Grupo de Valorização da Advocacia emite nota sobre prisão de advogado em operação da PF

Foto: Divulgação

O Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal encaminhou nota de esclarecimento sobre a prisão do advogado Maxsuel Deizon de Freitas na operação “Extração” deflagrada pela Polícia Federal para desaticular facção criminosa com atuação no estado.

Confira nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No dia 03 de setembro de 2019, alguns veículos de comunicação do Estado do Rio Grande do Norte divulgaram, de maneira equivocada, a informação de que um advogado teria sido preso preventivamente como chefe de uma facção criminosa no Estado.

Nesse sentido, e em atenção à opinião pública potiguar, o Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal vem a público manifestar o seu REPÚDIO às ações daqueles que se prestam ao papel de DESINFORMAR a sociedade com inverdades e especulações, bem como para esclarecer que:

Nas primeiras horas do dia 03 de setembro de 2019, a Polícia Federal deflagrou a operação denominada de “Extração”, e nesse contexto, foi cumprido um mandado de prisão temporária de um advogado. Em nenhum momento o referido advogado se opôs ao cumprimento do mandado, e, portanto, foi normalmente conduzido para a Superintendência da Polícia Federal, local em que prestou todos os esclarecimentos que se fizeram necessários.

A prisão é temporária, e, portanto, tem o prazo de 5 (cinco) dias para a sua conclusão, sendo falsa a informação de que o advogado foi preso acusado de ser chefe de uma facção criminosa no Estado – até porque até a presente data, não foi formalizada nenhuma acusação contra o advogado.

Um dos preceitos basilares que a Constituição Federal assegura é a garantia do estado de inocência, princípio pelo qual uma pessoa jamais poderá ser considerada culpada de algo sem que antes tenha a possibilidade de exercer regularmente o seu direito de defesa.

É notório que o País está passando por um momento de grande turbulência, e no cenário nacional, há um clima de verdadeiro inconformismo com a corrupção, com a violência e com a impunidade. A sociedade clama por medidas urgentes e severas de combate ao crime e à corrupção. Entretanto, não se pode, com base nesse sentimento de inconformismo, promover à execração pública de um indivíduo, utilizando os meios de comunicação como instrumento, sobretudo com base em informações que já no início da operação revelaram-se como equivocadas (ou mesmo falsas).

Deste modo, o Grupo de Apoio e Valorização da Advocacia Criminal REPUDIA a publicação de manchetes inverídicas e descompromissadas com o jornalismo sério e informativo, e segue vigilante na defesa das prerrogativas dos advogados que exercem a sua função Constitucional, acompanhando a investigação noticiada até que haja a sua final conclusão.

Natal/RN, 04 de setembro de 2019.

Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal

Justiça revoga prisão de Rosinha e Garotinho

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro revogou as prisões preventivas do casal de ex-governadores do Rio de Janeiro Rosinha Matheus e Anthony Garotinho. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (4) pelo advogado dos políticos, Vanildo José da Costa Júnior. A decisão é do desembargador Siro Darlan, do Plantão Judiciário.

Rosinha e Anthony Garotinho foram presos nessa terça-feira (3) em operação do Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro,. Eles são acusados de ter superfaturado obras de um programa de casas populares em Campos dos Goytacazes, durante a gestão de Rosinha como prefeita do município (2009 a 2016).

Segundo o advogado, o decreto de prisão, da 2ª Vara de Campos, apresentou fundamentação frágil e foi ilegal e desprovido de contemporaneidade. Para ele, a denúncia do MP narra fatos que teriam ocorrido há 11 anos e, portanto, não há fundamentação para a prisão.

De acordo com o advogado, a prefeitura de Campos pagou apenas pelas casas que já estavam prontas e não houve superfaturamento. Ele afirma que a empreiteira Odebrecht, que fez as obras, ingressou com uma ação judicial em que alega ter sofrido prejuízo de R$ 33 milhões.

“Vivemos tempos difíceis de politização da Justiça e judicialização da política, em especial no Judiciário de Campos de Goytacazes. Por isso, a necessidade de um debate aprofundado sobre o projeto de lei de abuso de autoridade”, diz a nota divulgada pelo advogado.

Rosinha Matheus e Antony Garotinho estão no Presídio de Benfica, na zona norte da cidade.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    O prazo era 3 dias, mas foram mais rápido, essa justiça parece mais uma quadrilha de bandidos.

  2. Jd disse:

    Justiça bagunçada. Samba do criolo doido como diria Sargentele! Prende e solta, cada um c seu entendimento, ninguém se entende, depois rejeitam a lei de abuso de autoridade. Ou tem fundamento p prisão ou não tem! Brincam com os sentimentos dos bandidos e dos inocentes! Tem q deixar bem claro os motivos q justicam uma prisão e não deixar ao bel prazer de juízes e promotores loucos para aparecer na mídia, muitos deles se deleitam e quase chegam ao orgasmo na frente dos holofotes!

  3. nasto disse:

    CASAL inocente. Os bichinhos não cometeram nada de errado. Tem lugar no CÉU de tenta inocência. Essa LEI É …………

  4. Bruno Lira disse:

    Coroa massa, é essa Rosinha…

  5. Ivan disse:

    Se caíssem nas mãos de Moro e Deltan…Esses corruptos imundos mofariam na cadeia!!!!Os defensores de corruptos ganharam essa batalha, mas não a guerra!!!

  6. manezinho disse:

    #garotinholivre, igual ao lider da seita.

  7. Carlos Bastos disse:

    Pense ou bagunça grande, tem hora que fico pensando será que essas prisões e apenas para da audiência nas TV.

  8. Carlão disse:

    Rest in Peace, Brasil.

PODE ISSO? Idosa é condenada à prisão em SP por canto de seus galos

Uma idosa de 68 anos, de Santa de Rita do Passa Quatro/SP, foi condenada a 25 dias de prisão simples por causa do incômodo causado na vizinhança pelo canto de seus galos. A decisão é da juíza de Direito Nélia Aparecida Toledo Azevedo, do Juizado Especial Cível e Criminal da cidade.

“Posto isso, JULGO PROCEDENTE a denúncia e CONDENO a ré (…) como incursa no artigo 65 do Decreto Lei nº 3.688/41, c.c. o artigo 71, “caput”, do Código Penal e a cumprir a pena de VINTE E CINCO DIAS DE PRISÃO SIMPLES.” 

Canto de madrugada

O MP ofereceu denúncia gerada pela reclamação de um casal de vizinhos que estava incomodado com o barulho que os 4 galos causavam na chácara onde a idosa vive há 23 anos.

Veja post completo aqui no portal Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fabiana disse:

    cara…só quem morou do lado de uma casa com galos …sabe o que é…
    vc não consegue dormir, as 4:30, já começa o baulho, eu me mudei por causa disso e a dona do apto não sabe mais o que fazer…

  2. Deco disse:

    Se o canto de quatro galos dá 25 dias de cadeia quantos dias de cadeia seriam adequados para blocos do Carnatal?

  3. SE AJEITE NÃO disse:

    Nada de prisão, a pena é substituída por pena alteenativa.

  4. Severino dasctroas disse:

    Ela presa por isso que somando todos os galos dela talvez der aí uns 500,00.
    E por outro lado o Sr. Rodrigo Maia, soltinho da Silva, brasilllllllllllllllll.

Juiz flagrado com carro de Eike Batista é condenado a 52 anos de prisão por desvio e lavagem de dinheiro

Foto: Reprodução Globo News

Conhecido por ser flagrado dirigindo o Porsche apreendido do empresário Eike Batista, o juiz federal Flávio Roberto de Souza foi condenado por peculato e lavagem de dinheiro em dois processos que respondia na Justiça Federal.

Em sua decisão, o juiz Gustavo Pontes Mazzocchi, da 2ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro determina que Flávio Roberto cumpra pena de 52 anos de prisão, além de perder o cargo de magistrado e pague uma multa de R$ 599 mil.

As decisões são dos dias 16 e 19 deste mês. De acordo com o Ministério Público Federal, em um dos processos, Flávio Roberto desviou para seu benefício dinheiro que estava apreendido na 3ª Vara Federal Criminal do RJ quando ele era titular da vara.

Veja matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nildo disse:

    Vige, pensei que todo juiz fosse honesto e ético.

  2. Papudim disse:

    E os desembargadores daqui foram pra casa com proventos quase integrais….

  3. Cabral disse:

    Tá faltando tofoli e Gilmar, flagrados com movimentações financeiras suspeitíssimas. Tem que serem investigados e punidos se forem os casos, igualmente a todos os brasileiros, ou estão acima da lei?

Doria diz que Lula será tratado como todos os outros presidiários, e terá a oportunidade de fazer algo que jamais fez na vida: “trabalhar”

Foto: Governo de São Paulo

O governador João Doria usou as redes sociais para ironizar a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de Curitiba para São Paulo. Ao responder críticas da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, Doria afirmou que, em cadeia paulista, Lula terá oportunidade de trabalhar. Algo que, segundo o tucano, o petista nunca fez.

“Fique tranquila, ele (Lula) será tratado como todos os outros presidiários, conforme a lei, Gleisi. Inclusive, o seu companheiro Lula, se desejar, terá a oportunidade de fazer algo que jamais fez na vida: trabalhar!”, disse o governador, que está em viagem na China.

Em postagem anterior no Twitter, Gleisi havia demonstrado preocupação com a integridade do petista e disse que Lula estaria “em risco sob a polícia de Doria”.

“A segurança e a vida do presidente Lula estarão em risco sob a polícia de Joāo Doria. Sua transferência para Tremembé 2, sem prerrogativas de ex-presidente, é mais uma violência da farsa judicial a que ele foi submetido”, escreveu Gleisi.

A Justiça anunciou nesta manhã a transferência de Lula da Polícia Federal do Paraná para a penitenciária de Tremembé II . Lá, ele deve cumprir o restante da pena de 8 anos e 10 meses por condenação na Lava-Jato , no caso do tríplex em Guarujá , no litoral de São Paulo. A data da transferência não foi definida.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior disse:

    O acordo para Lula ser transferido para SP o supremo já derrubou

Carla Ubarana chora aliviada com saída de prisão

Beneficiada pelo indulto natalino concedido em 2017 pelo ex-presidente Michel Temer, Carla Ubarana deixou a prisão nesta segunda-feira e já está em casa, assim como o seu marido, George Leal. De acordo com o Blog do Dina – por Dinarte Assunção, a ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça, inclusive, chorou aliviada.

“Ao deixar a prisão, ela chorou aliviada. O caso dela e do marido são particulares porque benefícios que são concedidos todos os dias pelo Tribunal a outros presos eram negados a eles”, explicou o advogado Paulo Leão Júnior.

O casal foi condenado pelos desvios de mais de R$ 14 milhões no Tribunal de Justiça, no caso que implicou os desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    Já saíram? revoltante!

PT pede à PGR prisão de Moro e perda do cargo por abuso de autoridade

FOTO: IGO ESTRELA/METRÓPOLES

O Partido dos Trabalhadores (PT) protocolou, nesta sexta-feira (26/07/2019), na Procuradoria-Geral da República (PGR), um pedido de afastamento e perda do cargo do ministro da Justiça, Sergio Moro. Na notícia crime, a legenda acusa o ex-juiz de interferir nas investigações da Operação Spoofing por abuso de autoridade e violação de sigilo funcional.

O documento, assinado pela presidente do partido, Gleisi Hoffmann, e pelos deputados Paulo Pimenta (RS) e Humberto (PE), exige o pagamento de multa pelo ministro, além da prisão entre dez dias e seis meses, perda do cargo e afastamento de funções públicas por até três anos.

Os petistas argumentam que, com o conhecimento do vazamento de mensagens do celular de autoridades e pelo fato de Moro ter ligado para os colegas alertando sobre a invasão, ele teria ultrapassado os limites como ministro e invadido as competências da Polícia Federal.

Segundo o documento, é “espantoso” o ministro ter acesso às investigações e desrespeita as autoridades públicas, enquadrando o ex-juiz na lei de abuso a autoridade. “Por estar à frente do Ministério da Justiça e não mais na cadeira de juiz, Sergio Moro não possui qualquer ingerência sobre investigações da Polícia Federal, muito menos sobre os inquéritos presididos pelos delegados da PF. Moro agiu em flagrante abuso de autoridade, nos termos da Lei nº 4.898/65″, diz a nota

Metrópoles

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alfredo disse:

    Kkkkkkkkkkkkk Brasil, o país da piada pronta. O país onde o poste urina no cachorro.

  2. Paulo disse:

    A que ponto chegam pessoas alienadas,essa senhora,qdo chegar a vez dela prestar contas,que ela seja internada em um manicômio público.Quer dizer que Lula e toda a quadrilha desbaratada sõa inocentes?E Moro que é o bandido?Moro é corrupto,bandido,ladrão,roubou dimheiro público por 12 anos e Lula,Pallocci e todos os envolvidos em corrupção e roubos são INOCENTES??

  3. Robson disse:

    Kkkkk, piada isso, O pt uma quadrilha de bandidos pedindo a prisão de um Juiz honrado e que fez e faz muito pelo nosso Brasil!

  4. nasto disse:

    Esse povo tem um medo danado de Moro. Os ladrões estão todos que não passa um CÔCO.
    Lugar de LADÃO é na CADEIA.

  5. Bento disse:

    Peçam o que quiserem, papel aguenta tinta, e a justiça diz nananananão.
    Esses bandidos só não roubaram a lua , porque não tinham um foguete.
    Agora querem medir forças com um homem integro, exemplo de pessoa, moral acima de qualquer suspeita .
    Peçam prisão para quem cometeu crimes e crimes graves e esses doentes vivem defendendo quem contraria a Lei.
    Moro tenho certeza que se você for candidato até essa turma que hoje lhe condena votaria em você. E tenho certeza como essa turma diz para seus filhos, esse homem é integro, e digno de exemplo, ficamos contra ele por conta do nosso atual sistema, mas estamos sendo injustos.

  6. Rômulo© disse:

    #SomosTodosMoroNaCadeia
    #VazaJato
    #DallagnolNaCadeia

  7. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Rindo até 2045 ….esses vermes PTralhas querem inversão de valores, quadrilha, ratos , miséria, não valem a MERDA que cagam , ladrao para esses FDP é que tem vez

  8. Tico disse:

    Moro é que devia pedir a extinção de partido, por 99% de seus membros e adoradores serem corruptos e por abusar da paciência da justiça e dos brasileiros.

  9. Lampejao disse:

    Cuidado Irmã Gleisi, a Sra e o respectivo maridão é que estão cheios de broncas na justiça……rssssssssssssssss

  10. Ricardo disse:

    kkkkkk
    Acho que deve ser piada a notícia.

  11. Olimpio disse:

    Essa petralhada não tem jeito mesmo não. Querem prender Sérgio Moro.
    Só pode ser piada.

  12. Lira disse:

    kkk… Manda essa desocupada, que ganha fácil dinheiro público do contribuinte, ir trabalhar e fazer direito o serviço para a qual foi eleita… Pare de criar minhoca nas linhas da mídia e faça um trabalho sério… Não tá gostando? Saia e dê o lugar pra outro…

REAÇÃO APÓS VAZAMENTOS: Cai para 49,4% brasileiros que apoiam prisão de Lula

A taxa de apoio dos brasileiros à prisão do ex-presidente Lula caiu de 57,9%  para 49,4%, segundo pesquisa  Atlas divulgada nesta segunda-feira.

A pesquisa divulgada após a semana de publicações sobre supostas conversas do ex-ministro Sérgio Moro também mostrou que o percentual de brasileiros contra a prisão de Lula subiu de 33,1% para 38,4%.

Apesar disso, 46,1% dos entrevistados opinaram que Lula foi condenado com base em provas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. N.A.M.M disse:

    Com quem eu falo continua apoiando Moro e querendo Lula preso. Esse Blog ta muito tendencioso……

  2. Lampejao disse:

    AÍ MENTEEEEEEEEEEEEEEEEE……….KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  3. ALEXANDRE MAGNO disse:

    Quem é mesmo ATLAS?

  4. Tarcísio Eimar disse:

    BG, faz essa pesquisa essa semana pelo twitter pra gente ver o resultado.

  5. Lobo disse:

    Kkkkkk, Quem pagou essa pesquisa?
    Não tiveram nem tempo de sair do gabinete de Fátima gopi? Ou foi no sindicato dos professores.

  6. Dilma disse:

    Pesquisa comprada pela esquerda !!!!

STJ determina retorno de João de Deus à prisão

Por maioria, a Sexta Turma do STJ cassou a liminar que possibilitou a internação hospitalar de João de Deus e ainda lhe negou dois habeas corpus. Com a decisão, ele voltará à prisão.

O relator, Nefi Cordeiro, destacou que João de Deus teve recente melhora de saúde, o que permite a continuidade do tratamento médico na prisão.

O ministro ressaltou que ambos os decretos prisionais contra João de Deus – por suspeita de abusos sexuais e por posse ilegal de armas de fogo – foram devidamente fundamentados.

Dos cinco ministros, quatro magistrados da Turma seguiram este entendimento – além do relator, os ministros Laurita Vaz, Rogerio Schietti Cruz e Antonio Saldanha Palheiro. Apenas o ministro Sebastião Reis Júnior votou pela concessão dos habeas corpus.

O Antagonista

Com esgotamento do último recurso na 2ª instância, mandado de prisão de José Dirceu está sendo expedido

O TRF-4 negou recurso de José Dirceu, que pedia prescrição da pena de 8 anos e 10 meses na segunda condenação dele na Lava Jato, em julgamento na sua 4ª Seção hoje.

Após a decisão, unânime, foi solicitado “imediato ofício para início do cumprimento da pena ao juízo de primeiro grau”, em Curitiba, no Paraná. Com isso, o ex-ministro de Lula pode voltar a ser preso.

Ainda é possível recorrer ao STF e ao STJ, lembra o G1 PR. E, mesmo que a pena seja executada, os advogados ainda podem tentar um último recurso, chamado de embargos dos embargos, no próprio TRF-4.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sara Augusta disse:

    Dirceu é inocente. Todo mundo sabe que isso é golpe.

  2. M.Vinícius disse:

    Poxa que injustiça. Homem de bem, um dos pilares do Fôro de São Paulo, comunista justiceiro. Íntegro!

Comissão aprova projeto que obriga presos a pagar por suas despesas na prisão

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou nessa terça-feira (14) um projeto de lei que obriga presos a ressarcir o Estado pelas despesas com sua manutenção em estabelecimento prisional.

Pelo texto, caso o presidiário não tenha condições de indenizar o governo, “poderá valer-se do produto de seu trabalho”. Nesta hipótese, o projeto estabelece desconto mensal de até 1/4 da remuneração recebida.

“Já o condenado que reúne condições econômicas deve promover o ressarcimento independentemente de exercer atividade remunerada durante o cumprimento da pena”, diz a relatora do projeto na comissão, senadora Soraya Thronicke (PSL-MS).

A proposta original foi apresentada em 2015 pelo então senador Waldemir Moka (MDB-MS).

O texto ainda precisa ser votado no plenário do Senado e passará pela Câmara.

O projeto diz que, na hipótese de não pagamento das despesas, haverá conversão em dívida e será aplicada a legislação relativa à cobrança de dívida ativa da Fazenda Pública.

Comprovado caso de hipossuficiência, ou seja, caso fique provado que o preso não pode pagar, a proposta diz que o débito fica suspenso e só poderá ser cobrado se, nos cinco anos seguintes, o preso conseguir condições de pagar. Passado este prazo, a obrigação do preso fica extinta.

Os valores decorrentes das despesas de manutenção do preso provisório serão descontados da remuneração ou pagos com recursos próprios e depositados judicialmente.

Esses recursos devem ser revertidos para o pagamento das despesas de manutenção em caso de condenação transitada em julgado. Em caso de absolvição, serão restituídos ao preso provisório.

“Eu escuto a voz do povo e, como sua representante neste parlamento, não posso ser contrária a este projeto”, afirma Thronicke.

A senadora argumenta que o projeto não defende que o preso “seja submetido nem a trabalhos forçados nem a trabalho obrigatório”.

Folha de São Paulo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno Luiz disse:

    Mas um motivo para esquerda fazer greve e passeatas, como um bandido pode pagar por suas despesas ao estado? O problema é de quem teve seus bens roubados, da família que teve seu ente assassinado, de quem teve seu comércio subtraído. Não pode atingir aos coitadinhos "excluídos" da sociedade.

Temer deixa casa para se entregar à Justiça após ordem de prisão

Ex-presidente Michel Temer passou quatro dias preso na PF do Rio em março e voltou para casa após conseguir um habeas corpus Foto: Amanda Perobelli / Reuters (25/03/2019)

O ex-presidente Michel Temer (MDB) deixou sua casa, no Alto de Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, às 14h45 desta quinta-feira para se apresentar à Justiça . Na noite de quarta, ele havia prometido se entregar voluntariamente, mas estava esperando a expedição do mandado de prisão. À tarde, a justiça deu prazo para que ele se entregasse até às 17h .

Neste processo, Temer e outras sete pessoas são investigados por desvio de dinheiro público nas obras da Usina Angra 3, no Rio. Ele chegou a ser preso pela Polícia Federal (PF) no meio da rua em 21 de março. Foi solto quatro dias depois por conseguir um habeas corpus.

A medida foi revogada nesta quarta-feira pela Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Também deve voltar para a prisão o coronel João Baptista Lima, amigo de Temer. Os outros seis investigados, entre eles o ex-ministro Moreira Franco, tiveram o habeas corpus mantido.

Parte das investigações contra Temer foi motivada pela delação de José Antunes Sobrinho, ex-sócio da Engevix, homologada em outubro do ano passado. Ele disse ter pago, em 2014, R$ 1,1 milhão de propina a pedido de coronel Lima e do ex-ministro Moreira Franco, com anuência do ex-presidente.

Antunes também informou à força-tarefa da Lava-Jato que foi procurado por Lima em 2010. Na ocasião, segundo ele, o coronel prometeu interferir no projeto da obra de Angra 3, com o aval de Temer, em troca do pagamento de propina.

A empresa Argeplan, do coronel Lima, participou de um contrato de R$ 162 milhões com a Eletronuclear para atuar nas obras de Angra 3, em parceria com a AF Consult, empresa que teve sedes na Suíça e Finlândia. A construtora Engevix tocaria a obra como subcontratada.

Outro delator, o doleiro Lúcio Funaro, informou à Justiça que o coronel Lima atuava como operador do presidente Temer junto à empresa estatal Eletronuclear, responsável pelas obras da usina de Angra 3. Funaro garantiu que Temer participou de esquemas de pagamento de propina a políticos do MDB, antigo PMDB, e se beneficiou deles.

Segundo o delator, o ex-presidente teria recebido valores pagos pela empreiteira Odebrecht, além de ter sido beneficiado em esquemas de propina no Porto de Santos e também por repasses do Grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar Filho disse:

    Falta o Queiroz!

  2. Antônio disse:

    Será que está perto de Queiroz e 01 ir também.

    • Lucia Helena Silva disse:

      Falta o almofadinha Aécio Neves
      Também sei que o Temer se muito ficar preso ficará 03 dias.

  3. Antônio disse:

    #TEMERlivre

  4. Serviço público a desejar disse:

    🙌🙌Falta só a anta da Dilma !!!!

    • Lobo disse:

      Ela é igual a Aécio, tem as costas muito largas. Mas um dia eles cairão, junto com seus protetores.

MPF volta a pedir prisão de Temer e coronel Lima

Foto: Amanda Perobelli / Reuters

O Ministério Público Federal (MPF) voltou a pedir a prisão do ex-presidente Michel Temer e do coronel João Baptista Lima Filho. O novo pedido foi feito porque a Justiça Federal em Brasília havia rejeitado o pleito original feito no momento em que foi apresentada denúncia contra o ex-presidente, o ex-ministro Moreira Franco e também o coronel Lima.

O processo envolve a investigação conduzida pela força tarefa da operação Greenfield. O ex-presidente é acusado de editar o decreto conhecido como decreto dos portos, para favorecer empresas do setor portuário em troca de propina. O ex-ministro Eliseu Padilha também está na lista dos denunciados.

Segundo o MPF, a prisão é “fundamental no sentido de resguardar a integridade das investigações e da instrução criminal, bem como as ordens econômica e pública”.

Temer já foi preso preventivamente pelo juiz federal Marcelo Bretas, do Rio, mas foi solto dias depois.

O Globo

MONSTRUOSO: MPRN consegue condenação de padastro a 81 anos de prisão por abusar de três enteadas desde a infância; vítimas tiveram filhos

Foto: Ilustrativa/iStock

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) conseguiu garantir na Justiça potiguar a condenação de um padrasto a 81 anos de prisão em regime fechado, denunciado por abusar sexualmente de três enteadas desde a infância delas. Ele já estava preso preventivamente desde o dia 21 de agosto de 2018, quando foi capturado por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRN), durante a operação Sempre Alerta. O processo é sigiloso e a decisão foi proferida pela 3ª vara da comarca de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

As investigações do Gaeco/MPRN demonstraram que a proximidade e a intimidade do réu com as meninas foi determinante para favorecer os abusos. Ele mantinha as vítimas sob ameaças que fizeram com que elas se calassem por anos. Para a Justiça, as provas produzidas durante o processo demonstram a materialidade e a autoria dos crimes de estupro contra vulnerável contra as três enteadas do criminoso.

“A justiça foi feita, muito embora não haja nada que possa trazer de volta a infância das vítimas. Ele destruiu a infância das meninas, e talvez a vida toda”, declarou a promotora de Justiça e integrante do Gaeco/MPRN, Liv Severo.

Os depoimentos das vítimas demonstram que o réu adotava o mesmo modo de agir. No início da adolescência delas, por volta de 10 anos, o padastro passava a acariciá-las e, logo em seguida, praticava conjunção carnal, de forma frequente, aproximadamente uma vez por semana, se revezando entre as vítimas.

Os exames de DNA confirmaram que os filhos das vítimas são filhos do padrasto. Uma das crianças foi gerada quando a vítima ainda tinha 13 anos de idade. As outras duas crianças foram geradas quando as demais vítimas tinham 14 anos de idade. Os depoimentos prestados pelas vítimas, contudo, confirmaram que os abusos iniciaram-se muito antes.

Na decisão, a Justiça destaca que “não há por que duvidar da palavra das vítimas, uma vez que não mostram intenção deliberada de prejudicar o réu e, inclusive, mesmo depois de adultas, por vergonha, relutaram em falar sobre os abusos sofridos”.

Disque 127

O Disque Denúncia 127 é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para [email protected] Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. vanusa disse:

    Monstro foi pouco

74% dos brasileiros apoiam prisão em primeira instância ou em segunda

Pesquisa do DataSenado mostrou que 51% dos brasileiros concordam com a prisão em segunda instância. Outros 23% gostariam que ela ocorresse antes disso, na primeira instância.

Só 20% dos entrevistados defendem a linha da impunidade, que arrasta a prisão dos criminosos até a última instância.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junin disse:

    Conversa fiada !!!; ninguém conhece uma pessoa que tenha participado dessa pesquisa!! Se não for fake….!!! E não adianta todos que estão sendo presos logo estão progredindo nos regimes estúpidos inventados por essas sumidades legislativas e do direito cômico ou trágico brasileiro!!!!!

  2. Rômulo disse:

    #LulaLivre!

  3. Fabrício Araújo Costa de Souza disse:

    APENAS 74% dos brasileiros apoiam a PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA? Esse percentual parece pequeno, pois onde se fala nisso, 9 entre 10 pessoas concordam com a prisão.
    A quem interessa mudar esse entendimento?
    Como imaginar que ESTUPRADORES, TRAFICANTES, ASSASSINOS E CORRUPTOS SÓ IRÃO CUMPRIR PENA depois que o STF julgar seus casos?
    Isso é uma possibilidade maldita para a sociedade, VER A IMPUNIDADE SER A ORDEM JURÍDICA é o PIOR DOS MUNDOS a todos que respeitam as leis.
    Já para BANDIDAGEM É O PARAÍSO ver isso ser aceito na jurisprudência.
    PIOR AINDA, AS SENTENÇAS dos JUÍZES e DESEMBARGADORES PASSAM a SER MEROS INSTRUMENTOS PROCESSUAIS, SEM QUALQUER VALOR PRÁTICO.
    A quem interessa tal aberração??

MPF recorre e pede novamente prisão de Michel Temer

O MPF (Ministério Público Federal) recorreu ao TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), nesta segunda-feira (1º), pedindo novamente a prisão preventiva do ex-presidente Michel Temer, do ex-ministro Moreira Franco e outros seis denunciados por crimes ligados a contratos de Angra 3, usina da Eletronuclear em construção.

O MPF contestou a revogação de prisões preventivas decretadas pela 7ª Vara Federal Criminal/RJ, ressaltando que as solturas afetam a investigação de crimes, a instrução do processo, a aplicação da lei e a recuperação de valores desviados.

Após a Operação Descontaminação, o MPF denunciou Temer, Franco e outros sete alvos por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

R7