Mutirão de cirurgias ortopédicas já operou 119 pacientes e continua em ritmo acelerado em Natal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), desde o dia 1º de agosto, quando foi iniciado o mutirão para realização de cirurgias eletivas de ortopedia, até hoje (7), já assegurou o atendimento de 119 pacientes, operados na Clínica Paulo Gurgel e no Hospital Memorial. Nesta semana, com o acréscimo do Hospital Médico Cirúrgico, está previsto que mais 57 pacientes, sendo 33 do Hospital Deoclécio Marques e 24 do Hospital Walfredo Gurgel, sejam cirurgiados, desafogando os corredores das unidades. O trabalho conjunto será mantido até que a fila de espera, que inicialmente contava com 279 pacientes, seja zerada.

Para o Secretário Estadual de Saúde Pública, Luiz Roberto Fonseca, o mutirão vem sendo realizado conforme planejado e a execução desta ação garantirá uma expressiva diminuição da quantidade de pessoas nos corredores, melhorando, assim, a assistência à população.

“O mutirão foi possível através de uma determinação do Governo do Estado que repassou o valor de cerca de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) e viabilizou, junto ao Ministério da Saúde, recursos de urgência e emergência também em torno de mais R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) para a execução dos convênios com os hospitais da rede privada. Estamos caminhando para alcançarmos a meta do Governo do Estado e efetivarmos o compromisso público defendido pela governadora Rosalba Ciarlini, de zerarmos a fila de espera por cirurgias ortopédicas nos hospitais do estado”, destacou Luiz Roberto Fonseca.

Ao contratar unidades hospitalares da rede privada para estes procedimentos ortopédicos, a Sesap, mais uma vez, assume uma responsabilidade que, segundo a Lei Orgânica do Sistema Único de Saúde (SUS) e a hierarquia das três esferas de poder, é de obrigação do município de Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A necessidade dessa medida também reflete a falha na assistência de baixa e média complexidade nas unidades municipais de saúde.