Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) declara situação de emergência na Ponte de Igapó

Está no Diário Oficial da União desta sexta-feira(08) o ato em que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) declara situação de emergência na Ponte Presidente Costa e Silva, mais conhecida como Ponte de Igapó, que passa sobre o Rio Potengi ligando as zonas Norte e Oeste de Natal.

No documento, o superintendente regional substituto do Dnit no Rio Grande do Norte, Danyel Flávio Lopes de Paiva ratificou uma declaração da situação de emergência feita pela coordenação de engenharia do órgão.

Os técnicos constataram comprometimento estrutural de pilares e vigas da estrutura. Do lado direito da ponte, foram notificados problemas em pelo menos 11 pilares pilares, além de trechos de 1 metro das vigas entre os pilares P3 e P4, entre os pilares P4 e P5 e entre o pilar P16 e o encontro E2.

Do lado esquerdo da ponte, chamaram atenção dos técnicos trechos de 2 metros das vigas longitudinais de extremidade do tabuleiro ferroviário, “nos pontos próximos aos apoios entre os pilares P9 e P10, entre os pilares P10 e P11, entre os pilares P11 e P12, entre os pilares P12 e P13 e entre os pilares P13 e P14”.

No mês passado, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, informou que a situação da Ponte de Igapó, localizada na BR-101/RN, estava sendo tratada com a mais alta prioridade. Desde então, o órgão realizou um estudo de adequação do projeto e orçamentação necessários para a realização da licitação, cujo certame poderá lançado neste mês.

Com 606 metros de extensão e 12 metros e meio de largura, a Ponte de Igapó recebe, diariamente, cerca de 80 mil veículos, 37 linhas de ônibus e 13 viagens de VLT.

A última manutenção na Ponte de Igapó foi realizada em 1990. De lá pra cá, os moradores não têm conhecimento de nenhum reparo feito na estrutura.

Mesmo com a declaração, a ponte continua com tráfego aberto aos veículos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Iniciar o mais rápido possível a manutenção, não esperem cair uma parte para poder fazer. Há dez anos se fala nesta manutenção. Façam uma manutenção de VERGONHA para durar pelo menos alguns anos. O que temos visto aqui no RN com nossas BRs da nojo. Exemplo a BR 304 entre Parnamirim e Macaíba. Fazer um tapa buraco naquela BR é de se duvidar . A sacanagem é grande , assim como esse serviço de saneamento. Só quem não conhece o mínimo acredita que isso vai funcionar. É uma sacanagem com o dinheiro investido , com o povo. Tenho observado algumas emendas de canos de esgoto que na hora que forem feitas as ligações vai ser |M_ _ _ _ para todo lado. É vergonhoso, mais é verdade,

  2. Medeiros disse:

    Deve sair mais barato fazer uma nova ponte

COMENTE AQUI