Polícia Civil apreende adolescente suspeito de ter assassinado mãe e filha em Mossoró

Duas investigações que estavam sendo realizadas pelos policiais civis da Delegacia de Homicídios (DHM) e pela Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) de Mossoró resultaram na apreensão, nessa quarta-feira (27) de um adolescente de 16 anos, suspeito de ter assassinado mãe e filha no município. O suspeito foi detido quando estava em uma residência na comunidade do Ouro Negro. Um outro adolescente que estava na casa, também foi apreendido.

Na manhã desta quarta-feira, uma equipe de policiais civis da DENARC cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juizado da Infância e Juventude de Mossoró, dando continuidade às ações da Operação Resistência. Durante o cumprimento, foram apreendidos em flagrante dois adolescentes, um de 16 e outro de 15 anos. Os adolescentes, que estavam com maconha e munições de arma de fogo, foram autuados em flagrante pela prática de atos infracionais análogos à posse de drogas para consumo pessoal e posse de arma de fogo.

Durante depoimento, o adolescente de 16 anos confessou o crime cometido no dia 17 de maio, que vitimou a mãe Maria Clécia Ferreira da Silva, 49 anos e Jackeline Ferreira da Silva, de 21 anos. As duas estavam em casa, quando a residência foi invadida. Jackeline foi morta dentro de local e a mãe que tentou correr pelas calçadas da rua, foi alcançada pelo atirador e não resistiu.

Os dois adolescentes apreendidos foram encaminhados para o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Mossoró. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

PM prende suspeito e apreende drogas e dinheiro na zona Norte de Natal

Foto: PM/ASSECOM

Na manhã dessa segunda-feira (25), policiais militares da Força Tática do 4° Batalhão (FT4) detiveram um homem, de 23 anos, suspeito de tráfico de drogas no Conjunto Vila Paraíso, zona norte da capital.

Por volta das 11h30, os militares realizavam patrulhamento e ao passar na Travessa Santa Karina, um homem percebeu a presença da viatura e se evadiu pulando um muro. Acompanhado pela FT4, o infrator foi detido escondido no telhado, ao lado de uma caixa d’água, e com uma chave de uma residência. Dentro do imóvel foram encontrados cerca de 689 porções de maconha, 40 porções de crack, 01 tablete de aproximadamente 01 Kg de Pasta base, saco contendo cocaína, 03 balanças de precisão pequena, 01 balança grande, 01 simulacro de pistola 24/7, além da quantia R$ 4.264,55 em espécie.

O suspeito foi conduzido à Delegacia Especializada em Narcóticos – DENARC.

Polícia Civil prende no interior do RN suspeito por golpes financeiros a idosos

Foto: Ilustrativa

Uma ação da Delegacia Municipal de Apodi, com apoio de policiais militares da cidade, resultou na prisão em flagrante de Ranulfo Holanda Cavalcante Filho, na tarde dessa terça-feira (19). Ele é investigado pela prática de usura, pois emprestava dinheiro aos idosos da região, com juros de até 40% ao mês e retinha os cartões de aposentadoria e benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) das vítimas.

O suspeito foi preso no momento em que os policiais cumpriam um mandado de busca e apreensão na residência dele. No local, foram apreendidos cartões bancários de idosos, anotações de dados bancários das vítimas e notas promissórias.

Ranulfo Holanda emprestava dinheiro aos idosos com juros e ficava com o cartão da vítima, afirmando que era a forma de garantir o pagamento. Com os dados das vítimas, ele passava a movimentar as contas dos idosos contraindo empréstimos e praticando outras fraudes. Além disso, ele sacava mensalmente a integralidade dos valores das aposentadorias das vítimas.

“Durante a investigação, uma das vítimas nos relatou que tomou um empréstimo de mil reais no ano passado e que teve os cartões retidos. Além de sacar mensalmente a aposentadoria, o suspeito já havia retirado o 13º. de 2019 e já havia feito antecipação da parcela de 2020. Em um determinado momento, a vítima pediu os cartões de volta e Ranulfo Holanda alegou que só devolveria, caso ela pagasse o valor de mil reais que havia sido emprestado. Ou seja, o modus operandi do suspeito foi organizado para obter muitos valores das vítimas, durante um prazo prolongado”, detalhou o delegado de Apodi, Paulo Nilo.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícia Civil descobre galpão subterrâneo e prende, em Parnamirim, vereador suspeito de contrabandear cigarros importados

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam em flagrante, na tarde desta quinta-feira (14), Macio Ferreira de Aquino, conhecido como “Pato Choco”, 38 anos. O investigado, que é vereador na cidade de Serrinha dos Pintos, foi preso no município de Parnamirim.

Em 25 de março, a DEICOR estava investigando uma ação criminosa contra uma agência bancária, na cidade de António Martins/RN, quando receberam uma denúncia informando que parte do bando estaria escondido na fazenda de “Pato”, localizada na Zona Rural de Serrinha dos Pintos/RN, distante 380km de Natal.

Durante os levantamentos investigativos, os policiais civis descobriram que, dentro da granja de “Pato”, havia um galpão subterrâneo, usado para guardar cigarros contrabandeados e armas de grosso calibre, possivelmente utilizadas em ações criminosas (novo cangaço).

Na manhã desta quinta-feira (14), foi realizada uma operação policial para localizar o galpão e prender suspeitos envolvidos com roubos a banco. No momento em que os policiais civis chegaram à fazenda, perceberam que no local teria havido movimento de pessoas, porém ninguém foi encontrado.

Após revista minuciosa em todo o imóvel, os policiais civis encontraram o galpão subterrâneo, com cerca de 60m2, localizado embaixo de um campo de futebol de areia, no qual foram encontradas 20 caixas de cigarros contrabandeados, avaliados em mais de R$ 40 mil reais, além de munições calibre .40.

Em seguida, foram realizadas diligências com o objetivo de prender “Pato Choco”, o qual foi encontrado em um condomínio de luxo, em Nova Parnamirim. Com “Pato”, foram apreendidos dois veículos, sendo um deles avaliado em R$ 180 mil reais, e outro supostamente utilizado para transportar cigarros contrabandeados.

O suspeito, que confessou a prática do contrabando, foi conduzido à DEICOR, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de contrabando e posse ilegal de munição de uso restrito. De acordo com as investigações, ele seria um dos maiores responsáveis pela distribuição ilegal de cigarros importados no Estado.

Macio Ferreira será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181 ou por meio do número da DEICOR: (84) 3232-2862 e pelo aplicativo WhatAapp, no número (84) 98135-6796.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ujuara disse:

    Quando leio uma reportagem em que as Polícias desvenda um crime, apreende os suspeitos e/ou elucida a situação delituosa, e ao final colocam esse comentário: "A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181 ou por meio do número da DEICOR: (84) 3232-2862 e pelo aplicativo WhatAapp, no número (84) 98135-6796". Fico me questionando como ainda conseguem que alguém faça alguma denúncia, pois logo denuncia que alguém denunciou, e só por isso tiveram exito.
    No entanto, criam um alerta para o "crime organizado", registre-se, mais organizado do que as instituições da área da segurança pública, promovam uma verdadeira caçada e executem, sem pena nem dó, o/os denunciante/s.
    Os falhos serviços de inteligência nunca foi e nem serão capazes de proteger alguma testemunhas, imaginem um denunciante. É justamente por isso que tem morrido muitos inocentes. Só Deus na causa!

Empresário é preso suspeito de fraude na compra de respiradores no Rio

Maurício Fontoura, controlador da Arc Fontoura, na Cidade da Polícia. Foto: Reprodução/TV Globo

O Ministério Público e a Polícia Civil do RJ iniciaram nesta quarta-feira (13) mais uma etapa da Operação Mercadores do Caos, que investiga suposta fraude na compra de mil respiradores pelo governo do estado.

A força-tarefa prendeu o empresário Maurício Fontoura, controlador da empresa Arc Fontoura. A firma é uma das investigadas no esquema de contratos irregulares, sem licitação, no total de R$ 183,5 milhões — a suspeita é que houve vantagem indevida no trâmite.

Um endereço de Maurício já havia sido alvo de mandado de busca e apreensão na semana passada. Nesta quarta, agentes também procuram provas em Piraí, no sul do estado.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara especializada de Crime Organizado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Carlo Huberth Luchione, advogado da Arc Fountoura e de Mauricio Monteiro, disse que ele esclareceu, em depoimento, que o estado só pagou pelos respiradores que foram efetivamente entregues e que estes já estão sendo utilizados no combate à Covid, “não sendo verdade que não funcionariam”. Disse também que não conhece os outros acusados e que nunca usou empresas de fachada.

Cinco presos

Com a etapa desta quarta, subiu para cinco o total de presos na operação, cuja primeira fase foi na última quinta (7).

Gabriell Neves, subsecretário de Saúde do estado, exonerado antes da prisão;

Gustavo Borges, que sucedeu Gabriell na pasta, exonerado depois da operação;

Aurino Filho, dono da A2A, uma empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores ao estado;

Cinthya Silva Neumann, sócia da Arc Fontoura;

Maurício Fontoura, controlador da Arc Fontoura e marido de Cinthya.

A Justiça acrescentou que não há garantia de que os equipamentos sejam entregues. Parte do pagamento adiantado ocorreu em uma hora, como mostrou o G1.

Nesta terça (12), o G1 mostrou que o governo pagou R$ 33 milhões adiantados às três empresas que foram alvo de ação — além da Arc Fontoura e da A2A, a MHS Produtos também é investigada.

Apesar disso, o governador do RJ, Wilson Witzel, afirmou que “nenhum centavo” vai sair dos cofres do estado sem comprovação da regularidade dos contratos.

No total, mil respiradores foram comprados das três empresas. A Secretaria de Saúde não respondeu se algum deles já foi recebido. Em nota, informou apenas que já pediu o cancelamento dos contratos.

“As notificações exigem que as devoluções de valores já repassados ocorram em até 10 dias, sob pena de medidas judiciais cabíveis”.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José disse:

    Por isso que essa curva nunca achata.

Trio suspeito de diversos assaltos é preso pela PM após perseguição na Grande Natal

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca nesta quarta-feira(13) que três suspeitos de assalto foram presos nessa terça-feira (12) após uma perseguição, que começou em Emaús e terminou em Nova Parnamirim, bairros de Parnamirim, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar que fez a prisão, o trio já havia praticando diversos assaltos pela cidade ao longo da semana. Um dos suspeitos, que estava com uma arma de fogo falsa, não tem antecedentes criminais e afirmou aos policias que trabalhava como motorista de aplicativo. Já os outros dois detidos têm extensa ficha criminal. Eles foram ouvidos na 2ª Delegacia de Polícia Civil em Nova Parnamirim e devem responder pelo crime de assalto. Os policiais apreenderam um arma falsa. Veja mais detalhes aqui.

Polícia Civil prende suspeito de vender diplomas universitários falsos em Natal

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal prenderam em flagrante, neste sábado (9), Pedro Xavier Filho, 59 anos, pela suspeita da prática do crime de falsificação de documento público. As diligências foram empreendidas, por policiais civis da 1ª equipe, após o recebimento de denúncia realizada por um reitor de uma universidade do Estado de Rondônia, informando que o suspeito estaria comercializando diplomas universitários falsificados.

Segundo a denúncia, o suspeito estava falsificando diplomas universitários utilizando da assinatura desse reitor, cobrando um valor aproximado de R$ 5 mil reais por documento. No momento da prisão, o suspeito estava portando os diplomas falsificados, contendo assinaturas desse reitor de determinada universidade de Rondônia, como também de uma ex-reitora da mesma universidade.

Além disso, o suspeito portava certificados de conclusão de curso, históricos escolares e requerimentos de transferência. Na delegacia, os policiais ainda identificaram ainda que o suspeito possuía em seu desfavor um mandado de prisão em aberto, oriundo da Comarca de Bayeux, no Estado da Paraíba, pela prática do crime de fraude em licitação.

Pedro Xavier foi preso e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

BAR ABERTO EM PANDEMIA: Polícia Civil autua suspeito de infringir determinação do poder público no interior do RN

Policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Patu, com apoio da Delegacia Municipal de Lucrécia(distante 348 km de Natal), autuaram em flagrante, nessa terça-feira (21), um homem de 51 anos, por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. O suspeito foi detido no município de Lucrécia.

De acordo com investigações, o bar pertencente ao suspeito estava aberto e atendendo os clientes normalmente. A ação é vedada pelo Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020, que determina a suspensão do funcionamento de lanchonetes, bares e similares, salvo para entrega em domicílio via delivery ou como ponto de coleta, sendo vedada a disponibilização de mesas e cadeiras.

Ele foi encaminhado à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, foi liberado. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Totinha disse:

    Aqui na cidade de São José do Campestre só não está funcionando a prefeitura. Não distribuiu os alimentos da merenda escolar, não distribuiu o peixe na semana santa. Todos os bares e comércio estão abertas . A saúde inoperante.

  2. Dr. Veneno disse:

    Passando ali na rua lateral ao Pq Aristófanes Fernandes, é só o q tem: um barzinho/mercearia ao lado de outro.

  3. nasto disse:

    E os ladrões , assaltantes todos trabalhando( ROUBANDO) na rua e ninguém faz nada. É preciso que a policia coloque esse povo para casa; CADEIA. É assalto por todo lado. Z. NORTE, SUL, LESTE, OESTE. No estado todo.

  4. Soraya disse:

    Dá uma volta aqui na Zona Norte, Nova Natal, Pajuçara, Pompéia, está tudo aberto, ninguém seguindo as regras.

  5. Silva disse:

    No bairro Planalto isso é totalmente normal

Polícia Civil autua suspeito de fazer apologia contra isolamento em Natal

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Natal divulgaram, nesta sexta-feira (03), a autuação de um homem de 46 anos, suspeito da prática de fazer apologia a fato criminoso.

De acordo com investigações, ele teria publicado em seu perfil, em uma rede social com aproximadamente 98 mil seguidores, um vídeo no qual incentivava as pessoas a infringirem uma determinação do Poder Público destinada a evitar a propagação do Covid-19. “Não respeitem o isolamento! Não respeitem esse pânico social, não façam parte do terror. Sigam suas vidas normais”, declarava o suspeito.

O homem foi intimado a comparecer à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, foi liberado. O crime de apologia está previsto no Código Penal, sendo punível com uma pena de detenção de três a seis meses, ou multa.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Evelyn disse:

    Ditaduraaaaaa

  2. Cícero Aquino disse:

    Igual a ele tem muitos nas redes sociais e deveriam sim ser identificados e punidos.

  3. Gadoveio disse:

    Tinha que atuar o bosta lá do Planalto central!!

    • Caldas disse:

      Os petralhas sempre fizeram apologia às desordens, drogas, quebra de ordem democráticas e injúrias contra todos os que são contra seus objetivos espúrios de poder, e nunca nem foram intimados. O rapaz expressa sua opinião, sem atacar ninguém e ainda é ouvido por justiça. Foda mesmo, ditadura bem seletiva e repugnante

  4. Arthur disse:

    Não vai dar em nada, mas deveria ser punido.

  5. Vagner disse:

    Sei, enquanto bandas musicais, músicos (cantores) fazem apologia às drogas, estupros e violência contra as mulheres andam livres, levez e soltos por aí, bela justiça

  6. Carlos disse:

    Isso é uma ditadura?
    Está tipificado em lei o isolamento? Qualquer entendimento extensivo ao que previsto ao ordenamento jurídico é bastante perigoso.
    O espantoso é ver "buscadores" de holofote de plantão.

    • Nordestino disse:

      Saia meu velho, vá pra o Giselda trigueiro, pra Mossoró. Faça visitas aos doentes com corona

    • Carlos disse:

      'Nordestino', estou falando é de escolhas pessoais e do que previsto em lei. Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer algo senão em virtude de lei. Fora desse quadrado as determinações ou prisões são arbitrárias. Sua sugestão, desculpe, nada tem haver com o que falei, aliás, crime seria se contaminar de forma proposital e em seguida contaminar a terceiros de boa fé.

    • Marcos disse:

      Da pra perceber como o senhor tem capacidade de fazer leitura da situação hein, parabéns. Nossa sorte é q pessoas com essa capacidade ainda é menor q o contrário.

Polícia Civil prende na Grande Natal suspeito por tentativa de homicídio contra companheira com pedaço de vidro

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) da Zona Sul, com apoio da Delegacia Municipal de Extremoz, prenderam Oacy Carvalho da Silva, 31 anos, na manhã desta terça-feira (10), no bairro Moinho dos Ventos, na cidade de Extremoz. Ele foi preso mediante o cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela 1a. Vara Criminal da Natal.

Oacy Carvalho é suspeito de ter tentado matar a companheira, de 24 anos, usando um pedaço de vidro e uma faca. De acordo com as investigações, na noite do dia 03 de março deste ano, o homem que não aceitava o fim de relacionamento, atacou a vítima no rosto, no peito e nas costas. A mãe da vítima, que estava no local, socorreu a vítima e chegou a receber ameaças do suspeito.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

http://www.policiacivil.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=226574&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

Promotor de eventos suspeito de atropelar e matar pedreiro após discussão no trânsito se apresenta à polícia em Natal e é preso

Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Errata: fizemos uma alteração no primeiro parágrafo quanto à natureza da prisão. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária, não preventiva.

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deram cumprimento, na manhã desta terça-feira (10), a um mandado de prisão temporária em desfavor do produtor de eventos Bruno Luis Duarte da Costa Pereira, 34 anos. De acordo com as investigações, ele é o motorista que guiava o Renault Clio, de cor branca, que atropelou e matou Cícero dos Santos, 53 anos. Bruno Costa se apresentou à DHPP, onde prestou esclarecimentos sobre o caso.

Após a identificação do motorista, realizada na segunda-feira (9), a Justiça atendeu o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária do suspeito nesta terça-feira. Entretanto, antes mesmo da Polícia chegar ao suspeito para efetuar a prisão, o próprio condutor resolveu se apresentar na sede da DHPP.

Durante o depoimento, o suspeito confirmou a briga de trânsito e declarou que perseguiu o motociclista para que o pedreiro aguardasse a chegada da perícia, mas que não tinha a intenção de atropelá-lo. Bruno Costa também teria informado que não sabia que tinha matado o pedreiro no momento do acidente.

Ele será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Claudio Araújo disse:

    Assassino confesso seria o termo correto.

  2. Brasil disse:

    Cabra de peia, matou uma pessoa trabalhadora por besteira, tem que pagar caro, tirar vida de outro é o pior crime que existe

  3. Luan disse:

    É preciso apenas uma decisão q leva 1 segundo para vc alterar o rumo d sua vida, por isso pense muito bem antes de qualquer tomada decisão.

  4. Paula disse:

    Essa imprensa Potiguar passa pano viu, ele não é suspeito e sim o assassino, usou o carro como arma para matar um trabalhador.

  5. Mily disse:

    Um pouco arrependido?! Meu caro, nada justifica o que vc fez.

  6. Jeba disse:

    covarde, com todas as letras.

Radialista é preso em nova fase da ‘Calvário’ na PB suspeito de extorsão de investigados

Foto: Divulgação/PF-PB

O radialista Fabiano Gomes foi preso na manhã desta terça-feira (10) na oitava fase da Operação Calvário, em João Pessoa. Ele é suspeito de atrapalhar as investigações solicitando dinheiro aos investigados para não divulgar informações sigilosas. Outros nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Bananeiras, na Paraíba. Um auditor também é investigado.

A defesa do radialista Fabiano Gomes ainda não teve acesso a decisão do desembargador Ricardo Vital, mas acompanha a busca e apreensão e a prisão temporária. No entanto, informou estar surpresa com ação, pois, segundo a defesa, “Fabiano até então não era investigado, citado ou sequer foi ouvido antes pelo Gaeco na Operação Calvário, a quem sempre se colocou e novamente se coloca à disposição para todo e qualquer esclarecimento”.

A 8ª fase da Operação Calvário e investiga a lavagem de dinheiro de recursos desviados de organizações sociais da área da saúde, por meio de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

De acordo com as investigações, parte dos recursos teriam sido desviados com a participação de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ele teria recebido uma valor para atrapalhar a fiscalização nas organizações sociais.

Além disso, também com o objetivo de impedir a investigação da Operação Calvário, o radialista Fabiano Gomes estaria utilizando canais da imprensa para constranger os investigados ou potenciais investigados. Ele teria solicitado a eles uma quantia em dinheiro para não revelar nenhum conteúdo sigiloso sobre eles.

Ao todo, 55 policiais federais e cinco auditores da Controladoria Geral da União participaram do cumprimento dos mandados, que aconteceram nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

As ordens foram expedidas pelo Desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

Operação Calvário

A Operação Calvário foi desencadeada em dezembro de 2018 com o objetivo de desarticular uma organização criminosa infiltrada na Cruz Vermelha Brasileira, filial do Rio Grande do Sul, além de outros órgãos governamentais. A operação teve oito fases, resultando na prisão de servidores e ex-servidores de alto escalão na estruturado governo da Paraíba.

A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

Na sétima fase, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), se tornaram alvos, no dia 17 de dezembro de 2019. Um mandado de prisão foi expedido contra o ex-governador. Em relação ao atual governador, houve somente mandados de busca e apreensão, determinados para o palácio de governo e para a residência oficial.

Também foram expedidos mandados de prisão contra a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) e a prefeita do município paraibano de Conde, Márcia Lucena (PSB). Ao todo, a “Operação Calvário – Juízo Final” expediu 17 mandados de prisão preventiva e 54 de busca e apreensão.

O ex-governador Ricardo Coutinho foi preso no fim da noite do dia 19 de dezembro e teve a prisão preventiva mantida no dia 20 de dezembro após audiência de custódia. Ele foi encaminhado para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, na capital paraibana, onde também foram os demais presos na sétima fase da Operação Calvário com prerrogativa de prisão especial. Ele deixou o presídio no dia 21 de dezembro de 2019.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vicente disse:

    Paraíba e RJ São distantes de tudo, afinidade mesmo, só por terem gestores corruptos, e tinham íntima ligação com luladrão, todos os 2 gestores até foram sondados como pretensos candidatos a vice presidente dele. A outra afinidade é uma corrupção entranhada em toda a máquina administrativa, bem ao estilo do governo federal petralha. Pior é Ainda ter quadrúpedes defendendo esses patifes.

  2. paulo disse:

    BR
    É uma corja de marginais roubando o dinheiro público e a justiça prendendo num dia e soltado no outro, a policia fica enxugando gelo. Na prisão deste ex-governador veio uma equipa da Policia Federal da Paraíba busca-lo aqui no RN, no outro dia um ministro do STF mandou solta-lo. Isto é uma VERGONHA

Polícia Civil prende na Grande Natal suspeito de participação em latrocínio de coronel da reserva da PM

Francildo de Souza Nunes foi morto em uma loja de roupas. Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia Municipal de Macaíba deram cumprimento, nesta quarta-feira (4), a três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária em desfavor de um homem de 22 anos. Ele foi preso em sua residência no bairro Vilar, no município de Macaíba.

Segundo as investigações realizadas pela DHPP, o homem é suspeito de ser coautor do latrocínio que vitimou o coronel da reserva da Polícia Militar Francildo de Souza Nunes. O crime aconteceu no dia 28 de dezembro de 2019, quando dois homens realizaram um roubo a uma loja de roupas no bairro Cidade Alta, na Capital Potiguar. Durante a ação, a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo e morreu no local. Um dos suspeitos morreu em confronto com policiais militares, logo após o crime.

O suspeito foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Paraíba tem primeiro caso suspeito de coronavírus

Foto: Divulgação

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o primeiro caso suspeito de coronavírus (Covid-19) na Paraíba foi identificado na terça-feira (25). O paciente é um paraibano de 59 anos, que está internado no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa. Segundo Geraldo Medeiros, secretário de Saúde da Paraíba, o diagnóstico final deve ser divulgado em até 48 horas.

Em nota, a SES afirma que o paciente esteve no Norte da Itália entre os dias 14 e 23 de fevereiro, e chegou no Brasil na segunda-feira (24), em um voo internacional com destino a Recife. Ainda segundo a secretaria, o homem começou a apresentar sintomas como tosse, febre e coriza durante a viagem.

Ao sinalizar os sintomas, o homem buscou atendimento médico por conta própria e realizou a coleta para exame acompanhado por familiares, ainda na terça-feira. As amostras foram encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen) e a notificação para o Ministério da Saúde foi realizada. Conforme protocolo do ministério, o paciente está sendo tratado para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), enquanto aguarda a confirmação ou descarte de coronavírus. O quadro de saúde dele apresentou melhoras desde a internação, segundo a SES.

Confira nota oficial da SES na íntegra:

NOTA

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) informa que foi notificado nesta terça-feira (25/02) o primeiro caso suspeito para o novo Coronavírus na Paraíba. Trata-se de um Homem de 59 anos, com histórico de viagem à Itália entre 14 e 23/02, chegando ao Brasil na segunda, 24/02, em vôo internacional com destino a Recife – PE. Ainda durante a viagem o homem, que reside em João Pessoa, apresentou sintomas como tosse, febre e coriza.

O homem buscou o atendimento médico por conta própria, acompanhado por familiares, foi realizado atendimento assistencial, coleta para exame e realizada notificação para o Ministério da Saúde para definição de caso. O Paciente segue internado no Hospital Clementino Fraga, uma das unidades de referência para atendimento de casos suspeitos de Coranavírus e sendo tratado para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), como determina o protocolo do Ministério da Saúde, enquanto aguarda confirmação ou descarte de caso. Outras informações sobre seu estado de saúde serão divulgados em breve.

Em paralelo ao acolhimento do paciente no Clementino Fraga, a SES-PB juntamente com a Vigilância municipal, já deu início às primeiras medidas de vigilância, conforme estabelecido previamente no Fluxo Estadual para Caso Suspeito.

Importante destacar que a Paraíba possui um plano estadual para notificação e assistência para o novo Coronavírus, elaborado desde o fim de Janeiro e amplamente divulgado entre profissionais de saúde da rede pública e privada de todo o estado. Além do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, o Hospital Universitário Lauro Wanderley também é unidade de atendimento para casos suspeitos para o novo Coronavírus na Paraíba, sendo este último para pacientes da pediatria.

João Pessoa, 26 de Fevereiro de 2020

Diário de Pernambuco

Rio Grande do Norte pode ter primeiro caso suspeito de coronavírus; paciente está internado em Natal

 Foto: Cedida/extraída via Tropical

O portal da Tropical destaca na manhã desta quinta-feira(13). O Hospital Giselda Trigueiro, escolhido pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) como unidade de referência para tratamento do coronavírus, internou o primeiro paciente com suspeita da doença. De acordo com informações da unidade hospitalar, o homem teve contato com um grupo de chineses que estava em Pipa, no litoral sul do Rio Grande do Norte. Esse é o primeiro caso suspeito registrado no estado potiguar. Matéria com detalhes aqui.

Veja mais: Sesap monitora internação em Natal de paciente para confirmar ou não suspeita de coronavírus

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gil disse:

    Todo mundo aqui no RN já sabe que a notícia é falsa. Uapenas um idiota querendo alguns minutos de fama. Deveria ser preso.

  2. Carlos Dionísio disse:

    Verdade ou mentira melhor forma é a galera ter cuidado e evitar aglomerações, até pq nesse Carnaval vem gente de tudo que é lugar e não sabemos por onde passaram. Cuidado todos.

  3. Gibi disse:

    Já foi falado que essa criatura que deu entrada no hospital Giselda Trigueiro está mentindo só querendo "ibop", essa derrota de pessoa deve ser presa

  4. Ranieri Fabricio disse:

    Tomara meu Deus que seja só boatos, que Deus me livre esse vírus chegar ao no estado que faz tempo que é abandonado estamos ferrados.

  5. Kethellen Suellen disse:

    Gente, segundo está rolando nos grupos de wattsapp a pessoa suspeita é um tremendo de um charlatão que gosta de aparecer. Independente de ser verdade ou não, que Deus abençoe ele.

  6. Zé preto disse:

    Já foi constatado que o paciente não tem o corona vírus

  7. José Roberto disse:

    Casos de medicina rudimentar é complicado imaginem um lance complexo como esse estamos todos perdidos pela incompetência e o descaso de nossos gestores tão despreparados como os médicos mercenários os quais estamos a mercê.

  8. Nadja Farias disse:

    O Rio Gande do Norte tão sofrido, sem estrurtua para atender as emergenciaas comuns do dia a dia, imagine com essa peste chinesa, affffffffc Só JESUS!

Polícia Civil prende suspeito de receptação e apreende carga avaliada em mais de R$ 300 mil em Nova Cruz

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Municipal de Nova Cruz, com apoio do fisco estadual, prenderam em flagrante, nessa segunda-feira (10), um homem pela suspeita da prática do crime de receptação. O crime aconteceu no município de Nova Cruz. A carga apreendida ultrapassa o valor de R$ 300 mil reais, sem notas fiscais, proveniente de sonegação fiscal.

As diligências foram empreendidas após o recebimento de denúncias anônimas de que havia um caminhão descarregando carga roubada em um estabelecimento na localidade. Os policiais civis constataram que se tratava de sonegação fiscal e, no espaço, existia armazenados ilegalmente mais de 100 litros de combustível de procedência ignorada, acondicionados em desacordo com a legislação em vigor o que provocou a prisão em flagrante delito do responsável/proprietário.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

SET detalha operação

Policiais civis e auditores fiscais identificaram diversas caixas com gêneros alimentícios que iriam ser comercializados sem notas fiscais em estabelecimentos do município de Nova Cruz. Somente este ano, a SET já apreendeu quase R$ 4 milhões em mercadorias irregulares.

Uma operação conjunta da Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) e da Polícia Civil da cidade de Nova Cruz identificou um depósito com dezenas de caixas, contendo gêneros alimentícios e itens da cesta básica, sem notas fiscais. A empresa foi autuada e terá de pagar uma multa de R$ 37,3 mil além do ICMS, que está orçado em quase R$ 45 mil. A ação ocorreu durante a segunda-feira (10).

A operação foi deflagrada após denúncias anônimas de depósito clandestino. Em diligências, agentes e auditores fiscais da SET descobriram o local e constataram que a empresa tinha Inscrição Estadual e, portanto não se tratava de um armazém clandestino. Entretanto, durante a vistoria as equipes verificaram que somente 27% dos itens tinham documentação fiscal. Na maioria dos produtos, o imposto foi sonegado e todo o material armazenado equivalia a R$ 344 mil.

Entre as mercadorias, havia massas, biscoitos, material de higiene pessoal, materiais de limpeza, temperos e até bebidas alcoólicas. Como a empresa tinha inscrição estadual idônea, o material não foi retido, no entanto, os responsáveis terão de pagar multa e o imposto sonegado, que totalizam R$ 94,9 mil. O caso está sendo conduzido pela polícia e por auditores fiscais da SET, em Nova Cruz.

Comprar, transportar, armazenar e comercializar mercadorias sem documentos fiscais é considerado crime contra a ordem tributária. A sonegação fiscal gera uma competição desleal com os contribuintes que cumprem as obrigações tributárias e prejudica serviços públicos essenciais, como policiamento, escolas e hospitais, que contam com esses recursos para o funcionamento adequado.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Os postos fiscais das fronteiras do estado foram todos fechados. Querem o que?