FOTO: Ex-lutador do UFC morre após discutir e ser atropelado por motorista de aplicativo em Belém

Rodrigo Monstro chegou a ser contratado pelo UFC. — Foto: Igor Mota / Jungle Fight

Morreu na noite de domingo (21), em Belém, o lutador de MMA Rodrigo Goiano de Lima, de 28 anos, ex-UFC, conhecido como “Monstro”. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo, que deve passar por necropsia na manhã desta segunda-feira (22).

Segundo a Polícia Civil, Rodrigo morreu após ser atropelado por um homem identificado como Jefferson Roger Maciel Barata, que seria motorista de aplicativo e estaria conduzindo o carro de cor cinza. O fato aconteceu às 21h48 na avenida Julio César, com a Passagem Jader Barbalho, no bairro da Maracangalha, área do canal São Joaquim.

Informações preliminares são de que teria havido uma discussão entre a vítima e o motorista por motivos ainda desconhecidos. Após a discussão, Rodrigo desceu do carro e teria sido surpreendido pelo condutor do veículo, que atropelou a vítima e fugiu. Uma equipe da Divisão de Homicídios esteve no local e iniciou os levantamentos do crime.

Rodrigo Monstro tinha 28 anos e era irmão de criação do também lutador do UFC, Michel Trator. Rodrigo foi campeão meio-médio do Jungle Fight e chegou a ser contratado pelo UFC na categoria até 77kg do evento.

G1

VÍDEO: Jornalista boliviano é demitido após discutir com Ministra ao vivo

O jornalista boliviano Enrique Salazar foi demitido da emissora de TV Red Uno na última quarta-feira (20), após discutir, ao vivo, com autoridades do atual governo sobre a produção de cocaína na região de Cochabamba, zona eleitoral do presidente Evo Morales.

De acordo com jornais locais da Bolívia, o repórter lamentou que o seu país não seja um grande produtora de trigo, mas sim de cocaína, uma das drogas mais usadas em todo o mundo. A atual Ministra da Comunicação, Marianela Paco, ouviu o comentário no programa “One Red”, exibido ao vivo, e pediu explicações ao jornalista.

Salazar e a ministra iniciaram uma discussão, que terminou com insultos à autoridade, alguns deles impublicáveis. O apresentador disse que ela não iria ensiná-lo a fazer jornalismo e recebeu uma resposta atravessada: “quando você foi eficiente para o jornalismo? Não me venha dar aulas de como comunicar”, comentou ela. Após a repercussão do caso, a emissora informou a rescisão do contrato do jornalista por má conduta profissional.

O fato tem gerado muitos comentários contra o jornalista, que teria sido extremamente grosseiro com a Ministra.

Veja o vídeo:

enriquesalazar-ministra-jornalista-bolivia

UOL                                                                                 ASSISTA AQUI