Juiz Federal determina prisão de quatro pessoas envolvidas no tráfico de drogas pelo Porto de Natal

O Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal, determinou a prisão preventiva de Emerson Rodes Marques, Marcos Cezar Alexandre Pires Júnior, Lucas Farias Alboitt e Roberto Correa Pinheiro acusados de integrarem a quadrilha de tráfico de drogas a partir do Porto de Natal. No caso de Emerson Rodes, pelo fato de ser ex-policial militar, o magistrado determinou que ele seja mantido na carceragem da Polícia Federal.

Na decisão, o magistrado chamou atenção que o Código de Processo Penal, teve a intenção de traduzir normativamente o pensamento jurisprudencial de que a decretação de medida cautelar pessoal é justificada pela necessidade de assegurar a aplicação da lei penal e da manutenção da ordem pública ou econômica só se mostra idônea quando é para evitar a prática de novos crimes. “O que se adequa à situação dos autos, na medida em que se trata de tráfico ilícito de entorpecentes de grande porte, reiteradamente registrado em solo Potiguar, havendo o registro, só este ano, da apreensão no Porto de Natal de quase 6 toneladas de cocaína, o que denota ter a cidade se transformado em rota marítima fundamental para esse tipo de atividade criminosa”, escreveu o Juiz Federal Walter Nunes.

Ele observou que a imposição da prisão preventiva, no caso dos autos, ainda se impõe por conveniência da instrução criminal e a finalidade de assegurar a aplicação da lei penal, na medida em que nenhum dos agentes residem no Rio Grande do Norte. “Os autos evidenciam que residem em cidades no Brasil que estão em posição geográfica nas vizinhanças de países da América do Sul conhecidos por serem locais de onde oriundas as drogas apreendidas, circunstância que há de ser sopesada com o fato de eles integrarem um grupo que comanda considerável parcela do tráfico internacional no País, atividade criminosa que facilita a fuga para o exterior”, completou.

Polícia Civil prende nove e apreende drogas avaliadas em R$ 1,3 milhão em operação na Grande Natal e Pipa; acusado de ser membro do “novo cangaço” é um dos detidos

Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil encerra na manhã desta quarta-feira(07) a operação de Reincidentes, que resultou na prisão de pelo menos nove pessoas e apreendeu uma grande quantidade de droga avaliada em R$ 1,3 milhão. A ação policial foi iniciada nessa terça-feira(06). Na ocasião, um dos homens presos foi identificado como chefe de uma facção criminosa e apontado como membro do chamado “novo cangaço”.

As prisões, realizadas por policiais civis da Delegacia Especializada e Investigação e Combate ao Crime Organizado(Deicor) aconteceram na praia de Pipa, no litoral sul, e ainda na região metropolitana de Natal, nos municípios de Parnamirim e São José do Mipibu.

Mais informações ao decorrer do dia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magnum357 disse:

    Parabéns aos POLICIAIS da DEICOR-PC/RN. BRASIL/SERTÃO/CARCARÁ

Dois homens são baleados e presos após confronto com a PM na Zona Norte de Natal; drogas são apreendidas

FOTO: DIVULGAÇÃO/PM/ASSECOM

A assessoria de comunicação da Polícia Militar noticiou uma ocorrência por volta das 10h desta terça-feira (22), em que policiais militares da Força Tática do 4° BPM – FT4 realizavam patrulhamento na Rua Shalon, no Loteamento Santa Cecília, Bairro Pajuçara, zona Norte de Natal, quando ao se aproximaram do local chamado “Jagatá”, conhecido pelo forte tráfico. Na ocasião, os policiais se deparam com dois homens que efetuaram disparos contra a equipe, que respondeu de imediato.

Segundo a PM,no confronto, um suspeito, de 27 anos, foi alvejado e com ele foi localizado um revólver .38 numeração raspada, com quatro munições deflagradas e uma munição percutida não deflagrada. Já o comparsa, também de 27 anos, empreendeu fuga pela  lagoa efetuando disparos, e, na sequência, também atingido. Ainda segundo a PM, em poucos instantes, foi localizado escondido dentro de uma residência. O detalhe é que o infrator se desfez da arma enquanto fugia.

Na ocorrência ainda foram apreendidas cerca de 19 porções pequenas e duas maiores de maconha, balança de precisão, papel filme utilizado para embalar entorpecentes e uma motocicleta Start 150, cor vermelha.

Os suspeitos foram conduzidos ao Hospital Santa Catarina, onde um foi atendido e recebeu alta e o outro foi submetido a uma cirurgia e permaneceu internado.

O material apreendido e um dos detidos foram apresentados na 13ª Delegacia de Polícia.

Criminoso mais procurado do Brasil tem prisão ‘cinematográfica’

Foto: Reprodução

A polícia prendeu, na manhã desta quinta-feira (17), Luciano Castro de Oliveira, conhecido como o “Zequinha”, o criminoso mais procurado do Brasil. O homem foi encontrado vivendo em um sítio na cidade de Tejupá, no interior de São Paulo.

A ação, considerada cinematográfica, contou com o policiamento náutico para atravessar um rio, uso de drones para ter uma vista aérea do local e várias viaturas. Cães da polícia também foram levados para farejar caso o criminoso fugisse.

Zequinha é suspeito de ser o autor e líder de quadrilhas que atuam em roubos contra empresas de transportes de valores, agências bancárias e redes varejistas de eletroeletrônicos na região de Campinas. Para tais crimes, usava de explosivos e armamentos de grosso calibre.

Casa onde Zequinha foi preso nesta quinta-feira (17). Foto: Reprodução

Currículo extenso

Zequinha, tem 46 anos, e é natural de Campo Mourão, no Paraná. Ele aparece na lista dos criminosos mais procurados do país pelos crimes de roubos e associação criminosa.

Ele é suspeito de envolvimento no assalto que ocorreu no Paraguai em 2018, que deixou um prejuízo de cerca de R$ 120 milhões a uma transportadora de valores.

Segundo o Ministério da Justiça, em 1992, Zequinha foi condenado por roubo ao BIC (Banco Comercial Industrial) em Campinas. Foi libertado em 1994, por indulto presidencial. Ele também foi condenado, em outros processos judiciais, por porte ilegal de arma, uso de documento falso, roubo, formação de quadrilha, latrocínio, extorsão e sequestro.

Em 2005, foi preso novamente por formação de quadrilha e uso de nome falso. A quadrilha estava cavando um túnel em direção a um banco em São Paulo. Logo em seguida, obteve liberdade. Em 2006, foi investigado pela tentativa de furto ao ABN Amro.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Com esse historico, alguem acredita que esse bandido quer se "ressocializar"?

  2. Gérson Canhota disse:

    Já foi solto meia dúzia de vezes… mais uma daqui a pouco.

  3. Cunhaú disse:

    Pelo histórico, será solto quando?

  4. Manoel disse:

    Daqui a pouco essa vítima da sociedade estará solta novamente…

FOTOS: ‘Deu vontade’, diz homem preso em flagrante após confessar que ateou fogo em área de vegetação no interior do RN

Homem ateou fogo em vegetação às margens da BR-226 em Janduís, região Oeste — Fotos: Focoelho.com

Um homem de 62 anos foi preso em flagrante na tarde desta terça-feira (8) depois de atear fogo em uma área de vegetação às margens da BR-226, no município de Janduís. Questionado pela Polícia Militar sobre o motivo de ter iniciado o fogo, ele disse que o fez porque “deu vontade”. Ele foi encaminhado a delegacia e em seguida ao sistema prisional.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    É mais um esquerdopata lutando para destruir a nação.
    Tem que investigar quem é o mandante.
    Se pegasse 10 anos de prisão nunca mais faria isso.

TJRN mantém prisão de padrasto acusado de abuso contra enteadas

Foto: Ilustrativa

Os desembargadores que integram a Câmara Criminal do TJRN rejeitaram a tese de excesso de prazo da prisão preventiva e negaram pedido de Habeas Corpus para um homem detido pela acusação de abusar sexualmente de enteadas menores de idade e que chegou a estar foragido. O processo tramita em segredo de justiça. O julgamento ressaltou, mais uma vez, que um suposto excesso de prazo não resulta de mera soma aritmética, mas leva em conta a complexidade da causa e as diligências compreendidas como necessárias ao desenrolar funcional da demanda.

“Por ser pessoa próxima a família, ou seja, padrasto das vítimas, o paciente terá total liberdade para dissuadir e ameaçar as vítimas bem como as testemunhas, podendo inviabilizar a colheita de prova testemunhal, razão pela qual verifica-se a necessidade de se garantir a instrução criminal”, destacou o voto da relatoria do órgão julgador do TJRN, mantendo o que foi decidido em primeira instância, pela 2ª Vara da Comarca de Assu, que determinou a prisão pela suposta prática dos crimes tipificados no artigo 217-A do Código Penal (3 vezes) e artigo 213, também do CP, combinado ao artigo 7º, II, da Lei nº 11.340/2006.

O julgamento ressaltou a decisão de primeira instância, a qual destacou que não há fato novo que possa modificar os fundamentos lançados no decreto de prisão preventiva do acusado, estando presente os requisitos que autorizaram a segregação cautelar, para fim de assegurar a conveniência da instrução criminal que se encontra em sua fase final.

“Não se pode perder de vista que a prisão preventiva foi decretada em 06/09/2018, tendo sido o réu localizado apenas em 17/01/2019, ou seja, quatro meses após, demonstrando a intenção de se furtar aos ditames da Lei”, enfatiza a relatoria.

Justiça Potiguar

PGR defende no STF que Queiroz e esposa voltem para a prisão; decisão ou julgamento na Segunda Turma do STF cabe a Gilmar Mendes

Foto: © Carlos Moura/SCO/STF

A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu, em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), que Fabrício Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar, voltem para a prisão.

Os dois estão em prisão domiciliar por uma decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, que concedeu no dia 14 de agosto um habeas corpus ao casal. Mendes derrubou a ordem do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), para que Queiroz e Márcia voltassem para a prisão.

Queiroz e Márcia são investigados pelo Ministério Público do Rio por suposta participação no esquema de rachadinha no gabinete do então deputado estadual e atual senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Queiroz é ex-assessor de Flávio.

O documento da PGR ao STF foi assinado pelo subprocurador-geral da República Alcides Martins. Como o caso tramita sob sigilo, não há detalhes dos argumentos da Procuradoria para sustentar a necessidade de prisão do casal.

Com a manifestação da PGR, Mendes pode levar o caso para julgamento na Segunda Turma do Supremo, mas ainda não há data para isso acontecer.

A defesa de Queiroz afirmou que vai esperar ser notificada pelo Supremo para oferecer resposta ao parecer.

Na decisão de agosto, Mendes cita que, diante de um quadro de pandemia e do frágil estado de saúde de Queiroz, a prisão domiciliar “se impõe”.

“No caso em análise, considerando a fragilidade da saúde do paciente, que foi submetido, recentemente, a duas cirurgias em decorrência de neoplasia maligna e de obstrução de colo vesical, entendo que a substituição da prisão preventiva pela prisão domiciliar é medida que se impõe”.

O ministro manteve a determinação para o uso de tornozeleira eletrônica e outras medidas cautelares, como proibição de contato com outros investigados e de sair do país sem prévia autorização judicial. Segundo Gilmar Mendes, as medidas são suficientes para frear eventual prática de delitos.

“Em relação aos riscos de reiteração delitiva e para a garantia de aplicação da lei penal, as medidas de inserção em regime de prisão domiciliar, de monitoramento eletrônico e a proibição de saída do território nacional (arts. 318, II, 319, IX e 320) demonstram-se adequadas e suficientes, já que cumprem tais finalidades com a menor restrição possível à liberdade dos pacientes”.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Um, dois, três de Oliveira quatro disse:

    89 mil reais em seis anos, dá em média 1.230,00 reais mensais, ô mulher amadora, era pra ter vendido Avon, ou ser zeladora de zoológico.

  2. Junin disse:

    Volta logo pra cadeia carequinha e acaba com essa novela….todos sabem que vai passar pouco tempo, faz o seguinte abrigo também o jogo….

  3. Pedro disse:

    Tanta conversa só para admitir que nove dedos, seus filhos Ronaldinho, a defunta e toda o resto da cambada são inocentes? Me engana que eu gosto, vcs não querem deixar nada para ninguem inclusive matar, pois a história conta coisas escabrosas do rato delinquente, morte de Celso Daniel, Toninho do PT (TODOS DA TURMA), fazendas, sítios, apartamentos, 270 milhas nas contas dos filhos, homem tenha vergonha de ser tão tapado.

  4. Alex disse:

    Perto do povo do PT e Cia, Queiroz é um "santo"

    • a disse:

      Então, porque uma pessoa rouba, mata ou estupra, nós também podemos fazer o mesmo, só que um pouquinho menos?
      É isso mesmo que estou ouvindo?
      Quer dizer que um erro justifica outro?

  5. Alex disse:

    Perto do povo do PT e Cia, Queiroz é um santo.

  6. QUEIROZ É O CARA disse:

    Sou fanático doente, incapaz de enxergar e entender que o Mico, Micheque e os filhos não são santos. Acho normal esses depósitos do Carequinha Legal na conta da madame inocente. Também não vejo nada demais nessas histórias do Capitão Adriano, milícias, Ronnie Lessa e outras besteiras. A culpa de tudo isso aí que estão falando do meu mitinho, é de Lula, do PT e de Fátima. Aquelas histórias de vazamento de operações que Paulo Marinho falou é lógico que é mentira. Paulo Marinho falou que um Delegado da Federal havia vazado a operação. Com certeza esse Paulo Marinho vai se lascar por ter criado essa mentira contra o filho Zero Um do Mico e ainda mais contra um Delegado da PF.

STJ prorroga por mais cinco dias prisão de Pastor Everaldo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), prorrogou por mais cinco dias a prisão temporária do ex-presidente do PSC Pastor Everaldo. O magistrado atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

No mesmo dia de sua prisão, o pastor se afastou da presidência do PSC. Em seu lugar assumiu interinamente o vice-presidente do partido, Marcondes Gadelha.

Pastor Everaldo foi preso na sexta-feira (28) durante Operação Tris In Idem, que investiga um esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro. O caso corre sob sigilo ao menos até a análise sobre o recebimento de uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na mesma operação, o governador do Rio, Wilson Witzel, foi afastado do cargo por 180 dias, também por decisão de Gonçalves.

Nesta quarta-feira (2), a Corte Especial do STJ deve julgar se mantém a liminar (decisão provisória) do ministro sobre o afastamento.

Em nota divulgada pelo PSC, o Pastor Everaldo diz desconhecer os motivos da prorrogação de sua prisão porque ainda não teve acesso à decisão. “Ele reitera que sua prisão é desnecessária, uma vez que sempre esteve à disposição de todas as autoridades. Pastor Everaldo reafirma sua confiança na Justiça e sua fé em Deus”, diz o texto.

Numa segunda nota, o PSC acrescentou que o Pastor Everaldo “vem se colocando sistematicamente à disposição da Justiça, além de ter endereço fixo e conhecido”. O partido disse ainda que “reitera sua confiança na Justiça, entretanto a criminalização dos políticos enfraquece a democracia”.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Será que a Assembleia de Deus vai corrigir o pastor?
    Se fosse um membro qualquer, que tivesse sido pego tomando uma dose de cana, já tava sendo julgado…

  2. Henrique disse:

    Que fique preso por mais 5 anos, Em Nome de Jesus!

  3. Manoel C. disse:

    Gente fina, injustiçado nesse país ateu-comunista. Malditos sejam esses reptilianos pró-Maduro!

  4. Jonas disse:

    O governo de Angola vai pegar os pastores da IURD. Fujam para o Brasil, pois aqui vcs podem trabalhar tranquilo.

  5. Pedro disse:

    Kkkkkkkkkkk chico100, todo Francisco é Chico, todo Chico e mico……assim…..o micheque vamos descobrir. Salva de Palmas para os ratos.

  6. Chico 100 disse:

    E os 89 mil depositados na conta de Micheque? Muuuuu

FOTOS: Polícia rastreará agenda de ex-Playboy, que participou de filmes eróticos e venceu Miss Bumbum, presa por tráfico em rede de prostituição de luxo

Flávia Tamayo é suspeita de fazer parte de uma organização criminosa composta por garotas de programa de luxo, que atuam na capital federal Fotos: Reprodução

A Polícia Civil de Brasília aguarda, nesta quinta-feira (23), a chegada de Flávia Tamayo do Espírito Santo. Ela foi presa na cidade de Vitória na última terça-feira por tráfico de drogas e associação para o tráfico. É apontada como integrante de uma rede de prostituição de luxo que distribuía drogas na capital federal.

Tamayo chegou a trabalhar como modelo e estampou capas de revistas masculinas, como a Sexy e a Playboy (edição publicada em Portugal). Também participou de filmes eróticos e venceu concursos de beleza como o Miss Bumbum. A equipe responsável pela investigação pretende rastrear os clientes atendidos pela traficante em um flat no Setor Hoteleiro Norte do Distrito Federal. O celular apreendido da acusada também está sendo analisado com este objetivo.

De acordo com o delegado Ricardo Oliveira, da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), ela é acusada de fazer parte de uma organização criminosa composta por garotas de programa de luxo, com presença em áreas nobres da capital federal, para negociar programas sexuais associado ao consumo de drogas a clientes de alto poder aquisitivo. No caso de Tamayo, cada programa regado a cocaína e haxixe saía por R$ 1 mil, o dobro do valor pago sem drogas.

“Para não prejudicar as investigações e a prisão, esperamos para ouvir os clientes a partir da próxima semana. A lista é extensa e diversificada. Identificamos empresários e não descartamos a hipótese de haver também políticos”, explicou o delegado.

Flavia vinha sendo monitorada há cerca de dois anos. No mês passado, foi deflagrada a Operação Rede, que visava desmantelar a quadrilha. Na ocasião, foram cumpridos 38 mandados de prisão e 18 pessoas foram presas em flagrante, entre elas duas garotas de programa. Flavia iria responder ao inquérito em liberdade, mas diante da suspeita de possível fuga do país nos próximos dias, a prisão foi deferida pelo Vara de Entorpecentes do Distrito Federal. Ela foi capturada em um hotel na orla de Vitória, na última terça-feira (21).

Segundo o delegado, houve dificuldade em localizá-la por causa de sua agenda de trabalho extremamente movimentada. As investigações mostram que ela rodava o país, tendo estado recentemente em São Paulo e em Florianópolis. Nas redes sociais, a moça exibe também postagens no exterior, como na Catalunha e em Ibiza, na Espanha. Ela teve seu passaporte recolhido.

Em entrevista ao Jornal de Brasília, no último dia 23, Flavia negou as acusações da Polícia Civil e garantiu que trabalha com “entretenimento adulto”, mas nunca se envolveu com crime.

Época

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    Homi… vão aparecer tantos clientes defensores da família , da moral e dos bons costumes… Deus a cima de tudo!

Rússia condena historiador que investigou crimes de Stalin a três anos e meio de prisão

Foto: ANTON VAGANOV / REUTERS

O historiador russo Yuri Dmitriev, conhecido por suas pesquisas sobre a repressão no regime de Josef Stalin e que revelou crimes do ditador soviético, foi condenado nesta quarta-feira a três anos e meio de prisão sob a acusação de ter abusado sexualmente de sua filha adotiva. A decisão foi contestada pela defesa do historiador, Viktor Anufriev, e por seus apoiadores, que alegam perseguição política pelo trabalho de Dmitriev.

A Justiça da Rússia afirmou que, apesar da condenação, o historiador de 64 anos será solto em novembro deste ano, porque já cumpriu a maior parte da pena preventivamente. Ele está preso desde junho de 2018.

A acusação tentava uma pena de 15 anos de prisão para Dmitriev pelos crimes que teriam acontecido entre 2012 e 2016. A decisão da Justiça, tendo sido mais branda do que o desejado pela Promotoria, é passível de recurso por seu advogado e foi contestada pelos apoiadores de Dmitriev, que afirmam que o historiador foi condenado por um crime grave que não cometeu.

Um primeiro julgamento, feito em 2018, o isentou de acusações de pornografia infantil envolvendo sua filha adotiva. Mas essa decisão foi anulada e ele foi preso sob uma nova acusação logo depois.

A organização de direitos humanos onde Dmitriev trabalhava, Memorial, disse que as acusações eram infundadas e que a sentença desta quarta-feira é injusta.

“Essas acusações já tiraram mais de três anos de liberdade de Yuri Dmitriev e prejudicaram o destino de sua filha adotiva”, disse a Memorial em comunicado.

Outros historiadores, ativistas de direitos humanos e algumas figuras culturais importantes do país dizem que Dmitriev está sendo condenado porque seu foco nos crimes de Stalin se tornou politicamente insustentável na Rússia moderna, onde a narrativa dominante do Estado é de uma grande nação que estava de joelhos e se ergue.

Seus defensores alegam que o verdadeiro crime do historiador foi se dedicar a documentar o grande expurgo de Stalin, entre 1937 e 1938, no qual quase 700 mil pessoas foram executadas, segundo estimativas oficiais conservadoras. Em suas pesquisas, Dmitriev encontrou uma vala comum após o colapso da União Soviética, contendo milhares de corpos mantidos na rede de campos de prisioneiros soviéticos, os gulags.

O Kremlin disse que não tem envolvimento na condenação de Dmitriev. Questionados sobre a motivação política do caso, os promotores estaduais disseram que as denúncias foram baseadas em evidências reais.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Vots, em Jucurutu há mais liberdade de expressão.

  2. Gustav Mahler disse:

    Quando os comunistas vão reconhecer os pavorosos crimes contra a humanidade que cometeram durante todo o século XX? NUNCA! Bem fizeram os romenos, que prenderam, julgaram e condenaram o ditador genocida Nicolae Ceausescu e sua mulher, e os fuzilaram. É uma desgraça para a podre raça humana que vermes imundos, genocidas como Hitler, Lênin, Stálin, Mao, Pol Pot e Fidel Castro nunca tenham sido julgados por seus crimes terríveis.

  3. Cidadão Indignado disse:

    Os dois países mais lixos desse planeta são Rússia e China! Esse canalha chamado Stalin foi um dos maiores genocidas da história da humanidade! Países governados por ditadores da pior espécie.

    • Bolsogado disse:

      Brasil é bom que só, fera!

    • Gustavo Ferreira disse:

      OS SANTINHOS SÃO OS ESTADOS UNIDOS. BASTA VER A QUANTIDADE DE GUERRAS, INVASÕES E CONFLITOS QUE TEM SE ENVOLVIDO NOS ÚLTIMOS 100 ANOS.

Investigação da Polícia Civil do RN resulta em prisão de suspeito por duplo homicídio em bar da Zona Sul de Natal

Foto: Ilustrativa

Uma investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão do sargento reformado da Marinha Marcelo Ronaldo da Silva Gomes, 38 anos, na manhã desta quarta-feira (22). Ele foi preso quando estava em Aracaju, pela equipe da Polícia Interestadual (Polinter) da Polícia Civil de Sergipe, que recebeu informações da Polícia Civil do RN.

De acordo com informações levantadas pela DHPP, Marcelo Ronaldo é suspeito de ter assassinado Alysson Anderson de Alencar, 32 anos, e Júlio César Sales de Nunes, 24 anos, na noite do dia 03 de junho deste ano, quando as vítimas estavam em um bar, localizado na Zona Sul de Natal. Além destes dois homicídios, o suspeito é investigado pelo cometimento de outros crimes no Rio Grande do Norte e em outro estado.

O suspeito será recambiado para o Rio Grande do Norte. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícia Civil prende colombianos suspeitos de usura em Macau e Guamaré

Foto: Ilustrativa/bortn76/Superinteressante

Policiais civis da 5ª Delegacia Regional de Macau, com apoio de policiais militares de Guamaré, prenderam em flagrante, na tarde deste sábado (27), dois colombianos suspeitos de praticarem crime de usura contra comerciantes, nas cidades de Macau e Guamaré. A dupla foi presa na cidade de Guamaré.

No momento da abordagem, um dos suspeitos estava recolhendo dinheiro de uma vítima. De acordo com as investigações, eles estariam oferecendo empréstimos aos comerciantes, cobrando juros abusivos de 20%. O pagamento pelo empréstimo era feito diariamente por cada devedor e recolhido pelos suspeitos em motocicletas. Até o momento, foram identificadas cinco vítimas na cidade de Guamaré.

Com eles, foram apreendidos cerca de R$ 4 mil reais, possivelmente provenientes da arrecadação com os juros, uma motocicleta, aparelhos celulares e boletos de controle de cobrança. Os colombianos teriam alugado imóveis em Macau e Guamaré, onde praticavam os crimes. Ainda segundo as investigações, práticas semelhantes também estavam acontecendo em outros Estados, como Minas Gerais, Alagoas e Sergipe, por pessoas da mesma nacionalidade.

Os dois homens foram encaminhados à delegacia, onde foram autuados em flagrante. De acordo com o delegado Sandro Régis, titular da Delegacia Regional de Macau, foi arbitrada fiança no valor de 50 salários mínimos, para cada um deles. “A quantia foi fixada levando em consideração a possibilidade de fuga, o número de pessoas que estão sendo vítimas e o poder aquisitivo dos suspeitos, diante dos lucros excessivos que vinham obtendo”, explicou o delegado.

Até o momento, não houve pagamento de fiança e os dois suspeitos aguardam no sistema penitenciário a decisão da Justiça sobre a prisão em flagrante. As investigações continuarão para identificar os outros envolvidos. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anônimo disse:

    Pega dinheiro com eles quem quer gente, todo mundo sabe que tem 20% de juros , um monte de bandidos as roubando e as polícias não fazem nada , e quando faz é solto no mesmo dia.

  2. Arthur disse:

    Minha gente só o que tem no alecrim, na Ceasa e não é só emprestando dinheiro não é vendendo rifa para sorteio que quem é só eles !!!

  3. FAGUNDES Alves disse:

    Aq em Natal no mínimo a 10 anos já se tem e não vi ninguém sendo preso

  4. Manoel disse:

    Os bancos cobram isso tdo mês e nunca vi banqueiro preso por isso.

    • Tarcísio Eimar disse:

      Banco é o famoso agiota credenciado, pode tudo nas costas do cidadão.

  5. Jsiva disse:

    Se aperta o cerco , prende mais ! Todas as cidades metropolitana de Natal , estão atuando nas babás das autoridades .

  6. Verissimo Lima disse:

    Infelizmente isso acontece com praticamente em todo o RN, esta pratica não de hoje efetuadas pelos colombianos, não é de hoje, já pessoa perdendo o seu comercio (pequeno restaurante) por se endividar com esses agiotas, embora é de consciência de cada um se envolver ou não nessa pratica de capitar dinheiro.

  7. Trindade disse:

    Uma Operação dessa tem que ser feito aqui em joão câmara, a cidade esta cheia de bolivianos praticando esses crimes, o ART 4º do decreto lei 22.626/33, proibi essa pratica de crime USURA OU ANATOCISMO.

Alexandre de Moraes prorroga a prisão de Sara Winter por 5 dias

Foto: Joédson Alves/EFE

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta sexta-feira (19) prorrogar por mais cinco dias a prisão da ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, líder do grupo “300 pelo Brasil”, que está presa desde segunda-feira (15).

A ativista foi para a cadeia por decisão do ministro, relator de um inquérito que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos. Nesta quarta-feira (17), o Ministério Público Federal denunciou Sara Giromini por injúria e ameaça contra Alexandre de Moraes.

Nesta quinta-feira (18), a ministra Cármen Lúcia havia rejeitado o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa da ativista.]]Há algumas semanas, Sara atacou o ministro pelas redes sociais depois de ter sido alvo de mandado de busca e apreensão no inquérito das fake news. Como punição, o MPF sugere pagamento de “no mínimo” R$ 10 mil por danos morais.

Há algumas semanas, Sara atacou o ministro pelas redes sociais depois de ter sido alvo de mandado de busca e apreensão no inquérito das fake news. Como punição, o MPF sugere pagamento de “no mínimo” R$ 10 mil por danos morais.

“Eles não vão me calar, de maneira nenhuma. Pelo contrário, eu sou uma pessoa extremamente resiliente. Pois agora, meu… e não é que ele mora em São Paulo? Porque se estivesse aqui eu já estaria na porta da casa dele convidando ele para ‘trocar soco’ comigo. Juro por Deus, essa é a minha vontade. Eu queria trocar soco com esse ‘filha da puta’ desse ‘arrombado’! Infelizmente não posso, mas eu queria. Ele mora lá em São Paulo, né? Pois você me aguarde, Alexandre de Moraes. O senhor nunca mais vai ter paz na vida do senhor!”, esbravejou a ativista em um vídeo.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Não existe direito ilimitado, mas esse pessoal pensava que podia tudo. Agora que foi presa fica querendo se fazer de vítima. É bom saber quem vai pagar os advogados. E tem uma meia dúzia de pessoas que tentam defender. Jesus!

  2. Jailson disse:

    Q apodreça na cadeia.
    P cima deles STF.
    Não quer ser preso? É só não cometer crime, pô! Pronto! Cabô!
    Ameaça, calúnia, injúria e difamação são crimes há muito tempo.

  3. Henrique Eugênio disse:

    Sara vai sair mais forte dessa prisão…

  4. Val Lima disse:

    Será q ela continua com esse mesmo pensamento,após 5 dias de tranca?

  5. Messias disse:

    Esse falso Kojak está se achando.

Delegado é condenado a 12 anos de prisão e perda de cargo por corrupção passiva no RN

Foto: Reprodução

Uma ação penal do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) resultou na condenação a 12 anos de prisão em regime fechado e à perda do cargo público de um delegado da Polícia Civil potiguar. O MPRN comprovou que delegado Getúlio José de Medeiros cobrou e recebeu propina indevidamente para não lavrar dois flagrantes na Delegacia Regional de Caicó nos anos de 2011 e 2013. A sentença da Justiça potiguar foi dada nesta quinta-feira (18).

Getúlio Medeiros foi condenado a uma pena concreta e definitiva em 12 anos de reclusão em regime fechado e 300 dias-multa. Também foi decretada a perda do cargo de delegado de Polícia Civil.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ex-Pretralha disse:

    Com a devida vênia, quero acreditar que juízes não julgam de pensamento ou achismo, e sim sobre materialidade que lhes são apresentadas, como no caso aqui o PM, no entanto, deve-se levar em conta que contra fatos não há argumentos…Mas vamos pra 2° instância, 3° ….

  2. José antonio. disse:

    W Lula soube educar os próprios filhos. Queria nem rir.😄😄😄

  3. Giancarlo Di Mazzi disse:

    Ainda cabe recurso para o Tribunal de Justiça. Muitos cidadãos condenados no juiz de primeira instância são inocentados perante o Tribunal de Justiça. Fica o registro.

  4. Leonardo Júnior - OAB/RN 9598 disse:

    Nobre redator deste blog, diante das informações publicadas em postagem relacionada ao processo que envolve o DPC Getúlio José de Medeiros, a defesa vem esclarecer alguns pontos.

    Inicialmente, trata-se de julgado de 1º Grau de Jurisdição, muito equivocado e injusto, pois contraria todo o arcabouço probatório produzido nos autos, o qual atesta que o Delegado Getúlio José de Medeiros não praticou crime algum.

    Cumpre registrar que, o princípio da Presunção de Inocência é no Brasil um dos princípios basilares do Direito, responsável por tutelar a liberdade dos indivíduos, sendo previsto pelo art. 5º, LVII da Constituição de 1988, que enuncia: “ninguém será considerado culpado até trânsito em julgado de sentença penal condenatória”

    Por fim, confiamos totalmente na Justiça e temos certeza que em sede recursal as provas serão reavaliadas e teremos um julgamento justo, que levará à absolvição total do Dr. Getúlio José de Medeiros.

    Atenciosamente,

    Leonardo Gomes de Souza Júnior
    OAB/RN 9598

Caseiro afirma que Queiroz estava há poucos dias em residência de advogado: “o rapaz estava ficando aqui para o tratamento de saúde, ele está com câncer”

Foto: CNN Brasil

Caseiro do imóvel onde Fabrício Queiroz foi encontrado e preso na manhã desta quinta-feira (18), Orlando Novaes disse à CNN, nesta quinta-feira (18), que o local funcionava como um consultório de advogacia e afirmou que não tinha convivência com o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

“É um consultório de advogacia mesmo, entendeu? Mas o rapaz estava ficando aqui para o tratamento de saúde, ele está com câncer e essas coisas”, declarou.

“[Não estava] convivendo, não. Tem poucos dias que está aí, vi ele entrando [e tem] uns quatro dias que não vem aí com negócio de saúde”, acrescentou ele.

No muro da casa, em Atibaia, no interior de São Paulo, uma placa diz: “Wassef e Sonnenburg – Sociedade de Advogados”. O primeiro sobrenome faz referência ao advogado Frederick Wassef, que representa Flávio Bolsonaro.

À CNN, o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, que foi o responsável pelo cumprimento do mandado de prisão em São Paulo, afirmou que a residência é uma casa grande, mas que Queiroz “estava em um quartinho com os pertences, incluindo dois celulares dele”. “No fundo, tinha uma guarita onde estava um casal de caseiros” completou.

O delegado ainda detalhou que Queiroz disse ter tomado remédio para dormir e demorou a atender a campainha, mas que não ofereceu resistência à prisão. “Ele só falou que tem problema de saúde. Não houve nenhum contratempo”, afirmou o delegado. “A reação dele foi tranquila. Ele permaneceu calado, mas falou que não precisava disso, que se chamasse ele iria”, acrescentou.

A prisão

Queiroz foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (18). Ele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) na capital paulista para fazer exames, antes de se dirigir à sede da Polícia Civil em São Paulo, de onde será encaminhado para o Rio de Janeiro.

A prisão faz parte de uma ação conjunta entre o Ministério Público do Rio de Janeiro e o Ministério Público de São Paulo, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) dos dois estados.

Fabrício Queiroz foi assessor e motorista de Flávio Bolsonaro até outubro de 2018, um mês antes do início da operação que apura esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e loteamento de cargos públicos na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), na qual é investigado.

A mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar, como não foi encontrada na ação policial, é considerada foragida.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. RICARDO LÚCIDO disse:

    Há controvérsias cara pálida . Esses poucos dias são muito questionados . Há quem diga que o sr Queiroz , estava lá a um bom tempo . O serviço reservado da polícia civil , vinha monitorando , inclusive com todo cuidado pois existia a notória sensação de contra inteligência por parte dos seus protetores .

  2. Gerdson disse:

    Todo cego e cego? Nao, mais os bobos da corte acham que sao?…. o sata naro enganou e engana os indolentes..

  3. Cigano Lulu disse:

    Até que é simpática a fachada do casebre. Se o dono tiver a fim de fazer jogo numa tenda seminova, é só me procurar no privado. Dependendo da volta, pode até rolar um futebol.

VÍDEO: Registro policial mostra Fabrício Queiroz no momento de sua prisão no interior de SP; ex-assessor de Flavio Bolsonaro não era considerado foragido

O policial militar aposentado Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro foi preso na manhã desta quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de São Paulo. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro —ele não era considerado foragido.

Queiroz estava em um imóvel do advogado Frederick Wassef, responsável pelas defesas de Flávio e do presidente Bolsonaro. Wassef é figura constante no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, e em eventos no Palácio do Planalto.

A Operação Anjo é coordenada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. O ex-assessor de Flávio será transferido para o Rio de Janeiro ainda na manhã desta quinta-feira.

Ainda não houve denúncia, e a suspeita é de interferência de Queiroz nas investigações, por isso a prisão preventiva.

Assista via TV Folha abaixo:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MORO e MANDETTA 2022 disse:

    Lembrei da "Lei de Gerson". Ele lembra Gerson.

  2. Leozito disse:

    Isso é uma obsessão pelo PT. Daqui a pouco Queiroz tava na casa de Lula

  3. Leozito disse:

    Isso é uma obsessão pelo PT. Vão dizer que a casa que Queiroz tava era de Lula

  4. Juliano bugueiro disse:

    Logo logo é o Mito que vai preso.

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    As milícias, com certeza, já aplicaram uma chave de roda nesse senhor. Ele sabe, mais do que ninguém, que se abrir o bico de verdade corre o risco sério de ser "suicidado" ou "acidentado" por aí.
    Esse pessoal não brinca em serviço.