Manifestantes do #revoltadobusão caminham até a Câmara Municipal

foto20

Foto: Canindé Soares

Cerca de 500 manifestantes partiram da BR-101, em frente ao Shopping Via Direta, em direção a Câmara Municipal. Mesmo pequeno, o grupo ocupa os dois lados da rodovia e deixou o trânsito caótico.

Jovens, pacificamente, gritam palavras de ordem em pro do transporte na capital potiguar. Trezentos policiais militares acompanham o grupo, motorizados e velados (vestidos estrategicamente como civis).

Os jovens passariam pela Avenida Salgado Filho até o destino, mas optaram pela subida ao viaduto do quarto centenário subindo pela Prudente de Morais. Trajeto novamente foi desviado para Avenida Amintas Barros. Na ocasião, motoristas atenderam pedidos dos jovens e realizaram buzinaço. Na sequência, grupo retornou ao trajeto inicialmente combinado: Salgado Filho.

O momento de maior tensão aconteceu nas proximidades do Midway, no cair da noite. Um grupo pequeno que arremessava pedras no Nordestão e na descida até a Hermes da Fonseca foi combatido pela PM. Logo depois, a situação voltou a ficar controlada seguindo até a Câmara Municipal.

Atualizado às 19h

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maurício Giovani disse:

    Caro Manuel Sabino! Nas suas palavras onde você diz: "Talvez, se mais pessoas fossem como estes jovens, este país não estava da forma que se encontra…". Realmente caro Manuel Sabino. Realmente nosso país não estaria o mesmo. Com todo o respeito, digo que estaria uma grande bosta bem maior do que atualmente já está. Não tenho dúvidas.

  2. Mônica Queiroz disse:

    Já não tem mais sentido estes protestos. É um absurdo uma meia dúzia de revoltados esculhambar a vida de uma cidade inteira. Vá trabalhar, bando de desocupados, pelo menos assim arrumam duas moedas de um real mais duas de 10 centavos pra andar de bus.

  3. Maurício Giovani disse:

    Aí não tem trezentos. Chega até a ser patético uma polícia de prontidão para interditar uma BR em nome dos direitos de uma cambada de desocupados que insiste em querer continuar prejudicando a vida do povo.

    • Manuel Sabino disse:

      Acho o máximo alguém usando o direito de livre expressão do pensamento para criticar a liberdade de reunião e manifestação do pensamento dos outros. Talvez, se mais pessoas fossem como estes jovens, este país não estava da forma que se encontra…

COMENTE AQUI