Polícia prende no interior do RN homem suspeito de matar ex-namorada e dois adolescentes por ciúmes

O portal G1-RN noticia nesta segunda-feira(26) que um homem de 29 anos foi preso suspeito de ter assassinado uma jovem de 19 anos e dois adolescentes em julho, no município de Barcelona, distante cerca de 110 quilômetros de Natal. Segundo a polícia, o homem seria ex-namorado da mulher, Maria Fernanda Borges de Sousa, e teria cometido o crime por ciúmes. A prisão foi realizada na tarde do último sábado (24), na própria cidade, por policiais da Delegacia de São Tomé, com apoio da equipe da Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal. O mandado de prisão temporária foi expedido pela Vara Única da Comarca de São Tomé. Matéria com detalhes aqui, em texto na íntegra.

Polícias Civil e PRF prendem suspeito por homicídio que vitimou empresário em evento político em Felipe Guerra-RN

Policiais civis da Delegacia Municipal de Apodi, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), deram cumprimento, nessa quinta-feira (22), a um mandado de prisão preventiva, contra Pedro Henrique Machado, 25 anos, pela suspeita da prática do crime de homicídio.

De acordo com as investigações, Pedro Henrique é apontado como o autor do homicídio, que vitimou o empresário Douglas da Silva Barros,32 anos, na noite do último domingo (18), durante um evento político, em Felipe Guerra. Na ocasião, o suspeito efetuou cinco disparos com uma arma de fogo contra Douglas da Silva.

Foi constatado também que Pedro Henrique tinha uma antiga desavença com a vítima. O suspeito estava foragido da Justiça e foi detido no município de Floriano, localizado no Estado do Piauí.

Pedro Henrique foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PAULO disse:

    Investigação eficiente e célere, parabéns aos Policiais Civis envolvidos!

Polícia Civil apreende no interior do RN adolescente suspeito de matar pai com uma foice enquanto dormia

Foto ILUSTRATIVA: Cabo Manoel Gomes – PMPR

Policiais civis da equipe de plantão da 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Patu, com apoio da Delegacia Municipal de Martins, apreenderam em flagrante, nessa segunda-feira (05), um adolescente de 17 anos, pela suspeita de praticar o homicídio que vitimou seu pai, de 54 anos. A ação aconteceu no Sítio Nogueira, na Zona Rural de Martins, no domingo (04), por volta das 18h.

Segundo as investigações, o adolescente teria matado o próprio pai, utilizando uma foice, enquanto ele dormia em uma rede. A arma, possivelmente utilizada, foi apreendida no local. A partir das oitivas, realizadas com parentes da vítima, o adolescente de 17 anos foi apontado como suspeito pela autoria do fato.

Ainda segundo as investigações, a motivação do homicídio pode estar relacionada ao fato de o pai ter se negado a disponibilizar dinheiro para que o filho pagasse uma dívida contraída, possivelmente para quitar a fiança de um coautor de atos infracionais; na sexta-feira (01), o adolescente, acompanhado por outros suspeitos, foram conduzidos até a Delegacia Municipal de Caraúbas, em razão de estarem transitando em motocicletas que possuíam registro de roubo.

O adolescente foi apreendido e, após a lavratura do auto de apreensão em flagrante, foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Infrator (CIAD) de Mossoró.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

VÍDEO: Polícia Civil solicita informações para localizar suspeito de furto na Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do RN, na Zona Sul de Natal

Policiais civis do 5º Distrito Policial de Natal divulgaram, na tarde desta segunda-feira (05), imagens de uma câmera de segurança para identificar um suspeito apontado como autor de um furto que aconteceu na Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do RN, localizada no bairro Lagoa Nova, em Natal.

De acordo as investigações, o crime teria ocorrido por volta das 02h17min, no dia 30 de setembro deste ano. Foi constatado também que o homem teria furtado um aparelho de ar condicionado e aproximadamente seis cadeiras de plástico pertencentes à instituição.

A Polícia Civil solicita que a população envie informações, por meio do Disque Denúncia 181, que possam auxiliar na localização do suspeito que aparece nas imagens.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

 

Ver essa foto no Instagram

 

Policiais civis do 5º Distrito Policial de Natal divulgaram, na tarde desta segunda-feira (05), imagens de uma câmera de segurança para identificar um suspeito apontado como autor de um furto que aconteceu na Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do RN, localizada no bairro Lagoa Nova, em Natal. De acordo as investigações, o crime teria ocorrido por volta das 02h17min, no dia 30 de setembro deste ano. Foi constatado também que o homem teria furtado um aparelho de ar condicionado e aproximadamente seis cadeiras de plástico pertencentes à instituição. A Polícia Civil solicita que a população envie informações, por meio do Disque Denúncia 181, que possam auxiliar na localização do suspeito que aparece nas imagens. Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Uma publicação compartilhada por Blog do BG (@blogdobg) em

Polícia Civil conclui investigação sobre perfis falsos atuantes no interior do RN e suspeito é indiciado por estelionato; Facebook, Instagram, Tinder e WhatsApp entre ferramentas

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Municipal de Marcelino Vieira concluíram, nesta quarta-feira (23), uma investigação sobre perfis falsos em redes sociais, que se passavam por uma jovem do município de Marcelino Vieira e marcava encontros de natureza sexual, bem como divulgava fotos íntimas, captadas aleatoriamente na internet, como se fossem dela. Os fatos ocorriam há, aproximadamente, três anos. O perfil falso utilizava das plataformas do: Facebook, Instagram, Tinder, bem como WhatsApp para marcar os encontros.

O autor dos perfis falsos tinha conhecimento da rotina da vítima e, muitas vezes, marcava encontros em lugares nos quais sabia que ela estaria, de modo com que a pessoa que o perfil falso havia conversado chegava apresentando intimidades com a outra vítima (do perfil), sem que esta soubesse de nada do referido encontro.

Além disso, o autor dos perfis falsos chegou a solicitar dinheiro às pessoas com quem conversava, se passando pela jovem. Os policiais da equipe conseguiram identificar o criador dos perfis falsos, que confessou a autoria das condutas criminosas. O suspeito foi indiciado pelo crime de estelionato, pelo fato de ter solicitado dinheiro se passando pela jovem.

Com relação às outras condutas, estas configuram crime de iniciativa privada, de modo que a vítima foi cientificada sobre o resultado da investigação e deverá ingressar com a competente queixa-crime. De acordo com o delegado responsável pelo caso, o resultado da investigação sinaliza importância, sobretudo neste momento eleitoral, pois é bastante comum que alguns cidadãos se escondam, por meio do anonimato das redes sociais, para atingir a honra de outras pessoas.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio carlos disse:

    Bacana seria se o telefone informado atendesse 🤷‍♂️🤷‍♂️🤷‍♂️

  2. Paulo disse:

    Bacana, trabalho interessante da Polícia Civil! 👏👏👏

Eduardo Fauzi, suspeito de ataque à sede do Porta dos Fundos, vira réu e tem prisão preventiva decretada

Foto: Reprodução

A Justiça do Rio aceitou a denúncia e tornou réu Eduardo Fauzi, suspeito de integrar o grupo que atacou a sede do Porta dos Fundos, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, no fim de 2019. Em sua decisão, o juiz Alexandre Abrahão, da 3ª Vara Criminal, decretou ainda a prisão preventiva de Eduardo.

Segundo o juiz, “há indícios mínimos de autoria com base no relato da vítima e de testemunhas, assim como há risco à garantia da ordem pública caso o acusado seja mantido em liberdade”.

Eduardo responde por tentativa de homicídio, uma vez que um vigilante do Porta dos Fundos estava no local no momento do ataque. Ele não se feriu.

Para o Ministério Público, autor da denúncia, “a vítima só não morreu porque teve pronta reação, conseguindo controlar o incêndio causado e fugir do imóvel, mesmo a portaria sendo pequena, com apenas uma saída”.

Preso em Moscou

No início de setembro, Eduardo foi preso em Moscou, na Rússia. O nome dele constava na Difusão Vermelha da Interpol e, segundo apurou a TV Globo, foi solicitada a extradição do suspeito para o Brasil.

Em nota, os advogados de Fauzi informaram que acompanham “os trâmites do procedimento movido e negam que o suspeito tenha sido preso. Segundo a defesa, foi realizada uma “apreensão” pelas autoridades russa, para checar a situação dele (veja a íntegra da nota no fim do texto).

A Secretaria de Poícia Civil do Rio de Janeiro confirmou a prisão de Fauzi a partir da expedição de um mandado de prisão pela Justiça brasileira. O caso foi investigado pela 10ª DP (Botafogo), e a ordem para prender o suspeito foi cumprida por agentes da Interpol.

Segundo a investigação, cinco criminosos participaram do ataque, em 24 de dezembro do ano passado. Foram arremessados coquetéis-molotov na fachada da produtora e, em seguida, o grupo fugiu do local.

A apuração da delegacia de Botafogo conseguiu identificar Fauzi como um dos autores do crime. Ele foi flagrado por câmeras de segurança depois de descer do veículo usado na fuga, momentos depois do ataque.

Para identificar o suspeito, os policiais analisaram gravações de mais de 50 câmeras de segurança.

De acordo com o delegado Marco Aurélio Ribeiro, na época titular da 10ª DP, seis dias depois do crime a unidade conseguiu na Justiça um pedido de prisão e de busca e apreensão em endereços ligados a Fauzi.

Os agentes fizeram buscas em dois estabelecimentos comerciais e outros dois imóveis. Neles, foram apreendidos R$ 119 mil em dinheiro, uma arma falsa, um computador e uma camiseta de um grupo de militância política.

Os agentes também descobriram que Fauzi tinha deixado o Brasil e embarcou para a Rússia, em 29 de dezembro. Foi, então, feito um pedido de captura com a colaboração da Interpol do Rio de Janeiro, e o nome dele foi incluído na lista dos foragidos do país.

Pedido de habeas corpus negado

Depois do ataque, na véspera do Natal de 2019, Fauzi entrou com um pedido de habeas corpus na Justiça do Rio – em janeiro deste ano.

A solicitação foi negada e, na época, advogados do suspeito informaram que recomendariam a ele que não retornasse ao Brasil. A defesa acrescentou que recorreria ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ataque

A sede da produtora responsável pela criação dos programas Porta dos Fundos foi alvo de um ataque, em dezembro de 2019.

O local fica no Humaitá, na Zona Sul do Rio.

Coquetéis molotov foram jogados na fachada do imóvel e a ocorrência foi registrada na 10ª DP (Botafogo). A produtora citou, na época, danos materiais no quintal e na recepção.

A avaliação de integrantes do grupo é a de que, caso não houvesse um segurança no local, todo o prédio poderia ter pegado fogo. O incêndio foi contido por um funcionário que estava no prédio.

Íntegra da nota da defesa de Fauzi

“O escritório ROR Advocacia Criminal, com sede em Santa Catarina, responsável pela defesa de Eduardo Fauzi Cerquize, informa que está acompanhando os trâmites do procedimento movido pela polícia Civil do Estado Rio de Janeiro. Que no tocante as informações de que Eduardo estaria preso, ressaltamos que não trata-se de prisão e sim de uma apreensão realizada pela autoridades russa, visando a averiguação da situação dele. Não há confirmação sobre o procedimento de extradição pela autoridades brasileira. Por fim, ressaltamos que há pendente a análise de pedido de Habeas Corpus Criminal, visando assegurar a integral liberdade de Eduardo, junto ao Superior Tribunal de Justiça, em Brasília/DF. Por outro lado, a defesa lamenta a morosidade na conclusão das investigações, não se sustentando o decreto prisional, por total ausência de provas sobre a justa causa penal.”

A nota é assinada pelos advogado Bruno Ribeiro da Silva, Diego Rossi Moretti e Jonas de Oliveira.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gil disse:

    Pegaram o Crô da novela.

  2. Manoel disse:

    Mais um cidadão do bem, cristao e bolsonarista na lata do lixo.

  3. Gilberto disse:

    MAIS UM CIDADÃO DE BEM!!!

Polícia Civil prende em hospital em Natal suspeito por roubo e duas tentativas de latrocínio

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba prenderam em flagrante, nesta segunda-feira (14), Ricley Natan Alves Silva, 18 anos. Ele foi preso, em um hospital em Natal, pela suspeita da prática dos crimes de roubo majorado, de uma moto, e por duas tentativas de latrocínios, uma delas praticada durante o roubo de um carro, em Macaíba.

Segundo as investigações, o suspeito teria praticado o primeiro roubo, no qual subtraiu a moto, ainda na noite deste domingo (13), por volta das 23h50 na altura da rodovia BR 304, após a rotatória, próximo a um posto de combustível, na Zona Urbana de Macaíba. Conforme registrado pela vítima, o suspeito, acompanhado de um segundo homem (ambos portando armas de fogo), teriam subtraído a motocicleta dela, afirmando que “precisavam do veículo para praticar outros roubos e executarem inimigos”.

Logo após, com a moto roubada, tentou praticar o mesmo crime para subtrair um veículo, já por volta das 00h15 desta segunda-feira (14), na rua Olímpio Maciel, no Centro de Macaíba. Na ocasião, a vítima foi abordada pela dupla de suspeitos, sendo rendida mediante ameaça com arma de fogo, mas esboçou reação e fugiu, sendo alvejada por um disparo de arma de fogo que acertou suas costas, transfixou seu ombro e atingiu seu braço esquerdo, mas, ainda assim, conseguiu fugir.

Ricley Natan já era investigado pela equipe de policiais civis da Delegacia de Macaíba por suspeita de integrar uma facção criminosa, tendo sido identificado por vítimas como autor de, pelo menos, dois crimes na noite deste domingo (13) e madrugada desta segunda (14). Além disso, após a prisão do suspeito, uma terceira vítima compareceu à delegacia e reconheceu o Ricley Natan, afirmando que teria sido ele o autor de um disparo de arma de fogo sofrido pela vitima, após luta corporal em defesa própria, pois o suspeito anunciou assalto, exigindo seu dinheiro, relógio e celular.

Informações anunciavam que um dos suspeitos estava alvejado por disparos de arma de fogo, após um confronto armado na região de Macaíba, e que esse suspeito teria procurado o hospital para tratamento. Após diligências, os policiais civis conseguiram localizar o suspeito no hospital Walfredo Gurgel e, quando assinava sua alta hospitalar, foi preso em flagrante pelos crimes de roubo majorado e tentativa de latrocínio.

Foi denunciado, ainda, que outros crimes foram praticados pelos suspeitos, inclusive, pessoas alvejadas por disparos de fogo, o que já está sendo investigado pela Polícia Civil. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando denúncias anônimas pelos números 181 ou pelo 98114-4042 (Delegacia Municipal de Macaíba).

http://www.policiacivil.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=240029&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

RELATOS CHOCANTES: Polícias Civil e Militar prendem suspeito e apreendem adolescente por estupros no interior do RN

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Municipal de São José do Campestre, com apoio da Polícia Militar, deram cumprimento, nesta segunda-feira (07), a um mandado de prisão temporária (30 dias) em desfavor de Gênesis José Pereira Dias, 25 anos, e a um mandado de internação provisória (45 dias) em desfavor de um adolescente de 17 anos, suspeitos de diversos estupros na Zona Rural de São José de Campestre. Segundo as investigações, a prática dos estupros estava acontecendo há mais de um ano.

De acordo com relatos das vítimas, os suspeitos realizavam as abordagens dentro de estradas carroçáveis e ordenavam que elas entrassem na área de matagal, como se fosse praticar o crime de roubo, declarando portar arma de fogo, e praticavam o crime de estupro; além disso, roubavam ainda os aparelhos celulares das mulheres. Em alguns casos, a vítima era estuprada pelos dois suspeitos, na mesma ocasião.

Segundo as denúncias, os suspeitos apresentavam as seguintes características: Gênesis José como sendo alto, forte/gordo, negro, sempre vestindo camisa preta de sol e bermuda jeans, utilizando como veículo uma moto preta e capacete preto; já o adolescente foi retratado como estatura média, magro, branco, não falava muito e seguia as ordens do mais velho. Uma das mulheres declarou que o suspeito estava utilizando no rosto uma máscara de proteção com o símbolo de determinado time de futebol.

Ainda de acordo com as investigações, em dez dias, os dois suspeitos estupraram duas vítimas no distrito “Volta do Rio”. Para que a prisão fosse realizada, foram realizadas campanas pela Polícia Militar, no local onde havia o registro de ocorrência do crime. Nesta segunda-feira (07), a Polícia Militar encontrou os suspeitos com as mesmas características; uma moto encontrada na região foi ligada com a chave que estava com o adolescente, a máscara do time relatado pela vítima estava com Gênesis José. Na delegacia, os dois suspeitos foram reconhecidos pelas mulheres e confessaram a autoria dos crimes.

Em razão disso, o delegado responsável pela ocorrência solicitou ao plantão judiciário a decretação da prisão temporária e internação provisória dos suspeitos, que foram concedidas pela Justiça e cumpridas pelos policiais ainda na segunda-feira (07). Logo após a prisão deles, mais quatro vítimas procuraram a delegacia para efetuar a denúncia e reconhecer os suspeitos. Durante a prática do crime, segundo as denúncias, o suspeito ameaçava ainda que, caso efetuassem denúncia, ele disseminaria as fotos íntimas, registradas durante o crime, na internet.

Gênesis José foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça; o adolescente foi internado no Centro de Recuperação de Adolescentes, para a aplicação de medidas socioeducativas.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pereira disse:

    Só coloquem Eles juntos com os outros presos, para que os mesmos voltem a socializar com a sociedade dos apenados.

  2. Brasil disse:

    Castração química já para esses bandidos.

  3. Everton disse:

    Esse Paulo é o Cabeça de Touro da direita, mete PT e Lula em todas as postagens. Vira o disco.

    • Barba disse:

      Vira o disco boião.!!! Tudo é pt,lula,vai p Venezuela….tá chato já cabeça de boi !

  4. VTNC disse:

    Coloquem estes dois facínoras em cela coletiva e digam o motivo das suas prisões!!

  5. João Juca Jr disse:

    Se fosse nos Estados Unidos eles teriam duas opções: prisão perpétua ou pena de morte. Aqui logo estarão soltos para praticar mais crimes. E viva o garantismo penal.

    • Paulo disse:

      Lula disse que adolescentes roubam celular para vender, ganhar um dinheirinho e ir tomar cerveja com amigos.
      Essa é a ideologia da esquerda.
      Maria do Rosário defendeu Champinha…
      Depois ninguém entende porque a criminalidade no Brasil é alta depois de décadas de lulopetismo…

  6. Cidadão Indignado disse:

    O que esses canalhas vagabundos merecem? Não precisam responder!

Polícia do RJ cumpre 5 mandados em ação envolvendo suspeito de matar Marielle; na mira, duplo homicídio de casal em 2014

Foto: Paula Martini – 30.jun.2020 / CNN

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) realizam nesta quarta-feira (9) a Operação Déjà Vu, para cumprir cinco mandados de busca e apreensão no RJ e em SP contra suspeitos de um duplo homicídio em 2014.

Os alvos são personagens conhecidos no território fluminense: o ex-vereador Cristiano Girão e o policial militar reformado Ronnie Lessa, preso suspeito de atentado contra a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, em março de 2018.

A ação acontece nos bairros de Recreio, Bangu, Gardênia Azul e Barra da Tijuca, todos na zona oeste da capital fluminense.

Duplo homicídio em 2014

De acordo com fontes da Polícia Civil, os alvos da operação de hoje estão envolvidos no homicídio de um casal, em junho de 2014, com mais de 40 tiros, em Gardênia Azul. Um dos personagens da investigação é Ronnie Lessa, suspeito de ligação com o assassinato do casal.

As vítimas, identificadas como Juliana Sales de Oliveira e o ex-PM André Henrique da Silva Souza (André Zóio), estavam em um carro quando foram abordadas por pelo menos três homens em outro veículo. Foram efetuados diversos disparos de arma de fogo contra o automóvel do casal.

Segundo a Divisão de Homicídios, Cristiano Girão teria contratado Lessa para matar Juliana e André, que era miliciano em Gardênia Azul. Os policiais estiveram nesta quarta nos endereços do ex-vereador na Barra da Tijuca e em um município localizado a 40 km da capital paulista. Ele foi localizado em São Paulo, mas não há mandado de prisão contra ele.

A investigação apontou que o homicídio teria sido motivado por uma disputa territorial entre organizações criminosas de milícia que atuam na região.

A Divisão de Homicídios identificou semelhanças entre o assassinato do casal e o da vereadora Marielle Franco, como o carro das vítimas em movimento no momento dos disparos e com muitas rajadas de tiros.

Participam da operação desta quarta policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de São Paulo, agentes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), da corregedoria da Secretaria de Estado de Polícia Militar e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP).

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Edison Cunha disse:

    Quem mandou matar Jair Bolsonaro?
    Quem contratou o escritório de advocacia para defender o assassino Adélio Bispo?

    • tiago disse:

      Pergunta pra MARIELE isso.
      muuuu

    • Minion alienado disse:

      Rapaz! Pense numa PF incompetente, não conseguiu resolver o mistério da facada até hoje.

    • François Cevert disse:

      Se investigarem direitinho pode ser que se chegue a conclusão de que quem mandou matar bolsonaro foi o próprio bolsonaro.

Polícia Federal localiza suspeito de fraudar o auxílio emergencial e ameaçar presidente da Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, teve dados pessoais roubados Foto: Jorge William

A Polícia Federal (PF) realizou, nesta quarta-feira (dia 2), uma operação para apurar fraudes no auxílio emergencial. O alvo da ação seria responsável por difundir formas de fraudar os benefícios, além de ameaçar e divulgar dados do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. De acordo com a PF, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa do investigado, em Três Pontas (MG). Ele foi conduzido à Delegacia da Polícia Federal, em Varginha (MG), onde foi ouvido e liberado.

Em julho, a PF abriu o inquérito para apurar invasões ao celular de Pedro Guimarães, que foi alvo de ataques e teve informações pessoais vazadas.

Ainda segundo a Polícia Federal, as ameaças a Guimarães ocorreram depois que ele alertou a população sobre a existência de golpes e declarou que iria intensificar a ação dos fraudadores. Estão sendo apurados os crimes de estelionato, ameaça e divulgação de dados sigilosos.

Na época, o presidente da Caixa disse que “centenas de milhares” de contas poupança digital do banco, movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o crédito do auxílio emergencial, foram suspensas por suspeita de fraude.

A investigação apurou que o alvo da operação usava dados de outras pessoas para conseguir acesso a valores do auxílio emergencial do governo federal, no valor de R$ 600. Segundo a PF, Guimarães e seus familiares foram ameaçados depois que o presidente do banco alertou a população sobre a existência de golpes e declarou que iria intensificar as medidas para impedir a ação dos fraudadores.

A operação batizada de Falso Samaritano apura crimes de estelionato, ameaça e divulgação de dados sigilosos. No imóvel em um bairro de Três Pontas, foram apreendidos chips, celulares e pen drive.

Tudo foi levado à Delegacia da Polícia Federal em Varginha e será encaminhado para análise da perícia da PF em Brasília (DF). Ainda conforme o delegado, o investigado não foi preso porque a polícia pretende concluir a perícia do material.

Fraudes no auxílio

A Polícia Federal segue as investigações para identificar mais fraudes no benefício. Segundo os investigadores, há “um número grande de fraudes ao auxílio emergencial”, e os casos estão sendo investigados.

A Caixa informou que colabora com os órgãos de segurança que atuam no combate a fraudes no auxílio emergencial e demais benefícios sociais. Com relação à Operação Falso Samaritano, o banco diz que “colabora em ações que visam a coibir atos fraudulentos”.

Extra – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Antônio disse:

    Foram mais de setenta mil militares que vergonhosamente receberam esse auxílio.

  2. Luladrão Mor da Silva disse:

    Processo, cadeia e pronto.
    Mito 2022.

Polícia Civil prende na Zona Sul de Natal suspeito de roubo a banco na PB

Policiais civis da 5ª Delegacia de Polícia (DP) de Natal prenderam, nesse sábado (25), Plínio Tavares Miranda, 43 anos. A prisão aconteceu em um restaurante localizado no conjunto Pirangi, bairro Neópolis, na Zona Sul de Natal, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Comarca de João Pessoa/PB.

Plínio Tavares é suspeito da prática de roubo a banco, no Estado da Paraíba. A prisão aconteceu após o recebimento de denúncias anônimas. Ele foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícias Civis do RN e da PB prendem suspeito de assaltar bancos e de integrar organização criminosa

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em trabalho conjunto aos Policiais Civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de João Pessoa (PB), capturaram, nesta quarta-feira (22), Valmir Mendes de Farias, mais conhecido como “Borracha”, 30 anos. Ele estava foragido do Sistema Penitenciário Estadual e era investigado pela suspeita da prática do crime de tráfico drogas, tendo como seus chefes: “Nem da Abolição” e “Fernanda Belarmino”.

Valmir Mendes, “Borracha”, é suspeito de praticar roubos a banco, de integrar uma das maiores organizações criminosas no Estado do Rio Grande do Norte, atuando também no tráfico internacional de drogas. No momento da abordagem policial, “Borracha” estava em uma residência de luxo, situada no bairro Colinas do Sul, no município de João Pessoa (PB). Com ele, foram apreendidos um veículo modelo “Ônix” e a quantia de R$ 7.000,00 (sete mil reais) em dinheiro fracionado.

“Borracha” também é suspeito de integrar organização criminosa que tinha como plano a explosão de um estabelecimento prisional da Paraíba; no RN, ele também é investigado pela mesma conduta criminosa: tentar explodir um presídio. Durante as diligências, foi constatado que a proprietária da casa na qual ele estava, Ana Luíza de Araújo, é viúva de José Ivanilson Dias Gomes, que era mais conhecido por “Baixinho” e morreu em 2017, em um assalto a banco, no município de Moreno (PE). Na época, “Baixinho” estava portando vários fuzis e era foragido da DEICOR; o “Borracha” era cunhado do “Baixinho”.

Valmir Mendes, “Borracha”, já foi preso pela Policia Civil do RN pela suspeita da prática dos crimes de receptação e adulteração de veículo roubado, mas estava foragido. Na semana passada, a DEICOR tentou realizar a recaptura, mas o suspeito conseguiu fugir do cerco policial. Ainda de acordo com as investigações, ele é ligado ao mais alto nível da organização criminosa do Rio Grande do Norte, sendo considerado um homem de confiança dentro do grupo criminoso.

O suspeito é investigado ainda por comercializar fuzis, munições, coletes, pela forte atuação no tráfico de drogas interestadual, clonagem de veículos, associação para o tráfico de drogas e armas, além da lavagem de dinheiro. As equipes da DEICOR recambiaram o preso para o Estado do Rio Grande do Norte, onde ele permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou Disque DEICOR, no número: (84) 3232-2862 ou, por meio do aplicativo WhatsApp, no número: (84) 98135-6796.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Investigação da Polícia Civil do RN resulta em prisão de suspeito por duplo homicídio em bar da Zona Sul de Natal

Foto: Ilustrativa

Uma investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão do sargento reformado da Marinha Marcelo Ronaldo da Silva Gomes, 38 anos, na manhã desta quarta-feira (22). Ele foi preso quando estava em Aracaju, pela equipe da Polícia Interestadual (Polinter) da Polícia Civil de Sergipe, que recebeu informações da Polícia Civil do RN.

De acordo com informações levantadas pela DHPP, Marcelo Ronaldo é suspeito de ter assassinado Alysson Anderson de Alencar, 32 anos, e Júlio César Sales de Nunes, 24 anos, na noite do dia 03 de junho deste ano, quando as vítimas estavam em um bar, localizado na Zona Sul de Natal. Além destes dois homicídios, o suspeito é investigado pelo cometimento de outros crimes no Rio Grande do Norte e em outro estado.

O suspeito será recambiado para o Rio Grande do Norte. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

FOTO: Polícia Civil divulga retrato falado de suspeito de crime sexual na Zona Sul de Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) solicita que a população envie informações anônimas que possam colaborar para que a Polícia Civil localize um suspeito de ter praticado um crime sexual contra vulnerável, em Natal. Na manhã desta terça-feira (21), a Especializada divulgou um retrato falado elaborado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP).

O crime ocorreu na madrugada do dia 01 de junho deste ano, próxima a área de um supermercado, localizado no bairro Capim Macio, em Natal. De acordo com o laudo do ITEP, o suspeito é de cor parda, com idade entre 25 e 30 anos, altura de 1,75m, cabelos de cor preta, olhos de cor castanho escuro, nariz largo, usa barba.

Qualquer informação que possa ajudar a Polícia Civil a localizar o suspeito pode ser enviada, de forma anônima e com garantia do sigilo, para o Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

PF prende em BH homem suspeito de ameaçar de morte Maia e ministros do STF

Três armas foram apreendidas com suspeito de fazer ameaças de morte — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (13) em Belo Horizonte um homem suspeito de ameaçar de morte o presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele gravava vídeos dizendo que os derrubariam “na bala” e os deixariam “igual a uma peneira”. Sem citar qual, a PF disse que as gravações eram publicadas “em ambiente virtual”.

O nome do suspeito não foi divulgado pela corporação. Três armas de fogo (uma delas com registro vencido em nome de terceiro); um computador; um celular; roupas utilizadas nos vídeos; e munições foram apreendidos. O suspeito foi preso em flagrante por porte ilegal de arma.

As investigações que resultaram na ação “para combater crimes contra a segurança nacional” começaram em maio deste ano. A polícia também diz que “crimes de calúnia e difamação contra diversas autoridades também teriam ocorrido”. Se condenado, o homem poderá cumprir até 13 anos de prisão.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo disse:

    Quando a PF vai bater a porta da atriz da globo q falava que queria matar o presidente e esfregar a cara dele no asfalto?

  2. Sergio disse:

    Esses terroristas quando são presos viram cordeirinhos. Igual ao ídolo deles, quando foi detido no Exército.

  3. NOVA POLÍTICA JÁ disse:

    Será um comunista??? Ou um patriota???

Polícia Civil prende, na Paraíba, suspeito de matar técnica de enfermagem na Grande Natal

Policiais civis da 6°Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Nova Cruz e da Delegacia Municipal de Goianinha deram cumprimento, nesta quinta-feira (09), a um mandado de prisão preventiva, em desfavor de Márcio Francisco de Melo da Silva. O mandado foi expedido pela Comarca de Goianinha, em decorrência da suspeita da autoria da prática do crime de homicídio qualificado que vitimou a técnica de enfermagem Amanda Ramos de Santana. Márcio Francisco já havia sido preso em flagrante, nesta quarta-feira (08), durante diligências integradas à 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil (DSPC) de Guarabira, do Estado da Paraíba (PCPB), pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas. Ele foi preso no município de Guarabira (PB).

O crime de homicídio qualificado aconteceu no dia 12 de agosto de 2019, quando Amanda Ramos e seu namorado, José Sérgio de Lima Silva, mais conhecido por “Serginho”, foram vítimas de diversos disparos no bairro Boa Vista, no município de Goianinha. Logo após estacionar o seu veículo modelo “Gol”, de cor “verde”, em frente à residência do seu namorado, conhecido por “Serginho”, e este embarcar no veículo, foram surpreendidos por Márcio Francisco de Melo da Silva, efetuando dezenas de disparos de arma de fogo. Os disparos atingiram as vítimas e provocaram a morte de Amanda e feriram Sérgio, que era o verdadeiro alvo do suspeito. José Sérgio, mesmo atingido por disparos, conseguiu fugir. Ferido, ele foi levado ao hospital da cidade e depois transferido para a Capital Potiguar. Amanda Ramos morreu no local.

Nesta quarta-feira (08), policiais civis da 6°Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Nova Cruz se deslocaram até o município de Sertãozinho, no Estado da Paraíba (PB), após informações de que o investigado Márcio estava escondido em uma residência na região. Na oportunidade, policiais civis do Estado da Paraíba (PCPB) diligenciaram até o local, enquanto a equipe da 6°DRP realizavam também o seu deslocamento, e flagraram Márcio Francisco com uma porção de maconha e o conduziram para a 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil (DSPC) em Guarabira.

Ao ser interrogado pelo delegado da 6°DRP de Nova Cruz, Márcio Francisco confessou a autoria do crime que vitimou a técnica de enfermagem Amanda Ramos, ocasião na qual alegou ter cumprido a ordem de uma facção criminosa para executar o namorado dela, conhecido por “Serginho”, que, segundo ele, é integrante de uma facção rival. No entanto, no momento da ação, Amanda estava acompanha por “Serginho” e acabou sendo barbaramente executada.

Márcio Francisco foi conduzido até o Estado do Rio Grande do Norte e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS