Saúde

Ministério da Saúde espera receber IFA para Coronavac na próxima semana; chegada de insumo prevista para terça

Foto: Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse que o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), matéria prima para a produção das vacinas contra a Covid-19, da Coronavac, do Instituto Butantan, deve chegar no dia 25 de maio. A confirmação saíra hoje. A expectativa foi dada na Comissão Temporária da doença no Senado, nesta segunda-feira (17).

A produção do imunizante chinês está paralisada no Butantan, desde quarta-feira (12), por causa da falta do insumo. Dessa forma, o Instituto já alertou para possibilidade de impacto no cronograma de entrega de vacinas em junho. De acordo com governo de SP, dez mil litros de insumo aguardam autorização de embarque no país asiático.

Por conta da demora, o Butantan também não deve conseguir adiantar o repasse das 54 milhões de doses até agosto, como havia previsto. A previsão se mantém em setembro, mas depende da manutenção de envio dos insumos sem novos adiamentos.

De janeiro até maio, foram entregues 46 milhões de doses. O primeiro contrato pedia a chegada até abril, mas, os atrasos na vinda dos IFAs também dificultaram a produção.

O diretor do Butantan, Dimas Covas, tem atribuído a demora na vinda do IFA as falas do presidente Jair Bolsonaro sobre a China. Já o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que essa demora é um “entrave normal” e não depende apenas de diplomacia.

Nesta segunda-feira (17), o Butantan informou a reportagem que continua sem data para receber os insumos. O Instituto tem mantido contato diário com autoridades chineses, mas as últimas reuniões, não registraram avanços.

Governo de SP espera ‘boas notícias’

O governador de São Paulo, João Doria, também atribuiu o atraso aos entraves diplomáticos. “Hoje é uma questão política e diplomática. Não há nenhum problema contratual nem operacional”, disse Doria, que elogiou a postura do chanceler Carlos França e avaliou que o ministro empossado recentemente “deu outra postura” ao Itamaraty.

Doria também aguarda que a China traga “boas notícias” sobre a liberação dos insumos entre hoje (17) e amanhã (18).

Doria ainda fez apelo à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e pediu agilidade na liberação dos testes clínicos fases 1 e 2 da Butanvac, vacina do Butantan, ainda em análise. “Não há razão para demora”, concluiu.

Fiocruz

Rodrigo Cruz também informou que a Fiocruz vai receber mais IFA nos dias 22 e 29 de maio, o que vai permitir a produção de “cerca de 12 milhões de doses” da vacina AstraZeneca/Oxford.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Será que algum desses vermes anti-patriotas tem a coragem de assumir e defender que a China está adotando uma prática criminosa, chantageando o seu próprio país, jogando com a vida dos brasileiros? E adotam essa atitude desumana apenas para tentar atacar o governo Bolsonaro? Essa gente perdeu totalmente a noção de decência.

  2. A turma da badidolândia parte logo para acusação. Mas eles não deram 01 piu para reclamar da corrupção. Não disseram nada com a falência das estatais entre 2005 e 2016. Sempre ficaram calados quando os fundos de pensão do BB, CEF, Correios e Petrobrás foram saqueados e esvaziados.
    Querem por que querem vacinas, mesmo sem comprovação científica como é o caso da coronavac, ou seja, vivem um mundo paralelo onde tudo deles está certo e o resto do mundo errado. Se eles cometem ilegalidade, não há problema. Se a oposição vive dento da legalidade, mas falam da corrupção deles, são imorais, reacionários, fascistas…
    Eita que a turma de patetas continua firme e forte defendendo seus bandidos de estimação.

  3. Bolsodoido faz outras acusações contra a china e atrasa mais um ano, ele sempre força pra o pior acontecer

    1. Doido é quem defende a responsabilidade da China nessa pandemia, esconderam o vírus do mundo, proibiram a imprensa de divulgar as notícias sobre a doença, prenderam o médico que descobriu o vírus, condenaram jornalistas que mostraram a gravidade da doença, negam informações a OMS até hoje.
      Doido é quem se faz de doido para não enxergar como a China tratou a pandemia e sonegou ao mundo informações sobre a doença.

    2. Diga qual foi o dia que não teve problema neste governo do BOZO.

    3. Conversa mole…
      Se bolsonaro falar alguma coisa dos Estados Unidos Joe Biden vai deixar de mandar vacina da Pfizer? E se for com a Inglaterra? O problema é corpo moledo DORIA junto com esse Dimas Covas. Lembra-se que eles falavam até em exportar essas vacinas fracas? Tem que apertar os dois na CPI cancelar contrato, pedir indenização e Conprar só a melhor vacina que é Pfizer. Pelo menos compra de uma empresa e não de uma ditadura.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

FIQUE DE OLHO: UFRN recebe lista de espera do Sisu

As instituições de ensino superior participantes do Sistema de Seleção Unificada 2021 (Sisu) receberam do Ministério da Educação (MEC) nesta segunda-feira, 26, os nomes dos candidatos que manifestaram interesse em participar da lista de espera. Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) iniciará o trabalho de classificação dos estudantes, de acordo com os números de vagas disponíveis e critérios de inscrição.

Após a finalização desse trabalho, todos os candidatos da lista de espera serão convocados na segunda chamada do Sisu na UFRN, que será divulgada no dia 3 de maio, exclusivamente pelo site www.sisu.ufrn.br. O cadastro dos convocados acontecerá entre 5 e 6 de maio no endereço www.sigps.ufrn.br, onde deverão enviar os documentos exigidos em edital, com oportunidade de retificação no dia 10. Caso haja convocação e cadastro de um número maior de candidatos que a quantidade de vagas, haverá a formação de cadastro de reserva.

A UFRN preencheu na primeira chamada cerca de 71% das 7.106 vagas disponíveis para ingresso por meio do Sisu.  Isso significa que, aproximadamente, 2 mil vagas deverão ser ocupadas pelos estudantes da lista de espera, obedecendo a ordem de classificação, desde que tenham enviado a documentação no período definido para cadastro. As vagas não preenchidas após a segunda chamada serão direcionadas aos candidatos do cadastro de reserva, que devem acompanhar a divulgação das listas com os nomes dos novos convocados.

As datas de divulgação das listas e as demais informações sobre o Sisu na UFRN constam no edital do processo, disponível em www.sisu.ufrn.br.

Com UFRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ao menos 43 pessoas morreram à espera de leito de UTI para covid no RN nos últimos sete dias

Foto: Elisa Elsie/Governo do RN/Divulgação

Pelo menos 43 pessoas morreram à espera de um leito de UTI no Rio Grande do Norte nos últimos sete dias. Somente no dia 16 de março foram registradas 14 mortes de pacientes – com suspeita ou confirmação de Covid-19 – à espera de um leito de UTI. No dia 18, foram outras 12 mortes. Os dados estão no Regula RN, plataforma que monitora em tempo real as internações e a rede de assistência para Covid-19 em todo o estado. Veja mais detalhes AQUI via G1-RN.

Opinião dos leitores

  1. Ainda chama Bolsonaro de genocida, porque fechou os leitos de UTI dos hospitais da polícia e outros, genocida é essa GD.

  2. No momento vivemos uma competição Macabra entre a população que Faz de Conta que Ficam em casa e as autoridades que inventam que FISCALIZAM. Sem falar nos Negacionista do plano Federal. Ainda tem os políticos que nada fazem e a Justiça que nesse caso é verdadeiramente Cega, Surda e Muda. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS.

  3. Chama o STF nas cordas, por ter liberado as eleições e ter passado aos governadores e prefeitos algumas responsabilidades; os governadores e prefeitos que não fizeram nada, preferindo fazer guerra política, a população que não teve medo do COVID e não usou de bom senso e educação, fazendo festas, carnavais, aglomeração de ano Novo, festinhas particulares, etc. Inclusive muitos desses governadores, prefeitos, deputados, vereadores, secretários estaduais e municipais estavam nessas aglomerações, Presidente idem, vai faltar cadeia.

  4. O presidente está respeitando tanto o decreto do governo do DF que resolveu nomear o ministro da saúde só depois que a pandemia acabar para não gerar aglomeração no seu evento pomposo de posse.

    1. Não é isso. Bolsonaro quer dar foro especial a Pazuello com um cargo de ministro ou assemelhado, para livra-lo da justiça comum e blinda-lo no STF.

  5. Onde estão os hospitais de Campanha do Estado ????? Dinheiro o Presidente Bolsonaro enviou Bilhões e Hospital de Campanha,NADA.O Povo Totalmente sem assistencia,morrendo á míngua!!

  6. Isaque Galvão tocando em live reclamando e os donos de bares e restaurantes não querendo fechar. Pacto pela vida!

  7. A fatura do carnaval e do negacionismo à ciência está sendo cara. Vamos deixar de escutar esses políticos sem escrúpulos que só pensar em eleição e passar a acreditar na ciência.

  8. Olha só o tamanho da gravidade do problema e ainda tem gente brincado e indo na onda de certos blogueiros. A covid mata sem pena e não adianta abrir leitos pois tudo tem limites.

  9. Cadê os leitos governadora? Pq vc disse que abrir leitos não resolveria? O que a senhora tem a dizer a essas famílias que perderam seus entes queridos por falta de leitos de UTI?????

    1. Amigo, você pensa que abrir um leito de UTI é só colocar uma cama hospitalar e um ventilador? São necessários muitos insumos, que por sinal estão começando a faltar, e mão de obra qualificada, não é tão simples como muitos pensam.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

RN tem 102 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra no fim da manhã desta sexta-feira(12) 102 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 12h15, o estado tinha 8 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN tem 95 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra nesta segunda-feira(08) 95 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 11h40, o estado tinha 15 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. Isso significa que não há leito para 80 pacientes que aguardam na fila. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Opinião dos leitores

  1. Se tivesse um governador(a) não estava assim.
    Bastava ter aberto leitos com antecedência.
    O mundo vive uma pandemia.
    Um ano se passou e o atual governo do RN, não fez nada.
    Pura incompetência.
    Não tem outro nome pra isso.
    Governo fraco omisso.
    Não esquecemos a educação, que se encontra abandonada.

    1. Vc iria atender os doentes?
      Vc já pensou q nao adianta abrir leitos se nao tiver médicosz enfermeiros, técnicos?
      Não há gente suficiente. Simples.
      Ou isso nao interessa para a senhora?
      Fique em casa q émelhor.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Em 16 dias, 39 pessoas morrem à espera de UTI para o coronavírus no RN

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta segunda-feira(01) que em 16 dias, 39 pacientes morreram antes mesmo de conseguirem acesso a um leito destinado ao tratamento da Covid-19 no Rio Grande do Norte. Desse total, 23 (58%) foram somente na região metropolitana de Natal.

Segundo a reportagem, os números refletem casos em que o pedido de regulação para um leito foi suspenso pelo falecimento do paciente. Além dos óbitos, o estado teve 43 pedidos de regulação para leitos suspensos por falta de transporte. A região metropolitana foi responsável por 28 cancelamentos desse tipo. Os dados compilados entre os dias 12 e 28 de fevereiro constam do documento “Rio Grande do Norte: ‘uma nova onda'”, construído por um grupo de pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológico em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que analisam a situação recente no estado. Leia mais AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Leitos de UTI pra quê? Uma gripizinha dessa basta ivermectina, cloroquina,Anita, desinfetante americano e ozônio furical. Máscara nem pensar e vamos aglomerar.

  2. Amigo pode mudar de alcunha, de sabiçhao para BURRAO, vc sabe ler? Luciano sabe, George sabe, Silva, etc. É muita ignorância, por culpa em um presidente que só ajudou os Estados, vá lá, conversou besteira e falou tem demais. Mais muito do que previu estamos vendo, e de novo, essa história de verme ! É mesmo? Toma quem quer, toma onde é quando quer, deixa de ser imbecil, essa política sebosa e o nosso comportamento é que está deixando a coisa feia.

  3. Amigo pode mudar de alcunha, de sabiçhao para BURRAO, vc dá ler? Luciano sabe, George sabe, Silva, etc. É muita ignorância, por culpa em um presidente que só ajudou os Estados, vá lá, conversou besteira e falou demais. Mais muito do que previu estamos vendo, e de novo, essa história de verme ! É mesmo? Toma quem quer, toma onde é quando quer, deixa de ser imbecil, essa política sebosa e o nosso comportamento é que está deixando a coisa feia.

  4. Enquanto as pessoas acharem que tem pumão de aço, e que nada vai acontecer essa pandemia não vai passar tão cedo, a ivermectina pode até funcionar, mas se eu tomo, o que vai acontecer é que vou ter uma carga viral menor, vou ter menos sintomas, e transmitir menos, mas se eu passar o virus para alguém que não toma, o que irá acontecer, é que ela pode ter o quadro grave da doença, enquanto comerciantes, igrejas, puteiros, e todos os setores não pararem de pensar em sí próprio, Bolsonaro pode mandar 1 trilhão, o governo do estado pode abrir 1 milhão de leitos, nunca será o suficiente.

  5. Vão na onda do falso mesias.. vão farrar, tomar cachaça.. vão trabalhar pra dar dinheiro a empresario e tomar remédio de verme! O falso mesias vai tomar sua alma!!!

  6. Não consigo entender… Nunca desde o início da pandemia, os leitos do RN nunca chegou a 100% , hoje salvo engano tá 90% e como morre gente por falta?

    1. Acho que esse percentual é geral (Estado toda), mas pode ser que em alguma região/cidadeesteja lotado.

      Mas djabo de quem sabe qual é a verdade

      Valeu Luciano!

    2. O camarada já buscou se informar sobre o processo de liberação e reocupação de leitos?

  7. Isso é uma vergonha.
    Culpa de quem fechou os leitos achando que a pandemia tinha acabado.
    Genocidas
    Incompetentes.
    Taí o prefeito fe São Gonçalo de testemunha.
    Lá mandaram fechar também.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

DANDO EXEMPLO: Isolado em Xerém, Zeca Pagodinho resiste às rodas de samba: ‘Melhor esperar a vacina’

Foto: Divulgação

Se perguntarem neste momento a Zeca Pagodinho para quem — ou sobre o quê — fazer sambas hoje em dia, quando o Brasil completou oito meses de pandemia da Covid-19, a resposta será exaltada. Com saudades de fazer shows e encontrar seu público, o sambista, que em maio dizia se sentir “um siri na lata” quarentenado no apartamento da Barra da Tijuca, se mandou com a família para o seu famoso sítio em Xerém. De lá, ele pergunta, quase indignado:

— Como é que eu vou compor? Falando do quê? Precisa chegar a vacina para a gente falar dela. A vacina vai dar uns 10 sambas! — diz por telefone o cantor e compositor, que lança esta sexta-feira no streaming uma versão comemorativa de “Samba pras moças”, álbum que, há 25 anos, marcou a virada de uma carreira que andava meio sem rumo.

— É melhor esperar (a vacina), porque as pessoas não respeitam (o distanciamento social). Vê aí quantas imagens aparecem de gente nos bares? Ou o cara morre na rua ou em casa. Porque como é que vai ficar em isolamento na favela numa casa em que moram oito pessoas, como é que fica? Só Deus mesmo.

Ao GLOBO, Zeca fala de seu cotidiano em Xerém, lamenta a perda de pessoas próximas vitimadas pela Covid e revisita a construção de um dos seus álbuns mais aclamados, que marcou uma virada na carreira.

Com O Globo

Opinião dos leitores

  1. Quem tem condições financeiras, que faça sua quarentena. A maioria não tem condições de parar. Ou trabalha, ou morre de fome.

  2. Eu tbm me isolo, tomo minha cerveja com tira gosto de camarão, vinho com queijos, minha caipirinha com feijoada, faço minhas caminhadas na praia dia de semana e evito aglomerações. Só me aglomero com mulheres.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

AstraZeneca espera entregar vacina contra Covid-19 ‘antes do fim do ano’ por R$ 15

Foto: GIL COHEN-MAGEN / AFP

Desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca, a futura vacina contra Covid-19 será vendida “a preço de custo” em todo o mundo, disse o diretor do laboratório farmacêutico britânico, Pascal Soriot, que espera entregá-la “antes do final do ano”.

“Nosso objetivo é fornecer a vacina para o mundo inteiro, temos uma meta que também é fazer isso sem lucro, ou seja, entregaremos a vacina a preço de custo em todo o mundo”, disse o diretor-geral da AstraZeneca, à RTL. “A preço de custo, será em torno de 2,5 euros por unidade”, acrescentou. Convertido para o real, o custo da vacina seria no valor de aproximadamente R$ 15.

O grupo americano Johnson & Johnson espera fazer o mesmo, enquanto Pfizer, Merck e Moderna confirmaram na terça-feira que não venderão suas vacinas a preço de custo, durante uma audiência no Congresso dos Estados Unidos. Os primeiros testes clínicos da vacina AstraZeneca produziram uma resposta imune significativa e provaram ser seguros para os pacientes.

Sua eficácia deve ser estabelecida em um estudo de fase 3, com um número muito maior de participantes, antes de considerar sua comercialização em larga escala.

“Nossa esperança é ter resultados (para este estudo de fase 3) no outono (boreal), então achamos que estaremos em condições de administrar a vacina até o final do ano, no mais tardar. Trabalhamos de acordo com os reguladores, trocamos dados diários para que a avaliação seja feita rapidamente. Fabricamos ao mesmo tempo em que fazemos testes clínicos, o que economiza tempo”, afirmou Soriot.

O grupo começou a produzir vacinas “em muitas regiões” para que “estejam disponíveis para serem usadas se os resultados clínicos forem positivos”, esclareceu o diretor da AstraZeneca.

Outro projeto de vacina realizado em Wuhan, China, por pesquisadores de várias agências, produziu resultados encorajadores durante os ensaios clínicos preliminares.

Pesquisadores e laboratórios ao redor do mundo participam de uma corrida contra o tempo para encontrar uma vacina segura e eficaz contra a Covid-19. Até o momento, cerca de 200 projetos estão sendo desenvolvidos, incluindo 23 na fase clínica (testados em seres humanos).

Com AFP

Opinião dos leitores

  1. já que se tem duas vacinas prontas, eu espero os produtores esqueçam os lucros!!
    o maior ganho agora para a humanidade é vencer este inimigo. Depois virá o outro inimigo, a pobreza, (falta de recursos)… Ainda bem que ofertas bastantes de vacinas, caso contrário, os mercenários iriam se aproveitar.

  2. Pro gado vai ser de graça.
    Só pro gado, a petralhada vai ter que pagar e quando chegar da Venezuela.

    1. Pronto. Agora o gado vai querer politizar até vacina. Que fase!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19 no RN: transporte sanitário tem menor tempo de espera, informa Governo do Estado

FOTO: Sandro Menezes/ASSECOM-RN

As medidas implementadas pelo Governo do RN para oferecer melhor assistência aos pacientes da Covid-19 continuam comprovando seu acerto. Nesta quinta-feira, 16, o tempo médio de espera pelo transporte sanitário pelos pacientes regulados para internamento, que já foi de 30 horas, caiu para 10, agora é de 4 horas e 50 minutos. Esta informação foi confirmada por Samara Pereira Dantas, coordenadora e articuladora das Redes de Atenção à Saúde da Secretária de Estado da Saúde Pública (Sesap) na entrevista coletiva de atualização dos dados epidemiológicos e prestação de contas das ações da administração estadual.

A redução foi possível pela contração de cinco ambulâncias para reforçar o trabalho que antes era feito pelo SAMU e teve sua capacidade esgotada. A contratação é temporária, atende todo o Estado e contribui para um serviço de saúde mais ágil e eficiente.

O atendimento específico à Covid no Rio Grande do Norte hoje registra 651 pacientes internados em toda a rede hospitalar, sendo 332 em leitos críticos e 319 em leitos clínicos. A fila de regulação tem 3 pacientes para UTI, 7 para leitos clínicos e 9 aguardam transporte sanitário.

A taxa geral de ocupação de leitos críticos é de 80,64%. Nas regionais, a ocupação em Pau dos Ferros é de 60%, na região Oeste 72%, Metropolitana de Natal 88%, Mato Grande 100% e Seridó 50%.

Os casos confirmados são 40.976, casos suspeitos 53.872, descartados 63.858, óbitos confirmados 1.498 (08 nas últimas 24 horas) e 221 óbitos em investigação. Por indisponibilidade dos sistemas de notificação do Ministério da Saúde no módulo de exportação, não foi possível a inserção das notificações dos dias 14 e 15 de julho, sendo, portanto, os números informados advindos de exames laboratoriais realizados pelo Lacen RN.

FISCALIZAÇÃO DO PROCON

Com o início da segunda fase do Plano de Retomada Gradual das Atividades Econômicas neste dia 15, o Procon estadual está atuando junto aos lojistas e consumidores com o objetivo de estabelecer o cumprimento das medidas sanitárias e protetivas. “Buscamos a conscientização para um retorno das atividades bem elaborado e para evitar uma regressão da doença. O Procon é parceiro dos lojistas e do comércio para uma relação equilibrada em proteção da vida. Estamos em um momento de transição, é preciso ter calma e cuidado. Juntos vamos reconstruir as atividades e recuperar a economia”, afirmou Thiago Silva, coordenador geral do Procon-RN.

SELO “TURISMO MAIS PROTEGIDO”

Ainda em apoio às medidas de retomada das atividades econômicas, o Governo do RN, através da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), está em fase de implantação do selo “Turismo mais protegido”. A iniciativa foi amplamente discutida e aprovada coletivamente pela Setur, Empresa de Promoção ao Turismo (Emprotur), por parte da administração estadual, pela Fecomércio, Senac, Sebrae, e Agrasel, Sindetur e ABIH, entidades do setor privado. “O selo define orientações e cuidados diários no atendimento ao turista que devem ser seguidos pelos trabalhadores e empresas”, explicou Solange Portela, subsecretária de política e gestão turística da Setur.

O selo “Turismo mais protegido” segue as orientações do Governo Federal, os protocolos de segurança sanitária e foi revisado e aprovado pela subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (Suvisa) da Sesap.

Para ter acesso ao selo a empresa deve acessar o endereço www.turimsoprotegido.rn.gov.br, ter o selo Turismo Responsável e um dos funcionários deve fazer o curso de capacitação gratuito pelo Senac ou Sebrae. Atendidas estas exigências, passa a ter o certificado de adesão ao selo Turismo mais Protegido. Para o guia de turismo, ele deve apresentar a credencial junto ao Ministério do Turismo. O bugueiro precisa apresentar a credencial junto à Setur. Eles também devem comprovar o curso de capacitação. “Com isso estamos garantindo que o RN está preparado para receber o turista com toda segurança”, afirmou Solange Portela.

Opinião dos leitores

  1. Graças a Jesus Cristo e a prefeitura que com trabalho conseguiu freiar o impacto da pandemia.
    Se fosse esperar pelo governo estadual a população tava numa pior.

  2. Diga-me uma coisa:
    Qual a dificuldade de se transferir um doente de um Hospital pra outro?
    Já tem a SAMU, cuja especialidade é transportar doentes.
    Isso só mostra a incompetência desse Governo, que não faz nada, só quer terceirizar, que é muito mais caro que a prestação direta.
    Inclusive é mais uma contradição da Governadora, que sempre foi contra a terceirização.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19 NO RN: 235 pessoas morreram à espera de leitos

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta segunda-feira(29) que em pouco mais de três meses, 235 pessoas morreram no Rio Grande do Norte enquanto aguardavam um leito para tratamento da Covid-19.  Ao longo de junho a doença avançou no estado e aumentou a demanda das unidades hospitalares na Região Metropolitana de Natal, no Oeste e no Seridó. Apenas no mês de junho foram registradas 689 mortes, 69% do total de óbitos desde o começo da pandemia. Vale destacar que neste momento o estado registra 994 mortes e tem 161 óbitos em investigação.

“Diversas unidades solicitantes de leitos de UTI fizeram esse cancelamento por motivo de óbitos. Não quer dizer que essas pessoas, se tivessem chegado a um leito tivessem sobrevivido, mas quer dizer que elas não tiveram a chance de chegar”, detalhou a promotora da saúde Iara Maria Pinheiro de Albuquerque.

Apesar do colapso na rede de saúde pública, a Sesap acredita que o estado já atingiu o pico da doença e prevê diminuição da fila por leitos. No dia 22 de junho, o sistema de regulação da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) chegou a receber 138 solicitações de leitos em um único dia.

Leia matéria completa aqui.

 

Opinião dos leitores

  1. Fátima ta acabando com o RN.
    Lamentável!
    CADÊ o PACTO pela vida??
    CADÊ o dinheiro dos respiradores??
    Nunca me enganaram, sempre sei que onde tem PT, tem trambique.
    É minha mentira??
    Uma vergonha, cadê os 600. Milhões que Bolsonaro mandou?
    Cadê pelo menos uma PRESTAÇÃO DE CONTAS???
    CANALHAS.
    o resultado é esse.
    Lamentável!!

  2. Uns que criticam o PRESIDENTE não enxergam as falhas do GOVERNO ESTADUAL no combate à doença, o HOSPITAL DE CAMPANHA não saiu do papel, com isso doentes do interior sobrecarregam as unidades de saúde das Prefeituras de Natal e Mossoró, e muitos MORREM esperando um leito de UTI.
    O PRESIDENTE segue enviando os recursos para SOCORRER a todos, se não é bem utilizado a CULPA não é dele.

  3. O CARA NÃO TEM NEM CORAGEM DE COLOCAR 0 NOME, AI COLOCA VERGONHA, TEM QUE TER VERGONHA, SEGUNDO O STF, A RESPONSABILIDADE DE ADMINISTRAR A PANDEMIA É DOS GOVERNADORES E PREFEITOS, REALMENTE TEM QUE TER VERGONHA

  4. Lamentável, sequer o HOSPITAL DE CAMPANHA foi montado, quantas VIDAS poderiam ter sido salvas.
    Dinheiro o PRESIDENTE enviou, então o que faltou para o GOVERNO DO ESTADO montar o hospital e ofertar os leitos?

    1. Parabéns Fátima Bezerra ????
      Muito triste pelas vítimas,? meus sentimentos a todos os familiares que perderam seus entes queridos neste momento que vivemos uma crise na saúde aonde tem muita corrupção

    2. Não esqueça de parabenizar também o Bozo, afinal ele estimulou o gado ir para a rua, aliás ele está sendo elogiado no mundo todo como o presidente q mais levou a sério o controle da pandemia.
      Era só uma gripezinha.
      E daí ?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Ex-Narizinho do ‘Sítio do Pica Pau Amarelo’ espera auxílio de R$ 600: ‘Não me vitimizo’

Raquel de Queiroz, a Narizinho da TV, hoje é mãe de Davi (Foto: Reprodução)

Raquel de Oliveira se lembra com carinho do tempo em que deu vida a Narizinho, personagem de Monteiro Lobato, do Sítio do Pica Pau Amarelo, que ganhou uma versão em 2007. Sem a atuar desde 2010, quando seu contrato com a Rede Globo acabou, a jovem, de 25 anos, trabalha atualmente como esteticista e professora de balé.

“Fazer parte do Sítio foi uma honra muito grande, um sonho realizado. Eu amava atuar e o carinho que recebia dos fãs, mas quando meu contrato acabou, acabei perdendo os contatos e estou afastada há um tempo por causa disso”, relembra ela, que estreou na TV em Páginas da Vida, novela de Manoel Carlos, de 2006.

Na época, sua mãe gerenciava sua carreira, e devido à falta de experiência não conseguiu dar continuidade à carreira da filha após o fim do contrato de três anos.

“Quem tocava a minha carreira era a minha mãe, mas ela não tinha experiência alguma nisso. Não tive produtor ou agência. Meu contrato acabou, minha mãe trocou o telefone e a casa em que morávamos, daí acabamos perdendo os contatos. Recentemente, descobri até que me procuraram pelo Vídeo Show para uma entrevista com as atrizes que interpretaram a Narizinho e não me encontraram por nada. Acredito que devo ter perdido muito trabalho por causa disso. Mas a gente não sabia o que fazer. Não fizemos nem poupança na época. Tudo o que eu ganhava era investido em mim, nos estudos, em cursos. Não me faltava nada”, explica.

Fora da tela, Raquel começou a dar aulas de balé aos 18 anos. Depois disso, em paralelo, trabalhava de dia como esteticista. “Aconteceu muita coisa na minha vida. Minha mãe ficou doente e voltei para a dança, que era onde eu poderia ter oportunidade de trabalho. Depois perdi a minha mãe, fiquei muito reclusa, fui focando nas prioridades e deixando o sonho de atuar de lado pela falta de oportunidade.”

Atualmente com o trabalho paralisado por causa da quarentena, Raquel conta com a ajuda do pai e também espera contar com o auxílio emergencial de R$ 600 do governo, oferecido para algumas pessoas impedidas de trabalhar durante o distanciamento social.

“Dou aula para crianças. Trabalhei em várias escolas, creches, mas ultimamente dava aulas na academia Corpus. Por causa da quarentena, não estou trabalhando e estou sem receber. Vou me virando e espero o auxílio do Governo, que é um direito meu, mas não me vitimizo por isso. Não me falta nada. Tenho comida na geladeira, ao contrário de muitas pessoas”, conta ela, que tem a ajuda do pai e do ex.

“A última coisa que eu quero é me vitimizar. Passei por muitas coisas, mas sempre me virei sozinha. Comigo não tem tempo ruim. Se tiver que pegar no batente, pegar busão lotado, trabalhar em dois lugares, faço sem problema algum. Engoli muitos sapos, como qualquer outra pessoa, para ganhar meu salário no final do mês. Agora só estou sem trabalhar por causa da quarentena, mas assim que tudo terminar volto a fazer meu trabalho como esteticista e professora de balé. Peço a todos que fiquei em casa mesmo. Assim ajudamos um ao outro. Tenho muita fé que tudo isso vai passar e acredito na capacidade de cada ser humano de se reiventar.”

Enquanto os planos de retomada não começam, ela tem aproveitado para curtir mais a companhia do filho, Davi, de 5 anos. “Minha vida é muito corrida. Trabalhava em dois lugares para pagar as minhas contas. Essa quarentena, apesar de tudo, pelo menos me permite passar mais tempo com o meu filho.”

Raquel conta que algumas pessoas nem fazem ideia que ela era a Narizinho da TV. “Trabalhei por muito tempo em lugares em que as pessoas nem imaginavam quem eu era. Tinha gente que até reconhecia, mas tinha vergonha de perguntar”, diz.

Um dos sonhos para depois do fim da quarentena é tentar uma nova oportunidade como atriz. “Tenho muita vontade de voltar a atuar. Por causa da internet, comecei a entrar em contato com alguns colegas. Não tenho nada em vista ainda, mas espero conseguir uma oportunidade. Sinto muita falta.”

Globo, via Quem

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: Fila de espera por leitos de enfermaria, semi-intensivo ou de UTI no RN tem 32 pessoas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) destacou nesta segunda-feira(11) que a fila de espera por leitos de enfermaria, semi-intensivo ou de UTI no Rio Grande do Norte já conta com 32 pessoas. De acordo com o secretário adjunto da pasta, Petrônio Spinelli, isso significa dizer que o estado está superlotado, mas não entrou em colapso.

Para o pior cenário, o secretário adjunto explica que o quadro da saúde no RN será considerado “em colapso” quando um paciente com a Covid-19 – que precise de respirador – não puder ser atendido, o que geraria aumento do risco de mortes. “Quando chega paciente em pronto-socorro e não tem mais respirador aí é colapso porque a mortalidade nessa hora vai aumentar demais”.

Veja mais: Leitos públicos em Natal registram ocupação de 100% no tratamento da Covid-19

Segundo a Sesap, as 32 pessoas na fila de espera passaram por Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou hospitais no interior do estado, que são responsáveis por solicitar as internações junto à rede estadual. São nestas unidades que os pacientes passam por uma triagem, que determina o nível de gravidade e consequentemente o grau de prioridade de atendimento. Deste grupo, duas são consideradas “prioridade 1” (muito grave) e outras oito se encaixam na “prioridade 2” (grave). Os demais são pessoas que aguardam leitos de enfermaria.

“Esses dez casos precisavam estar em hospitais, UTIs ou em leito semi-crítico. Essa demanda que está vindo da regulação de pacientes que estão em UPAs ou hospitais é o sinalizador mais importante hoje para ver a gravidade dos casos”, afirma Petrônio Spinelli.

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. Infelizmente grande parte da população tem culpa pelo cenario, o presidente é um deles. Agora, as previsões catastróficas, os desencontros de informação, a não informação, a falta de equipamentos e insumos básicos, a situação precária dos hospitais, o absurdo aluguel do hotel Barreira Roxa, a falta de reagentes no LACEM para processar os exames, entre outras mazelas, são culpa da SESAP, que não se articulou, ainda não fez nada, só promessas (vide liga do câncer), hospital da policia e por aí vai, só Deus na causa.

  2. Bora bater perna do Alecrim pois isso é alarme da imprensa para derrubar o presidente e quebrar o comércio, falta de aviso é que não foi, agora só Deus para nos salvar.

  3. Tipo assim: o colapso será amanhã, não hoje. Rsrs. Quase dois meses de Quarentena e o estado fez o que pra aumentar os leitos? KD o consórcio nordeste que ia declarar independência dos Estados? KD os amiguinhos comunistas chineses que não entregam os respiradores??

    1. Cadê os EPI prometidos pelo Gov Federal. Cadê o nosso lider maior,o presidente,assumir um papel desde do inicio de conscientização ao invés de desde do primeiro dia desdenhar da pandemia.Some esses fatores aos seus que o comentário fica mais completo.

    2. Alexandre, o fato é que estamos há dois meses com a pandemia e o governo do Estado nada ou pouco fez.
      Você falou em EPI.
      O governo federal não mandou?
      Quanto o governo do Estado já recebeu?
      Milhões e milhões.
      Sem falar que empresas locais doaram máscaras e aventais.

    3. Alexandre magno, ou vc não viu as notícias ou então viu e ta se fazendo de doido, procure , pesquise , e vc encontrará o que em verba o governo federal já enviou pra o estado , não discuta, pesquise , aí depois a gente conversa.

    4. Cadê o governo do estado que não fiscaliza o cumprimento de seus decretos. Santa incompetência.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Tempo limite de espera em filas de banco se torna Lei no RN

Foto: Eduardo Maia

O deputado estadual Hermano Morais (PSB) destacou, na manhã desta quinta-feira (20), o projeto de lei de sua autoria que trata da obrigatoriedade das agências bancárias, correspondentes bancários, casas lotéricas, bancos postais e outros do gênero, colocarem à disposição dos usuários pessoal suficiente em todos os seus setores, para que o atendimento seja efetivado em tempo de no máximo 30 minutos.

“Venho com alegria tratar desse assunto que me interessa na condição de bancário. E sei que apesar da tecnologia disponível, existe um número insuficiente de pessoas para atender os consumidores. Essa lei disciplina essa questão para garantir ao consumidor um atendimento digno, a altura do que ele paga para esse serviço”, disse.

De acordo com a Lei Nº 10.699, promulgada nesta quinta-feira (20) pelo Diário Oficial da Assembleia Legislativa, as agências bancárias e seus correspondentes (casas lotéricas, bancos postais) ficam obrigados a fornecer aos seus usuários o comprovante com o horário em que os mesmos tiverem acesso às filas, como também o tempo previsto durante o atendimento.

A fiscalização do cumprimento desta Lei e as aplicações das penalidades competem ao órgão Estadual de defesa do Consumidor (Procon/RN) ou a entidade municipal e/ou legislativo assemelhada formalmente conveniada. A Lei entrará em vigor em no máximo 60 dias contados a partir da publicação.

Reforma da Previdência

Ainda em pronunciamento na Assembleia Legislativa do RN, Hermano Morais tratou da Reforma da Previdência estadual. “Essa questão chega ao RN como chega a todos os estados e é uma situação que precisa ser enfrentada. Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, surge um desequilíbrio e a necessidade de se rever a questão previdenciária. Essa discussão foi adiada por muito tempo no Brasil e isso não pode demorar mais”, argumentou.

O parlamentar destacou o prazo para conclusão da reforma, sob pena de o Estado perder o direito de receber transferências de recursos federais. “O que seria um caos total para um estado em crise como o Rio Grande do Norte”, destacou.

Em aparte, o deputado George Soares (PL) destacou a importância do tema. “É uma discussão importante, dolorosa e inadiável. É um caminho sem volta. Todos os estados do Brasil já fizeram suas reformas e é bom dizer aos servidores que esse é um projeto doloroso para todos”, finalizou.

ALRN

Opinião dos leitores

  1. Essa lei deveria ser extensiva ao péssimo serviço prestado na UNICAT, onde a população é humilhada esperando por medicamentos que nunca chegam!

  2. Essa Lei é de abrangência a nível Estadual ou seja , válida para todo o Estado, o que tínhamos era Leis em alguns municípios incluindo Natal!

  3. Eh muito fácil esses políticos criarem tempo de espera e multa pra instituições privadas… Pq não criam tb pras instituições públicas?

  4. Isso é lei a muito tempo. Só que os bancos não respeitão , e Hermano só tá querendo aparecer já que esse ano é um ano de política. Esse candidato é muito fraco.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Maia espera aprovar reforma administrativa no primeiro semestre

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse nesta segunda-feira(10) que espera aprovar a reforma administrativa ainda no primeiro semestre deste ano. Ressaltou, no entanto, que as disputas em torno da reforma tributária, já em tramitação na Casa, devem ser maiores do que as da administrativa, mesmo admitindo que pode haver conflito com os servidores públicos.

“Claro que todos os sistemas onde a gente tem distorções eles estão beneficiando alguém e prejudicando milhões. Não é diferente nem no administrativo nem no tributário. Então, enfrentamentos nós teremos, mais no tributário do que no administrativo, já que o governo decidiu que é melhor uma reforma para os novos servidores”.

Em palestra para empresários, em café da manhã na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Maia destacou que os servidores públicos devem ser tratados com respeito e que o uso de termos pejorativos atrapalha o debate. “Todos devem ser tratados com muito respeito. Eu acho que o enfrentamento feito com termos pejorativos, que gera muito conflito, nos atrapalha no nosso debate, de mostrar a alguns setores que a sociedade não aceita mais concentrar riqueza para muito poucos”, disse, se referindo à declaração, na sexta-feira (7), do ministro da Economia, Paulo Guedes, que classificou os funcionários públicos como “parasitas”, em palestra na Fundação Getulio Vargas.

Para Maia, o fato de a proposta de reforma administrativa tratar apenas dos novos servidores, vai ajudar a diminuir os conflitos e ajuda na tramitação, “para que a gente possa concentrar nossos esforços na reforma tributária”.

“Você muda o conceito de estabilidade, de promoção. Promoção no serviço público não faz muito sentido. Promoção por mérito, por produtividade. Claro, você vai ter dois sistemas funcionando um contra o outro, mas com os anos o antigo vai acabar. Mas nós temos que respeitar, querendo ou não, gostando ou não, os direitos que foram adquiridos. Mas não inventar novos direitos adquiridos”.

O deputado Rodrigo Maia disse aos empresários que a base da discussão da reforma tributária será a Proposta de Emenda à Constituição 45/2019, do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). E alertou que se a reforma tributária não for aprovada, o Brasil não vai crescer.

O presidente da Câmara dos Deputados disse que o debate não pode ser feito com soluções que beneficiem apenas uma parcela da população. “Eu tenho me esforçado pessoalmente para que a gente consiga fazer um debate sério. Às vezes alguns vêm para o debate com informações que não são verdadeiras e ficam inventando soluções que só resolvem seus próprios problemas. Achar que cria uma nova CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira], que vai ser o imposto único, com essa quantidade de problemas tributários que nós temos, e que isso ainda vai desonerar a folha, não está trabalhando com dados corretos”.

Maia se disse confiante na criação de um imposto sobre valor agregado (IVA) nacional, com uma transição de 10 anos no sistema tributário.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministério da Saúde quer zerar fila de espera por cirurgias eletivas

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

O Ministério da Saúde reservou R$ 250 milhões a mais para aumentar o número de cirurgias eletivas a serem realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os repasses começam a ser feitos já em janeiro para diminuir as filas para 53 tipos de procedimentos que incluem catarata, varizes, hérnia, vasectomia e laqueadura, além de cirurgia de astroplastia de quadril e joelho, entre outras com grande demanda.

Os procedimentos com maior demanda são os oftalmológicas, para tratamento de catarata e de suas consequências, e para tratamento de doenças da retina, seguida de cirurgia para correção de hérnias e retirada da vesícula biliar.

De acordo com o Ministério da Saúde a expectativa é zerar a fila de espera de pacientes que aguardam por esses procedimentos, que não têm caráter de urgência e são de média complexidade.

As cirurgias eletivas, fazem parte do atendimento diário oferecido à população em hospitais de todo o país. Dados registrados no sistema de informação do SUS mostram que ao longo de 2018 foram realizadas 2,4 milhões de cirurgias eletivas em todo país. Até outubro de 2019, foram 2 milhões de procedimentos realizados em todos os estados brasileiros.

Os gestores estaduais, municipais e do Distrito Federal, responsáveis pela organização e a definição dos critérios que garantam o acesso do paciente aos procedimentos cirúrgicos eletivos, podem se programar para utilização os recursos de acordo com as demandas da população de cada estado. Confira o valor do repasse por estado.

Foto: Ministério da Saúde/Divulgação

Agência Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Réveillon de Copacabana espera 2,8 milhões de pessoas

Foto: Gabriel Monteiro/SECOM

Na noite da virada do ano de 2019 para 2020 na Praia de Copacabana terá uma festa com 16,9 toneladas de fogos, distribuídas em dez balsas, numa queima de 14 minutos sincronizada com trilha sonora exclusiva, o chamado show piromusical. O esquema operacional para o réveillon na cidade foi apresentado nesta quinta-feira (26) pela prefeitura.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, também apresentou a participação do estado na festa. Segundo ele, o evento vai custar R$ 10 milhões, dos quais R$ 5,5 milhões virão de patrocínios da Lei de Incentivo à Cultura do estado.

“Este ano a expectativa é superar 2,8 milhões de pessoas na festa em Copacabana. Estamos com quase 90% de ocupação da rede hoteleira”, disse hoje o governador no Palácio Guanabara, sede do executivo estadual.

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, confirma a expectativa de público, o mesmo número alcançado no ano passado, e disse que os hotéis esperam atingir a capacidade máxima até o dia 31.

“Estamos batendo 100% de ocupação hoteleira. Isso é o resultado de um ano de trabalho, de toda a prefeitura, de toda a RioTur, com um planejamento muito eficiente. E o que a gente quer é recorde não só desses números, mas fundamentalmente recorde de alegria. Isso que o réveillon tem como objetivo. E a cidade lotada de turistas, são mais de 1,8 milhão de turistas chegando na cidade já aqui.”

Além de Copacabana, que contará com quatro palcos, outras nove áreas receberão atrações musicais: Ilha de Paquetá, Parque Madureira, Ilha do Governador, Guaratiba, Sepetiba, Ramos, Penha, Flamengo e Barra da Tijuca. As duas últimas também terão queima de fogos.

No palco principal de Copacabana, em frente ao Hotel Copacabana Palace, haverá shows das 19h às 3h, com a cantora gospel Anayle Sullivan, Allyrio Mello, Diogo Nogueira, Ferrugem, uma homenagem ao funk carioca com o DJ Marlboro após a queima de fogos e a bateria da Escola de Samba da Mangueira.

Transporte

A recomendação para quem for a Copacabana é utilizar o transporte coletivo, já que as ruas do bairro estarão bloqueadas para carros de passeio a partir das 19h30 do dia 31. Ônibus e táxis poderão passar por Copacabana até 22h. O estacionamento nas principais vias do bairro estará proibido a partir das 6h do dia 30.

Desembarques e embarques nos ônibus de linha da cidade serão feitos apenas nos bolsões em Botafogo, para quem vai para o centro e zona norte, e em Ipanema, com destino à zona oeste. Os ônibus de turismo devem estacionar na área do Teleporto, na Cidade Nova.

A partir das 19h só poderá pegar o metrô quem tiver comprado os cartões especiais para o réveillon. Eles estão sendo vendidos desde o dia 9 de dezembro e agora estão disponíveis apenas na Estação Carioca. O sistema de integração do Metrô na Superfície será interrompido a partir das 18h.

A SuperVia terá reforço nos trens saindo da Central durante toda a madrugada do dia 1º.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dará suporte à festa com quatro postos médicos, 48 ambulâncias e uma equipe de 266 profissionais a partir das 17h30. No ano passado, foram feitos 641 atendimentos e 70 remoções no réveillon de Copacabana.

O patrulhamento da região pela Guarda Municipal será efetuado por 1.774 agentes, sendo 616 no controle do trânsito e 122 viaturas. A equipe do Grupamento de Ronda Escolar vai distribuir pulseiras de identificação para serem colocadas nas crianças.

A operação da Companhia Municipal de Limpeza Urbana inclui 3.420 funcionários, 177 veículos, 1.080 contêineres e 160 caixas metálicas em todos os pontos de concentração de pessoas na cidade. A partir das 6h do dia 1º, Copacabana recebe um batalhão de 1.202 garis para fazer a limpeza da praia. O objetivo da companhia é entregar a praia limpa aos turistas e cariocas até as 10h.

Segundo o presidente da RioTur, Marcelo Alves, o réveillon de Copacabana é “sem sombra de dúvida o maior evento do mundo”.

Agência Brasil

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *