Governo reduz projeção do PIB de 2020 de 2,40% para 2,10%

Foto: Bruno Domingos/Reuters

O Ministério da Economia revisou sua expectativa para o crescimento da economia brasileira em 2020 e projeta agora alta de 2,1% no PIB (Produto Interno Bruto), segundo informações do jornal “O Estado de S. Paulo”. A estimativa de avanço anteriormente era de de 2,4%.

A nova estimativa da SPE (Secretaria de Política Econômica) gera impacto negativo nas contas do governo e deve reduzir a verba dos ministérios. Uma revisão das despesas previstas para o ano deverá ser anunciada até o dia 22.

A redução anunciada pelo governo também foi adotada pelo mercado. Na segunda-feira (9), analistas reduziram a estimativa de crescimento da economia brasileira para menos de 2% em 2020. De acordo com o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, a projeção das instituições financeiras passou de 2,17% para 1,99%.]

A nova previsão do Ministério da Economia foi anunciada em um momento de incerteza sobre o desempenho da atividade econômica diante do avanço do novo coronavírus.

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, admitiu na terça-feira (10) que a retomada mais lenta deve comprometer as receitas e causar bloqueio de despesas para não comprometer a meta fiscal. O déficit previsto para o ano é de até R$ 124,1 bilhões.

O choque nos preços do petróleo no mercado internacional também pode influenciar a execução do orçamento. Quando a lei orçamentária foi feita, em 2019, a expectativa de cotação média do barril de petróleo Brent era de US$ 58,96. A commodity encerrou o pregão de terça-feira (10) a US$ 37,22.

R7