Pazuello diz que vacinação contra covid continuará ‘todos os anos’, assim como acontece com ‘H1N1, sarampo e outras doenças ao longo da nossa vida’

Foto: Wanderley Preite Sobrinho/UOL

Depois de anunciar para hoje o início da vacinação contra a covid-19 em todo o Brasil, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o Brasil continuará vacinando contra o novo coronavírus ao longo dos próximos anos.

“A outra ideia que não podemos deixar de pensar é que este modelo se repetirá no ano que vem”, afirmou o ministro ao lado de 19 governadores e vice-governadores no Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

“Continuaremos tomando vacina contra o coronavírus e suas variantes todos os anos em estratégia de vacinação definida pelo SUS (Sistema Único de Saúde), e isso vai entrar numa normalidade, como [a vacina para] H1N1, sarampo e outras doenças ao longo da nossa vida”, disse Pazuello.

Durante o anúncio, Pazuello aproveitou para antecipar a campanha de vacinação, antes prevista para começar na quarta-feira (20). A decisão foi tomada enquanto conversava com os governadores. Primeiro, em uma roda de conversa, ele sugeriu iniciar a vacinação às 14h de amanhã, mas ao iniciar o evento afirmou que seria possível começar a campanha ainda hoje “no final do expediente”.

Ele afirmou que a maioria dos imunizantes seria transportado hoje pela FAB (Força Aérea Brasileira) e que por isso as vacinas chegarão por volta das 14h de hoje na maioria dos estados brasileiros.

“A gente pode colocar a ideia de hoje, ao final do expediente, os estados começarem no município principal a vacinar. Com isso a gente adianta (…) Acho que a gente pode começar hoje ao final do expediente”, disse.

Vacinação terá duas doses

Pazuello também negou a intenção de vacinar o maior número possível de brasileiros com todas as doses disponíveis —adiando a aplicação da segunda dose—, como sugeriu na reunião a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). A estratégia vem sendo usada no Reino Unido e é cogitada por outras nações a fim imunizar o maior número possível de pessoas na primeira fase de imunização.

“Nós não podemos fazer isso. O Butantan são duas doses em tempo curto, e tem de ser feito. Esse assunto já foi tratado em todos os níveis”, afirmou Pazuello, em referência às discussões na Anvisa (Agência Nacional de Saúde) em nos fóruns de governadores e prefeitos.

Mudança de discurso

Embora o governo federal seja acusado de minimizar a pandemia, Pazuello defendeu a manutenção das medidas preventivas mesmo após o início da campanha de vacinação.

“A vacina não determinam o fim das medidas preventivas”, disse. “O início da vacinação não nos desobriga a continuar com o uso de máscara e medidas de prevenção e afastamento social. Continuaremos vivendo desta forma até termos a pandemia controlado aos níveis normais de qualquer doença.”

UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pepe disse:

    A entrevista dele não foi a altura de um general,inseguro,nervoso,monossilabico,envergonhado.Doria não precisou confronta-lo,coitado botou o Dimas Covas,cirurgico,disse: ele foi treinado para matar,militar não é.Nos fomos preparados para tratar,curar,prevenir!!

  2. caninde quirino disse:

    o gado bolsominion é a aftoza ja ta no mercado a muito tempo. kkk

  3. ZéGado disse:

    Esse milico é igual ao gado, só sabe bater os cascos

    • Calígula disse:

      Lula e Petistas só sabem bater carteira e surrupiar dinheiro público.
      Por falar em bosta, onde anda o cachaceiro de 9 dedos?
      Será que ainda tá dormindo de conchinha com a família Castro?

  4. Manoel disse:

    KKKKKKKKK. O inepto MINTOmaníaco e o especialista em logística que não resolve nada!

    • Raimundo disse:

      A vacina foi aprovada ontem e hj já estará no nosso estado, deve ser pq ele é péssimo em logística né?

  5. Calígula disse:

    Presidente Bolsonaro e o Ministro Panzuello são dois Gênios Nacionais, Heróis por natureza.
    É Mito 2022 na cabeça.
    A esquerda pira

    • Calígula menininha do Pr. disse:

      Eita que a vacina comunista será usada, o que os seguidores dos gênios nacionais irão fazer?

    • GADO BOLSOMINION (PO) disse:

      Vamos esperar a petezada tomar a vacina na bunda, aí se prestar é que vacina o gado do véi Bolsonaro.
      No braço.
      Ok!?

COMENTE AQUI