Governo do Estado discute Lei para regulamentar Parcerias Público-Privadas

Foto: Elisa Elsie

O Governo do RN realiza nesta quarta-feira, 16, o Seminário “Experiências e Oportunidades em Parecerias Público-Privadas”. Durante a aberta do evento, a governadora Fátima Bezerra alertou que é urgente o Estado se tornar mais produtivo e isso exige uma legislação específica para atrair investimentos. “Uma política referente às PPPs se faz necessária para estabelecermos marcos regulatórios e dar garantia jurídica aos investimentos. São medidas que estamos discutindo agora e que irão fundamentar um projeto de Lei que seguirá para apreciação e votação pela Assembleia Legislativa”, considerou.

Fátima destacou a importância de o seminário envolver diversos setores da sociedade. Estavam presentes no evento: representantes do setor privado; Fiern e Fecomércio; do Judiciário; Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas; do Banco Mundial; o vice-governador Antenor Roberto; secretários de Estado, Fernando Mineiro (SEGRI), Aldemir Freire (Seplan), Jaime Calado (Sedec), Gustavo Coelho (Infraestrutura); Carlos Eduardo Xavier (SET), representantes da secretaria de Estado do Turismo, do Gabinete Civil, da Caern e diretor geral do DER, Manoel Marques.

“Aqui estamos construindo uma proposta para o RN crescer e se desenvolver, um marco regulatório moderno e eficiente, para gerar emprego, trabalho e renda para a população”, disse a governadora lembrando que a atual gestão já iniciou o processo de fazer o Estado mais competitivo com a substituição do antigo Proadi pelo Proedi. “Tínhamos uma legislação atrasada, que não servia mais ao Estado. Com ela perdemos 20 mil empregos e empresas, inclusive de origem local, se transferiram para Estados vizinhos. O novo Proedi, inverte esse processo e oferece incentivos extremamente favoráveis à manutenção das empresas aqui e para atração de novos investimentos”, explicou.

O secretário de estado do Planejamento Aldemir Freire avaliou que as PPPs e concessões se inserem no contexto para reversão da crise fiscal e financeira.”Para o Estado buscar investimentos hoje é preciso revisar marcos regulatórios e fazer parcerias com estados, municípios e capital privado. Sozinho o Estado não tem disponibilidade do volume de investimentos que necessita.”

Fernando Mineiro, secretário de Estado de Gestão de Projetos e Metas, também registra a importância da aprovação de uma legislação regulamentando o estabelecimento de PPPs e concessões. “Os esforços para fazer o RN crescer vêm sendo realizados por nós em várias frentes. Temos o consórcio de governadores do Nordeste, parcerias com prefeituras e um diálogo profícuo com o setor privado”, afirmou. Exemplo do resultado destes entendimentos é a missão dos governadores do Nordeste a quatro países da Europa – Alemanha, França, Itália e Espanha – no próximo mês de novembro, com a finalidade de atrair investimentos.

Jaime Calado, secretário de Desenvolvimento Econômico,esclareceu que a modernização da gestão pública no RN leva em conta experiências exitosas em outros Estados. “Ganhamos tempo com modelos já vitoriosos e fica mais difícil errar. A nossa legislação sobre PPPs e concessões precisa ser aprovada o mais breve possível e deve ser exequível e eficiente.”

A representante do Banco Mundial no Projeto Governo Cidadão, Fátima Amazonas, enfatizou que é preciso inovar nas formas de fazer negócios. Ela citou que os objetivos para as PPPs devem ser, principalmente, as áreas de infraestrutura e serviços.

A governadora Fátima Bezerra recomendou aos participantes do seminário, que irão elaborar a minuta do projeto de Lei das PPPs, que a proposta precisa trazer um ciclo de investimentos para o RN dialogando com a sociedade e com a iniciativa privada. “A necessidade deste seminário é justificada pelo motivo do Governo não ter, até então, uma legislação específica. Tinha apenas para a construção da Arena das Dunas. A nova legislação deve se pautar na garantia e na qualidade da prestação dos serviços públicos”, orientou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Uma reunião de pérolas: o mais atrasado dos governos estaduais da região mais atrasada deste Brasil subdesenvolvido.

Governo do Estado adianta primeira parcela do pagamento de outubro nesta terça-feira

Foto: Ilustrativa

O Governo do Estado inicia o pagamento de outubro com o depósito de pouco mais de R$ 204 milhões na conta de mais de 90 mil servidores do funcionalismo estadual nesta terça-feira (15). A segunda parcela do pagamento será depositada também dentro do mês trabalhado, no próximo dia 30 de outubro.

Os R$ 204.192.666,68 milhões injetados na economia potiguar nesta terça correspondem ao salário de quem recebe até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, além do pagamento integral à categoria da Segurança Pública.

No próximo dia 30 recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha de R$ 494.617.230,58 milhões do mês de outubro. Todas essas datas são válidas para ativos, inativos e pensionistas.

A data de pagamento para os meses de novembro e dezembro também respeitarão duas datas, no meio e no fim do mês. A parcela para receber integral na metade do mês aumentará de R$ 3 mil para R$ 4 mil. E a segunda para quem recebe acima desse valor será depositada no dia 30 de novembro e no dia 27 de dezembro.

O pagamento do 13º salário está garantido até o fim do ano, em data ainda a ser definida. E o Governo segue trabalhando para obter recursos extras e amortizar as três folhas em atraso, deixadas pelo governo anterior.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Renata Bastos disse:

    BG sou pensionista, recebo pela CEF e ainda não recebi o salário de agosto…meu ex marido é da saúde e já recebeu…mais alguém nesta situação?Só informam que estão "com problemas com a CEf" e eu com as dívidas avolumando..pq agosto e setembro ainda não recebi.

Governo do Estado emite nota de Esclarecimento sobre “Escolas Cívico-Militares”

O Governo do Rio Grande do Norte, reafirmando os princípios constitucionais como diretrizes que asseguram um ambiente educativo plural, optou por não aderir ao Programa Nacional para as Escolas Cívico-Militares, proposto pelo Ministério da Educação, em articulação com o Ministério da Defesa.

Essa decisão tem como base a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, estabelecido no Art. 3 que o ensino deve ser ministrado observando a liberdade de aprender, o apreço à tolerância, ao pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, bem como à gestão democrática, entre outros princípios. Baseia-se, ainda, nas determinações do Plano Estadual de Educação, Lei n. 10.049, de 27 de janeiro de 2016, que cria a Comissão de Monitoramento do PEERN, como instância de elaboração das políticas educacionais, em articulação com o Fórum Estadual de Educação, assegurando o amplo diálogo com educadores, estudantes, familiares e sociedade civil. Nesse sentido, o pedido do MEC para adesão ao Programa não precedeu de tempo hábil, para que essa discussão fosse feita junto às escolas e às representações constituídas, tornando a possível decisão unilateral pelo Órgão Central inviável para a Rede Estadual.

O posicionamento de não adesão é acompanhado por diferentes Estados: Alagoas, Maranhão, São Paulo, Pernambuco, Espírito Santo, Bahia, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro e Sergipe.

Ademais, o Ministério da Educação, equivocadamente, informa sobre a liberação de R$ 54.000.000,00 (cinquenta e quatro milhões de reais) para o PECIM, R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) por Estado, ao tempo em que nega os recursos necessários para a continuidade do fomento à ampliação das Escolas de Tempo Integral, projeto exitoso que apresenta evidências de melhoria da aprendizagem em todo o país, sintonizado com o Plano Nacional de Educação.

A Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer do RN sempre estará aberta para discutir e integrar programas que beneficiem seus estudantes, condizentes com o que preconizam a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e o Plano Estadual de Educação do RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Vão estudar pra poder falar, a escola militar vai custar muito mais que o UFRN , porque pagar mais caro por educação? Só pra satisfazer um presidente lunático , que vao ensinar que a terra é plana? Me poupem!

    • Getúlio disse:

      Se um dia tiver uma conversa com aluno de uma escola militar e puder comparar com um vindo de uma escola estadual, vai ver o resultado intelectual das duas… mais, não seja desinformado sobre o custo financeiro da escola de excelente qualidade, onde o nível de ensino é melhor que o de escola privada de alto custo.

  2. BRASIL só em 2022 disse:

    Vão estudar pra poder falar, a escola militar vai custar muito mais que o UFRN , porque pagar mais caro por educação? Só pra satisfazer um presidente lunático , que vao ensinar que a terra é plana? Me poupem!

  3. Socorro disse:

    "Piedade, SENHOR. Eles não sabem o que dizem!" Que DEUS ajude!!!

  4. Socorro disse:

    "Piedade, SENHOR. Eles não sabem o que dizem!"

  5. Robert disse:

    Manifestações ideológicas fanáticas não colaboram para um debate construtivobe se percebe o nível do manifestante pela sua agressão verbal usando termos de baixo calão.
    Estudar e entender a educação, compreendendo a especificidade das escola de formação cívico militares, é fundamental.
    Sem isso, predomina o fundamentalismo de quem quer impor sua vontade por meio da força e da intimidação, ao contrário dos princípios que regem a Democracia e a liberdade de escolha.
    Saiam do modo de torcedor fanático e ingresse na de cidadão interessado em encontra e soluções verdadeiras e sustentáveis a luz de argumentos lógicos e racionais para benefício de todos e não apenas de poucos, incentivando a desigualdade de oportunidades.

  6. Eduardo disse:

    … é triste … !! É uma decisão política infelizmente … só quem perde é o Norte Riograndense

  7. Paulo disse:

    Desculpa vagabunda essa! O que esperar de um comunistas? Ainda vem falar pluralidade na educação, o que realmente ela quer é doutrinação comunistas! Pobre RN

  8. Pedro disse:

    Essa nota resposta do governo do RN é ridícula, deixar de oferecer mais um espaço para uma educação plural, e sinônimo de imbecilidade. Quem decide onde por seus filhos ,ou entes familiares para estudar, tem o poder democrático da escolha. O estado não pode impedir que os nossos filhos se eduquem em escolas com esse perfil. Quem ousa criticar os centros de formação militares espalhados pelo Brasil, pilotos em Pirassununga, ITA em São Paulo, Agulhas Negras no RJ,, e etc, etc…..iinclusive as escolas de formação da polícia militar do RN. Secretário burro e xiita, bem como governadora burra que só sabe comer bokus, os dois deveriam procurar um canto para comer capim.

  9. Salvan disse:

    Não tem justificativa para recusar um investimento desse, um milhão por escola, isso mostra a preocupação da governadora Fátima com o estado, veja o exemplo da escola que o capitão styvenson conseguiu melhorar.

  10. Manoel disse:

    Desculpa esfarrapada!
    Todo mundo sabe q o PT e toda esquerda de drogados, baderneiros e ladrões, ñ gostam de militares pq desceram a chibata neles quando precisou. Agora, apoiar os marginais do MST é bandeira dessa corja de safados. Cuidado seus marginais disfarçados de defensores da liberdade, pq, o Brasil tá começando a mudar. Vão morar na Venezuela ou Cuba!

  11. Ney Júnior disse:

    O PT é um lixo e essa senhora representa o PT, alguém tiver alguma dúvida do que falo aguarde o final do RN no mandato dela.

  12. Jeane disse:

    Quem disse que a pessoa que quer entrar para o crime iria para uma escola militar? Quem quiser entrar para uma escola militar é só entrar para a Marinha, através da escola de aprendiz de marinheiros. Todo ano tem concurso.

  13. Rodrigo Mafra disse:

    Esquecem que o RN tem nada mais e nada menos em sua origem uma história militar, a maior do Brasil moderno.
    Parnamirim Field foi o propulsor do desenvolvimento potiguar.
    Fomos sede para os cadetes formados pela AMAN.
    Tivemos ensino público de qualidade nos governos militares.
    Tínhamos uma sociedade saudável, e agora? O que temos?
    Nosso sistema atual é bom? Forma bem? É eficiente? Forma cidadãos?

  14. Pedro disse:

    Vcs que concordam com a posição adotada pelo estado do RN, não percebem, ou são burros mesmo, que essa é uma decisão ditatorial, onde o estado priva, de forma grosseira e deliberada, que parte da população fizesse opção por aquelas escolas a serem implantadas. Isso na verdade é um soco na democracia, que passa, inclusive pelo não reconhecimento dos centros de formação das polícias militares, presentes em vários estados do brasil. Essa atitude é burra, e carente de respaldo lógico, ninguém seria obrigado a frequentar, iriam os que assim desejassem, o que convenhamos é um desejo, que não cabe ao estado tolher, ficamos cada dia mais pobres senhores intelectuais de quinta categoria.

    • Gustavo disse:

      Então amigo, porque não montam essas escolas dentro das unidades da policia ou das forças armadas?
      Não se está dizendo que não se quer as escolas simplesmente. Está sendo dito que nos moldes em que ela se apresenta, não está dentro dos padrões e modelos de escolas que o Estado possui, que é a rede estadual de ensino público.
      Escolas Militares devem seu implantadas dentro das unidades militares. i sim, temos uma correta adequação do objeto ao objetivo.
      Acordem, a Terra não é Plana.

  15. LULADRÃO disse:

    Esse governo é uma vergonha para o sofrido RN. Em todo o Brasil existem escolas militares, são espetaculares. Faz quem quer, o que não pode é nos termos a oportunidade de ter a escola e o governo sem vergonha da Boku's recusar.

  16. shatonsom disse:

    que droga deve ter tomado quem redigiu essa nota??? put a keep are you!!! santa capacidade

  17. Maldoni disse:

    PARAFRASEANDO JOSIEL:
    "APRENDER A MARCHAR E DAR CONTINÊNCIA OBEDECENDO CEGAMENTE SEM REFLETIR É O LEMA DAS ESCOLAS MILITARES, QUE APENAS MINISTRAM INSTRUÇÃO, ADESTRANDO AS TROPAS PARA MISSÕES DE COMBATE EM SITUAÇÕES EM QUE FOREM EXIGIDAS NA DEFESA DA SOBERANIA NACIONAL.
    EDUCAR, ENSINANDO AOS SERES HUMANOS A PENSAREM POR SI MESMOS, DESENVOLVENDO HABILIDADES E COMPETÊNCIAS AO MESMO TEMPO QUE DESPERTA A AUTO CONSCIÊNCIA LIBERTANDO AS PESSOAS PARA BUSCAREM A SUA LIBERDADE E INDEPENDÊNCIA, É A MÁXIMA DA EDUCAÇÃO.
    IMPARCIALIDADE E NEUTRALIDADE NÃO EXISTEM. AS IDEOLOGIAS SÃO PARTE DE NOSSAS VIDAS COTIDIANAS E BASICAMENTE SE DIVIDEM EM DOIS TIPOS: AS INCLUSIVAS E A EXCLUDENTES.
    QUAL A IDEOLOGIA QUE VCS ACREDITAM QUE JESUS ENSINOU?
    A QUE INCLUI OS DIFERENTES, NECESSITADOS E DISCRIMINADOS; OU A QUE SÓ RECONHECE OS QUE SÃO "APARENTEMENTE" BONS, SADIOS E SEM PROBLEMAS?"

    • Borjão disse:

      se vc procurar saber o nível que era a escola de base em Parnamirim que funcionava sob comando militar e como é hj, verá que vale a pena.

    • Rodrigo disse:

      Esses crias da ideologia libertinagem, tem amor a ladrões e são totalmente favoráveis a desagregação da família. anarquia é o lema, disciplina e hierarquia são abonados. Brasil sem jeito.

    • Flávio Farias disse:

      Escola militar já, precisamos de opções para livre escolha , isso é democracia, governo nenhum pode nos privar de escolher o que é melhor para nossos filhos.

  18. Carlos disse:

    Era melhor ter falado não quiz e pronto rsrs perdeu já era vai pra parnamirim e não vai ter estado pra falar nada

  19. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Lampejão, não foi GÓPI não. Foi VOTO.

  20. Lampejao disse:

    É GÓPI,É GÓPI,É GÓPI………

  21. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Pense num a gente de mente brilhante. A capacidade de pensamento é fora de série.
    Até quando vamos ver gente "inteligente" defendendo escola cívico militar contra investimento em escola de tempo integral, plural, afinada com os princípios democráticos?
    É bom perceber que esta decisão não foi só do RN não. Foram 10 estados da Federação.

  22. WASHINGTON disse:

    faço uma pergunta ,se a escola de tempo integral é tão bom,porque tantos jovens entram cada ves mais cedo no mundo crime? 10,12,13 e 14 anos em diante entra cada vez mais na estatisticas da ceriminalidade.

  23. Bezerra disse:

    Pois sim!
    Entendi!

  24. Pedro disse:

    Nada justifica a perda de recuso foi só uma decisão politica da govenadora, um estado falido como esse as coisa que ai inda ta funcionando pq o governo federal como e o caso da segurança que ta vindo grana.

  25. Tertu disse:

    Belo modelo de escolas públicas, o existente. Sem aproveitamento, de péssimo aprendizado, Evasão escolar com níveis altíssimos, quem se beneficia são as facções criminosas, que fortalecem seus exércitos com guarita dos adolescentes não atendidos pelas escolas. Pior que os inocentes estão morrendo aos montes, sem ninguém fazer nada… Pelo contrário a esquerdalha está estimulando essa carnificina. Repugnante

  26. Iago disse:

    Vergonha, Vergonha, depois o RN vai sentir na pelo o que perdeu, quando essas escolas estiverem formando alunos com uma educação de primeiro mundo, não adianta reclamar. Mas o povo merece a merda que coloca no trono.

Governo do Estado anuncia data de pagamento dos servidores para os próximos três meses

Foto: Divulgação

Em reunião com o Fórum dos Servidores Estaduais, realizada nesta sexta-feira (27) na Secretaria da Administração, o Governo do Estado reiterou o compromisso de pagar o salário dos servidores dentro do mês trabalhado e anunciou o calendário de pagamento dos meses de outubro, novembro e dezembro.

No dia 15 de outubro recebem os servidores estaduais com salários até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública. No dia 31 de outubro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha do mês.

Nos meses de novembro e dezembro, o Governo aumenta a faixa de pagamento para a primeira quinzena. Assim, serão pagos no dia 15 dos respectivos meses os servidores com salários até R$ 4 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No final do mês, tanto de novembro quanto dezembro, recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios, assim como serão pagos os 70% restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil, concluindo a folha.

Outras pautas como a quitação das folhas atrasadas foram discutidas com o Fórum, no entanto, o pagamento dessa dívida, conforme acordado desde o início do ano com os representantes dos servidores, está condicionada ao aporte de recursos extras.

Sobre o tema, o secretário de Planejamento, Aldemir Freire, pontuou que a equipe está buscando alternativas. Além disso, aguarda definições de recursos que podem ser viabilizados para os cofres do Estado oriundos da cessão onerosa e do plano de equilíbrio fiscal do Governo Federal.

Também participaram da reunião os secretários da Administração, Virgínia Ferreira, Raimundo Alves (Gabinete Civil) e também o Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes. A próxima reunião do governo com o fórum de servidores ficou previamente agendada para o final do mês de outubro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LULADRÃO disse:

    E o 13° deste ano, não vi no calendário?

  2. Pinheiro disse:

    Sindicato comendo na palma da mão da governadora, todos aí tem cargos condicionado, como vai discutir sobre atraso de salários ? Esses sindicatos só lutam por causa própria, nesse momento a causa própria deles é seus cargos comissionados.

  3. Wilson disse:

    Vai virar precatório

  4. Pedro disse:

    A hora dela tarda, mais chega. Pilantra igual aos dois últimos, que só esquentaram a cadeirinha por 04 aninhos. Isso para deixar de ser burra.

  5. Antonio Padre disse:

    Fórum pelego, desconfio 100% desses malas sem alça que o integram.

  6. Elaborador de plano cargos. disse:

    Depois q quebraram o Estado os sindicalistas esqueceram dos famigerados Plano de Cargos e Salários, verdadeiro devorador do dinheiro do governo.

  7. Carlos Bastos disse:

    PT partido dos trabalhadores
    Nem os salários ta conseguindo garantir
    Pensei que ia mudar tudo
    Tá na mesma
    E o 13o /2019?

  8. Carlos Bastos disse:

    Mais o décimo de 2019, vai pagar quando?

  9. Joel disse:

    Estes certo, pelo menos conversa, explica, mostra que se este tentando resolver, porém não há milagres nesse quesito. Pior seria o governo não conversar, não explicar como se fazia à pouco tempo atrás, não resolve, mas pelo menos se dar uma satisfação aos servidores.

    • Francisco Alves disse:

      Vc não passa de um bajulador Joel! A governadora foi eleita prometendo que resolveria o problema dos salários atrasados e a coisa tem saído muito diferente do discurso. Vale ressaltar que votei nela e qualquer enrolação me soa como estelionato eleitoral.

  10. manoel disse:

    quem mandou vota em uma petralha e dai para pior gracas a deus que nos livremos dessa praga no brasil mais como o povo do rio grande do norte e inteligente deixaram essa praga aqui ( essa culpa eu nao levo)

  11. Silvio. disse:

    Rosalba, Robinson e Fátima Lula, os três, tanto faz seis com meia dúzia.
    Alguma coisa feita com recursos do banco mundial e nada mais. Nenhum tem coragem de fazer o que precisa ser feito, pro estado voltar a ter condições de investimento, tais medidas são impopulares, daí falta coragem.
    Então, muda o enredo do filme, mas o cenário é o mesmo.

  12. Antonio disse:

    Pague o atrasado governadora. 13. Salário. Na campanha dizia que ia pagar os atrasados. Cadê o governo de origem popular. Deixe de Mimi e pague os atrasados. Os servidores estão endividados, cartão atrasado. Isso e uma vergonha.

  13. José Lúcio disse:

    Quem votou e apostou na mudança, dançou de Novo, é o mesmo do mesmo. Acho até que piorou, é muita conversa e pouca ação, o estado está descendo a ladeira, salários atrasados e esquecidos, sem investimento, o desemprego nas alturas, não sei onde vamos parar.

  14. Guilherme disse:

    Humilhação os servidores perderem 3 meses de salário e 1 ano depois ainda não tem solução.

  15. Ems disse:

    13° salário é coisa do passado.

  16. Francisco S J Filho disse:

    Caramba! Quantas "NOVIDADES"!!! Kkkkkkkkkkkkkkkk

  17. Maria disse:

    Cadê o décimo terceiro de 2019?, O de 2018 eu nem pergunto mais, morreu Maria Preá.

Governo do Estado informa reforço no combate ao incêndio florestal na Serra do Lima, na cidade de Patu

Foto: Reprodução/TV Patu

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte e o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) seguem acompanhando e combatendo as chamas do incêndio florestal na Serra do Lima, na cidade de Patu. Além dos 15 militares que se reversam desde a tarde dessa segunda-feira (16), outros 40 militares estão se descolando para reforçar o combate.

Além dos Bombeiros militares, os órgãos públicos de segurança municipal e a Polícia Militar estão auxiliando no combate.

Neste período do ano a preocupação aumenta porque tem mais vento, a vegetação está mais seca e a umidade relativa do ar, mais baixa.

Veja mais – VÍDEO: Bombeiros ainda combatem fogo na Serra de Patu e proximidade de Santuário liga sinal de alerta

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vicente disse:

    Deve ter sido os queima rosca no poder, que tocaram fogo

  2. Ana leticia disse:

    Essa é a parte da Amazônia no nordeste que tá queimando heim. Kkkkk

  3. Joaquim disse:

    Deve ser culpa de Bolsonaro

  4. Neto disse:

    Na Serra do Lima, em Patu…
    Gente vão já, já culpar Bolsonaro, ou homem pirotécnico, mesmo internado vai atear f. ogo nas terras de Santa Rita.

Governo do Estado inicia pagamento do funcionalismo neste sábado

O Governo do Estado inicia o pagamento de setembro com o depósito de pouco mais de R$ 205 milhões na conta de 90 mil servidores ou quase 80% do funcionalismo estadual neste sábado (14) para quem tem conta Banco do Brasil. Aos demais, o salário será depositado nesta segunda-feira (16). Os outros 20% também receberão dentro do mês trabalhado, no próximo dia 30 de setembro.

Os R$ 205.266.378,23 milhões injetados na economia potiguar neste sábado ou nesta segunda correspondem ao salário de quem recebe até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No próximo 30 de setembro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha de R$ 493.321.505,65 milhões deste mês. O Governo segue trabalhando para conseguir recursos extras e quitar as últimas três folhas em atraso.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria Rita Batista de Souza disse:

    É mérito da governadora, pagar os salários dentro do mês trabalhado, mais é importante para a categoria, que ela não esqueça , o salário que ficou em atraso e o décimo terceiro, pois faz muita diferença em nosso orçamento. No entanto o governo está de parabéns, por estar conseguido pagar os salários em dias.

  2. Silva disse:

    Pague o atrasado governadora. Cadê os Sindicatos? Só faziam greve no tempo de Robinson. Iam pra rua queimar pneu. Cadê a governadora dos mais pobres?

Empréstimos consignados estão liberados para servidores públicos do Governo do Estado do RN

O empréstimo consignado com desconto em folha de pagamento está novamente liberado para servidores públicos efetivos civis, militares e pensionistas do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Agora, a gestão dos consignados é realizada exclusivamente por servidores do Estado, integrantes da Coordenadoria de Pagamento e da Escola de TI para a Gestão Pública, ambas vinculadas à Secretaria de Estado da Administração (Sead).

Por meio de ferramentas próprias para as consignações, o Sistema Eletrônico e o portal RN Consig – desenvolvidos e gerenciados pela equipe técnica da Sead, o executivo estadual disponibiliza um serviço exclusivo e diferenciado que confere ainda mais transparência às consignações, permite maior controle das transações, e gerencia as margens dos servidores como validador entre as instituições envolvidas nas operações.

As consignações são regulamentadas pelo Decreto Nº 21.860 de 27 de agosto de 2010 e suas alterações. A consignação em folha de pagamento ocorrerá exclusivamente por meio do sistema eletrônico de consignações. O sistema é o conjunto de procedimentos, em ambiente virtual, para o controle efetivo das averbações que são consignadas em folha de pagamento no âmbito da administração pública estadual direta, autárquica e fundacional, bem como de empresas públicas e sociedades de economia mista estaduais.

O valor máximo da taxa de juros a ser praticada nas operações de crédito consignado para os servidores públicos do Estado do Rio Grande do Norte é 2,01% ao mês, com carência de até seis meses para início de pagamento do empréstimo negociado junto ao Banco do Brasil.

As instituições consignatárias contribuirão mensalmente à conta do Fundo de Desenvolvimento do Sistema de Pessoal do Estado (Fundespe), a título de ressarcimento dos custos operacionais. Os recursos provenientes das operações de crédito serão utilizados, exclusivamente, para custeio da operação, capacitação de servidores estaduais na área de Tecnologia da Informação e Comunicação e modernização e aquisição de novas tecnologias e equipamentos de TI.

De acordo com a secretária da administração, Virgínia Ferreira, o retorno dos empréstimos consignados atende reivindicação dos servidores estaduais, tendo em vista que estavam suspensos desde 2018. Aponta ainda que, para atender essa demanda, o governo do estado definiu como prioridade a exclusividade da gestão estadual na criação e operacionalização de um sistema próprio.

“Com esse novo modelo adotado, além de valorizar a equipe de servidores estaduais, atestando sua capacidade técnica para criar e operar o sistema, o governo viabiliza recursos extras para investimento em sistemas e equipamentos tecnológicos mais modernos e, consequentemente, na melhoria dos serviços prestados aos norte-rio-grandenses”, pontuou.

Servidores e pensionistas poderão acompanhar a movimentação de empréstimos já realizados e consultar margem de qualquer lugar. Isso porque o portal dos consignados (consig.rn.gov.br) pode ser acessado por computadores de mesa e dispositivos móveis como celulares e tablets.

Além disso, para atender a demanda de consignados, a Sead disponibilizou um espaço para atendimento ao público, com equipe que fará o atendimento personalizado de forma presencial e por telefone, por meio de linhas telefônicas exclusivas: 98127-2944 e 98183-2633.

Só poderão realizar consignações os servidores que dispõem de margem. Margem consignável é a parcela percentual de remuneração do consignado, excluídas as consignações compulsórias, disponível para consignação facultativa. O comprometimento da margem do salário do servidor do Estado é de no máximo 40%, sendo 10% para operações com cartão de crédito e 30% para as demais consignações.

As consignações que podem ser realizadas em folha são: consignações compulsórias – os descontos e recolhimentos efetuados por força de lei e as consignações facultativas – os descontos na remuneração dos servidores públicos civis e militares, ativos e inativos, e de seus pensionistas, decorrentes de contrato, acordo, convenção ou convênio entre o servidor estadual consignante e a entidade consignatária, mediante autorização pessoal expressa.

Cabe à Secretaria da Administração a concessão de credenciamento para operar junto ao sistema de consignações. A admissão, no sistema, das instituições previstas no art. 6º do Decreto Nº 21.860/2010, exceto para a instituição oficial de crédito que realiza o pagamento mensal das remunerações aos consignados, condiciona-se ao recolhimento adesivo, de uma única vez, de contribuição ao Fundo de Desenvolvimento do Sistema de Pessoal do Estado (Fundespe).

Para operar as consignações na folha de pagamento, a instituição financeira deve aderir ao sistema de consignados do Estado. Foram estabelecidas faixas de operações de crédito conforme carteira de operações. As faixas atuais de operações de crédito estão definidas no anexo único do Decreto Nº 29.063, de 7 de agosto de 2019.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. valmir mendonça disse:

    por quer os sindicatos e associações militares estão calados, com esse absurdo dos consignados, terem sido liberados somente para o Banco do Brasil, esse torturador, tem que juntar e juntos irem ao governo para liberar para outros bancos, como eram BMG,DAYCOVAL,SANT AND, BRADESCO, BOM SUCESSO, OLE, esses banco tem um bom juros e não faz consulta, hoje devido os atrasos de mais 03 anos dos salários 40% dos funcionalismo esta com restrição, acho que só não tem restrição os secretários do governo, porquer não tao nem ai com a situação dos funcionários, que querem fazer um consignado para pagar ou diminuir suas contas, ja que o governo não pagou ainda o atrazado de novembro, dezembro e decimo de 2018, deixado pelo outro governo, no fim quem esta pagando são os funcionários ativos, inativo e pencionstas, sindicatos e associações tão muito calados o que esta havendo ummmmmmmmmm. e os deputados que votamos onde estãooooooo.

  2. Ivan disse:

    O BB comprou a folha…pagou por ela, cobra a txa que lhe convier é seu direito!!!Já o empréstimo, ninguém é obrigado a fazer…

  3. Anti-Político de Estimação disse:

    O mais interessante é que não vejo NINGUÉM questionar para onde foram os mais de 100 MILHÕES de reais que foram descontados dos contracheques dos servidores estaduais, devido a empréstimos tomados, e NÃO FORAM DEVOLVIDOS AO BANCO.
    Para onde foi todo esse dinheiro ?????????????????? com a palavra o MP e a Justiça.

  4. Jorge disse:

    Pague os atrasados.

  5. Ana leticia disse:

    Fatao só quer beneficiar os bancos.

  6. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    O povo tem o governo que escolhe.
    Os funcionários públicos do RN votaram em.sua grande maioria na Fátima GD.
    Agora não adianta reclamar.

  7. Alguém disse:

    Porque o governo ao invés de liberar os emprestimos consignados não usou um emprestimo consignado em nome do governo para pegar o valor total dos salários atrasados e pagar todo mundo?

  8. Francisco S J Filho disse:

    E os nossos aguerridos sindicatos, até bem pouco tempo tão atuantes, nada a declarar? Os servidores a serem defendidos não são os mesmos de ontem? Estranho…

  9. Nino disse:

    Onde está a política da livre concorrência? O O Banco do Brasil impõe a taxa é as condições que lhe interessa. Absurdo

  10. Fátima Viana dias disse:

    Balela essa iniciativa da governadora, pra enganar mais ainda os que já estão sendo enganados. Porque a governadora não paga os atrasados que é de direito?? Mas não, preferiu jogar a batata quente nas mãos dos trabalhadores aposentados e pensionistas. Golpista !!!!

  11. Nino disse:

    Tenho uma margem ótima para fazer o consignado, infelizmente o BB não faz pois alega que tenho restrições, apesar do governo alardear que restrições não seria impecilho pois havia conseguido com o banco, que as restrições fossem desconsideradas, entrei contato com um ZAP disponibilizado pelo governo para tirar dúvidas do consigrn falaram que não podiam fazer nada pois era uma política do Banco. Agora acredite no que o governo divulga.

  12. Francisco S J Filho disse:

    O Banco do Brasil detém o monopólio. O servidor que tiver qualquer processo de renegociação junto ao Banco, está impedido de realizar o empréstimo consignado, mesmo que possua margem consignável positiva para tal. Essa situação ocorre com a maioria dos servidores do executivo, devido ao atraso nas folhas de pagamento, pois fizeram adiantamento do décimo terceiro salário de 2018, no Banco do Brasil, e como o mesmo não foi pago, tiveram de fazer renegociação da dívida junto ao BB, ficando impedidos pela instituição de fazer qualquer outro tipo de operação de crédito, mesmo com margem consignável positiva. TORTURA!!!

    • Nino disse:

      Absurdo este monopólio do Banco do Brasil a que o servidor é submetido

Governo do Estado deposita R$ 127 milhões e quita folha de agosto nesta sexta

O Governo do Estado conclui nesta sexta-feira (30) o pagamento salarial do mês de agosto do funcionalismo estadual. Serão R$ 127 milhões depositados para mais de 60 mil servidores, de um total de R$ 495 milhões da folha.

Recebem nesta sexta, ao longo do dia, os servidores lotados em pastas com recursos próprios e da Educação, e ainda os 70% restantes de quem recebe acima de R$ 3 mil (valor bruto).

Para o mês de setembro, as datas e valores de pagamento permanecerão em duas datas pré-agendadas: dia 16 (com parcela de 30% de quem recebe mais de R$ 3 mil (bruto) e dia 30 (os 70% restantes e o integral aos servidores lotados em órgãos com recursos próprios).

O Governo do Estado segue em trabalho diário na busca de recursos extras com medidas e ações planejadas para quitar o passivo deixado com três folhas restantes em atraso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Esperamos que algo de positivo aconteça , tipo: aumento da arrecadação , ou rendimentos extras , que o governo espera. Contanto que , haja um equilíbrio na economia do estado , que venha a favorecer ao conjunto dos servidores do estado.
    .

Contrato Governo do Estado/ BB: empréstimo consignado deverá ser liberado com carência de seis meses

aFoto: ASSECOM/RN Demis Roussos

A governadora Fátima Bezerra assinou na tarde dessa segunda-feira, 26, o contrato de renovação da administração da conta única do Estado com a diretoria do Banco do Brasil. A negociação foi feita junto à diretoria executiva nacional da instituição bancária e ficou acordado um valor de R$ 251 milhões para que o banco continue a operar, por mais cinco anos, o pagamento salarial dos servidores – informalmente como venda da folha. O montante será disponibilizado ao Governo em dezembro próximo.

Do valor total, cerca de R$ 102 milhões serão destinados ao pagamento da dívida com o Banco do Brasil referente aos empréstimos consignados deixada pela gestão anterior. Outros R$ 23 milhões são referentes ao valor pro rata do período de janeiro a abril de 2020. Com a finalidade de evitar que o Estado pague pro rata referente ao período de agosto a dezembro de 2019, o valor restante, de R$ 123 milhões, só será recebido em dezembro e contribuirá para o pagamento de salários.

A negociação com o Banco do Brasil também tratou de outros benefícios para os servidores, como por exemplo o empréstimo consignado, que deverá ser liberado a partir da próxima semana com uma carência de seis meses, ou seja, o desconto das parcelas só passará a ser debitado para o servidor a partir de fevereiro do próximo ano.

“O desconto dos consignados passará a ser administrado por um sistema que foi totalmente desenvolvido pelos técnicos da Secretaria Estadual de Administração, sem a participação de empresas terceirizadas. E todo o recurso arrecadado será usado para investimentos em tecnologia para o Estado”, disse a secretária de Administração, Virgínia Ferreira.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Capistrano disse:

    Seria melhor pagar os atrasados. O consignado ficaria pra quem desejasse.

  2. Ivan disse:

    O governo não está obrigando ninguém a tomar um consignado, se endivida quem quer ou necessita…Agora uma coisa é certa, essa medida não passa de um paliativo p/uma folha impagável, medidas necessárias e impopulares não estão sendo tomadas…Mais atrasos virão

  3. Ceará-Mundão disse:

    Realmente, é ridículo ver a comemoração da possibilidade dos servidores do estado aumentarem seu grau de endividamento. E isso quando há três folhas salariais EM ATRASO. Tal mentalidade explica bem porque estamos nessa triste situação. Tenho fé que um dia esse povo aprende.

  4. Francisco Alves disse:

    Vender a folha de pagamento…! Me ponho à pensar… Os servidores que amargam dívidas com as folhas de pagamento em atraso, tudo o que não precisam é de mais uma "pancada" na figura de empréstimos consignados. Ademais, o governo anterior se apropriava de cotas do salário dos servidores destinadas ao pagamento desses empréstimos, em mais uma safadeza com o servidor do estado, que já fazia das tripas coração devido aos salários atrasados. Dessa forma fica a pergunta: SE APOSSAR DO SALÁRIO DOS SERVIDORES NÃO CARACTERIZA IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA?
    Com a palavra os juristas de plantão, o MP, enfim as autoridades cabíveis.

  5. Manoel disse:

    Vai ser mais 4 meses enrolando os funcionários com essa história da folha , quando dezembro chegar esse dinheiro não vai dá pra pagar nem os atrasados e nem o 13º de 2019, se não arrumar mais dinheiro vai ficar todo mundo de mãos abanando.

  6. Chico disse:

    Quem sugeriu a Governadora a usar essa fita na cabeça?
    Pelo amor de Deus, nem assim ela melhora a cara.

  7. Pato disse:

    Fico aqui me perguntando??? Por que a gestão atual aceita vender a folha do Estado para o BB, pagando a dívida deixada pelo governador passado, que "subtraiu " dos salários dos funcionários as parcelas dos consignados e não repassou aos bancos, e , esses de alguma forma tinham um "combinado"/ conivência com o governo porque não negativavam o nome dos servidores nos órgãos de proteção ao crédito. Por onde anda o MPE que não quer enxergar essa sacanagem?

  8. LEO disse:

    O SERVIDORES NÃO QUEREM:
    EMPRÉSTIMO;
    DOENÇAS VARIADAS POR CAUSA DO ENDIVIDAMENTO;
    CICLO VICIOSO DE DÍVIDAS;
    DÍVIDA IMPAGÁVEL QUE PODE LEVAR RESTRIÇÃO AO CRÉDITO POR PARTE DO SERVIDOR (OS QUE AINDA NÃO ESTÃO NO SPC E SERASA);
    SERVIDOR ESPERA:
    QUE O GOVERNO HONRE COM SUA PALAVRA QUANTO AO PAGAMENTO DOS ATRASADOS ATÉ DEZEMBRO DE 2019;
    REAJUSTE SALARIAL COMO DADO A OUTRAS CATEGORIAS;
    QUE O GOVERNO NÃO SE ESFORCE SÓ PELO DÉCIMO DESTE ANO ONDE CONTEMPLA OS QUE ENTRARAM EM JANEIRO DE 2019;
    ENFIM, QUE O GOVERNO OLHE PARA OS SERVIDORES E FAÇA VALER O SEU MANDATO.

  9. Juvenal disse:

    Que ótima notícia! Agora vou poder me endividar mais para cobrir as despesas feitas em razão dos salários que o Estado não pagou. Estava ansioso para pagar mais uns juros ao banco.

Veja como foi a negociação do Governo do Estado com o Banco do Brasil

O governo vendeu a conta geral do Estado por R$ 251 milhões para o Banco do Brasil. Mais de R$ 102 milhões foram pagos sobre acerto de atrasados não recolhidos, quase R$ 830 mil foram destinados da ação judicial para honorários advocatícios e mais de R$ 123 milhões serão creditados em dezembro.

Veja mais: Governo vende conta geral do Estado por R$ 251 milhões; acordo permite liberação de consignados

O acordo foi firmado nesta segunda-feira(26). Por ora, não entra nenhum valor. O que vai acontecer é que serão liberados empréstimos consignados para os funcionários, já que serão quitados os valores que o Estado recolheu e não pagou. Em dezembro, entram R$ 123 milhões.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Matematica disse:

    251 – 102 é igual 149. Menos 1 milhão(advogado) é igual 148. Mas so vai receber 123. Nao fecha.

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Apropriacao indebita se fosse um prwfeiti ho do interior tava lascado.Aqui no RN e assim.

  3. AMARO disse:

    ESPERA UM POUCO, DEIXA ENTENDER…
    R$ 102 milhões foram pagos sobre acerto de atrasados não recolhidos…
    ISSO SIGNIFICA QUE O GOVERNO ANTERIOR RECEBEU E NÃO REPASSOU??
    ISSO NÃO É CRIME??
    QUEM VAI RESPONDER POR ISSO?? O SERVIDOR QUE ESTÁ SEM RECEBER OS ATRASADOS E O DÉCIMO TERCEIRO DE 2018??
    COMO FICA ESSA SITUAÇÃO??

  4. Cesanildo disse:

    Deixa ver se eu entendi:
    "O governo vendeu a conta geral do Estado por R$ 251 milhões para o Banco do Brasil. Mais de R$ 102 milhões foram pagos sobre acerto de atrasados não recolhidos, quase R$ 830 mil foram destinados da ação judicial para honorários advocatícios e mais de R$ 123 milhões serão creditados em dezembro"

    Essa conta foi criada para todos os recursos do estado cair nela ou centralizou tudo nessa conta ter autonomia somente dela. Neste caso o banco do brasil é que vai adminstrar essa conta e o governo não tem autonomia nenhuma nos recursos do estado ou seja a governado não tem autonomia de administrar 1 centavo do estado.

    Pense num negocio vantajoso!!!!!

    Tamos Lascado

    • Anti-Político de Estimação disse:

      O que eu gostaria de saber, e espero que o Ministério Público também, é para onde foram os 102 milhões de reais que foram descontados dos servidores e não foram repassados ao Banco.
      Isso é caso de Polícia !, que se punam os responsáveis !

POLÊMICA: Nomeação de advogado que responde a processos judiciais para cargo no Governo do Estado gera repercussão e OAB se manifesta

A nomeação do advogado Mozart de Albuquerque Neto para o cargo de Coordenador de Assessoria Jurídica da Secretaria Estadual de Administração tem gerado repercussão em diversos segmentos da sociedade nesta sexta-feira, 23.

Isso porque circulam informações de que o advogado estaria respondendo a vários processos judiciais na esfera de improbidade administrativa, crimes de responsabilidade, emprego irregular de verbas e fraude em licitações. Veja matéria completa no portal Justiça Potiguar clicando aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    A OAB já era. Virou bananeira que já deu cacho. Vai longe o tempo que a entidade desfrutava de prestígio e conceito inquestionáveis, a ponto de ser conhecida como "casa do doutor Mário Moacyr Porto".

  2. Esquerda mi mi mi disse:

    O DNA é forte!

  3. Ivan disse:

    O q vc´s esperam q uma quadrilha nomeie…Um santo????? Esse é o partido de Lula, esqueceram???

  4. Humilde Iconoclasta disse:

    São indicadas pessoas amigas e de confiança, se for outro nome a ficha criminal vai ser maior. O ciclo de amizade desse povo é todo assim, o que vocês querem? hahahah

  5. Getúlio disse:

    Qual o problema? a governadora é de um partido, cujos 100% dos seus membros respondem por crime de corrupção e peculato. Votaram nela porquê quiseram, agora aguentem as pontas.

    • CARLOS disse:

      Vdd !Disse tudo!Isto faz da parte do política correto da ideologia do PT! Kkk

Arena das Dunas solta nota de esclarecimento sobre informações do Governo do Estado

Em nota em destaque nesta quinta-feira(22), a Arena das Dunas informa que a atividade da empresa fiscalizadora, contratada pelo Governo do Estado, é de verificar o cumprimento dos indicadores de desempenho pela concessionária na execução do contrato de concessão.

“A obrigação de realizar o pagamento ao verificador independente, previsto no contrato com a Arena das Dunas, é do Governo do Estado, podendo descontar da Arena das Dunas o valor de até R$ 120 mil por ano. A participação do Governo do Estado nas receitas acessórias segue a metodologia de cálculo apresentada em PPA (Procedimento Previamente Acordado) e é auditada por uma auditoria externa, que verifica a adequação da prestação de contas às normas aplicáveis (contrato, PPA e lei). A atividade da empresa fiscalizadora é de verificar o nível de cumprimento dos indicadores de desempenho pela concessionária na execução do contrato”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gil disse:

    O Estado ficou com a trolha na mão. O terreno nu apura mais dinheiro do que o estádio, pois frequentemente é alugado para circo, parque de diversões, shows etc. vai chegar a hora q vai ser mais negócio demolir o elefante e aproveitar o terreno, pois a manutenção do bicho vai ficar inviável. Valeu Lula e OAS o povo do RN agradece o investimento.

Governo do Estado emite nota de pesar pelo falecimento do jornalista Carlos de Souza

Foto: Elisa Elsie 

O Governo do Rio Grande do Norte lamenta, com enorme pesar, o falecimento do jornalista Carlos de Souza nesta sexta-feira (16). Aos 60 anos, Carlão, como era conhecido no mercado jornalístico, faleceu em sua casa, apenas dois meses depois de descobrir um câncer.

Sua atuação profissional foi marcada nas redações dos principais impressos do estado, como Diário de Natal e Tribuna do Norte, onde foi repórter, editor e colunista. Também trabalhou na então TV Cabugi, em campanhas políticas e na Assessoria de Comunicação do Governo do RN, nos anos de 2011 e 2012.

Nascido em Areia Branca, Carlão ingressou na literatura ao lançar cinco livros. Foi também professor da UFRN. Além da mulher, Sônia, ele deixou três filhos – Alex, Sérgio e Constância – e quatro netos – Helena, Ulisses, Alexandre e Vinícius.

Era tido pelos amigos e colegas de trabalho como um grande incentivador da leitura, da cultura e do desapego material.

Neste momento de profunda dor, o Governo do Estado manifesta sentimento de pesar e de solidariedade aos familiares e amigos pela irreparável perda.

No Governo do Estado, prefeito Paulinho cobra mais policiamento em São Gonçalo

Foto: Divulgação

O Prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulo Emídio (Paulinho), esteve reunido na sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, nessa quarta-feira (14), com o secretário coronel Francisco Araújo, o vice-governador Antenor Roberto, representantes da polícia militar e da cooperativa de táxi.

Na ocasião, Paulinho ressaltou a importância de o executivo estadual ter um olhar diferenciado para São Gonçalo. “Somos a entrada e saída do Rio Grande do Norte – temos o aeroporto internacional. Temos mais de 100 mil habitantes e somos a cidade que mais cresce no estado. Não podemos continuar com o atual efetivo da Polícia Militar. Precisamos, urgente, de reforço, de ações”, pontuou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magnum disse:

    Parabéns Prefeito Paulinho cobrar sempre o melhor para nosso município!!!!!

Auditores informam aumento de R$ 100 milhões em arrecadação no semestre e cobram resposta concreta do Governo do Estado sobre salários

O Governo do Estado aumentou em cerca de R$ 100 milhões sua arrecadação própria entre os meses de janeiro e juljo de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. As informações são dos auditores fiscais do Estado, em reportagem em destaque na Tribuna do Norte. De acordo com a publicação, mesmo com esse aumento, correspondente a 5,6% do orçamento, ainda não há uma solução para o pagamento de salários atrasados, referentes a novembro, dezembro e décimo terceiro de 2018.

Na reportagem, o diretor do Sindicato dos Auditores fiscais do RN(Sindifern), Fernando Carvalho de Freitas, após propor soluções que dependem de uma série de fatores para aprovação, o Governo precisa dar uma resposta concreta aos servidores sobre esses pagamentos, já que houve excesso de arredação no semestre.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Getúlio disse:

    Se eu ganhasse 40 mil como esses reclamantes, não choramigava com salários atrasados, tomava meu vinho gran reserva com charuto cubano, e aguardava tranquilo, sem fazer nada, como sempre, que ninguém é de ferro, aguardando mais 16,80% de aumento.

  2. Fabio disse:

    E desde quando o salário de um auditor está diretamente relacionado com a receita do estado? Trabalhem, trabalhem muito porque vocês ganham muito bem e ainda tem uns que enriquecem sabe-se lá como.

  3. Ivan disse:

    Nesse mesmo período o déficit previdenciário foi de quase 1bi…Mas, nosso estado é rico, não precisa de reforma de previência, deixem isso pros lisos do sul e sudeste!!!!

  4. Manoel disse:

    O que é são 100 milhões face a um déficit de bilhões?

PM vai ter que pedir permissão ao Governo do Estado para cumprir mandados judiciais

Foto: Elisa Elsie, da Assessoria de Comunicação do Governo

É destaque no Justiça Potiguar. A governadora Fátima Bezerra assinou um decreto que protocola a ação da Polícia Militar em casos de cumprimento de ordens judiciais de reintegração de posse coletiva. O texto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 8.

De acordo com a publicação, quando o Comandante-Geral da PM receber determinação judicial para operações de apoio a reintegração de posse coletiva, deverá comunicar o fato imediatamente à Governadora, ao secretário de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), ao Procurador-Geral do Estado (independentemente de o Estado fazer parte do processo judicial) e ao Comitê Estadual de Resolução de Conflitos Fundiários Rurais.

O texto também afirma que a realização da operação dependerá da autorização do secretário da Sesed, que deverá analisar diversos aspectos e o método para a operação “para preservar o direito à vida e à dignidade humana dos envolvidos”.  E MAIS(Clique aqui).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juailson disse:

    O ideal seria o juiz pedir permissão a governadora, para expedir o mandado judicial….. Pronto !!! Poupava a PM de ir até a governadoria pedir permissão!!!
    Mas tu acha!!!

  2. César disse:

    Isso é inadmissível, a DITADURA do PT no RN está forte, em nenhum estado você vê esse tipo de situação, a governadora acha que faz parte do judiciário também.

  3. ALERTA disse:

    Então manda prender a governadora, se ela não deixar a polícia cumprir a ordem judicial.

  4. Verônica disse:

    É o jeito PeTralha de de governar. O judiciário caladinho porque os supersalários deles estão sendo pagos em dia, em detrimento de nós mortais pagadores de impostos. Ela deve ter fumado uma maconha podre e estragou os neurônios

  5. Cidadão disse:

    Tá pirada… O Bokus deixou ela assim… Quando o Judiciário determina uma ação, não cabe a ela interferir…. no máximo ser comunicada e informada… Ela não respeita a independência dos poderes? E depois vem com a conversinha de democracia petista….

  6. Fábio Oliveira disse:

    Governadora acima da Lei! É gópi!

  7. Lampejao disse:

    É GÓPI…….É GÓPI…..É GÓPI….É GÓPI….É GÓPI…….

  8. Saul Regis disse:

    Pode isso Arnaldo?!

  9. Luciana Morais Gama disse:

    O Ministério Público Estadual assiste isso calado??

  10. Comentando apenas disse:

    Por não ter competência e mando pra resolver os problemas, a governadora sai delegando poder a comissões e comitês de burocratas com supersalarios os quais engendram suas eternas reuniões improdutivas e sem denominador comum.

    Neste lapso temporal, grupos baderneiros invasores vão destruindo plantações e tocando fogo nos meios de produção até que não se reste mais pedra sobre pedra.

    Atentos a este cenário, agentes agroinvestidores riscam o estado do RN de suas listas de investimentos, ninguém pleiteia investir num local onde a insegurança jurídica é patrocinada pelo próprio ente governamental.

    Em suma:
    Pobre do RN, tão longe dos planos de Deus, tão perto dos planos de Lula.

  11. Everton disse:

    O Estado que passa anos sem ajudar àqueles que estão em situação de risco, que invadem a propriedade privada por, em muitos casos, ser a única opção daqueles miseráveis à margem da sociedade, agora quer impor condição para cumprimento de ordem judicial? Se estou enganado isso é ingerência política em outra esfera de poder! O Executivo não tem que condicionar a execução de quaisquer ordem judicial! Essa governadora e esse partido dela são uma piada pronta!

  12. Claudiuney Andrade disse:

    Se um juiz dê a ordem de reintegração e a governadora não concordar a ordem judicial não será cumprida? E ficará por isso mesmo?

  13. Fábio disse:

    A decisão do Juiz fica submetida ao governador do estado concordar ou não concordar?

  14. Bené Brito disse:

    Acho uma medida equivocada do governo.

  15. Davi disse:

    Ô mêdo grande de cadeia, sabe que um dia Irão ser enjaulados. nem se preocupem, vai ser pela PF. Rsrsrs

  16. djalma disse:

    Deixa ver aqui se entendi: Não vão cumprir a ordem judicial e não vão mais respeitar a propriedade privada

  17. Silva disse:

    Isso chama se ditadura não ? Puro chavismo