete dias e gasta R$ 200 diários”, calculou o hoteleiro Rui Gaspar. O presidente da ABIH, Habib Chalita, atribuiu a queda no número de turistas à falta de divulgação do destino nos centros emissores de passageiros. “Quando diminui o turista, diminui a contratação dos bugues, restaurantes e hotéis”, enumerou.

ALRN