Geral

Cueca menstrual e mais: marcas criam peças íntimas para pessoas trans

Foto: Divulgação Pantys

Você já parou para pensar que não é só mulher que menstrua? Homens trans e pessoas não-binárias também. Foi pensando nisso que a marca de calcinhas absorventes Pantys lançou, na última semana, a primeira cueca menstrual brasileira, um produto com tecnologia ecologicamente correta para conter o sangue.

O lançamento quer atender quem procura conforto durante o período menstrual. O produto chega ao mercado custando R$ 99. As calcinhas absorventes da marca custam a partir de R$ 55 e contam com variedade de modelos, tamanhos e estampas.

Agora, Pantys entra para o grupo de marcas brasileiras que produzem peças íntimas desenvolvidas especialmente para o público trans, com preocupações relacionadas à modelagem e aos tecidos. A seguir, conheça algumas:

A cearense Cris Cabana é uma estilista autodidata que fabrica peças íntimas, biquínis e vestidos para o público transexual. Há mais de 30 anos no mercado brasileiro, as roupas da marca são usadas pela cantora Pabllo Vittar e artistas internacionais, como Kimora Blac, drag queen que participou da série Ru Paul’s Drag Race. O best-seller é a calcinha “aquengar”, que tem modelagem específica para acomodar o pênis.

O nome “Cabana Store” é uma ironia em referência à grife italiana Dolce & Gabanna. A loja surgiu em 1990 da união da força de trabalho de mãe e filha, dona Terezinha Pereira e Iolanda Cristiane Pereira Cruz, respectivamente. Hoje, a marca brasileira exporta produtos para a Europa, os Estados Unidos, a Ásia e Austrália.

Dani Bel Moda Trans

Na descrição do perfil da loja, ela já conta a que veio. “Especializada em lingerie para meninas e mulheres trans”, diz o texto. Foi fundada pela empresária catarinense Daniela Beltrami depois de atuar por cerca de 20 anos no mercado da lingerie.

Desde que investiu no mercado “T”, o seu negócio deslanchou e já soma quase 10 mil seguidores no Instagram. Dani chega a fabricar mais de 80 calcinhas por dia, a maioria em lycra, um tecido resistente e confortável.

Woggan Moda Trans

Para fugir do óbvio, tecidos com texturas e estampas “diferentonas” fazem parte do estilo da Woggan Moda Trans. A loja paulistana oferece peças íntimas confeccionadas com materiais pouco convencionais, como cirrê e camurça.

Mais uma vez, as modelagens também são pensadas para oferecer conforto e o suporte adequado às áreas íntimas

Savage X Fenty mandou o seu recado

Além de fundadora da Fenty Beauty, a Rihanna também lidera a Savage X Fenty, etiqueta especializada em underwear. Desde o início, propôs coleções com uma ampla grade de tamanhos para abarcar um maior número de formatos de corpos.

Hoje, as peças variam do PP ao extra GG e as modelagens, bem como o design dos itens, desafiam os padrões e os estereótipos de gênero.

Universa – UOL

Opinião dos leitores

  1. Os eleitores do Lula.
    É esse povo e os militontos que corre atrás do ladrão.
    Mas não chega a 1% do eleitorado não.
    O povo decente ainda é maioria.

  2. Tão querendo empurrar essas porcarias goela abaixo mesmo. Deus tenha misericórdia da humanidade!!!

    1. Estao moldando verdadeiras quimeras Humanas , qual a vantagem evolutiva ?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Partido Socialista vence eleições municipais em Portugal, mas perde em Lisboa, e primeiro-ministro diz que é ‘lamentável’

Foto: REUTERS/Johanna Geron

O governista Partido Socialista (PS) sofreu uma surpreendente derrota nas eleições municipais de Portugal realizadas no último domingo (26), ao perder em Lisboa após 14 anos, após uma votação que abrangeu mais de 300 municípios. O partido, no entanto, continua a ser o maior do país.

Carlos Moedas, ex-comissário europeu de Pesquisa, Ciência e Inovação, do Partido Social-Democrata (PSD), principal partido da oposição, venceu em Lisboa por apenas um ponto percentual, garantindo 34,25% para a aliança de centro-direita com o conservador CDS-PP.

“Começamos hoje um novo ciclo que acredito que começa em Lisboa, mas não terminará em Lisboa”, disse Moedas, que pretende fazer da cidade uma “fábrica de unicórnios” para startups de tecnologia, no seu discurso de vitória na madrugada desta segunda-feira (27).

O primeiro-ministro português, António Costa, ex-presidente da Câmara de Lisboa, equivalente ao cargo de prefeito, disse ter ficado decepcionado com a derrota de seu partido na capital.

“É lamentável, mas é assim que funciona a democracia. Como todos sabem, a derrota foi inesperada. Sinto-me frustrado, obviamente”, disse ele.

Mas globalmente, com 99% dos votos contados, os socialistas obtiveram 34,4% dos votos e 147 municípios em Portugal, bem à frente do PSD, que obteve 24% por si só ou em aliança com o CDS-PP.

O resultado é ligeiramente inferior ao alcançado pelos socialistas nas últimas eleições parlamentares em 2019 e nas eleições municipais anteriores em 2017.

O Partido Comunista ficou em terceiro lugar com 8,2% e o Bloco de Esquerda obteve apenas 2,8%.

O partido de extrema-direita Chega (CH), cuja ascensão desde a eleição do seu primeiro deputado em 2019 abalou o panorama político, ganhou apenas 4,2% dos votos e nenhum município, ficando muito aquém do seu objetivo de se tornar a terceira maior força política de Portugal.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Com a redução de programas sociais, legado da atual gestão da SETHAS preocupa

Sobre a gestão da SETHAS, por Íris de Oliveira, a pasta não consegue explicar o real motivo dos frequentes e extensos atrasos nos pagamentos dos fornecedores; não consegue manter uma única equipe de coordenadores; e não consegue fazer o que se propõe a secretaria: atender a população em estado de vulnerabilidade do nosso estado. A redução dos recursos dos programas sociais que atendem essa população é notório e caminha cada dia a passos largos.

Exemplo disso foi que, recentemente, o Governo se pronunciou dizendo que foi obrigado a realizar esta redução devido a Lei Federal do FUNDEB, que reduziu em 20% os recursos do Fundo de Combate à Pobreza – FECOP, o qual é responsável pela manutenção financeira dos programas como o dos Restaurantes Populares e do Leite. Quanto a essa justificativa governamental, cabem algumas perguntas, algumas já feitas e nunca respondidas de forma elucidar as dúvidas:

1º) Com a redução dos contratos relativos a programas, como os do Restaurante Popular, no percentual linear de 25% como realizado desde o início da atual gestão, acrescido do dito contingenciamento por causa da Lei do FUNDEB no patamar de 20%, por que não há sequer previsão do pagamento das faturas em atraso aos fornecedores?

2º) Por que tais programas continuam sofrendo redução, se é latente que o número de pessoas carentes só aumenta em nosso Estado? Importante registrar que se o contingenciamento que explicaria tal redução foi de 20% (a pouco tempo), a partir do momento que os contratos foram suprimidos em 25% (desde o início da gestão), deveria existir um superávit mensal na casa dos 5%, é questão de matemática básica.

Como dito acima, a manutenção de uma equipe de coordenadores e subcoordenadores dos diversos programas da SETHAS tem sido um verdadeiro tormento na atual gestão. Mesmo levando-se em consideração que tais cargos são comissionados, as mudanças têm ocorrido numa velocidade que não se justifica, indo do setor financeiro à coordenação responsável pela gestão e fiscalização dos programas sociais, o que só deriva problemas de continuidade as ações necessárias.

Registre-se que os programas sociais sempre foram alardeados como as principais marcas dos Governos do PT, dentre os quais destacamos Programas Federais “Fome Zero” e o “Bolsa Família”, os quais sempre são citados nas propagandas do partido. Na contramão, no Governo da professora Fátima Bezerra, os programas da SETHAS que atendem à população mais necessitada vêm sendo reduzidos de forma sistemática, literalmente na ponta do lápis, posto que as reduções levam em conta os limites legais contratualmente impostos aos fornecedores e não aos sociais de interesse dos necessitados, contrariando veementemente a ideologia partidária. Manter e aumentar os programas que fornecem refeições ao povo, não é mais uma questão de gestão, mas sim uma questão humanitária e de sobrevivência. Não se pode acabar com um dos poucos alentos para os pobres em meio a uma pandemia, onde comprar comida está cada dia mais difícil.

É inconcebível ver o nosso sofrido Rio Grande do Norte indo na contramão dos nossos estados vizinhos, que neste difícil momento estão fomentando os relevantes programas sociais. Os Governos que antecederam o atual sempre deram prioridade as matérias de cunho social, investiram e ampliaram os programas que distribuem refeição para a população, levando o nosso Estado a ser destaque nacional nesse tipo de assistência, chegando a distribuir mais de 1 milhão de refeições mensais. E que vemos atualmente, são pessoas desesperadas em uma fila cada vez maior, em busca de uma refeição nos Restaurantes Populares.

Dessa forma, resta-nos aguardar qual será o legado deixado pela atual gestão da SETHAS, capitaneada desde o início do atual governo pela Secretaria Íris de Oliveira, a qual, se continuar da forma como vem se desenhando, não será dos melhores.

VEJA MAIS: Com uma má gestão e com decisões confusas, a Secretaria de Assistência Social – Sethas, desampara a população carente do RN

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Gestão confusa da SETHAS tem deixado desamparada população carente do RN

A professora Íris de Oliveira, atual secretária da SETHAS, é detentora de vários títulos e amplo conhecimento na área da Assistência Social, mas não tem conseguido transformar a teoria em ações que tragam reais benefícios à população mais carente, e vem desempenhando uma gestão desastrosa a frente da pasta. Desde que assumiu a SETHAS, ela não consegue explicar o real motivo dos frequentes e extensos atrasos nos pagamentos dos fornecedores; não consegue manter uma única equipe de coordenadores; e não consegue fazer o que se propõe a secretaria: atender a população em estado de vulnerabilidade do nosso estado.

VEJA MAIS: Com a redução de programas sociais, legado da atual gestão da SETHAS preocupa

São frequentes as reclamações das lideranças políticas e comunitárias que por diversas vezes se dirigem à SETHAS em busca de soluções efetivas para abrandar o sofrimento dos mais necessitados, onde, no entanto, sequer conseguem ser recebidos pela atual gestora.

Esse comunicador já convidou a secretária duas vezes para uma entrevista, mas ela respondeu que a agenda dela sempre é cheia.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

PAINEL RN 2021/BLOG DO BG/AGORASEI: Quase 70% dos potiguares são favoráveis à redução da maioridade penal

Foto: Reprodução

Exatos 68,8% dos norte-rio-grandenses defendem a redução da maioridade penal para os jovens que cometem crimes. Assim mostra o Painel RN 2021, parceria entre o Blog do BG e o Instituto Agorasei. Já os entrevistados que afirmam ser contra a redução da idade são 26,9%. Os que não souberam responder ou sem opinião formada totalizam 4,3%.

Por gênero: homens são mais favoráveis à redução

Enquanto 73,8% dos homens defendem a diminuição da maioridade penal, 63,9% das mulheres concordam com a redução.

Por idade: os mais jovens defendem menos

Os entrevistados de 16 a 24 anos são os menos favoráveis, com 63,5%. Já as pessoas de 35 a 44 anos aparecem como as mais entusiastas da redução da idade penal: 72%.

Por escolaridade: apoio é menor entre pessoas de nível superior

Os universitários e pessoas com nível superior são os entrevistados que apoiam menos a redução: 62,8%. Na outra ponta, pessoas que apenas leem e escrevem, mas não frequentaram uma escola, são os maiores defensores, com 74,5%.

Por ocupação: profissionais autônomos defendem mais a redução

Os entrevistados que declaram a ocupação como autônomo são os maiores apoiadores, com 75,5%. Os estudantes aparecem com o menor percentual de apoio: 55%.

Por religião: aqueles que não seguem uma religião são mais favoráveis

As pessoas que dizem acreditar num deus, mas que não seguem uma religião, são 70,1% a favor da redução. Já os católicos somam 69,5% e os evangélicos são 66,7%.

Por regiões: Grande Natal defende mais a redução

A mesorregião Leste, onde está inserida a Região Metropolitana de Natal, possui o maior percentual favorável: 74,8%. A mesorregião Oeste tem o menor apoio: 61,7%.

Sobre a pesquisa

O Painel RN 2021 ouviu 800 pessoas, de 16 anos acima, em todas as 19 microrregiões e 52 municípios do Rio Grande do Norte. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3.4 pontos percentuais, para mais ou para menos sobre os resultados totais da amostra. O trabalho foi realizado na primeira quinzena de agosto deste ano.

Opinião dos leitores

  1. Sejamos realistas, isso é pauta vencida, A ESQUERDA NÃO ACEITA, ASSUNTO ENCERRADO!
    NADA que seja para punir criminoso, colocar ordem na sociedade, retirar bandido de circulação, aumentar a segurança será aceito pela esquerda que aparelhou quase todos os órgãos e setores no Brasil depois de se manter no poder desde 1994 com o PSDB e o PT. Quando a pressão é gigante, eles impõe leis que distorcem a situação e são vendidas como solução, a exemplo da lei do desarmento. Querem contestar? Antes olhem o número de assaltos, roubos e assassinatos antes e depois da lei da lei do desarmamento. Os números não deixam qualquer dúvida da situação. Deixou o vigilante, o segurança, o trabalhador e o cidadão desarmado e colocou arma nas mãos dos bandidos, fato incontorverso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

FOTO: Carro bate em poste e interdita trecho da Via Costeira em Natal

Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

O começo da manhã desta segunda-feira (27) registrou mais uma acidente na Via Costeira, na Zona Sul de Natal.  No resumo do sinistro, um carro acabou batendo em um poste, sentido Centro / Ponta Negra.

Segundo informações preliminares, o motorista contou que foi fechado por um outro carro, perdeu o controle do veículo e acabou batendo no poste. Felizmente, os cinco ocupantes do veículo não tiveram ferimentos.

Conforme imagem, o poste ficou pendurado pelos fios. Equipes da Cosern foram acionadas. Em decorrência, o trânsito ficou fechado no local.

Opinião dos leitores

  1. Tantos locais pra baterem mas só acertam os postes, kkkk. Parece de propósito mas vai arcar com as despesas já que não conseguiu evitar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Espaço Viver Bem, Unidade de Atenção Primária à Saúde da Unimed Natal, conta com ações de promoção da saúde e prevenção de doenças

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (27) está sendo inaugurado o mais novo serviço da Unimed Natal, voltado para cuidados primários e ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos. Com 11 consultórios, salas de pequenos procedimentos, curativos e medicação, o local está preparado para atendimento com equipe interprofissional e vai oferecer procedimentos como inserção de DIU, acompanhamento e controle de doenças crônicas, sessão de psicoterapia, entre outros serviços. O Espaço Viver Bem vai formar também grupos de apoio para combate à obesidade, hipertensão, tabagismo e diabetes.

Para isso, a equipe interprofissional, composta por médicos de família e comunidade, enfermeiras, técnicos de enfermagem, psicólogas, nutricionista, fisioterapeuta e profissional de educação física, foi treinada e orientada para fazer o acompanhamento dos clientes dentro do modelo assistencial de atenção integral à saúde. Serão utilizadas tanto as terapias convencionais como alternativas para evitar o agravamento ou surgimento de doenças.

“O modelo assistencial que a Unimed Natal está implantando é bem-sucedido em países como Inglaterra e Canadá. Olhamos para o cliente de forma integral e personalizada, não simplesmente para a sua doença. É isto que nos dá a oportunidade de um cuidado mais efetivo, promovendo saúde, prevenindo o adoecimento e ofertando tratamentos mais eficientes a longo prazo!” – definiu o Dr. Thiago Trindade, Médico da Família responsável técnico do Espaço Viver Bem.

Com a adoção da Atenção Primária à Saúde (APS) por meio do Unimed Pleno, os colaboradores e os gestores da cooperativa já puderam experimentar o novo modelo assistencial. “É um avanço na forma de lidar com o paciente e um desafio ao mesmo tempo.” “A medida em que entendemos o fluxo do atendimento e temos aquele serviço como referência, todos – clientes e médicos – passam a ter um novo olhar sobre o doente e a doença.” – destacaram, respectivamente, Cristiane Quadros, Superintendente de Provimento de Saúde e gestora responsável pelo Espaço Viver Bem e o Diretor Técnico da Unimed Natal, dr. Fábio Macedo.

O Diretor Presidente da cooperativa, dr. Fernando Pinto, concluiu: “o cuidado na Atenção Primária é centrado no paciente, criando uma relação direta com o seu médico, personalizando o atendimento e com visão integral do cuidado. As estatísticas mostram que a médio/longo prazo o modelo reduz desperdícios e garante uma assistência de melhor qualidade para o paciente.”

Serviço:

O Espaço Viver Bem fica na Av. Prudente de Morais, 1280 – Tirol; Natal/RN

Horário de funcionamento: Das 8h às 20h de segunda a sexta-feira e das 8h às 14h aos sábados.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN deve receber novo lote de vacinas da Pfizer nos próximos dias

O Ministério da Saúde recebeu ontem (26) mais 2 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19. O carregamento foi entregue no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) e deve ser distribuído aos estados nos próximos dias, entre eles o Rio Grande do Norte.

No RN, mais de 3,7 milhões de doses já foram aplicadas. Estão sendo administradas doses da Pfizer, Jenssen, AstraZeneca e Coronavac. Até agora, 100% das vacinas foram compradas e distribuídas pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

Segundo o Ministério, das mais de 287 milhões de doses já distribuídas aos estados, 75,9 milhões são da Pfizer. Com o novo lote, a fundação alcança aproximadamente 101 milhões de vacinas disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). O número foi alcançado em apenas oito meses.

Os recursos investidos na aquisição de doses de vacinas já somam R$ 188 bilhões, segundo o ministério.

Opinião dos leitores

  1. E a vacina do calcinha apertada ninguém quer, sumiu saltitante, igual o menino propaganda com sua calcinha apertada.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho taxa atual bancada do RN no Senado de omissa e diz que ela provoca prejuízos

Em entrevista a Tribuna do Norte, o ministro Rogério Marinho, pré-candidato a senador, aproveitou para criticar a atual bancada potiguar no Senado Federal composta por Zenaide Maia, Styvenson Valentim e Jean Paul Prates. Esse último que deve tentar reeleição ou abrir mão da cadeira para acomodações e acertos políticos no próximo ano.

“Eu acho que nós temos uma bancada de senadores que tem se omitido nas principais discussões econômicas e principais temas que reverberam a favor do Nordeste, em especial no Rio Grande do Norte, gerando um prejuízo para nosso Estado”, disse.

A declaração de Marinho recebeu críticas neste domingo (26) nas redes sociais, por ele ter interesse direto em uma das cadeiras do RN no Senado.

Opinião dos leitores

  1. O tal do Styvenson é fraco e gosta muito de expor a vida pessoal. Tem que botar esse camarada num reality show, tal como A Fazenda, A Bicharada, Big Brother, A Casa de Camonge e outros…

  2. NÃO FOI ESSE CIDADÃO QUE FOI PRESIDENTE DO ABC, NUMA GESTÃO POLÊMICA, E AUTOR DA REFORMA TRABALHISTA QUE IA MELHORAR A VIDA DO TRABALHADORES E CRIAR MAIS EMPREGOS?

  3. O que esse Sr. faria de bom para o RN, quando em toda sua história só fez tentar e tirar direitos dos trabalhadores…!!!! e nesse momento que se aproxima as eleiçoes posa de oportunistas!!! vale lembrar que o RN já o demitiu uma vez do cargo de deputado, logo, nota-se que o povo nao está acreditando muito em contos de fadas de politicos…!!

  4. É pq Rogério Marinho só vê terra onde Bolsonaro pisa. Há vida além da babação a Bolsonaro!
    Ele queria uma bancada totalmente subserviente ao patrão.

  5. Se voltar o senador biônico (como na época da ditadura), quem sabe esse Rogério não é eleito????????????????????

  6. E está mentindo ? O único que ainda faz alguma coisa é Styveson, esse ainda manda recursos para o nosso estado, os demais só sugam e vivem para tentar derrubar o governo com a turminha vermelha.

  7. Rogério fala sem explicar nada. Típico dele, o cara que prejudicou os trabalhadores não tem mais voto aí quer lacrar.

  8. BG, bom dia!!!
    Sou seu ouvinte e sempre leio seu blog. Em matéria veiculada há poucos dias, vc postou que Rogério Marinho teria “sussurrado” que tava difícil defender o presidente. Agora, do nada, vem essa matéria. Sinceramente, BG, tanto na primeira quanto na segunda, ficou explícito que tem apelo de cunho pessoal ou atende a interesses outros. Jornalismo e política juntos formam uma mistura perigosa e pode tirar sua credibilidade. Rogério tem sido um expoente na política nacional e tem representado com desenvoltura nosso estado. Só não ver quem é míope!!!

    Pobre RN.

  9. Não sei se Marinho seria bom ou não, mas não há dúvidas que ele tem razão: a atual bancada do RN no Senado é a pior nos quase 200 anos de história da casa. Não há condições. É de fazer pena, mas nos faz vergonha. E não por acaso: três forasteiros, um sem nenhum voto. Pena, vergonha, tristeza…

  10. Só li verdades.
    O menos ruim, é o Senador Capitão Styverson, os demais não valem o que o gato enterra.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Saiba o que é necessário para vacinação contra Covid de adolescentes de 12 anos em Natal

Nesta segunda-feira (27), a Prefeitura do Natal inicia a vacinação dos adolescentes com idade de 12 anos, residentes na capital. Com isso, o município termina a aplicação da primeira dose em toda população vacinável, uma vez que até o momento não há liberação da Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para vacinar pessoas abaixo dos 12 anos.

As pessoas dessa faixa etária podem procurar um dos pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizante contra a Covid-19, mas devem ir acompanhadas dos pais ou representantes legais, sendo necessário o cadastro prévio no RN+Vacina, através do registro de seus responsáveis na plataforma, e levar comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Organizadores definem nesta segunda detalhes de manifestação contra Bolsonaro

As manifestações que pedirão o impeachment do presidente Jair Bolsonaro em diversas cidades do país no próximo sábado (2/10) terão seu tamanho real conhecidos a partir desta segunda-feira (27), quando a primeira parcial de cidades participantes será confirmada.

Dois organizadores da manifestações confirmaram ao Congresso em Foco que ainda dependem destes números para avaliar como deverá ser o ato – que, ao contrário da realizada em 12 de setembro, será comandada por movimentos à esquerda do espectro político.

Enquanto os protestos realizados em 12 de setembro capitaneados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) tiveram adesão abaixo da esperada, a expectativa dos organizadores é que a manifestação de 2 de outubro seja maior que as anteriores realizadas por grupos de esquerda, que ocorreram entre maio e julho deste ano. No início do mês, PT, PCdoB, PSol, PDT, PSB, PV, Rede, Cidadania e Solidariedade anunciaram que estariam presentes em bloco na pauta. Ao menos dez centrais sindicais também devem comparecer ao ato.

Mesmo assim, “a adesão ainda é uma incógnita”, revelou José Moroni, que é o coordenador nacional da campanha “Fora Bolsonaro”, que articula a manifestação contra o presidente desde 2019.

Congresso em Foco

Opinião dos leitores

  1. Bom momento para os estudantes desmascararem seus professores, pois vão querer convocar os estudantes para este ato.
    Mas o que é interessante, é que para ter aulas não pode aglomerar, mas para lutar pela ideologia dos professores pode.
    Acorda meu povo, deixem de ser massa de manobra ( estudantes M&M), enquanto uns estão se dando bem, vcs ficam no prejuízo.

  2. Desculpa aí a vcs que hoje fazem parte da esquerda, mas infelizmente só restou o lixo junto desse pessoal. Acredito que tem um bocado de vcs todos bem intencionados, mas lembre-se quem está por trás e que realmente comanda e dá as ordens, é só o lixo. Ladrões e corruptos tem literalmente saindo pelo ladrão.

  3. A esquerda sempre com seu desespero , um ganha outro perde ,a esquerda perdeu ,e vai continuar perdendo ,porque o povo acordou ,eu era um que não enchergava a realidade ,agora sim ,o povo do bem não e besta não ,!!!

  4. A manifestação, como das outras vezes, deverá ser repleta de muita gente nua, com profanação religiosa, muita bebedeira e claro, depredação de patrimônios públicos e privados. É sempre assim a esquerda brasileira tem protestado nos últimos tempos: com atos de vandalismos. Não é um evento para famílias.

  5. Se Lula tá eleito no primeiro turno, ele tá preocupado em juntar gente? É só avisar a hora. O povo vai naturalmente. Vamos esperar pra ver.

  6. Segundo a Globolixo será uma mega manifestação democrática, com direito a depredação e tumultos kkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *