Geral

Juiz morre eletrocutado em clube de tênis em SP

FOTO: REPRODUÇÃO / TJ-SP

O juiz Rafael Bragagnolo Takejima morreu após receber uma descarga elétrica em um clube de tênis na Vila Refente Feijó, zona leste de São Paulo, na tarde dessa quinta-feira (22).

O acionamento do Corpo de Bombeiros foi às 14h24 para a avenida Vereador Abel Ferreira, número 1.070, onde funciona o Mazzeo Tennis. No local, o juiz foi socorrido e encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital da Vila Alpina em estado grave. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Seis viaturas do Corpo de Bombeiros, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o helicóptero Águia 5 do Grupamento Aéreo da Polícia Militar atenderam a ocorrência.

Histórico

Rafael nasceu em Itu, no interior paulista, se graduou pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo, e ingressou na Magistratura em 2009. O juiz atuava na 4ª Vara Cível da Comarca de Diadema, na Grande São Paulo.

Em sua trajetória na Corte paulista, o juiz atuou na 22ª Circunscrição Judiciária – Itapetininga e nas comarcas de Presidente Epitácio (2ª Vara), Itapeva (1ª Vara), Capital (juiz auxiliar), Praia Grande (3ª Vara Cível) e Diadema (4ª Vara Cível).

O Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou a morte do juiz e divulgou nota de pesar. “A Corte paulista e a família forense homenageiam o magistrado pelo trabalho desempenhado em prol da Justiça. O Tribunal se solidariza com os familiares, amigos e colegas. A Presidência lamenta a partida do magistrado”, escreveu em comunicado.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Homem morre em Mossoró após ser atingido por pneus que se soltaram de caminhão na BR-110

Um homem morreu após ser atingido por dois pneus que se soltaram da caçamba de um caminhão na BR-110 em Mossoró, no Oeste potiguar. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (20).

O vigilante, de 32 anos, estava voltando para casa de moto quando foi atingido pelos pneus que se soltaram do outro veículo.

Com TV Futuro

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Surfista espanhol morre após ser engolido por onda em praia no México

Foto: Federação Espanhola de Surf

O surfista espanhol Oscar Serra morreu este sábado na cidade de Puerto Escondido, no México, depois de ter tentado surfar uma onda de mais de dois metros. O atleta, segundo relatam várias testemunhas, terá sido colhido, antes de cair de forma desamparada na areia, não resistindo ao impacto.

A cidade, conhecida pelo seu mar perigoso, já tinha sido o ‘último destino’ de outro surfista californiano, Noel Robinson, falecido em 2010 depois de também ter decidido ‘desafiar’ as ondas mexicanas.

A Federação Espanhola de Surf já desejou as condolências à família e amigos do atleta.

Record – Portugal

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Homem morre afogado na Lagoa de Arituba, no litoral sul potiguar

Foto: Corpo de Bombeiros Militar do RN/Reprodução

O portal G1-RN noticia nesta segunda-feira(19) a morte por afogamento de um homem de 40 anos na Lagoa de Arituba, em Nísia Floresta, na tarde desse domingo (18).

Segundo o texto, informações de familiares dão conta que a vítima era natural de Serrinha, no RN, sofria de epilepsia e tinha ingerido bebida alcoólica.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Participante do ‘MasterChef’ morre vítima de Covid-19 aos 41 anos

Cecília Ramos (Foto: Reprodução/Instagram)

Cecília Ramos, conhecida como Cissa Pretinha, participante do MasterChef Brasil 2020, morreu aos 41 anos neste sábado (3), vítima de complicações da Covid-19. A notícia foi confirmada pelo marido, Franscico Pires, que a homenageou em suas redes sociais.

“Você se foi para sempre meu amor. Saudade dói aqui dentro. Você dividiu comigo a sua história e me ajudou a construir a minha. Nada mais será como um dia ao seu lado, tudo foi pra mim… sempre te amei de todo meu coração. Fomos amigos, amantes e amores um do outro o tempo todo. Sua ida precoce é sem respostas, que vou carregar na minha vida. Nunca vou me esquecer sua voz dizendo: ‘xuuuuuuuuuuuuuuu’. Descanse em paz, Cecília Aparecida Ramos Pires Pimentel”, escreveu ele.

Cecília estava internada desde o dia 27 de maio. Foi ela quem deu a notícia a seus seguidores em sua página no Facebook. “Amigos, por favor, orem por mim. Estou na UTI devido a complicações da Covid”, disse ela, que recebeu mensagens de apoio e carinho. A chef de cozinha deixa um filho, Emmanuel.

Cecília Ramos avisou em post que estava internada; marido lamentou a morte da mulher (Foto: Reprodução/Facebook)

Globo, via Quem

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Universitário morre em acidente entre moto e carro quando seguia para o velório da avó no interior do RN

Foto: Blog Passando na Hora

Um jovem de 26 anos, estudante de educação física, morreu em um acidente de trânsito quando seguia para o velório da avó, em Felipe Guerra, na manhã desta quinta-feira (17).  De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a ocorrência foi registrada no Km 50 da BR-405, por volta das 8h. A moto pilotada pelo rapaz bateu em uma Hilux, provocando a morte ainda no local.

A vítima se dirigia para a comunidade Mulungu, no município de Felipe Guerra, no Oeste Potiguar, onde acontecia o velório da sua avó, que morreu aos 90 anos após uma parada respiratória.

Informações iniciais dão conta que o velório do rapaz acontecerá em Mossoró, no bairro Belo Horizonte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Com 38 esposas e 89 filhos, indiano com ‘a maior família do mundo’ morre aos 76 anos

Foto: Reprodução/Twitter

Morreu no domingo o indiano Ziona Chana, aos 76 anos. Conhecido como líder de uma seita que prega a poligamia, ele tinha 38 mulheres, 89 filhos, 36 netos e um bisneto, e era apontado no país como o “pai da maior família do mundo”. A informação foi confirmada pelo ministro-chefe do estado de Mizoram, Zoramthanga, no Twitter. Ele lamentou o ocorrido e ressaltou que a região se tornou uma atração turística por causa de Chana e sua família.

Segundo o jornal India Today, Chana estava doente desde o dia 7 de junho e tinha problemas crônicos de saúde, incluindo diabetes e hipertensão. O idoso teria ficado inconsciente no dia 11 de junho, quando foi constatado que precisaria de uma transfusão de sangue urgente. Ele foi então internado em um hospital, e morreu por volta das 15h.

O grupo já chegou a ser formada por mais de 180 pessoas e se tornou uma sensação no país, marcando presença em programas de televisão. Apesar do título, não há registro oficial de qual seria a maior família do mundo.

Segundo a imprensa local, todos vivem juntos em uma casa de quatro andares e cem quartos chamada “Chuuar Than Run”, ou Casa da Nova Geração, na vila Baktawng Tlangnuam, a cerca de 55 quilômetros da capital de Mizoram, Aizawl. Todas as mulheres compartilhavam um dormitório próximo do que era o quarto privado de Chana. Segundo a Reuters, Chana nasceu em 1945 e conheceu sua primeira mulher, três anos mais velha, quando tinha 17 anos.

A seita Chana Pawl tem cerca de 2 mil seguidores e todos vivem ao redor da casa. O grupo foi fundado pelo avô de Chana em 1942.

O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ex-prefeito no interior do RN morre com Covid no dia do aniversário de 58 anos

O ex-prefeito de Japi(distante 134 km de Natal), município do interior do Rio Grande do Norte, Jodoval Ferreira de Pontes, morreu de Covid-19 nesta quinta (3), dia do seu aniversário de 58 anos.

Jodoval foi prefeito de Japi no último mandato de 2017 a 2020.

De acordo com familiares, ele testou positivo para Covid no dia 25 de maio. Dois dias depois foi internado no Hospital do Coração, em Natal. Ainda segundo informações da família, ele tinha problemas cardiovasculares e nesta quinta (3), quando estava sendo sedado para ser intubado, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

O sepultamento vai acontecer na cidade de Japi. A prefeitura do município decretou luto oficial de 3 dias.

Veja mais detalhes AQUI em reportagem do G1-RN.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Morre no RN paciente com suspeita de infecção pela cepa indiana; Sesap detalha

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde – RN (CIEVS-RN), informa que, apenas um paciente suspeito de estar infectado pela Cepa B.1.617, conhecida popularmente como Cepa indiana teve a mostra enviada para análise.

Trata-se de um indivíduo do sexo masculino, 29 anos. Procedente do estado do Maranhão e com RT-PCR confirmado para Covid-19, o paciente foi hospitalizado, e encontrava-se internado em isolamento em terapia intensiva, instável e com suporte ventilatório, recebendo toda assistência que o caso requer, porém foi a óbito na segunda-feira (31/05/2021).

A amostra do paciente entrou nos critérios do Ministério da Saúde para a realização do sequenciamento genético que está sendo providenciado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do RN (LACEN-RN) e foi enviada para o Instituto Evandro Chagas no Pará. O resultado deverá sair em breve.

A SESAP também monitora 1 comunicante de voo com caso confirmado para variante indiana. voo, Guarulhos-Rio de janeiro. Durante a investigação, foi verificado que o paciente tem uma linha de celular com o código de área do Rio Grande do Norte, mas que se encontrava no Rio de Janeiro desde o desembarque do voo em que teve contato com o caso confirmado, sendo repassado o monitoramento para a vigilância do outro estado.

A SESAP continua seguindo as orientações do Ministério da Saúde, neste momento monitora 2 pessoas procedente de voos internacionais, que devem ficar em isolamento domiciliar por 15 após o desembarque em solo brasileiro.

 

Opinião dos leitores

  1. BG você pode ser acusado pela esquerda de estar praticando xenofobia. A cepa, segundo a esquerda, não pode ser chamada de “indiana”, já batizaram-na de “delta”. É muita frescura. Esse povo não tem o que fazer.

  2. ESTA COPA É PARA IDOSOS OU GEMTE COM COMODIDADE, POIS OS PAISES PARTICIPANTES AINDA ESTÃO VACINANDO O PESSOAL ACIMA DE 50 ANOS. OU BOLSONARO TEM VACINA INSTATANEA.

  3. Morre um com essa cepa aqui no estado e ainda querem a copa américa!!! Santa paciência!!! Precisamos de seres vivos. Turismo, entretenimento, jogos, podemos até ter, mas com todos os cuidados. Coisa que muitos não fazem, não fizeram e não vão fazer. Taí as consequências!! Muda Brasil!!!

    1. Então tem que suspender todos os tipos de campeonatos.
      Se a Sra não sabe , são apenas 10 competidores, onde todos terão que está vacinados e antes dos jogos todos farão teste do Covid.

  4. Mas o (des)governo do RN rejeitou a Copa América para evitar as novas CEPAS. Acho que a nossa (des)Governadora deveria mandar fechar também o aeroporto e a rodoviária.

    1. A Copa América será realizada sem público, com delegações reduzidas e seus membros vacinados. Está em curso a Taça Libertadores, com clubes brasileiros e transmissão pela Globo, e ninguém reclama. Na próxima sexta, haverá Brasil e Equador pelas Eliminatórias da Copa. Também estão sendo disputados o Campeonato Brasileiro e campeonatos estaduais. Precisamos deixar de hipocrisia e de politicagem e encarar a realidade.

    2. Infelizmente somente quem tem esse poder de fechar as fronteiras é a presidência, mas o nosso presidente inepto só impediu a entrada de voos da Índia dez dias depois da ANVISA fazer essa recomendação! Pra completar, ele acha pouco e está abrindo nossas fronteiras novamente para um torneio de futebol para garantir o “pão e circo”: a “Cepa América”!

    3. Engraçado como as pessoas não entendem que quanto maior a exposição , mais risco, sem contar que nessas delegações vem gente de vários países,se tivesse um presidente cordenando a pandemia e trazendo soluções, mais esse que ra no Alvorada so atrapalha

    4. Manoel F, se o governo federal fechar às fronteiras, os “vermelhos” irão ao STF para abrir tudo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Filho de Whindersson Nunes morre dois dias após o nascimento; bebê nasceu prematuro de 22 semanas

Foto: Reprodução/Redes sociais

O primeiro filho do comediante Whindersson Nunes, João Miguel, faleceu nesta segunda-feira (31), segundo informou a assessoria de imprensa do humorista.

O bebê havia nascido neste sábado (29), prematuro de 22 semanas, em uma maternidade de São Paulo, onde estava sob cuidados médicos.

No domingo (30), o Whindersson escreveu sobre o nascimento: “Ontem eu conheci meu filho”. “Ele, como diz no interior, é minha cara, cagado e cuspido, até o pé é igual, mas ele é bem pequeninho porque veio um pouco antes do esperado. A mãe [Maria Lina Deggan] dele foi uma leoa demais.”

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Morre, no Rio, o cantor Dominguinhos do Estácio, intérprete de samba

Foto: Reprodução/Redes sociais

Morreu na madrugada desta segunda-feira(31), no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Dominguinhos do Estácio, aos 79 anos. A informação foi divulgada nas redes sociais do intérprete do carnaval carioca.

Ele estava internado desde o dia 11 de maio no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, onde passou por uma cirurgia de emergência após uma hemorragia cerebral.

Domingos da Costa Ferreira nasceu no Rio no dia 4 de agosto de 1941 e começou a carreira no carnaval no fim dos anos 60 como cantor e compositor na escola Unidos de São Carlos, que, a partir de 1983, passou a se chamar Estácio de Sá. O nome Dominguinhos do Estácio é uma referência ao bairro onde o intérprete nasceu.

O sambista passou por outras escolas, como a Imperatriz Leopoldinense, na qual interpretou o samba vencedor do carnaval de 1989, Liberdade, Liberdade, Abra as Asas Sobre Nós.

Pela Unidos do Viradouro, venceu o carnaval de 1997 interpretando o samba-enredo Trevas! Luz! A Explosão do Universo.

Ao longo da carreira, também gravou nove discos. Ainda não há informações sobre o velório e enterro.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Nelson Sargento morre no Rio aos 96 anos; veja carreira e sucessos do ícone do samba

Foto: Claudia Martini/Enquadrar/Estadão Conteúdo/Arquivo

“Samba, agoniza mas não morre, alguém sempre te socorre, antes do suspiro derradeiro.” Estes são alguns dos versos que tornaram célebre para o mundo do samba o artista Nelson Sargento, que morreu na manhã desta quinta-feira (27), aos 96 anos.

Presidente de honra da Estação Primeira de Mangueira e autor de sucessos como “‘Agoniza, mas não morre”, o sambista estava internado no Instituto Nacional do Câncer (Inca), desde sexta-feira (21).

Segundo o Inca, Nelson Sargento chegou ao hospital com um “quadro de desidratação, anorexia e significativa queda do estado geral. Ao chegar na unidade, foi realizado o teste de Covid-19, que apontou positivo.”

Ainda segundo a nota, o sambista era paciente do Inca desde 2005 quando foi diagnosticado e tratado de um câncer de próstata.

A família de Nelson Sargento informou que não haverá velório e o corpo será cremado em cerimônia restrita por causa da pandemia.

Uma de suas últimas aparições em público foi em 12 de fevereiro, no Museu do Samba, em um manifesto em defesa do carnaval — cancelado este ano por causa da pandemia.

“Todos nós estamos um pouquinho tristes por não ter desfile, mas foi melhor assim. Temos que estar todos vacinados para fazermos um grande carnaval em 2022”, disse o compositor na ocasião.

No dia 26 de fevereiro, o compositor recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em casa. A primeira dose tinha sido aplicada, em um ato simbólico no dia 31 de janeiro, no início da imunização de idosos na cidade.

Segundo os epidemiologistas, nenhuma vacina é 100% eficaz, mas as chances de uma pessoa vacinada ser infectada pelo vírus é muito menor do que a de quem não foi vacinado.

A proteção máxima só é alcançada quando grande parte da população está imunizada e o vírus para de circular.

“As pessoas têm muita dificuldade de entender qual é a função de uma vacina”, diz Natalia Pasternak, bióloga e divulgadora científica brasileira, fundadora e primeira presidente do Instituto Questão de Ciência. “Elas acham que a vacina é mágica. Ou seja, tomou a vacina, está protegido; não tomou, vai ficar doente. Não é assim que vacinas funcionam.”

A carreira do ícone do samba

Nascido em 25 de julho de 1924, na Praça XV, Centro do Rio de Janeiro, Nelson Mattos ganhou o apelido de Nelson Sargento depois de servir o Exército.

A música surgiu na adolescência, mas foi apenas com 31 anos que o torcedor do Vasco da Gama compôs seu primeiro sucesso.

Ao lado de Alfredo Português, em 1955, Sargento escreveu ‘Primavera’, samba-enredo que também ficou conhecido como ‘As quatro estações’. Até hoje, muitos consideram um dos sambas mais bonitos de todos os tempos.

Nos anos 60, Sargento integrou o grupo A Voz do Morro, ao lado de Paulinho da Viola, Zé Kéti, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, José da Cruz e Anescarzinho.

Entre seus parceiros de composição musical, estão Cartola, Carlos Cachaça, Darcy da Mangueira, João de Aquino, Pedro Amorim, Daniel Gonzaga e Rô Fonseca.

Entre os grandes sambas feitos por ele estão:

Agoniza, mas não morre;

Cântico à natureza;

Encanto da paisagem;

Falso amor sincero;

Século do samba;

Acabou meu sossego.

O mestre do samba ainda escreveu os livros “Prisioneiro do Mundo” e “Um certo Geraldo Pereira”.

No cinema, ele atuou nos filmes “O Primeiro Dia”, de Walter Salles e Daniela Thomas, “Orfeu”, de Cacá Diegues, e “Nélson Sargento da Mangueira” de Estêvão Pantoja. Esse último rendeu ao sambista o prêmio Kikito, no Festival de Gramado, pela melhor trilha sonora entre os filmes de curta metragem.

Artista versátil

Um dos ícones do samba, Nelson Sargento foi cantor, compositor, pesquisador, artista plástico, ator e escritor.

Na festa de aniversário de 96 anos, Sargento recebeu homenagens de grandes nomes da cultura popular em um vídeo com votos de felicidade.

Artistas como Mar’tnália, Alcione, Paulinho da Viola, Preta Gil, Tia Surica, Monarco, Regina Casé e Estevão Ciavatta cantaram, cada um em sua casa, o samba “Agoniza, mas não morre”.

A letra de ‘Agoniza mas morre’

Samba

Agoniza mas não morre

Alguém sempre te socorre

Antes do suspiro derradeiro

Samba

Negro, forte, destemido

Foi duramente perseguido

Na esquina, no botequim, no terreiro

Samba

Inocente, pé-no-chão

A fidalguia do salão

Te abraçou, te envolveu

Mudaram toda a sua estrutura

Te impuseram outra cultura

E você nem percebeu

G1

Opinião dos leitores

  1. Essa é a vachina do calça cravada que passou pela Anvisa com um pouco mais de 50% de eficàsia.
    Foi o Nelson sargento com segunda dose, foi o Agnaldo Timóteo com segunda dose e quase foi também o Stênio Garcia com segunda dose da vachina.
    Por isso que a maioria dos países da Europa e EUA não vacinaram sua população com esse placebo.

  2. O sambista tinha tomado as duas doses da coronavac e morreu de covid.
    Se fosse outra vacina, a golbo, CNN, Band e toda mídia da esquerda estaria noticiando em seus noticiários que a vacina não serve para nada. Mas como foi a coronavac, esse detalhe fica esquecido.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Jaime Lerner, ex-governador do Paraná, morre aos 83 anos

Foto: Divulgação/Instituto Jaime Lerner

Jaime Lerner, ex-governador do Paraná, morreu nesta quinta-feira (27) aos 83 anos. Arquiteto de formação, ele foi três vezes prefeito de Curitiba e ficou internacionalmente conhecido pela implementação do sistema integrado de transporte público da capital paranaense, na década de 1970.

Ele estava internado desde o dia 21 de maio no Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, em Curitiba, após apresentar um quadro de febre.

Segundo hospital, morte se deu por complicações de doença renal crônica.

Lerner vinha fazendo hemodiálise há algum tempo e, diante disso, foi hospitalizado, de acordo com o ex-chefe de gabinete do político, Gerson Guelmann.

O velório vai ser na capela do Cemitério Israelita do Água Verde, em Curitiba. O sepultamento está previsto para 15h desta quinta-feira no Cemitério Israelita do Santa Cândida.

Jaime Lerner nasceu em 17 de dezembro de 1937, em Curitiba. Foi prefeito da cidade em três mandados, de 1971 a 1974, de 1979 a 1984 e de 1989 a 1993, e governador do Paraná por duas vezes, de 1995 a 1998 e 1999 a 2002.

Lerner formou-se em arquitetura em 1964 pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e trabalhou no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) desde a criação, em 1965.

Em 2002, foi eleito presidente da União Internacional de Arquitetos (UIA). Ele também foi fundador do Instituto Jaime Lerner, entidade sem fins lucrativos.

Durante a vida, o político casou-se com Fani Lerner e teve duas filhas: Andrea e Ilana. A esposa morreu em maio de 2009, aos 63 anos.

Em outubro de 2020, Jaime Lerner foi internado depois de passar por uma cirurgia de apendicite.

Em março deste ano, ele testou positivo para o novo coronavírus. À época, Lerner já havia tomado as duas doses da vacina, contudo ainda não estava no período de imunidade.

Prefeito

Na administração da capital, Lerner ficou internacionalmente conhecido pelo projeto de planejamento urbano e transporte integrado em Curitiba.

O principal legado foi a adoção do sistema de transporte de BRT, que instalou canaletas exclusivas para ônibus e terminais integrados pela cidade em 1974. Nos anos seguintes, o exemplo curitibano foi replicado em várias cidades do mundo.

As gestões de Lerner na Prefeitura de Curitiba também foram marcadas pela criação de parques arborizados pela cidade, como o Jardim Botânico e A Ópera de Arame, e o fechamento da Rua XV para carros.

Governador

À frente do governo estadual, Lerner desenhou o plano do Anel de Integração, que concedeu as principais rodovias do estado à empresas privadas para que os trechos fossem reformados.

Os mandatos de Lerner também ficaram marcados pela privatização do Banestado e a tentativa de venda da Companhia Paranaense de Energia (Copel), que acabou não sendo privatizada por falta de compradores.

Durante a gestão, o estado também se tornou um polo de indústria automobilística, quando montadoras multinacionais se instalaram no estado por meio de incentivos fiscais e empréstimos concedidos pelo governo estadual às empresas.

Em 2011, foi condenado a três anos e meio de prisão ter feito um aditivo contratual não previsto na licitação original que estendeu a concessão das BR-476 e PR-427. Ele não chegou a ser preso, e a pena foi convertida em multa.

Em 2013, foi condenado a pagar uma multa por improbidade administrativa em um processo sobre pagamento irregular de indenizações a donos de áreas desapropriadas em Cascavel, no oeste do estado.

Influência

Lerner teve seis livros publicados, a maior parte deles tratando sobre planejamento urbano.

Lerner recebeu prêmios e títulos internacionais, com destaque para o Prêmio Máximo das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em 1990, e Unicef Criança e Paz, em 1996.

Em 2010, ele foi listado pela revista americana Time como um dos 25 pensadores mais influentes do mundo e recebeu a Medalha de Urbanismo da L’Académie D’Architecture, na França.

Nos períodos que não ocupou cargos públicos, Jaime Lerner desenvolveu planos urbanísticos para várias cidades do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Salvador, Aracaju, Natal, Goiânia, Campo Grande e Niterói.

Durante a carreira, ele obteve vários prêmios de arquitetura e proferiu importantes conferências internacionais.

No campo da educação, Jaime Lerner foi professor da faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Paraná, e professor convidado e conferencista nas universidades americanas de Berkeley (Califórnia), Cincinnati, Columbia (NY), e na universidade japonesa de Osaka.

Em 2013, ele recebeu da Associação Comercial do Paraná (ACP) a Comenda Barão do Serro Azul, como grande personalidade paranaense e urbanista de reconhecimento mundial.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

LUTO NO JORNALISMO DO RN: Morre João Batista Machado

Foto: Reprodução/TN

Faleceu na manhã desta quarta-feira (26), no Hospital do Coração de Natal, o jornalista João Batista Machado, membro da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Estado. De acordo com reportagem da Tribuna do Norte, Machadinho, como era carinhosamente chamado por amigos, estava na luta contra um câncer de intestino e contraiu Covid-19.

O jornalista teve passagem por vários veículos do Brasil e do Estado: Tribuna do Norte, Diário de Natal, foi redator da Agência Dumbo e ainda correspondente do O Globo.

Opinião dos leitores

  1. Meu querido padrinho, sua alegria e sorriso será uma marca registrada a todos!! Que seu compadre e sua comadre que tanta estima lhe tinha, o receba com muita alegria!!! Até breve!!

  2. Meus sentimentos a toda a família em especial ao meu amigo Hugo Amorim perdemos um grande jornalista e escritor do nosso RN abraços Hugo

  3. Machado, o jornalista que resgatou nossa história
    Tive o prazer de apresentar o primeiro dos onze livros que ele escreveu – “De 35 ao AI-5” – lançado em abril de 1985. E afirmava: “Exagero se disser que não temos memória. Mas, não me excedo o julgar que sem esta iniciativa do jornalista João Batista Machado a nossa memória estaria incompleta, portanto, mais pobre.
    Ele fazia ali uma viagem a meio século de história, através de entrevistas/depoimentos cuidadosa e cronologicamente sequenciada. A apresentação “Brinde aos novos tempos” tinha um significado. No seu primeiro livro, o assuense João Batista Machado erguia um brinde à inteligência, enriquecia a memória política e confraternizava com aqueles que comungam da necessidade dos seus valiosos ensinamentos.
    Nos anos seguintes, escreveu uma dezena de livros. Obra de memória e pesquisa inestimável, encerrada com “Bastidores do Poder – Memória de um repórter”, lançado em 2014. Uma autobiografia de 314 páginas no qual se dizia realizado profissionalmente como pesquisador e escritor ao resgatar a história política do Rio Grande do Norte nos últimos 70 anos.
    Por isso a obra de Machado tem que ser preservada – entre outros pela Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, Instituto Histórico e Geográfico, Secretarias de Educação – para as atuais e futuras gerações.
    Perde o RN – especialmente o Assu – um grande filho. E nós jornalistas um grande colega, amigo, benfeitor solidário especialmente nos momentos de incertezas.
    Wellington Medeiros
    26 de maio de 2021
    Que Deus o tenha.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Homem morre no interior do RN após parar para ajudar vítima de assalto e ser baleado

Um homem de 34 anos foi morto com um tiro nas costas após parar para tentar ajudar uma mulher que estava sendo assaltada em Pau dos Ferros, no Oeste potiguar, no fim da tarde desta segunda-feira (17).  De acordo com a Polícia Militar, uma mulher seguia de moto pela BR-226, quando um criminoso saiu do matagal armado e anunciou o assalto. Ela desceu da motocicleta e entregou seus pertences. Na ocasião, enquanto a ação criminosa acontecia, um homem que passava de moto próximo ao local parou para oferecer ajuda. No momento em que ele parou e perguntou se ela precisava de ajuda, o bandido anunciou assalto e o homem tentou fugir acelerando a moto. O criminoso, então, atirou nas costas dele e fugiu levando a moto da outra vítima.

Sobre a tentativa de ajuda à motociclista, a polícia acredita que ele pode ter achado que a mulher estava com a moto quebrada. Ainda segundo a polícia,  mesmo baleado, o homem conseguiu pilotar a moto por cerca de 7 quilômetros, até cair às margens da rodovia, próximo à entrada do perímetro irrigado de Pau dos Ferros. A vítima era de Serrinha dos Pintos. O corpo da vítima só foi encontrado cerca de duas horas após o assalto, já à noite.

A polícia fez buscas na região, mas nenhum suspeito foi preso, nem a moto da mulher foi localizada.

Com acréscimo do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Um estado sem governo, sem segurança, sem Saúde e sem educação, triste aqui ponto chegamos com a eleição de Fátima Bezerra PT.

  2. O RN não é mais o mesmo faz alguns anos e está piorando mais ainda! Muita morte e violência a troco de nada!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

COVID: Morre Aguinaldinho

Foto: Reprodução

É com pesar que o Blog informa que o advogado Agnaldo Fernandes Dantas Filho, 38 anos, transferido para Recife com ajuda de uma emocionante campanha solidária para a implantação do ECMO, numa operação que ainda mobilizou a escolta da Polícia Rodoviária Federal, não resistiu e após 32 dias faleceu por complicações de um AVC nesta sexta-feira(14) no Hospital Português..

Lutou MUITO pela vida.

A família agradece as doações, orações e mensagens de apoio, fé e esperança.

O advogado deixa esposa e filha de 06 anos e uma legião de amigos que estiveram ao seu lado durante todo esse tempo de luta e esperança.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *