Política

Governo quer renegociação de contrato com a Arena das Dunas; veja pontos

Foto: Jobson Galdino / Portal da Copa/ ME

O Governo do Estado aprovou termos iniciais para iniciar diálogo com a concessionária Arena das Dunas, visando renegociar o contrato assinado em 2011. A revisão está prevista em cláusula contratual que pode ser acionada a cada cinco anos, desde que em comum acordo entre concessionária e administração estadual.

A informação foi antecipada pelo controlador-geral do Estado, Pedro Lopes, em entrevista à Jovem Pan News Natal. Ele afirmou que, pessoalmente, classifica a parceria firmada em 2011 um “equívoco”.

Formalizada a provocação pela revisão, o prazo para que o processo seja concluído é de até 90 dias. O contrato assinado há dez anos prevê acerto para demolição e remoção do Machadão e Machadinho, construção, manutenção e gestão da Arena (e estacionamento) pelo prazo de 20 anos.

A necessidade de revisão foi arguida pelo governo a partir das auditorias realizadas pela Controladoria Geral do Estado, uma concluída em 2020 e outra em 2021. Segundo o relatório do controle interno do governo, os seus dispêndios com o contrato são muito superiores aos comprovados pela concessionária.

Veja pontos que serão apresentados pelo Governo:

1) QID – NOTA X PERCENTUAL: o contrato precisa exigir excelência, ou seja, precisa ser mais rígido quanto a redução do percentual, incidindo inclusive a partir de nota “menor que 100”, e não somente “menor que 80 maior que 75”;

2) QID – SISTEMA AVALIATIVO: o contrato possui um quadro ao qual explica o sistema de pesos de nota, para guiar o verificador independente que devem ser levados em consideração na avaliação do QID; a questão da estrutura física, em detrimento da parte de gestão, pouco ou quase nada é avaliado no QID; assim, deve ser revisado para prever quatro índices de qualidade: a)Índice de Qualidade (IQ) para avaliar a qualidade do serviço prestado pela CONCESSIONÁRIA onde será realizada pesquisa de satisfação, o público; b) Índice de Disponibilidade (IDI) para avaliar o grau de disponibilidade do Complexo de Estádio; c) Índice de Conformidade (IC) para avaliar a conformidade às normas, certificados e relatórios exigidos; d) Índice Financeiro (IF) para avalia o desempenho financeiro e de gestão administrativa da CONCESSIONÁRIA;

3) VERIFICADOR INDEPENDENTE: hoje o serviço prestado pelo Verificador não é suficiente para que o Estado consiga usufruir o máximo do contrato de Concessão, o Verificador possui em seu corpo de trabalho, um engenheiro civil (responsável), um engenheiro mecânico e um engenheiro eletricista, não existindo avaliação quanto a gestão do Arena, mas somente da parte física. Precisa-se exigir do Verificador profissional da parte de auditoria, bem como especialista em análise financeira, além disso, maior transparência com relação aos seus métodos de avaliação, bem como de conhecimento quanto ao manuseio do contrato de concessão em si, diante de sua alta complexidade;

4) REEQUILÍBRIO ECONÔMICO FINANCEIRO: necessário estabelecer o equilíbrio-financeiro propondo pagamento pelos custos efetivamente desembolsados para cumprir gastos com financiamentos, impostos e despesas operacionais de manutenção do estádio, adicionado de taxa de administração;

5) MULTAS: a Cláusula 42 do contrato fala sobre as multas, porém, é uma cláusula que merece atenção. Acontece que o Contrato estabelece a multa de 5% (cinco por cento) no valor mensal da contraprestação, para que o PODER CONCEDENTE pague a concessionária sempre que descumprir qualquer cláusula ainda que parcialmente, contudo a recíproca não é verdadeira, já que para a CONCESSIONÁRIA só incide em multa com relação a atrasos no cumprimento de cronograma de execução de investimento, ou seja, fora pensado apenas pontualmente quanto a construção do ARENA, sendo deixado de lado quanto a operação e manutenção do bem público;

6) PRAZO: a cláusula de prazo para o pagamento da contraprestação também merece ser revisada, isto porque, para que de fato o pagamento seja realizado o PODER CONCEDENTE precisa tramitar um processo, que demanda tempo, sobretudo por existirem vários órgãos interessados, assim, seria importante ainda uma RENEGOCIAÇÃO CONTRATUAL quanto ao prazo para que o pagamento seja efetuado, para que de fato o erário não venha a ser prejudicado pelas multas;

7) RENÚNCIA A AÇÕES JUDICIAIS: que a partir da negociação, a CONCESSIONÁRIA renuncie expressamente a ações judiciais, em especial sobre multa, juros e demais encargos cobrados por supostos atrasos no pagamento, reconhecendo o modelo de pagamento acordado em 2019, de 3 desembolsos mensais (nos dias 5, 15 e 25);

8) FONTES ADICIONAIS DE RECEITAS: A concessionária apresente proposta de pagamento do valor devido a título de fonte de receitas adicionais no período de 2014 a 2021, na forma atual do contrato, podendo ser revista a proporção prevista na Cláusula 24.3 a partir do valor a ser pago pelo Poder Concedente para custear despesas de gestão e operação para geração dessas receitas.

Com informações de Tribuna do Norte

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/governo-quer-renegociaa-a-o-de-contrato-com-a-arena-das-dunas-veja-pontos/523557

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo do Estado não definiu alteração salarial em reunião com sindicatos, esclarece nota do SEAD

No último dia 15 de outubro, a Secretaria de Estado da Administração (SEAD) se reuniu com a diretoria do Sinsp/RN. Na ocasião, não foi definida uma data para o anúncio do reajuste dos servidores da administração direta do Estado, tampouco a tabela de alteração salarial exposta pelo sindicato em suas mídias é a definitiva, esclarece a nota divulgada pelo SEAD.

Qualquer anúncio sobre reajuste dos servidores será realizada pela governadora Fátima Bezerra e que a tabela em questão ainda não foi aprovada pelo Comitê de Gestão e Eficiência (CGE), que é a instância deliberativa financeira do estado.

A nota ainda enfatiza que a SEAD lamenta as informações disseminadas sobre a reunião em questão, e que trabalha para quitar quatro folhas herdadas da gestão passada, restando apenas a de dezembro de 2018, que já tem calendário de pagamento definido.

Opinião dos leitores

  1. O mandato tá terminando, e ainda fala-se em gestão passada ????
    Tem que ser muito, doidinho do pão, para engolir esse discurso MIXURUCA.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Defensoria garante bloqueio de R$ 123 mil da Prefeitura de Natal para pagamento de aluguéis sociais

Foto: Tom Guedes / Inter TV Cabugi

A Defensoria Pública do Rio Grande do Norte conquistou decisão judicial determinando bloqueio de verbas da Prefeitura de Natal para pagamento de aluguel social de 31 famílias. A decisão atendeu pedido de cumprimento forçado de outra decisão já existente.

O valor bloqueado foi R$ 123.780,00 e cobre seis meses de aluguel social para o grupo.

O g1 mostrou que na última semana famílias contempladas com aluguel social receberam ordem de despejo por falta de pagamento da Prefeitura de Natal.

Ao todo, são 53 famílias que viviam em barracos no Viaduto do Baldo e que por uma ação de reintegração de posse foram retiradas de lá. Todas essas famílias foram contempladas com o aluguel social, mas a ação alcança 31 famílias que foram as primeiras a receber a ordem de despejo.

Os primeiros 5 meses de aluguel foram pagos pelo Governo do Estado através do programa RN Chega Junto. Depois, o estado assumiu mais 3 meses de aluguel e o contrato passou para o município de Natal. Como a prefeitura não assumiu o aluguel os moradores começaram a receber ordem de despejo.

Na ação inicial, os defensores haviam solicitado à Justiça a condenação da Prefeitura de Natal para que realizasse o pagamento mensal de auxílio pecuniário para aluguel de imóvel residencial – o chamado aluguel social – às famílias abrangidas pelo programa “RN Chega Junto”, residentes em Natal. O público-alvo do mencionado programa foi a população em situação de rua e os refugiados, apátridas e migrantes.

O programa chegou a alcançar um total de 95 famílias. No entanto, o levantamento mais recente sobre as famílias nessa situação, feito pela Cáritas Diocesana de Caicó, indica que 31 famílias correm o risco de voltar a viver em situação de rua devido ao término do aluguel. A justiça acatou o pedido e determinou que a Prefeitura realizasse o pagamento

No entanto, apesar da decisão, a DPE/RN registrou atendimento de várias pessoas relatando a iminência de despejo de suas famílias por ausência de pagamento do aluguel social. Por meio das declarações prestadas à instituição, é possível visualizar a vulnerabilidade extrema a que estão sendo expostas as famílias em questão devido à inobservância do comando da tutela de urgência deferida.

Diante da realidade, a Defensoria ingressou com o pedido de cumprimento forçado da decisão judicial. De acordo com a nova decisão judicial, a definição do órgão gestor e a forma de transferência dos valores bloqueados são questões que serão apreciadas em uma audiência de conciliação agendada para o dia 26 de outubro de 2021.

A Secretaria de Assistência Social informou que as famílias que ainda se encontram contempladas pelo aluguel social em questão estão sendo acompanhadas pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) com toda à assistência necessária.

G1 RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Dois dos maiores hospitais de Natal param de atender SUS por atrasos do Governo do Estado e Prefeitura do Natal

O Blog do BG recebeu a informação que o Hospital Rio Grande e o Hospital do Coração, simplesmente, pararam de atender pelo SUS em Natal. O motivo são os atrasos das partes equivalentes do Governo do Estado e da Prefeitura do Natal.

Opinião dos leitores

  1. Manoel F

    KKKKKKKK. Vc também fica putinho quando os filhos do presidente das rachadinhas compram mansões milionárias com dinheiro público desviado? Ou a raiva é seletiva e só acontece quando o roubo é feito pela esquerda?

  2. Tenho a impressão que Fatão do GD veio morar aqui fugida de algo na Paraíba e para nosso azar, chegou a governadora do estado, que, depois de dois desastres ( Rosalba e Robinson) recebeu o terceiro. Estamos sem segurança, sair as ruas só se for correndo e nu, talvez aí a polícia apareça, ficar doente nem pensar, pagar escola privada só para quem tem recursos, as escolas públicas estão abandonadas, os professores no ócio, sei não viu, a coisa a cada dia que passa só se complica, triste do nosso estado esqualido e da nossa situação em todos os aspectos.

  3. Para concertar o Rn : Brenno Queiriga Governador e Benes de vice.
    Aí sim tem conhecimento e é HONESTO.

  4. Precisei fazer um exame de ressonância de próstata esperei um ano acionei a justiça médica aí o representa do governo levou a autorização quando cheguei no hospital pra fazer o que tinha autorizado era uma ressonância abdominal aí no hospital me disseram que o governo não tava autorizado mais esse governo realmente é um governo genocida isso foi logo no início do governo Fátima.

  5. O governo do Estado do RN r prefeitura de Natal, Estão praticando um Genócidio contra o povo do RN e de Natal que precisam serem atendidos por esses hospitais, já não basta a falência operacional do maior hospital do RN, Walfredo Gurgel, e agora os hospitais privados. O povo do RN e de Natal tem que dar um basta nessa irresponsabilidade, pois vai ter gente morrendo a míngua.

    1. A culpa é da maioria das pessoas, que colocam inúteis no poder!

    2. Gente morrendo a míngua já tem no país inteiro, graças ao bosta que vcs colocaram no poder e ainda continuam por aqui passando o pano
      Incentiva o não uso às máscaras, o desrespeito as regras de prevenção e atrasou a compra das vacinas
      Genocida é o presidente!

  6. Simples de se resolver, basta mostrar aos que estão internados a folha de pagamento do funcionalismo em dia. É um santo remédio para os que estão necessitando de uma melhor atendimento e de recursos hospitalares.

    1. Isso é Genocídio cruel, pois a parte do Governo Federal é depositado todos os meses, sem atraso…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do Estado estuda adotar passaporte da vacina no RN

A Tribuna do Norte destaca em reportagem nesta quinta-feira(16) que a Secretaria Estadual de Saúde estuda a adoção do chamada “passaporte da vacinação” como condição do acesso a locais que tenham aglomerações. Somente pessoas que comprovem o certificado de imunização em relação à covid-19 poderão frequentar locais como shows, eventos e estabelecimentos comerciais, caso a medida seja implementada. A Prefeitura de Caicó anunciou que irá adotar a medida. Em Parnamirim, a Prefeitura disse que conversa sobre a questão. A Prefeitura de Natal, por sua vez, afirmou que não tem nenhuma iniciativa a esse respeito.

O Estado já garante o certificado, que pode ser acessado na plataforma RN + Vacina, a partir do momento do recebimento da primeira dose, mas ele ainda não é obrigatório. “Além das tratativas com a SET, estamos discutindo com empresários e comerciantes para o uso desse certificado, para que a gente consiga garantir a ampla vacinação no Estado”, informou Kelly Lima, coordenadora de vigilância em saúde da Sesap.

Veja mais detalhes em reportagem na íntegra clicando no link abaixo:

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/governo-estuda-passaporte-da-vacina/520741

 

Opinião dos leitores

  1. Essa tentativa de governantes autoritários, movidos pela irresistível vontade de controlar a vida das pessoas, faz lembrar do que os nazistas fizeram com os judeus. Tachados de sub-raça, de perigosos para o pais, os judeus tiveram sua cidadania castrada, foram marcados e segregados da sociedade alemã ariana e “superior”. E vimos no que tudo terminou. Estamos vendo que os ditadores são exatamente aqueles que fazem oposição ao presidente Bolsonaro, o ÚNICO realmente preocupado em defender os direitos e a liberdade do povo brasileiro. E estamos vendo também que o presidente é o ÚNICO que goza de apoio popular. Seus opositores podem ter o domínio das instituições do país (exceto das FFAA), mas o povo está vendo tudo.

  2. Saiu na FOLHA DE SP: “vacinados que pegaram COVID-19 já são 81,7% dos internados em SP.

  3. Obriga logo a usar uma camisa com um símbolo qualquer para identificar esses cidadãos indesejados.

    1. Amigo, pare de banalizar o Holocausto e a perseguição do povo judeu! A comparação de tomar uma vacina com campo de concentração faz diminuir as atrocidades do nazismo!

  4. O governo do estado não consegue adotar 01 medida que seja aprovada pelo povo, isso sim é ter respeito pela população. Esse controle social manipulado através das vacinas é o novo modo de mapear, colocar coleira no povo, domesticar os incautos. Imagine se isso fosse ideia do presidente, a mídia, a esquerda e todos os jornazistas estariam 28 horas por dia criticando. Mas como é uma iniciativa do cononaDória, a esquerda vai atrás impondo a população mais uma forma de acorrentar a liberdade.

    1. Se muda pra Cabul então. Lá a vacina não é obrigatória nem tem STF nem imprensa.

  5. Entre me vacinar ou não, prefiro me vacinar. Acredito que a diminuição do contágio e do número de óbitos foi graças à vacina. Estou ansioso pela terceira dose. Prefiro o benéficio da vacina, mesmo que eventualmente ocorra algum malefício com o imunizante.

  6. Isso é pt amigos, isso é RN, povo desprovido de inteligência, eleger uma sem futuro dessas, sindicalista radical, que se diz professora e nem falar sabe, só aquí mesmo. Tenho vergonha de ser Norteriograndense.

  7. Houve uma decisão jurídica favorável a correção dos salários atrasados do funcionalismo público, a PGE recorreu, no STF a ministra Carmem Lúcia manteve a decisão pelo pagamento. Ontem recebemos o restante do 13 salário sem nenhuma correção, lamentável o desrespeito ao funcionário e ao próprio STF e ninguém do desgoverno de Fatão vem a público dizer nada, esse governo é a última facada no estado, só um milagre para nós tirar desse buraco em que caímos.

  8. Parece que serei obrigado a mudar de residência. Não se pode criar cidadãos de 2a. classe, não se pode obrigar alguém a injetar substâncias em seu corpo. Isso é um enorme absurdo. Essas vacinas são emergenciais, cheias de dúvidas e contra-indicações. Já houve muitas mortes por causa de vacinas, a da Pfizer causa miocárdio, a Astrazêneca causa tromboses e nenhuma delas impede o contágio nem a transmissão do vírus. Tempos muito estranhos e as pessoas estão imbecilizadas, sem atentar para o que está ocorrendo.

    1. Concordo! AS pessoas estao Muito imbecilizadas a ponto de seguir essa narrativa negacionista e bovina como a sua…

    2. Sua relação de causa e efeito está bem esquisita, venha com DADOS apresentar a percentagem de possibilidade de danos e aproveite e compare com outras reações adversas oriundas de remédios ou outras ingestões.
      Cloroquina também tem diversos efeitos adversos do mesmo nível, só para constar.

    3. Desconheço esse número grande de morte porcausa da vacina. De onde tiraste isso, criatura desmiolada? Muitíssimo mais mortes ocorreram por falta de vacinas, crime pelo qual Bozó terá que responder.

    4. Não vim ao mundo para ser escravo nem admito covardia. Não admito a tutela estatal para determinar como devo viver. Vê-se claramente que a molecagem e a politicagem determinam o discurso fajuto dos idiotas. Com essa cambada não há diálogo possível e certamente minhas postagens não são dirigidas a essa escória. Mas o blogue tem muitos leitores discretos, adultos e que pensam. Felizmente.

    5. Direita bovina adestrada e PAGA: Os leitores daqui não merecem seus argumentos MENTIROSOS com dados pífios que só refletem a narrativa MENTIROSA de fake news que seu MINTO das rachadinhas usa e abusa para enganar o gado! Suas mentiras não mais passarão incólumes aqui, vá postar isso nos grupin de ZAP terraplanistas da gadolândia que lá vc tem palco e gado amestrado para aceitar isso sem contrariar as mentiras que vc bosteja!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Restaurantes Populares vão parar por falta de pagamentos do Governo do Estado

Desde do início da gestão da secretária da SETHAS, professora Íris de Oliveira, os fornecedores de programas sociais que são pagos pelo Fundo de Combate à Pobreza, veem sofrendo com frequentes atrasos nos pagamentos dos serviços prestados ao Governo do Estado. Atualmente, a situação ficou extremamente complicada já que o tempo de não pagamento já ultrapassa os 100 dias. A situação está tão séria, que algumas dessas empresas já recorreram a empréstimos bancários para conseguirem manter os referidos programas funcionando, enquanto outras empresas já estão demitindo os seus colaboradores por não conseguirem honrar com sua folha de pagamento. Não bastasse o drama, sem condições de pagamento de despesas básicas como aluguel, fornecedores, impostos e funcionários, a próxima medida a ser adotada pelas empresas será a interrupção desses programas que servem à população diariamente, como o do leite e de restaurantes populares

Os fornecedores informaram que já procuraram a SETHAS por diversas vezes, mas a única resposta que obtiveram é que os pagamentos já foram processados, mas que não existe previsão de pagamento e que dependem do Secretário de Planejamento, José Aldemir Freire.

A verdade é que esses credores estão sustentado programas que são de responsabilidade do Governo do Estado, mas sem nenhuma previsão de recebimento, fato este que escancara a incompetência na gestão financeira da Secretaria Estadual do Trabalho, Habitação e Assistência Social, e como sempre quem vai pagar por isso será o povo potiguar.

Lamentável.

 

Opinião dos leitores

  1. Em primeiro lugar, triste e lamentável. Em segundo lugar, baita de uma contradição. Um estado da federação, “governado” por um partido dito dos trabalhadores, fazer uma safadeza dessa, com quem mais precisa. Realmente, onde têm PT….. João Macena.

  2. Essa governadora está omissa desde que assumiu este infeliz governo, um governo ineficaz, movido por calotes aos servidores, suspeito de desvios de dinheiro público pelo consórcio. E ainda com pretensão de reeleiçao, mas uma gestão dela e estado afunda. O PT é um partido acabado, não alimentem esperança povo riograndense, enterrem de vez, este partido comunista. Muda Brasil.

  3. Que situação chegou este governo .ainda vai a TV. Falar que está pagando em dia os fornecedores .isto é uma vergonha

  4. Que tristeza ! O governo que se diz “do povo”, “dos excluídos”, realizando a exclusão dos mais humildes. Vivendo, vendo e aprendendo.

  5. KD os voadores que vivem chamando Fatão do GD de governadora excepcional? Somos de um estado lindo, admirado, rico em belezas naturais, mais que vivemos numa pininimba cachorro da mulesta, depois de quatro anos de desastre por cima de desastre com Rosalba, mais quatro com outro que só queria fazer finta de galã, agora temos essa, meus Deus é muito azar, não temos segurança, a educação está paralisada, a saúde afundada em denúncias, a infra estrutura de estradas num flagelo, sem investimentos, o projeto do governo cidadão aos trancos e barrancos, sem investimento em obras estruturantes, os estados vizinhos dando banho de loja, é muito infortunio.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do Estado não paga e Liga Mossoroense vai parar quimioterapia e diagnósticos

Foto: Divulgação

A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) comunica a sociedade Potiguar que, em razão da falta de repasse financeiro da Produção Plus por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, referente aos anos de 2017 a 2021, a Instituição irá paralisar seus serviços de quimioterapia e Diagnóstico por Imagem a partir do próximo dia 13 de Setembro por tempo indeterminado.

Somados todos os débitos dos valores do Plus do Governo do Estado do Rio Grande do Norte para com a Liga Mossoroense, dos anos de 2017 a 2021, a dívida com a Instituição ultrapassa os R$ 15 milhões de reais.

A Liga Mossoroense já buscou por inúmeras vezes, nesta e em outras Gestões, participar de reuniões, bem como propôs acordo, por meio do parcelamento da dívida com o Governo do Estado, a fim de não ser obrigada a paralisar seus serviços e prejudicar os pacientes oncológicos de Mossoró e região.

Por último, em reunião realizada no último dia 19 de agosto com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP) foi firmado um compromisso de parcelamento do montante, com início do pagamento previsto para o dia 30 de agosto e posteriores parcelas nos dias 30 de cada mês subsequente. No entanto, a primeira parcela não foi repassada na data firmada em acordo. Com isso, diante da falta de insumos, a Instituição não vê outra alternativa a não ser a paralisação de parte dos seus serviços.

A Liga Mossoroense é referência no tratamento oncológico em Mossoró e região, atendendo cerca de 64 municípios, compreendendo as II, IV e VI regiões das Unidades Regionais de Saúde Pública (URSAP), com um fluxo de aproximadamente 500 pacientes/dia em suas Duas Unidades Hospitalares.

O comunicado publicado nesta quinta-feira(09) é assinado por Paulo Henrique Lima do Monte, presidente da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC).

 

Opinião dos leitores

  1. Acho que o governo do RN não pagou porque a liga Mossoroense não é uma empresa de outro Estado, pois tudo que é de empresas de outros Estados tem prioridade para receber do governo do RN, os de casa ficam para depois se sobrar dinheiro.

  2. Eu acho que deve voltar: Wilma de faria, Rosalba ciarllini ou Robson farias. Acho que eles deixaram saudades. Mas cada um tem o governo que merece. Robson se candidate de novo o RN quer você de volta

    1. Mas não enganou mesmo, PeTralhas cumprindo seu dever, que mal faz isso, bacana, ela estar sendo original. Parabéns!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

MP solta nota dizendo que não teve responsabilidade por compras e escolhas do Governo do RN para o Covid

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) emitiu nota de esclarecimento para falar sobre valores pagos pelo Governo Fátima no contrato alvo da Operação Lectus, da PF e da CGU.  Na justificativa, diz que o órgão limitou-se “a tão somente fazer as cotações de preços”, assim acabando com a justificativa do controlador-geral do Estado, Pedro Lopes, de que o MP tinha participado dos processos.

O MP estadual ainda disse que o “Setor de Compras do MPRN não participou de qualquer decisão sobre a aquisição e/ou contratação dos itens e as análises das cotações e dos fornecedores, limitando-se a tão somente fazer as cotações de preços”.

Veja íntegra abaixo:

1 – em abril de 2020, única e exclusivamente com o objetivo de auxiliar no combate ao avanço da Covid-19 em nosso Estado, disponibilizou estruturas de pessoal e equipamentos ao Comitê Governamental de Gestão da Emergência em Saúde Pública decorrente do Coronavírus, conforme noticiado à época (https://www.mprn.mp.br/portal/inicio/noticias/10618-mprn-disponibiliza-estruturas-de-pessoal-e-equipamentos-para-comite-estadual-de-combate-ao-coronavirus);

2 – entre os auxílios oferecidos, houve a disponibilização voluntária de servidores do Setor de Compras do MPRN para ajudar em cotações de preços. Em alguns casos, houve cotações de preços em mais de 50 fornecedores em todo o país para apenas um único item;

3 – essas cotações de preços foram feitas rigorosamente com base nos itens e condições definidos unilateralmente pela própria Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), não tendo a equipe do MPRN tecido indicativos sobre quais deveriam ser adquiridos e/ou contratados;

4 – o Setor de Compras do MPRN não participou de qualquer decisão sobre a aquisição e/ou contratação dos itens e as análises das cotações e dos fornecedores, limitando-se a tão somente fazer as cotações de preços.

http://www.mprn.mp.br/portal/inicio/noticias/11283-nota-de-esclarecimento-sobre-declaracoes-do-controlador-geral-do-estado

Opinião dos leitores

  1. Onde tiver o PT e seus aloprados , tem mentiras, enganação, tem roubo, assalto , tem crimes e mortes de inocentes pelos roubos ao dinheiro público, a corrupção mata inocentes, o PT e e seu bando é uma seita satânica que teima em destruir o país, vamos combater essa facção diabólica.

  2. Essa turma do PT é foda, não assumem nada, não sabem de nada e não viram nada, agora estão culpando o MP por desvios de verbas públicas e compras super faturadas, só faltava essa, acho que Sucupira perde feio. É muita cara de pau dos integrantes desse partido e governo do RN.

  3. Resta ainda esse mistério. O MP, uma instituição autônoma, não deveria estar participando em nada. Será que o setor de compras da secretaria necessita do MP? Para que?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI da Covid do RN solicita cópia de inquérito de operação da PF contra o Governo do Estado

A Comissão Parlamentar de Inquérito da covid-19, instalada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, aprovou requerimento solicitando que a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) encaminhem cópia do inquérito da Operação Lectus.

Deflagrada nesta quarta-feira (25) , a operação apura fraudes em dispensas de licitações, peculato, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro através do desvio de recursos públicos federais que foram repassados ao estado do Rio Grande do Norte para o enfrentamento da covid-19.

A notícia, que é destaque na Tribuna do Norte, pode ser conferido com mais detalhes AQUI.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

ICMS e IPVA: deficientes continuam a relatar dificuldades com burocracia no RN e isenção negada

Embora uma parte dos PCDs como (deficientes visuais, síndrome de down, autistas entre outros semelhantes) tenham sido atendidos pelo Governo do Estado na questão da isenção no ICMS e no IPVA, esse processo tem sido uma dor de cabeça para não condutores, como os deficientes físicos.

Relatos que chegam ao Blog se queixam de processos indeferidos. De acordo com os reclamantes, o imbróglio começa a partir da Secretaria Estadual de Tributação que quer o Detran emita o laudo, enquanto o órgão de trânsito diz que não pode emitir o documento para não condutores.

Segundo os PCDs,  a Tributação tem exigido que deficientes físicos não condutores passem pela junta médica do Detran, obviamente, para que o órgão emita o laudo especificando a deficiência do paciente. A dor de cabeça começa neste momento. O Detran alega que só emite laudo de inaptidão ou aptidão para condutores, assim excluindo os não condutores. Resultado: processo indeferido.

Em resumo, os PCDs mesmo apresentando o laudo médico do SUS, (vale destacar, que é aceito pelos órgãos de trânsito pelo país), cujo documento diz que fica a cargo do Detran, através dos médicos peritos do órgão, a disponibilidade de uma junta para esse tipo de solicitação não tem ocorrido. Enquanto isso, as clínicas credenciadas ao Detran, todas elas trabalham com peritos médicos, que estão à disposição para análise de condutores.

Os reclamantes, por fim, dizem que o Detran já se posicionou dizendo que não vai fazer essa junta para pessoas não condutoras. Dessa forma, um órgão rebate ao outro e o governo não toma uma decisão,  enquanto portadores de deficiência física não condutores estão tendo que pagar o IPVA, diante do direito de ICMS negado.

VEJA MAIS – “INDEFERIDO“: PCDs em Natal reclamam de “descaso” e imbróglio entra Detran e Suciva para isenção de IPVA

Opinião dos leitores

  1. Ninguém gosta mais de dinheiro do que essa cambada esquerdopata. Informações do Portal da Transparência do Estado do RN mostram que o governo dessa senhora arrecadou o total de R$ 1.361.944.653,65 a mais, quando comparamos os primeiros sete meses de 2021 e 2020. Os dados são referentes apenas a ICMS e FPE, excluindo os valores de adicionais de ICMS, Dívida Ativa de ICMS, juros de mora da dívida ativa de ICMS e multas da Dívida Ativa de ICMS. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (Sinsp). Esse governo já recebeu MUITO dinheiro extra, incluindo bilhões do governo Bolsonaro, que deveriam ter sido usados no combate à pandemia e NÃO FORAM. O que essa senhora está fazendo com tanto dinheiro? Nem sequer os salários atrasados dos servidores ela pagou.

  2. Fátima morde e assopra, dá o benefício com uma mão mas dificulta com mais burocracia com a outra, ficou muito mais difícil conseguir a isenção que era pra ser um direito adquirido

  3. Nesse governo Petista, é o povo que mais sofre. Isso que eu chamo de Governo Cidadão Lascado.

    1. Será que isso é de agora…. e quando não era Fátima a governadora? conversinha pra BOI dormir

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Falta de estrutura de trabalho demonstra descaso do governo do Estado com os policiais militares

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN – ACS-PM/RN, recebe quase que diariamente reclamações e relatos da falta de estrutura de trabalho que os policiais militares de nosso Estado tem que vivenciar no exercício das suas atividades de proporcionar segurança pública e proteção a sociedade potiguar.

Se já não bastasse a dificuldade que enfrenta com a questão da alimentação relatada em matéria anterior, os policiais militares sofrem também com a falta de estrutura logística disponibilizada pela Corporação, o que traz mais um ingrediente para a difícil tarefa de combate a criminalidade.

Segundo informações obtidas, a Polícia Militar não dispõe de verba de custeio que pudesse ser aplicada na melhoria e conservação dos prédios onde funcionam as unidades policiais militares, nem tão pouco, na manutenção de viaturas policiais, o que torna evidente um flagrante problema da Corporação que se retrata em prédios e instalações insalubres, bem como, em viaturas por vezes sucateadas, para uso dos policiais militares no serviços diário.

Outro problema recorrente é a falta de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs e armamentos insuficientes para a cautela permanente dos policiais militares, fazendo com que alguns policiais militares que não dispõem de armamento próprio, voltem para suas casas desarmados depois de um dia de trabalho, o que potencializa os riscos da profissão.

Diante disso, é comum ouvirmos relatos de unidades policiais militares que são reformadas e viaturas consertadas com “vaquinhas” feitas por comerciantes e populares, os quais assumem uma responsabilidade que é do governo do Estado, ou ainda, os próprios policiais militares tiram dinheiro do próprio bolso para realizarem esses serviços.

Nesse sentido, A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN – ACS-PM/RN destaca que uma Polícia Militar com a estrutura de trabalho e valorização adequada prestará sempre um serviço de melhor qualidade, de modo que, cobramos das autoridades competentes a devida valorização dessa tão importante categoria de servidores.

Com Assessoria de Comunicação ACS-PM/RN

Opinião dos leitores

  1. E porque esse fundo de valorização os ex presidentes (Lula_Dilma) não fizeram? Meu querido tenha paciência e manda essa governadora trabalhar.

  2. Isso ocorre em todas as corporaçoes no Brasil, é um problema estrutural. A PM vivencia uma guerra na rua, enquanto os militares da Uniao receberam 150% de aumento pra varrer e capinar. Devia cobrar o governo federal a criaçao de um fundo de valorizaçao pra policia, pq os combalidos estados n podem fazer mais. Vamos ver o que Bolsonaro faz pela policia, pq ate agora nao fez NADA.

    1. Estava demorando. Então, a culpa das mazelas do serviço público ESTADUAL é do presidente Bolsonaro? Cara, isso já é doença. Sério, procure ajuda. Kkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

TCE determina que Governo do Estado suspenda contrato para compra da vacina Sputnik-V

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) emitiu nesta terça-feira (03/08), durante sessão do Pleno, medida cautelar determinando que o Governo do Estado não dê seguimento à execução contratual para aquisição da vacina russa Sputnik-V, até que que seja demonstrada, por meio de estudos técnicos, a subsistência dos motivos que justificaram a compra do imunizante e a pertinência na continuidade da contratação.

De acordo com a decisão, a aquisição e pagamento das 300 mil doses da vacina russa devem obedecer às mesmas condições conferidas aos demais imunizantes já incorporados ao Plano Nacional de Imunização – PNI, ou, alternativamente, até que a União integre a Sputnik-V ao PNI, arcando com os custos e assumindo as responsabilidades.

Em seu voto original, o relator do processo, conselheiro Poti Júnior, que acompanhou parecer do Ministério Público de Contas, havia descartado a medida cautelar proposta pelos Auditores do TCE, justificando que não há ilegalidade no processo de aquisição da vacina, e optou por emitir uma recomendação ao Governo do Estado. No entanto, durante o julgamento, o conselheiro Carlos Thompson votou por seguir proposta do corpo instrutivo no sentido de conceder medida cautelar, sendo acompanhando pelos conselheiros Renato Dias, Adélia Sales e Gilberto Jales. O conselheiro Tarcísio Costa se acostou ao voto do relator.

COMPRA

O Governo do Estado negociou a compra de 300 mil doses da vacina Sputnik-V com a empresa russa Limited Liability Company “Human Vaccine”, representada pela sua empresa administradora RDIF Corporate Center Limited Liability Company. Em ação fiscalizatória, deflagrada pela Diretoria de Administração Direta, o TCE notificou o governo questionando sobre a inclusão da vacina no PNI, os riscos de eventual pagamento antecipado e a possível responsabilização do Estado em relação a eventos adversos pós-vacinação.

Em manifestação nos autos, o secretário de Saúde, Cipriano Maia, afirmou que o Estado tem a intenção de integrar as doses da vacina Sputnik-V adquiridas ao Plano Nacional de Imunização – PNI, mediante celebração de termo de cooperação com a União, a fim de que esta assuma os custos e responsabilidades advindas da importação e manejo do imunizante.

Os autos do processo mostram, contudo, que não há nenhum documento ou fato que evidencie que o Estado do RN chegou a um consenso com a União, para que esta assumisse tais gastos e responsabilidades. O risco, conforme verificou a fiscalização, é que, acaso as doses da vacina Sputnik-V, adquiridas pelo Estado do RN, não cheguem a ser incorporadas ao PNI, o Executivo Estadual, além do valor de aquisição dos imunizantes, também terá que arcar com todas as despesas para o efetivo cumprimento das 22 determinações da Anvisa, custos estes ainda desconhecidos e que podem elevar em muito o desembolso a ser feito.

SAIBA MAIS

Argumentos apontados pelos auditores do TCE em relatório de fiscalização que acompanha aquisições de vacinas, insumos, bens e serviços de diversas naturezas destinados à vacinação contra Covid-19 pela Secretaria de Estado da Saúde Pública:

Aprovação excepcional da Anvisa para distribuição e utilização da vacina em condições controladas em estudo de efetividade, no limite correspondente a doses para vacinação de 1% da população do RN;

Manifestação do Ministro da Saúde no sentido de que não há a intenção de incorporar a Sputnik-V ao PNI;

Assunção de despesa pelo Estado para, a rigor, realizar um estudo de efetividade da vacina, sem garantia de ressarcimento da União e com risco assumir a responsabilidade civil em relação a eventos adversos pós-vacinação;

Competência da União para prover os imunobiológicos definidos pelo PNI;

Projeção do Ministério da Saúde, divulgada em 14 de julho de 2021, que prevê o recebimento de mais de 600 milhões de doses até o final do presente exercício.

Opinião dos leitores

  1. Decisão de inócua, desperdício do verbo. Só vem decidir depois do próprio fornecedor ter cancelado a venda. Não vale nada, sem nenhuma importância.

  2. Já determinou tarde demais, pois seria oito golpe aplicado por uma organização criminosa no povo Nordestino, a mesma que sumiu com quase cinquenta milhões de reais do contribuinte Notdestino na compra de respiradores pagos e que nunca foram entregues para salvar vidas, isso sim, um verdadeiro genocídio praticado contra o povo nordestino pelos governadores dos Estados nordestinos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo do Estado abre seleção para 15 bolsistas; remunerações de R$ 2 mil a R$ 4 mil

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento e das Finanças e da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN, abriu seleção para 15 bolsistas integrarem o Projeto de Inovação, Modernização da Gestão e Finanças do RN. O prazo de inscrições segue até 10 de agosto.

As 15 bolsas oferecidas são direcionadas para diferentes graduações, sendo 11 na modalidade de bolsistas pesquisadores, com exigência mínima de graduação e bolsas no valor de R$ 2 mil mensais, e 4 vagas para a modalidade de bolsistas coordenadores, com titulação mínima de mestrado e valor de R$ 4 mil mensais de bolsa.

Os contratos têm duração de até dois anos, com renovação anual. A carga horária será de 30 horas semanais.

De acordo com o coordenador técnico do projeto, o analista contábil Carlos Lins, três eixos nortearão o processo. O primeiro oferecerá quatro bolsas e tratará da inovação tecnológica para modernização do sistema de informação do Governo. O segundo trabalhará com nove bolsistas a melhoria de gestão e eficiência do Sistema de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac), instalado ano passado. E os dois bolsistas restantes focarão na gestão de projetos e processos de negócios.

As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet. O candidato deverá preencher o formulário disponível no endereço bolsassipac2021.rn.gov.br e anexar a documentação exigida. O formulário permanecerá disponível até às 23h59 do próximo dia 10 de agosto.

Para conferir a documentação necessária e demais detalhes do edital, basta clicar neste link: http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20210715&id_doc=730473

E a retificação do edital neste outro link:
http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20210729&id_doc=732352

Opinião dos leitores

  1. Aí governadora fazendo gerar renda pros jovens melhor governadora desde a época da ditadura é 13 novamente e seguir o desenvolvimento do RN.

    1. Abriram a latrina em desfavor dessa que se diz governadora em fase de execução, Deus tenha piedade desses bolsistas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Governo do Estado sanciona lei que assegura igualdade para homens e mulheres a vagas da Polícia Militar

FOTO: ASSECOM/RN

A governadora Fátima Bezerra sancionou na terça-feira (27) a Lei Complementar Nº 683, que assegura a igualdade de acesso às vagas, entre homens e mulheres, para os quadros funcionais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN).

O texto foi publicado da edição desta quarta-feira (28) do Diário Oficial do RN. (http://webdisk.diariooficial.rn.gov.br/Jornal/12021-07-28.pdf)

A lei reorganiza o efetivo da PM potiguar, acabando com a diferenciação por sexo para ingresso nos quadros da instituição. A proposta foi enviada à Assembleia Legislativa pelo Governo do RN e construída em parceria com autoridades estaduais de Segurança e a deputada Isolda Dantas.

“Essa lei representa, exatamente, o que a sociedade há muito tempo deseja e está em plena sintonia com as ações desta gestão, que defende a igualdade como um dos caminhos para construirmos uma sociedade melhor, onde homens e mulheres possam ocupar cargos públicos, por exemplo, sem distinção”, disse a governadora Fátima Bezerra, ao lembrar que o Governo havia assinado um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte se comprometendo em ampliar o número de mulheres a serem convocadas para os quadros funcionais da Polícia Militar.

Segundo dados da Pesquisa Perfil das Instituições de Segurança Pública, realizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Rio Grande do Norte possuía, em 2017, um total de 122 mulheres na corporação, o equivalente a 1,54% do efetivo da PMRN.

Em 2021, após o ingresso de duas turmas de novos servidores em 2020, o efetivo feminino passou a ser de 4,9%, com 427 mulheres e 8.127 homens.

Opinião dos leitores

  1. Com todo respeito, mas o policial homem está com medo dos bandidos imagine as mulheres. O resultado disso vai ser a famosa “disposição” ou lotar as salas do comando geral, pois rua atrás de bandido que é bom nada.mulher correndo atrás de bandido só nos filmes de 007 kkkkklk

  2. Porém, tem que ter a igualdade nos teste físicos e em todas as outras situações onde as mulheres são diferenciadas.

  3. Quero só ver essas mulheres enfrentado narcotraficantes.. não vai dar certo.. elas ficam melhores o fazendo as rondazinhas

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Órfãos da pandemia no RN terão auxílio de R$ 500 do Governo do Estado

O anúncio do programa Rio Grande do Norte Acolhe foi feito nessa terça-feira(20) pela governadora Fátima Bezerra durante solenidade de posse dos novos membros do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS-RN), realizada no auditório da Governadoria. O programa estadual será a versão local do Nordeste Acolhe, aprovado nessa segunda-feira (19) em reunião do Fórum dos Governadores do Nordeste, e se voltará para as ações de proteção social às crianças e adolescentes em situação de orfandade. O objetivo é que os órfãos recebam auxílio no valor de R$ 500 até completar a maioridade.

Levantamento do Consórcio Nordeste chegou ao número de órfãos da pandemia, de forma bilateral (morte do pai e da mãe), e monoparental (perda apenas da mãe). No Rio Grande do Norte são cerca de 600 crianças e adolescentes.

A governadora afirmou que foram feitos vários estudos com o Fórum dos Governadores do Nordeste e Câmaras Temáticas e, ontem, o Programa Nordeste Acolhe foi aprovado. “A ideia é pensar em um auxílio social, em uma política de proteção social para dar o amparo a essas crianças e adolescentes”, disse ela ao lado do vice-governador Antenor Roberto.

As secretarias estaduais do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) e a da Mulher, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) vão discutir com as secretárias municipais o planejamento e identificar as crianças órfãs, por meio do Cadastro Único, ao mesmo tempo em que acompanham a inserção delas na educação e na saúde. O projeto será desenvolvido pelo Estado e enviado para aprovação na Assembleia Legislativa.

Opinião dos leitores

  1. Qualquer cachorra tem mais moral e credibilidade do que esses caboclos responsáveis ou irresponsáveis por esse consórcio do Nordeste, pois esses pagaram quase cinquenta milhões a bandidos por respiradores que nunca chegaram. Se o Brasil fosse um país sério, esses irresponsáveis do consórcio do Nordeste estariam presos em um presídio federal de segurança máxima. Esses governadores do Nordeste ainda enchem a boca para falar dessa porcaria desse consórcio, irresponsáveis também, pois deram fim ao dinheiro do contribuinte.

  2. Atitude mais do que positiva e correta, pelo menos isso para ajudar a custear a vida de tantos pequenos que passaram por uma tragédia tão grande em perder seus pais os pilares de sustentação de suas vidas, parabéns aos governadores que estão fazendo essa pequena correção diante de tamanha tragédia para essas crianças que ficaram órfãos de pai e mãe, bela atitude, pelo menos uma coisa positiva pra gente repercutir.

  3. Podia dividir os 5 milhões de reais que seriam para compra de respiradores, e com a falta desses equipamentos, provocaram as maiores partes das mortes no RN. Aí sim, a governadora iria começar a pagar pelos óbitos provocados.

    1. Uma Rachadinha pra comprar Leite Moça e Picanha, depois de comprar armas e Munições caía bem, né não David?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

“E continua o desrespeito do Governo do Estado na distribuição das vacinas com o povo de Ceará-Mirim”, diz prefeito Júlio César, citando que municípios menores receberam mais vacinas

“E continua o desrespeito do Governo do Estado na distribuição das vacinas com o povo de Ceará-Mirim”, volta a criticar o prefeito do município da Grande Natal, Júlio César.

Pelas redes sociais, o prefeito pontuou:

“Enquanto Ceará Mirim que tem mais de 73 mil habitantes recebeu cerca de 36 mil doses de vacinas, Caicó que tem 68 mil habitantes, menos habitantes que Ceará Mirim já recebeu mais de 45 mil doses, ou seja 9 mil doses a mais que o nosso Município. (fonte site maisvacinarn)”.

E reforçou a cobrança:

“Longe da gente querer que não vá vacinas para Caicó pq o povo de lá também precisa, mas queremos as vacinas para Ceará Mirim proporcionalmente a quantidade de habitantes do nosso Município que é maior que Caicó”.

 “Cada dose de vacina é uma vida que pode ser salva”

O prefeito destacou que “não se trata de questão ideológica, de defender político A ou B, se trata da vida do nosso povo que tá em risco”.

E, por fim, encerrou a cobrança em tom de desabafo:

‘Temos perdido vários amigos e familiares para esse vírus maldito. E ainda tem gente de Ceará Mirim que tem coragem de defender o Governo do Estado nesse caso. Ceará Mirim deve está 100% unida nessa luta por mais vacinas. Quem não abraçar essa causa e porque não gosta de Ceará Mirim ou porque não tá nem aí para a vida do nosso povo. Governadora, o povo de Ceará Mirim que lhe deu uma das maiores votações do Estado exige mais vacinas urgente. Queremos transparência e isonomia na distribuição. Queremos explicações porque municípios menores que o nosso receberam bem mais vacinas que Ceará-Mirim. Exigimos respostas”.

Veja abaixo post no Instagram:

Opinião dos leitores

  1. Governadora deixa o homem trabalhar, com equidade no município de Ceará-Mirim fazendo a parte da senhora governadora não coloque obstáculos no trabalho do nosso prefeito em nome do povo e da saúde , muitas famílias perdendo entes queridos , vacina já !

  2. Quanta falta de respeito senhora governadora com nossa população. Cada dose de vacina é uma vida que pode ser salva.

  3. Governadora Fátima a sua atitude em insistir em não mandar vacinas pra Ceará-Mirim é um descaso pois somos uma cidade bem maior do que são Gonçalo do Amarante e estamos recebendo a quantidade inferior de vacinas. Respeite a população de Ceará-Mirim.
    ACHO QUE SE O PREFEITO FOSSE PEIXOTO A SENHORA NÃO ESTARIA FAZENDO ISSO COM A POPULAÇÃO.

  4. Que desrespeito é esse senhora governadora com os Cearamirinenses? Seja mais humana e pare com sua política barata, precisamos imunizar as pessoas e cessar esse terrível vírus maligno que assola a todos. Divida a vacina corretamente!!!

  5. Governadora, chega de descaso com a população de Ceará-Mirim onde a senhora foi tão bem votada, vacina para toda população já, não aguentamos mais, tantas perdas, tanto esquecimento. Chega! Vacina para todos já.

  6. Precisamos receber +vacinas, nosso município não pode ser esquecido por parte do governo estadual, +vacinas já

  7. Desgoverno? Hipocrisia? Ou má fé mesmo?
    A governadora junto com seu partido, nunca honrou os votos de Ceará Mirim!
    Basta olhar as emendas e ações durante os vários cargos que ocupou todos oriundos de eleições com expressiva votação dada por Ceará Mirim.

    E agora mais uma vez, não bastasse o descaso com a população de Ceará Mirim vem tomando atitudes de extrema irresponsabilidade com a saúde pública, que é algo inquestionável e recorrente, sua inércia atinge todo o estado, principalmente aqueles que mais precisam da saúde pública.

    Preocupados em garantir a distribuição correta e justa das vacinas, nós munícipes, estamos cobrando correção por parte da governadora, para que este não acarrete danos em outras áreas da saúde que por sua vez os recursos já são escassos, pois o povo seja de onde for precisam ter seus direitos respeitados.

  8. governadora Fátima o povo de Ceará – mirim está indignado com essa situação, merecemos respeito.#ja vacinas pra salvar vidas.

  9. Governadora seja justa e distribua as vacinas as vacinas de acordo com a demanda necessitada, município com menor população recebe mais que as de maior? Desrespeito total com a cidade de Ceará Mirim!

  10. Governadora mande a vacina do povo de Ceará – Mirim. A vacina é a única alternativa que temos para vencer o coronavírus.

  11. É importante essa cobrança , O prefeito preocupado com a saúde de seus munícipes e o governo do estado está fazendo pouco caso.precisamos salvar vidas em quanto temos a chance .ceará mirim precisa de mais vacinas .juntos somos mas fortes MAIS VACINAS PRA CEARA MIRIM.

  12. Uma grande falta desrespeito com a cidade de Ceará Mirim e sua população. Governadora são vidas ñ eleitores. O interessante é que a cúpula do seus seguidores é chamar o Governo Federal de genocídio, e a senhora está fazendo o q? Falta de humanidade com nosso povo, que clama por vacinas. #MAISVACINAPARAC.MIRIMGOVERNADORA.

  13. realmente e uma falta de respeito com toda uma população mais uma.vez a politicagem agindo e deixando muitos sem receberem sua dose. quais critérios senhora governadora? porque com minha cidade seja humana

  14. É vergonhoso governadora o que a senhora vem fazendo com ceara-mirim, como sempre nossa cidade sofre na mãos do seu governo. Cadê as vacinas ??? Que a distribuição seja feita de forma coerente, ceara Mirim merece respeito!!

  15. É um descompromisso com as promessas de campanha. O falar sem a prática é vago quando questões tão importantes estão confirmando o descaso da classe política que age mais em razão política do que em favor da vida.

  16. Que falta de empatia governadora Fátima. Quando é tempo de política vem atrás de votos na nossa cidade e detalhe foi bem votada aqui.

  17. A desigualdade na distribuição dos imunizantes desde o início da campanha é lamentável, Ceará-Mirim sofre com a escassez de doses. Quais critérios a senhora Governadora está utilizando para distribuição das vacinas? O panorama atual faz com que municípios sigam com o questionamento e em tempo reivindicando mais doses para se equipararem a outros municípios “queridinhos” da governadora.
    A desigualdade é evidente, não existe uniformidade na distribuição de vacinas para que todos vacinem ao mesmo tempo, na mesma faixa etária, o ideal seria uma articulação dos órgãos fiscalizadores junto a SESAP para garantir o acesso igualitário no âmbito estadual.
    Governadora, devemos fazer um enfrentamento estratégico, não adianta ter somente Caicó vacinada, quando Ceará Mirim e as demais cidades estão com problemas. Fica a aqui a nossa indignação!

  18. Pessoal eu fui vacinado a primeira dose e estou preocupado pq se não foi feita a aplicação da segunda dose no tempo certo a minha vacina não surtirá efeito, portanto será dinheiro jogado fora e eu com 60 anos não estarei imune. No meu caso se acontecer algo comigo quem será responsável? Com certeza será a governadora que não está passando as vacinas no tempo certo! Se eu estiver enganado me esclareçam, por favor!

  19. Chega a ser desumana essa falta de respeito da governadora com a nossa cidade! Queremos as vacinas! Estamos perdendo amigos e entes queridos por total descompromisso e perseguição política por parte do governo do estado para conosco!

  20. Concordo com a Resposta do Rapaz. Luan vc está Certo Eu sou Natural de Lá e Essa é a Realidade

  21. Esse Governo do Estado não brinca, na hora de desrespeitar a população do RN.
    Falta de respeito, competência é com o governo cidadão, da Sra Fátima Bezerra.
    #FORA Fátima, fora petralhas.

  22. A distribuição das doses de vacinas é proporcional ao público vacinável e não ao número de habitantes, com certeza Caicó deve ter mais profissionais de saúde do que Ceará Mirim, mais profissionais da educação por ser sede de várias universidades como a UFRN, IFRN e a UERN, mais idosos, mesmo a população sendo menor mais Caicó é uma cidade polo do Seridó, concentra os serviços de saúde e educação de toda a região o que não ocorre em Ceará Mirim

    1. Deixe de ser ignorante e de defender essa Governadora que segura as vacinas.
      Diz quanto tu ganha, pra defender o indefensável.
      Contra fatos na há argumentos.

    2. Calma caligulinha!
      O rapaz só explicou o que vcs que se dizem honesto já sabe,o governo não precisa tá retendo vacina por politicagem.
      Esse perfeitinho tá querendo aparecer

    3. Vc deve receber bem para não ser tão bem informado a sua governadora já vacinou os preso da cidade de caico com a vacina de luxo dose única a gente que trabalha para pagar gasolina a 6.80 toma a vacina de pobre. pense antes de comentar

    4. De jeito nenhum, é por número de habitantes, até pq se fosse pelo numero vacinável quem recebesse mais vacinava mais, essa sua teoria de defender o indefensável é ridícula, existe sim um desrespeito pelo município de Ceará-mirim, e isso é visível, é só ver o q a Governadora fez pelo município, nada nada até agora

    5. Só quem tem direito é escolar e da saúde, e contesto da população não tem direito é isso

    6. Detalhe que esqueci no comentário principal. Essa história de público vacinável e balela, todos precisam da vacina, se acabar as prioridades aplica por idade, essa história pq Caico e ou qq outra cidade tem mais professores não se aplica a norma. Todos precisam de vacina, toda a população. Se aqui temos mais pessoas, precisamos de mais vacinas. Isso chama-se perseguição e discriminação.

    7. Calma prefeito, tá cedo para pensar em eleições municipais. Não sei qual a pior se a ideologia ou a ignorância.

    8. Outra coisa..tem muito touro vindo se vacinar em Natal onde trabalham..kkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *