NA BRONCA: Associação dos oficiais militares do RN rebate “desmilitarização” e lembra que ela só é possível mudando a Constituição Federal

Após repercussão sobre projeto de desmilitarização da Polícia Militar no Rio Grande do Norte feita pela Conferência de Segurança, a  Associação dos Oficiais Militares do RN emitiu uma nota, na tarde desta terça-feira (22), e disse em trecho que discussão caracteriza devaneios de operadores de segurança frustrados e ausência total de credibilidade por parte do Governo. Confira a nota na íntegra:

A desmilitarização das polícias só é possível mudando a Constituição Federal, nenhuma unidade federativa tem competência para tanto.

Suscitar esse tema em debates estaduais sobre segurança pública, como foi a Conferência Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, caracteriza devaneios de operadores de segurança frustrados e ausência total de credibilidade por parte do Governo, vez que tem a plena consciência que esse tema foge totalmente a sua competência.

A definição do tal evento que tratou a “desmilitarização da PM como proposta para melhorar a segurança pública do Rio Grande do Norte” é recebida com descrédito e grande preocupação. Afinal, o Governo do Estado não cumpre suas obrigações com o cidadão e ainda se propõe a invadir a competência do Governo Federal, numa afronta a Constituição do nosso país.

Natal, 22 de setembro de 2020

Associação dos Oficiais Militares do RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GCF disse:

    Joca, Lopes e "Encardido"!
    Se o sugeito ingressar com 18 anos, trabalhar 40 anos, terá 58 anos quando for para a reserva ou se aposentar. Imagine um policial militar em seus últimos anos de carreira, com 55 anos, correndo atrás de bandidos com 18 ou 20 anos. Por mais que tenha uma alimentação adequada e se mantenha treinado fisicamente, não conseguirá cumprir seu papel. Logo, teria que, no mínimo, a partir de 45 anos, passar para o setor administrativo.
    Quanto a salários, quem arrisca a vida todos os dias para que outros, como vocês, possam fazer suas críticas, num escritório com ar-condicionado ou numa praia paradisíaca, com seu celular de última geração e internet "top", deve ganhar um bom salário, ter um plano de saúde (descontando nos salários como é hoje) e muito mais. Não tem horas extra, adicional noturno, direito a greve. Somente tem o direito de cumprir seu dever. Eles são heróis desconhecidos do cotidiano.
    Vocês são um revoltados e invejosos que não conseguiram passar nos concursos e descontam suas angústias nos valorosos policiais militares. Todos os policiais tem seu valor. Os civis, principalmente nas investigações, os federais, atuando contra os crimes que ultrapassam as fronteiras estaduais, os policiais rodoviários, mantendo a ordem nas estradas e adjacências e interceptando movimentações ilegais, entre outras tarefas.
    Outra coisa, na proposta que o Joca sugeriu, lembro que a polícia ostensiva que ele citou vai precisar uniforme, caso contrário, não será ostensiva. Criar 15 níveis é quase igual a criar 15 postos ou graduações. Logo, vai trocar 6 por meia dúzia. Informo ainda que na PRF tem hierarquia sim.
    Entenderam?

  2. Carlos Bezerra disse:

    Emitir opinião em um fórum como esse, onde pessoas se escondem por trás de um apelido, é bem complicado. O nível é muito baixo e as discussões muito rasas. O cerne da matéria é mostrar que o governo está usando de um expediente inconstitucional para tratar de um tema que não é de sua esfera de competência, mas muitos preferem emitir comentários de cortina de fumaça com palavras chulas e depreciativas. Talvez porque sejam os mesmos que ajudaram a produzir esse trabalho nessa tal conferência de segurança: frustrados, covardes e hipócritas.

  3. aof disse:

    É o sonho do PT. Desmilitarização das Policias. Já houve até um deles que sugeriu Policia desarmada. Eles tem ódio de militar. O militar tem disciplina e hierarquia. Lembram o Exército. O glorioso Exército de Caxias, que não permitiu e jamais permitirá que o Brasil seja comunista. Eles não perdoam o fato de as FA terem jogado na lata de lixo o sonho deles tomarem o poder em 64. Todo o apoio à gloriosa POLICIA MILITAR DO RN!

    • Ozir disse:

      Deixa de besta que quando eu servi o Exército a vida dos oficiais e sargentos era malhar com a polícia. Para eles, militar é só das forças armadas, que são treinados para guerra. Polícia querendo posar de guerreiro era só o que faltava.

    • Usain Bolt disse:

      Maluco, em todo lugar tem polícia, seja comunista ou capitalista. Tu queres polícia mais arrochada do que a da Coreia do Norte.

  4. Maria disse:

    Será que Fatão sabe o que é Constituição Federal? 😆😆😆😆😆😆

  5. Joca disse:

    PEC da desmilitarização das Polícias; Art. 1 – Fica criada Polícia Ostensiva Estadual no Brasil
    Art. 2 – Fica extinta as Polícias Militares
    Art. 3 – As Polícias Ostensivas tem a carreira policial organizadas do Nível 01 ao Nível 15.
    Art. 4 – Ficam extintas todas os postos e graduações. Parágrafo I – todos os policiais que na data da publicação desta PEC tiverem soldo/subsídio superior ao Nível 15, receberá a diferença sob a rubrica VPNI. Só um esboço p ajudar Deputado a começar a fazer.

    • LOPES disse:

      Policia, assim como o servidores civis, se aposentam com 40 anos de serviço e com proventos limitados ao teto pago pela previdência. Coloca mais este artigo aí.

    • Diabinho disse:

      Coloca o art que passam a ser regidos pelo regime de previdencia do INSS apos a desmilitarizacao. 40 anos de servicos prestados igual a saude. Assim se aposentam com o teto que tanto almejam. Alem do controle de ponto essencial a qualquer profissional civil.

  6. Mateus disse:

    Os oficiais estão de boa.
    A tropa exige uma polícia nos moldes da PRF.

    A polícia verdadeira, os praças, 100% deles querem isso.

    Deixem só os oficiais na PM para vocês verem o caos.

  7. Joca disse:

    Alguém tem que apresentar uma PEC desmilitarizando as PMs para que fiquem nos moldes da PRF, porém antes temos que esmagar o poderoso lobby das PMs dentro do Congresso Nacional. Eu não não pago PM p ficar fazendo “ordem unida” e ficar com essa conversa de “sim senhor, não senhor”, eu pago para prender bandido e fazer policiamento ostensivo

    • Anderson disse:

      Ótima ideia. E o salário da PM, vai ficar igual ao da PRF?
      E os adicionais noturnos e periculosidade? Quem vai pagar?

  8. Santos disse:

    Verdade, a associação que representa os que mandam tem razão, tem que mudar a constituição, mas voltando ao tema, sobre a desmilitarização, o que a representação dos que obedecem acham?

    • GCF disse:

      Não se trata de opiniões de associações, mas de qual opção atende melhor a finalidade.
      As Polícias Militares prestam papel de OSTENSIVIDADE por usarem farda militar.
      Não é para ser uma votação para escolher o que atende melhor o funcionário militar.
      Quem está na PM fez concurso por livre e espontânea vontade. Os insatisfeitos podem pedir baixa e ir para outras outras profissões, inclusive a Polícia Civil, caso abram concurso.

    • Santos disse:

      Repito, quem se manifestou foi a entidade que representa quem manda, talvez, a que sinta mais, numa mudança tão significativa.
      Fica a pergunta, qual é a posição das entidades que representam quem obedece ou essas entidades não podem se manifestar?
      Se não puder, aí td bem, o que se pode fazer!

    • GCF disse:

      Santos!
      Você ainda não entendeu que : A FINALIDADE É ATENDER O POVO QUE CLAMA POR SEGURANÇA E NÀO OS FUNCIONÁRIOS, sejam eles oficiais, graduados ou praças. Não é algo para os militates votarem em plebiscito. Quando a Associação dos Oficiais se manifedtou foi para INFORMAR que o assunto é de responsabilidade FEDERAL e que não vê melhora alguma em desmilitarização. Outras associações podem se manifestar, mas seria melhor pedir aos deputados federais ou senadores que estudassem o assunto, pesquisando entre os congressistas se existe viabilidade e apoio de votos para a mudança.
      No entanto, eu como cidadão, não vejo vantagem alguma em apenas retirar a farda, perdendo o poder ostensivo, desorganizando a hierarquia e enfraquecendo a atuação. Já estão filmando/gravando as ações da PM em São Paulo, com cameras acopladas ao fardamento. Isso sim é melhora na segurança do cidadão, trazendo a verdade (real) do que acontece nas ações policiais. Muitas vezes a mídia sensacionalista se apressa em noticiar algo, sem confrontar os fatos, acusando policiais de abuso de autoridade ou morte por balas perdidas, instantes após os acontecimentos. Posteriormente, quando tudo é elucidado, é verificado que os policiais agiram de acordo com a lei, mas não há pedido de desculpas pelos "erros" das reportagens. Mas a mancha injusta na instituição e em seus agentes não é apagada.

  9. Manoel C. disse:

    O pessoal desvia muito o foco da questão, gostaria da posição da associação dos praças. Até pouco tempo policial era punido por coisas corriqueiras, como não chamar de Sr um superior, coisas como corte de cabelo, barba. Lembra do atual senador, que não pode dar voz de prisão num superior?
    O contexto militar serve para seu próprio ambiente, a polícia se relaciona com a população civil, ninguém quer destruir a polícia, mas atualiza-la.
    Gente que nunca pisou num quartel ou academia de polícia, querendo vir arrotar baboseiras.

  10. Riva disse:

    A Polícia tem é que ganhar bem e ser melhor preparada. Militarismo é coisa de forças armadas. Desmilitarização já.

    • Vigilante Lopes disse:

      Polícia já ganha muito bem, tem que melhorar o salário dos vigilantes armados, pois ganham 1/3 que um PM raso. E se tiver algum PM achando ruim é só pedir p sair e vir para nossa empresa ensinar como se faz greve para aumentar nosso mirrado salário.

  11. mane disse:

    Precisamos é DESPETIZAR o Estado e nao destruir a polícia militar. Queremos segurança publica de verdade, e que no atual governo estadual por nao ter projeto nenhum, poe a culpa na farda. No mundo inteiro, onde existe estabilidade e democracia, as policias ostensivas sao militarizadas na sua essencia; basta olhar no google, simples de provar. Precisamos evitar que se formem sindicatos novos que ponham em risco a estabilidade da ordem, e gerem o caos na seguranca. Policia desmilitarizada vive em greve… a exemplo de certas categorias no estado administrada por sindicatos que ha meses nao trabalham sob ameaça constante de greves. É isso que o governo quer?

    • Diabo disse:

      Falou em desmilitarizar os oficiais se cagam , pq vivem uma vida regada a ordens , explorando os mais modernos , brincando de Deuses … tem que desmilitarizar mesmo.

    • Barba disse:

      Oficialato só sabe mandar! Fazem nada! Deixa de ser mané mané!

  12. Alex Sandro disse:

    É o que dá acreditar em quem se diz professora sem ter tido aluno. Que haja mais deputados oriundos das forças de segurança com credibilidade para lutar como CORONEL AZEVEDO.

  13. Felipe disse:

    Quando fala em desmilitarizar a PM os oficiais se arrepiam, pq será? Mas de fato, só mudando a CF88.

  14. Marcelo Florencio. disse:

    Caramba a que Ponto nós chegamos em vez de Melhorias este Governo só complica. Coisas do PT.

  15. Richard disse:

    O PT não pode acabar com uma instituição de quase 100 anos. A nossa gloriosa POLÍCIA MILITAR foi fundada em 1834. É mais fácil a gente destruir os PTralhas.

    • Jonas disse:

      Ninguém quer acabar com a puluça, o que se quer acabar é a organização tipo militar dentro da puluça.

  16. Luciana Morais Gama disse:

    A Polícia Militar do RN é um patrimônio do povo, não pode ser destruída. FORA FÁTIMA!

COMENTE AQUI