Justiça decreta prisão preventiva do suspeito de ter matado a menina Milena em Jucurutu

O juiz, João Eduardo Ribeiro de Oliveira, da cidade de Jucurutu, homologou o flagrante realizado e decretou a prisão preventiva de Alexsandro Soares de Melo, vulgo “SANDRO”, que é apontado como autor da morte de Milena Soares, 10 anos, ocorrida no início da noite de domingo, 14 de agosto.

O ministério público opinou pela decretação de prisão preventiva do acusado, destacando que a custódia preventiva deve ser mantida como garantida a ordem pública, haja vista que o autuado cometeu o crime de grande repercussão social, contra criança de apenas 10 anos e totalmente indefesa.


Ainda foi destacado na decisão, que representante do Ministério Público afirma que há nos autos prova da materialidade do crime e indícios suficientes de autoria, consubstanciada nos depoimentos colhidos.

“No caso impõe-se a medida para garantia da ordem pública, notadamente pela gravidade do delito e pela periculosidade do agente, evidenciada pelo modo no qual se deu a morte da criança em local ermo, sem ofertar qualquer possibilidade de defesa à vítima”.

O advogado, Ariolan Fernandes, que defende o preso Alexssandro Soares, disse que na segunda-feira, 22 de agosto, vai ingressar na comarca de Jucurutu com um pedido de liberdade provisória, sendo que não logrou êxito no pedido de relaxamento de prisão. Neste caso, ele afirmou que a detenção de seu cliente foi ilegal, por não ter tido ato de flagrância, nem perseguição.

*Do Blog do Sidney Silva, em Caicó / Tribuna do Norte