VÍDEO – (DEPOIMENTO): Veja publica “as confissões de Adélio, o homem que tentou matar Bolsonaro”

Com um uniforme azul e de chinelo preto, o ex-garçom Adélio Bispo de Oliveira, de 42 anos, chega ao depoimento escoltado por três agentes na penitenciária de segurança máxima. Após ter as mãos e os pés algemados em uma cadeira, ele é observado com atenção redobrada, porque é classificado como um detento de alta periculosidade. No dia 6 de setembro de 2018, Adélio tentou matar com uma facada o então candidato a presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral em Juiz de Fora, Minas Gerais. O atentado marcou a história do Brasil – e, até hoje, suscita uma série de teorias da conspiração. Qual foi, afinal, a motivação do crime? Foi um ataque isolado ou a mando de alguém? Como o agressor escolheu o seu alvo?

Após investigar o caso, a Polícia Federal concluiu que Adélio, preso em flagrante, agiu sozinho e tem problemas mentais . O ex-garçom foi diagnosticado como portador de transtorno delirante. Em função disso, em maio de 2019, ele foi considerado inimputável pela Justiça. Desde então, está internado no presídio federal de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde ele diz sofrer retaliações por ter tentado matar Bolsonaro e onde prestou seus últimos depoimentos gravados em vídeo.

VEJA teve acesso a essas gravações inéditas em que Adélio conta detalhes de como e por que planejou o atentado contra Bolsonaro e confessa que tinha um desejo íntimo de matar o ex-presidente Michel Temer, o que, segundo ele, já passou . “Isso termina aqui”, diz o agressor.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Alguém ja assistiu o documentário "A facada no mito" no youtube?
    Interessante.

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Quer dizer q doido não pode ser condenado, mas pode trabalhar de garçom. Sei não, é cada uma. Se bem q esse aí de doido não tem nada, ora melhor q muita gente, inclusive melhor até os corruptos de carteirinha, q se expressam muito bem como se fossem santos.

  3. Tarcísio Eimar disse:

    "… e confessa que tinha um desejo íntimo de matar o ex-presidente Michel Temer, o que, segundo ele, já passou".
    Pura orientação dos advs

  4. Luas Siger disse:

    A incrível história da suposta facada que não saiu uma hora de sangue. Um dia a verdade aparece

  5. Sergio disse:

    Graças a esse maluco, temos outro na Presidência!

    • Tarcísio Eimar disse:

      Verdade, senão estaríamos no fundo do poço. Imagine aí o PT domando essa pandemia

  6. Nunes disse:

    Esse aí é tudo ,só não é doente mental e merece uma bala na cabeça.

  7. ADELIO É Ô CARA disse:

    Faltou planejamento. Só isso.

  8. Calígula disse:

    Algumas perguntas assombram a esquerda. Quem matou e por quê mataram Celso Daniel?.
    Quem mandou matar Jair Bolsonaro?.
    Quando os 5milhões de reais que foram utilizados para compra dos respiradores serão devolvidos aos cofres públicos? E a CPI para apurar a locação de Ambulâncias por um prazo de oito meses, no valor de 8,5milhões de reais, se vai acabar em pizzas?. Cadê o hospital de Campanha prometida pela Desgovernadora Fátima Bezerra PT? Etc, etc,etc…

  9. natal sofrida disse:

    Esse corno que estima assassino, um dia poderá sofrer algo pior, que satanás tome sua alma seu miseravel.

  10. Herói Da Nação disse:

    Grande Adelio… Muita estima pela sua pessoa.
    Fique na paz irmão.

    • Victorino disse:

      Não é de se espantar no seu elogio, já que defende também o maior corrupto da nação, o molusco de 9 dedos.

    • Rodrigo Duarte disse:

      É incrível a solidariedade que esquerdistas têm com bandidos, não atoa o país passou muitos anos nas mãos do crime organizado, sempre roubando e destruindo o futuro de nosso país.

    • Antônio Soares disse:

      Um bandido sempre defendendo o outro, nada de anormal.

    • Marcell Barreto disse:

      Que você passe pelo mesmo ou pior safado imundo

ENQUETE – VEREADORA: Porta dos Fundos tira vídeo do ar após acusações de machismo

Foto: Facebook/Porta dos Fundos / Pipoca Moderna

O grupo humorista Porta dos Fundos decidiu tirar do ar e pedir desculpas públicas por um vídeo de humor político, após receber críticas que o consideraram machista, inclusive do colega Youtuber Felipe Neto.

Publicado no canal do Porta dos Fundos no YouTube, o vídeo sugeria que a vereadora mais votada nas eleições de Curitiba teria participado de orgias e vazado nudes de si mesma.

“Pela família curitibana brasileira, pelas casas de swing, pelos garotos de programa, pela galera do OnlyFans, pelo clubinho de BDSM e por todos os sigilosos, avisem ao povo que Yollanda está eleita!”, escreveu o perfil oficial do Porta dos Fundos no Twitter para divulgar o vídeo.]

Apesar do nome da personagem ser diferente, muitos acreditaram tratar-se de uma paródia ofensiva de Indiara Barbosa, do partido Novo, a candidata a vereadora mais votada da capital paranaense.

“Eu acho o partido Novo patético. Típica turminha neoliberalóide que sonha em ver ricos ficando mais ricos, enquanto grita “É meritocracia” pros mais pobres. Contudo, o vídeo feito pelo Porta dos Fundos sobre a vereadora do partido foi inaceitável. Totalmente horrível”, tuitou Felipe Neto.

A própria Indiara Barbosa lamentou o vídeo. “Apesar de ter sido a vereadora mais votada de Curitiba, pelo partido Novo, certamente essa personagem não sou eu. É uma pena que o Porta dos Fundos associe o sucesso de uma mulher a alguma conotação sexual. Temos muito trabalho para mudar essa cultura retrógrada”, escreveu.

O partido Novo também repudiou: “É uma falta de respeito, não só com nossa vereadora eleita, Indiara Barbosa, mas com todas as mulheres que tiveram a coragem de se candidatar a um cargo público, independentemente do partido.”

Até a deputada federal Tabata Amaral, do PDT, manifestou-se indignada: “Uma das coisas mais suprapartidárias que existem no Brasil é o machismo. Seja você de esquerda ou direita, não há graça nenhuma em uma piada que insinua que uma mulher só foi eleita usando seu corpo”.

“Que nojo. Que vídeo machista. Eu não sou alinhada com o Novo e não votei na Indiara, mas merecemos respeito independentemente dos posicionamentos políticos. Melhorem muito”, acrescentou uma internauta, entre vários outros comentários negativos.

Em posicionamento também publicado no Twitter, o Porta dos Fundos argumentou que a personagem retratada existe há muito tempo – há 9 anos, bem antes da candidatura de Indiara Barbosa – , mas mesmo assim, como o conteúdo do vídeo não condizia com o que o grupo defende, os integrantes do grupo decidiram tirar o esquete do ar e agradeceram aos fãs pelo diálogo.

“O Porta acredita que o Brasil precisa de mais mulheres em cargos públicos”, acrescenta o perfil oficial dos humoristas, concluindo com um “parabéns” pela vitória da vereadora.

Terra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé ninguém disse:

    Pessoal do porta dos fundos… Tirem onda com MAOMÉ

  2. LEO disse:

    Desde quando esses IDIOTAS são humorista ???

  3. Cidadão disse:

    Denegrir Jesus pode… Nunca se retrataram.

  4. Antonio Barbosa Santos disse:

    Onde será que anda Jandira, Benedita, Dilma, Gleise, Natália, Erundina que não deram um pio sobre esse vídeo?
    Parece que as lutas pela igualdade, pelo respeito e contra o machismo só valem em metade do tempo.
    Uma pena que as máscaras caiam por ação da própria patota.

STF impede divulgação de vídeo com dinheiro ‘entre nádegas’ de senador

Marcello Casal JrAgência Brasil

Na decisão em que determinou o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), o ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), ordenou que apenas um dos vídeos produzidos na ação que encontrou R$ 33.100 na cueca do parlamentar seja juntado aos autos da investigação sobre desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de covid-19.

A filmagem diz respeito à primeira revista corporal feita no senador na Operção Desvid-19, após os investigadores suspeitarem do ‘grande volume retangular na parte traseira das vestes’ do parlamentar.

No entanto, uma segunda gravação deverá ser mantida em ‘cofre da própria Polícia Federal, em absoluto sigilo’, segundo a determinação de Barroso. A medida se dá em razão de o registro exibir ‘demasiadamente a intimidade do investigado e não produzir acréscimo significativo à investigação’.

“Se comprovada a culpabilidade do investigado, estará justificada a sua punição, mas não sua desnecessária humilhação pública”, ponderou o relator da Desvid-19. A decisão atende pedido da Polícia Federal e diz respeito a uma segunda revista corporal feita no senador.

“Num segundo momento, diante do precedente que se apresentava, a equipe realizou novo registro em vídeo do momento em que a autoridade policial, o Senador e seu advogado se dirigem a uma sala reservada e lá a autoridade solicita ao Senador que retire todas as demais cédulas eventualmente ainda ocultas em seu corpo. Nesse momento, o Senador retira parcialmente sua roupa, deixando à mostra e visíveis ao espectador as partes íntimas do seu corpo e termina a retirada das últimas cédulas de dinheiro”, descreveram os investigadores.

Nessa linha, a PF argumentou que o vídeo ‘exibe a intimidade’ do senador e seu anexo aos autos da investigação ‘não acrescentaria de forma significativa a produção de prova quanto a ocultação de valores.

“Isso posto, buscando resguardar a intimidade do investigado em confronto com a necessidade de produção de prova para a investigação criminal, solicito de Vossa Excelência manifestação quanto a possibilidade de juntada apenas do primeiro vídeo aos autos, mantendo-se o segundo sob custódia e responsabilidade desta Polícia Federal até eventual trânsito em julgado do processo”, ressaltou a PF no pedido a Barroso.

A PF considerou que a tentativa do senador de esconder dinheiro na cueca configurou potencial ocorrência do crime de embaraço a investigação de infração penal que envolva organização criminosa.

“Caso o investigado não titularizasse o mandato de Senador da República, dúvida não haveria acerca da sua imediata prisão em flagrante”, registrou a corporação ao pedir a segregação cautelar de Chico à Barroso. O ministro do STF, no entanto, acolheu apenas o pedido de afastamento do parlamentar.

R7, com Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. DEFENSORES DO INDEFENSÁVEL disse:

    Fico sem acreditar nos comentários sem lógica. Mas a esperança em um Brasil com menos corrupção continua no coração da nação. Que Luladrão é desonesto já sabemos, mas não justifica a desonestidade do cagão amigo de Naro. Kkkkkk.

  2. Cidadão Indignado disse:

    Que merda, mano! Próxima nota de real vai ter a figura do peixe pacu ou baiacu! Políticos de merda!

  3. Marquito disse:

    Se fosse Lula ou do PT já estava passando na desde o bom dia até jornal da noite ……. o engraçado é que nunca encontraram nada na casa de Lula, mais quando vão em outras lugares é dinheiro em malas,caixas ,cuecas e agora inovaram e no toba

    • Manoel disse:

      Marquito e os presentes q Lula levou do Palácio do Planalto pro seu sítio de Atibaia?

    • Fernando disse:

      Flagaram o pedalinho, tava só a cabecinha de fora, o resto tava enterrado no rabo de luladrão, na conta encontraram milhões de reais de origem inexplicáveis.

    • Paulo disse:

      Você já viu mafioso com alguma coisa em nome próprio?

    • Paulo disse:

      Esse senador, com 30 mil reais em casa.
      Peixe pequeno?
      Quanto Lula recebeu da Odebrecht por palestras?
      30 milhões?
      Isso não cabe em cueca nenhuma…

    • Marcos Benício disse:

      Manoel, tu sabe de nada. Só sabe assistir ao Jornal Nacional. Nem leu a matéria toda, vem falar de outra coisa. Esquece Lula. Anda prá frente, macho!

  4. Antônio Soares disse:

    Cofrinho recheado. Kkkkkkk
    O agente, literalmente, pegou em merda. Kkkkk

Vídeo de apoio de Fátima Bezerra a Maurício Marques repercute mal em Parnamirim

“Meu Deus PT, Maurício. Já perdeu meu voto”, “Essa (sic) é o pior apoio que vc poderia ter. Perdeu meu 1 voto somente por isso”, “Menos um voto”, “Perdeu meu voto, amigo”, “Pior apoio que vc poderia ter!! Que decepção”. Estes são alguns dos comentários feitos no perfil do Instagram de Maurício Marques, ex-prefeito de Parnamirim e novamente candidato ao posto nas eleições deste ano.

Os comentários nada elogiosos foram feitos depois da publicação no perfil do ex-prefeito de um vídeo gravado pela governadora Fátima Bezerra (PT) em que ela declara o apoio pessoal e de seu partido à chapa Maurício Marques e Airene Paiva. Até o final da manhã desta sexta-feira, 25, o vídeo havia obtido cerca de 600 visualizações e apenas 11 comentários, a maioria negativos.

“Nós vamos dizer que vocês, Maurício e Airene, são os nossos candidatos a prefeito e vice-prefeito”, afirma a governadora no vídeo, depois de parabenizar o próprio partido pela “decisão acertada” de apoio à candidatura do ex-prefeito.

Depois da publicação do vídeo de apoio, uma pesquisa de intenções de voto mostrou que Maurício Marques caiu de 8 para 5 pontos percentuais. A campanha do ex-prefeito vive agora um dilema: se retira ou não o vídeo do seu perfil no Instagram.

Pense numa sinuca de bico…

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Ninguém perde o que não tem, estes votos " do curral ' já tem dono … Kkkkk 😂😂😂😂

  2. Azevedo disse:

    O PT não elege mais nem cachorro sem dono, quanto mais ex prefeito sem apoio popular. O PT é uma sucata de partido, sem credibilidade e cheio de roubalheira desenvolvido por seus militantes na sua maioria pés de chinelo.

  3. BERG disse:

    Perdeu 11 os votos da minha família….

  4. João Macena disse:

    Perfeito o seu comentário, Marcelo. João Macena.

  5. Toninho disse:

    Só pode ter uma imagem negativa, duas depressões juntas kkkkkkkk Jesus tem misericórdia 😱😱😱

  6. Rodrigo disse:

    O caba já é queimado ainda consegue piorar com o apoio de Fátima!!! Meu Deus

  7. Marcelo disse:

    Por isso que Taveira tá estourado nas pesquisas, quem danado em sã conciencia vai votar em quem teve as contas públicas reprovadas e se aliando ao PT? #ForaPT

  8. Leandro disse:

    Meus Deus!
    Ter o apoio da Governadora é pedir para perder.
    Em Caicó está do mesmo jeito.
    Na Cidade de Macaíba ninguém quer demonstrar que apoia a Governadora.
    O PT tá no escanteio em um bloco político

  9. natal sofrida disse:

    Somente esse comentário, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. Carlos disse:

    Já perdeu os votos aqui de casa.

  11. Souza disse:

    Uma prova de que nossos políticos não têm escrúpulo algum, e nem vergonha na cara. Aceita ou negocia apoio de quem quer que seja, independentemente do caráter ou valores morais defendidos. O importante é que esse apoio lhe renda votos.
    Nesse caso específico foi o contrário, felizmente.

  12. Luladrão Mor da Silva disse:

    Perdeu o meu também.
    Agora é Taveira.

VÍDEO: Registro policial mostra Fabrício Queiroz no momento de sua prisão no interior de SP; ex-assessor de Flavio Bolsonaro não era considerado foragido

O policial militar aposentado Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro foi preso na manhã desta quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de São Paulo. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro —ele não era considerado foragido.

Queiroz estava em um imóvel do advogado Frederick Wassef, responsável pelas defesas de Flávio e do presidente Bolsonaro. Wassef é figura constante no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, e em eventos no Palácio do Planalto.

A Operação Anjo é coordenada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. O ex-assessor de Flávio será transferido para o Rio de Janeiro ainda na manhã desta quinta-feira.

Ainda não houve denúncia, e a suspeita é de interferência de Queiroz nas investigações, por isso a prisão preventiva.

Assista via TV Folha abaixo:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MORO e MANDETTA 2022 disse:

    Lembrei da "Lei de Gerson". Ele lembra Gerson.

  2. Leozito disse:

    Isso é uma obsessão pelo PT. Daqui a pouco Queiroz tava na casa de Lula

  3. Leozito disse:

    Isso é uma obsessão pelo PT. Vão dizer que a casa que Queiroz tava era de Lula

  4. Juliano bugueiro disse:

    Logo logo é o Mito que vai preso.

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    As milícias, com certeza, já aplicaram uma chave de roda nesse senhor. Ele sabe, mais do que ninguém, que se abrir o bico de verdade corre o risco sério de ser "suicidado" ou "acidentado" por aí.
    Esse pessoal não brinca em serviço.

Braço-direito de Aras não vê provas em vídeo de reunião ministerial e contesta eventual entrega de celular

Foto: Reprodução

Braço-direito do procurador-geral da República, Augusto Aras, o secretário-geral do Ministério Público da União, Eitel Santiago, disse à CNN que o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril (veja a íntegra no vídeo acima) não contém provas de interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

“Vi o vídeo e nele não aparece qualquer indício de interferência do Presidente em alguma investigação que esteja em curso. Sobre o tema, o vídeo é um risco na água”, disse à CNN.

Ele se manifestou sobre a fala do ex-procurador-geral da República, Cláudio Fonteles, à CNN, de que o vídeo prova a interferência. “Penso de forma diferente. Na minha opinião, a fala de Fonteles é fruto de lamentável facciocismo político”, disse.

Santiago também afirmou que Fonteles “não tem autoridade” para pressionar Aras com suas avaliações sobre a investigação. “Notório simpatizante do PT, quando era PGR, Fonteles deixou que a paixão política contaminasse a própria atuação dele na chegia do MPF. Por isso, ele impediu uma investigação logo no início do Governo Lula. A investigação atingia Carlos Cachoeira, Waldomiro Diniz, José Dirceu e o próprio Presidente. Pois bem, a interferência direta e arbitrária de Fonteles, não permitiu a investigação que era conduzida pelo Subprocurador-Geral Santoro. Naquela oportunidade, a ação deletéria de Fonteles criou, no governo do PT, o sentimento de impunidade que o levou a instituir o Mensalão e desaguou, depois, no Petrolão. Desse modo, carece Cláudio Fonteles de autoridade para pressionar o atual PGR, dizendo, antes da conclusão do inquérito, que houve interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.”

Santiago também afirmou que qualquer possibilidade de apreensão do celular do presidente para a investigação “deve ser repelida”. Ele aponta alguns pontos para justificar essa posição. Primeiro, uma jurisprudência nesse sentido no próprio STF. “O ministro Edson Fachin negou, no passado, o pedido da Polícia Federal para quebrar o sigilo telefônico do presidente Michel Temer, em inquérito instaurado contra ele.”

Além disso, coloca o sigilo das comunicações presidenciais como outro fator. “A determinação parece que pode afrontar a excepcional prerrogativa que o chefe de Estado da República Federativa do Brasil tem de preservar o sigilo de suas comunicações. Aliás, os parlamentares, governadores e prefeitos não desfrutam, em tese, desta prerrogativa, conferidas apenas ao chefe do Estado, que representa, no plano internacional, a soberania brasileira. Tal sigilo atende a razões de Estado que precisam ser levadas em consideração.”

Por fim, sugere que uma eventual ordem nesse sentido “teria que ter concreta fundamentação” e “jamais poderia ser determinada apenas para atender pretensões de natureza política”.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    A lista é gigante contra o Jair Bolsonaro, não vão achar nada e a cada dia ele toma mais cuidado até nos atos de presidente quem não aguentar que se deite! o sistema é forte mais não contavam com o povo ao lado dele , vão ter que engolir !!! cada mexida nele mais fica claro que ele esta no caminho certo !!

  2. Cigano Lulu disse:

    Ah, as provas! Me faz lembrar dos petralhas quando se fala do protagonismo criminoso de Dirceu e Lula nos escândalos do mensalão e petrolão… Acham mais conveniente ignorar a Teoria do Domínio do Fato, tese que Joaquim Barbosa fez prevalecer no plenário do STF.

  3. Juliano bugueiro disse:

    Isso é um doido.

  4. Patriotafiel disse:

    Nunca vao encontrar provas, podem mexer e remexer mas o Brasil vai enteder pela primeira desde o descobrimento em 1500 quem é o Messias brasileiro! Todos estao incomodados pq os comunistas nao aguentan esse tapa na cara. A hora do Brasil chegou: agora é a hora do Mito, da familia crista brasileira, da verdade e tudo que é do diabo vai embora. FechadoComBolsonaro! Brasil acima de tudo, Deus acima de todo, abaixo o comunisto, Luladrao, nossa bandeira jamais será vermelha!

    • Carlão disse:

      Comprou o factoide da ameaça comunista, 32 anos pós queda do muro de Berlim, 52 anos da primavera de praga… amigo, não tem comunismo em economia de mercado, os BANCOS tiveram recorde de lucro com o condenado Lula.

    • alex disse:

      sim, vc tem razão, nossa bandeira não sera vermelha, sobre o carlão, precisa interpretar ditadura comunista e livre mercado, parece que se faz ignorante em sua sabedoria sublime. se tiver duvidas, tire ferias na china, nãos entre os 400 milhoes de garotos propaganda das grandes metropolis, mas do restante de 1,100 milhoes de famintos controlados por varas,cadeias,e a ração diaria. abçs

Celso de Mello divulgará vídeo de reunião ministerial excluindo falas sobre China e Paraguai

Foto: Reprodução

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgará o vídeo da reunião ministerial praticamente na íntegra e decidiu retirar apenas dois trechos, que contêm comentários sobre a China e o Paraguai. A decisão já foi redigida durante a madrugada e já encaminhada ao STF.

A informação foi apurada pelo analista de política Fernando Molica, da CNN, na tarde desta sexta-feira (22). De acordo com Molica, ainda não há informações sobre se o acesso ficará público ou restrito às pessoas e autoridades envolvidas na investigação.

Esta sexta-feira (22) é a data-limite estabelecida pelo próprio ministro para tomar uma decisão sobre o sigilo do vídeo da reunião ministerial, realizada no Palácio do Planalto há exatamente um mês, no dia 22 de abril. A expectativa é que a decisão seja tomada até 17h (horário de Brasília).

O material é peça-chave para apurar as denúncias do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que afirmou, em depoimento à Polícia Federal em 2 de maio, que a reunião mostra uma tentativa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em interferir na Polícia Federal.

Quebras de protocolos

Segundo apuração da CNN, a gravação foi comparada ao registro de algo impróprio ou questionável por ministros do Supremo Tribunal Federal.

“Para gente que cuida de segurança, uma reunião como essa não caberia nem ser gravada, para o registro de palavrões? Condutas? É como gravar uma ida ao bordel”, afirmou um ministro.

Apesar da reunião configurar um ato institucional de governo, para magistrados, o tom do encontro quebrou protocolos, pelo o que se sabe até agora, e o governo deveria imaginar que uma eventual divulgação poderia ocorrer. “Isso só mostra a personalidade suicida do presidente. É uma situação complicadíssima”, afirmou um ministro.

Há temor de que o vídeo tenha um poder explosivo, que poderia motivar desgaste à imagem do governo e também abertura de outros inquéritos. De acordo com relatos não oficiais de quem participou da reunião, há xingamentos contra a China, principal parceiro comercial do Brasil, e também a defesa de que ministros do STF sejam presos.

Ainda segundo a apuração, Celso de Mello teria ficado bastante ‘surpreso’ ao assistir o vídeo. De acordo com relato de auxiliares da Suprema Corte, o ministro repreendeu alguns trechos do material e a decisão sobre a divulgação é considerada difícil.

O ministro começou a assistir ao vídeo na noite da segunda-feira (18). Peritos da Polícia Federal concluíram a transcrição na terça-feira (19) e o laudo já foi entregue à equipe que conduz a investigação junto à Corte. O trabalho durou uma semana.

Bolsonaro defende divulgação parcial

Nesta quinta-feira, na véspera da data-limite da decisão de Celso de Mello, Bolsonaro pediu mais uma vez que a íntegra da gravação do evento não venha a público.

“Eu só peço: não divulgue a fita toda. Tem questões reservadas, tem particularidades ali de interesse nacional. O resto, o que eu falei… Tem dois pedacinhos de 15 segundos que é questão de política externa que não pode divulgar. O resto, divulga. E tem bastante palavrão, tá”, disse Bolsonaro, durante live nas redes sociais. “Se o ministro resolver divulgar, vou cumprir a decisão judicial.”

O presidente já declarou em algumas oportunidades que não há menção sobre a Polícia Federal ou à superintendência do Rio de Janeiro no vídeo.

“Não existe no vídeo todo a palavra Polícia Federal nem superintendência, quem cuida da minha família não é a PF. Todos meus filhos têm segurança, sem exceção”, disse, em conversa com jornalistas em 12 de maio.

Em outra ocasião, Bolsonaro afirmou que quem espera que o vídeo seja um “xeque-mate”, vai “cair do cavalo”.

A defesa de Moro defende a divulgação do conteúdo na íntegra. Segundo o próprio ex-ministro, não há assunto pertinente a segredo de Estado ou que possa gerar incidente diplomático, muito menos colocar em risco a segurança nacional.

O Palácio de Planalto defende a tese de que Jair Bolsonaro foi mal interpretado no encontro com ministros. Segundo membros do governo, na reunião o presidente, ao falar sobre o risco de alguém prejudicar sua família, estaria se referindo à segurança física e cobrando o responsável pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e não o ministro da Justiça Sergio Moro. Por essa versão, não haveria qualquer tentativa em interferir em investigações da PF.

Denúncias

De acordo com Sergio Moro, o presidente teria cobrado, na reunião em questão, relatórios de inteligência e informação da Polícia Federal. Em outra ocasião, por Whatsapp, teria dito: “Moro, você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro”.

Algumas falas de Bolsonaro no encontro com os ministros já foram conhecidas em documentos entregues pela Advocacia-Geral da União (AGU) ao Supremo Tribunal Federal (STF) ao encaminhar o vídeo para análise.

Nas falas transcritas em documentos da AGU, Bolsonaro reclama de não receber “informações” da Polícia Federal e da inteligência das Forças Armadas e diz que vai “interferir”. O presidente também afirma que não esperará alguém prejudicar “sua família toda de sacanagem” porque não poderia “trocar alguém da segurança na ponta da linha”.

Segundo a AGU, estas seriam as declarações pertinentes às acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro sobre a interferência do presidente na direção da PF e na superintendência da corporação no Rio.

No mesmo documento, a AGU se manifestou favorável à divulgação de “todas” as falas de Bolsonaro na reunião, com exceção daquelas sobre outros países, chamados de “nações amigas” no pedido. O órgão também pediu o sigilo sobre tudo o que foi dito por outros participantes da reunião.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neco disse:

    Vcs tão achando graça nessa falta de freios do STF sobre o Executivo porque é contra alguém de quem vcs não gostam. Não vou entrar no mérito, mas isso ainda vai se virar contra vcs. Vcs estão alimentando uma fera que ainda vai lhes devorar. #táavisado

  2. Mito disse:

    Esse velho gagá vai sair do StF pelas portas dos fundos.

  3. Beto Araújo disse:

    Mentiroso, canalha, genocida, bandido, traidor.

  4. Tarcísio Eimar disse:

    Qual a diferença? Já confirmou q o PR falou mal mesmo da China e do Paraguai

  5. Anônimo disse:

    Eu sou a favor de uma intervenção militar no STF pois eles tem mostrado um enorme despreparo para com prejudicar a economia do país a tempo sem necessidade julguem mas sem fazer pirotecnia como vem sendo feito procurando os holofotes!

  6. Antonio Turci disse:

    Deveria autorizar tudo.

  7. Marco polo disse:

    Palhaço

Bolsonaro deve divulgar trecho do vídeo da reunião ministerial alvo de investigação, diz site

Jair Bolsonaro já tem em mãos, pronto para ser divulgado, o trecho do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citada por Sergio Moro como prova de que o chefe do Palácio do Planalto teria tentado interferir na Polícia Federal, informa Igor Gadelha na Crusoé.

Segundo aliados, Bolsonaro estava decidido a divulgar a gravação ontem, mas desistiu após ser alertado de que a atitude não seria bem vista — uma vez que o próprio presidente pediu a decretação de sigilo do vídeo.

A recomendação é a de que Bolsonaro aguarde o ministro Celso de Mello, do STF, levantar o sigilo, o que o Planalto espera que aconteça hoje.

O Antagonista

“Alguns acham que estou mentindo. Vão cair do cavalo sobre o vídeo”, diz Bolsonaro

Ao deixar o Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira, Jair Bolsonaro também falou sobre o exame a que foi submetido para saber se foi infectado pelo novo coronavírus.

O exame foi encaminhado na noite de ontem ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF. Bolsonaro voltou a negar que tenha contraído a Covid-19.

Ele aproveitou para citar novamente o episódio da reunião ministerial que comandou no dia 22 de abril — analisada no âmbito do inquérito que apura se o presidente interferiu na PF e cuja gravação ainda não foi divulgada publicamente.

“Alguns acham que estou mentindo. Vão cair do cavalo. Vão cair do cavalo sobre o vídeo.”

“Eu falo sobre a segurança da minha família e dos meus amigos”

Bolsonaro repetiu a tese de sua defesa de que ele teria se referido a questões de segurança de sua família — e não tentado interferir na PF para livrar os filhos — durante a reunião ministerial de 22 de abril.

“Eu falo sobre a segurança da minha família e dos meus amigos. Ou você acha que não há interesse em fazer uma maldade com um filho meu?”, questionou Bolsonaro aos repórteres.

“Eu não falo ‘Polícia Federal’. Não existe a palava ‘investigação’ no vídeo.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luíz disse:

    Muuuuuuuuuuu!!!

  2. Naldinho disse:

    Cada vez que fala, o nariz cresce mais ainda e o gado seguindo o toque do berrante.

  3. Manoel disse:

    Kkkkk
    É um pilantra q só consegue enganar seu gado.
    O cara é tão descarado q tudo q ele falou, fez na PF e no ministério da justiça. Como um ser é tao mentiroso assim?

Em vídeo, Bolsonaro chama Doria de ‘bosta’ e governo Witzel de ‘estrume’

O vídeo da já famosa reunião de 22 de abril, no Palácio do Planalto reserva ataques diretos de Jair Bolsonaro a dois dos seus principais inimigos políticos.

O governador de São Paulo, João Doria, é chamado de “bosta” pelo presidente. Já as “pessoas do governo do Rio”, comando por Wilson Witzel, são chamadas por Bolsonaro de “estrume”.

Os ataques do presidente aos adversários se dão no contexto de paranoia e de perseguição política que rondam o Planalto há meses. O presidente diz na gravação que iria fazer mudanças no governo porque não poderia “apanhar sozinho” de seus adversários.

Como o Radar mostrou mais cedo, após o termino da exibição do vídeo da reunião do dia 22 de abril no Palácio Planalto, a defesa de Sergio Moro, que acompanhou a sessão, disse que o material “confirma integralmente” a versão do ex-ministro.

Dois interlocutores envolvidos na exibição do vídeo nesta terça confirmaram ao Radar que o presidente cita a família e amigos como motivo para as trocas na Polícia Federal. O presidente justifica no vídeo que precisava de informações de inteligência da PF para evitar que investigações em curso na PF prejudicassem “a minha família e meus amigos” e reclama — usando palavrões — da falta de informações.

Segundo Moro, na reunião o presidente Jair Bolsonaro teria cobrado a substituição do diretor-geral da PF e do superintendente no Rio. “O material confirma integralmente as declarações do ex-ministro Sérgio Moro na entrevista coletiva de 24 de abril e no depoimento prestado à PF em 2 de maio”, afirmaram os advogados do ex-ministro.

Os advogados mantiveram o pedido para que a íntegra do vídeo seja divulgada e reforçaram que durante o encontro não foram tratados temas sensíveis à segurança nacional.

Radar – Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Noel disse:

    Bosta, estume servem de adubo.
    Estes dois aí nem pra isso servem.

  2. Anti-Político de Estimação disse:

    "…Dois interlocutores envolvidos na exibição do vídeo nesta terça confirmaram ao Radar que o presidente CITA A FAMÍLIA E AMIGOS como MOTIVO para as TROCAS na Polícia Federal…" .
    Será que ainda precisa desenhar para que os fundamentalistas entendam ??

  3. Carlúcio disse:

    A que nível chegamos.

  4. Guilherme disse:

    Pra trabalhar com esse homem tem que aguentar muita baixaria, muita palavra de baixo calão, enfim…tem que precisar muito de dinheiro para suportar conviver com ele. Uma lástima tem um chefe assim. Faz pena!

REUNIÃO MINISTERIAL: Avaliação de fontes que acompanham a investigação é que o vídeo é “devastador” para Bolsonaro

Durante a reunião ministerial de 22 de abril, o presidente Jair Bolsonaro associou a troca do superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro à necessidade de proteger seus familiares, segundo fontes ouvidas pelo blog.

O vídeo desse encontro é uma das evidências do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) após Sergio Moro deixar o ministério da Justiça acusando Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal. A sequência foi exibida nesta terça-feira (12) em Brasília a pessoas envolvidas com a investigação.

A avaliação de fontes que acompanham a investigação é que o vídeo é devastador para Bolsonaro, pois comprova a acusação de Moro de que o presidente da República tentou interferir na Polícia Federal.

Durante o encontro, Bolsonaro diz que sua família sofre perseguição no Rio de Janeiro e que, por isso, trocaria o chefe da superintendência da PF no Rio. O presidente acrescentou que, se não pudesse fazer a substituição, trocaria o diretor-geral da corporação e o próprio ministro da Justiça – à época, Moro .

Na reunião, Bolsonaro – que apresentava um tom de irritação e mau humor – trata o superintendente da PF do Rio como seu segurança, e afirma que não iria esperar sua família ser prejudicada.

Presidente insistiu em amigo da família para comando da PF

O presidente da República comunicou a Moro que iria trocar o então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, por Alexandre Ramagem – atual diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e amigo da família Bolsonaro.

Moro se recusou. Disse “não, não topo isso” e falou com os generais que integram o governo. Mas o presidente da República se mostrou irredutível, pois Ramagem seria a pessoa que forneceria para ele relatórios de inteligência e que poderia de alguma forma blindar investigações.

Ramagem chegou a ser nomeado por Bolsonaro para a diretoria-geral da PF, mas o ministro do STF Alexandre de Moraes suspendeu o decreto. O presidente, então, optou pelo delegado Rolando de Souza, que trabalhou com Ramagem na Abin.

Depoimentos

Em depoimento nesta segunda-feira (11), Ramagem disse que conta com o apreço da família Bolsonaro, mas negou ter intimidade.

Além dele, a PF tomou o depoimento neta segunda do ex-superintendente da PF no Rio de Janeiro Ricardo Saadi, que relatou aos investigadores desconhecer os motivos para a sua exoneração, ocorrida em agosto de 2019.

Na época da exoneração, Bolsonaro disse que a troca havia sido efetuada por motivos de “produtividade”. Ao se demitir do governo, no mês passado, Moro apontou que Bolsonaro fez pressão para tirar Saad da superintendência do Rio.

Na tarde desta terça (12), serão ouvidos os ministros Luiz Eduardo Ramoms (Secretaria de Governo), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Braga Netto (Casa Civil).

Andréia Sadi – G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Tudo suposições seus esquerdopatas o vídeo está em segredo de justiça.
    Ou mostrem a fonte do que foi postado
    e quem falou

  2. Lula preso disse:

    Esses filhos de lula,só se Jesus descer na terra viu!

  3. Fanes disse:

    Só olhar quem redigiu. kkkk

  4. Jorge Cabral disse:

    Engraçado que quando divulgaram conversas privadas da família de Lula, da ex presidente Dilma, não vi ninguém reclamar aqui.
    Pau que bate em Chico bate em Francisco.

    Bolsonaro, divulga o vídeo!
    Bolsonaro, divulga o resultado do exame da covid!
    Bolsonaro, tira o sigilo do cartão corporativo que você tanto criticava!

  5. Yury disse:

    Andréia sadi? Tá respondido o teor da reportagem.

  6. Cidadão pagador de impostos disse:

    Sérgio Moro tá fazendo uma limpa neste país como nunca antes vista.
    O homi é boooomm!!!!

  7. natalsofrida disse:

    Rapaz, já vi perseguição, mas essa contra Bolsonaro é surreal. Até vó vídeo de uma reunião presidencial, coisa altamente sigilosa, vão mostrar isso? Absurdo!!! Se fosse uma reunião pra fazer o racha de propina, como era na República dos esquerdas, ninguém mostrou, e olha, foram muitas . É por essas e outras que o povo quer vó fechamento desses órgãos que de republicanos não tem nada.

    • Papa Jerry Moon disse:

      Coitadinho dele. Um cara tão bom, puro de coração, que só diz verdades e com uma família exemplar. Isso não se faz. Fico até emocionado. Não dá pra segurar as lágrimas.

  8. André Fortes disse:

    Eita, Ceará Mundão tão inventando coisas do teu mito.

    • Minion alienado disse:

      É intriga dos esquerda 😏 Bando de globalista.

    • Carlão disse:

      Tá apelando até para Soros, Rockfeller… Triste fim de Ceará-Bobão e seu novo nick, Direita-Crédula.

Vídeo da reunião ministerial confirma integralmente declarações de Moro, diz advogado

O advogado de Sergio Moro, Rodrigo Sánchez Rios, defendeu a divulgação, na íntegra, do vídeo da reunião ministerial em que Jair Bolsonaro ameaçou demitir o ex-ministro.

“Assistimos hoje ao vídeo da reunião interministerial ocorrida em 22 de abril. O material confirma integralmente as declarações do ex-ministro Sergio Moro na entrevista coletiva de 24 de abril e no depoimento prestado à PF em 2 de maio. É de extrema relevância e interesse público que a íntegra desse vídeo venha à tona. Ela não possui menção a nenhum tema sensível à segurança nacional”, diz nota divulgada pelo advogado.

Segundo O Antagonista, o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril “é devastador”. Jair Bolsonaro teria associado a troca do superintendente do Rio Janeiro à necessidade de proteger sua família, dizendo que ela está sendo perseguida. Em seguida, o presidente teria acrescentado que, se não pudesse trocar o superintendente, trocaria o diretor-geral da PF e o ministro Sergio Moro.

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan. disse:

    Com moro na frente, bozo num ganha nunca. Mora 2022. Viu bichinho. Kkk

  2. Aparecida disse:

    É muito triste o Presidente de um país querer interferir num órgão para colocar alguém que não investigue os SEUS. E o pior é sua torcida acha que tá certo. O Brasil é muito maior do que uma torcida de futebol. Não sejamos PT ou Bolsonaro, sejamos MAIS. A corrupção mata você ou seu parente no hospital por falta de médicos ou insumos, a corrupção nos deixa analfabetos, ou semi- alfabetizados e sem senso crítico.

  3. WellingtonB disse:

    Se tudo foi normal, dentro das regras democráticas, porque o sigilo ?????

  4. Dell Araújo disse:

    Ainda continuo acreditando no senhor ministro Sergio Moro, o que nos deu o prazer de ver o larápio na cadeia. Até agora "Bol…ro" não fez nada do que "prometeu em campanha", e depois que começou essa pandemia sinto-me mais arrependido de meu voto. É cagada atrás de cagada.

  5. Darvym disse:

    BG como qualquer #esquerdopata procura caçar notícias que falem o que os esquerdas querem se delícia pois como toda quadrilha tá em cana ou prestes aí , acham que todo mundo é igual

  6. E DAÍ disse:

    O chá do Nero….ops….Naro está coando.

  7. CIDADAO55 disse:

    É bala de prata ou chumbinho gamo diabolo?

  8. Neto disse:

    Vivi para ver um Minon detonando Moro. Kkkk.

    • Minion alienado disse:

      Vivemos para ver que a esquerda está repleta de gente que se infiltrou no governo. Terraplanistas piram.

  9. Carlos Neto disse:

    Advogado falar o que o cliente quer é notícia???

  10. Caçador do link perdido disse:

    E mais fácil um advogado dizer o que seu cliente quer ouvir do que uma meretriz. Eu pelo menos confio mais na segunda profissional.

    • Webrevenger disse:

      Respeite os advogados, um dia vc ou alguém da sua família pode precisar de um…

    • Francisco de Assis da Costa Sousa disse:

      Não vou polemizar vim esse idiota, auto intitulado ‘caçador do link perdido, diz dobre os advogados, pois não vou me rebaixar ao nível dele.
      Vou dizer apenas uma frase; “Cresça e apareça “!!

  11. Raimundo disse:

    A competência de indicar o DG e os superintendentes é do presidente ele querendo mudar ele muda a hora q quiser a constituição o garante está atribuição se ele se sente perseguido ainda mais

  12. Guilherme disse:

    Esse homem não tem mais condições de ser presidente.

    • Tutu disse:

      Chora nao bebê, ele vai ganhar de novo.

    • Severino Portões (vulgo Biu Gates) disse:

      Ainda estão chorando?
      Em 22 tem mais.
      Democrcia é só quando vcs vencem, né?

“Zero preocupação. Nós fornecemos o vídeo na íntegra”, diz Bolsonaro, ao entregar material de reunião pela “verdade acima de tudo”

Foto: Reuters / BBC News Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse nessa segunda-feira (11) que tem “zero” preocupação com o vídeo da reunião citada pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro em depoimento e que comprovaria que ele foi pressionado a trocar o comando da Polícia Federal. A gravação será exibida nesta terça-feira, 12, no Supremo Tribunal Federal (STF). O chefe do Executivo disse que decidiu entregar o vídeo pela “verdade acima de tudo.”

“Zero, zero (preocupação). Nós fornecemos o vídeo na íntegra. E não precisamos fornecer, no meu entender, porque não é um vídeo oficial. Até para provar que nada devemos no tocante ao inquérito.”

O chefe do Executivo disse que poderia ter alegado que o vídeo não existia mais. “Filmou-se, como sempre, para aproveitar algumas imagens. Eu podia falar que não tem mais o vídeo. Não tenho obrigação de ter o vídeo. Não é o vídeo da entrada da portaria da presidência. É um vídeo reservado, mas eu resolvi assumir. A verdade acima de tudo.”

Até entregar a integra ao ministro Celso de Mello, a Advocacia-Geral da União alegou que se tratava de “assuntos potencialmente sensíveis de Estados” e pediu para remeter apenas trechos. Por fim, pediu que a divulgação se restringisse aos trechos do inquérito.

Bolsonaro justificou que pediu para divulgar apenas trechos de interesse do inquérito da PF, porque estava em uma reunião reservado em que tratou de temas política internacional e segurança nacional. Ele ainda reconheceu que usou termos poucos polidos.

“Claro que se fosse uma conferência ou um evento não seria tratado daquela forma bruta, seria uma forma mais polida. Agora é justo expor o que falamos de política externa, assunto de segurança nacional? Aí não dá. Complica a situação. Eu espero que não aconteça. Esperamos que os demais poderes atuem de forma responsável”, disse.

Terra, com Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. TÁ OK disse:

    O dinheiro do cartão deve estar pagando a casa de Queiroz no Morumbi. Mais forte do que Moro é esse Queiroz.

  2. Rai S SILVA disse:

    Lucas, já foi confirmado que o gasto do cartão foi com aviões pra mandar buscar seus manos braseiros fora do país, e o exame já foi comprovado negativo, peça mais um pra ir ter direito a música no fantástico, aguenta Lucas é até 2027.

    • WellingtonB disse:

      Nada disso foi confirmado, foi apenas dito por Bolsonaro e, se foi ele quem disse, a chance de não ser verdade é imensa. A palavra do Bozo não tem valor nenhum. Se quer mais uma, falta também ele comprovar a alegada fraude nas eleições. Duvido que prove qualquer uma dessas MENTIRAS.

  3. Cidadão pagador de impostos disse:

    100% do q o governo Bolsonaro fala é mentira

  4. Lucas disse:

    Presidente, aproveita o ensejo e libera também pra gente o resultado do exame e o extrato do cartão corporativo. Assim você demonstra que não usa esse lema de campanha só quando lhe é conveniente, taokey?

    • Fernando disse:

      Ô Lucas, não meça JB pela régie do seu presidiário de estimação…

VÍDEO mostra PM baleado sendo deixado nessa quinta em frente à sede do SAMU em Natal; sargento não resistiu

Foto: Reprodução

Um vídeo gravado por câmeras de segurança, em destaque no portal G1-RN,  flagrou o momento em que um carro branco parou em frente à sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e abandonou no local um homem que estava baleado no rosto. A vítima identificada como o sargento da Polícia Militar Oseas Alves de Souza Júnior, de 50 anos. Ele foi socorrido, mas não resistiu. O caso aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (7) no bairro Dix-Sept Rosado, na Zona Oeste da capital potiguar. O policial que trabalhava há 24 anos na corporação foi socorrido por uma ambulância que chegou à sede do órgão segundos após ele ter sido deixado no local. A equipe tentou reanimá-lo dentro do veículo, mas ele morreu.

Conforme mostrado em reportagem, o vídeo mostra o momento em que o carro branco de aproxima da sede do Samu. O relógio da câmera mostra que tudo ocorreu por volta das 11h40. Um homem desce e abre outra porta. O policial é arrastado para fora do carro. Em seguida, os ocupantes vão embora. Poucos segundos depois, a ambulância chega ao local. As imagens poderão ajudar a polícia a tentar entender as circunstâncias que levaram à morte do sargento da PM. Uma das principais dúvidas é quem eram os ocupantes do carro que levou a vítima até a sede do Samu. A investigação caberá à Polícia Civil. Até o momento, a Polícia Militar não se posicionou oficialmente sobre o falecimento do sargento. VÍDEO pode ser VISTO AQUI em reportagem na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Sai fora, Bel. Vá estudar, faz bem!

  2. Manoel disse:

    A turma apoiadora do imbecil tá meio sem pauta, sem o inimigo único pra detonar. Estão desorientados, atirando pra tdo lado. Que triste o final desse grupo de bovinos.

  3. Bel disse:

    Fora Fátima!

AGU pede para entregar somente parte do vídeo de reunião com Bolsonaro citada por Moro: “para que restrinja apenas e tão-somente a eventuais elementos que sejam objeto do presente inquérito”

Foto: Sérgio Moraes/AscomAGU

A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para entregar à Corte somente parte das gravações da reunião no Palácio do Planalto no dia 22 de abril.

O encontro foi citado no depoimento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no inquérito que investiga a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

No segundo pedido sobre o tema ao STF, a AGU pediu ao relator do inquérito que reconsidere “a ordem de entrega de cópia de eventuais registros audiovisuais de reunião presidencial ocorrida no dia 22 de abril de 2020, para que se restrinja apenas e tão-somente a eventuais elementos que sejam objeto do presente inquérito”.

A reunião foi realizada no dia 22 de abril, e teve a presença do presidente Jair Bolsonaro, o vice, Hamilton Mourão, de Moro e outros ministros.

No primeiro recurso ao STF, apresentado na noite desta quarta-feira (6), a AGU tinha pedido ao ministro Celso de Mello para reconsiderar a ordem de entrega dos dados relativos ao encontro. Argumentou que na reunião “foram tratados assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de Relações Exteriores, entre outros”.

A decisão do relator é da última terça-feira (5). A gravação solicitada pelo ministro refere-se ao trecho do depoimento em que Moro afirma que, durante o encontro, o presidente cobrou a substituição do superintendente da PF do Rio de Janeiro e de Valeixo, além relatórios de inteligência e informação da PF.

Na mesma reunião, o presidente disse que, se não pudesse trocar o superintendente da PF do Rio de Janeiro, poderia então trocar o diretor-geral e o próprio ministro da Justiça. Essas reuniões eram gravadas e tinham participação de todos os ministros e servidores da assessoria do Planalto.

Na determinação, Mello afirmou: “As autoridades destinatárias de tais ofícios deverão preservar a integridade do conteúdo de referida gravação ambiental (com sinais de áudio e de vídeo), em ordem a impedir que os elementos nela contidos possam ser alterados, modificados ou, até mesmo, suprimidos, eis que mencionada gravação constitui material probatório destinado a instruir, a pedido do Senhor Procurador-Geral da República, procedimento de natureza criminal”.

Investigações

Moro prestou depoimento de mais de oito horas no sábado (2) na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. Ele foi questionado sobre as acusações de que Bolsonaro tentou interferir no trabalho da Polícia Federal (PF) e em inquéritos relacionados a familiares. As acusações foram feitas pelo ex-ministro quando ele anunciou sua saída do governo, em 24 de abril.

O depoimento de Moro foi motivado por inquérito aberto pelo ministro Celso de Mello, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), a fim de apurar se Bolsonaro tentou interferir politicamente na PF.

Essa suposta interferência foi a razão apontada por Moro em pronunciamento para ter deixado governo. O ex-ministro fez esse anúncio quando o “Diário Oficial da União” publicou a exoneração do diretor-geral da PF, delegado Mauricio Valeixo. Segundo o ex-ministro, ele não tomou conhecimento prévio da demissão do diretor.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Negativo…. entreguem tudo.
    Num é arrochado? Então que se segure.

  2. WellingtonB disse:

    Argumento pra quem pensa que todo mundo é menino bobinho. Celso de Melo, como relator do processo, deve ter acesso a todo o vídeo e restringir a utilização e eventual divulgação aos trechos que constituem a prova em questão. Edição desse material seria outro crime passível de punição. Quem escolheria os trechos importantes, o Bozo e seu batalhão?

  3. Manoel disse:

    Tá com medo de que, capitão fajuto?

  4. Anti-Político de Estimação disse:

    Quem não deve, não teme. Quanto mais os assessores do Presidente ficarem escondendo os fatos, mais alimentarão rumores e suposições.

  5. IRANILSON disse:

    Estão querendo editar o vídeo, ai eu pergunto, quem é que ta mentindo, quem falou do vídeo ou quem quer esconder o vídeo?

CASO CHOCA O PAÍS: Ex-BBB e advogada criminal oferece ajuda a mulher que foi dopada e agredida por marido em vídeo; homem compartilhou imagens de agressão na web e viralizou

Ex-BBB Gizelly Bicalho oferece ajuda à mulher que foi agredida -Foto: Instagram/@gizellybicalho

Na madrugada desta quinta-feira (8), um caso de agressão chocou a internet. Um homem gravou e compartilhou nas redes um vídeo dele agredindo a mulher depois de dopá-la, conteúdo que rapidamente se espalhou pela web.

Gizelly Bicalho(FOTO EM DESTAQUE), participante do BBB 20 e advogada criminal, usou seus Stories para falar sobre o caso e afirmou já ter tentado entrar em contato com a moça para ajudá-la.

“Eu estava indo dormir e eu vi o que aconteceu coma Sabrina aqui no Instagram, essa moça que foi dopada e agredida pelo companheiro Eu estou chocada, estou apavorada. O cara filmou, eu não consegui ver o vídeo. Mandei um direct para Sabrina, mas quem tiver o contato dela, não sei se ela vai conseguir ver direct, comentei a foto dela. Queor muito ajudar essa menina, essa moça, essa mulher. Não sei nem se vou conseguir dormir depois dessa cena horrorosa que vi. Gente, durante esse tempo de quarentena os casos de violência doméstica aumentaram muito, isso é muito sério. E o caso da Sabrina é só um em meio a tantos que estão acontecendo no Brasil”, afirmou Gizelly em uma série de vídeos.

O CASO

Na última quarta-feira (6), um homem compartilhou em seu perfil no Instagram uma série de fotos de vídeos agredindo sua mulher depois de dopá-la, confirmando os atos na legenda, além de afirmar que estava deixando uma dívida no nome dela.

O perfil da mulher, Sabrina, foi encontrado e ela fez um longo relato sobre sua situação, que aconteceu durante uma viagem para um chalé pouco antes dos dois se separarem.

Ela conta que o ex-marido tinha diversos problemas com drogas e bebida e chegou a ser preso por dirigir sob influência, e que estava drogado na noite das agressões. Hoje o homem está internado em uma clínica de reabilitação.

Sabrina afirmou ainda estar sendo ameaçada pela família do ex-marido, que ela conta ter ficado do lado dele após o ocorrido. “A mãe dele que me tinha como uma filha foi pagar motel com duas prostitutas pra ele enquanto eu quase morria”, escreveu em parte do texto.

Nos Stories, ela ainda expôs áudios enviados pelo pai do ex-marido a ameaçando, afirmando que o ex-sogro pretendia “tirar o filho que é dependente químico da clínica para ele resolver o problema dele comigo”.

Leia o relato na íntegra:

“Todos que me conhecem de verdade, sabem o quanto que trabalhei e trabalho pra conquistar minhas coisas. Sabem que abri mão da minha vida pra ajudar Keko a sair das drogas, fui cega durante anos vivendo em um relacionamento abusivo. Fiz tudo o que eu podia pra ajudá-lo. No entanto ele decidiu ir para o caminho das drogas. Durante a separação ele me dopou me agrediu, acabou com o meu nome. Tínhamos rota de semi joias juntos e tudo era no meu nome, ele gastou tudo em droga. Me deixou endividada. A máscara da família dele caiu, que ficou a favor dele, a minha sogra que me tinha como uma filha nem deu as caras com o acontecido. Fui Salva pelo o recepcionista do chalé. A mãe dele que me tinha como uma filha foi pagar motel com duas prostitutas pra ele, enquanto eu quase morria, até ele ser preso por dirigir embriagado e drogado. Desacato à autoridade. A ficar doido na casa das pessoas em Natal, que decidiram internar. Porque a lei Maria da Penha nada fez até agora. Na primeira internação dele paguei todos os cheques que no tempo era no nome da mãe dele, comprei terrenos ao pai dele que se nega a me devolver. Reformei a casa, pagava carro enquanto ele vivia deitado ou na farra se fazia muito era dirigir. Trabalhava até de madrugada, montando pano fazendo de tudo para termos um futuro. Cega em um relacionamento abusivo de anos cheguei quase a morte. Hoje estou passando por uma depressão pq quando durmo lembro dessas cenas. Que ele fez questão de filmar enquanto estava drogado e mandar para as pessoas. Mesmo com provas e testemunhas estou lutando na justiça. Mulher nenhuma merece passar por isso. Todas as vezes que tento subir um degrau acontece algo pra me despedaçar por dentro. Mulheres que passam por qualquer tipo de abuso procurem ajuda. Mas saiam dessa. A pessoa que eu amava foi a que mais me machucou. A mãe dele que é mulher que já foi desrespeitada várias vezes por o próprio filho, está lutando a favor do machismo e o pai me ameaçando, quando o filho deles mas precisava deles nem as caram deram, disseram que não podia ir pra Natal, nas recaídas quem o ajudou foi eu. Espero um dia cicatrizar todas essas feridas. Se conseguir me manter viva.”

Mulher relata ameaças de ex-sogro após agressão (Foto: Reprodução/Instagram)

Mulher relata ameaças de ex-sogro após agressão (Foto: Reprodução/Instagram)

Globo, via Quem

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão Indignado disse:

    VAGABUNDOS agressores de mulheres! Merecem prisão perpétua. Muitos monstros presos e quem sofre são as mães de seus filhos. Bandidos! Triste essa classe lixo de homens agressores. Não valem nada.

  2. CIDADAO55 disse:

    A ele os rigores da lei. Tranquem-no numa cela e joguem a chave fora!