Saúde

Cientistas criam vacina em adesivo mais eficaz que injeção e autoaplicável


Foto: Reprodução/University of North Carolina at Chapel Hill

Cientistas da Universidade de Stanford e da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, nos Estados Unidos, criaram uma vacina em formato de adesivo, impressa em 3D, que demonstrou oferecer maior proteção que a vacina aplicada por meio de injeção.

A inovação é composta por microagulhas impressas em 3D alinhadas em um adesivo de polímero e apenas o tempo suficiente para alcançar a pele para aplicar a vacina.

O estudo foi realizado em animais e publicado pela equipe de cientistas no Proceedings of the National Academy of Sciences. Os resultados mostraram que a resposta imune resultante do adesivo vacinal foi 10 vezes maior do que uma vacina aplicada em um músculo do braço com uma picada de agulha.

O “truque”, segundo os cientistas, é aplicar o adesivo da vacina diretamente na pele, que está cheia de células do sistema imunológico que as vacinas visam.

“Ao desenvolver esta tecnologia, esperamos estabelecer a base para um desenvolvimento global ainda mais rápido de vacinas, em doses mais baixas, de uma maneira sem dor e sem ansiedade”, disse em comunicado o principal autor do estudo e empresário em tecnologia de impressão 3D Joseph M. DeSimone, professor de medicina translacional e engenharia química na Universidade de Stanford e professor emérito da UNC-Chapel Hill.

No comunicado em que divulgaram os resultados ao público, os pesquisadores lembram que a pandemia do novo coronavírus mostrou a importância da vacinação feita em momento oportuno, mas, ao mesmo tempo, destacou obstáculos logísticos, como ter que se dirigir a um posto de imunização, necessidade de geladeira ou freezer para armazenamento, manipulação dos frascos por profissionais treinados e, por fim, injeção no braço.

“Enquanto isso, os adesivos de vacina, que incorporam microagulhas revestidas de vacina que se dissolvem na pele, podem ser enviados para qualquer lugar do mundo sem manuseio especial e as próprias pessoas podem aplicar o adesivo. Além disso, a facilidade de uso de um adesivo vacinal pode levar a taxas de vacinação mais altas”, destacaram os cientistas.

UOL

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Ministério Público pede na Justiça volta das aulas presenciais nas escolas públicas de Mossoró

Foto: Isaiana Santos / Inter TV Costa Branca

O Ministério Público do Rio Grande do Norte entrou com uma ação na Justiça pedindo que a Prefeitura de Mossoró seja obrigada a retomar as aulas presenciais nas escolas públicas do município.

De acordo com o órgão, os estudantes da segunda maior cidade potiguar estão apenas com aulas na modalidade virtual, com previsão de que o ano letivo de 2021 termine sem o retorno presencial.

Entre os pedidos feitos à Justiça O MP pede que até o final de outubro o município seja obrigado a implantar o sistema presencial em pelo menos 50% das escolas. E, até o final de novembro, ter pelo menos 70% da rede com ensino presencial.

Além disso, o pedido pede que o município seja obrigado a iniciar o ano letivo de 2022 com 100% das escolas no sistema presencial, exceto se as condições sanitárias da pandemia por covid-19 não permitirem.

Na ação, o MP enfatizou que o Brasil está retomando as aulas presenciais e, acompanhando essa tendência, o Rio Grande do Norte restabeleceu as atividades em suas unidades de ensino. A rede pública estadual está trabalhando no formato presencial com 100% dos alunos desde o último dia 4 de outubro, sendo acompanhado pela maioria dos municípios potiguares.

Ao todo, 117 cidades já chamaram de volta seus alunos. As escolas privadas, por sua vez, também ampliaram o presencial e passaram para o modelo híbrido, com a transmissão de aulas via internet.

“Contrário a todo a esse movimento de abertura, porém, o Município de Mossoró decidiu manter seus alunos nas salas virtuais até o final do ano letivo de 2021, como se a pandemia ainda estivesse em grau elevado de contaminação e demandasse cuidados extremos”, informou o MP.

G1 RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meio Dia RN

VÍDEO MEIO-DIA RN: Confira o programa desta quarta-feira

Confira programa desta quarta-feira (20). O Meio-Dia RN, com este blogueiro, debateu os principais assuntos no Estado, pelo país e no mundo. Clique abaixo e assista via YouTube.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Loja da Zara que barrou delegada negra tem código sobre clientes “suspeitos”

Foto: PCCE / Divulgação

O gerente da loja Zara de Fortaleza, no Ceará, foi indiciado pela Polícia Civil nesta terça-feira (19/10) pelo crime de racismo. A investigação se deu depois que uma delegada de polícia negra foi barrada ao tentar entrar na unidade em 14 de setembro. A PCCE apresentou detalhes do trabalho em coletiva de imprensa nesta terça.

A delegada estava tomando um sorvete quando foi entrar na loja. De acordo com o estabelecimento, este foi o motivo pelo qual ela foi impedida de entrar na unidade devido à protocolos da covid-19. Porém, minutos antes uma outra pessoa entrou na loja sem utilizar a máscara de forma correta, foi atendida pelo mesmo funcionário, e não foi impedida de entrar na unidade e nem requerido que ela utilizasse o equipamento de proteção de forma correta.

Além disso, o delegado-geral da Polícia Civil do Ceará, Sérgio Pereira dos Santos, disse que a loja utilizava de um código para informar aos funcionários quando alguém suspeito entrava no estabelecimento. Pelo alto-falante, era dito “Zara zerou” quando pessoas negras de vestimenta simples entravam na loja. A informação foi dada, em depoimento, por uma ex-funcionária da Zara.

“Isso era um comando que era dado pra que todos os funcionários da loja ou pelo menos alguns a partir de então começassem a observar aquela pessoa não mais como consumidor, mas como suspeito em potencial que precisava ser mantido sob vigilância da loja”, afirma Sérgio Pereira.

As delegadas da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, que lideram a investigação, concluíram que houve racismo após analisar as imagens de segurança interna da loja e com base no depoimento de oito testemunhas, além da vítima e do suspeito.

O crime de racismo pode gerar reclusão de um a três anos e multa. Agora, o processo será encaminhado para o Ministério Público. Em nota, A Zara disse que não tolera nenhum tipo de discriminação.

Leia a nota

A Zara Brasil, que não teve acesso ao relatório da autoridade policial até sua divulgação nos meios de comunicação, quer manifestar que colaborará com as autoridades para esclarecer que a atuação da loja durante a pandemia Covid-19 se fundamenta na aplicação dos protocolos de proteção à saúde, já que o decreto governamental em vigor estabelece a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes públicos. Qualquer outra interpretação não somente se afasta da realidade como também não reflete a política da empresa. A Zara Brasil conta com mais de 1800 pessoas de diversas raças e etnias, identidades de gênero, orientação sexual, religião e cultura. Zara é uma empresa que não tolera nenhum tipo de discriminação e para a qual a diversidade, a multiculturalidade e o respeito são valores inerentes e inseparáveis da cultura corporativa. A Zara rechaça qualquer forma de racismo, que deve ser combatido com a máxima seriedade em todos os aspectos.

Correio Braziliense

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI DA COVID: Relator pede o indiciamento de Bolsonaro e mais 65 pessoas e 2 empresas

Foto: Reprodução

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), registrou na manhã desta quarta-feira (20) seu relatório final no sistema do Senado. O texto pede 68 indiciamentos, entre pessoas físicas e empresas. O presidente Jair Bolsonaro é uma delas.

Três filhos do presidente, ministros, ex-ministros, deputados federais e empresários também estão na lista dos pedidos de indiciamento (veja relação completa mais abaixo).

Renan leu um resumo do documento durante uma hora na sessão da CPI. O relatório completo tem mais de 1000 páginas.

O relator chegou à versão final depois de debates, desde o início da semana, com demais integrantes da cúpula da CPI. Antes do relatório final, foram apresentadas duas minutas.

Uma versão preliminar, que vazou no fim da semana passada, gerou divergência entre os integrantes do grupo. Uma reunião na noite desta terça (19) selou o acordo final.

No caso de Bolsonaro, o relator pede indiciamento por estes crimes:

  • epidemia com resultado morte;
  • infração de medida sanitária preventiva;
  • charlatanismo;
  • incitação ao crime;
  • falsificação de documento particular;
  • emprego irregular de verbas públicas;
  • prevaricação;
  • crimes contra a humanidade;
  • crimes de responsabilidade (violação de direito social e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo)

Inicialmente, o relatório pediria indiciamento de Bolsonaro também pelos crimes de homicídio e genocídio indígena. Na noite desta terça, a cúpula da CPI decidiu excluir essas acusações, que eram um dos pontos de divergência entre Renan e os colegas.

Próximos passos

O relatório vai deve ser votado na CPI na semana que vem. A CPI não tem o poder de indiciar ninguém. Os pedidos de indiciamento serão encaminhados aos órgãos competentes, entre os quais Procuradoria-Geral da República, aos ministérios públicos estaduais e ao Departamento de Polícia Federal.

Para ler a matéria na íntegra acesse AQUI.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Bolsonaro desembarca em Mossoró na manhã desta quarta-feira

Na manhã desta quarta-feira (20), o presidente da República Jair Bolsonaro desembarcou na cidade de Mossoró, região Oeste do Estado. A parada na cidade potiguar não estava prevista na agenda oficial do Presidente, que tem compromisso na cidade de Russas-CE.

Na cidade potiguar Bolsonaro foi recebido por um grupo de apoiadores que o saudaram com gritos de “mito”. De lá, o presidente partiu para seu compromisso oficial a bordo de um helicóptero.

No Estado vizinho, Bolsonaro participa, ao lado do ministro potiguar Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, do lançamento do edital de Construção do Ramal do Salgado, último trecho restante para a finalização das obras do Canal Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste.

Na programação oficial, o presidente Jair Bolsonaro permanece em Russas apenas durante a manhã, e depois retorna para Brasília, onde deverá chegar no meio da tarde. Não há outras programações na agenda oficial.

Novo Notícias

Opinião dos leitores

  1. Meus caros Fernando e Antonio, esses petralahs são ridículos. O Presidente tem que se cuidar, os assassinos que tentaram mata-lo na campanha, ainda não desistiram, o canalha mor, está morrendo de inveja, pois não sai nem pra ir na padaria.

  2. Esse tá cabreiro com o povo, só anda com uns trinta segurança. Fui só ver a chegada, fora a PM tinha uns 150 segurança ao todo. Tinha mais segurança do que febre

    1. Claro que tem que ter segurança, e muita, Fernando. A esquerda já tentou matá-lo, esfaqueando-o. Todo cuidado é pouco com essa quadrilha. Ele está certo. Se tiver algum discuido, já sabemos o que pode acontecer. A esquerda quer voltar ao poder de qualquer jeito. Mas o povo quer Bolsonaro. Acima de tudo, ele tem a proteção de Deus e o carinho e o reconhecimento do povo de bem. Bolsonaro até 2026.

    2. Ô jumento, esse aí é o presidente da república. Qualquer presidente tem muitos seguranças, e no caso desse aí, lembre que a esquerdalha tentou matá-lo com uma tacada. Abraço

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

CBF atualiza protocolo de segurança e passa a permitir torcida visitante nos jogos

Foto: De Jesus / O ESTADO

A CBF atualizou na noite desta segunda-feira o Protocolo de Recomendações para Retorno do Públicos aos Estádios e a Diretriz Técnica Operacional para competições. A principal novidade é que, a partir de agora, será permitida a presença de torcedores de equipes visitantes nos jogos.

As novas edições têm efeito imediato nas competições que já adotam o protocolo de retorno de público. As principais exigências são as mesmas estabelecidas até o momento para torcedores dos times mandantes: comprovante do ciclo completo de vacinação contra a Covid-19 ou teste antígeno não reagente.

Os documentos também apresentam novidade com relação à entrada das equipes em campo, que “retornará ao padrão original”. No entanto, ainda sem a participação de crianças e representantes de campanhas publicitárias e institucionais.

Também voltará a ser permitida a presença de mascotes em áreas como campo de jogo, túnel de acesso e vestiários, contanto que não haja interação com jogadores e respeitando as mesmas regras de testagem dos torcedores. Com a bola rolando, eles devem permanecer na zona de aquecimento, sendo proibidos de trocarem de lado ou entrarem no gramado.

– Uma vez mais lembramos da necessidade do trabalho colaborativo entre clubes, administradores de estádios, entes públicos, federações e CBF, no que diz respeito à troca de informações e boas práticas para que este retorno de público seja positivo e definitivo – destacou Manoel Flores, diretor de competições da CBF.

A íntegra dos documentos pode ser consultada no site da CBF clicando AQUI.

GE

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Município decreta luto de três dias por mortes de irmãos de prefeita em ação policial

Foto: Reprodução

A Prefeitura de João Dias decretou luto oficial por três dias pela morte de dois irmãos da prefeita Damária Jácome, que ocorreu na terça-feira (19). Os dois foram mortos após trocarem tiros com a Polícia Civil durante operação que tinha como alvos três irmãos da prefeita, em Vitória da Conquista (BA). O outro suspeito foi preso.

Procurados pela Polícia e recebendo a tiros a equipe da Delegacia Especializada no Combate ao Crime Organizado (Deicor), morreram Francisco Deusamor Jacome de Oliveira e Leidjan Jacome de Oliveira, irmãos da prefeita. Romeu Jácome, outro irmão, foi preso.

Através das redes sociais, a Prefeitura de João Dias lamentou as mortes. “A Prefeitura de João Dias manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento de Deusamor Jácome e Leidjan Jácome. Deusamor e Ledjan são irmãos da Prefeita Damária Jácome e filhos do Presidente da Câmara Municipal Laete Jácome. Neste momento de dor, a Administração Municipal, se solidariza com os familiares e amigos, e expressa as mais sinceras condolências pela grande perda”, disse a postagem.

O grupo, incluindo a prefeita de João Dias e o pai deles, o vereador e presidente da Câmara de João Dias, Laete Jácome, é investigado por possível envolvimento com facção criminosa, receptação de armas e fogos e outros crimes. Outro irmão da prefeita, Samuel Jácome, foi preso em Aracaju (SE) em julho deste ano.

Com informações de Tribuna do Norte

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/munica-pio-decreta-luto-de-tra-s-dias-por-mortes-de-irma-os-de-prefeita-em-aa-a-o-policial/523470

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Religião

Vaticano lança aplicativo “Clique para Rezar 2.0” para aproximar fiéis de Deus

Foto: Reuters

O Vaticano lançou nessa terça-feira (19) seu mais recente aplicativo “Clique para Rezar”, oferecendo um planejador personalizado como uma das novas funções que espera que sejam uma “experiência de oração” digital aprimorada em um mundo de ritmo veloz.

Em sua mini versão de lançamento no estilo do Vale do Silício, sete autoridades da Igreja, inclusive um cardeal, participaram de uma coletiva de imprensa para divulgar o “Clique para Rezar 2.0”, a primeira grande atualização do aplicativo desde que este foi lançado em 2016.

Repórteres assistiram um vídeo marcante e elaborado que ilustrou as novas funções do aplicativo, como um planejador personalizado que deixa os usuários configurarem seus momentos de oração de cada dia e receber lembretes para colocar o resto do mundo de lado.

“Orar não é uma perda de tempo, como pensamos às vezes. A oração é como a semente na escuridão da terra, que mostrará seu fruto na hora certa”, disse o padre Frederic Fornos.

O aplicativo, disponível em seis idiomas ocidentais e em chinês, dá aos usuários intenções específicas pelas quais podem orar juntamente com o papa Francisco, como a paz em um lugar particular do mundo.

Ele também oferece a “Escola de Oração”, com apoio àqueles que têm dificuldade para começar e uma opção para formar grupos de oração em todo o mundo.

O Vaticano amplia sua presença nas redes sociais no pontificado de Francisco, e autoridades disseram que mais de 50 milhões de pessoas afirmaram ter visto os tuites papais de sábado sobre questões de justiça social.

Terra

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Homem que estava brechando mulher casada em banheiro é esfaqueado pelo marido dela no RN

Foto: Reprodução

Um homem de 34 anos foi preso por após praticar um crime de tentativa de homicídio com uso de uma arma branca, no caso, uma faca, na cidade de Assú, no interior do Rio Grande do Norte.

As primeiras informações revelam que o ato criminoso aconteceu após o homem identificar que a esposa dele estava sendo “brechada” por um indivíduo.

Segundo a Polícia Militar, a mulher estava em um banheiro público.

Ao observar a cena, o homem esfaqueou o indivíduo, que foi socorrido para o hospital do município.

Após ser preso por policias militares, o acusado foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Assú, onde foi autuado pelo delegado Paulo Pereira Junior, por infração ao artigo 121, caput, c/c artigo 14, inciso II do Código Penal Brasileiro.

O indivíduo pernoitou na delegacia, antes de ser encaminhado para a Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Sousa, onde se encontra preso à disposição da Justiça.

Agora RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400 e diz que “ninguém vai furar o teto”

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta quarta-feira (20) em evento que o Auxílio Brasil – substituto do Bolsa Família – terá pagamentos mensais de R$ 400, mas ressaltou que o programa não vai furar o teto de gastos, que limita os gastos da União à inflação do ano anterior.

“Temos a responsabilidade de fazer com esses recursos do próprio orçamento da União. Ninguém vai furar teto. Ninguém vai fazer nenhuma estripulia no orçamento, mas seria extremamente injusto deixar cerca de 17 milhões de pessoas com valor do Bolsa Família”, disse em Russas (CE), durante evento do projeto Jornada das Águas, iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Regional para a proteção de recursos hídricos.

O governo havia marcado evento nesta terça-feira para anunciar o novo programa, que deve abranger 17 milhões de pessoas, mas cancelou a divulgação em meio à reação negativa do mercado ao aumento das parcelas.

Apesar de ser consenso entre economistas que a população precisa de mais benefícios, a leitura é que a forma errática e pouco clara com o governo vem introduzindo a discussão afasta investidores, que temem pela credibilidade fiscal brasileira.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Não furou, arrombou o teto e a lua de mel com a direita liberal, tanto que o dolar foi pras alturas e a bolsa espatifou. Se igualou ao pt no populismo barato, desestruturando o pais, e agora a inflação explodiu, país paralisou, desemprego tá insuportável, leis e mecanismo de combate a corrupção foram desfeitos e assim Bolsonaro entregou as chaves do cofre aos corruptos do centrão, acabaram as aposentadorias dos trabalhadores comuns, salários congelados, já o do presidente e do 1o escalão tiveram 100% de aumento, superfaturamento nas compras governamentais, além de acusações de ilícitos pelos aliados e familiares do presidente. Diante de tudo isso o que falta pra piorar? Só reeleição pra mais 4 anos desastrados.

    1. Tomara que não seja o B e nem o L presidente.
      É preferível mais 4 anos de Bolsidoido que 8 ou mais de PT.

  2. Não vão furar o teto?! O teto já tá cheio de goteiras e não foi pelos buracos causados pelos chifres do MINTO das rachadinhas não! Mas sim de tantas gambiarras que este governo já fez tomando medidas populistas para ver se vai pelo menos pro segundo turno da eleição de 2022! Está fazendo o mesmo que os governos do PT fazia: usar nosso dinheiro para comprar votos com as bolsa família da vida…

  3. Só o Lula para ajudar o país. Mesmo quando não está no governo faz isso. O Lula é a solução para a nação, está provado, se consegue com que o incompetente aumente o valor, imagina ele comandando o país. Ou alguém tem dúvida que o desqualificado só está fazendo isso por causa do Lula?

    1. Achou pouco o que essa organização fez na GESTÃO LULA. POVO tem que partir pela uma terceira VIA.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *