Como deputado, Bolsonaro votou a favor de compra de jatinhos via BNDES, à época em que seu partido era base de apoio ao governo Lula

Quando deputado federal pelo Partido Progressista (PP), em 2009, o atual presidente Jair Bolsonaro votou a favor do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que permitiu o financiamento de aviões da Embraer via BNDES.

No registro da Câmara dos Deputados, de 03 de novembro de 2009, consta que toda a bancada do PP, legenda que à época fazia parte da base de apoio do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi favorável à MP 465/2009 — depois convertida na Lei 12.096/2009.

Na semana passada, o presidente afirmou que ia revelar quem comprou jatinhos com recursos do BNDES, ao abrir a “caixa-preta” da instituição.

“O anúncio vai expor gente que está dizendo que estamos no último capítulo do fracasso”, disse o presidente, numa referência ao apresentador de TV Luciano Huck, que, um dia antes usou essas palavras para criticar o governo federal.

Segundo o BNDES, no entanto, essa linha de crédito para a compra de jatinhos da Embraer foi criada em 2009, como parte do PSI, programa que foi aprovado pelo Congresso Nacional.

Nessa linha eram cobrados juros de 2,5% ao ano a 8,7% ao ano, inferiores à taxa básica de juros, a Selic para aquisição de bens de capital, máquinas, e financiamento à inovação tecnológica e exportações.

A diferença entre os juros cobrados do beneficiário e os juros que o governo paga no mercado significam que havia um subsídio implícito do Tesouro à operação.

O governo federal estava na época aprovando uma série de medidas de estímulo à economia para contrabalançar os efeitos da crise financeira global de 2008.

Foi por meio do PSI que passaram boa parte dos 400 bilhões de reais transferidos do Tesouro Nacional para turbinar os empréstimos do BNDES entre 2008 e 2014.

O programa foi renovado nos anos seguintes e encerrado em 2015. Em 2018, um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) concluiu que o PSI “não teve impacto relevante na taxa de investimento no Brasil”.

Embraer

Na segunda-feira (19), o BNDES divulgou uma lista de 134 compradores de jatinhos da Embraer que contrataram financiamento no período de 2009 a 2014.

Entre eles está o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que, por meio da Doria Administração de Bens, financiou uma aeronave de R$ 44 milhões em 2010.

A lista inclui também R$ 17 milhões liberados para empresa do apresentador de TV Luciano Huck, a Brisair, em 2010, e mais R$ 39,7 milhões, em 2009, para a JBS, denunciada na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O maior valor, de R$ 77 milhões, foi contratado em 2013 pela CB Air Taxi Aéreo, do empresário Michael Klein, das Casas Bahia.

“A empresa Brisair, da qual sou sócio, comprou um avião produzido pela Embraer. Para tanto, fizemos um empréstimo transparente, pago até o fim, sem atraso. Tudo como manda a lei”, afirmou Huck para a Folha de São Paulo.

“A compra e o financiamento da aeronave foi feita por meio de um contrato absolutamente legal, sem vício, vantagem ou privilégio”, completou.

Exame

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Evan Jegue disse:

    Ele está certo, quem discordar é antipatriota comunista e deveria ir morar na Argentina.

  2. Issoaquiaí disse:

    Totalmente tendenciosa, ele votou a favor do PSI, não da compra de jatinhos, EXAME mostra sua cara.

  3. Vitor Silva disse:

    8 meses

    desemprego
    recessão
    desmatamento
    incêndios criminosos na amazônia e pantanal
    agrotóxicos liberados
    destruição da educação pública
    ataques às universidades
    destruição do CNPQ
    fim das legislações de proteção ao trabalho

    faltam só mais 40 meses.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      O fato é que até agora o governo tem sido uma verdadeira "mãe" apenas para os mega- empresários e grandes especuladores do mercado financeiro. Se uma recessão se confirmar será terrível para todos nós.
      E nem o combate a corrupção está sendo coerente, pois o interesse é blindar os mais próximos do governo.

  4. Amo os Minions disse:

    Lá vem um Minion convicto da culpa do PT, se o Jair votou a favor e agora solta o verbo dizendo que nada sabia disso não é problema de Minion algum. A culpa sempre será do PT, taokey!?

    Aguardando novas pérolas miniônicas.

  5. WASHINGTON disse:

    ELE NÃO VOTOU PRA ALGUEM COMPRAR JATINHO,ELE VOTOU NO PROGRAMA PSI, QUE TEORICAMENTE SERIA EM RELAÇÃO A INVESTIMENTO. POREM SE USARAM DESSE PROGRAMA PRA USO PARTICULAR A CULPA NÃO É DELE.

  6. Deisi disse:

    Que matéria tendenciosa! A votação é sobre o PSI e não compra de jatinhos.

  7. Ricardo disse:

    Esses dias postei que ele tava interferindo na PF e em outros orgãos e o gado "que interferência?? fake news!!". Será que agora com as palavras saindo da boca do próprio vão acreditar?

    • Silvio disse:

      O governo petralha foi quem propôs a medida provisória, portanto, o PT foi quem patrocinou essa farra com os bilhões do suor do trabalhador brasileiro, e era enganada recebendo esmolas e migalhas, que acabava antes do fim do mês, enquanto que a elite beneficiada, está nos céus de brigadeiro a desfilar com o dinheiro que poderia está diminuindo o desemprego e a miséria da nação. E os tolos ainda tentam encontrar justificativa pra esses absurdos.

    • Entenda disse:

      Aprovar ou ter votado a favor é ser corrupto?
      Votar a favor é ser chefe de bandidos?
      Votar a favor é se mostrar membro de organização criminosa?
      Votar a favor é permitir que o órgão seja usado para fins de corrupção?
      Votar a favor é dar carta para o órgão se tornar meio de captação de apoio político?
      Votou a favor da possibilidade do financiamento, ponto.
      Se depois disso o órgão foi usado para financiar de forma imoral, subsidiária, para quem não precisa, como forma de capitar apoio político, não é problema do voto e sim do gestor.

COMENTE AQUI