Após mortes no comando do PCC, número dois da facção segue preso em Mossoró

por Dinarte Assunção

A sucessão de atentados contra membros da hierarquia do top do PCC deixou tem deixado apenas o topo da cadeia alimentar do crime, de se supõe, portanto, partir as ordens de degola hierarquia abaixo.

Nessa quinta, em São Paulo, mais um membro da cadeia criminosa, Wagner Ferreira da Silva, 32, foi morto no bairro Jardim Anália, zona nobre da cidade.

Antes dele, Gegê do Mangue, número três na escala e Fabiano Alves de Souza, principais vozes do PCC fora dos presídios, foram mortos em emboscada no Ceará no início da semana.

As vozes mais poderosas continuam trancafiadas, mas não necessariamente caladas.

Marcola, apontado como comandante do PCC, está encarcerado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau.

O vice do PCC, por assim dizer, está entre nós, Abel Pacheco, o Vida Loka, está preso em Mossoró.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Apolinario disse:

    Que manchete mal feita! E era pra ele tá solto? Francamente…

Associação de advogados criminalistas destaca assertividade do Judiciário do RN em relaxar prisão de traficantes por ato de delegado

por Dinarte Assunção

A Associação de Advogados Criminalistas no Rio Grande do Norte (Abracrim RN) emitiu nota em que reforça a assertividade do Poder Judiciário em relaxar a prisão em flagrante ilegal feita por autoridade policial que se recusou a deixar advogados exercerem seu direito de defesa.

O caso veio a público em primeira mão pelo BlogdoBG, que revelou que presos com quase 150 kg de drogas na terça, em Parnamirim, foram liberados em audiência de custódia pelos atos agora apontados como ilegais pela Abracrim.

Confira a nota:

No dia de ontem (21) o Poder Judicário do Estado do Rio Grande do Norte, durante audiência de custódia, cumpriu rigorosamente o texto de lei federal (EAOB) ao relaxar prisão em flagrante ilegal, pelo fato de a autoridade policial ter impedido Advogado de atuar na defesa de seu cliente ao vetar a formulação de perguntas durante depoimento de testemunhas.

A ABRACRIM RN vem a público parabenizar a atuação firme do Poder Judicário ao impedir excessos da polícia. O Estatuto da Ordem dos Advogados prevê textualmente (artigo 7º, XXI, a) a hipótese de nulidade dos atos investigativos em caso de desrespeito ao direito do Advogado de formular quesitos durante os procedimentos policiais.

Sem o respeito às prerrogativas dos Advogados não há Estado Democrático de Direito. A defesa tem papel fundamental para uma investigação policial isenta e sem ela se configura o descumprimento de preceito constitucional importante, da ampla defesa, atropelando inclusive o princípio igualmente constitucional da dignidade da pessoa humana.

Aquiles Perazzo Presidente da ABRACRIM RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Paulo ll disse:

    Bom Dia,

    hj, cada dia mais, tenho a certeza de que estamos chegando ao fim dos tempos, quem já se viu em um país de vergonha, o bandido ser preso com 150 Kg de drogas e ser liberado por puro ego de advogados que queria fazer o papel do delegado, que mesmo que errasse, teria que existir o bom senso do judiciário em não punir mais a sociedade que não tem carros blindados e seguranças particulares para proteção. Acabou-se tudo … BRASIL DESMORALIZADO !!!

  2. Jonas disse:

    A polícia prendeu em flagrante,conduziu os acusados até a delegacia,o delegado autuou com todas as provas possíveis do crime,e na audiência de Custódia,a justiça entendeu que os acusados teria que ser solto,alegando que o delegado não ouviu os acusados na presença de ADVOGADOS,com isso os acusados foram liberados….
    Aí fica aquela pergunta;
    Pra que serve a polícia e o delegado?

    • Jonas disse:

      Não queria está na pele desses policiais e do delegado….
      Eles devem está se sentindo humilhados por essa justiça podre desse país…

    • Rodrigues disse:

      Colega,
      Com toda falta de estrutura, as polícias fazem seu papel, porém, está enxugando gelo, pois faz um trabalho muito grande de investigações para prender uma quadrilha dessas que são soltos em horas, a punição foi perder a droga. A policia está servindo é de chacota pra vagabundo !!!

  3. JCabral disse:

    Tá ruim!!! Do jeito que está, haverá o dia em seremos assaltados e ao prestarmos queixa, seremos presos por ajudar o assaltante.

  4. Danilo disse:

    Ainda num to acreditando no que eu li.

  5. Xam disse:

    Li a reportagem e questiono o seguinte: Com o relaxamento de prisão em flagrante, em razão de procedimento irregular na ação policial, por qual motivo o magistrado não decretou a prisão preventiva, em razão da gravidade dos fatos?

  6. Leonardo disse:

    Parabéns…….por ajudar a transformar esse país nessa bos…. que é hj em dia!

  7. Lorenzo disse:

    Faltou somente pedir a prisão dos Policiais que fizeram o flagrante, sei não onde vamos parar!

  8. Flauberto Wagner disse:

    Sem mais delongas… Só Deus no comando.

  9. Roberto disse:

    O Brasil tá assim, porquê têm esses Lixos destruindo o país, acordem Militares acabem com essa safadeza.

  10. MARCONDI disse:

    É por isto que existe bandido, cometer crime dá lucro! Absurdo, estamos vivendo em um país que as leis são feitas para beneficiar os bandidos. O cidadão de bem que paga imposto é quem paga o pato. O meliante rouba, estupra, mata, faz todo tipo de miséria e a primeira pergunta da justiça é se a polícia cometeu alguma arbitrariedade. O cara é preso em fragrante com drogas, armas e todo tipo de milacria, recebe tratamento vip e a polícia que defende o estado sai desmoralizada, envergonhada! Deixo aqui a minha indignação a esta justiça e a esta associação! precisamos como cidadãos EXIGIR equilíbrio da justiça e punir com rigor esses bandidos! #MEUPROTESTO

  11. jose alves da silva disse:

    UMA VERGONHA DESTES SENHORES JUIZES

  12. carlos cunha disse:

    Tá sem jeito… Mamãe me acuda!!!

  13. Marcio Fonseca disse:

    Absurdo, o cara foi preso em flagrante com 150kg de drogas e por uma questão burocrática foi solto!!! Como podemos acreditar que o Brasil é um país sério!?!? Se o delegado errou, ele que seja punido e não a sociedade!!! O que nos garante que não foi de propósito para que o traficante fosse solto????

    • Belfast disse:

      Judiciário podre, que se orgulha do auxílio-moradia e não se envergonha de usar as brechas desses códigos caducos em benefício da criminalidade. ACORDA CNJ INOPERANTE!!!!!

    • Andinho disse:

      Parabéns pelo comentário Marcio Fonseca, concordo integralmente.
      Neste caso o Juiz, optou por punir a sociedade!!!!
      Falta de bom senso do magistrado e respeito para com a sociedade que vive refem da criminalidade.
      Fato lamentável é difícil de engolir!!!!

Associação de juízes joga culpa dos penduricalhos na imprensa

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) divulgou nesta segunda-feira, 12, nota de repúdio ao que a entidade classifica de “uso abusivo e distorcido” pela imprensa das informações financeiras disponibilizadas nos portais de transparência relativas aos pagamentos feitos a magistrados em 2017. São incluídas nestes pagamentos verbas indenizatórias como a ajuda de custo para moradia, que, segundo a entidade, estão previstas em lei.

A Anamatra, segundo o teor da nota, discorda das reportagens e editoriais por temer o engano que os dados não contextualizados podem provocar na opinião pública.

“Os dados sobre pagamentos efetuados a magistrados, inclusive os de cunho indenizatório, como é a ajuda de custo para moradia – que, portanto, não desafia incidência de IRPF, tal como outras tantas ajudas de custo expressamente referidas como isentas na Lei n. 7.713/1988 -, são públicos e estão disponibilizados desde 2004 no Portal da Transparência do Conselho Nacional de Justiça e nos portais dos tribunais, sendo acessíveis a qualquer cidadão brasileiro. Houvesse o que esconder, não estariam assim disponíveis, sem qualquer filtro ou restrição”, diz a nota.

Para a entidade que representa 4.000 membros da Magistratura do Trabalho, “é inaceitável, de toda sorte, o uso abusivo e distorcido das informações financeiras disponibilizadas nos portais de transparência”. O documento lembra que a complexa questão dos direitos e vantagens da Magistratura será enfrentada em breve pelo Supremo Tribunal Federal (STF), não havendo, no âmbito da União, o pagamento de quaisquer benefícios que não tenham previsão na Lei Orgânica da Magistratura Nacional (LC n. 35/1979) ou em lei federal competente.

A nota afirma ainda que “críticas públicas a tais vantagens, ainda quando equivocadas, são legítimas e naturais em ambiente democrático”, mas considera “inadmissível que isso se faça ao enxovalho de toda uma carreira nacional, expondo publicamente à execração pública centenas de juízes de todo o País”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mi$hell Temeroso disse:

    Ei, vc aí, me dá um dinheiro aí, me dá um auxílio moradia aí?
    Não dá mais pra se matar de trabalhar, se quando o reajuste não chega não posso ter um auxílio moradia que nem precisa declarar ao imposto de renda.
    Ei, que hipocrisia, pensei que a ética era o exemplo que os seres especiais da justiça nos dariam.
    Que decepção!!!

  2. Junior_100 disse:

    Se tivessem realmente interessados em mudar, teriam feito lobby para mudar o sistema de carreiras, mas prosseguiram, por que pela constituição já estão há muito tempo no limite de ganhos pecuniários por isso optam pelos penduricalhos inclusive pela anuência do legislativo. Por que será?

  3. Ems disse:

    O judiciário perdeu o bom senso e a moralidade !!!

  4. Guilhermina Alecrim disse:

    Manda esse povo assistir o filme THE POST. Um show de civilidade, profissionalismo e democracia com um judiciário irretocável

  5. enilson disse:

    Contem outra.

  6. Marcelo disse:

    Era só o que faltava. É absurdo eles recebe em isso. É absurdo eles não pagarem impostos sobre isso que recebem disfarçadamente. É absurdo tentar colocar a culpa na imprensa com a intenção de intimidar.

  7. Rogerio disse:

    Bando de espertalhões falso moralistas, faco o que digo, mas nao faca o que eu faco.
    Fim de regalias ja e devolução dos valores.

  8. Eliane Patrício disse:

    Isso só ser uma piada. Kkkkkkk

  9. Ticio disse:

    ANAMATRA, não está sendo criticado o auxílio moradia, e sim, o pagamento indevido para aqueles que possuem imóveis próprios na mesma cidade em que trabalha. Vergonha!!!

  10. Flavio HBM disse:

    O Ping pong entre o judiciário e legislativo é imoral e ridículo. Um passando a bola ao outro. Um beneficiando o outro. A população é quem apanha a bola.

Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN emite nota

Nota à imprensa

Na tarde desta terça-feira (26), a Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares (ASSPMBMRN) foi notificada judicialmente pelo Tribunal de Justiça do RN sobre a decisão da desembargadora Judite Nunes, que acatou o pedido do Governo do Estado e determinou o retorno imediato dos policiais à rotina habitual de trabalho. O setor jurídico da Associação está ciente do caso e tomará as medidas Legais cabíveis. Nesta quarta-feira (27), às 14h, será realizada uma Assembleia Geral, no Clube Tiradentes, para esclarecimento da situação aos policiais e bombeiros.

Não cabe à Associação obrigar seus associados ao retorno normal das atividades de policiamento ostensivo, principalmente contrariando dispositivos legais e de segurança. A decisão de aderir ou não à Operação Segurança com Segurança foi, e ainda é, individual de cada policial e bombeiro. Os militares estaduais atuam em situação precária, se esforçam todos os dias para prestar um bom serviço, mas não têm o reconhecimento do Governo que sequer oferece condições mínimas e adequadas para o trabalho e nem mesmo a garantia do salário mensal em dia.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. San Mara disse:

    Pague os atrasados. MAS não é pra pagar esses dias aí de greve. Aquartelamento é ficar no são gastando wi-fi e luz do Estado.

  2. Erivaldo Ferreira disse:

    A SITUAÇÃO é difícil, começa pelo sucateamento de viaturas, armamento, munição É agora salários atrasados, não temos condições de voltar dessa forma.

  3. Rodrigues disse:

    Admiro profundamente o poder da justiça. Porem, nao consigo entender como esse poder so manda para baixo. O governo so cumpre quando a decisao é a favor da propria justiça, do legislativo e ate mes.o do MP. Como ficamos nós que nso tivemos dinheiro para comprar uma ave para jantar na noite de natal. É impossivel sair para resolver conflitos com fome e sem dinheiro. É impossivel sair para uma guerra real sem o aparato necessário. Senhora justiça, tenha dó.

  4. Antônio disse:

    Receber atrasado é uma questão de tempo.
    Ou seja, atrasa mas paga.
    Mas se não trabalha, então também não tem direito de receber.
    Fica até mais fácil o governo colocar os salários em dia.
    Vai ser uma folha a menos para pagar.
    Em vez de pagar dezembro, paga direto janeiro.
    O risco de faltar ao trabalho, é verem que a pessoa não faz falta…

  5. Renato disse:

    Vejo muita gente falando de salário em dia.
    Mas a categoria já deixou bem claro.
    O problema não é salário.
    É só problema de viatura e colete.
    Se fosse por causa de salário seria greve, o que é proibido.
    Militar não pode fazer greve sob pena de expulsão da corporação.
    Quem ganha até 3 mil já está em dia.
    Só quem ganha mais não recebeu novembro ainda, um mês de atraso.
    Com a greve a arrecadação cai e o salário vai atrasar ainda mais.
    O governo do Estado já deveria ter chamado o exército.
    Porque aí as polícias poderiam ficar um, dois meses esperando as viaturas serem consertadas.
    Essa história de documentação atrasada é besteira.
    O Estado não pagou ao Detran.
    Ou seja, o Estado deve a si próprio.
    Não cabe ao policial trabalhando questionar isso.
    Falta dinheiro para se deslocarem ao local de trabalho, mas não para irem protestar.
    Todo mundo sabe que salário atrasado não é bom, mas o Estado não tem dinheiro. Precisa desenhar?
    O governo poderia comprar bicicletas para rondas em duplas.
    Economizaria combustível e deixaria os policiais em forma.
    Nem precisaria gastar com documentação ou conserto de viatura
    Governador, na falta de verbas, há que se ter criatividade.
    Em São Paulo, muitas empresas fizeram doações.
    Será que alguma fábrica de bicicleta não poderia doar umas 200 bicicletas?
    Duplas a pé também no alecrim seria muito útil.
    Entre os pedestres.
    Viatura atrapalha o trânsito.

  6. playboy do cachorro quente disse:

    Tô economizando 12 cachorros quentes por noite.

  7. Charles disse:

    Constituição Estadual do RN:
    "§ 5°. Os vencimentos dos servidores públicos estaduais e municipais, da administração direta,
    indireta, autárquica, fundacional, de empresa pública e de sociedade de economia mista, são pagos até o
    último dia de cada mês, *corrigindo-se* *monetariamente* *os* *seus* *valores* *se* *o* *pagamento* *se* *der* *além* *desse*
    *prazo* ."

    E agora TJRN?
    Vai determinar a correção dos valores de todos os servidores a serem pagos ??????

  8. Força disse:

    Estado pague meu salário, eu não sou escravo!!!

  9. Silva disse:

    A situação é grave, ninguém se deu conta que o RN não tem fábrica de dinheiro? Do jeito que está com as dispezas maior que a arrecadação não tem governador que faça mágica,milagres. lamento dizer se preparem, mesmo com essa ajuda de 600,00 milhões não vai resolver, ja na mês de março para abril a situação sera a mesma, vai faltar dinheiro de novo, podem ter certeza.

  10. Dinheiro tem pois pagou o duodecimo + auxilio moradia retroativo + prestação arena das dunas

    • Rico disse:

      Mas aí faltou para vcs. Se pagar a vcs falta p o duodécimo, p a Arena e para o aux moradia dos sem teto. É lá ou lô. Resultado quebrou.

  11. Julião disse:

    Pode deixar como está, pois ninguém ver polícia na rua mesmo. Em são São Paulo é comum vc ver duplas de PMs nas ruas, enquantoisso, aqui vc só vê PM dentro de viatura em frente aos restaurantes esperando as quentinhas.

  12. Lorena disse:

    Não é Justo voltarem sem salários

  13. eu disse:

    Mandar os outros arriscar a vida sem ao menos o salário no bolso, quando o seu retroativo de auxílio moradia está garantido é muito fácil. A cada dia as cortes estão mais desconexas da realidade da população. É muito dinheiro na mão de desembargadores, Juízes e promotores, autoridades, que pelos seus atos demonstram que pouco sabem o que está se tornando o mundo real da população do RN. A eles nada falta, nem salário, nem auxílios nem insensibilidade.

    • Almir Dionísio da Silva disse:

      engraçado pq o judiciário tem salários altos e pagos rigorosamente em dia, fora as mordomias e vantagens que recebem como ajuda de custo de paletó moradia vale alimentação
      O executivo o vale misericórdia

  14. murilo disse:

    Quando um PM me parar na rua, eu vou dizer que analisarei a situação e farei uma assembleia com outros motoristas no dia seguinte.

    • Se não tem o que falar fecha a boca disse:

      Amigo poderia ter ficado calado

    • RN no sono profundo disse:

      Aproveite e cobre o documento da viatura em dia, porque é isso que estão tentando passar cidadã mediano, que o Estado anda ilegal pra fiscalizar quem está ilegal ou legal.

    • julio disse:

      e pq a PM pararia vc na rua? xiiii….

    • Marcos disse:

      Murilo caríssimo cidadão, quando a polícia lhe parar, aga como cidadão: colabore. O não fazer lo, mostrará que a polícia será necessária pra você!

    • webrevenger disse:

      A solução é simples: bota quem não quer trabalhar pra fora e faz concurso pra contratar quem quer trabalhar. Tem terceirizado com 5 meses de atraso, vá fazer greve pra ver… E vcs que comenta a favor de PM devem ter boquinha… Vão trabalhar e deixe de mimimi

Governo diz que Associação de Delegados faltou com a verdade

O Governo do Estado divulgou uma nota no final da manhã desta quinta-feira (10) para esclarecer as comparações feitas pela Associação de Delegados do RN em relação às despesas do Gabinete Civil com investimentos na Polícia Civil.

Leia Nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento
A respeito de informações inverídicas comparando as despesas do governo com investimentos na Polícia Civil e gastos do Gabinete Civil, o Governo do Estado esclarece:

1 – As informações não correspondem à realidade, conforme demonstraremos a seguir.

–O Governo tem cumprido o que está estabelecido na Emenda Constitucional 12/2013, sobre investimentos em Segurança Pública, que determina que sejam destinados 9,5% da receita corrente do Estado para esta finalidade. Desde 2015, o Governo do RN tem investido valores acima desse patamar. Sendo 14,91% em 2015, 15,06% em 2016 e 14,63% até junho de 2017;

– Com recursos próprios do Tesouro Estadual (Fonte 100) foram investidos, desde 2015, R$ 2.425.251.352,57 em despesa com pessoal, custeio e investimentos com a Segurança Pública.

2 – Além dos recursos próprios, o Governo investe em segurança por meio de outras fontes, como o programa Governo Cidadão. Dentre estes investimentos destacamos:

-R$ 2.780.170,00 em aquisição e instalação de módulos habitáveis para funcionamento de delegacias (Delegacias Modulares);

– R$ 8 milhões em expansão e atualização da rede de rádio do CIOSP;

– R$ 11.516.903 em videomonitoramento para a Região Metropolitana de Natal;

– R$ 3.049.999,00 em aquisição e instalação de rádios móveis digitais, compatíveis com Sistema de Rádio Comunicação P25 para o CIOSP ;

– R$ 14.891.927,00 em equipamentos de TI ligados à área de segurança pública;

– R$ 250.072,00 investidos na aparelhagem da Coordenadoria da Defesa da Mulher e das Minorias (CODIMM) – aquisição de equipamentos tecnológicos e de uma unidade móvel (microonibus);

– R$ 2.407.976,00 em aquisição de equipamentos para confecção de RG pelo Itep;

– R$ 7.386.150,00 investidos na digitalização do acervo de identificação do Itep;

– R$ 27.118.552,00 no CIOSP (áreas de rádio comunicação, rede metropolitana de dados, data center e videomonitoramento);

3 – Também é preciso ressaltar que, somente em 2017 foi investido R$ 1 milhão no pagamento de diárias operacionais para a Polícia Civil;

4 – Desde 2015, mais de 800 policiais civis foram promovidos e 160 novos foram empossados;

5 – Por último, informamos que as despesas usadas como comparativo não são exclusivas do Gabinete Civil, e sim do Governo. São despesas que atendem necessidades protocolares e diplomáticas, realizadas por todos os órgãos da estrutura governamental;

O Governo do RN tem dado prioridade total às questões relacionadas à segurança pública.

E não tem medido esforços em busca de melhores condições de trabalho para os agentes públicos de segurança; bem como garantir o bom atendimento ao cidadão.

Assessoria de Comunicação do Governo do RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre Pereira da Silva disse:

    BG,peço que mande uma equipe para fiscalizar as delegacias, e não faça essa publicação antes de verificar a verdadeira situação Renato só uma observação, os presídios estão cheios porque?os presos vão se apresentar ao juiz, ou eles vão conduzidos pela polícia tanto a polícia civil e militar do nosso estado estão trabalhando muito.

  2. Folha de pagamento é investimento? disse:

    ?????

  3. rener disse:

    Números, fácil de manipular… O q população quer é efetividade nas ações. Policiamento nas ruas. O básico, que ao meu ver, é cada dia mais difícil de ser realizado.

  4. Sandro Alves disse:

    E os gastos com flores e camarões?

  5. Renato disse:

    De fato, o Governo tem razão. Em que pese todo este dinheiro gasto com a Polícia Civil não vejo operações destacadas desta aqui. Quase todo dia vejo explosões de bancos, cadê que estas quadrilhas são presas?? Roubos de carros são mais de 20 por dia, cadê que prendem os receptadores de alguns destes carros?? E por aí vai… acho que os Delegados estão querendo é um novo aumento, tiveram esse pedido negado pelo Governo, e agora vem com essa…

  6. alcio disse:

    O item 4 fala em promocões…………..desde 2016 policiais civis, agentes e escrivães, que por lei tinham o direito de subirem de nível, assim foram pelo atual governo……….Só no PAPEL, eu falei no PAPEL, no contra cheque NÃO. O sindicato entrou na justiça para que o governo que se intitula da segurança, cumpra com a lei! Será que também estou faltando com a verdade? Com a palavra, a Assessoria de Comunicação do Governo do RN.

  7. André Bezerra Gomes de Medeiros disse:

    Os números se tornaram público, com a palavra, os delegados da polícia civil.
    Se os valores são realmente esses divulgados pelo governo, a polícia civil está reclamando do quê em termos financeiros? O papel se inverte com esse montante de recursos alocados a segurança, se esses números são reais, estõa investindo muito para um retorno baixo na segurança do RN.
    Tem alguma coisa muito errada nisso tudo, pois se os valores apresentados são reais, eles são muito maior que a maioria dos órgãos estaduais recebem e os policiais dizem que falta de tudo nas delegacias e nas condições de serviço?
    Me desculpem se sou ingênuo, mas os números financeiros destinados a segurança são impressionantes em contrapartida a insegurança generalizada que o povo vive no estado. Onde se esconde o problema real de toda essa situação?

  8. Toni disse:

    BG, ld o meu comentário? Não quero deixar de ser leitor do seu blog por conta de sua parcialidade. Dava muito crédito ao sei blog. Não quero me decepcionar com vc.

  9. Cidadão disse:

    BG você como um homem da comunicação, não é bom ficar entrando no bate-boca gratuitamente, então faça uma matéria da seguinte forma: Solicite ao órgão público competente os dados estatiscos das DELEGACIAS DE POLÍCIA CIVIL instaladas nos Bairros do Município de Natal e também das delegacias ESPECIALIZADAS, para que informe os Boletins de Ocorrência que informam a prática de crime e quantos inquéritos policiais foram instaurados pelas AUTORIDADES POLICIAIS, voltados a INVESTIGAÇÃO DE CRIMES, não vale computar os Inquéritos Policiais decorrentes de FLAGRANTES, cujo o responsável pela prisão seja a PM ou Guarda Municipal, para que a sociedade tenha a ideia dos Delegados/Policiais Civis estão trabalhando. Faça isso BG que a sociedade verá delegacias com estrutura mediana e condições regulares que não P.. nenhuma e para finalizar faça uma enquete do que a população acha do atendimento dispensando pelas unidades policiais civis aos cidadão que buscam os seus serviços para solucionar ou apenas amenizar o sofrimento, também teremos uma boa ideia da situação.

  10. Almir Dionisio disse:

    Me engana……..

  11. henrique disse:

    Esses delegados estão muito preocupados, ganhando bem e trabalhando pouquíssimo, quantos ficam de plantão no RN por noite? sim, tem uns poucos que vestem a camisa.

  12. Ezilda disse:

    Se é este o valor que o Estado gasta com segurança e está um caos, melhor será o pastorador do RN entregar a chave da bodega.

  13. Luiz Fernando disse:

    Me engana que eu gosto

AMB defende continuidade da Lava Jato independente de impeachment

Foto: Albari Rosa
Foto: Albari Rosa

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) emitiu uma nota pública defendendo a continuidade das investigações da Lava Jato, independente das votações da admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff em votação no Congresso Nacional. No documento, assinado pelo presidente João Ricardo Costa, a Associação avisa que os magistrados “permanecerão vigilantes para combater quaisquer tentativas de interferência e para que as investigações prossigam de forma transparente e com a devida celeridade”.

Confira a nota na íntegra:

Com a aprovação pela Câmara dos Deputados do prosseguimento do processo de impeachment contra a presidente da República, Dilma Rousseff, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) alerta que os desdobramentos da decisão não podem impedir os processos de combate à corrupção no País e defende a continuidade das investigações da Operação Lava Jato.

Em tempos decisivos para o cenário político e econômico do Brasil, a independência e autonomia do Poder Judiciário devem ser garantidas, principalmente, no que diz a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) na condução dos processos dos réus com foro privilegiado. Os magistrados de todo o País permanecerão vigilantes para combater quaisquer tentativas de interferência e para que as investigações prossigam de forma transparente e com a devida celeridade.

João Ricardo Costa
Presidente da AMB

Associação dos Magistrados emite nota contra ação aberta no CNJ contra Sérgio Moro

Federal Judge Sergio Moro during a session of the Committee on Constitution and Justice of the Senate that discuss changes in the Code of Criminal Procedure, in Brasilia, on September 9, 2015. Judge Moro leads Brazil's huge anti-corruption drive that investigates the cases of corruption in the state-owned oil company Petrobras. AFP PHOTO/EVARISTO SA
Foto: Evaristo Sá / AFP PHOTO

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) emitiu uma nota considerando inadmissível o processo disciplinar aberto no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Lato. Na nota a Associação diz que tal medida não pode ser usada para interferir na autonomia da magistratura.

Confira a nota na íntegra:

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) considera inadmissível a iniciativa do Sindicato dos Advogados de São Paulo em protocolar pedido de processo disciplinar no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Sérgio Moro, que preside a Operação Lava Jato.

Para a AMB, o CNJ não pode ser encarado como uma instância recursal ou como caminho para cercear a autonomia da magistratura. Tal medida evidencia mais uma forma de intimidação dos juízes em suas atividades estritamente jurisdicionais e indica possível tentativa de impedimento à atuação do juiz que está à frente das investigações da Lava Jato.

A magistratura brasileira reafirma a sua confiança nas instituições, sobretudo no Poder Judiciário, e reitera que não se furtará diante de ações e manobras que venham a tentar paralisar o trabalho dos juízes no combate à corrupção.

João Ricardo Costa
Presidente da AMB

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Esmael Leite da Silva disse:

    Os novos aiatolás do judiciário brasileiro.
    Estando presentes os “pressupostos de admissibilidade do provimento jurisdicional”, a AMB não tem de achar nada, tem de ater-se a Lei e esta nota não condiz com aqueles que juraram defender a Constituição Federal em vigor, é uma tentativa grosseira de substituir a lei, pela opinião.
    O judiciário atropelando a lei de forma escancarada arroga-se o direito de desconsiderar desde princípios mínimos até a derrogar a própria constituição, o centro da crise não está na esfera política, ela é causada principalmente pelo judiciário, vide Teoria do Domínio do Fato utilizada na AP 470 e na mesma AP 470 a derrogação da dupla jurisdição, junte-se a isso derrogação do artigo 5º, inciso LVII, da Constituição Federal e por ai vai, A ditadura do Judiciário é a pior das ditaduras, é hora de restaurar-se o legalismo dentro do Judiciário, o final das ditaduras sempre teve péssimos resultados para aqueles que indevidamente tentam se apoderar do Estado, está mais do que claro que muitos agem como se fossem Aiatolás, e vocês não detêm nem representatividade popular e nem poder divino, são funcionários do Estado e deviam ater-se ao seu papel.
    Em que pese a liberdade de opinião, é triste saber que a AMB tem esta.

  2. Henrique Dasilva disse:

    Os juízes nunca erram, nunca comentem deslizes…o caso do juiz que desfilava com o porsche de Eike Batista, foi um caso raro…..deve ter sido intriga dos advogados!

  3. Ceará Mundão disse:

    É triste vermos entidades representativas dos advogados defendendo a corrupção e o atentado sistemático às instituições nacionais, num flagrante desrespeito à democracia. Antigos defensores da ordem democrática, combatentes da ditadura, as associações de advogados estão, vergonhosamente, assumindo posições contrárias à sociedade. Isso sempre tem seu preço.

  4. Silva disse:

    Moro 2018.

  5. Sergio Nogueira disse:

    Mais uma vez a Advocacia, que outrora ombreou contra a ditadura, se alia a uma visando apenas uma forma de vingar-se pela perda de honorários de êxito.
    Como não conseguem mais usar de chincanas, não conseguem usar os vazios legais e estão vendo suas medidas protelatórias não darem resultado, resta apenas mirar em quem está fazendo o certo.
    Por isso indago: você compraria um carro usado de um desses advogados ou de Moro?

Pacientes do Hemonorte criam associação

Nesta manhã (20), os pacientes portadores de anemia falciforme estiveram reunidos, no auditório do Hemonorte, para confraternizarem-se e comemorar a criação da Associação de Pessoas Portadoras de Anemia Falciforme – APPAF e a posse da diretoria da entidade.

Durante sua fala, a Presidente empossada, Ingrid Emanuela, explicou que havia uma necessidade muito grande de criar uma representação para lutar pelos falcêmicos. “A associação foi criada para prestar apoio e orientação as pessoas portadoras de anemia falciforme, principalmente no que tange a defesa dos seus direitos, enquanto cidadão. Ela é a voz dos falcêmicos”. Pacientes de diversos municípios do RN estiveram presentes prestigiando o evento

O Hemonorte, Centro de Referência em Hematologia e Hemoterapia no Estado do RN, atende atualmente, 300 pacientes portadores da doença. Alguns, como a Ingrid Emanuela, que vem fazendo tratamento há mais de dez anos. Dados do Ministério da Saúde mostram que no Brasil nascem por ano em torno de 3.500 crianças com anemia falciforme.

A anemia falciforme é uma doença hereditária, incurável e manifesta-se, geralmente, a partir dos três meses de idade, que pode ser diagnosticada precocemente através dos teste do  pezinho, que é realizado no recém-nascido.

Entre os principais sintomas da doença estão a anemia crônica (causada pela rápida destruição dos glóbulos vermelhos), Icterícia (cor amarelada na pele e mais visivelmente no “branco dos olhos), Síndrome mão-pé (inchaço muito doloroso na região dos punhos e tornozelos e crises dolorosas, principalmente em ossos, músculos e articulações.

Associação dos Cabos e Soldados da PMRN sobre o Carnatal: "A diária operacional é voluntária"

Ás vésperas do início do CARNATAL/2013 muitos policiais militares tem buscado orientação e esclarecimentos com o setor jurídico da ACSPMRN acerca da obrigatoriedade ou não do serviço imposto por escalas das unidades em que os militares estão lotados, e, diante disso, a Associação de Cabos e Soldados do RN resolveu tecer alguns comentários. Confira abaixo:

O artigo 1º da Lei Estadual nº 7.754/99, de 18 de novembro de 1999 tem a seguinte redação: “Fica criada a Diária Operacional, vantagem específica de natureza compensatória, destinada ao policial civil ou militar, que voluntariamente, em período de folga, for empregado na sua atividade fim, de polícia judiciária ou de policiamento ostensivo”.

Diante da redação do dispositivo legal fica claro e evidenciado o caráter de VOLUNTARIEDADE do servidor que desejar realizar o serviço extra, de modo que não deve prosperar a imposição de uma escala de serviço que obrigue o militar estadual a se submeter a um serviço alheio a sua escala convencional.

Aliado ao disposto na Lei Estadual nº 7.754/99, o Ministério Público Estadual, através do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial, em referência ao inquérito civil nº 009/2012, emitiu a RECOMENDAÇÃO nº 04/2012 – NUCAP, onde dentre outras recomendações se destaca:

“Na designação dos policiais militares para o serviço em período de folga, no sistema do pagamento de diária operacional, fazer com todos os comandantes e encarregados da elaboração das escalas de serviço (oficiais ou sargenteantes) observem a VOLUNTARIEDADE de que trata o art. 1º da Lei Estadual nº 7.754/1999, criando cadastro específico de policiais interessados nessa forma de serviço opcional, do qual possam solicitar a exclusão a qualquer tempo (…)”

Dessa forma, constatamos que a escala de serviço sem observância da voluntariedade do policial militar para o serviço estaria contrariando cabalmente o texto da Lei Estadual nº 7.754/99, bem como, configuraria o descumprimento do teor da RECOMENDAÇÃO nº 04/2012 – NUCAP, emitida pelo Ministério Público Estadual.

Acerca do frágil argumento de que essas escalas de serviços seriam para suprir a necessidade de policiamento em eventos EXTRAORDINÁRIOS, ele é rechaçado facilmente pelo próprio conceito do termo extraordinário, que remete a algo imprevisível, como seria o caso de catástrofes, guerras declaradas e/ou eventos de insegurança inopinados.

Sendo assim, verifica-se de forma inequívoca que o CARNATAL/2013, que se trata de uma festa privada e previamente agendada no calendário da cidade, não se encaixa nos moldes de serviço extraordinário, de modo que a escala de serviço para esse evento deverá observar a voluntariedade da diária operacional.

Da Associação de Cabos e Soldados do RN

Confira edital de Associação dos Piramideiros‏

Untitled-7 Untitled-6 Untitled-8

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Dias disse:

    Acho que ao entrar eles pagam uma pequena quantia e para cada novo sócio que for convencido a Associação reembolsa um determinando valor, de modo que em um ano você já recuperou o dinheiro investido e ainda ganhou o suficiente para postar no Youtube fotos de seu carro novo.
    É cada uma…

Associação Comercial do RN volta a reunir credores do Governo

A Associação Comercial  do Rio Grande do Norte vai reunir os micro e pequenos empresários que tem dívidas a receber do governo do estado nesta terça-feira, dia 13, às 8:30h, na sede da Associação, no bairro da Ribeira, em Natal.

Será o segundo encontro em menos de uma semana. “Desta vez iremos mensurar o tamanho da dívida e traçar estratégias de cobrança”, disse Itamar Maciel, presidente da ACRN.

A interlocução da cobrança, que  será feita pela Associação Comercial e Empresarial do Rio Grande do Norte  (ACRN), irá propor que os débitos possam  ser quitados de forma escalonada ou divididos em parcelas a serem acordadas.

O presidente da ACRN está tentando uma audiência com a área financeira do governo já que 80 empresários procuraram a entidade para pedir a intermediação uma negociação com o governo.

“Nossa ideia não é colocar o Governo contra a parede e fazer exigências. Nós queremos abrir um canal de negociação para que esses fornecedores tenham os serviços prestados ou o fornecimento de materiais diversos pagos”, disse o presidente da ACRN.

Com informações de Virgínia Coelli

Policiais e bombeiros discutem subsídio e promoções

Um novo encontro entre policiais militares e bombeiros, da ativa e da reserva, foi realizado na manhã desta sexta-feira (31). Desta vez, a assembleia aconteceu no Clube Tiradentes, no Alecrim, e teve como pautas a implantação do subsídio para os inativos e pensionistas, bem como as promoções e Plano de Carreira para a categoria. O movimento conta com apoio da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

A ACS-PM esteve representada pelo seu vice-presidente, o Cabo César Queiroz. “Os companheiros inativos e pensionistas estiveram presente conosco durante toda a luta pela implantação do subsídio para policiais militares e bombeiros. Agora, não podemos abandoná-los nessa batalha para que eles também recebam um direito que lhes é assegurado por lei”, comentou.

De acordo com o Cabo Queiroz, um dos objetivos da assembleia é justamente mobilizar o maior número possível de policiais, sejam eles da ativa ou da reserva. “Com toda a categoria unida, teremos força. Para o próximo dia 5 estamos organizando uma grande mobilização para mostrar ao Governo do Estado que o que está sendo feito é uma injustiça e nós não vamos permitir”, completou o vice-presidente da ACS-PM.

O presidente da Associação dos Policiais Militares Inativos e Pensionistas do Rio Grande do Norte, o 2º sargento Fernando Filgueira, declarou que atualmente são mais de três mil inativos e pensionistas que aguardam que o subsídio seja efetivado. “A gente espera que a governadora Rosalba Ciarlini faça a alegria desse pessoal e oriente seus secretários para que possamos receber o subsídio a partir de setembro. Os vencimentos dos meses de julho e agosto nós podemos negociar para que o Governo pague da melhor maneira possível”, afirma.

Sargento Filgueira lembra também que um dos objetivos dessa assembleia é a conscientização dos policiais e bombeiros da ativa. “Nós queremos que eles sejam mais solidários com nossa luta, porque amanhã serão eles que estarão nessa situação”, declarou. Os participantes da assembleia também debateram sobres as diretrizes da luta que está sendo encampada em prol de promoções e Plano de Carreira.

O vice-presidente da Associação dos Cabos e Soldados, Cabo Queiroz, informou que: “há mais de dez anos não é realizado um concurso para cabos. Além disso, os soldados e cabos são as únicas categorias que não dispõem de um Plano de Carreira. Isso não pode continuar dessa maneira”.

Associação implantará caramanchão no Cajueiro de Pirangi; via será desobstruída em 45 dias

Por Yara Okubo, Gira Parnamirim

Divulgação/Tião Pereira
 Em 45 dias o Cajueiro de Pirangi poderá se estender pela Avenida Deputado Márcio Marinho sem interromper o tráfego de veículos pelo local. A alternativa encontrada foi a implantação de 24 vigas, numa área de 120 metros quadrados para a construção de um caramanchão, que permitirá erguer os galhos da árvore que hoje se arrastam pela área.

Depois de tanta polêmica, essa foi a alternativa encontrada pela Associação dos Moradores do Cajueiro (Amopin), comandada por Francisco Cardoso, para garantir o crescimento do maior cajueiro do mundo, sem causar transtornos ao tráfego de veículos e à comunidade.

Com recursos próprios, a Amopin está investindo R$ 120 mil para a implantação do caramanchão. “Conseguimos a licença do Idema e a Prefeitura de Parnamirim dispensou o processo de licitação devido à necessidade de se realizar logo a obra. Na próxima temporada, certamente estaremos livres dos congestionamentos”, disse o presidente da Amopin.

A avaliação do solo foi concluída essa semana pela Consultest – Controle Tecnológico. De acordo com o encarregado da empresa, Marcos Dias, uma equipe formada por três pessoas fez toda a sondagem da área onde serão instaladas as 24 vigas. “A sondagem é necessária para que o caramanchão seja erguido com segurança e não ofereça riscos para quem transita por aqui”, explicou.

Ampern emite nota de repúdio contra delegada Sheila Freitas

Primeiro o Ministério Público quem se manifestou acerca das declarações da delegada Sheila Freitas, titular da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), de que a promotora Izabel Pinheiro seria despreparada alegando que ela vivia no paraíso do Olimpo. O que motivou as declarações de Sheila, foi o fato de a promotora ter entrado com um recurso de correição parcial por causa do grande número de interceptações telefônicas feitas durante a investigação que terminou com o jovem Porcino Segundo, o “Popó”, resgatado.

Agora, chegou a vez da Associação do Ministério Público do RN (Ampern) se manifestar por meio de uma nota de repúdio. No documento assinado pelo promotor Eudo Rodrigues Leite, presidente da associação e titular da 22ª Promotoria de Natal, a Associação qualifica de agressivas e inadmissíveis as críticas de Sheila contra.

Confira a nota na íntegra:

Nota de repúdio

A Associação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte – AMPERN, diante de ataques emanados da Delegada de Polícia Civil Sheila Freitas quanto à atuação da Promotora de Justiça Izabel Cristina Pinheiro, vem a público esclarecer e repudiar o seguinte:

Conforme esclarecido em nota oficial pela Procuradoria-Geral de Justiça do RN, o recurso manejado pela referida Promotora de Justiça, chamado Correição Parcial, nos autos do processo relacionado com o sequestro de Porcino Fernandes da Costa Segundo, destinou-se tão-somente à preservação da regularidade do processo e evitar futuras alegações de nulidade. Não houve representação contra a Juíza da Comarca de Ceará-Mirim, nem contra a Delegada Sheila Freitas;

Em nenhum momento se questionou a celeridade das decisões da Juíza da Vara Criminal de Ceará-Mirim. O que foi objeto do recurso de Correição Parcial foi a decisão que indeferiu requerimento do Ministério Público no sentido de que fossem justificados a inclusão de alguma linhas telefônicas na interceptação, de modo a ficar clara a relação dos números interceptados com o fato em apuração, cumprindo-se os requisitos legais e evitando-se a suscitação de eventuais nulidades processuais;

Causou espécie o pronunciamento e a reação da Delegada de Polícia Civil Sheila Freitas que, em verdade, adentrou na seara do mero ataque pessoal a um membro do Ministério Público pelo simples fato deste haver interposto um recurso processual com único objetivo de preservar a regularidade processual, devendo ser repudiadas as afirmações de que a referida Promotora de Justiça é “despreparada”, que estaria “querendo aparecer no caso” e que, enfim, “vive no Olimpo”;

Em que pese o reconhecimento do sucesso da referida operação policial e o desejo de que outras tantas sejam levadas a pleno efeito pela Polícia Civil do RN, são inadmissíveis, inaceitáveis e merecedoras de repúdio estas agressões. Afinal, não é dado o direito a nenhuma autoridade policial de promover ataques pessoais a quem quer que seja, mormente contra um membro do Ministério Público que age no estrito cumprimento do dever legal e pelo simples fato deste haver interposto um recurso processual dentro das regras do Estado Democrático de Direito;

Por outro lado, os membros do Ministério Público potiguar, mormente a Promotora de Justiça injustamente atacada, não “vivem no Olimpo”, estando em suas comarcas diuturnamente, agindo em defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis, como é testemunha a ampla maioria da sociedade potiguar;

As afirmações da delegada revelam desconhecimento de sua parte em relação a atuação do Ministério Público potiguar, reconhecido pela sua postura destemida e combativa, investigando e processando quem quer que seja achado em culpa, bem como não condiz com o relacionamento respeitoso que deve haver entre instituições que atuam em combate a criminalidade, no caso o Ministério Público e a Polícia Civil;

Cumpre ainda ressaltar que a Promotora de Justiça em questão é reconhecida pela sua competência técnica e combatividade na atuação e que pugnará incessantemente, na qualidade de titular da ação penal, pela condenação dos autores de tão hediondo crime, não sendo razoável sequer se imaginar a hipótese de algum membro do MP querer “aparecer” às custas de um processo sigiloso;

Enfim, deve ser ressaltado que o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte tem uma convivência institucional histórica com a Polícia Civil do RN, reafirmando a sua plena confiança e harmoniosa relação com esta instituição, sendo tal ataque, certamente, afirmação individual e isolada da citada Delegada de Polícia, que sequer deve conhecer o teor do recurso interposto.

Operação ÊPA: Consultor de ONG investigada pela PF dirige associação que fechou contrato de R$ 1,6 milhão com Parnamirim

Depois de averiguar bastante os detalhes dessa Operação Êpa, deflagrada hoje pela Polícia Federal (PF) para investigar um esquema de desvio de dinheiro público através de Organizações Não Governamentais (ONGs), com o velho olhar crítico e investigativo de sempre, o blog chegou a um fato, no mínimo, inusitado: Ângelo Márcio Fernandes de Sousa, consultor e auxiliar administrativo da Cooperativa dos Trabalhadores Autônomos (CTA) visitada pelos investigadores da PF, é também presidente Associação de Promoção do Desenvolvimento Social (APDL), que ontem fechou um contrato de R$ 1.617.000,00 com a Prefeitura de Parnamirim.

A contratação, inclusive, está no Diário Oficial do Município (DOM) desta terça-feira (13), com validade até agosto de 2012 para serviços técnicos especializados em ações de Qualificação Social e Profissional (QSP) – atividade prevista no Programa Projovem Trabalhador.

O blog não está incriminando ninguém. Pelo contrário. Está apenas mostrando uma mera coincidência, já que, segundo a PF, o Instituto ÊPA! [Espaço de Produção ao Desenvolvimento Sustentável] e a CTA, utilizavam-se do quadro societário e de outras empresas e pessoas relacionadas para fazer o desvio dos recursos públicos, ou seja, os desvios aconteciam nas contratações dos mesmos serviços que estão sendo prestados em Parnamirim até o próximo ano. No esquema, ainda de acordo com a PF, a CTA foi benecifiária de recursos federais na ordem dos R$ 28 milhões. Bagatela!!!

O blog não conhece pessoalmente o senhor Ângelo de Sousa e o contrato da APDL pode até ser lícito. Isso ninguém está questionando. Mas, que é muita coincidência, isso é!

Segue os documentos que comprovam o que o blog está postando:

Nome de Ângelo de Sousa nas propostas como Consultor CTA
Nome de Ândelo como presidente da Associação
Contratação publicada no DOM de Parnamirim

Associação Paulo Ubarana precisa de brinquedos. Ajude você também!!!

A Associação PAULO UBARANA está arrecadando brinquedos (novos ou não) e roupas para fazer a festinha do Dia das Crianças de mais de 100 crianças carentes de uma comunidade rural localizada no município de São José do Mipibu/RN.

A festa será realizada no sábado – (dia 15 de outubro), a partir das 16h.

Haverá uma apresentação dos palhaços DUREZA e MOLEZA, seguido de distribuição de balas e logo depois dos brinquedos arrecadados através dessa campanha.

PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM.

O brinquedo que se encontra esquecido na sua casa pode fazer a diferença para quem não tem nenhum para brincar.

Pense nisso.

Maiores informações:
Luciana Ubarana – 8144.1328 – @lu_ubarana
Pedro Henrique – 9418.9363 – @PH_natal