O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, o Procon de Natal realizou uma pesquisa de preços de milho verde no mês de junho, revelando uma redução significativa nos preços deste produto em comparação ao ano anterior. Em 2024, o preço médio da espiga de milho foi de R$ 0,80, enquanto em 2023 era de R$ 0,90, representando uma diminuição de R$ 0,10 no preço da espiga de milho este ano.

A pesquisa do Procon Natal, realizada entre os dias 10 a 21 de junho, abrangeu feiras tradicionais da cidade, como Santa Catarina, Igapó, Panorama, Carrasco e Rocas, onde o preço médio da espiga foi de R$ 0,80, no entanto o maior preço das feiras foi R$ 1,25 e o menor R$ 0,60, na primeira semana da pesquisa. Nos pontos tradicionais de venda, o preço médio variou de R$ 1,50 na primeira semana para R$ 0,80. Foi observado que na segunda semana, os preços decaem devido ao aumento na oferta deste produto.

Nos estabelecimentos comerciais, incluindo hipermercados, supermercados e atacarejos, o milho verde é vendido em bandejas com cinco unidades. O preço médio na primeira semana foi de R$ 7,46, e observou-se uma subida para R$ 7,79 na segunda semana. Em 2023, o preço médio da bandeja era de R$ 8,15.

Para a mão de milho (50 unidades), o preço médio em 2024 foi de R$ 40,00, comparado a R$ 41,25 em 2023, uma redução de 6,25%. Nas feiras livres, o preço médio foi de R$ 40,00, ou seja, mantiveram-se inalterados na comparação entre os dois anos pesquisados. Nos pontos de venda, a mão de milho teve um preço médio de R$ 40,00 em 2024, comparado a R$ 42,50 em 2023, houve uma redução de R$ 2,50 no preço médio.

Os comerciantes informaram que o milho verde comercializado em Natal vem das regiões oeste e seridó do estado. O aumento na oferta de milho na segunda semana de junho é atribuído a mais pontos de venda e a feira do milho que acontece até a primeira semana de julho. Em vista disso, o consumidor deverá encontrar preços mais atrativos próximo da data dos festejos juninos na capital.

O Procon Natal aconselha os consumidores a ficarem atentos às variações de preços, com a espiga de milho variando de R$ 0,80 a R$ 1,50, e a mão de milho variando até R$ 60,00 na Avenida das Alagoas e de R$ 50,00 nas feiras livres pesquisadas da capital. Para evitar preços altos, é recomendável antecipar a compra antes dos festejos juninos, quando a demanda aumenta.

Por fim, os consumidores devem está atentos e pesquisar os melhores preços, caso esteja sendo lesado no seu direito, o consumidor deverá encaminhar denuncia na sede do órgão, localizado na rua Ulisses Caldas n° 181, Cidade Alta ou pelos canais de atendimento ao consumidor: WhatsApp: (84) 98812-3865 e e-mail: [email protected], para medidas administrativas cabíveis.