PF prende homem ligado a morte de Anderson Miguel.

Passado seis meses da morte do empresário e advogado Anderson Miguel da Silva, investigado na Operação Hígia, a Polícia Federal conseguiu prender em Maceió um alagoano, identificado apenas como Alex, acusado de ter apoiado a fuga do assassino.

A prisão deste alagoano foi revelada na edição de hoje do Novo Jornal, após receber gravações de uma mulher, supostamente cunhada do acusado, relatando a prisão e a participação dele no crime. E se confirmada as suspeitas, é provável que a prisão do pistoleiro ocorra em breve.

Mas questionado sobre a prisão, o superintendente da PF, Marcelo Mosele, silenciou. Ele não negou nem confirmou, simplesmente se limitou a afirmar que não poderia comentar nada sobre as investigações.