ALTA DEMANDA: AstraZeneca diz que, por ora, não é possível disponibilizar vacinas para o setor privado

Foto: © Reuters/Phil Noble/Direitos Reservados

A farmacêutica AstraZeneca divulgou nesta terça-feira (26) um posicionamento sobre a venda de doses da sua vacina contra a Covid-19 para o setor privado. Na nota, a empresa informou que, por ora, não tem condições de vender doses para o setor privado (leia a nota na íntegra no final da reportagem).

“No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility [consórcio coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)], não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado”, disse a farmacêutica.

A vacina desenvolvida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, tem autorização para uso emergencial no Brasil. O governo federal fez um acordo para obter 100 milhões de doses desse imunizante. As doses para o setor privado não estão nesse acordo.

Governo a favor

Também nesta terça, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo federal assinou uma carta de intenções favorável à compra de 33 milhões de doses da vacina da AstraZeneca por empresas do Brasil.

Ainda de acordo com Bolsonaro, o governo defende que metade dessas doses sejam doadas para o SUS e, a outra metade, aplicada em funcionários dessas empresas, para garantir que a economia do país não pare.

Bolsonaro informou que foi procurado na semana passada por um grupo de empresários que quer o apoio do governo para a compra das doses.

“Semana passada nós fomos procurados por um representante de empresários e nós assinamos carta de intenções favorável a isso, para que 33 milhões de doses da Oxford viessem do Reino Unido para o Brasil, a custo zero para o governo. E metade dessas doses, 16,5 milhões, entrariam aqui para o SUS e estariam então no programa nacional de imunização, seguindo aqueles critérios, e outros 16,5 milhões ficariam com esses empresários para que fossem vacinados, então, os seus empregados, para que a economia não parasse”, afirmou o presidente em uma live do banco Credit Suisse.

Nota na íntegra da AstraZeneca

“Nos últimos 7 meses, trabalhamos incansavelmente para cumprir o nosso compromisso de acesso amplo e equitativo no fornecimento da vacina para o maior número possível de países ao redor do mundo.

No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility, não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado.

Como parte do nosso acordo com a Fiocruz, mais de 100 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca (AZD1222) estarão disponíveis no Brasil, em parceria com o Governo Federal.”

G1

 

Governadores combinam envio de doses extras das vacinas para o Amazonas

Foto: Dirceu Portugal/FotoArena/Estadão Conteúdo

Governadores de pelo menos 20 estados brasileiros combinaram de destinar ao Amazonas mais doses do novo lote das vacinas da Coronavac e de Oxford que serão distribuídas nos próximos dias.

O Ministério da Saúde e Secretários estaduais e municipais de Saúde também tiveram reunião nessa quinta-feira para tratar do assunto. As doses extras devem ser destinadas aos idosos, inclusive o grupo que tem mais de 75 anos. Nenhum outro estado iniciou a vacinação por essa faixa etária, até então apenas idosos que moram em instituições estavam na lista. Com o atendimento na rede hospitalar sobrecarregado, a intenção é evitar internações de idosos.

O acerto entre governadores foi confirmado à CNN por pelo menos dois governadores: Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul, e Wellington Dias (PT), do Piauí, que é coordenador para vacinas do Fórum dos Governadores.

Leite explicou que, em princípio, a ideia é destinar somente para o Amazonas 5% do total de doses. O restante seria distribuído aos estados na proporção já acertada, equivalente a 2,5% de suas populações.

A divisão passa por reuniões do departamento de logística do Ministério da Saúde, que a pasta terá nesta sexta-feira.

Já os governadores têm combinado a distribuição por meio do grupo de WhatsApp que eles têm. “Já houve manifestação de mais de 20 governadores favoravelmente. Ninguém contrário”, afirmou Leite.

Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), também pediu doses extras para destinar a cidades do interior do Estado localizadas próximas à divisa com o Amazonas.

“Pedi ao Ministério da Saúde ontem de manhã. Houve concordância do Ministério e dos governadores”, disse Barbalho à CNN. “A quantidade extra seria para 6 cidades que fazem fronteira com Amazonas.

Seriam 4906 vacinas a mais. Isso considerando pacientes com 75 anos ou mais. É uma maneira de criar uma barreira de imunidade para evitar colapso no sistema. Por enquanto ainda tem leitos disponíveis. Separam 110 leitos de UTI no Estado somente para receber quem vem da região oeste do Pará.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cris disse:

    Se a pandemia não tinha terminado pq os governos estaduais desativaram os hospitais de campanha?

  2. Tico de Adauto disse:

    👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
    Parabéns! Se o ministério da saúde não funciona, q os demais atores tomem a frente do enfrentamento a pandemia.

    • Incompetente Fátima disse:

      Se vc não sabe, o governo petista do RN com o cofre cheio de dinheiro, só ontem deixou morrer 10 potiguares.
      Vai contando.

  3. Gustavo disse:

    A vida humana tem e deve ser respeitada, mas na Amazônia ai muito além disso.
    Segundo as informações de conhecimento público, o governo desativou 85% dos leitos de UTI destinados a covid.
    O governo federal tornou público o repasse feito ao governo daquele estado de milhões e mesmo assim, por lá falta tudo no combate a pandemia.
    O governo federal enviou 36 tanques de oxigênio líquido, 1510 cilindros de oxigênio e 40 respiradores e o governo por lá continua perdido.
    Agora surge denúncia que mais de 60 mil vacinas entregues ao governo da Amazônia sumiram.
    Não passou da hora desse governador responder por seus atos?
    Onde andam as autoridades que não tomam as medidas imediatas para que o povo da Amazônia deixe de sofrer?

Bolsonaro diz que distribuição de vacinas compradas da Índia começa no sábado

Foto: Marcos Corrêa/Presidência/19-01-2021

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que, se o lote de vacinas que está vindo da Índia chegar nesta sexta-feira ao Brasil, a distribuição aos estados começerá no sábado. O governo brasileiro importou dois milhões de doses da vacina da Oxford/AstraZeneca produzidas na Índia.

— Pode ter certeza que a Aeronáutica está aí, pronta para servir o Brasil mais uma vez. E essa vacina amanhã mesmo, se chegar hoje à noite, amanhã mesmo começa a chegar aos seus destinos — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, em fala transmitida pela CNN Brasil.

A expectativa do governo é que o material chegue nesta sexta-feira, no final da tarde, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Questionado sobre se conversou com o governo chinês sobre a liberação de insumos para a produção de vacinas, Bolsonaro afirmou apenas que suas conversas com chefes de Estado são “reservadas”.

— As conversas que eu tenho, durante a semana sempre converso com autoridades, ficam reservadas. Não divulgo. Isso faz parte do respeito que eu tenho com eles, e eles têm respeito para comigo também. Eu não falo com chefe de Estado e vou tagarelar junto à imprensa. Isso não existe da minha parte.

Bolsonaro afirmou que, após a aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ele não tem mais “o que discutir” e tem que distribuir o imunizante:

— E nós entregamos, tão logo a Anvisa aprovou, e essa era minha oposição…Pessoal disse que eu era contra a vacina. Eu era contra a vacina sem passar pela Anvisa. Passou pela Anvisa, eu não tenho mais o que discutir. Tenho que distribuir a vacina e nós distribuímos, no prazo programado, um dia antes.

Depois, no entanto, o presidente entrou em contradição: disse que não há comprovação cientifícia da eficácia, mas depois reconheceu que a Anvisa comprovou a eficácia:

— Ela tem que ser voluntária. Afinal de contas não está nada comprovado cientificamente com essa vacina. E peço que o pessoal leia, não é bula, mas eu chamo de bula, os contratos com essas empresas para tomar pé da onde chegaram as pesquisas e porque não se concluiu ainda dizendo que uma vacina (é) perfeitamente eficaz. Pelo que tudo indica, segundo a Anvisa, ela vai ajudar aí que casos graves não ocorram no Brasil com quem for vacinado.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico disse:

    O homi ta reeleito!!

  2. Tom França disse:

    E com o "poste" derrotado em um primeiro turno em São Paulo, teria algum futuro? De todos os candidatos a presidente, fora Álvaro Dias, que sem dúvida nenhuma era o mais preparado, não tinha melhor(ou menos ruim), do que Bolsonaro! Se fosse melhor "assessorado", seria presidente, direta e indiretamente, por mais uns 14 anos, seguindo o que fizeram durante mais ou menos esse período, os mandatos repletos de corrupção, dos governos pt/pmdb!

  3. ZéGado disse:

    O gado falando que não vai votar em “ladrões”, então arranjem outro, pois o bozo é miliciano da pior espécie.

  4. Pereira disse:

    Meu Senhor e Meu DEUS, SALVE o Brasil e os Brasileiros desses escremento Negacionista. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS 🙏🙏🙏

  5. Junin disse:

    2022 quem ganha eleição é o bode ZE!!!! Esse ZE ruela só fala bosta e nada faz

  6. Rf disse:

    Chega logo 2022……
    O veio Bolsonaro e pau para dar em doido……
    O homem é bom O homem é espetacular

  7. NATAL RN disse:

    No que depender de mim, essa pesquisa meia boca sobe.
    No dia da eleição aperto em cima do seu número, espero o Sr aparecer e confirmo.
    Não quero saber de ladrões condenados e não condenados de maneira alguma.
    Ponto final.

  8. Mgil disse:

    Meu Presidente. 2022 estaremos juntos. Podem rinchar jumentos. Vai dar ele de novo. E no primeiro turno.

  9. Calígula disse:

    Hô Véio arroxado do cunhão rôxo é Bolsonaro.
    MITO 2022.
    Chora PeTezada kkkk

  10. Natalense disse:

    Humilhação. Brigou, fez maior guerra pela cloroquina, verdadeiro menino buchudo, num poderia ser um Estadista? O Brasil poderia ter tido sua própria vacina, ter sido um exemplo ao mundo. Bolsonaro tem que acordar e ao menos terminar o mandado com dignidade. Se libertar dos filhos e conselheiros sem futuro que tem. O mundo não é plano.

    • Neco disse:

      Se tem uma coisa quer Bolsonaro não fez foi tentar impor alguma coisa às pessoas.
      E foi serveramente criticado por isso.

  11. Tico de Adauto disse:

    Pense num sem futuro.

Secretaria de Saúde no interior do RN é alvo de denúncia por “perseguição política” durante vacinação contra a covid

A Secretaria de Saúde do município de São Miguel, no Oeste potiguar, está sendo alvo de denúncia por perseguição política, durante o período da vacinação contra a covid.

Segundo denunciantes, que prometem repassar o caso ao Ministério Público do Rio Grande do Norte(MPRN), em casos de evidência da necessidade vacinação para um cidadão prioritário, a Secretaria de Saúde de São Miguel tem somente autorizado a imunização sob autorização do secretário local.

Ainda segundo denunciantes, em um dos casos, um cidadão idoso, portador de comorbidades de diabete mellitus tipo 2, hipertensão, e atuante na saúde local, inicialmente impedido de ser imunizado na quinta-feira(21), só conseguiu ser vacinado depois da autorização do médico da coordenação da saúde do município, que desconhecia qualquer tipo de impedimento,

Para os denunciantes, a Secretaria de Saúde de São Miguel tomou atitudes que classifica como “abuso de poder”, colocando a vida de um cidadão em risco. “O SUS é nosso, não particular”, disse uma denunciante, que pede aos órgãos fiscalizadores que apurem as denúncias.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ruth disse:

    Apesar das comorbidades, esse paciente nao deveria ter tomado a vacina, nem com autorização do ministro. A pouca quantidade de vacina que chegou, não supre nem os profissionais de saúde que estao na linha de frente. Pacientes com comorbidades só na 3° fase da vacina. Esta explicito na programação da SESAP.

  2. Tico de Adauto disse:

    Viiiixe.

Mais de 60 mil doses da coronavac somem no Amazonas e Justiça pede interferência

Foto: Tchélo Figueiredo/Secom/MT

Das 282.320 doses da Coronavac enviadas pelo governo federal ao Amazonas, 221.593 foram distribuídas pelo governo estadual para os 62 municípios.

Até o momento, a Secretaria Estadual de Saúde não explicou onde foram parar as 60.727 que sobraram.

O Tribunal de Contas já exigiu explicações do governo estadual e Manaus suspendeu hoje a vacinação, para averiguar se há gente do grupo não prioritário furando a fila.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pereira disse:

    Procurando e Investigando Bem Direitinho, com Certeza se Descobre Rapidamente. Investigação para se Saber Quem está sendo vacinado DEVE ser Feita em TODO o Brasil.

  2. Mari disse:

    Eu estou dizendo que esse givernador e o ex prefeito Artur Virgílio, é mais fraco do que caldo de biloca, e esses petralhas junto com um bando de carniceiro tentando a todo custo botar a culpa em quem mandou 8.9 bilhões de reais em 2020 pra Amazônia.
    Pense num governo fraco.
    Prestem atenção! Pra não estarem cometendo injustiças.
    Ainda bem que o povo está esperto, sabe de quem é a culpa claramente.

  3. Tico de Adauto disse:

    Ministro da saúde incompetente e mentiroso.

  4. Rivanildo disse:

    Já pode culpar o Bolsonaro ou ainda é cedo?

Embaixador da China promete resolver ‘burocracia’ e diz ‘que não há nenhuma discussão política ou diplomática com o Brasil’, diz Pazuello, sobre vacinas

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que se reuniu por duas vezes com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, nessa quarta-feira (20), para tratar sobre vacinas contra a Covid-19. “Estamos em negociação diplomática com a China”, disse.

“[O embaixador] colocou pra mim que não há nenhuma discussão política ou diplomática no assunto, e sim burocrática. Ele vai encontrar onde está esse entrave e vai ajudar a destravar”, explicou Pazuello. As declarações foram dadas durante o evento de lançamento do programa ImunizaSUS, na manhã desta quinta-feira (21).

O ministro disse ainda que a previsão de entrega de insumos para o Butantan, prevista em contrato, é para o dia 10 de fevereiro. E para a Fiocruz, até dia 31 de janeiro. Segundo ele, o ministério se empenha em antecipar essas entregas. “Ainda não está atrasada, mas nós estamos nos antecipando ao problema.

Com CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Natalense disse:

    Presidente do Brasil é uma vergonha!

  2. Chico disse:

    Eu já sabia!!!
    Tudo não passa de fofoca da imprensa.

  3. Tico de Adauto disse:

    Governo federal desastrado.

  4. Biró disse:

    Isso é só o calça colada querendo aparecer. Soltar a narrativa que faltou vacina e ele resolveu o problema. Quem é que não sabe disso? Nem tem mais graça a narrativa da esquerda.

  5. Tico de Adauto disse:

    Alguém acredita no paraquedista Pinocchio?

    • Emerson Fonseca disse:

      Fala para o Gado Minion, vamos esperar a próxima " falácia "

Índia libera exportação de vacina para o Brasil, e doses serão enviadas nesta sexta-feira

Foto: Francis Mascarenhas/Reuters (30.nov.2020)

O governo da Índia liberou as exportações comerciais de vacinas COVID-19, com as primeiras remessas sendo enviadas para o Brasil e Marrocos na sexta-feira, disse o secretário de Relações Exteriores da Índia.

As vacinas desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford estão sendo fabricadas no Serum Institute of India, o maior produtor mundial de vacinas, que recebeu pedidos de países de todo o mundo.

O governo indiano suspendeu a exportação de doses até iniciar seu próprio programa doméstico de imunização no fim de semana passado. No início desta semana, ela enviou suprimentos gratuitos para países vizinhos, incluindo Butão, Maldivas, Bangladesh e Nepal.

O ministro das Relações Exteriores, Harsh Vardhan Shringla, disse que o fornecimento comercial da vacina começaria na sexta-feira, de acordo com o compromisso do primeiro-ministro Narendra Modi de que as capacidades de produção da Índia seriam usadas por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse ele, referindo-se ao fornecimento gratuito. “O fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, começando pelo Brasil e Marrocos, seguidos da África do Sul e Arábia Saudita”, acrescentou.

O Brasil, que tem o segundo maior número de mortes de COVID-19 depois dos Estados Unidos, tem instado a Índia a enviar a vacina AstraZeneca. Ela concordou em adquirir 2 milhões de doses de Serum e estava pronta para enviar um avião na semana passada para buscá-las.

Marrocos, África do Sul e Arábia Saudita também garantiram suprimentos da Serum, disseram as autoridades.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Apenas duas mil.
    Desgoverno!

    • AZ disse:

      Sabe ler não?jumento.

    • Romualdo disse:

      Assim são os eleitores da esquerda, NÃO SABEM SEQUER ENTENDER O QUE ESTÁ ESCRITO.
      Aí vão dar opinião e se borrão todo. Lamentácel.
      A esquerdalha é assim e não tão prosa, negam os fatos, criam narrativas e defendem suas versões como verdadeiras. Isso é a esquerda, UMA FARSA da pior qualidade, seguida por zumbis que não sabem fazer de cabeça uma conta ente duas dezenas de números. Se não souber o que é dezena, volte ao jardim de infância ou critique a matemática.

  2. Maurício disse:

    Agora a pouco coloquei aqui no blog do BG.
    Tá tudo sobre controle.
    Muido da imprensa.
    Agente de cara, daqui pra frente, tem que ter sabedoria pra lhe dar com a imprensa.
    Ora, reportagem do g1 Andreia Sadi.
    É evidente, da pra perceber que é mais um esperneio da globo lixo.
    Estão desesperados, nada nesse governo é positivo aos olhos desses comilões de dinheiro público.
    Dá pra descredenciar, logo em saber quem escreveu a matéria.
    Olhem aí!!!
    Vai chegar vacina da boa.
    Em breve.
    A tendência e essa.
    O mundo todo quer vender vacinas e insumos.
    Pra quem achar que a China não quer vender ao Brasil, se engana redondamente.
    É muito dinheiro envolvido, não existe recusas, ninguém se nega bilhões de dólares, não faz mal a ninguém.

    • Aluísio Valença disse:

      Você com esse português sofrível de ser entendido quer dar aula a jornalista?
      É o rabo querendo abanar o cachorro mesmo.
      Valha-me Deus!!!

  3. Neco disse:

    Mais uma narrativa dos lacradores da extrema-imprensa foi pra vala.

  4. Nordestino disse:

    Que diplomacia, tem gente muito idiota. Foram os empresários indo brasileiros que negociaram, informe se

  5. Fabio disse:

    Zegado mulher tudo , tudo colorido por aí? Ó presidente véi bom da mulesta

  6. Calígula disse:

    A diplomacia brasileira dando resultado, mesmo com os esquerdopatas torcendo contra.

  7. RAINEL DANTAS DE FONTES disse:

    Olha aí. !!! Vão negar que foi Botafogo que costurou a importação.

    • Minion de Peixeira disse:

      Não sabia que o Itamaraty era posse dele.

    • Flavio disse:

      Ele faz uma vídeo conferência com o embaixador da China, que imediatamente determina que a ÍNDIA libere a exportação para o Brasil. Kkkkkkkkkk

  8. ZéGado disse:

    Só acredito porque é o próprio governo Indiano que está informando.
    Se fosse o miliciano, é a mesma coisa que um risco na água

    • Joel disse:

      Relaxa que dói menos! Vai trabalhar! Você ganha de alguém pra fazer politicagem aqui no blog?
      Sei que a canhotada tá torcendo contra. Prepara choro aí. Até 2026 Você vai ter muito que inventar narrativa.

    • SANDRA disse:

      PARABENS PRESIDENTE/GOVERNADOR DO RN, BOLSONARO.

    • Severino disse:

      Morda os cotovelos. Era questtão de mais dia, menos dia.

Planalto discute com Congresso medidas para evitar hiato de 30 a 40 dias sem vacina no Brasil

Pressionado a resolver a falta de insumos para dar continuidade à vacinação no Brasil, o governo federal pediu a líderes governistas no Congresso para buscar medidas que evitem o eventual hiato de 30 a 40 dias sem vacina, no Brasil.

Esta é a conta desenhada e temida nos bastidores do governo: se o Executivo não resolver o envio de insumos da China para a produção da Coronavac, além dos entraves para receber a Astrazeneca, da Índia, a vacinação no Brasil pode ficar suspensa por um período de cerca de um mês, segundo assessores presidenciais.

Ainda não há previsão de quando o Brasil deverá receber os insumos vindos da China e as vacinas fabricadas na Índia.

O atraso, se confirmado, será desastroso e vai ampliar o desgaste da imagem do governo junto à opinião pública no tema combate à Covid-19.

Ciente do diagnóstico, o Planalto virou monotemático nos últimos dias: busca saídas jurídicas para ampliar a compra de vacinas, por meio de medidas provisórias, além de discutir com outros fornecedores a oferta de vacinas.

Diferentes fontes ouvidas pelo blog confirmam as estratégias – mas não sabem detalhar o que seriam essas medidas provisórias, tampouco quais fornecedores estão na mira do governo federal.

O governo também está em contato com China e Índia. Governadores de diferentes partidos e estados pressionam o presidente Bolsonaro a assumir pessoalmente a negociação com a China, para garantir os insumos.

Em São Paulo, João Doria cobra resposta do Ministério da Saúde para o fim desta semana. Ao blog, ele disse nesta manhã que “irá à China se necessário”.

O presidente da frente parlamentar Brasil-China, deputado federal Fausto Pinato, disse ao blog que a conta pode “passar” do atraso de 30 dias se o Brasil não mudar sua postura com a China. “Vamos para o final da fila, pode demorar isso mesmo ou passar”.

Ele diz que está em contato diariamente com integrantes do governo na China. “A embaixada não fala muitas vezes o que pensa. São pragmáticos. Não vão nos retaliar. Mas, se não houver acenos, mudanças, vamos para o final da fila. Precisa mudar o corpo diplomático, por exemplo.”

O deputado defende que o presidente Bolsonaro telefone para o presidente chinês. Segundo Pinato, ele tem informações de que há uma irritação com a postura do Brasil com a China.

No governo de São Paulo, nos bastidores, a conta de João Doria e aliados também é essa: sem insumos, a vacinação pode atrasar “até mais” do que 30 dias.

Blog Andréia Sadi – G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cris disse:

    A mídia sensacionalista vive incitando o ódio.
    Não dá uma notícia favorável ou verdadeira sem isenção ao governo federal.Pq será?
    O papel da imprensa é noticiar e não incitar o ódio.
    O papel da imprensa não é conduzir o raciocínio das pessoas sempre para conclusões negativas sobre A ou B.
    A imprensa tradicional tem um discurso de ódio diário . Está dando na vista faz tempo.

  2. ZéGado disse:

    Governo incompetente.

  3. Observador disse:

    só nomear 02 para embaixador q ele é bem articulado para resolver qq questão internacional .

  4. Manoel disse:

    A imprensa é foda! Fica aí divulgando vídeos do Mintomaníaco inepto falando merda, maldizendo a China! Nada a ver né?! O errado não é o nosso presidente inepto falar tanta merda e sim a imprensa ficar registrando isso … KKKKKK. Quero ver agora o INEPTO ficar lambendo as botas de Biden e se ajoelhando perante a China e Índia para não sofrer impeachment por tanta incompetência e descaso com a população ! Salta aos olhos! Tirem a viseira !!!

    • CAPITÃO ZERO disse:

      Manoel num fala INEPTO não que a boiada não sabe o que é isso, fala presidente CHIBATA.KKKKKK

  5. Marcelo disse:

    Mais uma vez o expert em logística meteu os pés pelas mãos, foi iniciar uma vacinação nacional sem ter vacinas, VERGONHA. Só para não ficar atrás do Dória, ficou mais feio e incompetente….

  6. Maurício disse:

    Tem nada disso.
    Tá tudo sobre controle.
    Vcs vão vê!!
    Muido da imprensa.

  7. Boró disse:

    Só narrativa. Na verdade tá é faltando insumos no mundo. Nada a ver com diálogo.

  8. Rodrigo disse:

    Vai ser uma conversa muito aprumada do Presidente. Bolsonaro com o Presidente da China

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia; produção não é afetada

Fotos: AFP

Um incêndio atingiu um edifício do Instituto Serum, a empresa da Índia que produz vacinas com tecnologia da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, nesta quinta-feira (21), na cidade de Pune. Pelo menos cinco pessoas morreram.

O estoque de vacinas e a indústria onde elas são feitas estão seguras, segundo o jornal “Times of India”. Atualmente, o Instituto Serum produz cerca de 50 milhões de doses da vacina por mês em outras unidades do complexo.

Cinco pessoas morreram no incêndio, segundo o “Times of India”. O prefeito da cidade de Pune, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio.

O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, confirmou que houve mortes.

A empresa também vai começar a produzir as vacinas desenvolvidas pela empresa norte-americana Novavax.

Poonawalla afirmou que a unidade que pegou fogo produz vacinas para o rotavírus. Ele estima que a perda nessa linha de produção será de até 40% do volume de doses.

As redes de TV indianas mostram uma coluna de fumaça cinza acima da sede da empresa.

Em uma rede social, Poonawalla, o diretor-executivo, agradeceu a todos pela preocupação e pelas orações.

Os bombeiros afirmaram que ao menos cinco caminhões foram enviados para combater o fogo no prédio e que o incêndio foi controlado.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio, mas o prefeito disse que o fogo pode ter começado com um trabalho de soldagem.

Maior produtor do mundo

O Instituto Serum é o maior fabricante de vacinas do planeta. Lá são produzidas 1,5 bilhão de doses para várias doenças, de poliomielite a caxumba. A estimativa é que seis em cada dez crianças no mundo recebam pelo menos uma vacina fabricada pela empresa indiana.

Nesta semana, a Índia começou a exportar as vacinas produzidas pelo Instituto Serum para seis países, mas não para o Brasil.

Questões diplomáticas

O Brasil espera a liberação da exportação de dois milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca que estão na Índia, mas as relações diplomáticas entre os dois governos enfrentam dificuldades há três meses por causa da posição assumida pelo Brasil numa reunião na Organização Mundial do Comércio (OMC).

A reunião foi em meados de outubro de 2020.

A África do Sul e a Índia apresentaram um pedido ao Conselho de Propriedade Intelectual da Organização Mundial do Comércio para suspender temporariamente os direitos de patentes de insumos e equipamentos médicos para combater a Covid-19, até que a maioria da população mundial estivesse vacinada.

O acordo de propriedade intelectual da OMC já prevê a flexibilização dos direitos de patentes em casos como esse, mas é preciso liberar um produto de cada vez em cada país, e o argumento era de que não havia tempo a perder.

Os representantes do governo brasileiro se manifestaram dizendo que “não estavam convencidos que a suspensão dos direitos de propriedade iria garantir a nós um aumento significativo de acesso aos produtos, e poderia dar um sinal errado a inovadores e até prejudicar esforços para produzir as soluções que precisamos”.

G1

 

VÍDEO: Bolsonaro destaca confiança na Anvisa e diz que a vacina é do Brasil e não de um governador de estado

O presidente Jair Bolsonaro afirma que a vacina é do Brasil e não de um governador de estado. A fala faz menção a CoronaVac, desenvolvida em parceria entre o Butantan e a Sinovac, laboratório chinês.

Sem fazer nenhuma menção ao início da vacinação desde esse domingo(17), o presidente disse que estando aprovado pela Anvisa, não há mais o que discutir.

Bolsonaro disse que agora havendo disponibilidade o Brasil vai atrás de contratos com vacinas.

Rádio Band News FM

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. C. Bozo disse:

    Bozo tem razão, a vacina é do Brasil, mas quem batalhou porcelavfoi Doria. Se dependesse do Bozo não teríamos vacina nenhuma pois ele próprio afirmou que não compraria a coronavac. Se apossou da realizacao do governo de SP depois de verificar que não conseguiria fazer negócio com a India. Bozo é um fraco, não tem pulso, é incompetente, com sérias limitações intelectuais e éticas. Sua palavra não tem o mínimo valor. Voto em qualquer um para tirá-lo. Seu destino é responder a processo de crime contra a humanidade em tribunal internacional assim como outros monstros ditadores da história. #Fora Bozo

  2. Manoel disse:

    Agora vem falar da vacina, imbecil?
    Vai se entupir com tua Cloroquina e remédio contra carrapato, genocida!!!
    #ForaBolsonaro

  3. Cris disse:

    A vacina foi produzida pelo Butantan. A vacina não é de Dória.
    O Butantan está situado em SP e é ligado a USP.
    A VACINA é de quem comprar.

    O governo federal disse repetidas vezes, (para quem leu e ouviu entendeu muito bem) que compraria desde que aprovada pela Anvisa.
    Palavra dada foi cumprida.
    O resto é política baixa, mesquinhez
    insensibilidade qdo se está lutando para salvar vidas.

    • Guilherme disse:

      PAGA COM DINHEIRO DO SUS.
      O CALÇA ARROCHADA, FOI QUEM PROMOVEU ESSA PUTARIA POLITIZADA.
      BOLSONARO MAIS UMA VEZ, CERTO!
      A VACINA É DOS BRASILEIROS E NÃO DESSE CAFAJESTE.

  4. Calígula Adora Quarto do C e do P disse:

    Apesar da vacina… É um energúmeno mesmo!

  5. sol disse:

    Agora , não é Bolsonaro!?? Mas antes…. esculhambava com a Coronavac, usando, aqueles termos educados e gentis, que só ele tem como representante de uma nação.

  6. Apir Pertinente disse:

    Todo político deve se esforçar a favor da população. Foi isso o que Dória fez, e usando a lógica (entenda-se lógica o que advém da ciência). E creio que trabalhou muito bem.
    A depender desse folgado JB, iríamos ter vacina no Brasil lá pro 2º semestre. Basta analisar as declarações e exemplos dele.

  7. E essa expressão facial de felicidade!!!????
    Que presidente é esse!!!????
    Se houvesse respeito, ele teria gasto um tempinho pra um pronunciamento assim que houve a liberação.
    É muito mal assessorado.

  8. Lourenço disse:

    Eita Brasil sem futuro, o país onde uma moiçola de pá virada, vira símbolo de heroísmo, e sinal verdadeiro de pouca qualidade.

  9. Tico de Adauto disse:

    Apesar da vacina?
    Meus Deus q PR temos.

  10. Gil disse:

    Está mais perdido do cego em tiroteio kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  11. Bolsoloide disse:

    João Dória é herói nacional!

  12. Oliveira disse:

    Hilário, se não fosse trágico. Depois de tudo que ele disse.., Pior que ainda disse: “apesar da vacina….
    Ele chega está de cara inchada!
    Único caso no mundo de Chefe de Estado que não comemora o início de uma vacinação contra uma epidemia.

  13. ZéGado disse:

    Presidente insignificante.
    Quero saber o que Cacá, Pedroca, toinho turci, entre outros bovinos vão fazer quando esse lixo cair no esquecimento

  14. Andre Pinto disse:

    Os calças folotes estão com a gota…

    Até ontem a Vachina era de Dória… agora é do Brasil?

    Isso só mostra a INCOMPETÊNCIA desse Rascunho de Presidente.

    • Carlos Formosa Costa disse:

      A incompetência fica a cargo dos desesperados que não estão recebendo recursos públicos.
      O desespero fica com aqueles que não tem noção do que é melhor para o país e tem como líder os corruptos de sempre.
      Melhor está com o calça folote que com o calça apertada e tanguinha fio dental.
      Prefiro um país que tenha suas empresas estatais dando lucro que um país falido.
      Prefiro ter aliados desenvolvidos que me envolver com Cuba e Venezuela.
      Mas cada um faz suas escolhas, embora os desesperados continuem no discurso do ódio e da difamação irresponsável. Teve ser isso que tem feito a popularidade do presidente aumentar.

    • Guilherme disse:

      Verdade. Teve que comer no prato que cuspiu.

  15. Gustavo disse:

    Agora quer ser o pai da criança.

  16. Manoel disse:

    É do Brasil realmente, mas não é do presidente MINTOmaníaco inepto!

  17. Guto disse:

    Lógico que é. Após várias falas infundadas de Dória que o governo federal não tinha investido nada no desenvolvimento da Coronavac e que o estado de SP é que tinha arcado com todos os recursos, o Ministério da Saúde apresentou o contrato e os valores repassados ao estado para esse fim, só para a ampliação do parque de produção foram mais de 63 milhões de reais. Dória é o maior cafajeste desse país, mente descaradamente para tirar proveito político de uma situação onde pessoas estão morrendo. Para quem quiser ler tudo o site R7 publicou a cópia de todos os contratos ontem.

    • ricardo henrique disse:

      Falta só um pouquinho pra vc ser um cafajeste completo. Vai se fantasiar pra ir tomar a vacina chinesa

    • Guto disse:

      Antes de sair atacando os outros, aconselho leitura e informação para não ser manipulado. Busca lá no site e se informe.

  18. cesar disse:

    mas não vira jacaré se tomar vacina? esse é o famoso cabra frouxo

  19. Pixuleco disse:

    Kkkk . Para tudo TONHO saiu do buraco do peba . Da lua está abatido . Está com cara de jacaré 🐊 embriagado . Será que a Gadolândia vai tomar a vacina ? Circulando rafameia , aí papai !

  20. Japiense disse:

    A vacina que vc tanto condenou e foi contra. Parece que o jogo virou!

    • Calígula disse:

      Japi a boquinha secou, Bolsonaro tirou o gagau da mamadeira, petistas tem que voltar a trabalhar.

  21. Calígula disse:

    Hô cabra MACHO é Bolsonaro.
    Queria ver esse véião enfiar a mão no moleque do calcinha apertada. Kkkkk
    Mito 2022

VÍDEO: Doses da coronavac chegam ao RN nesta segunda-feira

A governadora Fátima Bezerra, em São Paulo, anunciou que as doses da vacina coronavdc chegarão ainda nesta segunda-feira(18) ao Rio Grande do Norte.

Neste primeiro lote, o Rio Grande do Norte receberá 82.440 doses da vacina. Vídeo: Cedido.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Como eh que colocaram isso na cadeira de governadora do RN? E ainda se diz professora, só que nunca aparece um aluno. Pelas caridades…

  2. Georgino Queiroz disse:

    Fatão deve ter ido visitar o nove dedos é golpi!

  3. Lúcido disse:

    É o povo que está morrendo todos os dias por assaltantes.

  4. Bader disse:

    "apareceu a margarida olê olê olá"

  5. ZéGado disse:

    É o jeito gado de “debater”. Quando não tem argumentos, ofendem a tudo e a todos.

  6. Manoel disse:

    Parabéns governadora

  7. Auxiliadora Nesi disse:

    Pontos p Governadora

  8. Yeda disse:

    “Ainda chegará aí AINDA hoje no Rn”
    Como é que pode : uma governadora e professora falar isso? Olha a concordância governadora! 😳

    • Natalense disse:

      Nunca vi uma professora falar tão errado. Tenho vergonha dos discursos de Fátima Bezerra; além de demagógicos aos extremos, são cheios de erros de português.

  9. Calígula disse:

    E os 5 milhões de reais que foram utilizados para compra dos respiradores?
    Faça um vídeo explicando ou justificando.

  10. Calígula disse:

    E a vacina Russa? Quando o consórcio Nordeste comprará ? Kkkk

  11. Paulor disse:

    O Jeito do PT fazer politica .. na hora que precisamos da Sra Vc se escondeu,, quem tomou a frente foi o nosso prefeito, não pense que o povo vai esquecer isso Governadora, meu voto nunca mais a Sra vai ter !!

  12. Acosta disse:

    Essa governadora pensa que engana quem? Não fez nada, não moveu uma palha, não abriu um único hospital, recebeu verba ,milhões do governo Federal, e agora fica posando e mostrando vídeo como se os louros e os esforços fossem seu. Me poupe minha Sra. Pq isso aí é do governo Federal, a Sra não engana ninguém com essa conversa mole. Agora faça um vídeo mostrando onde estão os 5 milhões??????? Mostre a população do RN

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O cronograma de entrega dos 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford contra o coronavírus que o Ministério da Saúde afirma ter adquirido do laboratório indiano Serum Institute sofrerá atraso. A informação foi confirmada esta manhã, pelo Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty).

Segundo a pasta, o ministro Ernesto Araújo telefonou para o chanceler indiano Subrahmanyam Jaishankar no dia 14 de janeiro, data em que o site Hindustan Times publicou uma notícia informando que, segundo fontes do governo indiano não identificadas na matéria, ainda não há previsão de quando a Índia autorizará o fornecimento dos imunizantes a outros países, incluindo o Brasil.

De acordo com o Itamaraty, Jaishankar manifestou a intenção de atender ao pedido brasileiro “nos próximos dias”, mas não indicou uma data para que as doses da vacina sejam liberadas. O chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes ao fornecimento de imunizantes para outras nações.

Mas conforme lembrou o Hindustan Times em sua reportagem, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Anurag Srivastava, já tinha dito, esta semana, que devido ao início da vacinação nacional, neste sábado (16.jan.2021), era cedo para falar em fornecimento a outros países.

“Você deve se lembrar que o primeiro-ministro [Jaishankar] já disse que a produção e a capacidade de entrega da Índia serão usados para o benefício de toda a humanidade para combater a esta crise, mas o processo de vacinação na Índia está apenas começando. É muito cedo para dar uma resposta específica sobre a destinação para outros países enquanto estivermos analisando nossos cronogramas de produção e entrega. Tomaremos essa decisão no tempo devido”, declarou o porta-voz, segundo o site indiano.

Apesar da indefinição quanto ao fornecimento das vacinas, o Ministério da Saúde informou que a previsão de que o avião comercial adaptado para ir a Índia buscar os insumos da Serum Institute parta esta noite (15.jan.2021), de Recife (PE), está mantida.

Inicialmente o voo estava previsto para decolar na noite de ontem (14.jan.2021), às 23h, mas a viagem foi adiada. Segundo o Ministério da Saúde, por “questões logísticas internacionais”. A aeronave pertencente à empresa aérea Azul partiu ontem a tarde do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), com destino a Recife, de onde deve prosseguir viagem esta noite.

Na 5ª feira (14.jan.2021), durante uma videoconferência com prefeitos de todo o Brasil, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello condicionou o começo da vacinação contra a covid-19 no Brasil na próxima quarta-feira (20.jan.2021) à chegada dos 2 milhões de doses da vacina indiana e à aprovação, ainda no próximo domingo (17.jan.2021), dos pedidos de uso emergencial dos imunizantes apresentados pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Poder 360, com Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. C. Bozo disse:

    Vai atrasar um pouco. Não precisa avião. Manda buscar de jegue. Bozo e seus ministros atrapalhados.

  2. Tico de Adauto disse:

    Esse é outro doido de carteirinha igual o chefe.
    Bando de genocidas.

Vacinas funcionarão em nova variante brasileira, dizem cientistas britânicos

Foto: Pexels

O ministro dos transportes da Grã-Bretanha, Grant Shapps, disse que cientistas acreditam que as vacinas contra Covid-19 funcionarão para a nova variante do coronavírus encontrada no Brasil. Shapps acrescentou que a decisão de banir voos da América do Sul e Portugal com destino ao Reino Unido foi tomada devido às preocupações de a nova cepa seja se espalhe mais rápido.

“Olhamos esta mutação em particular com muito cuidado e vimos que pode haver um problema, não tanto que a vacina não funcione, na verdade os cientistas acham que funcionará, mas apenas pelo fato de é mais propagável”, disse o ministro, durante entrevista à rede BBC.

Na quinta-feira (14), o Reino Unido baniu voos com origem no Brasil, Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, além de Portugal, devido à nova variante de Covid-19 encontrada no território brasileiro.

A variante brasileira compartilha algumas características com as encontradas na Grã-Bretanha e na África do Sul, que os cientistas acreditam ser mais transmissível, mas não causar doenças mais graves.

“Assim como acontece com a variante que vimos em Kent (sul da Inglaterra) ou na África do Sul, é de interesse significativo para nós tomarmos essa abordagem preventiva de parar todos os voos do Brasil (e) da América do Sul”, disse Shapps.

“Existem dois tipos diferentes de variantes brasileiras e uma delas foi detectada (no Reino Unido) e outra, não”, explicou a virologista Wendy Barclay, do Imperial College London. Junto com as variantes do Reino Unido e da África do Sul, a variante brasileira é “preocupante” e será “rastreada com muito cuidado”, destacou Barclay.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tom França disse:

    Porque não usar do mesmo expediente, já que essa nova variação começou por lá?

  2. Calígula disse:

    Cadê o Dória?
    Será que ele se trancou num quarto com Alexandre Frota? Kkkkk Ô Dóriana safadinha.

  3. Bolsonarista Binário disse:

    Bolsonaro estar com uma informação preciosa, a grande eficácia da ivermectina e cloroquina no início da doença, ele precisa divulgar isso para o mundo, quem sabe não ganha um Nobel?

    • João disse:

      😂😂😂😂😂
      Pah….👉👉👉
      Conta me outra piada dessa…kkkkk

Bolsonaro ironiza eficácia da coronavac, mas diz que país vai comprar qualquer imunizante aprovado: “Entre eu e a vacina tem a Anvisa. Não sou irresponsável”

Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quarta-feira a eficácia de 50,38% da CoronaVac, divulgada na terça-feira pelo governo de São Paulo. Bolsonaro disse que a “verdade” está aparecendo, sem especificar a que se referia, mas repetiu que o governo comprará qualquer vacina que tenha o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Ministério de Saúde já assinou um contrato para comprar 46 milhões de doses da CoronaVac.

A declaração do presidente foi feita durante conversa com apoiadores, no Palácio da Alvorada. Um homem falava sobre a importância da vacina contra a Covid-19, quando Bolsonaro disse, rindo:

— Essa de 50% é uma boa?

Em seguida, o presidente afirmou que está há “quatro meses apanhando por causa da vacina”, mas que não quer “agradar quem quer que seja”:

— O que eu apanhei por causa disso…Agora estão vendo a verdade. Estou quatro meses apanhando por causa da vacina. Entre eu e a vacina tem a Anvisa. Não sou irresponsável. Não estou a fim de agradar quem quer que seja.

O mesmo apoiador disse, então, que o melhor imunizante é o feito pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxfod. Bolsonaro retrucou que a melhor é que “passar pela Anvisa”. Tanto a CoronaVac quanto a de AstraZeneca/Oxford já estão sendo analisadas pela agência.

— É a vacina que passar pela Anvisa. Seja qual for. Passou por lá…Já assinei um crédito de 20 bilhões (para comprar).

A CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, tem uma eficácia geral de 50,38%, anunciou nesta terça-feira o governo de São Paulo. Os dados incluem os voluntários do teste clínico que contraíram a doença, mas tiveram casos leves, o que mostra que o imunizante é capaz de proteger contra formas graves da Covid-19. A vacina supera o índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), apesar de o valor ser menor do que o índice 78% de eficácia anunciado inicialmente em relação a casos moderados.

A taxa global é menor do que os 78% porque inclui casos muito leves de coronavírus, ou seja, mesmo que a pessoa tenha se infectado, pode ter sido assintomática ou não ter necessitado de hospitalização. Para casos moderados e graves da Covid-19 – com hospitalização, incusive em UTIs -, a eficácia do imunizante foi de 100%.

Durante a fase três do estudo, que ainda está em andamento, 252 pessoas já apresentaram infecção. Dessas, 85 receberam a vacina (e por isso a eficácia global de 50,38%) e 167 receberam uma substância placebo. Entre as infectadas após receberem o imunizante, ninguém precisou de internação hospitalar.

Polêmicas e disputa política

A CoronaVac aparece em polêmicas e disputas políticas desde o ano passado. Em outubro, o ministro da Saúde, Eduardo, Pazuello anunciou, durante uma reunião com governadores, a assinatura de um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses. No dia seguinte, no entanto, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a “vacina chinesa de João Doria” não seria comprada pelo governo.

Após a declaração de Bolsonaro, o Ministério da Saúde voltou atrás. O secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, disse que se tratava de “uma interpretação equivocada” e que não havia “intenção de compra”. Um dia depois, em um vídeo ao lado de Bolsonaro. Pazuello afirmou que “um manda e outro obedece”.

A justificativa original de Bolsonaro era de que o governo não poderia comprar uma vacina antes do registro na Anvisa. Entretanto, ele chegou a falar depois que a CoronaVac não seria comprada mesmo se obtivesse aprovação da agência. Além disso, o contrato acabou assinado antes da análise da Anvisa, após uma medida provisória (MP) autorizar esse tipo de compra.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Sim as cobaias irão tomar a vacina e ficarão imunes, mas existirá algum efeito colateral no futuro, ninguém sabe , só quem poderá dizer serão as cobaias.
    E quanto ao tratamento precoce com o kit que existe ,funciona, minha mãe com 76 anos e hipertensa tomou e teve sintomas leves da Covid-19.

  2. Tico de Adauto disse:

    2022 tem dia D e hora H.

  3. FRANCISCO SANTOS disse:

    É DIFÍCIL DIALOGAR COM IGNORANTES QUE SÃO CONTRA A VACINA, MAS DEFENDEM REMÉDIOS SEM NENHUMA COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA. É A MESMA COISA DE VOCÊ DEIXAR DE SE CONSULTAR COM O MÉDICO PRA SE CONSULTAR COM O SEU ZÉ DA FARMÁCIA QUE NEM FARMACÊUTICO É!

    ¯\_(ツ)_/¯

    O médico Luis Fernando Correia explica que o índice anunciado nesta tarde sobre eficácia global da CoronaVac mostra que é preciso vacinar um maior número de pessoas para atingir a imunidade de rebanho. #NoArNaCBN #vacina #pandemia #butantan #sp #CBN

  4. Francisco de Assis disse:

    Acho que a ANVISA seria mais célere na questão da aprovação das vacinas se dissessem que são, na verdade, agrotóxicos cancerígenos que não foram aceitos em nenhum país civilizado. Aí liberaria rapidinho

  5. Gado - Toro Nelore PO disse:

    Ôh Bolsonaro duro.
    Ôh véi macho.
    20 bi no pé do cipa, esperando a anvisa.
    Isso é um presidente forte da gota serena homi!!
    Mito.
    Mito.
    Mito
    2022.
    Esse é o cara.
    A vacina vai chegar, sem falcatruas.
    Ô presidente bom!!

    • SANDRA disse:

      BOLSONARO 2022

      EU VOTO, VOCE VOTA, ELE VOTA, ELA VOTA, O BRASIL VOTA.

      CHORA PETRALHAS

  6. ZéGado disse:

    As normais normais, a vacinação já! Aqueles que adoram o mito, um suco de cloroquina, depois banho de sol no pasto.

  7. Maria Bernardes disse:

    Tirando o erro de português, TONHO DA LUA ainda não entendeu que as 💩💩💩 q saem da boca dele não irá
    atrapalhar…. !

  8. Eduardo Neto disse:

    Governo federal teve a oportunidade de negociar com a Pfzer-Biontech em agosto/2019 e agora quatro meses quer se colocar em papel de vítima da CoronaVac? Ficou desde o começo dessa pademia num joguinho com governadores e 3 Ministros da Saude (e quando nomeou Mandetta os próprios apoiadores do presidente ecoaram: agora sim, um ministro com competência e lamentavelmente Pazuello, que tinha como emblema a especialização em Logistica não só não foi bem sucedido em Vacinas como sequer teve a capacidade de adquirir insumos), então a população por todo esse jogo é quem está pagando e vai pagar muito. O que esperar de um Deputado Federal que teve repercussão nacional no CQC (um programa de humor) por suas bizarrices na presidência de uma nação?! Vítima aqui senhor presidente, só os brasileiros de senso comum… o resto, como se diz, é mimimi!

    • Cesar Bomone disse:

      Sabe tudo hem, mas diz aí como o Brasil iria utilizar a vacina da Pfzer-Biontech se não temos rede de frios para armazenar e distribuir as vacinas a menos de 70º C, como fazer chegar nos municípios distantes.
      Seria uma vacina que chegaria apenas a algumas capitais.
      Os bilhões gastos com Copa do Mundo e Olimpíadas poderia terr servido para aparelhar os hospitais. Mas os ESQUERDOPATAS APLAUDIAM os gastos sem prioridades.

  9. Silvia disse:

    Este bossonaro e um sem noção,Rivotril nele

  10. Ivana Gadelha disse:

    A vacina contra o Covid será em 2021, mas a contra a estupidez e a perversidade será 2022.

  11. Manoel disse:

    Esse MINTOmaníaco eh bom demais! Pense num capataz bom pra esse gado! Ele vai ser o primeiro a tomar a vacina mas fica com negacionismo só pra hipnotizar a boiada… Muuu

  12. Calígula disse:

    Hô Véio Bom da gota serena é o Presidente Bolsonaro.
    A petralhada mamadora de tetas governamental piram com o Véio.
    O Véio Bolsonaro é duro Kkkk, quem não quiser cair que se deite, a pancada vai ser forte.

  13. natal sofrida disse:

    Esse é zé mesmo. Porque vcs mentem e sao tão degenerados seus petralhas? O presidente tem feito um excelente trabalho na pandemia. Quem matou os brasileiros? Quem escondeu os remedios e nao passou pra população ou quem providenciou dinheiro pra quem perdeu emprego, mandou dinheiro pra todos os estados e prefeituras do país? Vcs são demonios mentirosod petralhas maçditos!

  14. Antenado disse:

    O texto do O Globo é uma defesa da vacina e mais um ataque ao Presidente. As hienas entram na onda. Nada, absolutamente nada que o grupo Globo fala em relação ao Presidente pode ser levado a sério. Não passa de narrativa eleitoreira desesperada para tirar a popularidade do Presidente.

    • Insti Gado disse:

      Liga não Antenado, isso são coisas que botaram na sua cabeça.

  15. Jose de Arimatea Lopes Fernandes disse:

    Tratar à pandemia com leviandade, à campanha de vacinação com desprezo, à ciência com insignificância, impor à população o seu KIT garrafada, após essa pandemia ter ceifadas á vida de mais de 200.000 brasileiros.
    Isso é conduzir à nação para seu maior desastre humanitário.

    • Neco disse:

      A que vc tá se referindo quando fala em desprezo?

    • JOAO disse:

      E vai comprar vacina da índia! quero ver a galera que votou nele tomar muitos falavam que não tomava da China.;

    • claudio disse:

      verdade verdadeira

    • Necozinho disse:

      Alguém explica melhor pro bobo Neco. Esse gado tem muita dificuldade em entender o óbvio. Faz um desenho.

OMS alerta que mundo não terá imunidade de rebanho em 2021 mesmo com vacinas

México, Chile e Costa Rica estão entre os países que já estão aplicando a vacina contra covid-19 — Foto: Getty Images via BBC

Apesar de vários países já estarem aplicando vacinas contra o coronavírus, o mundo não alcançará a imunidade de rebanho em 2021, segundo alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Não vamos atingir nenhum nível de imunidade coletiva em 2021” porque o processo de aplicação de vacinas “leva tempo”, disse a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, em uma entrevista coletiva virtual em Genebra.

“Leva tempo para dimensionar a produção de doses — não só em milhões, mas aqui estamos falando de bilhões”, disse ela, que pediu que as pessoas tivessem “um pouco de paciência”.

Swaminathan destacou que no final “as vacinas vão chegar” e que “vão para todos os países”. Mas ela lembrou que nesse ínterim “há medidas que funcionam”.

Ela pediu que as pessoas continuem tomando precauções como o distanciamento físico, a lavagem das mãos e o uso de máscaras em massa para combater a pandemia, cuidados que serão necessários “pelo menos durante o resto deste ano”.

Estima-se que pelo menos 60% da população mundial precise ser imunizada para que o conceito de imunidade de rebanho (coletiva ou de grupo) comece a surtir efeito. Mas essa cifra ainda é imprecisa e pode ser ainda maior. Alguns especialistas falam num patamar de 80%.

E o mundo ainda está longe disso. Até 11 de janeiro, pouco mais de 28 milhões de pessoas foram vacinadas, o que representa apenas cerca de 0,4% da população mundial (7 bilhões).

Nesta pandemia, a imunidade de grupo ocorrerá quando uma parcela grande o suficiente da população desenvolver uma defesa imunológica contra o coronavírus. Nesse cenário, a doença não consegue se espalhar porque a maioria das pessoas é imune e ela passa a ter grande dificuldade para encontrar alguém suscetível.

Avanço da vacinação

Mais de um ano se passou desde que a China relatou os primeiros casos de um novo tipo de pneumonia à OMS, que semanas depois seria batizada de Covid-19.

Desde então, foram registrados 90,9 milhões de casos da doença no mundo e 1,9 milhão de pessoas morreram em todas as regiões do planeta. No Brasil, são 8 milhões de casos e mais de 203 mil mortes.

Enquanto o Brasil discute seu plano de vacinação, pelo menos 40 países já começaram a vacinar sua população contra Covid-19.

Israel, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, China, Rússia, Itália, Canadá são alguns dos países que já começaram a imunizar suas populações.

Na América Latina, México, Chile, Costa Rica e Argentina já aplicam a vacina.

Algumas metas são ambiciosas. Israel quer se tornar o primeiro país a acabar com a Covid-19 por meio de vacinação. Já o governo britânico — que aprovou três vacinas contra Covid-19 — anunciou no fim de semana que sua meta é vacinar toda a população adulta até meados de setembro.

Das mais de 28 milhões de pessoas vacinadas, a maior parte está na China (9 milhões) e nos Estados Unidos (8,99 milhões), seguidos por Reino Unido (2,68 milhões) e Israel (1,85 milhão).

Em proporção ao tamanho da população, Israel está no topo da lista, com mais de 21% de seus habitantes vacinados. Em seguida, aparecem os Emirados Árabes Unidos (11,8%) e Bahrein (5,44%). Os demais, incluindo Reino Unido e EUA, ainda não chegaram a 5% da população imunizada.

A corrida mundial entre países para vacinar suas populações, que marca o começo de 2021, já tem revelado problemas logísticos. Entre as preocupações, estão a falta de frascos de vidro para as vacinas, a busca por mais pessoas para vacinar a população, além do suprimento de seringas.

Na última conferência de 2020, a OMS disse que, apesar da vacinação, a erradicação do Covid-19 “é um obstáculo muito alto”.

“A existência de vacina, mesmo com alta eficácia, não é garantia de eliminação ou erradicação de uma doença infecciosa”, disse Mark Ryan, chefe do programa de emergências da OMS, no final de dezembro.

G1, com BBC

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Aqui no Brasil só no dia D e na hora H.
    O desgoverno genocida quer assim no Brasil.

  2. Raimundo disse:

    Alguém ainda acredita na OMS?

  3. Logan disse:

    Pois vá se acostumando com o rebanho, PTralhas nunca mais!

  4. ZéGado disse:

    Para se livrar do rebanho 🐂🐄, eu faria qualquer coisa, até deixar de tomar a vacina.

Saiba qual é a eficácia das principais vacinas contra a Covid-19

Foto: Dado Ruvic/Reuters (30.out.2020)

O governo de São Paulo anunciou nesta terça-feira (12) que a eficácia global da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelos Instituto Butantan e pela chinesa Sinovac, é de 50,38%.

Na quinta-feira (7) havia sido divulgado que o imunizante atingiu índice de eficácia de 100% para casos graves e moderados e de 78% para os infectados que apresentaram casos leves ou precisaram de atendimento ambulatorial.

Apesar de ser menor do que a apresentada por outras candidatas, ainda é um bom resultado se comparado a imunizantes que já são conhecidos. A vacina da gripe tem de 40% a 60% de eficácia, a BCG (contra tuberculose), de 70 a 80%, por exemplo.

A Coronavac foi a última entre as cinco principais vacinas desenvolvidas contra a Covid-19 a apresentar seus dados de eficácia.

Em 14 de dezembro, os desenvolvedores russos da vacina Sputnik V publicaram resultados de seu ensaio clínico da vacina e afirmaram que a injeção foi novamente considerada 91,4% eficaz no fornecimento de proteção contra o novo coronavírus.

Dias antes, em 8 de dezembro, a Universidade de Oxford publicou o primeiro resultado revisado da última fase dos testes da vacina contra Covid-19 que desenvolve em conjunto com a AstraZeneca. De acordo com a publicação, o imunizante teve eficácia média de 70,4%.

Confira a eficácia divulgada até o momento das principais vacinas contra Covid-19 em desenvolvimento:

• Pfizer/BioNTech

País: Estados Unidos e Alemanha

Eficácia: 95%

Fase de testes: fase 3 concluída

Pessoas testadas: 43.661 voluntários entre Estados Unidos, Brasil, Argentina, Alemanha, Turquia e África do Sul

• Moderna

País: Estados Unidos

Eficácia: 94,5%

Fase de testes: fase 3 concluída

Pessoas testadas: 30.000 voluntários nos Estados Unidos

• Sputnik V

País: Rússia

Eficácia: 91,4%

Fase de testes: fase 3 em andamento

Pessoas testadas: 40.000 na Rússia

• AstraZeneca/Oxford

País: Reino Unido

Eficácia: 70,4%

Fase de testes: fase 3 concluída, com resultado revisado

Pessoas testadas: 11.636 voluntários participaram de análise de eficácia, no Reino Unido e Brasil

• Coronavac (Sinovac)

País: China

Eficácia: 50,38% (eficácia global); 78% em casos leves; 100% em casos graves e moderados

Fase de testes: fase 3 concluída

Pessoas testadas: 13.000 no Brasil, há também voluntários na China, Indonésia, Turquia, Bangladesh, Filipinas, Arábia Saudita e Chile

Foto: Reprodução/CNN

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Perguntas sobre a postagem:
    Pfizer/BioNTech
    Que eficácia é de 95%?
    Global, casos leves, moderados ou graves?
    Sputnik V
    Que eficácia é de 91,4 %?
    Global, casos leves, moderados ou graves?
    AstraZeneca/Oxford
    Que eficácia é de 70,4 %?
    Global, casos leves, moderados ou graves?

  2. Reno disse:

    Se o governo federal, tivesse outra vacina que não fosse a coronavac de Doria, tenham certeza que iam dizer que era a pior vacina do mundo!!
    Agora vamos esperar a bandeira de largada do governo federal para a vacinação antes de SP….
    Tamo lascado!

  3. Valéria disse:

    Por qual razão vamos ser vacinados com a vacina de menor eficácia? Algo tem de estranho? Interesse financeiro?

  4. Torres disse:

    Querem colocar a Coronavac de todas as formas… Infelizmente o interesse está acima das vidas que estão morrendo e famílias que estão chorando.

  5. Bolsonarista Binário disse:

    O problema é que ñ tem outra por falta de planejamento justamente do nosso governo. Teremos que nos contentar com essa e a da Oxford, as duas de menor eficácia. Ñ adianta chorar, Pfizer e Moderna só para quem se programou e comprou com antecedência, agora vão ter que engolir a chinesa e se tiver seringa. Kkkkkkkkkkkkkk

  6. Guto disse:

    É um malabarismo danado pra dizer que ficou muito abaixo do esperado e no mínimo exigido de 50%. Ficam procurando argumentos para justificar e tentar levar o leitor a crer que tomando essa vacina estará protegido. Em todos os outros estudos cita apenas a eficácia global, não ficam divulgando resultados de grupos para justificar o resultado final. Sejam honestos e digam que mesmo vacinado nada garante que não vá se contaminar, é meio a meio.

  7. Passarinho disse:

    A Coronavac é fraca!
    50% de não ter eficácia.
    A verdade é essa.
    Tomo outra, essa daí não.