Manifestação ultrapassa os limites do aceitável e conquista antipatia da população. Entenda por que:

O protesto contra a suspensão do Passe Livre, realizado na noite de ontem, ultrapassou os limites do aceitável. A manifestação que deveria reivindicar o direito do usuário de ônibus a fazer a integração se transformou em selvageria e vandalismo. Ônibus foram incendiados, pessoas agredidas e o patrimônio alheio destruído.

Diferente de antes, o movimento que estava em alta conta com a população por ter conseguido pressionar contra o aumento no preço das passagens, conquistou a total reprovação da população. O respeito acabou.

E olha que o ponto defendido por eles é completamente justo. O Passe Livre é um direito conquistado pela população e eles têm mais é que lutarem a favor desse benefício. Mas o modo como isso foi feito é que não foi correto. Erraram muito na dose.

Há vários relatos e imagens que demonstram a maneira como o movimento foi conduzido ontem. Pessoas comuns, muitas delas usuárias de ônibus também, tiveram seus carros depredados ou foram agredidas simplesmente porque, por um motivo ou outro, precisavam passar no meio do manifesto.

Os manifestantes, sempre muito agressivos, tinham como palavras de ordem “bater”, “quebrar” e queimar. Os rostos, eram escondidos pelas próprias camisetas. E se valendo disso, pixaram, destruíram, queimaram. Passeavam sobre os ônibus num grande clima de terrorismo.

Dois ônibus foram incendiados, um em frente ao Midway e outro no Bairro Nordeste. Ainda teve a tentativa de queimar outro na Prudente de Morais (vejam o vídeo). E enquanto os ônibus queimavam, os bombeiros eram impedidos de trabalhar. Só conseguiam intervir quando já não havia mais solução.

Em meio ao protesto e ao risco de novos atentados, as empresas determinaram o recolhimento de todos os ônibus que rodavam em Natal, o que deixou a população que voltava para casa completamente desassistida.

No final, a polícia de choque foi acionada e agiu nas proximidades do Midway. Algumas pessoas foram feridas no confronto e conduzidas para o Walfredo Gurgel.  Seis dos manifestantes foram presos.

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Amigo isso é o medo de perder a farda, pois da outra vez eles agiram e foram interpelados. Os Direitos Humanos e o MP (às vezes) estão aí para proteger esses marginais, seria bom que queimassem os Ônibus com essas autoridades dentro…

  2. Gregnatal disse:

    Amigo Bruno…você como desportista deveria saber que em um protesto deste é igual é um clássico entre ABC x AMÉRICA, os vândalos se aproveitam pra "estragar a festa" travestidos de torcedores e qualquer excesso a culpa vai para o lado do torcedor comum. Neste caso os vândalos também se fizeram presente, até por quê no protesto de ontem não tinha um líder…apenas uma "causa" pra lutar….fica esta dica. Licar este ato de vandalista aos estudantes é pensar pequeno.

COMENTE AQUI