Saúde

FOTOS: RN recebe mais 67 mil vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz

Fotos:  Sandro Menezes/Assecom

O trabalho de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte ganhou mais um reforço. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu no fim da manhã desta quarta-feira (30) um lote com 67 mil vacinas.

As doses são do imunizante AstraZeneca/Fiocruz e serão todas destinadas às primeiras doses, em especial dos públicos por faixa etária, ampliando o início do processo vacinal entre os potiguares.

A Sesap, por meio de sua equipe da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), já está organizando a distribuição das vacinas, para que as doses cheguem o mais rápido possível aos municípios.

Ainda na manhã desta quinta-feira (1°/7), o RN deverá ter mais um novo carregamento de vacinas. De acordo com o Ministério da Saúde, são mais 17.550 unidades da Pfizer, também destinadas à primeira dose.

Recentemente, o estado ultrapassou a marca do milhão de pessoas que receberam ao menos uma dose de proteção contra a Covid-19 e mais de 400 mil potiguares totalmente vacinados, de acordo com a plataforma RN+ Vacina.

Opinião dos leitores

  1. Essa carga rende pro miliciano e seu bando, US$ 67 mil dólares, em reais, vai dar R$ 334.330,00.
    Pedroca pega esse $ todo, compra todo de gel.

    1. Calígula vai querer comprar todo de ozônio furical pra uso próprio (pq ele não é comunista pra dividir com ninguém).

  2. 220 mil doses estocadas + essas 67 mil e as 20 mil doses que vão chegar sexta feira, pra quê essa inepta e ingrata Desgovernadora, quer estocar vacinas?
    Alô MP e Deputados Estaduais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Atirador que tentou matar Trump tinha material explosivo em carro

Foto: Rebecca Droke/AFP

As autoridades americanas encontraram dispositivos explosivos no carro de Thomas Matthew Crooks, atirador de 20 anos que tentou assassinar o ex-presidente Donald Trump. As informações foram confirmadas por fontes do Wall Street Journal e da CNN.

O carro dirigido pelo atirador estava estacionado perto do comício de Trump em Butler, Pensilvânia.

Segundo o Wall Street Journal e a ABC News, a arma que Crooks usou no atentado foi comprada pelo pai.

O atirador estava posicionado sobre um telhado a 120 metros de distância do palco do comício. Com ele, o Serviço Secreto dos EUA encontrou um fuzil AR-15. Vídeos mostram snipers atirando na direção de Crooks logo após os primeiros disparos efetuados pelo criminoso.

As autoridades usaram a arma para ajudar a determinar a identidade do atirador, já que ele não tinha documentos.

O Antagonista

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Com apoio de Styvenson, Brenno lança pré-candidatura a vereador de Natal

Com o apoio declarado pelo senador Styvenson Valentim, Brenno lançou sua pré-candidatura a vereador em Natal e também apresentou um grande plano para fomentar o desenvolvimento da capital, intitulado “Natal Livre para crescer”.

Afinados nas pautas que defendem na política, Brenno e Styvenson atuam juntos em benefício do povo potiguar e, especialmente, do natalense. Tanto assim que o senador é categórico em endossar o nome de Brenno como pré-candidato: “Ele é essa pessoa que foi escolhida por mim, não só para ser vice-presidente do podemos, mas também para buscar este cargo (vereador em Natal) e, desse modo, poder contribuir para o desenvolvimento social justo da nossa capital”.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

[MARIO SABINO] Atentado: Trump projetou força em contraste com a fragilidade de Biden

Foto: Jabin Botsford/The Washington Post via Getty Images

O atentado a tiros na Pensilvânia contra Donald Trump, que escapou por milagre apenas com uma perfuração na orelha direita, terá impacto capaz de decidir a eleição presidencial como o atentado a faca contra Jair Bolsonaro, em 2018?

Muito cedo para dizer. Mas é indubitável que, ao escapar do atentado de cabeça erguida, ensanguentado, erguendo o punho em sinal de desafio e conclamando os seus apoiadores a lutar, Donald Trump protagonizou uma cena que cria um contraste e tanto com o andar trôpego e as performances claudicantes de Joe Biden — que, por causa da decadência física e mental, encontra resistências dentro do próprio partido.

Além de projetar uma imagem de força, Donald Trump terá no atentado mais uma forma de explorar a ideia de que enfrenta um establishment político inescrupuloso, disposto a tudo para tirá-lo do páreo.

Não bastassem as dezenas de indiciamentos e da recente condenação em Nova York para matá-lo politicamente, agora também querem exterminá-lo fisicamente, dirá Donald Trump, reforçando ainda mais a crença entre os seus seguidores de que o seu líder é um representante da América profunda, com os valores tradicionais que a levaram a ser a nação mais poderosa da Terra, contra a América das elites, que subvertem esses valores no altar dos seus próprios interesses.

Os Estados Unidos estão de tal forma polarizados que a margem para que um dos candidatos avance sobre o terreno do outro é praticamente nula. Entre os poucos indecisos ou com convicções menos cristalizadas, porém, o atentado certamente tende a causar simpatia a Donald Trump, especialmente no contraste com a fragilidade de Joe Biden, o que pode fazer diferença na contagem final. Há outro ponto: na batalha de imagens, o atentado tende a neutralizar a invasão do Capitólio. A violência política agora é de ambos os lados.

Há outras observações a fazer sobre o acontecimento de ontem. A imprensa, em geral, comportou-se como os partidários de Donald Trump a consideram: uma adversária política.

Desde o primeiro momento, estava claro que ele havia sofrido um atentado. As câmeras deTV não deixavam margem de dúvida. Havia o pipocar de tiros, Donald Trump havia sido atingido e procurou se proteger, os agentes do serviço secreto o cercaram, as pessoas se abaixaram para evitar serem atingidas, o sangue jorrava da orelha do candidato. Mas os jornais e emissoras demoraram a chamar a coisa pelo nome. Fui editor durante quase 40 anos e posso afirmar que não se tratou de prudência jornalística coisa nenhuma. Ninguém precisa de aval oficial para confirmar o que está diante dos olhos.

A conclusão é que a imprensa não queria acreditar que foi um atentado — ou não queria admitir, embora a ideologia da maioria dos jornais seja mesmo, na primeira camada, um sistema de crenças, o que está longe de tornar tudo menos vergonhoso. Como um vilão como Donald Trump poderia ser vítima? Como os democratas de esquerda, que são o bem absoluto, podem fazer o mal absoluto reservado aos antidemocráticos de direita?

(O cinismo ficou reservado a estes tristes trópicos. Aquele ser execrável, André Janones, notório divulgador de notícias falsas, que escapou da degola na Câmara dos Deputados graças ao ético Guilherme Boulos, foi ao X para dizer que “pelo menos dessa vez lembraram de providenciar o ‘sangue’”, uma referência ao atentado contra Jair Bolsonaro, que parte dos petistas e dos seus acólitos, como André Janones, afirmam ter sido armação, sem enrubescer de vergonha porque simplesmente não a têm.)

As investigações sobre o atentado estão em andamento. Está evidente que o serviço secreto americano, encarregado de proteger o ex-presidente, falhou miseravelmente. O atirados subiu livremente em um telhado próximo ao comício que estava estranhamente desguarnecido. Conseguiu dar vários tiros, atingindo o ex-presidente, matando um partidário de Donald Trump e ferindo gravemente outros dois, antes de ser morto por um sniper que estava protegendo o ex-presidente de outro telhado.

Uma das pessoas presentes ao comício disse à BBC que chegou a avisar encarregados de fazer a segurança de Donald Trump de que havia visto o autor do atentado se posicionando, mas que ninguém fez nada.

O assassino, um rapaz local de 20 anos, foi identificado e agora tentam saber tudo a seu respeito. Quando um americano se registra como eleitor, ele tem de colocar na ficha, para fins estatísticos, se é democrata ou republicano. O rapaz se registrou como republicano, e isso poderá ser usado pelos democratas para tentar conter as acusações dos adversários de que a contínua desumanização de Donald Trump entre as hostes do partido está na origem do atentado. Mas é duvidoso que tenha efeito: registrar-se como democrata ou republicano não significa que o cidadão pertence a uma ou a outra agremiação ou que vota necessariamente no partido pela qual manifestou preferência.

Com os tiros contra Donald Trump, já são dezesseis o número de vezes que um presidente dos Estado Unidos ou candidato à Casa Branca sofreu um atentado. A democracia americana sobreviveu a todos. É inabalável.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Homem chora ao falar sobre perda de carro que caiu em buraco na RN-160 e pegou fogo; saiba como ajudá-lo

Um homem de 56 anos chorou ao falar sobre a perda do seu carro que caiu em um buraco na RN-160, e pegou fogo, próximo a Santo Antônio/RN, na noite da última sexta-feira (12).

Segundo ele, após cair no buraco seu veículo pegou fogo, e infelizmente ele não conseguiu conter as chamas, tendo perda total do veículo. O veículo de Sérgio não tinha seguro.

A vítima do acidente trabalha fazendo viagens de Santo Antônio para Natal e agora está sem o meio de transporte para continuar trabalhando.

Ajude Sérgio através do PIX:
CPF: 837.499.344-87 (Sérgio Nicolau da Silva)

Ponta Negra News

Opinião dos leitores

  1. Infelizmente as estradas do RN estão abandonadas, e pessoas como o Sérgio pagam ficando prejudicadas.

  2. Será que ele fez o L?? Mesmo assim vamos ajudar. Talvez agora ele e outros pensem bem antes de votarem.

    1. Se fosse o Super Bozo Arregão, não teria buracos….
      Aliás, no tempo do Bozo aqui não existia buracos. Natal era quase uma Suíça……. o choro é livre gado.

    2. Quem governa o RN é Fátima do PT, o povo pra gostar de falar em Bolsonaro viu, se a pessoa críticar o L pra eles é bolsonarista.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

FOTO: Fotógrafo do The New York Times captura trajeto de bala disparada contra Donald Trump

Foto: Doug Mills/The New York Times

Uma foto publicado pelo jornal The New York Times capturou o momento exato em que uma bala disparada contra Donald Trump se aproxima do ex-presidente. A imagem foi feita pelo fotógrafo Doug Mills, que trabalhava fazendo a cobertura fotojornalística do evento.

Para analisar as imagens, o NY Times convidou o agente especial aposentado do FBI Michael Harrigan, que confirmou que é possível que Mills tenha capturado o projétil em movimento. “Dadas as circunstâncias, se isso não mostra a trajetória da bala no ar, não sei o que mais seria”, afirmou.

Segundo o agente, o ângulo da bala parece baixo para ter passado pela orelha do então candidato. No entanto, é possível que a foto tenha capturado algum dos disparos feitos pelo autor.

“A maioria das câmeras usadas para capturar imagens de balas em voo trabalha em altíssima velocidade, normalmente não utilizadas para fotografia regular, então, capturar uma bala em uma trajetória lateral, como visto naquela foto, seria um tiro em um milhão e quase impossível de capturar, mesmo se alguém soubesse que a bala estava vindo”, explicou.

De acordo com o jornal, Mills estava utilizando uma câmera da Sony com capacidade para capturar imagens em até 30 quadros por segundo e utilizava a velocidade do obturador em 1/8.000 de segundo, configuração classificada pelo site como “extremamente rápido para os padrões da indústria”.

Correio Braziliense

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Janones debocha de atentado a Trump: “fakeada fazendo escola”

Foto: Mario Agra / Câmara dos Deputados

O deputado federal André Janones (Avante-MG) zombou do atentado ao ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Em seu perfil na rede X, o parlamentar comparou o ato à facada sofrida pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, sugerindo que as duas ações teriam sido fabricadas para favorecê-los.

“Agora sabemos o que o miliciano foi fazer nos EUA assim que deixou a presidência. É a “Fakeada” fazendo escola”, escreveu. Logo em seguida, acrescentou: “Pelos menos dessa vez lembraram de providenciar o ‘sangue’.”

Imagem: reprodução/X

Trump foi alvo de um atentado neste sábado, durante um comício na cidade de Butler, na Pensilvânia. O atirador foi morto.

Janones é autor de fake news e foi acusado de “rachadinha” em seu gabinete, após a eleição. Ganhou popularidade pelo método que empregou durante o período eleitoral em suas redes sociais contra a campanha de Jair Bolsonaro (PL).

No ano passado, chegou a assumir enfaticamente o uso de fake news contra a campanha de Bolsonaro.

No X ele publicou: “ATENÇÃO URGENTE: Partido de Bolsonaro estaria por trás do pedido pra suspender a lei que aprovamos no congresso, garantindo o piso salarial da enfermagem. Se for confirmado é grave, muito grave!”. Em seguida, postou uma imagem com a inscrição: “Bolsonaro declara guerra contra a enfermagem”, com a legenda “Missão do dia: viralizem isso”.

Posteriormente, o próprio Janones confessou que a mensagem era falsa; a publicação, entretanto, já havia sido compartilhada mais de 5 mil vezes somente no Twitter antes de ser excluída por determinação da Justiça Eleitoral.

A ação foi alvo de críticas até mesmo de parte dos apoiadores do candidato petista. Ao ser questionado por um influenciador sobre o uso da desinformação como método, rebateu: “Então continua combatendo o fascismo com flores”, emendando na postagem seguinte: “É pela democracia”.

Gazeta do Povo

Opinião dos leitores

    1. 😍😍😍Olha pra quem eles trabalham, enquanto nos ferramos pagando impostos!
      👉👉👉 O governo Lula via Ministério da Cultura autorizou uma produtora de São Paulo a receber😍😍😍 R$ 8,3 milhões para montar um “espetáculo de teatro musical” homenageando os 50 anos de carreira da cantora lulopetista ➡️➡️Fafá de Belém. Por acaso, essa defendia Lula?

  1. Asqueroso, esse sujeito é tão imbecil e mau caráter que chega a dar asco. Hipócrita e a rachadinha não é fake?

  2. ➡️➡️Uma foto publicado pelo jornal The New York Times capturou o momento exato em que uma bala disparada contra Donald Trump se aproxima do ex-presidente. A imagem foi feita pelo fotógrafo Doug Mills, que trabalhava fazendo a cobertura fotojornalística do evento.

    ➡️ APÓS UMA FOTO DESSAS, O QUE MERECIA UM CANALHA COMO ESSE JANONES? ELE SABE TANTO QUE NÃO EXISTE PUNIÇÃO PRA QUEM É DE ESQUERDA NESSE PAÍS, QUE FALA TUDO QUE QUER, INVENTA TUDO QUE QUER. É BRINCADEIRA O QUE SE PASSA NO BRASIL. UM CANALHA DESSES EXERCENDO A FUNÇÃO DE DEPUTADO FEDERAL. ELE E OUTROS MAIS.

  3. Isso é um canalha. Tinha que ser apoiador do Lula. Isso é o nível dos políticos da esquerda. Tá do lado certo. Na esquerda só há dois tipos de pessoas: O desinformado e o mau caráter. Simples assim.

  4. Por umas palavras dessas esse Janones já prova que é incapaz de exercer o cargo de deputado federal. Impeachment já de Janones.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Confira as receitas de peixe frito e caranguejo toc-toc no Papo de Fogão Raiz

PEIXE INTEIRO FRITO

Ingredientes:
1 peixe inteiro limpo
Sal a gosto
1L de óleo para fritar
Tomate e cebola em rodelas para decorar

Modo de preparo:
Faça cortes nas laterais do peixe, na diagonal e um pouco para dentro do peixe.
Coloque sal no peixe e leve pra fritar no óleo muito quente.
Aproximadamente 10 minutos de cada lado.
Retire da frigideira, e sirva em seguida com tomate e cebola.

Tempo de preparo: 10 min
Tempo de cozimento: 20 min

DICA RÁPIDA

CARANGUEJO TOC-TOC

Ingredientes:
3 caranguejos limpos
1 colher de sopa de sal
Suco de ½ limão
1 colher de sopa de tempero Delícia do Mar

Modo de preparo:
Com a água fervendo, coloque o sal, o suco do limão, a delícia do mar e os caranguejos.
Deixe cozinhando em fogo alto por 30 minutos.
Retire da panela e sirva em seguida.

Tempo de preparo: 5 min
Tempo de cozimento: 15 min

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Em dois dias, Operação Lei Seca autua 37 motoristas que dirigiam sob efeito de álcool em Currais Novos

Foto: Divulgação/CPRE

A Operação Lei Seca autuou 37 motoristas na cidade de Currais Novos, no Seridó potiguar, por direção sob efeito de álcool. As blitzen foram montadas nas ruas do município nas noites desta sexta-feira (12) e sábado (13).

Foram 19 autuações por esse motivo no primeiro dia de blitz e outras 18 nas fiscalizações realizadas no sábado. Todos os condutores autuados foram multados no valor de R$2.934,70, além de terem o direito de dirigir suspenso pelo período de um ano.

Além deles, nove motoristas foram autuados por descumprimento a outras normas de trânsito.

A ação da Seção Lei Seca do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) ocorrem no fim de semana de realização da Vaquejada de Currais Novos, evento que naturalmente atrai maior movimentação de pessoas e veículos para o município.

Ainda segundo o CPRE, nenhuma ocorrência com vítima foi registrado na cidade durante às fiscalizações.

g1-RN

Opinião dos leitores

  1. Parabéns a LEI SECA! Agora sugiro a governadora Fátima a operação BURACO ZERO, pois também evita acidentes e mortes. Vamos lá Fátima!!

    1. Isso mesmo Hedilberto. Já que temos a operação Lei Seca que evita muitos acidentes e mortes, uma operação buraco zero também evitaria acidentes e mortes nas estradas do RN. Boa ideia!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Engorda alavancou a economia e o turismo em praias no Ceará e em Santa Catarina

Faixa da praia de Iracema, em Fortaleza-CE | Foto: Izaias Vieira/Seinf

Dobro de turistas e visitantes, aumento de utilização pela população para esportes náuticos e de areia e aumento de faturamento para comércio, vendedores e ambulantes. Esses são os resultados obtidos anos após a conclusão de obras de aumento de faixa de areia e aterros hidráulicos em duas das principais cidades brasileiras: Fortaleza, no Ceará e Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Em Natal, a Prefeitura busca o licenciamento para instalar o canteiro de obras e iniciar as atividades em Ponta Negra, principal praia urbana do Rio Grande do Norte. Segundo autoridades locais dessas duas cidades ouvidas pela reportagem da Tribuna do Norte, as obras de engorda trouxeram impactos positivos para as cidades na área do turismo e qualidade de vida para a população, além de valorização imobiliária nas regiões das praias de Iracema e Central.

As engordas feitas nas praias do Ceará e em Santa Catarina custaram entre R$ 120 e R$ 85 milhões, respectivamente, e foram feitas com recursos próprios das prefeituras. Os projetos incluíram aumento da faixa de areia, urbanização do entorno da praia, obras de drenagem, viabilização de quiosques, espaços para ciclovia e atividades físicas entre outros equipamentos urbanos. Há ainda registros de engordas feitas em outras cidades brasileiras, como Matinhos (PR), Jaboatão dos Guararapes (PE), Guarapari (ES), Conceição da Barra (ES) e Rio de Janeiro. Ao todo, foram alargados quase 40km em praias de todo o Brasil.

No caso específico de Fortaleza, foi a segunda engorda feita em Iracema, tendo uma já feita em 2000. Nesta nova obra, foram mais 80 metros de faixa de praia em 1,2km de extensão. Com a finalização do projeto, entregue em maio de 2022, o calçadão da Av. Beira-Mar se consolidou como um dos mais completos em infraestrutura do país, com 63 pontos comerciais distribuídos em quiosques, 7 complexos de banheiros públicos com chuveirões para os banhistas e atletas, contando com mais de 3 km destinadas à prática de atividades físicas ao ar livre com novo calçadão que hoje interliga as orlas da Praia de Iracema, Beira-Mar e Mucuripe.

De acordo com o secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, uma pesquisa feita entre banhistas e trabalhadores da praia constatou que a “Beira-Mar de Todos” é aprovada pela maioria dos entrevistados, com 99,5% dos respondentes afirmando que voltariam à praia após a experiência e 98,8% disseram que as mudanças na Beira-Mar atenderam as expectativas. Entre os comerciantes, há relatos de que o faturamento cresceu em 80% após as obras. Ele lembra ainda que no ano passado as festas de fim de ano, incluindo o reveillon, levaram mais de 3 milhões de pessoas na orla, um dos maiores do Brasil.

“O turismo de sol e mar não é mais suficiente. O turista está mais exigente. Uma cidade que quer ser uma cidade de referência turística e ser um destino consolidado precisa ter uma infraestrutura turística de qualidade na cidade”, disse. “Nossa Beira-Mar aqui é nosso maior cartão postal. São 3km e estamos requalificando outros 3km onde nós fortalezenses curtimos muito para esportes na praia, calçadão para pedalar, esportes náuticos como caiaque, kyte surf, surfe. São mais de 700 box de artesanatos, gastronomia e cultura e eventos gratuitos”, disse Alexandre.

Balneário Camboriú, litoral de Santa Catarina

Uma das obras de engorda de maior destaque nos últimos anos foi a de Balneário Camboriú, litoral de Santa Catarina. Segundo menor município do estado, a cidade é conhecida por grandes prédios e coberturas e atualmente tem o metro quadrado mais caro do Brasil. Segundo o prefeito, Fabrício Oliveira (PL), as obras da engorda, que ampliaram a faixa de areia de 25m para 70m, valorizaram terrenos e o mercado imobiliário. A empresa que tocou a obra numa extensão de 6km é a mesma que fará a engorda em Natal, a DTA Engenharia.

“Aumentou muito a movimentação financeira em Balneário Camboriú, nos tornamos o m² mais valorizado do Brasil por conta da faixa de engorda”, disse, acrescentando que a movimentação econômica cresceu em torno de 40%.

A discussão em torno da engorda em Balneário remonta ao começo do século, quando um plebiscito feito em 2001 decidiu a favor da obra. No entanto, só em 2018 a prefeitura conseguiu pleitear a Licença Prévia, com o início das obras em 2021. O projeto executivo chegou a ser doado pelo setor produtivo catarinense. A obra foi feita entre março e dezembro de 2021.

Reportagem completa na Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

  1. A engorda não é suficiente. Vejam que nesses lugares a orla é bonita, planejada, equipada, limpa e organizada. O oposto do que vemos em Natal,onde prevalece o descaso, o abandono da prefeitura.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Thomas Matthew Crooks: o que se sabe sobre o atirador de 20 anos que tentou assassinar Donald Trump

Foto: reprodução

O FBI afirmou que Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, é o atirador envolvido na tentativa de assassinato de Donald Trump. O ex-presidente dos Estados Unidos ficou ferido após ser alvo de um atentado em um comício, na Pensilvânia, neste sábado (13).

Crooks foi morto logo após atirar várias vezes no comício de Trump.

Segundo o FBI, ele vivia no distrito de Bethel Park, na Pensilvânia. A região onde Crooks morava fica a cerca de 70 km de Butler, onde acontecia o comício de Trump. O FBI acredita que o atirador agiu sozinho, mas investiga se outras pessoas participaram do crime.

O jornal “The New York Times” informou que Crooks não tinha registros criminais na Justiça. A polícia recuperou um fuzil AR-15 semiautomático no local do atentado, segundo a Associated Press.

Registro como “republicano” e doação a comitê que apoia os democratas

O sistema de votação eleitoral da Pensilvânia aponta que Crooks estava registrado como “republicano”. Entretanto, de acordo com a Associated Press, ele fez uma doação de US$ 15 a um comitê progressista que apoia os democratas no dia em que Joe Biden foi empossado presidente, em 2021.

Thomas Crooks se formou em 2022 na Bethel Park High School, de acordo com o jornal “Pittsburgh Tribune-Review”. Ele também recebeu um prêmio de US$ 500 da Iniciativa Nacional de Matemática e Ciências, segundo a mídia norte-americana.

O pai do atirador, Matthew Crooks, disse à CNN que estava tentando descobrir o que aconteceu e que iria conversar com as autoridades antes de falar com a imprensa.

Com informações de g1 e CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Meu amigo!!!!esse cara parece com um daqueles fanáticos de direita que invadiram o Capitólio. O cara de ter pirado.

  2. Para quem diz que “Crime Perfeito” é Utopia: Morto Não Fala; Premiado e Sem Antecedentes! Vale a máxima: “Só Deus sabe”! Mas Trump quem sabe se reeleja por ser o povo americano assim como o povo brasileiro de trazer a vitimizacao como diferencial: Referente a Bolsonaro poderíamos dizer trouxe a máxima “fez das tripas, coração”!!!

  3. Só mais um Adélio Bispo da vida. Nos crimes contra alguém da direita, só é preso quem for pego em flagrante porque não tem como esconder.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *