DEU DESERTO: Pregão frustra Governo do Estado e salários atrasados de servidores seguem pendentes

Deu “deserto”. Nenhuma instituição financeira se interessou em comprar os créditos de royalties do petróleo na manhã desta sexta-feira(26) durante o pregão eletrônico promovido pelo Governo do Estado.

A expectativa do Governo era conseguir pelo menos R$ 315 milhões para quitar débitos com a folha de pagamento dos servidores.

Sem nenhuma proposta formalizada(Deserto), no pregão que oferecia créditos do petróleo e gás natural ao Estado relativos ao período de 1º de maio de 2019 a 31 e de dezembro de 2022, o Governo agora terá que buscar uma nova alternativa de conseguir tais recursos.

O Governo tem débito estimado com servidores em R$ 935 milhões. As folhas em aberto são referentes a parte do décimo terceiro dos anos de 2017 e 2018, e parte dos salários de novembro e dezembro do ano passado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Deserto pouco é bobagem. Pior é o "deserto de ideias" que já é a marca registrada da (biodi)gestão petista.

  2. Netto disse:

    Na hora de pedir grana, os bancos são santos. No palanque, são os culpados por tudo o que de ruim existe.

  3. Danniel Amaral disse:

    A governadora Fátima do PT do RN já sabia que iria dar "deserto". Ela inventou isso para ganhar tempo e dar satisfação. Não existe instituição que acredite no Governo do Estado do RN. As inseguranças jurídicas são inúmeras.

  4. Fiscalização disse:

    Essa mulher vai afundar de vez o estado.

  5. Rodrigues disse:

    Resolveria, colocando os aposentados e pensionista de cada poder para eles pagarem, aí é fácil, esses caras se aposentan com milhões e são colocados dentro do governo, e pegue sobra dinheiros para os marajás.

    • Dr. Veneno disse:

      Comungo do mesmo pensamento.
      O cara é juiz a vida toda. Se morre e deixa beneficiária, quem passa a pagar é o Governo do Estado, q suporta a conta, deixando o valor em aberto para o TJRN..
      Da mesma forma com MP, AL, TC etc.

  6. Issoaquiaí disse:

    Foi Gópi!

  7. Manoel disse:

    É gópi! Sem os róite como é que vão pagar os aumentos dos procuradores, defensores públicos, magistrados e promotores? Como é que vão poder anistiar os motoqueiros em dívida? Haja gasto pra pouca receita!!!

  8. Manoel disse:

    Só 4 bancos quiseram comprar os royalties, Bandern, Banorte, Bamerindus e Econômico, mas o governo acho melhor não vender para eles.

  9. Anchieta disse:

    Governo era p leiloar isso com a própria população! Quem não quer ganhar uma Jurema dessas! Fazia um edital p cada cidadão que quisesse comprasse pequenos pedaços desse ativo!

  10. Ems disse:

    A crise econômica é só para os filhos bastardos do governo estadual !!!

    • Antonio disse:

      Pois é… aumento para deputados, procuradores, com percentuais bem significativos. Os servidores com salários atrasados e Fátima Gópi (a professora que fala errado) distribuindo simpatia e mimos para a Assembléia Legislativa e Procuradoria do Estado. Por que não teve coragem de, pelo menos, adiar esses aumentos e dar prioridade a pagar os atrasados? Essa mulher é a incompetência em pessoa. Estamos ferrados.

COMENTE AQUI