Startups: Governo abre linha de crédito no Nordeste para empresas de micro e pequeno porte e microempreendedores individuais

Foto: Divulgação

Os recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), administrados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vão apoiar a criação da primeira linha de crédito da América Latina voltada exclusivamente a empresas nascentes de base tecnológica. A linha FNE Startup passou a ser disponibilizada ao público nessa sexta-feira (14), em todas as agências do Banco do Nordeste.

Empresas de micro e pequeno porte e microempreendedores individuais (MEI) que se caracterizem como startups terão acesso a R$ 2,9 milhões para o financiamento de projetos de inovação de produtos, serviços, processos e métodos organizacionais. Cada projeto poderá acessar até R$ 200 mil, sendo o limite de financiamento de até 100% de seu valor.

As operações de crédito podem contemplar aquisição de bens de capital, folha de pagamento, despesas de remuneração de estagiários, capital de giro, quando exclusivamente associado ao investimento; treinamento, capacitação, aluguel de equipamentos e outros bens, além de serviços necessários à viabilização do projeto.

Também são financiáveis despesas com coworking, prestação de serviços especializados, publicidade e propagandas pagas (paid ads), bem como serviços de armazenamento de dados e gastos relacionados à tecnologia da informação e comunicação (TIC).

O FNE Startup foi criado para fomentar o empreendedorismo ao atrair e manter, nos nove estados do Nordeste, além das porções norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, capital humano e modelos de negócios com alto potencial de crescimento.

Mais oportunidades

Administrados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e concedidos por meio do Banco do Nordeste, os recursos do FNE aquecem a economia, geram emprego e renda na região. Possibilitam o financiamento de projetos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração, nos mais diversos setores da economia. Para este ano, estão disponíveis cerca de R$ 29,3 bilhões para empreendedores e produtores do Nordeste.

Ministério do Desenvolvimento Regional

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. IBMENDONCA disse:

    E o gado muuuuuuuuuuuu!!!

    • Ceará-Mundão disse:

      Mais um esquerdopata despreparado. Essa gente é de causar dó. Coitados.

  2. Neco disse:

    E outras desvantagens de se ter a Selic alta, além de turbinar a dívida pública, são: a) menos crédito na economia; b) inibição de investimentos (melhor comprar papéis do que investir em algo produtivo). E tudo isso mexe com a roda da economia.

  3. Neco disse:

    E outra coisa, não era só estrangeiro que fazia esse 'carry trade'. Braslileiros também. 1-Pega lá forá pagando taxa de 0,5%; 2-Traz pro Brasil e converte em real; 3- Compra papéis corrigidos pela Selic; 4- Quando receber a remuneração, compra dólar; 5- Como o juros é (hoje nem tanto) maior do que o banco nas gringas, o 'especulador' quita essa dívida na moeda original (em dólar, euro, lascas, pelos de morcego…) e ainda sobra um 'troco'.

  4. Greg disse:

    Este programa está na Constituição deste 1988, agora, saber qual linha de financiamento qual governo abriu mais crédito e oportunidades, se for atrás foi no governo do PT.

  5. Neco disse:

    Valeu, Ceará.
    E o custo desse de um dólar valorizado mediante Selic alta é: a) pagar montanhas de juros a rentistas e banqueiros (prometeu pagar, tem que pagar mesmo); b) desindustrilização. Com dólar barato, sobretudo a manufatura vai pras cucuias. Num primeiro momento pode até ser favorável para se comprar máquinas lá fora, mas tem muita coisa que não tem muito o que inovar importando bem de capital, mas fica um um monte de produto que vai ser substituído por importado, desempregando aqui.

  6. Cortez Pereira Junior disse:

    ESSES ESQUEDOPATAS NÃO QUEREM VER O NOSSO PAÍS CRESCER. O PRESIDENTE ESTA CERTÍSSIMO. ESSES IMBECIS DA ESQUERDA SÓ DEFENDEM OS LADRÕES, TEM QUE PASTAR UM POUCO NUM CERCADO VEM VERDINHO. PARABÉNS PRESIDENTE POR ESSE APOIO AOS MICROEMPREENDEDORES.

  7. Tony disse:

    Lembrando que o dinheiro é dos BRASILEIROS, nao é da besta fera, oh desculpem BOSTANARO….o SATANÁS PRESIDENTE

    • Ceará-Mundão disse:

      Na época dos (des) governos do PT, o dinheiro não era NOSSO, né? Desde o Mensalão, que estamos vendo para onde ia o dinheiro dos nossos impostos, esse que vc agora diz que é nosso.

  8. Ricardo Carvalho disse:

    Péssima notícia para os membros e seguidores do partido que virou quadrilha, a turma que torce contra o Brasil, parasitas do quanto pior, melhor! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  9. Ceará-Mundão disse:

    Mais um motivo para parabenizar o governo Bolsonaro. Dá prá entender a enorme dificuldade que a cambada de esquerda está enfrentando para fazer oposição ao governo do "Bozo". Kkkkkkkk. A propósito, o ministro dessa pasta é o potiguar Rogério Marinho. Dá-lhe, Bolsonaro. Kkkkkkkk.

    • Curiosa disse:

      Dificuldade? A cegueira seletiva é uma coisa engraçada seja da direita ou da esquerda. O dólar absurdamente alto, o que reflete diretamente na vida de todos nós brasileiros, combustível indem, saúde e educação um caos, mas os eleitores de Bolsonaro preferem fechar os olhos e idolatrar um politico de atuação medíocre a cobrar de fato medidas efetivas para que as coisas funcionem.

    • Cidadão disse:

      Ainda bem q vc é só "CURIOSA", não entende de economia.
      Aceita q dói menos.

    • Ceará-Mundão disse:

      "Cumpanhera", vi hoje mesmo que entre 2014 e 2018, a renda dos 5% mais pobres no Brasil caiu 39%, segundo um estudo da FGV. E o número daqueles que vivem em extrema pobreza aumentou 67% nesse mesmo período. Quanto ao governo do "Bozo" (kkkkkkk), todos estão enxergando a realidade, excetuando gente como vc, aqueles já doutrinados, cujos cérebros foram "abduzidos" pela nefasta ideologia "vermelha". E agora, que não tem mais o tal "Lula livre" (o condenado está "solto" mas NUNCA mais estará "livre"), sobra mais tempo prá torcer contra o Brasil, né? E o RN, está como? Não esquece do pobre Rio Grande sem norte e sem sorte, talkey?

    • Neco disse:

      Vou tentar satisfazer a CURIOSidAde.
      Um monte de estrangeiro pegava emprestado lá fora. Comprava reais e investia em títulos corrigidos pela Selic, embolsava o lucro reconvertia em dólar, pagava o banco gringo e embolsava a grana. Com a taxa alta, valia a pena correr o risco das flutuações cambiais.
      Aí, se pagava dezenas de bilhões de reais. Quem compra é malvado? Não, só tá emprestando
      dinheiro para um governo que gasta mais do que arrecada. Só que com a Selic em baixa, ocorrem dois fenômenos: 1- Não tá mais valendo a pena fazer isso. Dólar foge, logo escasseia, logo encarece.; 2- Com a Selic em baixa, fica mais vantajoso dever em títulos a ela atrelados do que em dólar (que tem ainda os sustos cambiais), ai o pessoal tem corrido atrás das verdinhas para quitar dívidas nessa divisa (maior procura… acho que vc sabe…). Tem uns preços que são fixados internacionalmente. A Petrobras é cheia de contrato em dólar. Quando brent e dólar sobem, gasolina sobe. Vale também para um monte de produto importado (como trigo, componentes eletrônicos, química fina – usada em medicamentos).

    • Ceará-Mundão disse:

      "Meu garoto", esse Neco. Kkkkkkk. Valeu, amigo, vc deu uma aula prá essa cambada de ignorante que resolve falar do que não sabe (e eles não sabem de NADA, coitados). Essa é uma das INÚMERAS diferenças entre os esquerdopatas e os brasileiros do bem. Já dizia o saudoso Roberto Campos (avô do atual presidente do BC): "O PT é o partido dos trabalhadores que não trabalham, dos estudantes que não estudam e dos intelectuais que não pensam". Onde se lê "PT", leia-se "partidos de esquerda". São tudo farinha do mesmo saco.

COMENTE AQUI