Prefeito Taveira divulga calendário 2020 de pagamento dos servidores de Parnamirim

A Prefeitura de Parnamirim divulgou nesta sexta-feira(24) o calendário de pagamento dos servidores municipais para o ano inteiro de 2020.

Segundo o Prefeito Taveira, “esta ação é importante pois permite aos servidores se programarem para as suas responsabilidades financeiras domésticas, e só foi possível graças ao equilíbrio nas contas do município, que por sua vez se deve ao ajuste fiscal que fizemos nos dois primeiros anos de mandato” destacou o prefeito, para concluir que “respeito ao servidor é prioridade na nossa gestão”.

Foto: Reprodução

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mauro disse:

    E OS CONCURSADOS DENTRO DO NÚMERO DE VAGAS, QUANDO SERÃO CHAMADOS PREFEITO?
    VAI TIRAR OS COMISSIONADOS E CONTRATADOS TEMPORARIAMENTE QUANDO?

  2. oilerua disse:

    Parabéns ao Prefeito de Parnamirim que está sem problemas com os servidores. Diferente do Prefeito de Natal, Álvaro Dias, que em 2017 assumiu a Prefeitura de Natal, após a morte de Wilma de Farias. Álvaro Dias, poderia ter conversado com Carlos Eduardo em relação aos servidores que estão com mais de 6 anos sem receber qualquer aumento de salário, por causa da BRUTA MALDADE que O ex-prefeito de Natal fez contra os servidores na justiça, ou seja. um Termo de Ajustamento de Gestão (T.A.G) da maldade, ordenando que não sejam feitos nenhum pagamento de vantagens trabalhistas como gratificações, quinquênios, atualização da Matriz entre outros benefícios até o ano de 2020, ou sejam dois anos, fora os anos de mandatos em que o mesmo esteve na Prefeitura e não deu sequer, um aumento de salários ,aos servidores públicos do Município de Natal. Álvaro Dias, por sua vez, copiou a maldade de Carlos Eduardo, e até hoje, não se pronuncia em benefício do servidor, e pior que vem gastando os turbilhões de dinheiro público com as festas juninas, carnavais e festas natalinas. Mas a derrota dele já está certa nas urnas no mes de outubro. Unhas e dedos estão anciosos contando os dias dos nove meses que se passarão rápidos em breve.

  3. Bento disse:

    Ocorrerá tudo dentro do mês ganhou para SGA e olhem que tem novidades com relação ao décimo terceiro salário.

Prefeitura de São Gonçalo divulga calendário de pagamento dos servidores de 2020; confira

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN, através da Secretaria Municipal de Finanças, divulgou nessa segunda-feira (20) o calendário de pagamento dos servidores de 2020. A folha de janeiro será quitada no próximo dia 31.

Confira as datas:

Janeiro – 31 de janeiro
fevereiro – 02 de março
Março – 31 de março
Abril – 30 de abril
Maio – 01 de junho
Junho – 30 de junho
Julho – 31 de julho
Agosto – 01 de setembro
Setembro – 30 de setembro
Outubro – 30 de outubro
Novembro – 01 de dezembro
Dezembro – 30 de dezembro
Décimo terceiro – 18 de dezembro

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. COSTA disse:

    Cumpriu e vai cumprir, tem responsabilidade e a cidade está um canteiro de obras.

  2. Eduardo RR disse:

    Vamos ver se cumpre… De promessa o inferno ta cheio!

  3. Yang disse:

    Responsabilidade e comprometimento com o funcionalismo e por consequência com todos os munícipes, muito bom.

  4. Thor disse:

    Boa, é assim que se administra, o Prefeito Paulinho tem feito um excelente trabalho!!!!!!

Servidores da Saúde do Município de Natal em greve

Após muitas tentativas de acordo e negociação, sem sucesso, cinco entidades sindicais que representam os trabalhadores em saúde, unificaram o movimento e decretaram greve. Nesta terça-feira (10), a partir das 9h, os servidores públicos municipais da saúde realizarão um grande Ato em frente à Prefeitura de Natal, em mais uma tentativa de negociar as reivindicações com a Prefeitura de Natal!

Os servidores públicos municipais da saúde da Natal paralisaram as atividades em todas as unidades básicas, Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), Hospitais e maternidades Municipais. Os servidores reivindicam a implantação das gratificações, o cumprimento da lei da data-base, que garante a recomposição das perdas salariais e não é cumprida desde 2014.

Há servidores do município que há anos não recebem gratificações como quinquênios, insalubridade e transporte. Os servidores do último concurso não tiveram as gratificações implantadas, recebem apenas o salário base. Os servidores municipais enquadrados no Plano Geral, possuem uma decisão judicial que é descumprida desde outubro de 2018, que atualiza a matriz salarial defasada. São cerca de 8 mil servidores que recebem R$725 de salário base, abaixo do salário mínimo.

“Enquanto o Prefeito Álvaro Dias gasta milhões com shows e decoração natalina, falta gaze e esparadrapos nos hospitais e os servidores são obrigados a trabalhar em condições precárias, com salários defasados e não recebem as gratificações garantidas por lei”, resumiu o movimento.

As informações são do Sinsenat

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão brasileiro disse:

    Os servidores estão certo em reivindicar seus direitos. Mas esse resumo do movimento no último parágrafo não tem nexo, as verbas que são destinadas a cultura e turismo não podem ser desviadas para a saúde e vice-versa.

    • Antídoto para alienados de plantão disse:

      Só lembrando que em várias cidades do interior, os juízes proibiram festas de carnaval até que se resolver-se a falta de insumos nas unidades de saúde

    • Gaius Baltar disse:

      Na verdade a Prefeitura do Natal tem 300 milhões em verbas do orçamento que não têm destinação prevista em lei e o gestor pode dispor delas como bem entender. Na última votação do orçamento na Câmara Municipal foi tentada uma diminuição da verba sem destinação, justamente para evitar que o executivo pudesse usá-la nesse tipo de eventos, mas o projeto não foi aprovado.

Funcionalismo custa R$ 750,9 bilhões com 11,4 milhões de servidores

FOTO: MARCELLO CASAL JR

O estudo Três Décadas de Evolução do Funcionalismo Público no Brasil (1986-2017), divulgado nesta sexta-feira (6), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revela que, em 2017, foram gastos R$ 750,9 bilhões com os servidores públicos ativos, o que corresponde a 10,5% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) brasileiro.

Segundo a pesquisa, em 32 anos, o funcionalismo público ampliou-se em 123% e o número total de vínculos subiu de 5,1 milhões para 11,4 milhões. De acordo com o Ipea, o mercado de trabalho formal no setor privado teve crescimento de 95% no total de vínculos, no mesmo período.

No entanto, apenas um em cada dez servidores públicos é da esfera federal. O aumento no funcionalismo público está concentrado nos municípios. No período analisado, o número servidores municipais cresceu 276%, de 1,7 milhão para 6,5 milhões, enquanto o aumento foi de 50% na esfera estadual e de 28% na esfera federal, incluindo civis e militares. No caso dos municípios, diz o estudo, 40% das ocupações correspondem aos profissionais dos serviços de educação ou saúde como professores, médicos, enfermeiros e agentes de saúde.

“De 1986 a 2017, o total de vínculos no Poder Executivo – somando todos os níveis federativos – passou de 5 milhões para 11,1 milhões, um aumento de 115%. No Poder Legislativo, o crescimento foi de 436%, de 51 mil para 275 mil vínculos de trabalho. No Poder Judiciário, houve a maior expansão relativa, de 512%. O total de vínculos passou de 59 mil para 363 mil”, aponta o levantamento.

Remuneração

Em 2017, os dados mostram que permanece grande a discrepância na remuneração dos três níveis federativos. Apesar de representarem 60% dos vínculos do setor público, os servidores municipais ganham, em média, três vezes menos que os federais.

No Executivo federal, a remuneração média foi de R$ 4,8 mil em 1986 para R$ 8,5 mil, em 2017. No Executivo estadual, a remuneração média passou de R$ 3,6 mil para R$ 4,6 mil. No Executivo municipal, a remuneração média passou de aproximadamente R$ 2 mil para R$ 2,8 mil.

Na comparação entre os Três Poderes, o Judiciário tem os maiores salários. Em 2017, a remuneração média do Judiciário foi de R$ 12.081; no Legislativo, de R$ R$ 6.025, e no Executivo, de R$ 3.895.

A remuneração do Judiciário federal passou de R$ 7,4 mil em 1986 para R$ 14,1 mil, em 2017. No Judiciário estadual, a remuneração mensal média passou de R$ 5,8 mil para R$ 10,8 mil.

Nos 32 anos de análise da série histórica, as mulheres continuam ganhando menos que os homens, em todos os níveis. “Uma explicação possível para tal situação é que, provavelmente, elas estão predominantemente em ocupações com menor remuneração (uma vez que respondem pela maior parte das vagas nas áreas de saúde e educação). A média salarial dos homens era 17,1% superior à das mulheres em 1986, diferença que subiu para 24,2% em 2017”, diz o estudo do Ipea.

O levantamento mostrou também que houve aumento na escolaridade dos servidores públicos em todos os níveis da administração. Em 2017, 47% dos servidores públicos tinham nível superior completo, bem acima dos 19% com esse nível de escolaridade em 1986.

Atlas

A nova versão do Atlas do Estado Brasileiro também foi divulgada hoje. A plataforma interativa traz dados sobre a estrutura e a remuneração no serviço púbico federal, estadual e municipal do Executivo, Legislativo e Judiciário.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Alves disse:

    Todo mundo sabe que a banda podre (os políticos) que vive mamando nas tetas do Estado, juntamente com os marajás do serviço público (Judiciário, MP, Tribunais de Contas, Procuradorias etc), são quem engole a maior fatia do dinheiro público. São sanguessugas insaciáveis! Contudo, é fato também, que existe um verdadeiro inchaço no serviço público com grande parte dos servidores inaptos e/ou incompetentes, isso sem mencionar os famigerados comissionados. Não fosse assim, a prefeitura de Natal não teria três vezes mais servidores do que a prefeitura de Paris! É isso mesmo, Paris, a capital da França tem um terço dos servidores da PMN. É mole?

  2. Bola Vermelha disse:

    O investigador errou, e muito feio, ao dizer que é o Judiciário que tem os maiores salários…. Se olharem direitinho, quem tem os maiores salários, e os mantém em caixa-preta, é o Legislativo. Os poderosos Deputados e Senadores usam de seus cargos para esconderem seus vencimentos e gastos de gabinete, além da contabilidade de seus gabinetes em Brasília e outros estados… visse

  3. Paulo disse:

    Os deputados, senadores, juízes e promotores com suas regalias custam quanto?

  4. Vera disse:

    A perseguição ao funcionário público é o recalque de quem não consegue passar num concurso público, quer ganhar estabilidade no salário e permanência no emprego e nunca conseguiu. Daí preferem destruir o Brasil ao invés de construir. Abaixo estes bandidos egoístas.

  5. Ana Melo disse:

    O País está sendo desmontado pelos seus governantes maiores e o povo nem está percebendo… nosso caminho é ser uma Venezuela sem Maduro…

  6. Arthur disse:

    Este é o tipo da matéria paga (ou comprada) para perseguir e culpar o funcionário público como sendo o responsável pela desgovernada e desastrosa gestão dos governantes federais, estaduais e municipais. O povo está sendo hipnotizado pelos números e vai ser destruído por estes mesmos números… O plano é simples: exonerar o funcionário público e contratar pessoas comuns, indicadas por políticos e donos de empresas, com salários bem menores mas com custos semelhantes ao funcionário público atual. Haverá enorme lucro e a quebra dos sigilos dos postos de trabalho, beneficiando apenas estes mesmos políticos e donos de empresa. A Democracia vai ser extinta e o Brasil vai pertencer a estes pequenos grupos.

Em clima de greve, servidores da saúde de Natal paralisam unidades

Os servidores da saúde de Natal já entraram no clima de greve e estão realizando diversas paralisações nas unidades de saúde. O movimento grevista fez ato no maior serviço de 24h de Natal, o Hospital Municipal, nesta quarta e hoje, na UPA de Pajuçara. Amanhã, será a vez da UPA de Potengi, na Zona Norte de Natal, às 9h.

Os servidores que iniciaram as mobilizações na segunda (02), com um ato na UPA da Cidade da Esperança fortalecem a construção de uma greve unificada que oficialmente começa nesta quinta (5).

Os servidores cobram as gratificações, a aplicação da lei da Data-Base, a implantação da mudança de nível e quinquênio. Sem contar das condições de trabalho, a falta de segurança e o assédio moral das gestões e chefias, pela qual os servidores são submetidos.

Confira o calendário da greve na próxima semana:

10/12 – 8h | Acampamento em frente à Prefeitura do Natal

11/12 – 9h30 | Assembleia unificada no Auditório do Sinsenat.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    É ai que começa o desequilibrio nas finanças de qualquer ente federativo. Penduricalhos concedidos sem dinheiro em caixa. Tava demorando.

STF confirma decisão do TCE que impede vinculação de vencimento de servidores do RN ao salário mínimo

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, restabeleceu os efeitos de decisão do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) que impede a indexação ao salário mínimo do vencimento básico de um grupo de servidores da administração pública estadual. O ministro acolheu o pedido formulado na Suspensão de Segurança (SS) 5248, ajuizada pelo TCE contra decisão do Tribunal de Justiça local (TJ-RN) que havia afastado os efeitos do acordão da corte de contas.

Em procedimento de controle externo (Proc. 1366/2018-TC), o TCE-RN verificou que o vencimento básico dos servidores ativos e inativos do Grupo de Nível Operacional havia sido reajustado e indexado ao salário mínimo vigente com efeito cascata sobre as vantagens pessoais que têm o vencimento básico como base de cálculo, em desrespeito às normas estaduais e à Constituição Federal. Ocorre que, em análise de mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Rio Grande do Norte, o TJ-RN entendeu que o tribunal de contas, por não ser órgão jurisdicional, não poderia exercer controle de constitucionalidade e negar aplicação a uma norma estadual.

No Supremo, o TCE-RN afirma que a execução da decisão do TJ-RN representa risco à ordem administrativa e à autonomia do estado, pois reduz a sua prerrogativa de exercer o controle externo dos recursos públicos, além de permitir a indexação indevida dos vencimentos ao salário mínimo. A continuidade do pagamento representaria dano anual superior a R$ 8,4 milhões.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silvino disse:

    Só pode haver vinculação de salários, se for a partir de 40 mil reais, e vinculado ao de ministro do stf, o resto dos funcionários públicos só quando o governo organizar as finanças, e mais, já são f***** mesmo, e acostumados em passar nescessidades, logo não tem pra que esse luxo, se não são acostumados. Já quem ganha não pode se privar do que é acostumado. Muito bem petralha tofoli. Igualzinho a decisão de não prender criminoso após 2a instância, essa foi uma ótima decisão.

  2. Ozir disse:

    É sempre assim. Servidor sempre atrás de um jeito para sugar mais um leitinho das tetas do Estado.

    • Luis disse:

      Estude mais um pouco. Talvez, vc passe em algum concurso.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Quem sempre sugou e sempre sugará com força as tetas do Estado são os políticos canalhas, que tem muitos babões para carregá-los nas costas e sustentá-los através dos impostos.

    • Ananias, o ANALFABETO disse:

      Saiba, meu nobre, que você poderia ter serviços públicos de qualidade, mas com 3 folhas atrasadas, você espera o quê?

Presidente da Câmara Municipal de Parnamirim anuncia benefício para servidores

Foto: Divulgação

Durante café da manhã realizado na manhã desta sexta-feira (01), na sede do legislativo municipal, o presidente da Câmara dos Vereadores de Parnamirim, vereador Irani Guedes, parabenizou todos os servidores que estavam presentes no evento alusivo ao dia do servidor, celebrado no dia 28 de outubro. Na ocasião, o presidente aproveitou para anunciar o benefício de um auxílio alimentação no valor de R$ 200 reais para todos os servidores efetivos e comissionados da câmara municipal.

O chefe do legislativo agradeceu aos servidores presentes evento reforçando a importância do momento de reconhecimento do trabalho diário e dedicação de todos os colaboradores. “São os servidores que carregam a máquina pública. Nós somos servidores do povo e por eles devemos fazer o melhor”, afirmou o presidente vereador Irani Guedes.

Durante o evento, Irani Guedes reforça que em sua gestão e junto aos vereadores, atuam com empenho. “Aqui temos buscado o melhor para o funcionalismo público municipal”, revela Irani ao citar o plano de cargos, carreiras e salários, relembrando ainda a correção da defasagem dos salários e o plano de capacitação dos servidores. Na ocasião, aproveitou para anunciar também, que a convocação dos concursados aprovados no último concurso para a Câmara, se dará o mais breve possível, após tramitação burocrática.

O evento foi promovido pela Comissão de Organização de Desempenho Funcional – CODF, com apoio do presidente do legislativo Irani Guedes, alguns parlamentares e servidores que contribuíram com sorteio de brindes e um delicioso café da manhã. “Vamos comemorar, o dia é nosso, fizemos tudo com muito carinho”, conclui Iranilde Pinto – presidente do CODF. Durante a confraternização estiveram presentes, além do presidente Irani Guedes, os vereadores Betinho da Mala, Rogério Santiago, Rhalessa Freire, Kátia Pires e Prof. Nilda.

 

Servidores do Judiciário poderão trabalhar do exterior

Foto: Reprodução/CNJ

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou nesta terça-feira (22/10) alteração no texto da Resolução CNJ n° 227/2016, permitindo o teletrabalho internacional de servidores do Poder Judiciário. A mudança também prevê o trabalho à distância em local diverso da sede de jurisdição do tribunal, além de outros pontos. O processo 0009486-09.2018.2.00.0000, cuja relatoria ficou a cargo do conselheiro Valtércio de Oliveira, foi julgado durante a 299ª Sessão Ordinária do CNJ.

A prática do teletrabalho está prevista na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) desde 2011. As mudanças na resolução foram analisadas pela Comissão de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas do CNJ após as contribuições prestadas pelos tribunais de Justiça dos estados, tribunais regionais federais, tribunais regionais do trabalho, tribunais regionais eleitorais, Conselho da Justiça Federal e Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Um dos principais argumentos para aprovação do teletrabalho internacional foi de que a medida servirá para reduzir a desistência de servidores qualificados nos quadros do Judiciário por falta de flexibilização quanto ao local da execução das atividades. Pelo novo texto, durante esse regime, o servidor não terá direito a pagamento de benefício referente a auxílio transporte, nem estará sujeito a banco de horas.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Armando disse:

    Eu sou segurança do tribunal Federal e quero morar em Portugal e trabalhar em Natal-RN. Como faço, Guilerme?

  2. Diogo disse:

    Concurso é aval para sodomizar.

  3. Ana disse:

    Homeoffice é uma realidade sem volta. Deixamos de perder tempo com deslocamentos e podemos nos organizar por metas. Inclusive metas altíssimas, mais rígidas do que as do CNJ. Só uma pessoa que não conhece a excelência do judiciário federal do RN para falar que trabalha-se pouco. Somos referência de dedicação e produtividade no país.

  4. Talita disse:

    não é tão legal isso.acredito o jeito como estar e bem melhor.pois tão modificando tanto.os trajetos que não vai ser tão conveniente como já é.pq número faz isso com o presidente pra ele trabalhar dessa maneira.cada modificação nessa leis trabalhista

  5. Talita dias disse:

    não é tão legal isso.acredito o jeito como estar e bem melhor.pois tão modificando tanto.os trajetos que não vai ser tão conveniente como já é.pq número faz isso com o presidente pra ele trabalhar dessa maneira.

  6. Nivaldo disse:

    Boa noite Rose, gostaria de esclarecer seu infeliz comentário, pra quem acha que servidor público, trabalha pouco em um tribunal, é só estudar durante oito horas por dia, por 3 anos consecutivos, privando -se lazer, tempo com a família, amigos ,confraternizações de final de ano,essa é a receita para ganhar bem e com certeza trabalhar muito, tenta prestar um concurso Federal. depois você me fala.

    • Lira disse:

      Amigo, concurso é apenas uma forma de seleção e não lhe dá o direito de tripudiar dos q não obtiveram êxito, tampouco achar que pode limpar o caixa do governo com todo tipo de privilégio. Ou tu acha q essa estória de 60 dias de férias p juiz é correta e justa somente porque ele fez concurso.

  7. Rosi Sampaio disse:

    Aceitar isso é dar um tapa na cara na sociedade. Já trabalham pouco, ganham muito e ainda são pagos por nós. Agora não precisam mais gastar com transporte e nem perder tempo de deslocamento, tudo isso para economizar na conta de luz e no cafezinho. Será mesmo? Será que a produtividade vai aumentar tanto assim para justificar tamanho privilégio? É por essas e outras vantagens descabidas que a reforma administrativa vem aí.

    • Guilherme disse:

      Faz a prova, invejosa.

    • Leo disse:

      Não gastar com trasporte ? Tá brincadeira né ? Quem vai pagar a luz do coitado que faz tele trabalho ? Internet ? Água ? Etc …isso sai do bolso do próprio servidor que economiza pra vc pagar menos imposto. No final das contas vai pagar pra trabalhar em casa e a sociedade ainda reclama .

  8. Lucia disse:

    Quando alguém precisar falar com um deles, vai ser fácil, fácil.
    Aliás, hoje já é praticamente impossível o acesso, imagine agora.
    A presença física é essencial. Somente em alguns casos muito específicos se pode pensar nesse recurso eventualmente.
    A terceirização avança e ameaça o serviço público de qualidade em um espaco físico onde possa ser acessado pela população, que tem o direito de acompanhar seus processos.

  9. Luiz Fernando disse:

    Já não produzem, imagine agora.

  10. Avante disse:

    Se tiver como medir a produtividade, não importa onde esteja.

    • Jakeline disse:

      O TJ/MA tem, para alguns cargos, mas com monitoramento da produtividade e avaliação de desempenho!

  11. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Mal trabalham em casa …imagino no exterior, será umas férias só

Governo quer criar ‘trainee do funcionalismo’ para melhorar avaliação de servidores

Foto: Brenno Carvalho / O Globo

O governo vai enviar na semana que vem uma proposta de reforma administrativa, para reestruturar as carreiras do funcionalismo público. Entre os pontos da medida, está uma revisão das regras do chamado estágio probatório, período em que recém-aprovados em concursos públicos podem ser demitidos em caso de baixo desempenho.

Uma das possibilidades em análise criar uma espécie de ‘trainee do funcionalismo’, inspirado em programas de seleção da iniciativa privada. A avaliação da equipe econômica é que o atual formato do estágio probatório não cumpre sua função de filtrar funcionários e precisa ser reestruturado.

Segundo dados do Ministério da Economia, menos de 0,3% do total de servidores admitidos nos últimos quatro anos foram exonerados durante o período de avaliação.

O Globo

Servidores da saúde estadual convocam ato para sexta-feira em frente ao Midway

Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte realizam nesta sexta-feira (25), às 9h, uma paralisação de 24h com ato público em frente ao Midway Mall, em Natal. A atividade tem como objetivo chamar a atenção do Governo de Fátima Bezerra (PT/PCdoB) para a situação dos hospitais e atraso de três meses de 2018 no pagamento dos servidores. O Sindsaúde RN, sindicato da categoria, orienta que os trabalhadores se vistam com roupas brancas ou que identifiquem sua função.

As paralisações dos servidores da saúde estão sendo realizadas todas as sextas-feiras, desde o dia 20 de setembro, para cobrar a apresentação de um calendário de pagamento dos salários atrasados. Os trabalhadores também reivindicam reajuste salarial igualitário de 16,38% para todas as categorias; convocação de profissionais da saúde; direito à incorporação da insalubridade e outras gratificações na aposentadoria e a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para Carlos Alexandre, diretor do Sindsaúde RN, a saúde estadual está em calamidade. “Os hospitais são insalubres, faltam materiais básicos e estamos trabalhando sobrecarregados. Além de tudo isso, ainda estamos trabalhando com três meses de salários atrasados desde 2018. Somos nós que fazemos os hospitais funcionarem, não o governo! Nós trabalhamos e temos o direito de receber!”, declarou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. E J Braga disse:

    Ei, vocês são “sabidos” e ninguém notou que querem fazer um feriadão. Baderna na sexta pela manhã (horário do expediente) e à tarde já é final de semana.

  2. E J Braga disse:

    Chamar atenção da governadora realizando baderna e fechando ruas?
    Ao invés de atrapalhar vida dos natalenses poderiam ir para frente da casa dela.

  3. Pedro disse:

    Essa governadora não gosta da saúde, com certeza no dia que precisar vai ao Albert Einstein ou sírio libanês. Todos os dias ouvimos as péssimas notícias em relação a essa área, desrespeito aos servidores, tentativa de fechamento de serviços, falta de pagamento a prestadores e contratos.
    Quero que digam uma, apenas uma, notícia boa para esse área, lá se vai quase um ano só de massacre.

  4. Assis porto disse:

    Só conversar

  5. Teles disse:

    Governadora manda o Bope pra meter o reio nesse povin que a elegeu, agora a conversinha é outra. Vão atrapalhar a pqp, parece que o Midday é palanque de vagabundos.

    • João Batista disse:

      Essa cambada de vagabundos do sindsaúde deveria fazer essa farra na governadoria e não no Midway atrapalhando o trânsito todos nós sabemos que essa paralisação é só um migué, porque é só nas sextas-feiras? porque é mais un fim de semana esticado, vão trabalhar cambada de vagabundos do sindsaúde.

  6. Fábio disse:

    Protesto chapa branca!
    Só p/tapiar os tontos.

  7. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Pq em frente ao Midway?
    Vão para o Centro Administrativo, é lá que fica a Governadora que eles elegeram.

  8. Ricardo disse:

    É gopi, é gopi, é gopi e é gopi.

Secretário diz que Governo do Estado cumpre calendário 2019 – pagando folha e 13º- e poderá pagar parte de 2018 ainda este ano

Foto: Ilustrativa

O Meio-Dia RN pela 98 FM Natal entrevistou nesta terça-feira(15) o secretário de planejamento do Estado Aldemir Freire. No programa, confirmou que o Governo do Estado vai cumprir o calendário 2019 pagando toda a folha e décimo terceiro dentro do ano.

Aldemir ainda disse que dependendo de como entre os recursos da cessão onerosa, se entrar de uma vez, em vez de parcelado, poderá também pagar parte do passivo atrasado dos servidores.

A princípio, teria que ver a ordem cronológica. Caso favoreça, pagaria parte ou décimo atrasado integralmente.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Angela disse:

    Nao acredito q venha acontecer essa façanha..o governo so esta ganhando tempo e nos cozinhando em banho maria

  2. Cristina disse:

    Haja promessas,quero ver algo de concreto.

  3. Ana Cristina Gomes da Silva disse:

    Acredito muito na nossa governadora ela pelo menos até agora está cumprindo com o que falou em campanha parabéns governadora Fátima Bezerra.

  4. Dione disse:

    Que seja verdade pq estamos cheias de promessas.

  5. Salete Varella Barca disse:

    Que seja respeitado esse caleidario! Pois os inativos não recebem mais salario de tanto empréstimos nos bancos… Parabéns Governadora Fátima Bezerra e secretário da Educação.

  6. Débora Torquato disse:

    Parabéns a equipe do governo, junto com a Governadora.

  7. Roberto disse:

    Só acredito quando estiver na minha conta.

  8. Valeriano Alves disse:

    Um governo sério e comprometido, que deu mostra disso, logo no seu início! Parabéns Fátima, pelo seu empenho e dedicação!

  9. Neto disse:

    Precisa saber se os fornecedores estão recebendo.

    • Antenado disse:

      O secretário parece estar desinformado. O dinheiro só poderá ser para a fundo previdenciário e para investimentos. Não para pagamento de folha de pessoal.

  10. JSL disse:

    Independente de partido, a gestão atual está se mostrando muito competente em querer atualizar essas nossas dívidas.

    • Antonio disse:

      Difícil de acreditar. Muito lero lero até agora. Discordo do seu comentário. Mas vamos torcer para se confirmar os pagamentos.

    • ALOB disse:

      Concordo plenamente, sou apartidário, não entre nessa historia de polarização. Parabéns a governadora e sua equipe.

Estado terá que nomear servidores para hospital em Parnamirim, decide TJ

Foto: Divulgação

O Estado tentou reverter a sentença da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Parnamirim, mas terá que efetivar a nomeação, posse e lotação específica de 18 técnicos de enfermagem, quatro enfermeiros e três técnicos de radiologia no quadro de pessoal do Hospital Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, sob pena de incidência de multa pessoal diária no valor de R$ 5 mil, ao gestor estadual da pasta competente e à governadora, no objetivo de garantir o direito à saúde da população. A manutenção do julgamento de primeiro grau se deu após decisão dos desembargadores da 3ª Câmara Cível do TJRN, ao apreciarem a apelação cível, movida pelo ente público.

A condenação inicial se deu nos autos da Ação Civil Pública, ajuizada pelo Ministério Público Estadual, mas o Estado, apesar de concordar quanto à necessidade das contratações determinadas, alegou que se encontra em grave situação orçamentária, sem conseguir sair do limite prudencial, de modo que a manutenção do julgado representaria uma ofensa ao Princípio da Separação dos Poderes, garantido no artigo 2º da Constituição Federal e ao disposto na LC nº 101/2000.

“Ocorre que, conforme documentos acostados aos autos (folhas 18-24, 143-408, 585-589, 591-595, 699-736), além da comprovação da existência de previsão de vagas no edital de concursos realizados pelo Ente Estatal, não há dúvida quanto a necessidade do Hospital de pessoal até em maior número do que o objeto da demanda, o que, inclusive, é reconhecido pelo próprio Ente Estatal”, rebateu a relatoria do voto na Câmara, por meio do desembargador Vivaldo Pinheiro.

Leia matéria completa no Justiça Potiguar clicando aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Krys disse:

    As decisões limitam as chamadas aos profissionais de enfermagem. Há outras categorias que seguem com uma sobrecarga imensa de trabalho, quadro reduzido; que ao precisar de licença médica, deixa a escala inviável aos demais. Sem falar na "impossibilidade" de usufruir da licença prêmio, devido a escassez de profissionais. Por exemplo, o quadro de assistentes sociais. Há outras categoriais que precisam de profissionais, como psicólogos.

  2. Ivan disse:

    Já que fazem questão dessas nomeações, O MP e o TJ podem aproveitar e pagar essa conta, pois sabemos q o orçamento lá tá folgado…É brincadeira, o custo de nossa folha inviabilizando o RN e os caras empurrando funcionário em nossa goela!!!!

Estados terão que reduzir despesas com servidores a uma média de 2% ao ano para cumprir regra fiscal

Reforma da Previdência Foto: Ilustração O GLOBO

Para voltar a cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), arcabouço de regras de controle das contas públicas, 14 estados brasileiros teriam de reduzir o gasto com a folha de pagamento, em média, em 2% ao ano até 2022.

A projeção consta do estudo “Gestão de pessoas e folha de pagamentos no setor público brasileiro: o que dizem os dados?”, feito pelo Banco Mundial e divulgado nesta quarta-feira.

Durante evento de divulgação do estudo, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, afirmou que o custo com servidores é insustentável no longo prazo , e que o governo pretende concluir a proposta de reforma administrativa ainda em outubro.

A LRF limita as despesas com pessoal a 60% da receita líquida corrente dos estados, mas alguns deles já têm cerca de 80% das receitas comprometidas com salários e aposentadorias – o que estrangula o volume de recursos disponíveis para outros gastos.

É o caso de Minas Gerais, que tem a situação mais dramática entre os estados que já cruzaram a linha da LRF: os gastos com servidores precisarão ser reduzidos a uma taxa de 5,4% ao ano nos próximos três anos. Hoje, Minas tem 79,2% de suas receitas alocadas na folha de pagamentos.

Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul também figuram entre os estados que deverão cortar os gastos com a folha numa proporção acima da média, em 4,8%, 3,6%, 3,3% e 2,8% ao ano, respectivamente.

Já os estados de Mato Grosso, Sergipe, Acre, Paraíba, Roraima, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Alagoas terão de cortar essas despesas numa proporção menor, que varia de 1,6%, a 0,2% ao ano até 2022.

Na avaliação do Banco Mundial, não bastará aos estados reduzir a taxa de reposição de servidores aposentados de 1 para 1 para reverter esse quadro, já que o prêmio salarial do setor público estadual, ou seja, a diferença entre o que é pago pelo funcionalismo e o que é pago pelo setor privado em posições semelhantes na mesma região, é de 36%. Essa diferença era de 30% em 2012.

“Este dado indica que há espaço para implementar reformas, por exemplo, de congelamento salarial, reposição pela inflação ou diminuição das taxas de reajuste, entre outras”, sugere o Banco Mundial no documento.

O crescimento da folha de servidores ativos nos estados se deve majoritariamente ao aumento do salário médio desses servidores. Entre 2003 e 2017, esse aumento ultrapassou 4% ao ano em termos reais (descontada a inflação). Os números mostram ainda que, diante da queda de arrecadação pelos entes federativos, houve algum esforço dos estados para aliviar o problema, mas é preciso fazer mais.

Isso porque a velocidade de progressão de algumas carreiras é muito alta. Ou seja, alguns servidores alcançam grandes reajustes em pouco tempo de trabalho. No Mato Grosso, por exemplo, professores universitários chegam a ter 95% de reajuste em três anos de serviço público. Como, em geral, os servidores dos estados progridem na carreira a cada três anos, em nove anos, algumas categorias de servidores têm um aumento salarial que vai de 75% a 166%.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gil disse:

    Aqui está sendo ao contrário, querem dar aumento a PM de 23% e mais 16% a Procuradores com extensão para todos os servidores do executivo. Continuem assim, estão de parabéns Fátima e sua equipe. Agora fiquem cientes q a matemática vai cobrar caro.

    • Joca disse:

      Na PM querem diminuir a taxa de progressão. Pqp no RN tudo é ao contrário!!!

  2. Torres disse:

    Concordo em gênero número e grau, reduzir os repasses dos poderes, eles trazem mais prejuízo do que benefício…

    • Alaca disse:

      Nada disso, só trará benesses a massa ignara, o problema é que qualquer um que peito os deuses dos outros poderes, é sumariamente limado.

  3. Capitão disse:

    Que tal reduzir os repasses aos poderes .

FOTOS: Servidores reclamam de lixo acumulado em hospitais em Natal

  Fotos: cedidas

Servidores de hospitais na capital potiguar estão enviando diversas fotos de uma quantidade expressiva de lixo acumulado em unidades hospitalares.

No registro acima, o exemplo no Varela Santiago. Esta foi uma situação que se encontrava o hospital, mas que foi resolvida durante a manhã.

Em outros hospitais, como Walfredo Gurgel e Santa Catarina, segundo servidores, o cenário seria semelhante ao registrado anteriormente no Varela Santiago.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana Cristina disse:

    BG, a gestão do atual prefeito lembra os últimos meses da ex-prefeita Micarla de Souza. Um caos! Lixo por toda a cidade, podas de árvores em canteiros, buracos em todas as ruas, inclusive os principais corredores. Estamos vivendo um verdadeiro abandono geral. Péssima gestão. Esse senhor não merece ser eleito nem pra síndico de prédio.

  2. Vilma Lúcia disse:

    Enquanto esse lixo de prefeito estiver no cargo, vai ser assim. Ele só pensa em fazer politicagem e a cidade vai se acabando.

  3. Vilma Lúcia disse:

    Enquanto esse lixo de prefeito estiver no cargo, vai ser assim. Ele só pensa em politicagem e a cidade vai se acabando.

Governo do Estado anuncia data de pagamento dos servidores para os próximos três meses

Foto: Divulgação

Em reunião com o Fórum dos Servidores Estaduais, realizada nesta sexta-feira (27) na Secretaria da Administração, o Governo do Estado reiterou o compromisso de pagar o salário dos servidores dentro do mês trabalhado e anunciou o calendário de pagamento dos meses de outubro, novembro e dezembro.

No dia 15 de outubro recebem os servidores estaduais com salários até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública. No dia 31 de outubro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha do mês.

Nos meses de novembro e dezembro, o Governo aumenta a faixa de pagamento para a primeira quinzena. Assim, serão pagos no dia 15 dos respectivos meses os servidores com salários até R$ 4 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No final do mês, tanto de novembro quanto dezembro, recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios, assim como serão pagos os 70% restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil, concluindo a folha.

Outras pautas como a quitação das folhas atrasadas foram discutidas com o Fórum, no entanto, o pagamento dessa dívida, conforme acordado desde o início do ano com os representantes dos servidores, está condicionada ao aporte de recursos extras.

Sobre o tema, o secretário de Planejamento, Aldemir Freire, pontuou que a equipe está buscando alternativas. Além disso, aguarda definições de recursos que podem ser viabilizados para os cofres do Estado oriundos da cessão onerosa e do plano de equilíbrio fiscal do Governo Federal.

Também participaram da reunião os secretários da Administração, Virgínia Ferreira, Raimundo Alves (Gabinete Civil) e também o Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes. A próxima reunião do governo com o fórum de servidores ficou previamente agendada para o final do mês de outubro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LULADRÃO disse:

    E o 13° deste ano, não vi no calendário?

  2. Pinheiro disse:

    Sindicato comendo na palma da mão da governadora, todos aí tem cargos condicionado, como vai discutir sobre atraso de salários ? Esses sindicatos só lutam por causa própria, nesse momento a causa própria deles é seus cargos comissionados.

  3. Wilson disse:

    Vai virar precatório

  4. Pedro disse:

    A hora dela tarda, mais chega. Pilantra igual aos dois últimos, que só esquentaram a cadeirinha por 04 aninhos. Isso para deixar de ser burra.

  5. Antonio Padre disse:

    Fórum pelego, desconfio 100% desses malas sem alça que o integram.

  6. Elaborador de plano cargos. disse:

    Depois q quebraram o Estado os sindicalistas esqueceram dos famigerados Plano de Cargos e Salários, verdadeiro devorador do dinheiro do governo.

  7. Carlos Bastos disse:

    PT partido dos trabalhadores
    Nem os salários ta conseguindo garantir
    Pensei que ia mudar tudo
    Tá na mesma
    E o 13o /2019?

  8. Carlos Bastos disse:

    Mais o décimo de 2019, vai pagar quando?

  9. Joel disse:

    Estes certo, pelo menos conversa, explica, mostra que se este tentando resolver, porém não há milagres nesse quesito. Pior seria o governo não conversar, não explicar como se fazia à pouco tempo atrás, não resolve, mas pelo menos se dar uma satisfação aos servidores.

    • Francisco Alves disse:

      Vc não passa de um bajulador Joel! A governadora foi eleita prometendo que resolveria o problema dos salários atrasados e a coisa tem saído muito diferente do discurso. Vale ressaltar que votei nela e qualquer enrolação me soa como estelionato eleitoral.

  10. manoel disse:

    quem mandou vota em uma petralha e dai para pior gracas a deus que nos livremos dessa praga no brasil mais como o povo do rio grande do norte e inteligente deixaram essa praga aqui ( essa culpa eu nao levo)

  11. Silvio. disse:

    Rosalba, Robinson e Fátima Lula, os três, tanto faz seis com meia dúzia.
    Alguma coisa feita com recursos do banco mundial e nada mais. Nenhum tem coragem de fazer o que precisa ser feito, pro estado voltar a ter condições de investimento, tais medidas são impopulares, daí falta coragem.
    Então, muda o enredo do filme, mas o cenário é o mesmo.

  12. Antonio disse:

    Pague o atrasado governadora. 13. Salário. Na campanha dizia que ia pagar os atrasados. Cadê o governo de origem popular. Deixe de Mimi e pague os atrasados. Os servidores estão endividados, cartão atrasado. Isso e uma vergonha.

  13. José Lúcio disse:

    Quem votou e apostou na mudança, dançou de Novo, é o mesmo do mesmo. Acho até que piorou, é muita conversa e pouca ação, o estado está descendo a ladeira, salários atrasados e esquecidos, sem investimento, o desemprego nas alturas, não sei onde vamos parar.

  14. Guilherme disse:

    Humilhação os servidores perderem 3 meses de salário e 1 ano depois ainda não tem solução.

  15. Ems disse:

    13° salário é coisa do passado.

  16. Francisco S J Filho disse:

    Caramba! Quantas "NOVIDADES"!!! Kkkkkkkkkkkkkkkk

  17. Maria disse:

    Cadê o décimo terceiro de 2019?, O de 2018 eu nem pergunto mais, morreu Maria Preá.

Servidores , aposentados e pensionistas protestam contra o governo na AL por regularização de salários

Fotos: cedidas

Servidores , aposentados e pensionistas reivindicam na Assembleia Legislativa nesta terça-feira(03) os seus salários atrasados .  De acordo com os reivindicantes, trata-se de um direito líquido e certo negado pelo governo “que se nega a honrar estas obrigações” .

Na AL, os servidores , aposentados e pensionistas também levaram cartazes com frases de protesto. “RN só tem dinheiro para os grandes”, exclama um.

Os reivindicantes reclamam que os “grandes”  recebem em dia e com aumentos salariais para quem já tem salários maiores que 30.000 ,00 . ” Servidores se suicidam , estão com nomes sujos , e vivendo as custas de favores de outrem. Salário é direto sagrado”, desabafam.

Por fim, os servidores , aposentados e pensionistas alertam que salários acumulados de outras gestões devem ser cumpridos pelos gestores empossados .

“A campanha acabou . A promessa de campanha da governadora foi que pagaria os atrasados , e que estava preparada para governar”, encerraram.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Os nobres parlamentares ficarão sensibilizados e vão mandar o executivo pagar!!!!

  2. Gogó disse:

    Com o PT sempre foi assim: atenção com a classe mais baixa (embaixo da asa). Os necessitados como Marcelo Odebrecht, Leo Pinheiro é outros.

  3. Leto disse:

    Façam uma greve. Greve dos aposentados lá no Centro Administrativo

  4. Almir Dionisio disse:

    Os Órgãos de Controle deviam ver tudo isto – o governo anterior embolsou R$ 102 milhões de consignados e até agora ninguém do governo anterior respondeu para onde foi esse dinheiro.
    A atual governadora sabendo o que iria encontrar, ainda concede reajuste para categorias que já recebem altos salários, nada que prometeu em campanha foi feito até agora para os servidores do executivo.
    É realmente uma situação lastimável a do servidor público do RN, servidores endividados, doentes… e quem vai nos ajudar????????????
    Precisamos de uma posição urgente – previsão desses pagamentos atrasados.

  5. Comentando apenas disse:

    Tão achando ruim por que razão cumpanheiros? Vamo votar na cumpanhera Fatima denovo! A mão que votou 13 na urna chega até a tremer rsrsrs.

  6. Francisco S J Filho disse:

    Sem salário, sem direito a fazer empréstimo consignado (o Banco do Brasil não deixa)… somos a VENEZUELA dentro do Brasil? É somente uma pergunta!

  7. isabele araújo disse:

    E o mais interessante é que, se você entrar na justiça (injustiça) eles juízes estão negando nossos direitos. Mas para pagar retroativo de mais de 200.000 a eles mesmos , eles dão causa ganha. Isso é uma tremenda palhaçada. E agora vou recorrer a quem?
    To passando fome e necessidades .

  8. nao tenho memoria curta disse:

    sou aposentado e o meu salario de agosto de 2019, ainda não foi depositado na minha conta

    • Lorena Galvão disse:

      Sério a Governadora não disse, que era para todos, aposentados que conheço todos receberam