Fiern confirma decisão irreversível da Hering de deixar o RN

Foto: Reprodução

Em nota, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern) destaca apelo para que não ocorressem distratos com as pequenas indústrias do interior, e afirma que foi reiterado o apoio junto com o Governo do Estado para a permanência das atividades de produção no Rio Grande do Norte.

“Não é possível uma intervenção. O que era possível foi feito”, resume a nota.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Digo é Nada disse:

    Teste para as empresas do Pró-sertão

  2. Beto Silva disse:

    Muito interessante oq acontesse no RN as empresas vão embora para outro estado onde tem imcent fiscal nunca vir isso nada funciona neste estado onde o desemprego e grande o POVO não tem onde trabalhar por fauta de indústria de fábricas que não tem tão saindo dair imdo para os estado visimlho Paraíba Pernambuco e outros e os cadê os politico dair cadê os governantes deste estado que não faz nada as empresas fexa vai embora enquanto o POVO aí fica sem imprego sem salário para sustentar sua família e sua gente o estado só cresce onde tem IMPREGO infeliz mente e lamentável o meu RN

  3. natal sofrida disse:

    Tem algum petralha aí BG? Meus comentários passando a verdade dessa corja são omitidos. Pqp, pensei que fossem decentes. Decepção.

  4. Direita Honesta disse:

    As empresas, em toda parte do mundo, simplesmente buscam se defender da perseguição promovida por governos ditos de esquerda, sempre coadjuvados por órgãos públicos aparelhadas por essa nefasta ideologia, como é o caso do Ministério Público do Trabalho e de órgãos que dizem defender o meio ambiente. A Henring está transferindo seu maquinário para o estado de Goiás. Com ela vão embora milhares de empregos (ela utiliza facções) e arrecadação de impostos. E agora, governadora, ainda vai comemorar invasões de fábricas? E os procuradores do MPT, cadê os empregos que vocês dizem defender? Tchau! Estão gostando?

  5. Antonio Turci disse:

    Nada a ver com a Reforma Trabalhista. A inoperância do governo mais o ódio destilado contra empresas por alguns deuses do MPT estão destruindo o RN.

  6. FUI ENGANADO disse:

    Eu pensava que a reforma trabalhista iria criar empregos e fortalecer a economia. Acho que fui enganado.

    • Netto disse:

      Pois é… Parece que aquela historia de que a reforma traria salários para níveis cambojanos não vingou, atraindo capitalistas malvadões gringos. Reforminha paia.

  7. João disse:

    A política do "fique em casa" mostrando seus resultados. Já era esperado. Viva o governo estadual e o o seu competente comitê científico. Quantos trabalhadores/pais e mães de família desempregados… Mas o pessoal do governo e do comitê, todos em casa, claro, com os seus salários garantidos no final de cada mês. Viva! O pobre que "se lasque", não é Fátima Bezerra?

  8. Ivan disse:

    Espero q as empresas cearenses e pernambucanas desconheçam a forma que o MPT atua aqui em nosso estado sem lideranças…Se souberem que, ao chegarem, os fiscais e promotores avançarão feito cães raivosos salivando pra cima deles, apoiados por uma governadora em cima de um carro de som bradando para q os colaboradores se amotinem…sei não, melhor a FIERN omitir isso.

  9. Indignado disse:

    #fiqueemcasa, a economia pode esperar.

COMENTE AQUI