Ex-deputado no RN é condenado por forjar licitação para compra de merenda

Foto: Reprodução/ALRN

O Ministério Público Federal (MPF) obteve a condenação do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Goianinha, Rudson “Dison” Raimundo Honório Lisboa, e mais quatro pessoas envolvidas em um esquema que forjou uma licitação no Município de Goianinha, em 2004. O grupo simulou a realização de um processo licitatório, exigido por lei, enquanto o então prefeito contratou diretamente uma empresa para fornecer os alimentos a serem utilizados na merenda escolar. A Dison Lisboa foi aplicada uma pena de mais de quatro anos de detenção e, se mantida, ele ainda ficará inelegível por mais oito anos após o cumprimento.

Em 2004, a prefeitura recebeu R$ 78 mil do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para aplicação no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Em vez de promover a devida licitação para escolher a fornecedora, os cinco forjaram um procedimento licitatório – via modalidade convite -, que serviu de artifício para a empresa Potiguar Atacadista Ltda. ser contratada diretamente e de maneira ilegal.

Notícia completa no Justiça Potiguar aqui.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dr. Veneno disse:

    Esse Dison é um delinquente.
    Vergonhoso q um bicho desse, usando tornozeleira eletrônica, ainda era líder do governo passado

Com base em “notícias” sobre a floresta amazônica, marcas suspendem compra de couro brasileiro

Informação foi divulgada pelo CICB. Foto: Pixabay

Pelo menos 18 marcas de roupas e calçados internacionais, como Timberland, Kipling, Vans e The North Face, solicitaram a suspensão de compras de couro do Brasil por causa das queimadas na Amazônia.

A informação foi passada nesta terça-feira (27) pelo CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil), associação que representa as empresas produtoras de couro, em carta enviada ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

“Recentemente, recebemos com muita preocupação o comunicado de suspensão de compras de couros a partir do Brasil de alguns dos principais importadores mundiais. Este cancelamento foi justificado em função de notícias relacionando queimadas na região amazônica ao agronegócio do País. Para uma nação que exporta mais de 80% de sua produção de couros, chegando a gerar US$ 2 bilhões em vendas ao mercado externo em um único ano, trata-se de uma informação devastadora”, escreve José Fernando Bello, presidente executivo do CICB.

“Entendemos com muita clareza o panorama que se dispõe nesta situação, com uma interpretação errônea do comércio e da política internacionais acerca do que realmente ocorre no Brasil e o trabalho do governo e da iniciativa privada com as melhores práticas em manejo, gestão e sustentabilidade. Porém, é inegável a demanda de contenção de danos à imagem do País no mercado externo sobre as questões amazônicas”, continua a entidade, que na sequência, lista alguns exemplos de empresas que fizeram esse pedido.

Na carta, foram citadas: Timberland, Dickies, Kipling, Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small.

Bello afirma ainda que a entidade está tentando reverter o quadro, mas pede “ao ministério uma atenção especial sobre a realidade que já nos é posta, com a criação de barreiras comerciais por importantes marcas ao produto nacional”.

Alta nas queimadas

A Amazônia, do início do ano até esta terça-feira (27) já sofreu 43.421 focos de incêndio. Somente neste mês foram 27.497 – número mais alto que a média para o mês inteiro registrada nos últimos 21 anos, que foi de 25.853 focos, segundo dados do Programa Queimadas, do Inpe. Para o bioma, este é o maior número de focos de incêndio para o mês desde 2010, quando houve 45.018. Mas aquele ocorreu um ano de seca histórica na região.

Agosto em geral tem mais fogo, já que é o início da temporada seca na Amazônia. Apesar disso, este ano está um pouco mais úmido que nos anteriores. Tanto a Nasa quanto o Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), mostraram que os incêndios deste ano estão relacionados com a alta do desmatamento na região. Alertas feitos pelo Deter, do Inpe, indicam para uma alta de quase 50% no desmatamento entre agosto do ano passado e julho deste ano, na comparação com os 12 meses anteriores.

Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Allan Laranjeiras disse:

    Literalmente, o couro comendo….hahahaha

  2. Roberto Rodrigues da Silva disse:

    Os esquerdistas que saquearam o país, entre eles alguns péssimos jornalistas, veículos de comunicação, ajudam a espalhar notícias que só denigrem a nossa imagem e consequente cria um ambiente contra o próprio Brasil. Para eles NÃO importa o resultado, o que eles querem é o desgaste do governo, para que possam mamar novamente. ACORDA BRASIL!!!

  3. Wendel disse:

    Será que isso pode gerar uma "via de mão dupla" com a possibilidade também de boicote na compra interna dos produtos derivados dessas marcas: Timberland, Dickies, Kipling, Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small?

Como deputado, Bolsonaro votou a favor de compra de jatinhos via BNDES, à época em que seu partido era base de apoio ao governo Lula

Quando deputado federal pelo Partido Progressista (PP), em 2009, o atual presidente Jair Bolsonaro votou a favor do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que permitiu o financiamento de aviões da Embraer via BNDES.

No registro da Câmara dos Deputados, de 03 de novembro de 2009, consta que toda a bancada do PP, legenda que à época fazia parte da base de apoio do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi favorável à MP 465/2009 — depois convertida na Lei 12.096/2009.

Na semana passada, o presidente afirmou que ia revelar quem comprou jatinhos com recursos do BNDES, ao abrir a “caixa-preta” da instituição.

“O anúncio vai expor gente que está dizendo que estamos no último capítulo do fracasso”, disse o presidente, numa referência ao apresentador de TV Luciano Huck, que, um dia antes usou essas palavras para criticar o governo federal.

Segundo o BNDES, no entanto, essa linha de crédito para a compra de jatinhos da Embraer foi criada em 2009, como parte do PSI, programa que foi aprovado pelo Congresso Nacional.

Nessa linha eram cobrados juros de 2,5% ao ano a 8,7% ao ano, inferiores à taxa básica de juros, a Selic para aquisição de bens de capital, máquinas, e financiamento à inovação tecnológica e exportações.

A diferença entre os juros cobrados do beneficiário e os juros que o governo paga no mercado significam que havia um subsídio implícito do Tesouro à operação.

O governo federal estava na época aprovando uma série de medidas de estímulo à economia para contrabalançar os efeitos da crise financeira global de 2008.

Foi por meio do PSI que passaram boa parte dos 400 bilhões de reais transferidos do Tesouro Nacional para turbinar os empréstimos do BNDES entre 2008 e 2014.

O programa foi renovado nos anos seguintes e encerrado em 2015. Em 2018, um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) concluiu que o PSI “não teve impacto relevante na taxa de investimento no Brasil”.

Embraer

Na segunda-feira (19), o BNDES divulgou uma lista de 134 compradores de jatinhos da Embraer que contrataram financiamento no período de 2009 a 2014.

Entre eles está o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que, por meio da Doria Administração de Bens, financiou uma aeronave de R$ 44 milhões em 2010.

A lista inclui também R$ 17 milhões liberados para empresa do apresentador de TV Luciano Huck, a Brisair, em 2010, e mais R$ 39,7 milhões, em 2009, para a JBS, denunciada na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O maior valor, de R$ 77 milhões, foi contratado em 2013 pela CB Air Taxi Aéreo, do empresário Michael Klein, das Casas Bahia.

“A empresa Brisair, da qual sou sócio, comprou um avião produzido pela Embraer. Para tanto, fizemos um empréstimo transparente, pago até o fim, sem atraso. Tudo como manda a lei”, afirmou Huck para a Folha de São Paulo.

“A compra e o financiamento da aeronave foi feita por meio de um contrato absolutamente legal, sem vício, vantagem ou privilégio”, completou.

Exame

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Evan Jegue disse:

    Ele está certo, quem discordar é antipatriota comunista e deveria ir morar na Argentina.

  2. Issoaquiaí disse:

    Totalmente tendenciosa, ele votou a favor do PSI, não da compra de jatinhos, EXAME mostra sua cara.

  3. Vitor Silva disse:

    8 meses

    desemprego
    recessão
    desmatamento
    incêndios criminosos na amazônia e pantanal
    agrotóxicos liberados
    destruição da educação pública
    ataques às universidades
    destruição do CNPQ
    fim das legislações de proteção ao trabalho

    faltam só mais 40 meses.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      O fato é que até agora o governo tem sido uma verdadeira "mãe" apenas para os mega- empresários e grandes especuladores do mercado financeiro. Se uma recessão se confirmar será terrível para todos nós.
      E nem o combate a corrupção está sendo coerente, pois o interesse é blindar os mais próximos do governo.

  4. Amo os Minions disse:

    Lá vem um Minion convicto da culpa do PT, se o Jair votou a favor e agora solta o verbo dizendo que nada sabia disso não é problema de Minion algum. A culpa sempre será do PT, taokey!?

    Aguardando novas pérolas miniônicas.

  5. WASHINGTON disse:

    ELE NÃO VOTOU PRA ALGUEM COMPRAR JATINHO,ELE VOTOU NO PROGRAMA PSI, QUE TEORICAMENTE SERIA EM RELAÇÃO A INVESTIMENTO. POREM SE USARAM DESSE PROGRAMA PRA USO PARTICULAR A CULPA NÃO É DELE.

  6. Deisi disse:

    Que matéria tendenciosa! A votação é sobre o PSI e não compra de jatinhos.

  7. Ricardo disse:

    Esses dias postei que ele tava interferindo na PF e em outros orgãos e o gado "que interferência?? fake news!!". Será que agora com as palavras saindo da boca do próprio vão acreditar?

    • Silvio disse:

      O governo petralha foi quem propôs a medida provisória, portanto, o PT foi quem patrocinou essa farra com os bilhões do suor do trabalhador brasileiro, e era enganada recebendo esmolas e migalhas, que acabava antes do fim do mês, enquanto que a elite beneficiada, está nos céus de brigadeiro a desfilar com o dinheiro que poderia está diminuindo o desemprego e a miséria da nação. E os tolos ainda tentam encontrar justificativa pra esses absurdos.

    • Entenda disse:

      Aprovar ou ter votado a favor é ser corrupto?
      Votar a favor é ser chefe de bandidos?
      Votar a favor é se mostrar membro de organização criminosa?
      Votar a favor é permitir que o órgão seja usado para fins de corrupção?
      Votar a favor é dar carta para o órgão se tornar meio de captação de apoio político?
      Votou a favor da possibilidade do financiamento, ponto.
      Se depois disso o órgão foi usado para financiar de forma imoral, subsidiária, para quem não precisa, como forma de capitar apoio político, não é problema do voto e sim do gestor.

RIO 2016: Saiba como comprar os ingressos para as Olimpíadas nesta terça (20)

projetorio2016_62Quem quiser ingressos para ver provável a final olímpica dos 100m com Usain Bolt terá de ser mais decidido, mais organizado e mais veloz na hora de efetuar a compra dos bilhetes nesta terça-feira, a partir das 10h.O Comitê Rio-2016 põe à venda 2 milhões de ingressos, sem sorteio. Quem quiser garantir assentos nos Jogos sairá na frente se souber de antemão o que deseja ao acessar www.rio2016.com/ingressos. Não há tempo a desperdiçar.

“Para comprar o ingresso (nesta terça-feira), tem de ser um pouco atleta, sendo veloz. Nós brincamos que essa é uma grande maratona, iniciada lá atrás, quando o comprador pesquisava no site, se interessava e escolhia os esportes. Agora, podemos dizer que essa etapa é uma corrida de 100m”, comparou Donovan Ferreti, diretor de Ingressos do Comitê Rio-2016.

De acordo com o Comitê Organizador Rio-2016, serão comercializados dois milhões de ingressos de 518 sessões — isto é, uma rodada de jogos de basquete ou várias provas de atletismo equivalem a uma sessão. Os preços são acessíveis, já que 31% dos bilhetes custam menos de R$ 70 e 51%, menos de R$ 100. Para não perder tempo na hora desse leilão virtual, vale acessar bem cedo o guia online, para se informar (clique aqui). O site começará o processo de venda pontualmente às 10h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jadson Neres disse:

    Penso que não existe crise econômica, pois o país está prestes a dar mais uma mega festa num período de quatro anos.

UNIFACEX compra Colégio Imaculada Conceição – CIC

Numa operação ousada e corajosa o professor José Maria Barreto de Figueiredo negociou com as irmãs Doroteias a compra do Colégio Imaculada Conceição – CIC.

Fundado no início do século passado, o CIC abriu suas matrículas no dia 22 de fevereiro de 1902, com uma procura que excedeu as expectativas.

No transcorrer de tantas décadas, o Colégio Imaculada Conceição formou gerações que dignificaram a nossa sociedade, despertando em seus alunos e alunas a consciência crítica, tornando-os capazes de participar das mudanças que o mundo contemporâneo exige. Foi uma Instituição que fez sua dignificante história na Educação do Rio Grande do Norte.

Hoje ela passa estas páginas para o UNIFACEX para que elas continuem sendo escritas com a mesma dignidade e com o padrão de qualidade que caracteriza o Centro Universitário Facex.

Enquanto alguns mercantilizam o ensino privado nacional, o professor José Maria reuniu os seus colaboradores, nesta segunda-feira, para anunciar: “continuamos com o nosso foco no futuro, confio nos meus colaboradores, confio peremptoriamente em vocês, como confio em Deus. Continuamos crescendo. Adquirimos o CIC e a nossa visão de futuro é uma tocha que não se apagará jamais.”

Da UniFacex

Fifa ignora Código do Consumidor e vai multar quem cancelar ingresso da Copa

selecao-defesaContrariando o Código de Defesa do Consumidor (CDC), a Fifa não dará ao torcedor o direito ao arrependimento em caso de desistência de compra pela internet de ingressos para jogos da Copa do Mundo 2014. A primeira fase de vendas, exclusivamente on-line, começou no dia 20 de agosto e termina no próximo dia 10. O artigo 49 do CDC prevê que o consumidor possa cancelar compras feitas fora de estabelecimento comercial até sete dias corridos após o recebimento do produto ou assinatura do contrato e receber o dinheiro pago corrigido, como ocorre no comércio eletrônico. No entanto, ao reservar ingressos para o torneio, automaticamente o torcedor está sujeito ao pagamento de taxa de cancelamento caso seja sorteado e desista do bilhete. A tarifa pode chegar a 20% do preço da entrada. Em valores absolutos, a multa pode variar de R$ 3 a R$ 396, dependendo do valor do ingresso.

Os Procons consideram a aplicação da taxa abusiva, mas a cobrança está amparada pela Lei Geral da Copa (Lei 12.663/12), que dá à Fifa o poder de criar suas próprias regras para cancelamento, devolução e reembolso. As multas por desistência vão ser discutidas na reunião geral das entidades de defesa do consumidor, marcada para dezembro. A partir desse debate, explica a presidente da Associação Brasileira de Procons, Gisela Simona, vai haver uma orientação geral sobre como tratar as reclamações que podem até já ter chegado aos órgãos, pois a confirmação da primeira fase da compra a torcedores ocorre de 11 de outubro a 4 de novembro.

No regulamento de venda de ingressos, a Fifa informa que a taxa cobrada em caso de cancelamento é “para fins de reembolso dos custos administrativos gerados pela operação, da necessária realocação e nova emissão do ingresso e para compensar a Fifa pela reduzida chance de revendê-los”. Para Gisela, a Fifa terá tempo suficiente para revender bilhetes cancelados, já que os jogos só ocorrem a partir de junho de 2014, e não haverá prejuízo à entidade:

— Infelizmente tivemos a aprovação de uma lei que dá à Fifa o direito de estabelecer multa para desistência de compra mesmo dentro dos sete dias, que no CDC caracteriza o direito de arrependimento. Mas, apesar de a Lei da Copa ser especial, por regular um evento específico e temporário, e prevalecer sobre uma lei geral como o CDC, na hora da interpretação o código precisa ser levado em conta.

A taxa varia segundo a data de cancelamento. Será de 10% do preço dos ingressos caso o cancelamento seja solicitado até 96 horas após o recebimento da confirmação de compra; ou de 20% para solicitações feitas 96 horas após a ratificação do pedido. O consumidor será reembolsado pelo que pagou, descontada a taxa.

Entidade não aceita cancelamento parcial de compra

E há outro agravante. O torcedor não recebe esta informação no ato da inscrição para compra. Para acessá-la é preciso entrar no site oficial do torneio e clicar nos links “Ingressos” e depois “Legal”. A informação integra o sétimo dos 19 capítulos do “Regulamento de Venda de Ingressos para o Público em Geral”. Há ainda a possibilidade de rescisão do contrato de venda até o limite de 48 horas antes do jogo. Nesse caso, no entanto, a multa é de 30%.

Marília Lopes, Analista de Atividades de Defesa do Consumidor do Procon-DF, critica a falta de transparência:

— O problema é que estas regras são expostas apenas no site do torneio, de maneira confusa, escondida, em linguagem pouco acessível. Por isso, é nosso papel divulgar o regulamento de forma clara, para orientar o consumidor.

Renan Ferraciolli, assessor-chefe do Procon-SP, tem esperanças de que a Fifa volte atrás e isente o consumidor de multa no período de sete dias de desistência:

— A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e com Procons das cidades-sede da Copa já estiveram reunidos com a Fifa discutindo questões relacionadas ao CDC, pedindo maior transparência. A Constituição não pode ser rasgada.

A Fifa exige, ainda, que o cancelamento seja solicitado pelo titular da entrada, não sendo permitido o cancelamento parcial. Isto é, se o torcedor comprou quatro ingressos, terá de cancelar todos.

Os ingressos são nominais, por isso, trocas e revendas estão condicionadas a regras da Fifa. É admitida a possibilidade de transferência, por exemplo, a membro da família e em casos de doença grave ou morte do titular do ingresso. As transações têm de ser feitas em plataforma própria da Fifa, ainda a ser divulgada. Em caso de revenda, o consumidor receberá o valor do ingresso, descontados 10%.

O esquema de venda é o mesmo da Copa das Confederações. Os interessados têm de entrar no site da Fifa e fazer reserva e só saberão se adquiriram as entradas a partir de 11 outubro, após sorteio. A carga inicial de um milhão de ingressos.

DPDC pedirá esclarecimento à Fifa

Amaury Oliva, diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, informa que a partir das denúncias dos Procons notificará a Fifa a prestar esclarecimentos sobre o processo de desistência:

— Havendo conflito entres as duas regras (o CDC e a Lei Geral da Copa), prevalece a Constituição Federal que estabelece a defesa do consumidor como um princípio da ordem econômica.

Procurada, a Fifa limitou-se a dizer, por meio de nota, que “o Regulamento de Venda de Ingressos para o Público em Geral está de acordo com a Lei Geral da Copa e em coordenação com os órgãos de proteção ao consumidor.”

Amanhã, no Rio, o Comitê de Consumo e Turismo, coordenado pela Senacon, se reúne com as entidades do consumidor locais, representantes do setor de turismo e secretarias municipais e estaduais envolvidos com a realização da Copa, para tratar da prevenção de problemas de consumo, dos procedimentos a serem adotados para solução rápida, caso eles ocorram, e da produção de material educativo.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fina Ironia disse:

    Brasil: Casa de Mãe Joana, Território de Ninguém.

MPE denuncia prefeito e vereadora no RN por compra de votos

O Ministério Público Eleitoral denunciou por compra de votos o prefeito de Porto do Mangue, Francisco Gomes Batista (conhecido como Titico), a vereadora Maria Cícera de Almeida Maia (Mariazinha), além da vendedora ambulante Lucicleide Ferreira da Silva e do motorista Jean de Almeida Maia.

A denúncia feita ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é de autoria do procurador Regional Eleitoral, Paulo Sérgio Rocha, e relata que Jean de Almeida foi à casa de Lucicleide Ferreira, 15 dias antes da votação das eleições de 2008, e prometeu consertar o veículo da vendedora, um Corsa, desde que ela votasse em Maria Cícera e Francisco Gomes, então candidatos aos cargos de vereador e de prefeito, respectivamente. Após eleito, “Titico” teria dado R$ 1 mil a Lucicleide Ferreira em razão da promessa feita.

Os detalhes da “negociação” foram relatados pela própria vendedora ambulante em uma audiência realizada em 29 de setembro de 2010, no Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Assu, dentro de uma ação de obrigação de fazer movida por ela contra Jean de Almeida. Lucicleide Ferreira queria que a Justiça obrigasse o motorista a realizar, gratuitamente, o serviço de mecânica em seu veículo, como havia prometido na campanha de 2008. O pedido foi julgado improcedente e a mídia contendo o depoimento remetida ao MP Eleitoral, diante dos indícios da prática de crime eleitoral.

Jean de Almeida é filho de Maria Cícera e era dono de uma loja de peças automotivas. De acordo com Lucicleide Ferreira, ele foi até a casa da ambulante e, na presença de dois mecânicos e também de parentes da ambulante, fez a oferta do conserto do carro em troca do voto. Um dos mecânicos, em depoimento, detalhou que o Corsa da vendedora foi levado até a lateral da casa de Jean de Almeida, para ser consertado. O outro depôs que, poucos dias após a eleição, ouviu de Francisco Gomes que “o difícil tinha sido ganhar as eleições, mas agora que havia ganho, iria pagar o conserto do carro de Lucicleide”. Uma relação com as peças necessárias foi entregue a “Titico” dez dias depois pelo mecânico.

A eleitora, em um novo depoimento, confirmou o diálogo e acrescentou que a promessa de Francisco Gomes era consertar o veículo “depois de 90 dias de assumida a prefeitura”. Passado o prazo, ela recebeu R$ 1 mil do prefeito, como pagamento da ajuda que este havia lhe prometido. Em um terceiro depoimento, Lucicleide Ferreira declarou que “Titico” já havia oferecido ajuda para consertar o motor do veículo com a condição de que ela votasse nele, antes mesmo da oferta de Jean de Almeida.

Tanto o motorista, quanto Maria Cícera e Francisco Gomes negaram as acusações da ambulante. Caso a denúncia seja recebida pela Justiça Eleitoral, os quatro denunciados poderão ser condenados pelo artigo 299 do Código Eleitoral: “dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita”. A pena pode chegar a quatro anos de reclusão e pagamento de cinco a quinze dias-multa.

Da PRRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Concordo com voce Cesario, a caso de PEDRA PRETA eh um verdadeiro absurdo.

  2. Cesário Antonio Ramos disse:

    Besteira, em PEDRA PRETA, o Prefeito foi eleito usando somendo caixa 2, conforme a própria justiça eleitoral apurou. O mesmo vive zombando e apostando que não vai dar em nada… E é o que está parecendo!!! Cadê o MP?

Governadora Rosalba autoriza compra de Unidade móvel do Procon

A governadora Rosalba Ciarlini autorizou a compra da Unidade móvel do Procon. No máximo em 60 dias, o Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor vai contar com o serviço para atender em loco as reclamações e esclarecer dúvidas relacionadas ao direito do consumidor.

A van será equipada com uma moderna instalação para realizar audiências de conciliação. Uma equipe será responsável pelo atendimento ao público, que ainda receberá material informativo, cartilhas e Códigos de Defesa do Consumidor.

O coordenador geral do Procon, Araken Farias, comemorou a autorização. “É uma bela novidade, espero que possa melhorar ainda mais o atendimento aos consumidores do nosso Estado”, disse Araken.

Apple e Google podem se unir para comprar Kodak

As brigas entre Google e Apple nos celulares vão ser deixadas de lado por um tempo enquanto as empresas se unem para comprar patentes relacionadas a fotografia digital que pertencem à Kodak.

As duas companhias fizeram uma oferta pelo portfólio de patentes que a Kodak possui, segundo o Wall Street Journal, em um consórcio que inclui também a Samsung, a grande rival da Apple nos tribunais.

O consórcio encabeçado por Apple e Google pode oferecer mais de US$ 500 milhões por todos os registros da fabricante de câmeras fotográficas. O valor é bem abaixo do que a Kodak acredita que suas patentes valem – a companhia quer levantar mais de US$ 2 bilhões com elas.

Caso a Kodak aceite a proposta, todas as empresas que fazem parte do consórcio poderiam usar livremente as patentes sem correr risco de sofrer processo de alguma concorrente.

Mas os planos de Apple e Google podem ser frustrados. A Kodak afirmou que ainda estuda se vende ou não as patentes.

A empresa entrou com pedido de falência em janeiro e considera vender as suas patentes como forma de levantar fundos para pagar seus credores – a empresa deve US$ 660 milhões a bancos.

Fonte: Olhar Digital

RN ganha 1º site especializado em compras e vendas agropecuárias

No próximo dia 24 deste mês de agosto, o mercado rural do Rio Grande do Norte ganhará uma nova ferramenta para compra e venda de seus produtos. Pela primeira vez, um site especializado em anúncios agropecuários passará a atender essa demanda que cresce a cada dia e movimenta a economia do Estado. O AgroCompras.Net chega com a promessa de estreitar os caminhos do campo.

O projeto é desenvolvido pelos zootecnistas Diego Holanda, Vitor Bruno e Wesley Scorel, que também é técnico em programação de computadores. Os três são formados pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e explicam que a ideia é criar um canal que se torne referência para o produtor rural.

Para se ter uma ideia, o AgroCompras.Net permitirá anúncios de todos produtos da linha pet, animais, serviços, imóveis, máquinas, medicamentos, implementos e até mesmo de profissionais. O site também terá notícias, informações sobre eventos, publicações de estudos e curiosidades sobre o mundo agropecuário.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Diego disse:

    Com certeza irá ajudar muito o agronegócio potiguar!!

Ministério da Saúde empenha emenda de R$ 100 mil para melhorias na Liga

O deputado federal Fábio Faria foi informado nesta quinta-feira (16) pelo Ministério da Saúde sobre o empenho de uma emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$ 100 mil, destinada à Liga Norte-rio-grandense Contra o Câncer de Natal, que atende pacientes de todo o Rio Grande do Norte. Os recursos serão destinados à aquisição de camas hospitalares.

“Estamos sempre buscando apoiar as instituições de atenção e tratamento aos pacientes de câncer do Rio Grande do Norte, para as quais já destinei R$ 900 mil em emendas. E a Liga é uma destas entidades que oferecem um serviço de excelência, fundamental para milhares de cidadãos, de famílias potiguares”, afirma Fábio Faria.

A Liga Contra o Câncer é o único Centro de Alta Complexidade em Oncologia 2 do Estado, ou seja, dispõe de todas especialidades médicas e multidisciplinares, além de todos tratamentos e equipamentos necessários à atenção oncológica. Atualmente, são mais de mil colaboradores distribuídos nas quatro unidades da instituição.

Mudanças no mercado: Mulheres são maioria na hora de comprar imóvel

O aumento da ocupação feminina em cargos profissionais tem mudado a conjuntura social tradicional. A mulher, que antes restringia suas preocupações às questões do lar, hoje atua no mercado de trabalho, muitas vezes gerindo seu próprio negócio. De acordo com o Boletim de Mercado de Trabalho divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a participação feminina na população brasileira economicamente ativa chegou a representar 48,9% da massa salarial.

A ruptura com o antigo modelo, entretanto, não modificou o desejo materno de constituir família e cuidar dela. A diferença é que a mulher atual, com dinheiro no bolso, tem uma influência maior no poder e nas decisões de compra, afetando diretamente o mercado imobiliário. É o que confirma o Censo 2010 do IBGE realizado em Natal, segundo o qual os domicílios particulares permanentes cujo único responsável é uma mulher apresentam-se em 74,8%.

O olhar feminino sob a pesquisa de um novo lugar para morar é muito mais criterioso do que o dos homens, justamente por levar em consideração todos os fatores que podem afetar a rotina dos membros familiares. Escolas, farmácias, padarias, supermercados e postos de saúde são pontos decisivos para que um local seja apto para acolher os entes queridos. Quanto ao imóvel, a cozinha deixa de ser o mais importante e aspectos como área de lazer para os filhos e um quarto aconchegante para o casal são postos em relevância.

Por todos esses quesitos, o Vila Verde, residencial das incorporadas Diagonal e Rossi, obteve grande alcance no público feminino. Com a maior parte das vendas efetivadas, foi possível realizar uma análise do perfil dos compradores, que indicou que 41% dos compradores são mulheres e, quando o assunto é investimento, o número sobe quase 20 pontos, para 59%. Para ambos, a motivação da compra segue a mesma linha, com preponderância pela satisfação com a infraestrutura de lazer e o fácil acesso à BR-101 e pontos de serviço das avenidas vizinhas Abel Cabral e Maria Lacerda Montenegro.

O condomínio tem quatro torres com opções de 63, 74 e 88 metros quadrados, distribuídos em uma área de mais de 20 mil metros quadrados, sendo 6 mil de área verde e quase 4 mil de área de lazer, tudo com o padrão dealta qualidade de arquitetura, paisagismo e acabamento das empresas Diagonal e Rossi. O terreno tem proximidade ainda com bairros prestigiados da cidade como Ponta Negra, Capim Macio, Cidade Jardim e Candelária.

Entre as opções de lazer, há espaços voltados à saúde física e mental, como tenda zen e espaço de fitness externo, além da academia interna. Para crianças e adolescentes, brinquedoteca, espaço teen, salão de festas e salão de jogos. Completam as áreas de lazer a quadra poliesportiva, piscina adulto e infantil, deck molhado, quiosque com churrasqueira e espaço gourmet.

Secretário de Comunicação rebate nota do colunista Cláudio Humberto

O secretário municipal de Comunicação (Secom) Gerson de Castro rebateu o conteúdo da nota do colunista Cláudio Humberto em circulação nesta segunda-feira (28), de que a prefeita Micarla de Sousa teria comprado uma rádio pelo valor de R$ 5 milhões. A informação foi rebatida pelo secretário através de sua página no Twitter.

De acordo com a informação repassada pelo secretário, Micarla encaminhou uma nota de esclarecimento desmentindo a informação de copra de qualquer rádio e explicando que ela, a irmã e a mãe são herdeiras da TV Ponta Negra e da rádio 95 FM.

Segue a nota de Gerson de Castro

“A respeito de nota publicada na coluna do jornalista Cláudio Humberto, em que informa que a prefeita Micarla de Sousa teria adquirido ma emissora de radio FM e pago R$ 5 milhões, a prefeita enviou ao jornalista nota de esclarecimento, informando o seguinte: Que não comprou emissora alguma e que é herdeira, ao lado da mãe e das duas irmãs, no inventário de seu pai, o ex-deputado federal e ex-senador Carlos Alberto de Sousa, falecido em 1998. Sua família é proprietária da TV Ponta Negra, em operação há 25 anos da 95 FM, adquirida em 1990.”

Segue a nota de Cláudio Humberto

“Microfone

A prefeita de Natal, Micarla Sousa, adquiriu o controle acionário de uma emissora FM em Natal. Circula no mercado que pagou R$ 5 milhões.”

Site de venda de ingressos on-line chega ao Rio Grande do Norte

Pioneiro no Nordeste de venda de ingressos on-line, o site Ingresso na Hora foi criado em 2008 para oferecer comodidade no ramo do entretenimento, oferecendo a venda de ingressos online para os principais de Pernambuco e Rio Grande do Norte.

O site chega primeiro a Mossoró e já com força total atender a demanda da região. Através do representante Gabriel Pinto a partir de agora os maiores eventos do Estado estarão disponíveis com venda garantida exclusiva.

Os potiguares já podem adquirir ingressos para a Vaquejada de Mossoró, que acontece entre os dias 19 e 22 de abril e irá reunir atrações como Luan Santana, Garota Safada, Forró dos Plays, Solteirões do Forró e muito mais. O público poderá comprar através do site (http://www.ingressonahora.com) ou pelo aplicativo no Facebook (http://app.facebook.com/ingressonahora), em até 12 vezes em todos os cartões de crédito, com comodidade, agilidade e segurança.

Empresário nega compra da iluminação da árvore em Portugal

A CEI dos Contratos, instalada na Câmara Municipal de Natal para averiguar os acordos firmados entre a Prefeitura de Natal, segue com depoimentos “reveladores”. Indícios apresentados em documentos durante o início da CEI indicavam que a compra das novas lâmpadas de LED da Árvore de Mirassol foi feita em Portugal.

A informação causou revolta de populares e até parlamentares da oposição pelos altos custos. Em depoimento na semana passada, o secretário Cláudio Porpino (Semsur) disse desconhecer o fato/boato e alegou que a compra era responsabilidade da empresa contratada para fazer a ligação da iluminação de Natal, ou seja, a Enertec, vencedora da licitação de R$ 3,7 milhões.

Agora, o empresário Jorge Cavalcanti de Mendonça, da Enertec, negou qualquer compra em Portugal. Em depoimento à CEI, ele disse que as compras foram feitas em várias partes do Brasil, abrindo a possibilidade de que os produtos tenham sido importados.

“Todos os materiais foram comprados em vários locais do Brasil. Os LEDs aplicados na árvore, nós compramos de uma empresa de Natal. Esses produtos não são fabricados no Brasil, devem ter sido importados de outro país”, declarou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Abreu_rn disse:

    Giovanni, alguém sabe informar aonde está a arvore de Natal que até o mês de outubro se encontrava acesa no Bairro Mirassol. O que é de se estranhar é que em nenhum momento a arvore do ano passado foi retirada do lugar e agora se apresenta uma conta gigante de uma nova arvore que nunca existiu.

Processo da Operação Impacto chega ao fim

A Operação Impacto, que investigou a compra e venda de votos de vereadores da Câmara Municipal de Natal durante o processo legislativo de elaboração do novo Plano Diretor em 2008, foi encerrada hoje com a entrega da alegação final da defesa do ex-vereador Renato Dantas.

O processo da Operação Impacto já contabiliza 21 de pessoas acusadas, entre  políticos, advogados e empresários. Com a entrega da última documentação, o documento judicial foi concluído com 83 volumes e agora passa pela análise do juiz Raimundo Carlyle, titular da 4ª Vara Criminal. O processo chega ao fim cinco anos depois de deflagrada a operação e depois de várias mudanças de foro comum para especial.

A Operação foi deflagrada no dia 11 de julho de 2007 e tem denúncias contra os vereadores Francisco de Assis Jorge Sousa, Dickson Ricardo Nasser dos Santos, Adão Eridan de Andrade, Júlio Henrique Nunes Protásio da Silva e Edivan Martins Teixeira; contra os ex-integrantes do Legislativo Emilson Medeiros dos Santos, Tirso Renato Dantas, Adenúbio de Melo Gonzaga, Francisco Sales de Aquino Neto, Aluísio Machado Cunha, Edson Siqueira de Lima e Salatiel Maciel de Souza; além ds empresários Geraldo Ramos dos Santos Neto, Antônio Carlos Jesus dos Santos, Klaus Charlie Nogueira Serafim de Melo, Hermes Soares Fonseca,  Sid Marques Fonseca, Ricardo Cabral Abreu, José Cabral Pereira Fagundes,  João Francisco Garcia Hernandes e Joseilton Fonseca da Silva.