Moro telefona para autoridades do Paraguai por informações sobre prisão de Ronaldinho

Foto: REUTERS/Jorge Adorno

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, falou por telefone nesta segunda-feira com integrantes do governo do Paraguai para se informar sobre a situação de Ronaldinho Gaúcho e do irmão dele, Roberto Assis, que estão presos em Assunção desde sexta-feira.

A informação, obtida pelo GloboEsporte.com com o governo do Paraguai, foi confirmada pela assessoria do ministro Moro.

O ex-jogador e Assis estão presos no Paraguai acusados de utilizarem documentos falsos. Eles foram flagrados com passaportes paraguaios adulterados pouco depois de chegarem a Assunção, na semana passada.

Por meio de sua assessoria, Moro confirmou o contato, afirmou que está acompanhando o caso e acrescentou que “o Paraguai é soberano para tomar decisões”. Os governos de Brasil e Paraguai são fortes aliados na região.

Ronaldinho e o irmão estão em uma sala separada, sozinhos, ganharam cobertores e colchões. Eles não se alimentam com a comida servida pela cadeia e se servem com mantimentos levados pela equipe de advogados.

A defesa de Ronaldinho Gaúcho entrou com um recurso na manhã desta segunda-feira e solicitou que o astro e seu irmão, Assis, passem a cumprir prisão domiciliar. A prioridade dos advogados é tirar os dois da penitenciária em que estão, a Agrupación Especializada da Polícia Nacional, em Assunção, antes de pensar na saída da dupla do Paraguai.

Uma audiência foi marcada a para a manhã desta terça, às 8h, quando serão revistas as medidas contra R10 e Assis. O responsável pela decisão será o juiz Gustavo Amarilla. O jogador e seu irmão, entretanto, não estarão presentes – apenas seus advogados participarão.

Caso a Justiça concorde com a prisão domiciliar, Ronaldinho e Assis seguirão detidos, mas em algum imóvel residencial na capital Assunção. Se este passo der certo, os advogados passarão a tentar o segundo recurso para permitir que os dois retornem ao Brasil.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. disse:

    "Se está na cadeia é pq fez algo errado"
    O Presidente de vcs sempre falou isso… E agora funcionários desse governo está defendendo meliante????????…

  2. Carlos Henrique Chal disse:

    Esse Bolsonaro, sò apoia pilantra.
    Quem disso usa, disso cuida.

  3. Giba disse:

    Todos que aproximam do Bozo se infectar de corrupção ai mais um kkkkk. Jogou o nome na lama

  4. Brasil e RN acima de tudo disse:

    Mas porque? É porque ele é uma celebridade? É porque tem dinheiro? Qual o motivo da preocupação?

  5. Bento disse:

    Globo e a Suzi tudo haver.

Trans abraçada por Drauzio Varella no Fantástico estuprou e estrangulou menino de 9 anos, diz ‘O Antagonista’


Foto: reprodução/Internet

Segundo apuração do site O Antagonista apurou que a transexual Suzy apresentada em reportagem de Drauzio Varella no Fantástico, no domingo passado, foi condenada por estuprar e estrangular um garoto de 9 anos. Ele deixou o corpo da criança apodrecer em sua sala por 48 horas.

Juízes criminais levantaram a ficha de Suzy de Oliveira, cujo nome de batismo é Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos. A transexual está presa desde 2010.

Segundo o processo ao qual este site teve acesso, “o revisionando praticou atos libidinosos consistentes em sexo oral e sexo anal com o menor Fábio dos Santos Lemos, que à época contava com apenas 09 anos de idade”.

Em sua sentença de maior condenação, o pedófilo e estuprador “matou o ofendido mediante meio cruel, consistente em asfixia, e se valendo de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, haja vista tratar-se de criança, com mínima capacidade de resistência.”

Na reportagem do Fantástico, Suzy afirmou que não recebia visita na cadeia havia oito anos, como se a razão fosse a sua sexualidade. Foi por esse motivo que Drauzio Varella o abraçou. O motivo de a família não visitar o detento, contudo, é que ela o renegou, dada a enormidade do crime cometido.

Na sentença, uma tia da transexual disse que Suzy “contou como ele fez numa casa com uma criança que ele estuprou em São Paulo, não sei onde”.

“Entrou na casa para roubar, subiu as escadas e a criança estava no quarto deitada, não sei bem e ele entrou, fechou a boca da criança e contou tudo, normal como eu estou contando.”

Leia a sentença aqui.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose Aparecido dos Santos disse:

    Sendo ele profissional jornalista ,teria que entrevistar a trans e nao consola ela com um abraço ,Devido a gravidade e injustica tirando a vida de um ser feagil indefeso .
    Essa Suzy na minha opinião tambem nao merece visitas ou ser tratado a altura com que merece ser tratado
    O reporter nao deveria trata-la daquele jeito .
    O crime que fez é um crime que revolta qualquer ser humano ,
    Como pode uma pessoa ter a coragem de praticar crimes seifando a vida de um ser que teria uma vida inteira para frente .
    Com certeza isso nem Deus quer ter misericórdia de uma pessoa assim
    Que esta tal "trans Suzy seja continua preso por muitos anos ..porque a vida daquela criança nao volta mais para sua mãe os braços de sua mãe.

  2. Gilmar Dornelles disse:

    Está e a Globo!!!não asisti e não asisto!!!

  3. Chris disse:

    Atenção desnecessária a uma pessoa que não merece nada, não julgamos a opção sexual dele, mas o ato, o que crime que cometeu. Sou mãe e tenho um filho de 9 anos, tenham respeito a familia da vítima. Que monstro merece atenção e ibope? O mundo está perdido 😞

  4. Lourenco disse:

    Ese globo sempre do lado escuro, dia assassinos, estrupadores e bandidos,,como se eles fossem vítimas da sociedade ,,UMA VERGONHA CADA DIA QUE PASSA A GLOBO FICA MAIS LiXO LAMENTÁVEL

  5. Luciano disse:

    Exatamente, ele não estava lá como médico, estava como jornalista, entrevistando um detento, a reportagem foi visivelmente editada para gerar um clima emotivo, o que acabou acontecendo de verdade, transformaram um bandido, um assassino, pedófilo, estuprador, um verdadeiro monstro em uma vítima, um coitadinho, ninguém procurou saber o que ele tinha feita para estar lá, porque a família havia abandonado ele, a rede globo nunca procurou a família de Lucas, o dr. Drauzio Varela nunca se preocupou em abraçar a mãe de Lucas, essa sim ficou sem abraçar o seu filhinho pro resto da vida.

  6. Manoel disse:

    Ele poderia abraçar também a mãe de Lucas, a criança de 9 anos que a travesti Suzy estuprou e assassinou, essa sim ficou sem o abraço do seu filhinho para sempre.

  7. edu disse:

    GLOBO LIXO… Voces que tem filhos, nao mostrem esse canal para nenhum deles! Hoje a resolva por parte da emissora e tao grande, que so publicam asneiras e materias contra o novo governo. Temos que nos ajudar pessoas, independente de partido! O Brasil e nosso! Globo nunca mais

  8. EXPECTADOR disse:

    Entendo que como médico o Dr. Drauzio não deve se preocupar com o tipo de crime praticado, porém na hora que decide fazer uma reportagem ele tem sim a obrigação de saber que tipo de crime foi praticado pelo preso para não vitimizar o preso, pq esse mau elemento destruiu o coração de uma MÃE , e o Dr. Drauzio é acostumado a frequentar presídio e sabe como funciona o sistema

  9. EMartins disse:

    Só tem gente escrota fazendo comentários aqui, bando de loucos.

  10. EMartins disse:

    É claro que o crime praticado por ele é imperdoável e passivo de grande punição. Mas estao confundindo as coisas, o médico estava fazendo uma reportagem sobre as Trans, e como são discriminadas na sociedade. O seu gesto de abracar uma pessoa foi espontâneo, ele não estava lá com a finalidade de fazer julgamentos, e talvez nem soubesse da gravidade do crime desta pessoa. Nem era a intenção falar dos crimes cometidos pelos presos. São coisas bem diferentes.

    • Caroline De Carvalho disse:

      Como alguém ainda defende a conduta dos envolvidos com a reportagem?? Ao se fazer uma matéria, os envolvidos precisam fazer uma pesquisa, tomar todos os detalhes. Bastava procurar saber qual o crime cometido. Pouco me importa se ele é trans, se ele tá lá abandonado, se está sendo maltratado, ele assassinou uma criança de uma forma horrível, deixou o corpo apodrecendo na sala, e antes disso estuprou a criança!!! Como pode alguém vir defender emissora que pega um monstro desse e transforma em uma vítima de preconceito?? Isso é até um desreispeito a comunidade LGBT, pessoas decentes, que sofrem preconceito. A família não liga pra ele pelo o que ele fez e não por ser trans. E na minha opinião todos sabiam sim o motivo dele estar lá, mas não ligaram pq queriam audiência.

  11. Laiza disse:

    Eu, como mãe só consigo pensar na mãe do menino…
    Sinceramente.. não gosto nem de imaginar .

  12. G. Mendoza disse:

    Pena de morte para esse assassino. O que mais me impressionou foi a hipocrisia do globolixo e do seu dráuzio varela que em momento algum se referiram ao motivo do traveco estar preso.

  13. G. Mendoza disse:

    Pena de morte para esse monstro. O que impressiona é a hipocrisia da globolixo e do seu dráuzio varella que em momento algum aventam o motivo do traveco estrupador e assassino estar preso.

  14. ESF disse:

    Essa é a globo que entrava na minha casa.

  15. Ricardo disse:

    Ei, cidadão de bem, o seu presidente homenageia torturadores comprovadamente ESTUPRADORES.

    O problema de vcs NUNCA foi com estupradores. Ele sempre foi moral.

  16. Bento disse:

    Que canalhice dona globo lixo e Dráuzio Varella.
    Defendendo canalhas e criminosos o que vocês querem com isso.

  17. Lina disse:

    ALGUÉM PODE ME INFORMAR QUANDO O ANTAGONISTA PASSOU A SER JORNAL E PRATICAR JORNALISMO COMPROMETIDO COM A VERDADE?

  18. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Assanino de criança, era pra ter recebido pena de morte. Aí vem uma idiota como essa Clara falar um monte de besteira. Homi vai fumar sua maconha e comer seu capim em Cuba.

    • Clara disse:

      Muito, mas muito obrigada mesmo por DESENHAR o que eu tentei mostrar quando me referi ao ódio que cega. Se o sr tivesse se permitido apenas LER o que eu efetivamente escrevi, antes de me agredir ( Cuba??? Maconha??Baseado em quê?) poderia talvez compreender que nem por um instante eu defendi a assassina. O que eu pontuei foi que a cada um compete um papel e o da polícia/justiça é diferente do do profissional médico. Polícia/justiça cumpriram bem com o seu , tanto que ela tá lá pagando o que deve e tá tudo certo. O que não pode é querer que o médico seja juíz. O cara foi exemplar, agiu como manda o figurino: nem querer saber o que a pessoa fez pra não ter perigo de ter sua conduta influenciada. Profissionalismo, gente e menos histeria, é só isso.

  19. Chega de CANALHAS disse:

    Como sempre a GLOBOLIXO valorizando os CANALHAS acima da VERDADE e do POPULAÇÃO DE BEM. Não assisto está MERDA chamada GLOBO faz tempo.

  20. Zanoni disse:

    Esse médico escroto abraçou os pais da criança? Criminosos sexuais, seja homem, mulher, ou outras coisas que inventaram, deveriam ser trancafiados de forma perpétua, pois não tem cura para esses doentes, salvo a castração química, que não é cura, é contenção.

  21. Atento disse:

    Drauzio é Globo, é Lixo. Deus criou homem e mulher, estando escrito na Bíblia. Por outro lado, jacaré é um bicho.

  22. Francisco Alves disse:

    Li em outra publicação que, esse assassino frio e calculista recebeu 234 cartas, livros, chocolates etc! A reportagem se dá de uma forma que deixa transparecer que o travesti assassino é um pobre coitado, esquecido e abandonado por parentes e, pela sociedade. Agora, a realidade mostra que esse marginal estuprou e assassinou por asfixia, com requintes de crueldade, um garotinho de apenas 9 (nove) aninhos! Não vi ninguém fazer nada para aliviar a dor e sofrimento dos pais de garoto morto estupidamente por esse marginal. Quanto a senhora Clara, tão pura, sem maldade e solidária, meus votos para que a senhora adote um marginal dessa estirpe (quanto mais perigoso, melhor), leve para sua casa e ponha para dividir o quarto do seu filho, se tiver é claro.

    • Clara disse:

      Já eu desejo que a paz de Jesus, aquela que ultrapassa todo o entendimento, esteja em seu coração e em seu lar. Sobrando um tempinho, quando estiver mais calmo (vai acontecer) peço só que LEIA o que eu de fato escrevi antes de amaldiçoar a mim ou aos meus filhos. Isso não lhe faz maior aos nem olhos de Deus nem aos olhos de qualquer pessoa minimamente razoável. Fique com Deus e tente não esquecer que "a boca fala do que o coração está cheio". Cuidemos de nossos corações.

  23. Paulo disse:

    Era para estar morto! Se fosse um homem estaria crucificado pela sociedade moderna do mimimi.

    • Zuza disse:

      Ele é homem; nasceu homem! Se nasce homem ou mulher. Atualize-me, por favor. Quem manda ainda é a Biologia.

  24. Clara disse:

    CLARO que os milhares de elogios recebidos pelo médico e até a sugestão de que se candidatasse a presidente não iam sair barato…. Só que isso em NADA desabona o gesto do médico. Na sociedade cada um tem seu papel: tem gente paga pra prender, gente paga pra investigar e gente paga julgar. O cara tava lá como MÉDICO , pago ( ou nem isso, parece que é voluntário ) para exercer a MEDICINA e o CUIDADO sem julgamentos ou preconceitos, como reza a melhor prática. Muito triste essa necessidade de odiar e alimentar ódio permanentemente nesse país. Tá insuportável.

    • Jadson disse:

      Aplaudo de pé seu comentário. Parabéns!
      Esse espaço precisa de mais gente assim. Por favor, não se vá.

    • Priziaka disse:

      Recomendo que ao sair da cadeia, a senhora leve o pedófilo, estuprador e assassino, para ser babá de seus filhos. Seria um grande gesto de caridade cristã , acolhimento e "combate ao ódio" que vc diz ser tão "insuportável".

    • Ricardo Menezes disse:

      Ja que a família o abandonou quando ele sair da cadeia ja tem para onde ir, receba ele.com carinho Clara.

    • Zuza disse:

      Escreve algo para acalentar a dor dos pais da criança, " alma evoluida".

    • pedro pedreira disse:

      P nenhuma, ele tava lá nessa reportagem para reforçar conceitos ideológicos defendidos pela globo como bandeira ideológica de luta. Essa reportagem é mais uma das ações como a globo sempre tem feito,sensibilizando, dissimulando e manipulado a opinião pública contra o modelo tradicional de família. além de agora posiciona a pedofilia como doença. precisamos urgentemente defender a não renovação da concessão da TV globo como emissora aberta de TV. URGENTE!

    • Santana disse:

      Estava como medico mas ele induziu milhares de pessoas que Suzy era travesti abandonado pela familia. E preso or roubo e prostituicao praticadas pela necessidade de sobreviver na rua.
      O medico abusou da boa fe das pessoas.

    • Iranilson disse:

      Esse comentário foi copiado de um comentário de jornalista Vera.

    • Fran disse:

      Vá perguntar a mãe e o pai do menino o que eles acham disso. Deixe de ser escrota

    • Bento disse:

      Clara que vergonha.
      A globo e Dráuzio Varella conseguiu te enganar ou você também comungou com isso.
      Lamentável e vergonhoso

    • Everton disse:

      Alteridade, se ver no outro, empatia. Onde foi parar o cristianismo?

    • Regina disse:

      O problema desse país é mesmo o analfabetismo funcional e político! Os que atacam o comentário da Clara realmente não têm cognição suficiente para interpretar o que ela disse!

    • Tania disse:

      Vc é doente. Vai se tratar pirada!!! Metida a gente boa ás custas da dor e da miséria alheia!!!!

    • Gustavo disse:

      Peraí. Foi uma entrevista e não uma consulta. Estava lá como comunicador apesar de ser médico. Portanto é um ato falho sim não divulgar o motivo pelo qual aquela pessoa estava presa. O médico é sim super respeitável, mas errou sim.

    • Cristian disse:

      Alteridade, se ver no outro, empatia. Onde foi parar o cristianismo? [2]
      Ele pode ter errado, mas a violência empregada nos comentários é muito triste.

  25. S vericio disse:

    É desse tipo de coisa que a Globo gosta de apalpar, elogiar, adorar.

Ministério da Justiça vazou para ‘Rei Arthur’ em 2017 pedido de prisão feito aos EUA, aponta Lava-Jato

 Foto: Reprodução/TV Globo

Acusado de pagar propina na compra dos votos para os Jogos Olímpicos de 2016, o empresário Arthur Soares de Menezes, o “Rei Arthur”, tomou conhecimento de seu pedido de prisão quase duas semanas antes da operação Unfairplay ter sido deflagrada, em 5 de setembro de 2017. Ele não foi encontrado e seu nome passou a figurar na lista de procurados da Interpol. Após saber do pedido, Arthur voou no mesmo dia de Portugal para os Estados Unidos, onde firmou acordo de colaboração premiada que impediu a sua deportação para o Brasil.

A afirmação é do sócio de Arthur no LSH Hotel, Ricardo Siqueira Rodrigues, em delação premiada firmada com Ministério Público Federal (MPF). Segundo ele, o vazamento aconteceu quando Astério Pereira do Santos, preso nesta quinta-feira na Lava-Jato por envolvimento no esquema de Sérgio Cabral, era secretário nacional de Justiça e teria feito com que a informação chegasse a Arthur, de quem era muito próximo.

No Anexo 24 de sua colaboração com o MPF, o delator afirmou que ao visitar Arthur no dia 25 de agosto de 2017, em Portugal, quando o empresário já era investigado por ligação com o esquema Cabral, estranhou a reação do sócio depois que ele atendeu a uma ligação do Brasil. Após o telefonema, Arthur viajou aos Estados Unidos no mesmo dia. Seis meses depois, Arthur confidenciou a ele durante um almoço em Miami que tinha feito acordo de colaboração com o Departamento de Justiça Americano e que a ligação que recebera em Portugal era de uma pessoa de sua “total confiança” que o avisou de sua iminente prisão.

Arthur contou, de acordo com o delator, que a Justiça brasileira havia encaminhado o pedido de prisão via cooperação jurídica internacional para os Estados Unidos e que, “em razão disto, teria retornado aos EUA, no mesmo dia, ou no dia seguinte”, para firmar acordo de colaboração premiada com as autoridades americanas.

MPF vê proteção e blindagem

Segundo o delator, Arthur revelou que o vazamento da informação se deu por meio de pessoa de dentro do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça que teve acesso a documentos do pedido de prisão. E citou o nome de Astério, que por ter uma função graduada no Ministério da Justiça teria feito indicações de pessoas para o DRCI (sigla do departamento), vinculada à Secretaria Nacional de Justiça e por onde tramitou o pedido de cooperação jurídica internacional realizado pelo Ministério Público Federal (MPF) aos Estados Unidos feito em 18 de agosto de 2017, uma semana antes de Arthur ter sido avisado.

Astério foi secretário nacional de Justiça entre 23 de março de 2017 até novembro de 2017, durante a gestão do presidente Michel Temer.

“Muitas informações que SOARES recebia tinham como origem ofícios e comunicados que chegavam a esse departamento do Ministério da Justiça”, diz trecho da delação. “E que não só ele, como outras pessoas, recebiam informações oriundas do DRCI (sigla do departamento)”.

Em nota, o Ministério da Justiça informou que o atual comando do DRCI não pode responder por gestões passadas, mas que vai “contribuir com os órgãos judiciários para os esclarecimentos que se fizerem necessários”. O Ministério ressaltou ainda que na atual gestão não há, no quadro de funcionários do departamento, indicações do ex- secretário Astério Pereira do Santos.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico disse:

    Não foi só esse vazamento não, luladrão também recebeu informações, inclusive foi quando os canalhas cogitaram ele pra ministro, evitando a prisão. Até muitos documentos não foram possível confiscar por esses vazamentos.

FOTO: PF prende homem com quase R$ 1 mil em cédulas falsas em Natal

Foto: Divulgação

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta quarta-feira, 29/01, na Zona Norte da capital potiguar, um ajudante de serviços gerais, 20 anos e com ele apreendeu 75 cédulas falsas de real em valores fracionados que totalizaram R$ 995,00.

A prisão do homem ocorreu logo após o sistema de segurança dos Correios ter detectado uma encomenda avaliada como suspeita e que seria entregue no dia hoje. Acionada, a PF deslocou uma equipe para o endereço residencial do destinatário no bairro de Nossa Senhora da Apresentação e, no momento em que o pacote foi recebido, os policiais fizeram a abordagem.

Inicialmente, o acusado negou saber do que se tratava, mas logo admitiu que havia adquirido o dinheiro falso de um desconhecido, fora do RN, após visualizar a propaganda em um grupo de aplicativo de mensagens.

O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido para autuação na PF, onde, durante o interrogatório, confessou haver pago R$ 150,00 pelas cédulas falsificadas que iria colocar em circulação.

Submetido a exame de corpo de delito no ITEP, o suspeito encontra-se custodiado na Superintendência Regional da PF, à disposição da Justiça.

Homem é mantido em prisão por quase um ano no lugar de outra pessoa no RN

Foto: Ilustrativa

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) conquistou a liberdade de um homem que estava sendo mantido preso no lugar de outra pessoa. Condenado pelo crime de furto, o cidadão ganhou direito ao regime aberto em fevereiro de 2019. No entanto, um mandado de prisão expedido no Estado do Pará o manteve preso quase um ano a mais por um crime que ele não cometeu.

O homem havia sido condenado pelo crime de furto em 2012. Na época, a pena determinada foi de prisão em regime aberto por dois anos. No entanto, o réu vivia em situação de rua e não foi encontrado para cumprir as determinações judiciais. Com isso, foi decretada a sua prisão, a qual foi cumprida pela polícia em outubro de 2018. Em fevereiro de 2019, após verificação do caso pela juíza responsável, foi determinada expedição de alvará de soltura para que ele pudesse cumprir a pena em regime aberto, mas a prisão foi mantida por haver outra ordem de prisão no nome do homem expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará.

A família do cidadão procurou a Defensoria Pública para ter informações a respeito da prisão, ocasião na qual foi possível constatar o equívoco.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

 

STJ mantém prisão de empresário acusado de roubar 23 toneladas de picanha

O STJ manteve a prisão preventiva de um empresário gaúcho acusado do roubo de uma carga de 23 toneladas de picanha, avaliada em mais de R$ 700 mil, informa a Crusoé.

O ministro João Otávio de Noronha, presidente da Corte, entendeu que há “elementos robustos” na investigação policial, que indicam a participação do empresário Paulinho Kock no esquema.

Segundo a denúncia do Ministério Público estadual, o empresário está envolvido no roubo da carga de um caminhão proveniente da Argentina, que foi rendido por homens armados.

Leia todos os detalhes aqui no Justiça Potiguar.

Coronel da Polícia Militar candidato a deputado no RN nas últimas eleições é um dos presos em operação da PF

O Blog conseguiu confirmar na manhã desta terça-feira(14), que na Operação Níquel deflagrada nesta data, o tenente-coronel da Polícia Militar, André Luis Fernandes da Fonseca, que foi candidato a deputado no Rio Grande do Norte nas últimas eleições, em 2018, foi preso pela Polícia Federal.

A assessoria da Polícia Federal disse que não poderia confirmar, nem falar os motivos, mas o Blog teve a informação que o “coronel Fernandes”, como é conhecido, é uma das pessoas presas na operação.

Veja mais –  OPERAÇÃO NÍQUEL: Polícia Federal deflagra operação em Natal para desarticular quadrilha armada especializada em contrabando de mercadorias

Candidato ao cargo de Deputado Estadual no Rio Grande do Norte pelo PMB, Coronel Fernandes obteve 10.762 votos totalizados (0,64% dos votos válidos) mas não foi eleito nas Eleições 2018.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Que dizer que quem junta com ladrão ladrão é?interessante essa turma que apoia o governo não vale uma pataca furada.

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    MDB PARTIDO 100% BOLSONARO.

  3. François Cevert disse:

    O dito cidadão de bem… Eu disse dito… não mito… Vai aparecer um monte esbravejando mas não foi candidato pelo PT… 😂 😂 😂

  4. Verdade disse:

    Tai o cidadão de bens! Que loucura é essa. Por essa eu não esperava.

  5. Jackeline disse:

    Taí o cidadão de bem.

João de Deus é condenado pela primeira vez por crimes sexuais, e pega 19 anos de prisão

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

O médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, foi condenado na tarde desta quinta-feira (19), pela juíza Rosâgela Rodrigues, da comarca de Abadiânia, a 19 anos e quatro meses de prisão, por crimes sexuais cometidos contra quatro mulheres durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia.

Foi a primeira condenação de Faria por esse tipo de crime —ele está preso preventivamente há um ano, no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia, e já foi condenado por posse ilegal de armas.

O médium foi denunciado 13 vezes pelo Ministério Público de Goiás, duas delas por posse ilegal de armas. As outras 11 envolvem 57 vítimas cujos crimes de abuso sexual não prescreveram.

Mais de 300 mulheres tiveram seus depoimentos tomados pelo MP e pela Polícia Civil, em casos de estupro que vão de 1973 a 2018.

Estima-se que, somado este número ao de mulheres que não procuraram a Justiça — entre outras razões, por temer retaliações —, a quantidade de vítimas chegue a quatro dígitos.

João Teixeira de Faria nega os abusos. Em nota enviada ao GLOBO antes do resultado do julgamento desta quinta, o advogado de defesa Anderson Van Gualberto de Mendonça afirma que “João de Deus mantém a sua versão inicial sobre os fatos: não praticou crime sexual contra nenhuma mulher”.

Fama internacional

Famoso pela realização de “cirurgias espirituais”, João de Deus já atendeu políticos, celebridades e altos funcionários públicos do Brasil e do mundo e, desde 16 de dezembro de 2018, está preso preventivamente, após se entregar à Polícia Civil em uma estrada de terra em Abadiânia, no interior de Goiás.

A prisão aconteceu cerca de uma semana após o “Conversa com Bial”, da TV Globo, e O GLOBO mostrarem relatos de doze mulheres que diziam ter sido sexualmente abusadas pelo líder religioso.

O Globo

 

Ministério Público boliviano emite mandado de prisão contra Evo Morales

Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP

O ministro do Governo da Bolívia, Arturo Murillo, anunciou nesta quarta-feira que o Ministério Público emitiu um mandado de prisão contra o ex-presidente Evo Morales, refugiado na Argentina, por supostos crimes de sedição, terrorismo e financiamento ao terrorismo. Morales foi intimidado a responder e prestar depoimento pessoalmente sobre o chamado caso FIS na capital boliviana. O ex-presidente está na Argentina há uma semana.

No sábado, a presidente interina, Jeanine Áñez, já havia anunciado a ordem de prisão, sem dar mais detalhes. Segundo ela, Morales “nunca respeitou nada, nem mesmo a própria Constituição”, por isso, se ele retornar à Bolívia “sabe que precisa dar respostas ao país, (já que) tem contas pendentes na Justiça”.

Nesta quarta-feira, Murillo postou uma cópia do mandado no Twitter, com a seguinte declaração: “Sr. Evo Morales, para seu conhecimento”:

O documento, assinado pelos promotores de La Paz, Jhimmy Almanza e Richard Villaca, ordena que promotores, policiais ou funcionários públicos “prendam e conduzam o Sr. Juan Evo Morales Ayma aos escritórios do Ministério Público”, em La Paz.

Em novembro, o ministro pediu ao Ministério Público que iniciasse uma investigação sobre o ex-presidente, com base em um áudio supostamente gravado por ele. Na gravação, um homem instrui um líder cocaleiro a fechar os acessos às cidades e interromper o abastecimento de alimentos. “Que não entre comida nas cidades, vamos bloquear, cerco de verdade”, diz um trecho da gravação. Para o ministro, o áudio configura um “crime de lesa-humanidade”.

A autenticidade da gravação não foi confirmada, e políticos do Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Morales, negam que seja verdadeiro. No Twitter, o ex-presidente afirmou, à época, que as autoridades deveriam investigar a morte de manifestantes em vez de ir atrás dele com base em uma “prova falsa”.

Morales está na Argentina como refugiado desde a semana passada, onde tenta finalizar os detalhes da candidatura do MAS à Presidência, após se exilar por um mês no México.

“Estou convencido de que vamos vencer as próximas eleições. Não serei candidato, mas tenho o direito de fazer política”, afirmou no Twitter.

Questionado sobre quem será o candidato, o ex-presidente mencionou líderes como Adriana Salvatierra e Andrónico Rodríguez: “Estamos debatendo. Vamos com o melhor candidato, alguém que garanta não apenas o voto indígena, mas também o voto da classe média e da classe empresarial”.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jonas Jerónimo Gomes Neto disse:

    A Bolívia é uma bagunça mesmo, MP de lá “emitir” ordem de prisão ?! É o fim mesmo, de nosso vizinho. kkkkk

Operação da Polícia Civil cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Natal

Uma Operação da Polícia Civil batizada de “Clã”, foi deflagrada na manhã desta terça-feira(17) em Natal. A Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) coordena a ação.

Segundo a Polícia Civil, o objetivo é o combate ao tráfico de drogas. Na ação, o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão e cerca de 20 mandados de prisão.

Acusado de matar ex-namorada no interior do RN é preso em SP

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma investigação realizada pela Delegacia Municipal de São Miguel, com apoio do Núcleo de Feminicídio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), resultou na prisão de Paulo Roberto da Silva, de 36 anos, detido por policiais civis do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (11), em Guarulhos.

Os policiais civis do Garra cumpriram um mandado de prisão temporária, expedido pela Justiça do RN, contra Paulo Roberto, por ele ser o principal suspeito pelo feminicídio da ex-companheira Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos. Ele é o suspeito por ter disparado um tiro no rosto da vítima, no dia 23 de novembro, quando ela trabalhava em uma loja na cidade de São Miguel, região Oeste do Rio Grande do Norte. No dia 29 de novembro, a vítima faleceu.

“As investigações da Polícia Civil do RN revelaram que o suspeito já tinha um histórico de violência contra mulheres. A primeira esposa dede separou-se e fugiu para São Paulo. Após isso, ele casou-se com Renata e continuou a praticar atos violentos. Diante as ações do homem, ela também decidiu-se separar de Paulo Roberto”, detalhou a delegada-geral Ana Cláudia Saraiva.

Veja mais – (CIÚMES) – VÍDEO: Dentro de camburão em SP, homem que matou ex-namorada no interior do RN descreve crime com absoluta frieza

Durante os mais de 15 dias de investigações, os policiais civis potiguares descobriram que no dia 22 de novembro, a vítima participou de uma festa de uma amiga em comum. Um dos amigos do suspeito fotografou Renata Ranyelle beijando um rapaz e enviou a foto para Paulo Roberto. No dia seguinte, ele planejou todo o crime e forjou um roubo na loja onde ela trabalhava. No dia 27 de novembro, o suspeito teria fretado carros e conseguiu transpor os estados do Paraíba, Pernambuco e Alagoas. De lá, ele seguiu para o estado de São Paulo e contou com a ajuda de pessoas que são investigadas pelo crime de falsificação de documentos.

“A Polícia Civil do RN já apreendeu a provável arma e a motocicleta que foram usadas no dia do crime. Tudo está sendo analisado, assim como a participação de todas as pessoas que deram apoio para o suspeito”, detalhou o diretor da Diretoria da Polícia Civil do Interior (DPCIN), delegado Inácio Rodrigues.

Foto: Redes Sociais/Facebook

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Vei parabéns Polícia esse canalha deve morrer na cadeia

  2. Roberto disse:

    Parabéns aos policiais que obtiveram êxito nessa ação.

  3. Francisco disse:

    Parabéns a polícia civil qui colocou esse bandido na cadeia e qui a justiça não solte .

  4. ELYAUSE MOREIRA DA SILVA JUNIOR disse:

    Parabéns à PCRN.

  5. CHICO100 disse:

    Parabénnnnssss, Policia Civil! Foi cirúrgica e prendeu esse meliante! Essa instituição faz muito por nós cidadãos do RN. Imagine se Vcs tivessem estrutura de trabalho e salário em dia!

  6. Roberto disse:

    E ainda tem gestor que quer a Polícia Civil trabalhando como PM!

  7. Feyb disse:

    ISSO AÍ!! agora é só o juiz não soltar

  8. PAULO disse:

    PARABÉNS, BOM TRABALHO DA POLÍCIA CIVIL!!!

PF pediu prisão de Lulinha, mas MPF foi contra

A Polícia Federal chegou a pedir a prisão de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha , na operação de hoje que investiga os negócios do filho de Lula com a Oi, mas o Ministério Público Federal foi contra.

“A autoridade policial representa pela decretação de medidas cautelares de busca e apreensão nos endereços de diversos investigados, pessoas físicas e jurídicas, bem como a decretação da prisão temporária de Fábio Luis Lula da Silva, Kalil Bittar e Jonas Leite Suassuna Filho (sócios do Grupo Econômico Gamecorp/Gol). (…) Não obstante de fato recaiam fundadas suspeitas da prática de crimes graves pelos investigados, o Ministério Público Federal entende que a decretação de suas prisões temporárias, no presente momento, não é necessária para as investigações”, escreveram os procuradores.

Guilherme Amado – Época

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Ainda bem que não prenderam a segunda alma mais honesta do mundo… A primeira eh o pai dele claro! Kkk

CCJ do Senado aprova prisão em 2ª instância

FOTO: RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (10/12/2019), por 22 votos a um, o parecer favorável à proposta de emenda à Constituição (PEC) que permite a prisão em 2ª instância. O único senador que votou contra o texto foi Rogério Carvalho (PT-SE).

A matéria será novamente analisada pelo colegiado na manhã de quarta (11/12/2019), em turno suplementar. A segunda votação é prevista no regimento interno do Senado sempre que um substitutivo é aprovado em uma comissão técnica.

A presidente do colegiado, Simone Tebet (MDB-MS), explicou que, se não houver apresentação de novas emendas até a próxima sessão, o texto não precisa passar por nova votação na CCJ. Por se tratar de uma PEC, o projeto é analisado em dois turnos.

“Há um acordo de que não haverá sessão do Senado Federal hoje [terça-feira], portanto nenhum projeto avança, sem que possamos votar o turno suplementar amanhã [quarta-feira] como primeiro item da pauta nos termos que preveem o regimento interno”, justificou.

Apesar do caráter terminativo, o texto não vai direto à Câmara. A bancada do PT já afirmou que vai apresentar um requerimento para que a PEC seja apreciada também no plenário do Senado. Só depois disso vai à análise dos deputados.

Mudança no CPP

O relatório da senadora Juíza Selma (Podemos-MT) altera o artigo 283 do Código de Processo Penal (CPP) e permite a prisão “em decorrência de condenação criminal por órgão colegiado”. O texto foi pensado e articulado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, junto com alguns senadores.

Atualmente, o dispositivo do CCP diz que “ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado ou, no curso da investigação ou do processo, em virtude de prisão temporária ou prisão preventiva”.

Outra alteração no código permite que os tribunais determinem execução provisória de penas privativas de liberdade sem prejuízo do conhecimento de recursos que venham a ser apresentados. Ou seja, abre possibilidade para a prisão após condenação em segunda instância.

Sem acordo com a Câmara

Inicialmente, o Senado daria prioridade para a PEC que tramita na Câmara dos Deputados, que já está em análise na comissão especial da Casa. No entanto, na quarta-feira passada (04/12/2019), Tebet decidiu pautar a matéria nesta semana.

O entendimento havia sido costurado, com a presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que o texto do deputado Alex Manente teria a tramitação como prioridade no Congresso Nacional.

Como justificativa, Tebet afirmou que “o Senado não pode ficar omisso” e que apenas está seguindo o regimento interno e a Constituição Federal. À época, o senador Oriovisto Guimarães entregou à senadora um manifesto com 44 assinaturas para pedir pela continuação da análise do texto na Casa.

O pedido foi atendido e formalmente acatado por Tebet. Além disso, a senadora citou que, entre os critérios para o acordo, estava um calendário de tramitação da PEC de Manente, que deveria ter sido entregue pela Câmara. Mas não foi encaminhado.

“No meu dever de cumprir o que está no regimento, tenho por obrigação que o regimento é claro. Por isso, vou pautar para a próxima sessão, como primeiro item da pauta, A PEC 166, de Lasier Martins“, justificou.

Metrópoles

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luis disse:

    O país com índices de criminalidade passando do suportável, e um fdp ainda tenta livrar bandidos da cadeia, mesmo após ser condenado na 2a instância. CANALHAS anti patrioticos.

  2. Antonio Turci disse:

    Parabéns a CCJ/Senado, ao Grande De. Sérgio Moro. Viva o Brasil. Abaixo o PeTralhismo.

  3. paulo disse:

    BG.
    Tinha que ser um ptRALHA para voltar contra para proteger seu bandido de estimação, mais foi uma lavagem 22X1

Homem que matou ex-companheira a facadas na Zona Sul de Natal é condenado a 18 anos de prisão

Foto: Ilustrativa

Sessão do tribunal do júri popular realizada nesta segunda-feira (9) terminou com a condenação de Francisco Soares dos Santos a uma pena de 18 anos e nove meses de reclusão, em regime fechado, pela prática do crime de feminicídio. Ele foi considerado culpado pela morte de Edineide Morais da Silva, sua ex-companheira, morta com golpes de faca no dia 25 de novembro de 2018, no bairro Candelária, zona Sul da capital.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Fux pede lei para prisão em 2ª instância

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Em evento sobre o Dia Internacional contra a Corrupção, Luiz Fux defendeu que o Congresso aprove uma lei determinando a prisão em segunda instância, informa a Crusoé.

“Juízes têm liberado réus aos borbotões como um repúdio à jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. A maneira de reagir é atrelada a uma estratégia judicial, até que seja aprovada essa lei que altera a regra do trânsito em julgado.”

E completou:

“Estou convencido de que a lei deva advir porque a jurisprudência que se firmou não é melhor solução jurídica para a hipótese.”

O Antagonista, com Crusoé

Moro: “É imprescindível a volta da prisão em 2ª instância”

Foto: Agência Brasil

Na Câmara, em comemoração ao Dia Internacional contra a Corrupção, Sergio Moro disse que é “imprescindível” o retorno da prisão em segunda instância para o Brasil avançar no combate à corrupção.

“Sofremos alguns reveses, que não vieram do governo, que temos de trabalhar, olhar para o futuro. É imprescindível a volta da prisão em segunda instância, seja por emenda constitucional ou por projeto de lei. Muitos parlamentares estão sensíveis a essa necessidade. Claro, não é só com isso que se resolvem todos os problemas, mas é um passo fundamental.”

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. araújo disse:

    Homem de caráter e responsabilidade, altamente técnico e competente no que faz, só quem não gosta dele é bandidos comuns e do colarinho branco.

  2. Maria disse:

    O que e imprescindivel e a prisao de moro e 60% da force tarefa da lava jato,e os 3 bandidos da 4 regiao que julgam a lava jato.que formaram a major quadrille do judiciario

    • Carlos disse:

      Imprescindível é bom retorno de Lula, para a cadeia,cadê onde ele não deveria ter saído. O cara condenado em dois processos, com mais seis em curso, estar solto é uma desmoralização para a justiça brasileira.

    • Alaca disse:

      É indeclinável a prisão de toda essa turma supracitada, seja togados ou políticos. A população brasileira já está cansada de levar no lombo dessa turma.

  3. Chega de Impunidade disse:

    Estamos vendo o povo querendo acabar com a impunidade, ser contra a corrupção e lutar pela insegurança, enquanto as instituições parecem caminhar em sentido oposto.
    Tanto é assim que estão usando a terminologia moderna FAKE NEWS para tentar calar as pessoas, se não vejamos:
    FAKE NEWS é uma notícia comprovadamente falsa emitida veiculada através de um órgão ou instituição que tenha o objetivo de dar notícia, de levar ao conhecimento público de situações. Entendendo, é aquilo que institucionalmente tem a função de noticiar, tornar público, notícias, fatos, situações, acontecimentos.
    Nesse contexto, a pessoa física que repassa, dá opinião, divulga situação, mesmo que depois venha a ser desmentida ou se mostre errada, não pode ser considerada fake news, no máximo uma fofoca, mexerico ou repasse de boato. Caso entre no que já está especificado criminalmente como calúnia, difamação ou injúria e vá responder por ela.
    A crítica individual não pode e não deve ser vetada, nem virtualmente, pois isso vai muito além de mero conteúdo e sim, no sentido de impor limite, de colocar uma forma autoritária, uma medida coercitiva para calar a pessoa. Mostra a necessidade de controlar o fluxo de opiniões na mídia e redes sociais. Na verdade os órgãos estão querendo regular, censurar as opiniões individuais e isso é muito grave.
    Estão querendo cercear o direito da manifestação a partir do indivíduo.
    Na verdade estão querendo impor uma forma de controlar, tirar, inibir, calar, impedir e criminalizar, usando a terminologia da fake news, toda e qualquer crítica publicada nas redes sociais as ações tomadas pelos entes públicos opostas aos anseios popular no combate a insegurança, corrupção e a impunidade.