Secretaria de Saúde no interior do RN é alvo de denúncia por “perseguição política” durante vacinação contra a covid

A Secretaria de Saúde do município de São Miguel, no Oeste potiguar, está sendo alvo de denúncia por perseguição política, durante o período da vacinação contra a covid.

Segundo denunciantes, que prometem repassar o caso ao Ministério Público do Rio Grande do Norte(MPRN), em casos de evidência da necessidade vacinação para um cidadão prioritário, a Secretaria de Saúde de São Miguel tem somente autorizado a imunização sob autorização do secretário local.

Ainda segundo denunciantes, em um dos casos, um cidadão idoso, portador de comorbidades de diabete mellitus tipo 2, hipertensão, e atuante na saúde local, inicialmente impedido de ser imunizado na quinta-feira(21), só conseguiu ser vacinado depois da autorização do médico da coordenação da saúde do município, que desconhecia qualquer tipo de impedimento,

Para os denunciantes, a Secretaria de Saúde de São Miguel tomou atitudes que classifica como “abuso de poder”, colocando a vida de um cidadão em risco. “O SUS é nosso, não particular”, disse uma denunciante, que pede aos órgãos fiscalizadores que apurem as denúncias.