Justiça suspende intervenção na Usina São Francisco

Na manhã desta terça-feira (28), a juíza Marta Danielle, da 15ª Vara Cívil de Natal, acatou o pedido do empresário cearense Manuel Dias Branco Neto, herdeiro de uma das maiores fortunas no Brasil – é neto de Manuel, o português que criou, sozinho, a M. Dias Branco Indústria de Alimentos –  e suspendeu a intervenção judicial na Usina São Francisco que pertenceu ao ex-senador Geraldo Melo.

Assim, o empresário, que comprou a usina em 2009 e foi afastado do negócio em 2010, assumirá, finalmente, o comando. A disputa  começou quando o ex-senador Geraldo Melo e os seus sócios questionaram na Justiça a falta de pagamento, por Manuel Dias Branco Neto, acertados, justificando prejuízos diante do esvaziamento do patrimônio imobiliário da Companhia Açucareira Vale do Ceará Mirim, formado por mais de 15 mil hectares de terra, para evitar o pagamento de tributos, resultando em leilão de diversas fazendas da Usina.

Com informações do blog da Abelhinha