Política

Caso Henry: vídeo mostra Jairinho comendo sanduíche entregue pelas mãos do próprio diretor de presídio

Vereador Dr. Jairinho, preso, ao lado de diretor de presídio. Na imagem ele come um sanduíche que o diretor entregou para ele Foto: Reprodução

Imagens obtidas com exclusividade pelo GLOBO mostram o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), no último dia 8, quando foi preso, no interior da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. O vídeo revela Jairinho recebendo um sanduíche das mãos do próprio diretor da unidade, Ricardo Larrubia da Gama, por volta das 15h30. O vereador é investigado pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, junto com a namorada Monique Medeiros, mãe da criança, que também está presa. (VÍDEO AQUI em matéria na íntegra).

As imagens são da recepção do Presídio Frederico Marques, em Benfica. Segundo o secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, o lanche entregue por Larrubia é o mesmo que era servido no dia da filmagem para os demais detentos. Segundo ele, não há indícios de que houve regalias ao preso. O secretário explicou que não foi aberto nenhum procedimento para investigar as denúncias de que o vereador teve tratamento privilegiado na prisão, pois as imagens das câmeras de segurança da cadeia foram analisadas e nada foi constatado.

— Após análise das imagens do circuito interno de câmeras, a Secretaria de Administração Penitenciária decidiu não instaurar qualquer tipo de procedimento disciplinar contra o diretor da unidade. Qualquer pessoa que tiver acesso às imagens perceberá que, por volta da 15h30, em ambiente comum da unidade, foi entregue ao interno Jairo o mesmo “kit lanche” que se oferece a todos os internos que estejam em trânsito para audiências. De fato é o diretor quem entrega o lanche ao Vereador, mas se trata do mesmo lanche que se oferece aos presos em trânsito para audiência — afirmou o secretário.

Na tarde desta quinta-feira, a Seap mandou as imagens para o Ministério Público do Rio (MPRJ).

— Sem prejuízo das convicções pessoais, encaminhei na data de hoje, o que justifico pelo atraso na extração das imagens, fato este comunicado ao Ministério Público, todas a imagens referentes à acusação a fim de que possa o MP, no seu papel de órgão externo de controle de legalidade, analisar, formar sua própria convicção e investigar, se entender necessário _ disse o secretário, que elogiou Larrubia que pediu exoneração do cargo — Não posso deixar de prestar minhas sinceras homenagens ao policial penal Ricardo Larrubia, que com tantos anos de bons serviços prestados ao sistema penitenciário, diante das denúncias optou por pedir exoneração da função de direto do Presídio Frederico Marques — concluiu Montenegro.

Larrubia foi dirigir outra unidade, o Instituto Penal Cândido Mendes, no Centro. A exoneração dele do Presídio Frederico Marques saiu no mesmo dia em que foi nomeado para a nova unidade. Antes da casa de custódia de Benfica, o policial penal dirigiu o presídio de Volta Redonda. Por nota, a assessoria do MP do Rio informou que a “Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Sistema Prisional e Direitos Humanos esclarece que a SEAP, por iniciativa própria e por uma questão de transparência, informou que encaminhará ainda hoje (15/04) imagens da passagem dos presos Dr. Jairinho e Monique Medeiros pelo Presídio Frederico Marques, localizado no bairro de Benfica”.

O MPRJ confirmou ter recebido uma denúncia anônima “noticiando que Dr. Jairinho e Monique Medeiros teriam supostamente sido beneficiados com regalias irregulares na unidade”. A assessoria informou ainda que “a partir das informações trazidas na denúncia e providências de verificação, não foi encontrado nenhum elemento ou indício de irregularidade na recepção dos internos. O procedimento de isolamento foi observado para evitar riscos de instabilidade no ambiente prisional. A medida atende ao protocolo padrão adotado sempre que necessário e justificado como no caso”.

As denúncias sobre as irregularidades no presídio foram divulgadas na última segunda-feira no programa SBT Rio. De acordo com a informação da emissora, o casal teve um tratamento privilegiado na cadeia. Jairinho teria ficado na sala de um diretor durante o tempo em que ficou na unidade e Monique, em uma outra sala. Ambos não teriam ido para celas. Ainda segundo a emissora, o casal teria almoçado a mesma comida do diretor, e não o cardápio oferecido aos presos.

Segundo a Seap, Jairinho e Monique estão cumprindo o procedimento de ingresso no sistema penitenciário de isolamento de 14 dias, antes de se juntarem aos demais detentos. O vereador está no Presídio Pedrolino de Oliveira, Bangu 8, onde ficam os presos da Lava-Jato. Já Monique se encontra no Presídio Ismael Pereira Sirieiro, em Niterói.

O Globo

Opinião dos leitores

    1. Presidido pelo Coisa Ruim não é de se esperar outra coisa, mr. Puxa saco de milicianos.

    2. Amigo bolsoloide, o Dr Jairinho é gente de bem, que defende a família, característica dos apoiadores de Jair Bolsonaro

    1. Lavagem deve ter na sala de jantar de seu chiqueiro.
      Seu comedor de fezes do PSOL.

    2. Você deve ser daqueles que fazem beijo grego em Maduro kkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

PF incinera 2,6 toneladas de drogas apreendidas no RN

A Polícia Federal, com autorização da Justiça, incinerou nesta quinta-feira (13), no alto-forno de uma usina na Zona Rural de Arês, Região Metropolitana de Natal, um total de 2.629,28 kg de substâncias entorpecentes, sendo 1.907,59 kg de cocaína; 677,06 kg de haxixe; 44,63 de maconha e 100 comprimidos de ecstasy, além de petrechos utilizados para acondicionar as drogas.

O montante hoje destruído é referente às apreensões realizadas nos anos de 2020 e 2021 na capital potiguar e Região Metropolitana.

O trabalho de incineração foi devidamente acompanhado pelo chefe da Delegacia de Repressão a Drogas da PF, além de fiscais da Vigilância Sanitária.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Lula quer voltar à Presidência para “aparelhar o Estado e assaltar a Petrobras”, afirma Rogério Marinho

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL), disparou críticas, nesta quinta-feira (13), ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência em 2022. Para Rogério, recentes declarações do petista mostram que ele “não mudou nada”.

“Lula não mudou nada. Não tem nada de ‘Lulinha paz e amor’. É o mesmo que quer aparelhar o Estado brasileiro, assaltar a Petrobras, assaltar as estatais, voltar o processo do aparelhamento pelos partidos políticos que gerou a corrupção nos fundos de pensão. Lula é a mesma pessoa”, destacou Rogério Marinho em entrevista à 98 FM.

O ministro falou do ex-presidente para criticar a proposta de Lula de revogar trechos da reforma trabalhista de 2017, que passou no Congresso com a relatoria de Rogério Marinho, que à época era deputado federal pelo PSDB do RN. Para Rogério, a reforma trabalhista “modernizou” relações de trabalho no País.

Na avaliação do ministro, Lula faz críticas às mudanças “por desconhecimento”. “Ele lê pouco e é mal assessorado”.

Portal 98FM

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Policial civil é assassinado enquanto veraneava não praia de Zumbi

Um agente da Polícia Cicil da Paraíba, conhecido por APC Sandro, foi assassinado na noite desta quinta-feira (13), na Praia de Zumbi.

Segundo informações repassadas ao blog, cinco homens armados entraram na casa em que ele estava o executaram com a própria arma com disparos no peito e na cabeça. Em seguida, fugiram no carro dele, um Siena de placas MYO-8C43.

As primeiras informações são conta de que os criminosos são de Mãe Luiza. Até agora ninguém foi preso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Lula e Dilma se encontram em meio a discussões sobre papel da ex-presidente na eleição

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva postou nesta quinta-feira (13) foto do seu primeiro encontro do ano com a também ex-presidente pelo PT Dilma Rousseff.

A reunião ocorre após polêmicas envolvendo o nome da ex-presidente. Ela não foi convidada para o jantar entre Lula e o ex-governado de São Paulo Geraldo Alckmin. Além disso, nos bastidores do partido, se discute qual será o papel de Dilma durante a campanha presidencial deste ano.

“Primeiro encontro do ano com a minha querida @dilmabr”, escreveu Lula, no Twitter.

Em dezembro, Dilma não foi chamada para um jantar promovido pelo grupo jurídico Prerrogativas que selou a aproximação entre Lula e Alckmin (ex-PSDB), possíveis aliados numa chapa presidencial. Organizadores do evento negaram veto e atribuíram a ausência dela a um desencontro na hora de enviar o convite. ​

Ela afirma que não foi convidada para o evento —e seus interlocutores circularam a versão de que Dilma acredita ter virado um problema político para Lula.

Pessoas próximas à ex-presidente dizem que ela é contra a aliança com Alckmin, embora não se manifeste publicamente nesse sentido em respeito a Lula.

Desde então, o partido vem tentando amenizar a situação. Na terça-feira (4), Dilma recebeu uma nota de solidariedade da Fundação Perseu Abramo, da qual é presidente de honra. “O golpe contra Dilma foi um golpe contra a democracia, contra todas e todos nós”, diz o texto da entidade, ligada ao PT.

Na quinta (6), a ex-presidente foi protagonista de um vídeo curto postado pelo partido, em que ela declama um trecho de “O Evangelho Segundo Jesus Cristo”, do português José Saramago. É chamada de “última presidenta legítima brasileira”.

Os afagos à ex-presidente ocorrem dias depois de algumas esnobadas públicas que recebeu.

Um dos vice-presidentes do partido, Washington Quaquá, disse recentemente que Dilma não tinha mais relevância eleitoral, o que gerou um movimento de contenção de danos por parte da cúpula do partido.

“Dilma tem dado uma contribuição importante para a fundação, sobretudo na produção editorial. Como pessoa, é muito querida por todos, e achamos importante manifestar nossa opinião sobre a importância dela nesse momento histórico”, diz Carlos Henrique Árabe, diretor da Fundação Perseu Abramo e um dos autores da nota de solidariedade.

Para além dos gestos de desagravo pessoal à ex-presidente, o PT discute que destaque dar a ela na campanha presidencial que se aproxima.

O governo Dilma, que registrou uma das maiores recessões da história do Brasil, deverá ser um dos temas mencionados por opositores de Lula na campanha, juntamente com as acusações de corrupção contra o ex-presidente.

Líderes do partido avaliam que será incontornável defender Dilma e seu governo. Escondê-la não é algo cogitado, até porque poderia ser um tiro no pé, algo que certamente seria explorado por adversários como uma espécie de “confissão de culpa”.

Uma das possibilidades é aproveitar a imagem da ex-presidente no exterior, onde o discurso, promovido pelo PT, de que ela sofreu um golpe ganhou ampla aceitação em setores da esquerda.

Dilma é integrante do Grupo de Puebla, organização que reúne líderes e ex-chefes de Estado latino-americanos. A ex-presidente poderia fazer a interlocução com partidos e governos estrangeiros e dar entrevistas para a mídia internacional, por exemplo.

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Podemos foca Sul e Sudeste para alavancar Moro e quer MBL para Governo de SP

Foto: EDU CHAVES/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A presidente do Podemos, Renata Abreu, mira o Sul e o Sudeste como as principais regiões para alavancar a candidatura do ex-juiz Sergio Moro à Presidência da República.

A aposta é que um pequeno crescimento nessas regiões, sobretudo nos estados mais populosos, como São Paulo, pode representar um acréscimo relevante na disputa.

Segundo Abreu, São Paulo é onde o Podemos tem uma de suas maiores forças, com 22 prefeituras, sendo cinco consideradas grandes: Osasco, Mogi das Cruzes, Rio Grande da Serra, Taboão da Serra e Itapevi.

O Podemos ainda tem 35 vice-prefeitos e é, segundo Renata, a quinta maior força em São Paulo em termos de população governada.

No estado, o partido está em conversas avançadas para apoiar a candidatura de Arthur do Val (Patriota), o Mamãe Falei, ao governo paulista.

Há inclusive conversas para que ele e outros integrantes do MBL (Movimento Brasil Livre) se filiem à sigla.

Caso isso ocorra, o partido projeta aumentar para até sete o número de deputados estaduais e chegar até a nove deputados federais eleitos. O Podemos elegeu três, mas hoje tem dois parlamentares na Câmara.

Abreu diz que, embora não haja data, o ex-ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro (PL) fará uma série de agendas em São Paulo e gastará muito tempo no estado.

“Se cresce 2% em São Paulo, cresce muito. Tem de fazer a construção muito bem nessas regiões. É melhor começar por onde o Podemos está bem construído e já tem grandes apoiadores”, afirma Abreu.

Segundo a última pesquisa Datafolha, divulgada em dezembro, Moro aparece com 9% das intenções de voto, em terceiro lugar, empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT), que tem 7%.

Na frente estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 48%, e Bolsonaro, com 22%.

No Sul e no Sudeste, especificamente, Moro tem performance melhor, com 13% e 12% das intenções de voto, respectivamente.

No Nordeste, ele tem 3% das intenções de voto e no Norte, 8%. Moro é rechaçado por eleitores de esquerda, principalmente apoiadores do ex-presidente Lula.

O ex-juiz conduziu as ações da Lava Jato enquanto era titular da 13ª Vara Federal de Curitiba e sofreu uma dura derrota no STF (Supremo Tribunal Federal), no ano passado, que o considerou parcial nas ações em que atuou como magistrado federal contra Lula.

Com isso, foram anuladas ações dos casos tríplex de Guarujá (SP), sítio de Atibaia (SP) e Instituto Lula pela Lava Jato.

No Centro-Oeste, 13% da população declararam o objetivo de eleger o ex-juiz.

No Sudeste, em Minas Gerais especificamente, Abreu diz que tem conversado com o atual governador do estado, Romeu Zema (Novo), e que ele já se colocou à disposição para abrir palanque para o ex-juiz.

No Rio de Janeiro, ela afirma que a intenção é lançar um candidato ao Senado, mas que o nome ainda não foi definido.

Já no Sul, no Paraná, terra natal de Moro, a aposta será na reeleição do senador Alvaro Dias (Podemos). No Distrito Federal, Abreu quer lançar o senador Reguffe ao governo.

Apesar do investimento nas regiões onde Moro já vai melhor, o Podemos quer que ele siga o giro no Nordeste e também fará esforço por palanques na região.

O Podemos tem Eduardo Braide, prefeito de São Luís, capital maranhense, por exemplo, e aposta que lá Moro poderia pontuar melhor.

A presidente da legenda diz que o momento é justamente de reunir o partido e ajustar as candidaturas em cada região, enquanto Moro também faz um giro pelo país e mira segmentos específicos para alavancar a candidatura.

As próximas viagens do pré-candidato à Presidência serão para Ceará, Piauí e Espírito Santo. Na semana passada, Moro já esteve pelo Nordeste. Nesta semana, ele foi ao Rio de Janeiro, a Brasília e a São Paulo.

Moro desembarcou em Brasília onde conversou com o economista Marcos Cintra pelo telefone. Cintra é ex-secretário da Receita Federal do governo Bolsonaro e planeja apresentar um plano econômico ao ex-juiz.

O pré-candidato também conversou com o núcleo que elabora o plano de governo voltado para a Amazônia, que é coordenado pelo economista Affonso Celso Pastore, com o general Carlos Alberto dos Santos Cruz (Podemos) e com coordenadores estaduais do Podemos.

Em São Paulo, Moro se reuniu com o grupo de especialistas em direito que o ajuda a elaborar propostas de mudanças para o Judiciário.

Na segunda (10), no Rio de Janeiro, o ex-juiz encontrou-se com o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa. Apesar da reunião, o ministro aposentado da corte não pretende apoiar o ex-ministro da Justiça porque o vê com desconfiança.

Barbosa desaprova a aproximação do pré-candidato com procuradores da Lava Jato e militares e também é crítico da decisão de Moro de largar a magistratura e ter assumido o Ministério da Justiça de Bolsonaro.

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Setor de serviços cresce 2,4% em novembro; Resultado além da expectativa deixa o setor 4,5% acima do patamar pré-pandemia, diz IBGE

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O volume de serviços prestados no Brasil cresceu em novembro muito mais do que o esperado, interrompendo dois meses seguidos de perdas, impulsionado sobretudo pelos serviços de informação e comunicação.

Mesmo com o salto da inflação no final de 2021, o setor de serviços apresentou em novembro avanço de 2,4% na comparação com outubro, maior taxa de crescimento desde fevereiro de 2021 (+4,0%), de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou bem acima da expectativa em pesquisa da Reuters de ganho de 0,2%, deixando o setor 4,5% acima do patamar pré-pandemia, registrado em fevereiro de 2020.

Na comparação com o mesmo mês de 2020, o volume de serviços disparou 10%, sendo que a expectativa era de alta de 6,5%.

“Esta recuperação do mês de novembro coloca o setor no maior patamar dos últimos seis anos, igualando-se ao nível de dezembro de 2015″, afirmou o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

As medidas de contenção do coronavírus impuseram um forte baque ao setor de serviços, que tem peso importante sobre a atividade econômica.

Mas o avanço da vacinação permitiu a retomada do setor, que voltou a crescer em novembro depois de o aumento de preços em telecomunicações e passagens aéreas ter pesado sobre os resultados de setembro e outubro.

Em novembro, quatro das cinco atividades pesquisadas apontaram avanço no volume, sendo o destaque o ganho de 5,4% de serviços de informação e comunicação, que recuperaram a perda de 2,9% vista nos dois meses anteriores.

Com isso, a atividade fica em um patamar 13,7% acima de fevereiro de 2020, com destaque para o setor de tecnologia da informação, que cresceu 10,7% no mês, maior taxa desde janeiro de 2018 (11,8%).

“Depois do período mais agudo da pandemia, a partir de junho de 2020, o setor mostrou uma rápida recuperação, acelerando o ritmo de crescimento das receitas. Essas informações positivas são em boa parte explicadas pelo dinamismo das empresas do setor de TI, que fornecem serviços para outras empresas”, explicou Lobo.

A única queda em novembro foi registrada por serviços profissionais, administrativos e complementares, de 0,3% –quarta taxa negativa seguida, acumulando perda de 3,7%.

O índice de atividades turísticas, por sua vez, teve alta de 4,2% frente a outubro, sétima taxa positiva consecutiva, acumulando ganho de 57,5%. Porém o IBGE destaca que o segmento ainda está 16,2% abaixo do patamar de fevereiro de 2020.

Exame

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Mayra Pinheiro aciona STF contra Aziz, Renan e Randolfe por violação de sigilo funcional e dano emocional à mulher

Imagem: reprodução/YouTube

A ex-secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro, jocosamente apelidada “Capitã Cloroquina” pela oposição, acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) contra a cúpula da extinta CPI da Covid. Em pedido enviado à Corte na última semana, a médica pede investigação contra os senadores Omar Aziz (PSD-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Pinheiro acusa os congressistas de violação de sigilo funcional e dano emocional à mulher. Aziz e Randolfe eram, respectivamente, o presidente e vice da CPI da Covid. Renan Calheiros era o relator.

Segundo a defesa da médica, os senadores teriam atuado para “humilhar, constranger e ridicularizar” sua imagem durante e depois das investigações, com a divulgação de e-mails obtidos com a quebra do sigilo telemático.

De forma abusiva, sem respeito algum para com a Suprema Corte, com o indesculpável propósito de subjugar, ofender e humilhar a Querelante, a CPI, sob o comando dos Querelados, repassou à imprensa o conteúdo de seu e-mail e de seus dados pessoais sobre os quais, sob as penas da lei, estavam eles obrigados a manter e preservar a incolumidade”, afirmou.

Pinheiro também questiona o indiciamento feito pela CPI, que em relatório final a incluiu na lista de autoridades que teriam cometido suposto crime contra a humanidade. Os supostos crimes teriam ocorrido durante o colapso do sistema de saúde pública em Manaus, em janeiro de 2021.

A médica nega ter cometido o crime. “De forma absurda e paradoxal, criminalizam-na, sem tipicidade alguma, após arriscar ela a sua própria vida, deslocando-se até Manaus, no momento de maior aflição e dor de sua população vitimada pela ambição de agentes políticos inescrupulosos, que desviaram as verbas da saúde, em plena pandemia”, afirmou a defesa de Mayra Pinheiro.

O pedido foi direcionado à ministra Rosa Weber, que assumiu o plantão do Supremo na semana passada. Por considerar que o caso não é urgente, Weber mandou o caso para o gabinete da ministra Cármen Lúcia, relatora do processo.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

‘Baby Shark’ se torna o 1º vídeo do YouTube com 10 bilhões de visualizações; Confira os 10 vídeos mais vistos

Foto: reprodução/YouTube

O vídeo da música infantil “Baby Shark” quebrou mais um recorde e se tornou o 1º vídeo da história do YouTube a atingir 10 bilhões de visualizações. Segundo a plataforma, o clipe da canção atingiu a marca de 10.004.710.801 visualizações nesta quinta-feira (13).

Baby Shark já tinha se tornado o vídeo mais visto do YouTube em novembro de 2020, desbancando o clipe da música do porto-riquenho Luíz Fonzi, “Despacito”, sucesso nas rádios de todo o mundo.

O vídeo foi ao ar em 2016 e traz duas crianças fazendo a coreografia e cantando a canção, que, em inglês, fala os nomes dos integrantes da família, seguido apenas da estrofe:“Doo doo doo doo doo”. O vídeo está disponível no canal Pinkfong! Kids’ Songs & Stories, que reúne outras canções infantis.

Vídeos mais vistos da história do YouTube

  • 1. Baby Shark Dance (10 bilhões de visualizações);
  • 2. Despacito (7,7 bilhões de visualizações);
  • 3. Johny Jonhny Yes Papa (6,1 bilhões de visualizações);
  • 4. Shape of You (5,5 bilhões de visualizações);
  • 5. See You Again (5,3 bilhões de visualizações);
  • 6. Bath Song (4,8 bilhões de visualizações);
  • 7. Learning Colors – Colorful Eggs on a Farm (4,5 bilhões de visualizações);
  • 8. Masha and the Bear – Recipe for Disaster (4,48 bilhões de visualizações);
  • 9. Uptown Funk (4,42 bilhões de visualizações);
  • 10. Phonics Song with Two Words (4,41 bilhões de visualizações).

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Suprema Corte dos EUA barra ordem de governo Biden para impor vacinação ou testes contra Covid-19 em empresas

Foto: Evelyn Hockstein / REUTERS

A Suprema Corte dos EUA bloqueou uma iniciativa, apresentada pelo governo de Joe Biden em novembro, que obrigava a vacinação ou a apresentação de testes regulares contra Covid-19 em empresas com mais de 100 funcionários. A decisão, que teve o apoio dos seis juízes conservadores e foi rejeitada pelos três vistos como progressistas, é um golpe contra as ações da Casa Branca para incrementar os índices de imunização no país. Com entrada em vigor em 4 de janeiro, a medida atingia mais de 80 milhões de trabalhadores nos EUA, com previsão de multas de até US$ 14 mil (R$ 78,7 mil) por funcionário.

A norma, apontada pelo governo como um “padrão temporário de emergência”, fazia parte de um plano de ação contra a pandemia e seria implementada pela Administração de Segurança e Saúde Ocupacional do Departamento de Trabalho (Osha, em inglês). Contudo, para a Suprema Corte, dando razão a uma ação movida pelo governo de Ohio e grupos empresariais, a agência responsável pela segurança no ambiente de trabalho não tem poderes para exigir a vacinação de profissionais do setor privado.

“Apesar de o Congresso ter dado à Osha o poder de fiscalizar riscos ocupacionais, não deu à agência o poder de regulamentar a saúde pública de maneira mais ampla. Exigir a vacinação de 84 milhões de americanos, escolhidos apenas porque trabalham para empregadores com mais de 100 funcionários, certamente não está entre seus poderes”, diz a decisão, que não foi assinada.

Durante a argumentação oral, a representante do governo, Elizabeth Prelogar, apontou que a Covid-19 traz riscos graves ao ambiente de trabalho por causa da excessiva exposição ao vírus, o que poderia ser amenizado com o uso de mascaras e vacinação. Com menos empregados afastados e doentes, afirma a Casa Branca, a retomada econômica seria mais fácil e segura.

Diante da perspectiva da derrota, fez-se um pedido para que ao menos fossem aceitas regras exigindo o uso de máscaras e a realização de testes, o que foi rejeitado.

Com isso, a Corte enterra uma decisão tomada por um tribunal de apelações de Cincinnati que liberava a aplicação da ordem — ainda há outros processos em andamento mas, com a decisão desta quinta-feira, suas chances de sucesso são praticamente nulas.

Os juízes dissidentes, Stephen Breyer, Sonia Sotomayor e Elena Kagan emitiram, por sua vez, uma dura nota criticando a decisão.

“Com uma pandemia ainda em andamento, a Corte diz à agência responsável por proteger a segurança dos trabalhadores que ela não poderá fazer isso nos locais de trabalho. Enquanto a doença e a morte continuam a se acumular, a Corte diz à agência que ela não pode responder da forma mais eficaz possível”, afirmam os juízes.

Em comunicado, o presidente Biden se diz “desapontado com a decisão da Suprema Corte que barra exigências sensatas, baseadas na ciência e na Lei, que podem salvar as vidas de empregados de grandes empresas”. Biden afirma que, apesar de a Corte ter decidido que seu governo não tem poderes para exigir a vacinação no setor privado, ela “não o impede de usar a voz, como presidente” para pedir aos empresários que exijam a imunização por conta própria.

“Temos que seguir trabalhando juntos se quisermos salvar vidas, manter as pessoas trabalhando e deixar a pandemia para trás”, diz o comunicado.

Também nesta quinta-feira, em uma vitória para a Casa Branca, a Suprema Corte manteve a obrigatoriedade de vacinação para cerca de 10,3 milhões de profissionais de saúde em locais como hospitais, clínicas e casas de repouso que recebem dinheiro federal. A medida invalida decisões tomadas por tribunais federais no Missouri e na Lousiana que barravam a obrigatoriedade em 24 estados. Os comprovantes de vacinação precisam ser apresentados até o final de fevereiro.

“Afinal, garantir aos provedores [de serviços] meios para evitar a transmissão de um vírus perigoso para seus pacientes está de acordo com o princípio fundamental da medicina: em primeiro lugar, não causar dano”, diz a decisão. Uma ordem semelhante já está em vigor, desde setembro, para funcionários e prestadores de serviço do governo federal.

Ao comentar a segunda decisão, Biden apontou que ela “vai salvar vidas”, citando pacientes que buscam ajuda, além de médicos, enfermeiras e outros profissionais que trabalham em hospitais e unidades médicas.

As decisões ocorrem enquanto os EUA enfrentam um surto provocado pela variante Ômicron. A média móvel de casos dos últimos 14 dias, segundo o New York Times, está em 781 mil por dia, enquanto o número de óbitos está em forte alta, com média de 1.851 por dia. Especialistas apontam que, na maior parte dos casos, as mortes ocorreram entre pessoas não vacinadas.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senador Jean rebate ataque de Rogério Marinho sobre atuação da bancada do RN; ‘Ele é o pai do desemprego’

Fotos: Alessandro Dantas/Roque de Sá/Agência Senado

O Senador Jean (PT-RN) rebateu nesta quinta-feira (13) os ataque do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, em entrevista concedida à Rádio 98 FM de Natal.

“Rogério representa o sentimento de um grupo político que está no poder federal com uma gestão desastrosa, que tem levado o país para um dos seus piores momentos, com fome, desemprego, negligência na pandemia. Rogério Marinho é o pai do desemprego”, declarou o Senador Jean.

Na entrevista à rádio, o ministro Rogério Marinho criticou os três senadores, afirmando que a bancada não tem relevância.

O Senador Jean respondeu com crítica também à atuação do ministro quando deputado federal. “Ele deve acreditar que boa atuação parlamentar é tirar direito dos trabalhadores, como ele fez com a reforma trabalhista. Deve achar que boa atuação é atacar a aposentadoria, como fez com a reforma previdenciária. Prometeu geração de emprego e só entregou desemprego e desespero ao povo”, disse.

“Aqui, não. O Rio Grande do Norte sabe escolher. O senador que será eleito neste ano pelo povo potiguar será um senador alinhado à defesa dos trabalhadores e trabalhadoras, alinhado a Lula e à governadora Fátima Bezerra e à luta por melhorias para a nossa gente. E esse não é o do lado do ministro de Rogério Marinho”, afirmou Jean.

Marco das Ferrovias

Rogério Marinho também alegou que o Marco das Ferrovias, relatado pelo Senador Jean, não traz benefícios ao Rio Grande do Norte.

“Parece que o ministro não aprendeu como funciona o Congresso Nacional. Nós legislamos para o Poder Executivo colocar em prática essas leis. Aprovamos à unanimidade o novo Marco Legal das Ferrovias, sem alteração na Câmara. E o projeto foi sancionado pelo próprio governo que ele faz parte. Agora o Governo Federal deveria também utilizar as ferramentas que lhe foram entregues por esse projeto de lei para revitalizar as ferrovias. O que estamos fazendo aqui, inclusive, junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado”, rebateu o Senador Jean.

Opinião dos leitores

  1. Um desmoralizado como o Rogério Marinho, um dos responsáveis pelas mazelas que sofrem os trabalhadores brasileiros quer enganar o povo do RN? Já foi defenestrado na eleição passada, conseguiu unir-se ao que de pior, ou melhor, aos seus iguais para destruir o país.

    1. Só adjetivos!! Cadê os números, estatísticas e provas do seu arroubo?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *