Covid-19: Europa começa a exigir máscaras médicas em vez das versões de pano

Foto: Kilito Chan/Getty Images

Em meio ao aumento de casos de Covid-19 e a descoberta de novas variantes do coronavírus possivelmente mais transmissíveis, países da Europa começaram nesta semana a recomendar ou até exigir que as pessoas utilizem máscaras de maior qualidade para combater a transmissão viral. Sendo assim, saem as máscaras de pano, daquelas feitas em casa, e entram as máscaras utilizadas por equipes médicas, como as cirúrgicas comuns e, principalmente, os modelos conhecidos como FFP2 ou N95.

Embora máscaras de pano sejam melhores do que nenhum tipo de proteção facial, cada vez mais estudos deixam claro que sua eficiência é bastante limitada e que não são suficientes para evitar que o usuário esteja totalmente protegido. Já máscaras médicas são mais protetivas, especialmente os respiradores do tipo FFP, e podem ser uma boa arma contra as novas variantes do vírus, que, ao que tudo indica, parecem ser mais transmissíveis.

Leia matéria completa da Super Interessante AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Estas máscaras para uma proteção eficaz tem que ser descartável.
    Estão fora da realidade brasileira.

  2. Luciano disse:

    A única máscara que protege contra um vírus que transmite por aerossol e gotículas como o sars-cov2 é a N95. Eu só uso ela pra onde vou…

  3. Márcia Guedes disse:

    E agora José…vai ter Máscaras Médica para toda a população????

  4. Brasil livre!! disse:

    Claro, as empresas parceiras precisam vender o seu produto!! Enquanto o povo aceitar pacificamente, o jogo continua.

  5. Bits disse:

    Só marketing. Vendedores de máscaras fazendo a festa.

COMENTE AQUI