Com pandemia, RN registra taxa de desocupação de 17% em agosto; 265 mil buscam trabalho

Dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19 de agosto divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (23) informam que a taxa de pessoas desocupadas no Rio Grande do Norte alcançou, em agosto, atingiu o maior percentual desde maio: 17%.

Em números, 235 mil pessoas estão em busca de trabalho no estado, uma das cinco maiores taxas de desocupação do Brasil.

No início do levantamento, em maio deste ano, a taxa de 12,3% representava 173 mil pessoas desocupadas no Rio Grande do Norte. No atual cenário, 62 mil potiguares a mais passaram a tentar entrar no mercado de trabalho ao longo desse período.

No Nordeste, Bahia (18%) e Maranhão (18%) superam o estado potiguar e lideram o ranking nacional.

Com acréscimo de informações do G1.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcopolo disse:

    teste

Com Saúde e e-commerce na ponta, veja cargos que tiveram maior alta em vagas de emprego entre março e agosto no país

Levantamento da empresa de recrutamento online Catho mostra cargos que apresentaram maior crescimento no número de vagas de emprego abertas durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o estudo, que compara o período de março a agosto de 2019 com o mesmo período de 2020, as profissões ligadas à área da saúde, essenciais para o tratamento de pacientes com Covid-19, continuam liderando a pesquisa. Profissionais como fisioterapeuta respiratório (924%) e hospitalar (900%) seguem na ponta do ranking desde março.

Alternativa para as empresas desde a implementação da quarentena, a importância do e-commerce refletiu diretamente na abertura de vagas de trabalho no segmento, que apresentou crescimento de até 162% entre os meses de março a agosto ante 2019.

Cargos como vendedor, atendente, gerente e supervisor de e-commerce cresceram, respectivamente, 162%, 161%, 76% e 67% durante a pandemia. Veja abaixo:

Cargos com aumento de vagas durante a pandemia, segundo a Catho — Foto: Divulgação

“O crescimento expressivo na área de comércio eletrônico comprova que as empresas, de todos os portes e nichos, estão apostando na transformação digital e se adaptando à nova realidade de pouco contato físico com os clientes para evitar a propagação do vírus. Atualmente, oferecer serviços on-line pode ser a garantia de continuidade de negócios”, explica a diretora de Operações da Catho, Regina Botter.

G1

 

Decreto do Governo do RN admite retorno de aulas presenciais da rede estadual ainda em 2020, a depender de dados da covid

A Tribuna do Norte noticia nesta segunda-feira(21) que o decreto estadual publicado pelo Governo do Estado no fim de semana admite retorno de aulas presenciais na rede estadual antes de 2021.

Segundo o decreto, está prevista a possibilidade de retorno da rede estadual, de maneira regionalizada e gradativa, a depender dos dados sobre a infecção em cada região do RN. Para rede privada e ensino superior a liberação ocorre a partir de 05 de outubro. Veja íntegra de reportagem aqui.

O decreto vai contrário a fala do secretário de educação, Getúlio Marques, que na última semana(quarta-feira, dia 16), em entrevista ao Meio-Dia RN, na 96 FM, com o BG, garantiu que as aulas presenciais no Estado não retornariam neste ano.

VÍDEO MEIO-DIA RN: programa desta quarta entrevistou Getúlio Marques, secretário estadual de educação

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Prof. Araújo disse:

    Essas diferenças de posicionamentos são um incoveniente para todos, e acabam por nos confundir. Mas importa-nos racionalizar que governo algum estava preparado para essa situação. A gestão estadual carece de uma organização melhor? Sim. Mas acredito que, de alguma forma, o despreparo do poder executivo federal acaba refletindo nos gestores estaduais.

  2. Chega de CANALHAS disse:

    Esse DESgoverno está PERDIDO, o RN perde mais 4 anos com essa INCOMPETENTE no poder!!?!!

  3. Lucis disse:

    Esse povo veio p confundir e não para explicar.

  4. Souza disse:

    Eita governo que não tem a menor noção de que rumo tomar!
    Dêem uma bússola pra essa criatura!

  5. Tom França disse:

    Típico de pessoas desse partido nanico, ou seja, sem palavra, irresponsável e "desgovernada"!

  6. Jacintinho disse:

    Estão e sempre estiveram mais perdidos que cego em tiroteio.

Pandemia pode ter levado 150 milhões de crianças à pobreza pelo mundo, diz Unicef

Foto: Muhammad Wasel – 29.mar.2020/ Unicef

A pandemia do novo coronavírus pode ter aumentado o número de crianças em todo o mundo que vivem na pobreza em 15%, de acordo com um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a organização sem fins lucrativos Save the Children.

As organizações afirmaram na quinta-feira (17) que este crescimento da pobreza representa um aumento de 150 milhões de crianças sem acesso adequado à educação, habitação, nutrição, serviços de saúde, saneamento ou água – elevando o número global de crianças na pobreza para quase 1,2 bilhão.

O relatório é baseado em dados de quase 80 países.

“Esta pandemia já causou a maior emergência educacional global da história e o aumento da pobreza tornará muito difícil para as crianças mais vulneráveis e suas famílias compensar a perda”, disse Inger Ashing, CEO da Save the Children em comunicado à imprensa.

“As crianças que perdem a educação têm maior probabilidade de serem forçadas ao trabalho infantil ou ao casamento precoce e ficar presas em um ciclo de pobreza por muitos anos. Não podemos permitir que uma geração inteira de crianças se torne vítima desta pandemia”, continuou Ashing. “Os governos nacionais e a comunidade internacional devem agir para suavizar os impactos.”

Além disso, a pobreza pode ter um impacto significativo no bem-estar e na segurança de mulheres e crianças.

“Não podemos nos deixar pensar que apenas as pessoas pobres enfrentam a violência de gênero. Isso foi refutado várias vezes. Mas o que é verdade é a disponibilidade de serviços e espaço”, disse Natalia Kanem, diretora-executiva do Fundo de População das Nações Unidas, durante uma reunião virtual organizada pela Fundação da ONU.

“Às vezes a situação se torna volátil, porque estamos todos confinados juntos”, disse Kanem. “A ideia de uma mulher estar em uma situação estressante – ela pode ter perdido o emprego, o parceiro, o que for. Os filhos também podem ser vítimas desse tipo de situação. Essa é a verdadeira preocupação.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. George disse:

    #FiqueEmCasa

  2. Luciano disse:

    Fique em casa! A economia a gente vê depois! O depois chegou antes do que se pensava.

    • Greg disse:

      Pois é, se tivesse todos na rua no início da Pandemia teria matado bem mais, idiotice isso que vcs falam.

    • Manoel disse:

      Greg o q matou mais gente foi Mandetta e Fátima dizendo prs o povo só procurar um médico qdo estivesse com falta de ar, já chegava pronto pra morrer e ser ensacado, mesmo assim eles não bateram a meta de 11.378 mortes no RN no dia 15 de maio e 1 milhão de mortes no Brasil até o fim de agosto

IBGE: Taxa de desemprego sobe na pandemia e chega a 14,3%, atingindo 13,7 milhões

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

O desemprego na pandemia atingiu, na última semana de agosto, o maior patamar da série histórica, iniciada em maio, segundo a Pnad Covid19 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid), divulgada nesta sexta-feira (18) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A taxa de desocupação ficou em 14,3% no período, atingindo 13,7 milhões de pessoas no Brasil.

A coordenadora da pesquisa, Maria Lucia Vieira, afirma que, em maio, a taxa era de 10,5% e que a alta foi motivada por variações negativas da população ocupada e pelo aumento de pessoas que passaram a buscar trabalho.

“No início de maio, todo o mundo estava afastado, em distanciamento social, e não tinha uma forte procura [por emprego]. O mercado de trabalho estava em ritmo de espera para ver como as coisas iam se desenrolar. As empresas estavam fechadas e não tinha local onde essas pessoas pudessem trabalhar. Então, à medida que o distanciamento social vai sendo afrouxado, elas vão retornando ao mercado de trabalho em busca de atividades”, afirma Maria Lucia.

O IBGE diz que o número de pessoas ocupadas que estavam afastadas do trabalho por causa do isolamento social foi reduzido em 363 mil e esse contingente passou a 3,6 milhões, o que representa 4,4% de toda população ocupada (82,2 milhões).

Dos 76,1 milhões de pessoas que estavam ocupadas e não foram afastadas do trabalho, 8,3 milhões trabalhavam remotamente.

Atividades escolares

Segundo o IBGE, 7,2 milhões de estudantes não tiveram atividades escolares na 4ª semana de agosto. O número permaneceu estável em relação à semana anterior. As férias foram apontadas como motivo para 970 mil alunos não realizarem atividades escolares.

Já o contingente de estudantes que tiveram essas atividades ficou em 37,4 milhões.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jailson disse:

    O governo Bolsonaro é o maior desastre q esse país já conheceu

  2. Manoel disse:

    135 MIL MORTOS nao foram suficientes para o gado.
    Pense um povo que precisa tratamento.

    • Ashtar disse:

      Tudo graças aos governadores de esquerda que resolveram peitar o MITO. Tome pra deixarem de ser bestas. Agora consertem a bagunça

  3. Luciano disse:

    Fique em casa! Só procure o médico quanto estiver com falta de ar!

  4. Pixuleco disse:

    Fique em casa , a economia v depois.

Pais estão insatisfeitos com falta de datas para retorno de aulas presenciais no Núcleo de Educação da Infância – NEI/CAp/UFRN

(Foto: Trecho reproduzido)

Um leitor entrou em contato com o Blog para reclamar do Núcleo de Educação da Infância – CAp/UFRN, que não apresenta uma previsão de retornos das aulas presenciais. Ele diz que a insatisfação não está resumida ao seu caso. Outros pais também se queixam.

O leitor, que prefere ter a identidade preservada, é pai de um aluno no NEI, e se queixa desde as aulas remotas. “Aulas que iniciaram faz apenas dois meses, uma hora e meia por dia. Quando chega a ser duas horas é uma raridade”, diz.

O reclamante, por fim, questiona o  Núcleo de Educação da Infância – CAp/UFRN, que é composto por professores concursados e servidores da instituição. “Não querem voltar as aulas presenciais. Agora no final do mês os salários caem no bolso”, classificando o comunicado em destaque como “absurdo”.

 

(Foto: Trecho reproduzido)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mayara disse:

    Me inclua fora dessa! Sou mãe de aluna da escola NEI-UFRN não concordo com o retorno das aulas nesse momento. Acompanho e participo ativamente das aulas remota e posso declarar que estou satisfeita.

  2. Gilberto disse:

    O MEC tem ministro? Porque ainda não vi nenhuma posição deste ministério para a volta as aula. Inclusive, gostaria que vc desse sua opinião BG. Ainda não vi nenhuma posição sua sobre a postura do MEC, que parece que nem existe.

  3. Adriana disse:

    Acompanho as aulas on-line do NEI e vejo uma grande dedicação e esforço dos professores e assistentes para manter as crianças estudando. Tem programação e atividades semanais e bem variadas, não falta atividade e as aulas duram em média 2 horas. Além disso o NEI está sempre em comunicação através de e-mails, reuniões e estão à disposição. Assim também são os professores, que ficam à disposição para tirar dúvidas mesmo após as aulas on-line. Não tenho o que reclamar, mas a elogiar. Trabalho em empresa privada e confio no NEI. Não acho seguro o retorno das aulas presenciais, neste momento. É o que penso.

  4. Christianne disse:

    Faltou também o Blog publicar a nota do NEI no IDEB, superando a média Nacional e, de longe, a média Estadual.
    Isso o Blog não mostra.

  5. Antonio Turci disse:

    Simplesmente vergonhoso o comportamento da UFRN. Nenhum pronunciamento do Reitor. A carruagem é grande,a preguiça impera. Mas no final do mês os docentes, cuja maioria ganha em média R$14 mil, recebem seus salários em dia. Setores de aulas e prédios estão fechados. Os professores que querem estudar em "suas' salas são proibidos de exercerem este direito. Isto é uma VERGONHA. E o Dr . José Daniel não dá a mínima. Decepção.

    • Nilza Pires disse:

      Onde o sr viu o salario dos funcionarios????

    • Angela disse:

      Prezado senhor, a título de informação, a UFRN é uma das melhores universidades do Nordeste e está entre as 10 maiores universidades do Brasil, segundo institutos de avaliação. Contempla 62 municípios com mais de 300 ações de extensão universitária e ainda 20 pólos presenciais de apoio a educação a distância: 13 localizados no Rio Grande do Norte e 7 em outros Estados: Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Tem 43.682 estudantes, 2.216 professores dos quais 1.553 são doutores, 3.013 técnicos-administrativos, ou seja, mais de 50 mil pessoas diretamente ligadas à instituição. São 276 cursos em BIOCIÊNCIAS, CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES, CIÊNCIAS DA SAÚDE, CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS, TECNOLOGIA, MÚSICA, NEUROCIÊNCIAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. É considerada o mais importante motor para o desenvolvimento do Estado não só pela formação profissional, mas pelos projetos de pesquisa e extensão que atendem às necessidades de soluções para todas as regiões. Também criou programas e parcerias de alcance internacional, tais como: Instituto do Cérebro, Instituto Metrópole Digital, Instituto Internacional de Física, Núcleo de Petróleo e Energias Renováveis, Instituto de Medicina Tropical, Instituto Metrópole Digital,
      Instituto de Línguas, Literaturas e Culturas Modernas – ÁGORA, Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra. A UFRN coordena 3 institutos: Comunicação Sem Fio (INCT-CSF), Interface Cérebro-Máquina (INCEMAQ), em parceria com a Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa (AASDAP), e Ciências do Espaço (INEspaço), em parceria com o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Coordena ainda 3 Hospitais Universitários com atendimento 100% SUS: HUOL, MEJC a capital e HUAB em Santa Cruz.
      Este é um breve panorama da maior Universidade pública e gratuita, do nosso Estado. Nós nos orgulhamos dela porque trabalhamos pelo bem das pessoas e pelo futuro do RN. A UFRN é um patrimônio de toda a população.
      Se puder, conheça melhor a UFRN. Espero que assim possa respeitar mais os servidores que lá trabalham.

  6. carlos disse:

    No próximo ano, o Reclamante tem a opção de matricular o filho em um local onde os professores não sejam "concursados e servidores da instituição“, e passar a pagar por uma mensalidade de uma escola privada.

  7. PASQUALINO BRASILEIRO disse:

    Não é apenas lá, o Marista, que já foi um exemplo de disciplina e moral, além exaltar o comunismo, agora também não quer voltar, mas sabe cobrar os pais. Aulas só em outubro, e olhe lá… para metade dos alunos.

    • Nilza Pires disse:

      Voce tem algum filho matriculado nesta escola ou só está passando recadinho?

  8. bolo preto disse:

    Concordo João.
    Td desculpa p n voltar ao trabalho eles arranjam
    qto mais pandemia, mais tempo em casa, shoppings, compras, praias, bares, comícios….
    " Quem não te conhece que te compre"
    fingem q " morrem de trabalhar"

  9. bolo preto disse:

    Funcionários Públicos, grana religiosamente em dia, e muito corpo mole para trabalhar.
    tão cedo vão retornar ….

    • Jr disse:

      Salvo engano foi o próprio governo federal, através do MEC que suspendeu até 31/12 as aulas presenciais nas universidades federais e o NEI faz parte dela. Reclamem do Presidente!

    • disse:

      Sou servidor público e, em nenhum momento desde o dia 18.03.2020 (quando saiu resolução para o isolamento) deixei de trabalhar. Consegui manter minha produtividade nesses meses, a despeito das limitações físicas e estruturais.
      Sobre os docentes não retornarem às aulas presenciais, o absurdo maior é de os alunos da UFRN não terem aulas e não se ver os mestres e doutores de lá ministrarem sequer um curso gratuito destinado à sociedade… tampouco realizarem com seus alunos de graduação aulas online (chegaram a perder o semestre e deixarem de ser formar no meio do ano… não acredito que esses docentes tenham perdido oportunidades de criar meios de palestrar ou outras formas de "se promover" (e receber por isso um extra, consequentemente)…
      Enquanto professores do IFRN protestam contra um reitor pro tempore, os alunos até pouco tempo estavam sem aulas… quer dizer que aquela instituição não dispõe de condições para gerar aulas em EaD ou online??? Mas os salários permaneceram em dia…

    • Angela disse:

      Os servidores públicos estão trabalhando com seus próprios recursos, equipamentos, energia, internet, impressoras, prestando contas semanalmente à chefia e cumprindo todos os compromissos dos planos de trabalho. Muitos estão trabalhando além do horário normal. A população deveria reconhecer que o trabalho dos servidores é importante para toda a sociedade. Centenas de pesquisas e projetos continuam sendo realizadas, inclusive contribuindo com as ações contra a pandemia. Por ex, a UFRN foi a primeira a produzir álcool em gel a baixo custo, máscaras, face shield. Atualmente, é responsável por 40% dos testes da covid realizados no RN e os hospitais universitários destinavam leitos de UTI para controlar a pandemia. Isso tudo é feito por servidores públicos que trabalham como sempre servindo à população, mesmo que alguns não enxerguem.

  10. Natalense disse:

    Um retorno presencial nesse momento de pandemia na educação infantil é um absurdo !!! Só sabe o que é um funcionamento de um centro de ensino infantil quem trabalha nele . Os pais que tem crianças deveriam se conscientizar e não querer esse retorno agora sem uma vacina . Vamos brincar , cuidar e ensinar as nossas maravilhosas crianças , mas em CASA.

  11. Joao disse:

    Pela UFRN, a volta às praias e à campanha política é imediata, mas aulas só em 2021

    • Nilza Pires disse:

      João, se voces está indo à praia , o problema é seu. Agora não venha falar pelas pessoas que nem conhece, taokei!

RN registra queda de 30% em processos judiciais sobre locação de imóveis durante a pandemia, destaca levantamento

Foto: Pedro Vitorino/Cedida

O Tribunal de Justiça do estado registrou queda de 30% no número de processos referentes a imóveis alugados no Rio Grande do Norte de março a agosto deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.

O levantamento feito a pedido do G1 apontou que foram 881 ações locatícias de março a agosto de 2019 contra 613 no mesmo período de 2020. Segundo os dados, das 613 ações judiciais de março a agosto deste ano, 48% são por inadimplência, 18% são para despejo, e 3% sobre benfeitorias em imóveis alugados.

Mais detalhes aqui em reportagem completa no portal G1-RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti PT disse:

    Graças ao nosso melhor presidente da República Jair Bolsonaro, mais conhecido por MITO. Que ajudou o povo mais necessitados com auxílio emergencial e perdão da conta de energia elétrica. Enquanto isso a governadora Fátima Bokus nada fez para ajudar a população, nem um desconto na conta d'água, nem diminuição do ICMS deu, a Fatão comemorou o lucro da CAERN e tem local que a água nem chega, mais a conta chega todo mês .

IBGE: Em meio à pandemia, cai número de pessoas que estavam rigorosamente isoladas

Foto: Diogo Gonçalves/Prefeitura Campo Grande (MT)

O número de pessoas rigorosamente isoladas diminuiu em 2,8 milhões da segunda para a terceira semana de agosto, passando de 44,4 para 41,6 milhões, de acordo com a edição semanal da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD COVID19, divulgada hoje (11) pelo IBGE. A pesquisa também estimou em 4,5 milhões a população que não fez restrição na semana de 16 a 22 de agosto. O número representa estabilidade em relação à semana anterior.

No mesmo período, aumentou em 1,9 milhão o número de pessoas que reduziram o contato, mas continuaram saindo ou recebendo visitas. Para a coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, os dados apontam uma flexibilização do isolamento por parte da população.

“De alguma forma, as pessoas estão flexibilizando as medidas de isolamento social, uma vez que aumenta o percentual de pessoas que estão tendo medidas menos restritivas e diminui o percentual daquelas que aplicam medidas mais restritivas de isolamento“, explica.

Esse grupo vem aumentando pela terceira semana seguida. Da primeira para a segunda semana de agosto, 2,9 milhões de pessoas a mais afirmaram ter reduzido o contato, embora continuassem saindo ou recebendo visitas. Já a população que ficou em casa e só saiu por necessidade básica se manteve estável na terceira semana de agosto. São 87,6 milhões de brasileiros nessa situação.

Foto: Reprodução

37,7 milhões de estudantes tiveram atividades escolares

A PNAD COVID19 mostra também que o país tinha cerca de 46 milhões de estudantes matriculados em escolas ou universidades na terceira semana de agosto. Destes, 37,7 milhões tiveram atividades escolares em seus domicílios no período. É um aumento de cerca de 921 mil pessoas em comparação com a semana anterior.

“Por outro lado, 7,3 milhões de pessoas não tiveram atividades escolares para realizar nessa semana. Esse número representava 15,9% da população de 6 a 29 anos de idade que frequentava a escola”, diz Maria Lúcia. No mesmo período, houve uma queda de 454 mil no número de pessoas que alegaram estar de férias e, por esse motivo, também não tiveram atividades escolares disponibilizadas.

Foto: Reprodução

Agência IBGE

Rombo financeiro do RN com crise econômica com covid reduz após socorro do Governo Federal: da perda R$ 864,9 milhões em receita bruta para perda de R$ 65,1 milhões em receita líquida

O Rio Grande do Norte perdeu R$ 614,6 milhões em receita bruta decorrente dos efeitos econômicos provocados pela Covid-19. Some-se à cifra o aumento de despesas emergenciais do Governo do Estado para amenizar os efeitos da pandemia, na ordem de R$ 250,3 milhões, totalizando R$ 864,9 milhões.

A compensação financeira enviada pelo Governo Federal foi de R$ 537,5 milhões. E ainda mais R$ 262,3 milhões para ajuda no combate à Covid-19, totalizando o montante de R$ 799,8 milhões. Portanto, o Estado potiguar registrou, até o fim de agosto, uma perda de R$ 65,1 milhões em receita líquida.

“Assumimos um Estado em calamidade financeira e, como se não bastasse, estamos encarando uma das maiores crises sanitárias globais. Por isso não há descanso por parte de nossa equipe, quando o assunto é enfrentar esses desafios, com planejamento e ações”, disse a governadora, Fátima Bezerra.

Segundo o secretário de Estado do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, uma das alternativas possíveis é a aprovação da reforma da previdência “que será uma importante ferramenta para nos ajudar nesse esforço de equilíbrio financeiro”, disse. “O RN tem sofrido com a perda de arrecadação de ICMS e Fundo de Participação dos Estados, ambos na ordem de R$ 247 milhões, cada. Some-se a isso uma queda no repasse do Fundeb de R$ 65 milhões, um percentual decrescente de 38% nos royalties. Tudo em um período de crise”, lamentou.

Apesar da redução na queda, a economia vem dando sinais de recuperação. Agosto registrou um déficit de R$ 58,2 milhões. Valor menor que os R$ 65,8 milhões de julho ou já em um patamar diferente das perdas brutais de R$ 165,4 milhões em junho e o recorde de R$ 193,2 milhões em maio. Em abril houve ainda redução de R$ 112,1 milhões e queda de R$ 19,8 milhões no início da pandemia, em março.

Segundo Freire, o déficit de agosto consolida a diminuição do rombo financeiro, mas ainda compromete as contas públicas. A arrecadação de ICMS, por exemplo, registrou 0% em agosto após quatro meses seguidos de queda, entre abril e julho (negativas de 13,9%, 14%, 17,3% e 12,7%, respectivamente).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. CIDADAO55 disse:

    viva ao PR e governador do RN Jair Boldonaro!

    E FATÃO dizendo que não vai abrir as escolas públicas por falta de dinheiro.
    Vai mentir assim no inferno!

  2. João V disse:

    É um genocida esse Presidente!!!
    #Ironia talkey

  3. Daniel Oliveira disse:

    E Fatinha comprou o bilhete do filme errado?

  4. Ana Paula Medeiros disse:

    Essa BOKUS só fala na crise, quando ela se candidatou sabia o que esperava, vendeu a folha de pagamento, adiantou os royalties, fez empréstimos, recebeu muita ajuda do governo federal, embora em todas as entrevistas deixe claro que o governo não vem ajudando.
    Perguntamos, e a BOKUS, tem feito o que?
    Enchido as secretarias de pessoas da petrobras e UFRN e renegado os servidores efetivos.
    No COVID se não fosse a ajuda do governo federal não teria sido feito nada.
    É impressionante a cara de pau dessa governadora em suas entrevistas.
    Ontem falou que as escolas precisam se preparar para a nova realidade. Quando? Em 2022?
    Um governo que até agora não mostrou a que veio – continua no LULA LIVRE e o povo se lascando.
    Os atrasados do funcionalismo nem se fala.
    Os Órgãos de controle, todos tiveram aumento na sua gestão e permanecem inertes frente a situação.
    É um caos.

  5. Edison Cunha disse:

    Será que os R$ 5.000.000 pago antecipadamente pelos respiradores que não foram entregues tá nessa conta?

Decreto em Natal estende horário de funcionamento de lojas de rua e restaurantes durante pandemia

Foto: Pedro Vitorino/Cedida

O comércio “de porta para a rua”, as galerias comerciais e os centros comerciais estão liberados para funcionar das 8h às 17h, de segunda-feira a sábado. Já os serviços de alimentação, como restaurantes, podem abrir das 11h às 23h, de domingo a quinta-feira, e das 11h à meia-noite, nas sextas-feiras e sábados. Os novos horários foram determinados por Decreto da Prefeitura de Natal, publicado nesta quarta-feira (9), no Diário Oficial do Município.

O Decreto N.º 12.051 promove a reabertura da economia em Natal, fazendo parte da fase 3 do processo gradual. Segundo o Município, a liberação só é possível tendo em vista que não houve diminuição da disponibilidade de leitos de estado crítico e de UTI na rede Municipal de Saúde. Além disso, foi registrada a diminuição do número de atendimentos de casos com Covid-19 nas unidades de saúde natalenses.

As medidas sanitárias anteriores, como distanciamento social, higienização dos ambientes, entre outras exigências são mantidas. A fiscalização caberá à Semdes, Procon, Semurb, Semsur e SMS, que poderão, inclusive, interditar o estabelecimento que descumprir as regras estabelecidas pela Administração Pública Municipal.

Em caso de descumprimento das medidas previstas no Decreto, as autoridades competentes devem apurar as eventuais práticas de infrações administrativas previstas no artigo 10 da Lei Federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977, e de crime contra a saúde pública, nos termos do artigo 268 do Código Penal. Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito, não sendo reincidente o infrator na mesma infração, quando a autoridade, considerando o histórico do infrator, entender esta providência como mais educativa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Edejunior disse:

    Legal liberar os horários dos restaurante e similares. mas transporte a partir das21:00 que bom nada, é o famoso se-virar

  2. Edison Cunha disse:

    Oxente!!!
    Liberou geral?
    E as escolas?
    Já sei…
    As escolas só em 2021.

    • Marcelo disse:

      Tá desinformado demais, escolas públicas em 2021 mas as particulares nessa sexta reabrem, só não entendi qual é a diferença que permite privadas abrir e mantém as públicas fechadas.

Websurubas estão em alta na pandemia, revela pesquisa; entenda como acontece

Vídeo: Reprodução

Não é porque a vacina ainda não chegou que as pessoas tem que se privar do prazer. Tomando os devidos cuidados e havendo consentimento de todos os envolvidos, obviamente, vale tudo pra ser feliz.

Uma das alternativas encontrado por aqueles gostam de práticas sexuais grupais (também como surubas) para lidar com o distanciamento social foram websurubas. Mayumi Sato, diretora de marketing do aplicativo Sexlog, fala que esse tipo de encontro não é novidade, mas que ela começou a ser explorada durante a pandemia.

“As websurubas estão em alta. Nós da Sexlog fizemos uma pesquisa com mais de mil pessoas que mostra que 74% dessas pessoas já tiveram alguma experiência com esse encontro virtual. Das que fizeram só 1% deram nota zero. Tem bastante gente interessada na prática e realizando. A maior parte das pessoas está bem feliz com isso”, revela.

Como eu posso fazer uma websuruba?

A diretora explica que tem duas formas de fazer essas festas adultas on-line. A primeira é por meio de casas especializadas, que tiveram que se adaptar por conta da pandemia. Para participar, você paga o ingresso e recebe um código para participar.

“Nas festas que são promovidas no Instagram, que é uma coisa mais aberta, pelo o que relataram, as pessoas demoraram um pouco pra ficarem à vontade, já que nunca se viram ao vivo e estão tendo a primeira interação on-line”, diz ela. Mesmo assim a tendência é que elas insistam e comprem um segundo ingresso e busquem participar de encontros com as mesmas pessoas da sessão anterior. Assim aos poucos elas vão criando intimidade e relaxando.

Outro jeito é reunir pessoas que você já conhece que querem compartilhar essa experiência e fazer esse encontro via algum aplicativo, como Zoom, Skype ou Google Meets.

“Eu acho interessante essa modalidade, porque as pessoas estão lá por puro prazer, é uma coisa 100% relacionada ao prazer e aí fica mais fácil estar à vontade com todo mundo. Nas primeiras conversas já é possível criar uma conexão para quando a festa vai acontecer todo mundo estar confortável e interagir melhor”.

Ela conta também em entrevista ao Delas que as websurubas tem sempre um moderador para coordenar a festa, para ninguém ficar envergonhado ou perdido. “É importante alguém coordenar isso, afinal de contas, em uma conversa on-line fica um monte de gente na mesma ligação, o risco não é você não prestar atenção no que tá acontecendo e não acontecer nada, que é uma coisa que em uma festa ao vivo não correria o risco de acontecer. O risco maior é que as pessoas ficarem entediadas”.

Delas – IG

Veja VÍDEO em que Fátima Bezerra anuncia que RN só terá aulas presenciais na rede pública em 2021

Confira o vídeo nesta terça-feira(08) em que governadora Fátima Bezerra anuncia a continuidade da suspensão das aulas presenciais na rede pública estadual de ensino até o final de 2020 em função da continuidade da pandemia da Covid-19.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thaty Silva disse:

    Muito sensato o posicionamento da nossa governadora. Sabemos que mesmo com o discurso de cumprir com todos os protocolos exigidos pelo Ministério da Saúde, a realidade é bem atípica e distante. Só quem se encontra em sala de aula compreende a complexidade do retorno das aulas presenciais mediante uma pandemia, espaços que acolhem as diversidades e trabalham com diferentes realidades sociais têm grandes chances de ser um canal de transmissão para todos, visto que, vivenciamos turmas extremamente numerosas, o que dificulta o cumprimento do distanciamento mínimo recomendado pelos órgãos da saúde.

  2. Frankleide disse:

    Aulas presenciais na rede pública do RN só retornam em 2021, anuncia Fátima.
    Diante do anúncio feito pela Governadora do estado, em que diz que as aulas da rede pública estadual só retornarão, de forma presencial, a partir de 2021 venho aplaudir a sua posição.
    Sabemos que esta atitude será motivo de críticas e, ao mesmo tempo, de elogios, pois nem todos ficaram satisfeitos com esta decisão.
    Porém devemos estar conscientes de que ainda não temos vacina à nossa disposição para este vírus que circula o planeta, e ainda não estamos totalmente seguros.
    Portanto precisamos ter segurança e o apoio de todos para que tudo funcione e dê certo, para que isso aconteça não devemos ter pressa e sim cuidarmos uns dos outros.

  3. Ex-Pretralha disse:

    NESSA VOU TER QUE CONCORDAR COM FÁTIMA, ELA ESTÁ TOTALMENTE DESMORALIZADA NA PARTICIPAÇÃO AO COMBATE AO CORONAVÍRUS, AÍ OS PROFESSORES FALAM QUE SE LIBERAR ENTRAM EM GREVE, QUAL ALTERNATIVA gd TEM? Só essa mesmo…

  4. Erica Poliana disse:

    Vejo pelos comentários e pelos movimentos instigados via rede social que a sociedade parece ter compreendido que o papel da escola vai além do cumprimento de currículo. Por tanto tempo distantes, os alunos, ao voltarem para escola, apesar de todos os protocolos e orientações educacionais, não têm como se manter distantes. Quem vivencia o chão da escola sabe que não há espaço pintado no chão que consiga dar conta de manter o distanciamento entre crianças e adolescentes. A escola é pura aglomeração saudável de conversas nos intervalos, de trocas de vivências, de colo e de rede de apoio. A medida do governo do estado foi sensata. Não há como retornar quando viver no espaço escolar é conviver constantemente com o outro e os outros. A governadora e sua comissão apenas trouxeram à tona o que já serviu de exemplo ao redor do mundo.
    Até a data do retorno – ainda não determinado – espero que possamos utilizar esse tempo para planejar um retorno seguro, traçando junto com toda a comunidade como faremos para cumprir dois anos letivos em um sem perda e sem sobrecarga excessiva, pois a escola, além do cumprimento de seu currículo, precisa pensar na saúde mental de todos. Ademais, é preciso que os gestores tentem dentro desse período sair do “lugar comum” e reavivem as estruturas das escolas públicas que há tanto tempo são renegadas. A escola precisa ser preparada para o novo normal.

  5. mito disse:

    tudo que esses PTralas querem!! todos burros que fica fácil botar o cabresto ô governozinho fraco…

  6. Pedro disse:

    Voltar às aulas como? A guvernadora (assim mesmo) Fatao tem que respeitar o sindicato da categoria, eles disseram que se voltasse eles paravam, como ela nunca fez nada por ninguem e muito menos por sua categoria, terá que prolongar as férias. É verdade que existe um risco aos alunos, Mais não já se abriu tudo?

  7. Claudia Gean disse:

    Considerando o atual quadro de pandemia que ainda se evidencia, é preciso agir com prudência no que se refere ao retorno das aulas presenciais, seja em escolas públicas ou privadas. Nesse sentido, a Sra. Governadora está agindo com bastante sensatez, tendo em vista que voltar às aulas sem ter uma vacina contra a Covid-19 é assumir o risco de contaminação, e até de morte, a centenas de pessoas. Além disso, é importante destacar que grande parte das escolas não tem estrutura adequada para manter o distanciamento necessário nem condições financeiras para atender aos protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias, jurídicas e políticas. Essa carência colocaria em risco iminente não somente a saúde dos alunos e professores, mas também a de seus familiares, principalmente, a daqueles que têm alguma comorbidade. Assim, faz-se necessário que se busquem alternativas para que o ensino remoto atinja o maior número de alunos possível, de modo a minimizar os prejuízos de aprendizagem causados em virtude da pandemia ora instaurada e assegurar a saúde a todos.

  8. Eli disse:

    Parabéns Governadora…
    Quem vai pagar pelas máscaras, novos bebedouros, álcool em gel, etc para todas as escolas do Estado?
    Quem vai pagar pelos professores substitutos que precisam ser contratados para substituir os docentes do grupo de risco?
    Obrigado pelas vidas que salvou com o isolamento…
    Meus filhos não voltam mais a escola esse ano, de jeito nenhum.

  9. Elza Maria Silva de Araújo Alves disse:

    A Governadora Fátima Bezerra tomou uma atitude acertadissima quando decreta que as aulas presencais só aconteceram em 2021. Ela confia na ciência e sabe das dificuldades que as escolas públicas passam. Não temos condições de equipar as escolas com os cuidados necessarios para receber os alunos se o estado não recebe os recursos do governo federal. Ademais, pesquisas realizadas por vários veículos de comunicação apontam que os pais não querem que seus filhos retornem à escola sem que haja uma vacina ou uma certeza de segurança. Mesmo sabendo que o ensino remoto é complicado para os alunos que estão concluindo os ciclos, ainda sim o que vale mais é a vida.
    Parabéns Governadora.

  10. Bolsovirus disse:

    Corretíssima e sensata. Em Manaus voltaram as aulas e teve mais de 500 professores com covid. Este é um ano atípico. Precisa apenas ver uma forma de reduzir os prejuízos. Uma maneira de repor. Pode mudar calendário, cancelar férias… alternativas irão aparecer. O momento agora é de salvar vidas.

  11. Eleição disse:

    É isso que os sindicatos querem, ficar em casa!

  12. Elaynne Camilla disse:

    A governadora está correta em sua decisão, visto que as escolas públicas não apresentam condições para receber seu alunado com segurança e, muito menos, profissionais suficientes para garantir que as crianças e adolescentes não se aglomerem, mantenham o distanciamento, não usem as máscaras no pescoço, não ponham a mão na máscara, usem álcool em gel, entre outros cuidados mínimos que devem ser observados. Se os próprios adultos estão aí pelos bares, praias e Shoppings fazendo tudo o que não devem, imaginem o que estão ensinando aos seus filhos. Além disso, basta pesquisar para saber que todas as tentativas de retomada de aulas não foram bem sucedidas, precisando que houvesse suspensão pela disseminação do vírus.

  13. Odecia Jales de Medeiros disse:

    Misericórdia, meu Jesus, alguém faça algo pelos nossos alunos .Tudo pode funcionar, menos as escolas ?Preparem as escolas, façam planejamento adequados, não faça isso, governadora

  14. Lurdes disse:

    Tá contra o mundo todo.
    Quando o mundo se prepara pra sair, essa desgovernadora fecha as portas.
    Vamos prestar contas da verba da merenda viu,??
    Esse ano vai sobrar.
    Cuidado, muito cuidado.
    Estamos de olho.

  15. Porto Mirim bicha encubad......... disse:

    Aí que loucura Fatao.

  16. Odecia Jales de Medeiros disse:

    Que desastre:num estado em que a governadora se diz professora, não ver a educação como prioridade. Lastimável….para os menos favorecidos, uma eterna pandemia: a pandemia do analfabetismo, da pobreza sem direito a pelo menos :ir pra escola mesmo que seja dificultada, sem condições físicas de acolher os alunos que não pedem favor ali,é direito deles.Infelizmente, na nossa democracia-autoritária, O governo fala e o povo obedece .Depois vota e aplaude Meu Deus, misericórdia.

  17. Juliano bugueiro disse:

    Gratidão Fátima.

  18. Manoel disse:

    Parabéns governadora.
    A vida e a saúde acima de tudo, até dos loucos.

    • Costinha disse:

      Isso era bom pra o partido da governadora quando o país era governado pelo bolsa família do pt, hoje temos o país do auxílio pandemia e renda Brasil, logo, os benefíciados por essa geração perdida é a facção de Bolsonaro. Com essa medida, aumentou a ignorância de um povo e a dependencia de auxílio de governo, com isso, está favorecendo unicamente os correligionários do presidente. Essa é a Dilma potiguar. Rsrsrs

  19. Rejane disse:

    Assinou seu atestado de incompetência. P ela, ser professora não é prioridade, nem a educação é serviço essencial. Vergonhoso!!

  20. riva disse:

    O escritor Mário de Andrade, certamente de forma intuitiva escreveu a obra "Macunaíma", e a ficção ganhou contornos de realidade, e para desgraça do povo trabalhador brasileiro Lula é Macunaíma e a esquerda "o papagaio". Estudar? O preguiçoso está aí arrotando "soluções" e apontando o dedo sujo para os seus adversários. Lula o Macunaíma em carne e osso é o exemplo para quem acredita na mentira e na preguiça. Estudar?

  21. Leandro Silva disse:

    O mias vergonhoso é ver alguns professores militantes de esquerda comemorando esse desastre.
    Fazer o que, dinheiro na conta sem trabalhar. Conheço muitos que estão curtindo suas férias de 10 meses em praias. Preucupačao zero

  22. Lucas disse:

    Suspensão das atividades escolares afetará economia global até o fim do século, diz OCDE.
    Acabou de sair esse informe.
    Essa governadora nem parece ser professora. Vai prejudicar milhares de alunos.

    Vergonha

  23. Edison Cunha disse:

    Pense numa governadora reeira!

    #ForaFátima

    #VoltaLulaPraCadeia

  24. Souza disse:

    Eita Governo perdido!!!!
    Na prática, aceitou publicamente a incompetência pra gerir o Estado.
    Sabiam o tempo todo que as aulas poderiam ou deveriam ser retomadas em algum momento. Poderiam e deveriam ter se preparado, ter elaborado algum plano de retomada das aulas presenciais. NADA FIZERAM.
    Um governo de verdade estaria preocupado com a educação dos seus jovens. Ao invés disso, negligencia a educação.
    Assim como na saúde, a ausência de planejamento e de cabeças pensantes na Educação do nosso Estado só atesta e confirma a incompetência da governança Estadual.
    Tudo isso é de lamentar. Afinal de contas, quem não tem recursos pra ingressar no sistema privado de educação, depende desses governo acéfalo. Uma lástima!

  25. Antão disse:

    Fátima do PT ta acabando com o RN.
    4 meses se passaram e nada de planejamento.
    Os alunos vão pagar o pato.
    O que já era ruim, ficou pior.

  26. Luciano Brito disse:

    Essa Bezerra é uma comédia, nunca frequentou uma sala de aula e a cituação vai piorando, o governo não se preparou as voltas as aulas total incompetência , isso é PT.

  27. Cidadão Indignado disse:

    Concordo totalmente com a governadora do Rio Grande do Norte! Decisão inteligente, prudente e sensata. Sem maiores delongas!

    • Vergonha disse:

      Praias , alecrim , feiras , supermercado lotados , mas esse vírus é MALANDRÃO, só irá para as escolas kkkkkk o sindicato ao qual FATAO é vinculada AGRADECE , ganhando 💰sem trabalhar é ótimo …..PTralhas sendo PTralha, se dizem trabalhadores mas AMAM vagabundear

  28. Edison Cunha disse:

    Já que a governadora determinou que não haverá aulas no ano de2020…
    Alguém saberia me dizer o que vai ser feito com os recursos financeiros do orçamento de 2020 destinados a educação?

  29. Pixuleco disse:

    Vamos se aglomerar nas praias, bares, ônibus e trens lotados. A maioria dos professores já estavam em greve e vão adorar voltar só no próximo ano.
    Uma pergunta a Governadora Fátima Bezerra PT vai cumprir o piso da educação?
    Outra pergunta e os 5 milhões serão devolvidos aos cofres públicos?

  30. Indignada disse:

    Só pode ser um brincadeira de péssimo gosto! Quer dizer que todos podem voltar ás suas atividades, exceto os professores? Alguém pensou nas crianças filhos de pais que precisam trabalhar? vão deixar onde as crianças com escolas e creches fechadas? Com os avos!!! Justo o grupo mais vulnerável! Irresponsáveis!!!! Deixem as crianças voltarem às escolas!!!!

  31. Francisco Alves disse:

    Assina e anuncia o atestado de incompetência da sua gestão. Enquanto isso, busca desqualificar e retardar a iniciativa das escolas privadas quanto ao retorno ao retorno presencial do ano letivo. Mas, quem foi que disse que educação é prioridade neste governo????

FOTOS: Em manifestação na manhã desta terça em Natal, pais participam do #AbramAsEscolas

Fotos: Cedidas

Pais, professores e gestores de escolas privadas realizaram uma manifestação nesta terça-feira(08), em frente à Prefeitura do Natal, pelo retorno das aulas presenciais.

O grupo alertou sobre os prejuízos provocados pelo fechamento do ambiente escolar, e reforçaram as medidas de proteção de acordo com protocolos de segurança sanitário em tempos de pandemia.

Ainda na manifestação, pais a favor da volta das aulas presenciais assinaram um manifesto que será encaminhado as autoridades responsáveis pela gestão no município.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Iza disse:

    Aqueles pais que não amam nossas crianças aula só em 2021.

  2. Wanessa disse:

    Praias lotadas, shoppings lotados, clubes lotados, igrejas abertas mas as escolas estão vazias porque o vírus só transmite na escola né?

  3. Salatiel disse:

    Parabéns a Governadora, aulas presenciais só próximo ano, medida racional.

  4. joao disse:

    O termo é correto.. pelo direito de escolha. Quem nao quiser, nao leva pra aula presencial: simples. Mas nao se deve proibir quem deseja levar sob controle sanitario… muitos daqueles que dizem nao, sao os mesmos que nos finais de semana vao pra casa de praia, bares, passeios etc, se aglomerar.

    • Cabo Silva disse:

      Direito de escolha você exerce no seu guarda-roupa… que cor vestir! Mas quando é saúde pública, não existe direito de escolha, BOVINO!!!!!!

  5. Tonho disse:

    Esse "guvernu" é híbrido

  6. Vergonha disse:

    A professora FÁTIMA GD nunca teve 1 aluno , é desde sempre vinculada a sindicato , NUNCA irão querer voltar ao trabalho, ganhando 💰sem trabalhar é bom demais

    • Dede Costa Gournnon disse:

      É você nunca passou numa calçada de uma escola, nem um texto simples sabe interpretar. Vá aprender a lê ignorante de pai, mãe e parteira.

    • Gustavo Fonseca disse:

      Dede, o correto é “vá aprender a ler..”! Hehehe

Governo do RN alerta para manutenção do distanciamento social durante o feriadão: “evitar aglomerações e usar máscaras”

Foto: Sandro Menezes – ASSECOM/RN

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), alerta a população para os cuidados com a pandemia neste feriadão que se aproxima, com a data de 7 de setembro caindo na próxima segunda-feira. Com 35,2% de isolamento social o controle da pandemia ainda requer cuidados em todo o Rio Grande do Norte.

Durante a coletiva de imprensa na Escola de Governo, nesta sexta-feira (04), o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, fez um alerta: “Chamamos a atenção para a necessidade de manutenção das medidas de distanciamento social, evitar aglomerações e usar máscaras. O número de casos continua em declínio, mas temos que ter consciência com a cidadania e responsabilidade, de cada um fazer sua parte”.

Os dados desta sexta-feira revelam que a ocupação dos leitos críticos cadastrados no Regula RN está em 44%; há 96 pacientes internados em leitos críticos e outros 144 em leitos clínicos. Doze pacientes aguardavam transporte.

Os casos confirmados somam 63.289. Há 26.969 casos suspeitos, 120.807 descartados, os óbitos somam 2.281 (1 nas últimas 24 horas) e há 217 em investigação (aguardando resultado de exames laboratorial). Outros 495 casos foram descartados.

Por região, a taxa de ocupação de leitos é de 37% no Oeste, 100% no Mato Grande, 39% na Região Metropolitana de Natal, 60% no Seridó, 37% no Alto Oeste e 18% na região Potengi-Trairi.

“A situação está razoavelmente equilibrada. Contudo, os índices de transmissibilidade estão acima de 1 em três regiões do estado: Seridó (1,09), Alto Oeste (1,25) e Região Metropolitana (1,07). O Pacto Pela Vida será intensificado neste final de semana para que possamos manter essa progressão de casos, internações, internações e óbitos. Apelamos para que as pessoas evitem aglomerações para não surgir surtos regionais”, enfatizou o secretário de saúde.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pereira disse:

    Eita governo Covarde. Sem Atitude. Sem DETERMINAÇÃO e Principalmente sem Interesse em um ISOLAMENTO e Distânciamento Social RIGOROSO. Sem Falar no Desinteresse em uma FISCALIZAÇÃO RIGOROSA.

  2. José Macedo disse:

    Proíbem o povo de ir a praia mas irão abrir casa de show em ambiente fechado,
    Como disse o Júnior , andar no transporte público lotado com máscara de pano pode.
    Estas máscaras de pano protegem o que
    de vírus? o cara bota um lenço na cara e já está protegido?
    Estão de sacanagem.

  3. Júnior disse:

    E sério isso kkkkkkk nunca andaram de transporte público só pode!!!!

Pais e gestores de escolas privadas realizam manifestação na próxima terça em Natal pelo retorno das aulas presenciais

Foto: Divulgação

Pais e professores de escolas privadas realizarão uma manifestação nesta terça-feira(08) pelo retorno das aulas presenciais.

Na manifestação, o grupo alertará sobre os prejuízos provocados pelo fechamento do ambiente escolar, e reforçarão as medidas de proteção de acordo com protocolos de segurança sanitário em tempos de pandemia.

O grupo de pais, professores e administradores de escolas também pretende mostrar a possibilidade de aulas além do presencial, deixando a família optar também pelo funcionamento remoto, de acordo com as condições ou realidade de cada aluno.

A manifestação está programada para 09, em frente à Prefeitura do Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Clel Oliveira disse:

    Acho importante dar ao usuário do serviço público e privado, o benefício da escolha. Duvido muito que os pais queiram o mal dos seus filhos, e acredito que cada um sabe o que é melhor para o seu. Partindo desse pressuposto quem não quiser o retorno às aulas deva respeitar a opinião de quem quer e vice-versa. A imposição da vontade de uns sobre os outros não é característico de uma democracia.

  2. Medeiros disse:

    Pois é! A polêmica toda gira em torno do dinheiro e não da saúde? Os pais que querem garantem que seus filhos não pegarão e não transmitirão ou não terão a forma mais grave? Ser pai ou mãe não é pra todo mundo, não é apenas procriar e colocá-los em depósitos enquanto trabalha.

  3. Márcia Guedes disse:

    As escolas vão se responsabilizar pelo contágio destes alunos???
    E os Pais como vão ficar com a consciência, quando virem seus filhos infectados…pensem bem nisso.

  4. Carlos alberto disse:

    Problema da volta aulas , é que as escolas estaduais e municipais n tem nada dos protocolos…ja escolas privadas estão todas equipadas c todos os protocolos.

  5. Rossana Carla disse:

    Os professores participarão do movimento? Eles são a favor do retorno às aulas presenciais? Nunca! Darão aulas por medo de serem demitidos. Quanta falta de empatia!!

  6. JAG disse:

    Quem é contra fique em casa, más não vale levar seus filhos para o parque do shopping nem as festas de aniversário, agora querer prejudicar quem precisa das escolas funcionando não, Respeite o direito de quem quer o retorno e se o estado não tem capacidade de retornar com suas escolas, admita e libere as que estão cumprindo o protocolo de segurança, fazer todos pagarem pela incompetência é que não pode.

  7. Antonio Turci disse:

    Pois é. Quem for contra fique em casa. Agora não vá à praia, bem ao supermercado, tranque o filho em casa……..

  8. Pedro junior disse:

    Eu estou contando os minutos para a volta as aulas e não venha com mimimi de vacina ou só o proximo ano.
    Fui domingo para o bigblue lá em Búzios e estava cheio de crianças brincando ai ali não pega o vírus.
    Hoje fui pegar o material do meu filho no colégio das neves e me senti seguro pelo que vi lá, carteiras separadas, muito álcool em gel.
    Agora se estão achando bom o desconto que as escolas estão dando para assistir uma aula sem futuro por uma tela deixe seu filho em casa e respeitem quem quer viver a vida pois o corona não vai acabar com a vacina e se é que vai ter vacina próximo ano.

  9. Marcos Felipe disse:

    Eita como tem pais querendo se livrar dos filhos e jogá-los sob a responsabilidade da escola.

    • pai revoltado disse:

      verdade pura. Educação melhor que existe é aquela dada por pais dedicados e responsaveis, porque escola mesmo, botem na cabeça de voces, só querem lucros e mais lucros, esses desespero p/ voltar nao é pq as escolas sao boazinhas com seus filhos nao, é pq elas querem o dinheiro de voces p/ lucrarem alto, pensa num serviço caro é anuidade de escola, um absurdo mesmo. Era p/ ser um serviço p/ quem tem vocação e amor, e nao p/ ficar rico, quer ficar rico, deveria procurar outro ramo de negocio, educação é coisa seria, né p/ ter como base principal o lucro nao. Por mim, essas escolas do ensino medio (as infantis nao), mas as do ensino medio deveriam ser todas rfechadas ou irem a falencia, pq dono de escola privada merece ser rico nao, merece é ser responsavel e dedicado, ter amor pelas crianças, aos lucros nao. Essas coisas nao se misturam! Lucros e crianças.

  10. Soraya disse:

    Aula ,só o próximo ano.

  11. AMAURY OLIVEIRA disse:

    Afinal, o que está em jogo: saúde pública ou assunto de interesse local?
    Se a questão versa sobre a saúde pública (art. 24, XII, CF), quem determina o retorno ou nãos das aulas é o governo do Estado. Se o entendimento é no sentido de um assunto sobre matéria local (art. 30, I, CF), quem determina o retorno ou nãos das aulas é a Prefeitura.
    Particularmente, sou favorável a manutenção das aulas remotas. Afinal, já estamos praticamente no fim do ano letivo.

  12. Cabo Silva disse:

    Basta ver a situação do Amazonas depois do início das aulas

    • M.D.R. disse:

      Totalmente contra, só com a VACINA.

    • George disse:

      Quem é contra, basta não mandar os filhos pras aulas, simples assim. E inclusive eu não mandarei o meu, mas tenho de respeitar o direito de quem quer fazê-lo.

    • H4CK3R disse:

      George, mas e quem tem a mãe professora? E quem tem o pai professor? Eles terão que ir! E os filhos estarão os aguardando em casa… pense em VC e nos outros, rapaz!

    • Tarcísio Eimar disse:

      Mas HACKER porque então o professor q não vai dar aula não fica em casa, não vai à praia, dá no mesmo. O professor em casa durante a semana e no final de semana é praia, shopping , locais onde existe a possibilidade de infecção. Eu não vejo diferença

    • George disse:

      H4CKER, se o professor não quer trabalhar, fique em casa… é ele quem decide se quer trabalhar ou não.
      Ele avalia o risco de pegar a doença versus o risco de perder o emprego, a decisão é dele, e não do governo.
      Eu não vou mandar meu filho para a escola neste ano, mas quem quer mandar eu tenho de compreender, cada um avalia seus riscos e tomam as suas decisões pessoais. Quem decide por minha família sou eu, e não um governante, sejam Fátimas ou Bozogados. Valeu!

Novo decreto estadual sairá na próxima semana e definirá protocolos para retomada de aulas presenciais previstas para 05 de outubro

FOTO: ASSECOM/RN

O secretário de Estado da Educação, Getúlio Marques anunciou nesta quinta-feira (03), uma data de referência do Governo do Estado no que se refere ao retorno das aulas presenciais, 5 de outubro, nas redes pública e particular.

“A possível retomada das aulas, em 5 de outubro, fica prevista em duas semanas a mais do que está descrito no atual decreto, que previa uma possibilidade do retorno das atividades escolares de forma presencial para 18 de setembro”, disse o titular da Educação. Um novo decreto estadual atualizando a data irá sair na próxima semana. O Comitê Cientifico definirá os protocolos de retomada que as redes de ensino deverão seguir.

A retomada depende do cumprimento, por parte dos estabelecimentos escolares, de protocolos sanitários definidos pelas secretarias estaduais de Saúde e de Educação. E a prioridade de retorno será para alunos de séries finais (9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio) e limitada 30% dos alunos totais de um estabelecimento escolar.

Na ocasião, o secretário da Saúde Pública, Cipriano Maia, reforçou que a retomada das aulas presenciais se dará embasado por protocolos de biossegurança e de preparação de todo o sistema escolar. “Há todo um trabalho de qualificação a ser feito com as autoridades escolares dos municípios”, falou Cipriano. Os municípios serão responsáveis pelo rastreio de contato para casos possíveis de contaminação com a Covid-19 entre o alunado e as equipes pedagógicas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sanzia Maia disse:

    Absurdo total
    Escolas despreparadas …