Pastor evangélico dos EUA que desafiou regras de distanciamento social morreu de Covid-19

Foto: Reprodução/New Deliverance Evangelistic Church

Um pastor evangélico dos Estados Unidos que havia contestado as orientações para manter distanciamento social durante a pandemia da Covid-19 e manteve os cultos na sua igreja morreu no último sábado (11). Gerald Glenn era o líder da igreja evangélica New Deliverance, na cidade de Chesterfield, no estado da Virgínia .

A congregação pentecostal divulgou a morte do líder religioso no domingo (12) em uma rede social.

Em uma fala aos membros de sua congregação no dia 22 de março, Glenn falou sobre o coronavírus. De acordo com a mídia local, ele afirmou: “Eu acredito firmemente que Deus é maior que esse vírus amedrontador. Os jornais da região também relataram que Glenn disse que seguiria pregando “a não ser que estivesse na cadeia ou no hospital”.

No dia 30 de março, por ordem do governo do estado, o líder religioso foi obrigado a ficar em casa, isolado.

A viúva de Glenn também foi infectada com o vírus. Em um texto em uma rede social, a filha do casal pediu para que as pessoas entendam a gravidade e severidade da doença. “Não é só sobre você, é sobre cada um ao redor de nós”, escreveu.

Nos EUA, um pastor pentecostal foi preso em março por seguir realizando cultos frequentados por centenas de pessoas.

Com Bem Estar – G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Quem for medianamente informado sobre politica e partidos, sabe que as agremiações esquerdistas fundamental seus "princípios" com base na ideologia de Karl Marx ATEU convicto, que desconhecia Deus e odiava as instituições religiosas (na época não havia os Edir Macedo da vida). Portanto, esperar caridade, espírito fraterno, misericórdia e respeito aos mortos de petista é querer demais. Todos são lobos em pele de cordeiro.

  2. Jkse disse:

    Já vai tarde . Com seu posicionamento deve ter contaminado outros tantos

  3. Gaius Baltar disse:

    Não é algo pra comemorar, só lamentar a ignorância.

  4. Sebastião disse:

    Pelos comentários, a Torcida Organizada do Vírus (TOV) é muito forte!

    A petêzada quer sangue, morte, tudo para malhar o "bozo"!

    Vamos rezar, meu povo, por mais que seus líderes só entrem em Igreja de 4 em 4 anos.

    Deus tenha piedade de quem se compadece da desgraça alheia!

  5. RICARDO LÚCIDO disse:

    Respeito nessa hora é fundamental . Que Deus receba esse cidadão na nova morada . Sua família está sentindo e nós não podemos tripudiar diante de um fato desse .

  6. Vitor Silva disse:

    Quem não teve (ainda) parente contaminado ou morto acredita nos números falsos do governo. Essa é a estratégia. Só que a realidade, uma hora, se impõe.

  7. Cidadão pagador de impostos disse:

    E a cloroquina não salvou? Será q funciona esse remédio?

  8. JR Laranjeiras disse:

    Vá em paz, e nos deixe em paz também!

COMENTE AQUI