Reino Unido pode ter vacina contra a Covid-19 em setembro, diz farmacêutica

FOTO: EFE/EPA/SEDAT SUNA

O CEO da companhia farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot, afirmou, nesse domingo (24), que a população do Reino Unido pode ter acesso à vacina contra o novo coronavírus em setembro deste ano, se os testes forem bem-sucedidos. A declaração foi dada em entrevista à emissora BBC.

A empresa, que tem sede em Cambridge, trabalha junto com especialistas das Universidade de Oxford, com o objetivo de desenvolver e distribuir em massa o medicamento.

“Recebemos um pedido do governo britânico para oferecer 100 milhões de doses”, explicou.

Soriot, contudo, admitiu que o prazo estipulado para dezembro depende do trabalho dos pesquisadores.

“A vacina tem que funcionar, e essa é uma questão. A outra é que, se funciona, teremos que demonstrar isso”, disse.

Segundo o CEO da AstraZeneca, é preciso que a vacina faça a doença desaparecer totalmente do organismo, para que seja provada a eficácia.

Jovem Pan, com Agência EFE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. george disse:

    BOLSONARO, POR FAVOR FALE MAL DESSA VACINA!

    • Vergonha disse:

      Deixa de escrever MER….quem quer que essa doença dure muito são os PTralhas, a teoria de quanto pior melhor, ….dinheiro sem trabalhar, típico de PTralhas, olha o exemplo vivo , a deputada federal Natália benevides és trabalhadora sem nunca ter trabalhado 🤣🤣, pergunte pra ela a cor da carteira de trabalho??? Ela não sabe , nunca trabalhou

COMENTE AQUI