Saúde

Covid-19: Fila de espera por leitos de enfermaria, semi-intensivo ou de UTI no RN tem 32 pessoas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) destacou nesta segunda-feira(11) que a fila de espera por leitos de enfermaria, semi-intensivo ou de UTI no Rio Grande do Norte já conta com 32 pessoas. De acordo com o secretário adjunto da pasta, Petrônio Spinelli, isso significa dizer que o estado está superlotado, mas não entrou em colapso.

Para o pior cenário, o secretário adjunto explica que o quadro da saúde no RN será considerado “em colapso” quando um paciente com a Covid-19 – que precise de respirador – não puder ser atendido, o que geraria aumento do risco de mortes. “Quando chega paciente em pronto-socorro e não tem mais respirador aí é colapso porque a mortalidade nessa hora vai aumentar demais”.

Veja mais: Leitos públicos em Natal registram ocupação de 100% no tratamento da Covid-19

Segundo a Sesap, as 32 pessoas na fila de espera passaram por Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou hospitais no interior do estado, que são responsáveis por solicitar as internações junto à rede estadual. São nestas unidades que os pacientes passam por uma triagem, que determina o nível de gravidade e consequentemente o grau de prioridade de atendimento. Deste grupo, duas são consideradas “prioridade 1” (muito grave) e outras oito se encaixam na “prioridade 2” (grave). Os demais são pessoas que aguardam leitos de enfermaria.

“Esses dez casos precisavam estar em hospitais, UTIs ou em leito semi-crítico. Essa demanda que está vindo da regulação de pacientes que estão em UPAs ou hospitais é o sinalizador mais importante hoje para ver a gravidade dos casos”, afirma Petrônio Spinelli.

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. Infelizmente grande parte da população tem culpa pelo cenario, o presidente é um deles. Agora, as previsões catastróficas, os desencontros de informação, a não informação, a falta de equipamentos e insumos básicos, a situação precária dos hospitais, o absurdo aluguel do hotel Barreira Roxa, a falta de reagentes no LACEM para processar os exames, entre outras mazelas, são culpa da SESAP, que não se articulou, ainda não fez nada, só promessas (vide liga do câncer), hospital da policia e por aí vai, só Deus na causa.

  2. Bora bater perna do Alecrim pois isso é alarme da imprensa para derrubar o presidente e quebrar o comércio, falta de aviso é que não foi, agora só Deus para nos salvar.

  3. Tipo assim: o colapso será amanhã, não hoje. Rsrs. Quase dois meses de Quarentena e o estado fez o que pra aumentar os leitos? KD o consórcio nordeste que ia declarar independência dos Estados? KD os amiguinhos comunistas chineses que não entregam os respiradores??

    1. Cadê os EPI prometidos pelo Gov Federal. Cadê o nosso lider maior,o presidente,assumir um papel desde do inicio de conscientização ao invés de desde do primeiro dia desdenhar da pandemia.Some esses fatores aos seus que o comentário fica mais completo.

    2. Alexandre, o fato é que estamos há dois meses com a pandemia e o governo do Estado nada ou pouco fez.
      Você falou em EPI.
      O governo federal não mandou?
      Quanto o governo do Estado já recebeu?
      Milhões e milhões.
      Sem falar que empresas locais doaram máscaras e aventais.

    3. Alexandre magno, ou vc não viu as notícias ou então viu e ta se fazendo de doido, procure , pesquise , e vc encontrará o que em verba o governo federal já enviou pra o estado , não discuta, pesquise , aí depois a gente conversa.

    4. Cadê o governo do estado que não fiscaliza o cumprimento de seus decretos. Santa incompetência.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro sanciona programa de combate à violência contra a mulher

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (28) o projeto de lei que cria o programa de cooperação Sinal Vermelho para combater a violência doméstica contra as mulheres. Com a medida, o governo, o Ministério Púbico e a Defensoria Pública poderão firmar parcerias com estabelecimentos privados para ajudar a encaminhar denúncias contra os agressores.

A sanção, realizada durante cerimônia no Palácio do Planalto, oficializa para todo o país a medida, que foi implantada inicialmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) para incentivar as vítimas de violência doméstica a denunciarem agressões nas farmácias.

Nesses casos, os estabelecimentos são treinados para ajudar vítimas de violência. Basta mostrar um X vermelho na palma da mão, pintado com batom ou tinta de caneta, para que o atendente, ou o farmacêutico, entenda tratar-se de uma denúncia e em seguida acionar a polícia.

Durante o evento, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que o presidente Bolsonaro tem compromisso com o combate à violência contra a mulher.

“É uma lei que já pegou. O Brasil inteiro está fazendo um X na mão. É uma lei que está sendo sancionada, mas que já pegou no Brasil. Eu tenho recebido embaixadores, eu tenho recebido contatos de outros países para entender o que é o X na mão. A gente está fazendo história”, afirmou.

Para a ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, a sanção do projeto mostra que a sociedade não tolera a violência contra a mulher e que esforços não serão poupados para ampliar a rede de conscientização.

“A violência contra a mulher é um problema de toda a sociedade, e é com coragem e seriedade que a gente tem que tratar a importância dessa pauta”, disse Flávia.

O projeto também altera a Lei Maria da Penha para criar a pena contra a violência psicológica, caracterizada por ameaças, constrangimento, humilhação, ridicularização, chantagem e limitação do direito de ir e vir da mulher. A pena vai variar entre seis meses e dois anos de prisão.

A partir de agora, juízes poderão afastar imediatamente o agressor da convivência com a vítima diante de risco à integridade psicológica da mulher. Atualmente, a restrição ocorre somente diante de risco à integridade física da vítima e dos dependentes.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VACINAÇÃO: 39,4 milhões de brasileiros receberam 2ª dose contra a covid ou imunizante em dose única

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O Brasil se aproxima da marca de 40 milhões de imunizados. 39.493.648 pessoas, que correspondem a 18,65% da população, já receberam a segunda dose da vacina ou o imunizante em dose única.

Mais de 98 milhões de brasileiros receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados pelo consórcio dos veículos de imprensa às 20h desta quarta-feira (28).

Em todos os estados e no Distrito Federal, a primeira dose foi aplicada em 98.202.468 pessoas, o equivalente a 46,38% da população.

Origem dos dados

  • Total de doses: números divulgados pelos governos estaduais.
  • As informações sobre população prioritária e doses disponíveis são do Ministério da Saúde.
  • As estimativas populacionais são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

STF reage a Bolsonaro e diz que não proibiu governo federal de agir na pandemia

Foto: IANO ANDRADE/CB/D.A.PRESS

O Supremo Tribunal Federal (STF) voltou a afirmar, nesta quarta-feira (28/7), que não excluiu o presidente Jair Bolsonaro da tomada de ações para combater a pandemia da covid-19.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o STF destacou que “não proibiu o governo federal de agir na pandemia” e que “uma mentira contada mil vezes não vira verdade”.

Desde que a Corte decidiu no ano passado que governadores e prefeitos tinham autonomia para implementar políticas de enfrentamento à crise sanitária, o presidente tem dito que ficou impossibilitado de agir para controlar a pandemia. No último fim de semana, ao conversar com apoiadores, Bolsonaro afirmou que “se estivesse coordenando a pandemia não teria morrido tanta gente”.

O STF afirma que a decisão, contudo, foi de que as medidas adotadas pelo governo federal para o enfrentamento do novo coronavírus não afastam a competência concorrente nem a tomada de providências normativas e administrativas por estados e municípios. Ou seja, tanto Bolsonaro quanto governadores e prefeitos poderiam implementar políticas para fazer frente à pandemia.

“É falso que o Supremo tenha tirado poderes do presidente da República de atuar na pandemia. É verdadeiro que o STF decidiu que União, estados e prefeituras tinham que atuar juntos, com medidas para proteger a população. Não espalhe fake news, compartilhe as verdades do STF”, diz o vídeo divulgado pela Corte.

Correio Braziliense

Opinião dos leitores

  1. Em época de pandemia o governos federal deveria “dar as cartas”. O STF parece que não viu este aspecto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Povo vai reagir se não tivermos uma eleição democrática, diz Bolsonaro

Foto: Fábio Vieira/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta quarta-feira (28/7), que “o povo vai reagir” se o país não tiver “uma eleição democrática” no pleito do próximo ano.

O chefe do Executivo fazia referência ao voto impresso, modelo que vem defendendo sob o argumento de que o atual sistema eleitoral, mediante o uso de urnas eletrônicas, permite fraude. A declaração foi feita a apoiadores, no Palácio da Alvorada.

“Olha, o povo vai reagir em 22 se não tivermos uma eleição democrática. Todos nós queremos eleições. […] Temos que ter transparência. Me acusavam de ser ditador, mas estou demonstrando exatamente o contrário. Vai ganhar eleições quem tem voto. Se não for dessa maneira, poderemos ter problema em 22 e eu não quero problema”, declarou o presidente.

Apresentação de ‘provas de fraude’

A primeira vez em que Jair Bolsonaro prometeu que iria expor provas de fraudes nas eleições, contudo, foi em 9 de março de 2020 – há mais de 500 dias.

Para esta quinta-feira (29/7), o presidente anunciou que fará uma “apresentação bombástica” para demonstrar “inconsistências” e “vulnerabilidades” das urnas eletrônicas.

Segundo Bolsonaro, serão indicadas provas de que houve fraude nas eleições de 2014, quando Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) disputaram o segundo turno. Na ocasião, as urnas constataram que a petista foi eleita com 54,5 milhões de votos, contra 51 milhões do tucano.

Além disso, o chefe do Executivo ainda promete que demonstrará que venceu as eleições de 2018 ainda no primeiro turno.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. O povo que ele fala é o gado miliciano. Mentiroso descarado. Foi desmentido de novo ao dizer que é obrigado a aprovar 4 bilhões para o fundão. Só se for obrigado pelo compromisso que ele assumiu com o centrão. A Câmara acaba de dizer que por Lei ele só precisa aprovar 800 milhões. E os bichos de chifres se deixam levar pelo 171 cagão e ainda saem espalhando essas merdas por ai.

  2. Vai, vai reagir sim!
    Vamos reagir elegendo o Presidente Lula já no 1º turno!
    A boiada vai chorar, vai ter infartaço em massa, mas querem que eu faça o que? Não sou coveiro!

  3. Não sei pq que tanto medo a esquerda tem em não querer o voto impresso; com a palavra os jumentos de dois pés

    1. Além do medo da impressão do voto, mentem quando insinuam que as urnas não vai ser utilizadas, deixando entender que a cédula impressa voltará Kkkk, só mentiras e medo da verdade.

    2. Para um indivíduo que mora em uma comunidade com milícia ou facção o antigo voto de cabresto será retomado. O voto impresso serve para esse fim. Jumento e gado também utilizam cabresto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fundo Russo suspende envio da vacina Sputnik V aos estados do Nordeste

Foto: FEDERICO PARRA / AFP

O lote de 1,1 milhão de doses de vacina Sputnik V, contra a Covid-19, esperado pelos estados do Consórcio Nordeste, não chegará ao Brasil nesta quarta-feira, como estava previsto inicialmente. Diante da mudança, o envio das vacinas está sem prazo definido para ocorrer. Uma reunião entre governadores da região e o Ministério da Saúde russo foi marcada também nesta quarta-feira para tentar resolver o impasse.

Os imunizantes desembarcariam no país sob o mecanismo chamado de importação excepcional e temporária, que permitiria a aplicação da vacina em 1% da população dos estados solicitantes, com uma série de restrições em relação ao quadro geral de saúde e faixa etária dos vacinados.

Ao todo, estão em jogo pelo menos 37 milhões de aplicações negociadas diretamente pelos estados do Consórcio Nordeste (que agrupa os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e outros 10 milhões de doses anteriormente garantidas pelo Ministério da Saúde.

A importação dessas doses não ocorreu em totalidade porque a Anvisa não concedeu autorização de uso emergencial à vacina, por faltarem dados suficientes, segundo a agência, que garantam a segurança e eficácia do fármaco. A liberação vigente permite apenas um uso controlado, no modelo de estudo científico, com público restrito e acompanhamento constante como forma de avaliar, sobretudo, a segurança do imunizante.

Cancelamento

O cancelamento do envio do lote que inauguraria o uso da vacina no Brasil foi uma decisão do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), responsável por negociar a venda do antígeno com o Brasil. A ruptura se deu após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, dizer publicamente que o Brasil “não tinha necessidade” dos imunizantes Sputnik V e Covaxin — vacina indiana sobre a qual há suspeitas de irregularidade na compra.

Na semana passada, os russos haviam pedido um prazo de 48 horas para reavaliar como ficaria o envio de doses diante da fala do ministro da Saúde. Na ocasião, o governador do Piauí, e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT) chegou a referir-se aos esforços para comprar a vacina como uma “corrida de obstáculos”.

Após a análise do RDIF, ficou definida que a entrega das doses iniciais não ocorreria conforme o previsto anteriormente. Fontes ligadas ao processo dizem que os russos recuaram por buscarem uma definição específica do governo brasileiro se irá incluir, ou não, o imunizante no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Além disso, há receio do fundo que o recuo do governo federal atrapalhe os trâmites de autorização da vacina junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina Sputnik V é aplicada em duas doses. De acordo com seus desenvolvedores, o imunizante apresentou eficácia de 91,6% nas fases 3 de testes. Seu uso ainda não ocorreu no Brasil, nem mesmo em estudos clínicos. Outros países, como a Argentina e a própria Rússia, aprovaram o imunizante e o utilizam em larga escala na população. Globalmente, 69 agências reguladoras já deram sinal positivo à vacina.

Com informações de O Globo

Opinião dos leitores

  1. 😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Homem que assumiu culpa por atear fogo a estátua de Borba Gato é preso junto com a esposa

Foto: GABRIEL SCHLICKMANN / ISHOOT / ESTADÃO CONTEÚDO – 24.07.2021

Um homem suspeito de atear fogo à estátua do bandeirante Borba Gato no último sábado (24) foi preso temporariamente em São Paulo no início da tarde desta quarta-feira (28).

Em publicação nas redes sociais, a defesa informa que Paulo Lima se apresentou espontanamente ao 11º DP (Santo Amaro), na zona sul da capital, por volta das 13h e, em seguida, sua prisão temporária foi decretada.

O mandado de busca e apreensão para a residência de Paulo foi expedido para o local errado e ele apresentou o endereço correto, autorizando a entrada da polícia.

A mulher de Galo, Gessica, que foi à delegacia com o marido para colaborar com as investigações também teve prisão temporária decretada. De acordo com a defesa, Gessica não participou do ato e tem uma filha de 3 anos com Paulo.

Sobre a motivação do protesto, Paulo afirmou que se tratou de abrir o debate sobre a presença do monumento na cidade. “Para aqueles que dizem que a gente precisa ir por meios democráticos, o objetivo do ato foi abrir o debate. Agora, as pessoas decidem se elas querem uma estátua de 13 metros de altura de um genocida e abusador de mulheres”, comentou.

A defesa de Paulo informou ainda que, além dele, Danilo Oliveira (Biu), compareceu de forma espontânea para auxiliar nas investigações e assumir a participação no ato.

R7

Opinião dos leitores

  1. Cadeia nesse troço. Bandido. Borba Gato fez o que a época exigia. Neste contexto merece lugar na História brasileira. E respeito, também.

  2. Fico impressionado com a rapidez do estado em mandar prender quem toca fogo numa estátua de lixo como essa, mas até hoje não descobriu quem mandou matar a vereadora Marielle.
    Que hipocrisia sem fim.

  3. Esses imbecis esquerdopatas acharam bonito e decoraram esse termo “genocida”. O que será que pensam de Fidel Castro, Che Guevara, Lenin, Stdli, Mao Tsé Tung, Pol Pot, Hugo Chaves, Maduro e tantos outros nobres representantes dessa ideologia criminosa que defendem? O que pensam de ditaduras comunistas (essas sim, genocidas) como Cuba, China, Venezuela, etc.? A estupidez humana não tem limites.

  4. Esquerda é fanatismo e violência.
    Não sabe nem o que é genocídio.
    No desgoverno Lula e Dilma houve 650 mil homicídios.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ABC estreia uniforme inspirado em pele de elefante contra Flamengo no Maracanã e destaca causa animal

Fotos: Divulgação

O ABC Futebol Clube se prepara para o primeiro compromisso da fase de oitavas de final da Copa do Brasil 2021, contra o Flamengo, no Estádio Maracanã, e a partida marcará a estreia do terceiro uniforme do Alvinegro.

Produzido pela loja do alvinegro, a Elefante Mais Querido, a marca própria do Clube do Povo, o Manto vem com um tecido que a textura é inspirada na pele de elefante, mascote abecedista, e conta com tags da camisa em 3D, um material para agregar valor ao uniforme.

A camisa conceito carrega no peito uma mensagem social de cuidado aos animais, vestindo a ideia da preservação. Muito mais que um novo uniforme, uma proposta em defesa dos animais, para chamar atenção para a causa, principalmente, em combate à caça.

Uma ação inédita de marketing com a pujança e tradição do Elefante do ABC, do Clube do Povo, em favor da vida, por um Manto de peso, um Manto de Respeito.

A camisa foi lançada oficialmente para o torcedor no sábado passado (24) e pode ser adquirida no site www.elefantemq.com.br ou na Loja Oficial do clube, a loja da Elefante Mais Querido, pelo valor de R$ 170,00 para sócio adimplente e R$ 199,90 para não-sócio.

O manto tem conceito, valores em favor da preservação dos animais, dos elefantes. É pra entrar para a história.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Confira a programação olímpica do Brasil na noite desta quarta e madrugada e manhã de quinta-feira

Imagem: Wander Roberto/COB

A noite de quarta e a madrugada de quinta-feira reservam disputas para o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.

O vôlei feminino do Brasil encara as japonesas às 7h40 da quinta-feira.

Também teremos a estreia do BMX, além do rugby feminino em campo.

A manhã de quinta-feira será de decisão para o vôlei de praia com as duas duplas do Brasil precisando vencer para encaminhar classificação.

Confira alguns dos destaques do Brasil nas Olimpíadas entre esta quarta e quinta-feira

21h30 (quarta) – Rugby feminino – Brasil x Canadá

22h (quarta) – BMX masculino – Renato Rezende

22h21 (quarta) – BMX feminino – Priscilla Andreia

22h30 – Natação masculina – Final 800m livre – Guilherme Costa

23h (quarta) – Handebol feminino – Brasil x Espanha

23h (quarta) – Judô – Rafael Buzacarini x Bélgica + Mayra Aguiar x adversária a ser definida

23h (quarta) – Remo – Semifinais – Luca Ferreira

Quinta (28/07)

1h05 – Vela – Robert Scheidt + Patrícia Freitas

2h – Canoagem feminina C1 – semifinais – Ana Satila

5h – Boxe masculino – Hebert Souza x China

5h – Rugby feminino – Brasil x França

5h57 – Tiro com arco feminino – Anne Marcelle x México

7h – Natação feminina – Eliminatórias 800m livre – Viviane Jungblut

7h24 – Boxe feminino – Graziele Sousa x China

7h40 – Vôlei feminino – Brasil x Japão

8h21 – Natação mista – Revezamento 4×100 medley

9h – Vôlei de praia feminino – Ágatha e Duda x Canadá

10h – Vôlei de praia masculino – Alison e Alvaro Filho x Holanda

O Tempo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Religião

VÍDEO: Noivo fica nervoso durante casamento e promete ser sempre ‘infiel’

Uma troca de alianças gerou bastante nervosismo para um homem que viralizou em um vídeo no TikTok nesta semana. Nas imagens, ele se atrapalha com as palavras na hora dos votos, ao invés de dizer que seria “fiel” para sempre, ele acaba afirmando que será “infiel”. A gravação já acumulou mais de 2 milhões de visualizações.

“Iracema, receba esse anel como símbolo do meu amor por ti. Sempre serei infiel”, afirma o noivo.

No vídeo, compartilhado pela usuária @lulycantu, que se descreve como planejadora de casamentos, é possível ouvir os convidados rindo da confusão feita pelo noivo logo depois que ele comete a gafe.

Por sorte, a noiva não leva a afirmação atrapalhada do companheiro a sério e prefere entrar na brincadeira.

“Já não quero, padre. Vou embora”, diz a mulher, que permanece ao lado do noivo, rindo bastante.

Em seguida, o padre também reage de modo bem-humorado e brinca com o início de uma oração: “Pai nosso, que está?”, diz.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Nesses momentos de muita presença de espíritos em locais indevidos, como na casa de peppa, esse aí incorporou o espírito do molusco kkkkkkkk.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 1.344 óbitos e 48 mil novos casos nas últimas 24h

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (28):

– O país registrou 1.344 óbitos nas últimas 24h, totalizando 553.179 mortes;

– Foram 48.013 novos casos de coronavírus registrados, no total 19.797.806.

O Ministério da Saúde estima que 18,4 milhões de brasileiros já se recuperaram da covid-19.

A média móvel de mortes nos últimos sete dias está em 1.082, no menor patamar desde a última semana de fevereiro.

A média móvel de novos casos teve uma interrupção de queda na semana passada, quando o país registrou 108,7 mil infecções em um único dia.

Agora, ela está em 46.162. Ainda assim, é o que se registrava em fevereiro, antes dos picos de março e junho.

Com informações de R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *