Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) declara situação de emergência na Ponte de Igapó

Está no Diário Oficial da União desta sexta-feira(08) o ato em que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) declara situação de emergência na Ponte Presidente Costa e Silva, mais conhecida como Ponte de Igapó, que passa sobre o Rio Potengi ligando as zonas Norte e Oeste de Natal.

No documento, o superintendente regional substituto do Dnit no Rio Grande do Norte, Danyel Flávio Lopes de Paiva ratificou uma declaração da situação de emergência feita pela coordenação de engenharia do órgão.

Os técnicos constataram comprometimento estrutural de pilares e vigas da estrutura. Do lado direito da ponte, foram notificados problemas em pelo menos 11 pilares pilares, além de trechos de 1 metro das vigas entre os pilares P3 e P4, entre os pilares P4 e P5 e entre o pilar P16 e o encontro E2.

Do lado esquerdo da ponte, chamaram atenção dos técnicos trechos de 2 metros das vigas longitudinais de extremidade do tabuleiro ferroviário, “nos pontos próximos aos apoios entre os pilares P9 e P10, entre os pilares P10 e P11, entre os pilares P11 e P12, entre os pilares P12 e P13 e entre os pilares P13 e P14”.

No mês passado, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, informou que a situação da Ponte de Igapó, localizada na BR-101/RN, estava sendo tratada com a mais alta prioridade. Desde então, o órgão realizou um estudo de adequação do projeto e orçamentação necessários para a realização da licitação, cujo certame poderá lançado neste mês.

Com 606 metros de extensão e 12 metros e meio de largura, a Ponte de Igapó recebe, diariamente, cerca de 80 mil veículos, 37 linhas de ônibus e 13 viagens de VLT.

A última manutenção na Ponte de Igapó foi realizada em 1990. De lá pra cá, os moradores não têm conhecimento de nenhum reparo feito na estrutura.

Mesmo com a declaração, a ponte continua com tráfego aberto aos veículos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Iniciar o mais rápido possível a manutenção, não esperem cair uma parte para poder fazer. Há dez anos se fala nesta manutenção. Façam uma manutenção de VERGONHA para durar pelo menos alguns anos. O que temos visto aqui no RN com nossas BRs da nojo. Exemplo a BR 304 entre Parnamirim e Macaíba. Fazer um tapa buraco naquela BR é de se duvidar . A sacanagem é grande , assim como esse serviço de saneamento. Só quem não conhece o mínimo acredita que isso vai funcionar. É uma sacanagem com o dinheiro investido , com o povo. Tenho observado algumas emendas de canos de esgoto que na hora que forem feitas as ligações vai ser |M_ _ _ _ para todo lado. É vergonhoso, mais é verdade,

  2. Medeiros disse:

    Deve sair mais barato fazer uma nova ponte

Ezequiel Ferreira reitera recuperação da ponte de Igapó e cobra início das obras

Foto: Canindé Soares/Divulgação

O deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), reitera a necessidade de manutenção regular ou uma grande reforma na ponte de Igapó que apresenta partes metálicas aparentes nos pilares. A ponte é considerada de grande importância para o deslocamento de milhares de pessoas que transitam na zona Norte de Natal para outras áreas da cidade.

“Em duas oportunidades, mediante requerimentos, o primeiro em março de 2014 e o segundo em maio de 2018, busquei junto aos órgãos competentes a manutenção da ponte de Igapó que se encontra com estrutura de concreto degradada, oxidação da parte metálica dos pilares e perfurações nas estacas de fundação”, descreveu o presidente da Assembleia, cobrando do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a data de início das obras que o órgão federal prometeu fazer na Ponte de Igapó, para reparo e manutenção da estrutura.

Com 606 metros de extensão e 12 metros e meio de largura, a Ponte de Igapó recebe, diariamente, cerca de 80 mil veículos, 37 linhas de ônibus e 13 viagens de VLT. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a última manutenção na Ponte de Igapó foi realizada em 1990. De lá pra cá, os moradores não têm conhecimento de nenhum reparo feito na estrutura.

As colunas de sustentação do equipamento apresentam estado de total deterioração, conforme registros em fotos e vídeo realizados pela comunidade natalense e compartilhada nas redes sociais. “Situação alarmante em um dos principais pontos de acesso à região Norte, em que circulam dezenas de milhares de veículos por dia. É preciso discutir as soluções tomadas, com urgência, diante do risco de uma tragédia”, salientou o deputado Ezequiel.

A ponte do Potengi Presidente Costa e Silva, a ponte de Igapó, foi construída em dois momentos. A primeira parte em 1916, para suprir o fluxo ferroviário, e a segunda, em 1988, garantido maior mobilidade aos moradores da zona Norte, sendo considerada uma rodoferroviária.

Em Nota Informativa o Dnit disse que a situação da ponte de Igapó, localizada na BR-101/RN, está sendo tratada com a mais alta prioridade e as intervenções de recuperação e reforço da estrutura ocorrerão com a maior brevidade possível. Para isto, o Dnit está promovendo estudo de adequação do projeto e orçamentação necessários para a realização da licitação, cujo certame poderá ser lançado no próximo mês de março. O Dnit também ressalta que a ponte passou por inspeção em dezembro do ano passado e concluiu-se que a estrutura não corre risco iminente de ruir.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Luiz cortez disse:

    Falou só agora, porque o DNIT vai fazer licitação. Vá trabalha e ñ distribui com o dinheiro dos outros poderes olhe
    quer a obrigação dos deputados e legislar

  2. Carlos disse:

    Engraçado que o nobre politico só lembra da ponte em ano de eleição.

  3. Jr disse:

    Eu sei que vai ser bem legal fazer essa obra pra evitar possiveis acidentes… mas ninguém calculou ainda o caos no trânsito(bem maior do que já é) que vai ser quando interditar a ponte para realizar as obras?

  4. Selma disse:

    Ainda bem que uma autoridade mostra preocupação com o estado da ponte de Igapó !

  5. Negoh da ZN disse:

    Graças ao Natal Zueira agora vai kkkkkkkkkk

FOTOS E VÍDEO – Ponte de Igapó, em Natal, e sua estrutura precária: um risco iminente

Crédito: Anderson Lopes

Colunas de sustentação da Ponte de Igapó apresentam estado de total deterioração, conforme registros em fotos e vídeo. Situação alarmante em um dos principais pontos de acesso a região norte, em que circulam dezenas de milhares de veículos por dia, precisa ser discutido e soluções tomadas, com urgência, diante do risco iminente de uma tragédia.

As imagens apresentadas não distanciam a “lenda” de um desabamento da ponte, tão discutida há mais de 20 anos na capital potiguar. Pelo que se observa, não parece um fato improvável de acontecer.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Socorro Fernandes disse:

    Isso é Brasil só vai tomar providência quando acontecer uma tragédia , como a Bromadinho, Os jovens do Rio , e outras tantas que acontecem. ! Os governantes não estão nem ai pra evitar .

  2. Jorge disse:

    Deixem cair que resolvem…
    Cadê o MPF?
    É da alçada do Governo Federal. É DNIT!!!

  3. nasto disse:

    Já já esquecem Brumadinho, o Brasil é o país da sacanagem , da putaria , o poder está pouco se lixando para resolver os problemas. Enquanto não lascar o povão com essa previdência não vão resolver nada. Vejam as barragens: Vão fazer um laudo ainda em uma delas gastar muitos R$ para poder saber o que fazer. A ponte faz tempo que falam numa manutenção(uns 10 anos e nada . As defensa da NEWTON NAVARRO a pouco tempo foi anunciado que não tem dinheiro e agora? Cuidem pelo menos da de Igapó antes que desabe .

  4. Valter disse:

    No ano de 2018, ao retornar para zona sul de Natal passei pela ponte e estava havendo um congestionamento devido a obras de tapa buracos, o veículo que estava parou sobre a ponte. Notei que o carro parecia que saltava. Ai notei que a ponte ficava balançando e o carro parecia que estava saltando.

  5. FLR disse:

    E aí autoridades…providências já!!! Depois que houver tragédia e mortes, famílias destruídas, não me venham com "condolências"! Se precisar interditar essa p****, que interdite, mas deem um jeito nisso!!!

    • Júlio Jr disse:

      Quando Robinson Faria voltar ele vai ajeitar essa ponte RELAXE!!!

  6. claudio disse:

    Verdade, no Brasil só se toma alguma atitude quando acontece a tragédia.

  7. Antonio Barbosa Santos disse:

    O Departamento Nacional de Incompetência Terrestre está preocupado é com seus radares.
    Geram receitas sem nenhuma despesa. É só esperar o dinheiro entrar. E nem precisa obedecer as regras do CONTRAN, resolução 396, nem mesmo as do CTB, já que instalam onde querem e não onde há acidentes por excesso de velocidade, nem fazem o Auto de Infração apenas a Notificação de Autuação.
    Alô MPF! Percebam isso o quanto antes.

  8. carlos diniz disse:

    quando cair e morrer gente aí tomam alguma providência.

FOTOS: Protesto de motoristas de ônibus fretados e de turismo na Ponte de Igapó deixa trânsito parado; usuários de transporte à pé

Por interino

O Via Certa Natal informa que em protesto é contra o reajuste nos combustíveis motoristas de ônibus fretados e de turismo bloqueiam Ponte Igapó na saída da zona norte na manhã desta quinta-feira(24).Com bloqueio da Ponte Igapó passageiros de ônibus seguem à pé. Fotos abaixo: Reprodução Via Certa Natal.

FOTO: Operação tapa buracos na Felizardo Moura trava todo o trânsito na Ponte de Igapó – acesso Zona Norte

Foto: Via Certa Natal

Mais um dia de caos na Avenida Felizardo Moura, dessa vez, sentido Zona Norte.

Em dia dos “mais apropriados”, operação tapa buracos está sendo realizada no local. Resultado: congestionamento gigantesco, sentido Zona Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno de Lira Alves disse:

    O interessante é que na Felizardo Moura, a cada certo período de tempo, é realizada a famigerada operação "tapa-buracos"; em outras avenidas, principalmente àquelas que cruzam os bairros nobres da cidade, a cada certo período de tempo, é colocado um novo asfalto, como na Av. Prudente de Morais, por exemplo, na parte que permeia os bairros de Petrópolis e Tirol. A probabilidade de um político (ladro, rato, abafador, agadanhador, agafanhador, capoeiro, escamoteador, furtador, gatuno, ladravão, ladravaz, lapim, lapinante, larápio, malandréu, malandrim, malandro, mão-leve, pandilheiro, pilha, pilhante, rapace, rapinador, rapinante, ratoneiro, roubador, ventanista, bandido, pechelingue, salteador) ou algum familiar seu passar pela Felizardo Moura é muito pequena. Então, que se faça a operação, que se lasque o povo!

  2. Raull disse:

    Não era bem um buraco em si, mas as cabeças pensantes da prefeitura em realizar uma operação tapa buraco naquele horário de pico numa via como a Felizardo Moura.

  3. Edilania disse:

    Morar na zona é uma prova de paciência constante, não aguento mais isso.

FOTOS: Colisão inusitada entre veículos deixou trânsito travado na Ponte de Igapó na manhã desta quinta

IMG-20151008-WA0002 IMG-20151008-WA0003 IMG-20151008-WA0004 IMG-20151008-WA0005Fotos: BG

Acidente no início da manhã desta quinta-feira(8) deixou o trânsito travado próximo a Ponte de Igapó, sentido Zona Sul da capital. O inusitado da imagem é um dos veículos envolvidos em sentido contrário.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose de souza disse:

    So lembrando os amigos que tem muito desses amarelinho que nunca fizerao um cuncurso. Nem treinamento algum tem vigilante ,porteiro ,servico gerais sao do tempo guando municipalizaram o transito .

    • Val Lima disse:

      Me parece q o MP já fez recomendação nesse sentido (desvio de função)algum tempo atrás, exigindo concurso público para o Cargo de Agente de Trânsito Municipal e a consequente devolução dos funcionários aos órgãos de origem

  2. Helio Motta disse:

    Complementando meu comentário e ensinando aos amarelinhos um pouco de legislação de trânsito, leiam o que diz o art. 178 do CTB:
    Art. 178. Deixar o condutor, envolvido em acidente sem vítima, de adotar providências para remover o veículo do local, quando necessária tal medida para assegurar a segurança e a fluidez do trânsito:
    Infração – média;
    Penalidade – multa.
    Ora, se o motorista é obrigado a retirar o carro para desimpedir o trânsito, os amarelinhos não fazem porque? Na verdade nem os culpo. Se os gestores dão aula de como prejudicar o trânsito avalie quem está na ponta…

  3. Luciana Morais Gama disse:

    E quem ia nesse horário para o AEROPORTO FAZENDA DE SÃO GONÇALO perdeu o vôo.

    • Rômulo disse:

      Não perdeu, não, Luciana! A reportagem disse que foi no sentido Zona Sul. Deve ter passado despercebido na sua leitura. Mas certamente muitos se atrasaram para chegar no trabalho.

  4. Helio Motta disse:

    Notei que enquanto o trânsito está caótico o amarelinho está anotando os dados do acidente.
    Em qualquer polícia de trânsito da galáxia, a primeira providência é liberar o trânsito, mas aqui…

  5. henrique disse:

    Amigos vejam só, nós pagamos IPVA,SEGURO, gastamos dinheiro com manutenção, pneus etc e etc, ai o camarada anda numa lata velha dessa ainda mais na contra mão e fica por isso mesmo, não só ele tem milhares nessa situação, estou chegando a uma realidade, é melhor viver errado.

  6. Caroline Bezerra disse:

    Não sei a causa, mas essa situação vem ocorrendo com frequência. Já presenciei duas vezes motorista pela contra mão no acesso as praias de cotovelo e pirangi. Nos outros casos não soube de maiores problemas, menos mal. Eles tiraram carteira de motorista onde? Deviam tomar as carteiras.

  7. Val Lima disse:

    Rapaz eu estou curioso para saber a explicação do motorista do carro vermelho.Como pode tamanha lambança….kkkkkk

FOTO: Engavetamento envolvendo caminhão e seis veículos congestiona os dois sentidos da ponte de Igapó

10517204_726242407433802_1173298386_nFoto: Via Certa Natal

Seis veículos e um caminhão boiadeiro engavetaram na ponte de Igapó no sentido centro, na tarde desta quarta-feira(2). Segundo o Via Certa Natal, os dois sentidos da ponte ficaram congestionados e no sinistro apenas registro de danos materiais. O acidente provocou uma espera superior aos 120 minutos no sentido centro, já que existe obras da CAERN travando o trânsito na avenida Felizardo Moura.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Roberto disse:

    Tive a infelicidade de utilizar o tal Aeroporto.O dito cujo,em si,legal.
    Já o acesso.Terrível!O pior é que,assim como a ponte Newton Navarro,não há quem acredite que sejam feitos acessos decentes nunca, exceto talvez 1/2 duzia de crédulos ou os que se locupletam com estes engôdos da "elite dominante".
    Quem viver.Verá!

  2. Luiz disse:

    Talvez meu caro, esta seja a ÚNICA forma destes míopes olhar para a Zona Norte de Natal. Para você que talvez não RECONHEÇA também somos Natal

  3. Gaúcho disse:

    Eu imagino quem estava indo para o FAMOSO AEROPORTO DE SÃO GONÇALO ???????
    É TRISTE ,A ÚNICA COISA QUE FUNCIONAVA DIREITO NESTE ESTADO,….AÍ VEM UM INTELIGENTE E COLOCA O AEROPORTO LÁ NA PQP

Crea-RN alerta para necessidade de reparos na Ponte de Igapó, em matéria da Tribuna

Em matéria da Tribuna do Norte, edição deste domingo, vemos mais uma vez um problema que se arrasta há muito tempo: a deterioração da Ponte de Iagapó, que construída há 40 anos nunca recebeu uma melhoria estrutural, segundo afirmam fontes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea-RN).

Mesmo afastando o risco de desabamento iminente, membros da entidade afirmam que problemas graves podem acontecer devido aos desgastes na ponte localizada sobre o rio Potengi. De acordo com relatório do Conselho, material que está em fase de conclusão, é necessária a recuperação em diversas fases. O engenheiro e responsável pela Ouvidoria do Crea-RN, Eunélio Silva, apontou que  a construção “encontra-se num processo gradativo de depreciação de sua estrutura”.

Junto com a de Igapó, outras 23 pontes situadas em rodovias federais estão sendo fiscalizadas pelo Crea-RN, que também sugeriu ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN) uma fiscalização nas 82 pontes localizadas nas estradas estaduais.

A Ponte Newton Navarro é alvo da avaliação do órgão e o parecer é positivo, exceto, no que diz respeito à falhas no pavimento. “A única anotação diz respeito a algumas falhas no pavimento. Coisa simples, sem problemas maiores”, disse Eunélio

Segue a matéria publicada na TN:

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea-RN) vai entregar ao Ministério Público do Estado (MP/RN), nos próximos dias, um relatório com anotações a respeito da atual situação da Ponte de Igapó. O aparelho público gera preocupação na população devido às ferragens aparentes, desgaste do concreto e ferrugem presente em todos os pilares de sustentação. Construída há mais de 40 anos, a ponte, segundo o Crea/RN, nunca passou por obras de reparo e conservação. De acordo com os engenheiros, não há risco iminente de desabamento. No entanto, é necessário tomar providências agora para evitar consequências mais graves.

Por se tratar de uma via federal, o órgão responsável pela manutenção e conservação da ponte é o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit). Em abril passado, Dnit/RN e Crea/RN firmaram um acordo para realização de uma Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) em 24 pontes localizadas em rodovias federais que cruzam o Estado. O relatório dessa FPI está em fase de conclusão. Paralelo a esse trabalho, foi feita uma vistoria mais detalhada na Ponte de Igapó a pedido do MP/RN. “Vistoriamos 24 pontes nas rodovias federais em diversos municípios. Elaboramos uma espécie de ‘check-list’ para cada ponte e identificamos a situação de cada uma delas. Aquelas que apareceram algum problemas, colocamos no relatório”, explicou o engenheiro civil e responsável pela Ouvidoria do Crea-RN, Eunélio Silva.

Segundo Eunélio, a situação das pontes federais no Estado é boa e não desperta atenção do Crea/RN. A exceção é a Ponte de Igapó. “A situação das pontes, no geral, é muito boa. Descobrimos pouca coisa em termos comprometedores. O que existe de preocupante é a Ponte de Igapó. É a única que nos preocupa”, ressaltou.

No primeiro semestre deste ano, o Dnit/RN anunciou, para o mês de julho, abertura de processo licitatório para obras de manutenção da ponte. Porém, até o momento, o edital não foi publicado. A reportagem da TRIBUNA DO NORTE entrou em contato com a assessoria de imprensa do órgão que nos solicitou o envio de perguntas através de e-mail. O contato foi feito na quarta-feira passada e até o fechamento desta edição não recebemos retorno dos questionamentos.

Eunélio Silva explicou que o relatório do Crea/RN não aponta quais obras devem ser feitas em cada ponte visitada. Essa definição, segundo ele, cabe ao Dnit. “O que sabemos e apontamos no relatório é que deve ser feita a recuperação em várias fases. Desde o jateamento do ferro para eliminar a oxidação, colocar armadura complementar, colocar forma e preencher de concreto”, elencou. O engenheiro explicou ainda que a ponte “encontra-se num processo gradativo de depreciação de sua estrutura”.

Não é difícil constatar que a ponte localizada sobre o rio Potengi precisa de reparos. As ferragens estão aparentes em todos os pilares de sustentação. A ferrugem toma conta da estrutura e falta concreto em algumas partes. A situação provoca receio em parte da população que necessita utilizar o aparelho público. Porém, o engenheiro civil tranquiliza a população. “Não é o caso de dizer que estamos numa situação de perigo. Não é isso. Mas é necessário que se tome uma providência em termo de recuperação porque, no futuro, teremos problemas”, afirmou. Com relação a estrutura que fica submersa e, portanto, impossível de ser observada numa simples fiscalização, Eunélio afirmou que não o que temer pois “essa é a parte da obra que é feita com mais cuidado porque já se sabe que ela ficará submersa”.

Pontes em estradas estaduais passam por vistorias em 2012

Além das 24 pontes existentes nas rodovias federais, o Crea-RN propôs ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN) uma fiscalização nas 82 pontes localizadas nas estradas estaduais. O acordo entre os órgãos foi fechado e as visitas estão acontecendo gradativamente. Segundo Eunélio, essa atividade está mais complicada porque falta informações que auxiliem as equipes do Crea/RN. “Diferente do Dnit/RN, as informações do DER/RN são confusas e dificulta nosso trabalho”, colocou.

Para este ano, o Governo do Estado prometeu investir R$ 8 milhões na manutenção e conservação das estradas estaduais. O valor, de acordo com o diretor geral do DER-RN, Demétrio Torres, é baixo, mas representa o dobro do que foi investido ano passado.
Demétrio explicou ainda que o investimento deste ano na verdade é a soma da verba destinada para o Departamento em 2012 e 2013. “Fizemos a união do orçamento dos dois anos. Próximo ano, vamos ver o que faremos, mas esse somatório era necessário agora tendo em vista que existem pontes com mais de 70 anos que nunca passaram por uma obra de recuperação”, disse.

Demétrio afirmou ainda que as ações de recuperação e conservação nunca foram priorizadas. O problema, segundo ele, ocorre em todo país. “Temos essa cultura de não se importar com os reparos. Por isso mesmo, os recursos nesse setor sempre são reduzidos”. O Rio Grande do Norte possui, aproximadamente, 3.300 quilômetros de rodovias estaduais.

Engenheiros alertam falta de proteção da Newton Navarro

O relatório sobre a Ponte de Igapó será entregue ao MP/RN juntamente com o relatório da Ponte Newton Navarro. Na semana passada, os engenheiros do Crea/ RN estiveram no local e constataram que a estrutura do aparelho está em bom estado. “A única anotação diz respeito a algumas falhas no pavimento. Coisa simples, sem problemas maiores”, disse Eunélio.

O MP/RN está juntando informações sobre a ponte. Através de um Inquérito Civil Público, a Promotoria de Defesa do Meio Ambiente quer apurar possíveis riscos de danos ambientais e ao patrimônio público causados pela falta de manutenção e equipamentos de proteção nos pilares da ponte. Os encaminhamentos assinados pelo promotor João Batista Machado foram discutidos em audiência realizada na primeira semana deste mês que contou com representantes dos órgãos citados. Segundo o promotor, a informação de que a ponte estaria sem a proteção exigida pela Capitania dos Portos gerou preocupação. “Soubemos, através das redes sociais, que a ponte corria risco devido a inexistência de equipamentos de segurança. Chamamos os órgãos competentes para discutir a questão e resolvemos solicitar uma série de informações”, disse.

Eunélio afirmou que a Ponte Newton Navarro não apresenta desgastes. “O problema da ponte real, fruto de discussões, são as defensas dos quatro pilares centrais. As defensas atuais protegem de pequenas embarcações. O problema é que essas defensas estão presas nos próprios pilares, ou seja, não os protege”, explicou.

A solução para o problema é a construção de dolfins.  A obra tem custo calculado em R$ 32 milhões e é de responsabilidade da secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN). O projeto vai assegurar a proteção da ponte e de embarcações que cruzam o rio Potengi e é fundamental para a expansão das atividades no Porto de Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Liana disse:

    Como fica então o túnel da Br 101 que dá acesso ao Conjunto Pirangi? Esse túnel está se desmanchando faz tempo. Pelo estado em que está faz medo cair pedaços de concreto em cima dos carros. As ferragens estão expostas. Quem vai se responsabilizar por esse reparo?