CBF elege Éverton Ribeiro como o Craque do Brasileiro-2013; confira seleção do campeonato

thumbA CBF anunciou nesta sexta-feira que o meia Éverton Ribeiro, do Cruzeiro, foi eleito o Craque do Brasileirão-2013. O jogador teve participação fundamental na conquista do tricampeonato nacional da Raposa.

O atacante Marcelo, do Atlético-PR, ficou com o título de revelação da competição. Já Marcelo Oliveira, que comandou o Cruzeiro ao título, foi eleito o melhor técnico.

A Raposa ainda tem mais dois representantes na seleção do Brasileirão: o goleiro Fábio e o zagueiro Dedé. Nem o fato de estar acima do peso impediu que Walter, do Goiás, também estivesse na lista.

Tiveram poder de voto jogadores e comissão técnica da Seleção que participaram dos últimos dois amistosos do ano, além de profissionais de imprensa e treinadores e capitãoes dos clubes da Série A.

Os prêmios serão entregues no dia 9 de dezembro, em São Paulo, no programa “Bem, Amigos”, do SporTV.

A LISTA:

Goleiro:
Fábio (Cruzeiro)

Lateral-direito:
Marcos Rocha (Atlético-MG)

Zagueiros:
Dedé (Cruzeiro)
Manoel (Atlético-PR)

Lateral-esquerdo:
Alex Telles (Grêmio)

Volantes:
Nílton (Cruzeiro)
Elias (Flamengo)

Meias:
Everton Ribeiro (Cruzeiro)
Paulo Baier (Atlético-PR)

Atacantes:
Walter (Goiás)
Ederson (Atlético-PR)

Técnico:
Marcelo Oliveira (Cruzeiro)

Revelação do Campeonato:
Marcelo (Atlético Paranaense)

Lancenet

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Augusto Faria disse:

    Mas para chata torcida do ABC (se houvesse campeonato seria eleita a mais chata do Brasil) Ederson não servia. Começava o jogo e as vaias também.

Neymar encara 'última prova' pelo Santos e busca quebrar jejum de gols por despedida ideal

Após anunciar sua transferência para o Barcelona, da Espanha, o atacante Neymar fará sua despedida com a camisa do Santos na partida contra o Flamengo neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do jogo não ser decisivo, o astro santista passará por uma “última prova” antes de se apresentar ao clube catalão.

Isso porque Neymar precisa marcar um gol contra o Flamengo para não deixar o clube com um jejum de sete jogos sem balançar as redes, mais precisamente 662 minutos.

O último gol de Neymar ocorreu na vitória sobre o Flamengo-PI por 2 a 0, no dia 17 de abril, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. Depois disso, o atacante “passou em branco” nas partidas contra Penapolense, Palmeiras, Mogi Mirim e nos dois jogos contra Corinthians e Joinville.

O UOL Esporte apurou que a negociação com o Barcelona foi definida ainda na noite da última sexta-feira, na Vila Belmiro, e após o acerto foi recomendado a Neymar que ele poderia ser dispensado do jogo contra o Flamengo. No entanto, o atleta rejeitou a sugestão, pois não quer deixar como jogo de despedida o empate sem gols contra o Joinville, na Vila Belmiro, quando teve uma atuação apagada na partida.

Desafios nunca foi problema para Neymar desde que iniciou a carreira como atleta profissional. Em 2009, no primeiro ano atuando na equipe principal do Santos, ele disputava sua primeira final de campeonato, mas sucumbiu ao Corinthians de Ronaldo, um de seus ídolos do futebol.

Entretanto, de lá para cá, foram mais oito finais e seis títulos conquistados. Entre eles, os títulos da Copa do Brasil e Recopa Sul-Americana, a conquista da Copa Libertadores da América após 48 anos de espera, além do tricampeonato paulista, que não se repetia desde 1969.

Acostumado a títulos e artilheiro do Santos nas últimas temporadas – foram 138 gols em 229 jogos – Neymar pode superar neste domingo o “ano apagado” com a camisa do Santos, e se despedir do clube com uma vitória e principalmente com gols.

Após o desfecho da negociação com o Barcelona, o Santos começou a projetar uma festa de despedida para Neymar, no entanto, o fato dele precisar se apresentar a seleção brasileira, que disputa a Copa das Confederações, na próxima segunda-feira, e a pressa do clube catalão em contar com o seu futebol, limitaram o departamento de marketing do clube.

Para jogar no Barça, Neymar recusou uma proposta salarial do Real Madrid, da Espanha, de 11 milhões de euros. Já o clube catalão propôs contrato de cinco anos ao atacante e salário anual de 7 milhões de euros.

Do UOL Esporte

Atenção dividida? Brasileirão começa sob a sombra de outros torneios

A cada ano que passa, o Campeonato Brasileiro reserva mais equilíbrio, aumenta o poderio financeiro e atrai mais olhares dos mercados estrangeiros. Mas a principal competição nacional deste ano vai começar com as atenções divididas. Com a fórmula dos pontos corridos consolidada, a grande peculiaridade de 2013 será a pausa para a Copa das Confederações.

O Brasileirão terá um intervalo de quase um mês, entre a quinta e a sexta rodadas. A partir da segunda rodada, a Seleção Brasileira já estará treinando e vai desfalcar os clubes. Fluminense e Atlético-MG vão começar com mais um problema: estão disputando a Libertadores, já nas quartas de final, e devem começar o Brasileiro com equipes mistas ou totalmente reservas.

Outra especificidade do Brasileirão-2013 será a mudança no formato da Copa do Brasil. Antes realizada em apenas um semestre, agora ela contará com os clubes que participam da Libertadores e será estendida até novembro, quando o Brasileirão já estará na fase de definição. Mais um desafio para os clubes, que ainda poderão jogar a Copa Sul-Americana. São Paulo e Corinthians ainda vão disputar a Recopa Sul-Americana.

A CBF também resolveu cancelar a política de realizar clássicos nas últimas rodadas, estratégia adotada nos dois últimos anos com a justificativa de se evitar as supostas “entregadas”, polêmica que acabou tomando conta do noticiário nos títulos do Flamengo, em 2009, e do Fluminense, em 2010.

A edição de 2013 – a 11ª no formato de pontos corridos – reúne 15 campeões nacionais, mas 11 equipes entrarão na competição dispostas a derrubar a hegemonia do eixo Rio-São Paulo dos últimos 10 anos. Desde 2003, só o Cruzeiro foi campeão – justamente na primeira edição no novo formato. De lá para cá, São Paulo (3), Corinthians (2), Fluminense (2), Santos e Flamengo abocanharam o troféu. Atlético-PR, Atlético-MG, Cruzeiro, Grêmio e Inter chegaram perto, sendo vice-campeões.

Ronaldinho Gaúcho, Seedorf, Fred, Forlán, Neymar (até quando não se sabe), Zé Roberto, Paulinho, Guerrero e Ganso são apenas alguns dos craques que vão desfilar seu talento no Brasileirão, seja em estádios acanhados como o Aflitos, o Moacyrzão (em Macaé) ou o Durival de Britto, seja nas novas e modernas arenas erguidas para a Copa das Confederações – Mineirão, Maracanã, Fonte Nova, Arena Pernambuco e Mané Garrincha. Um campeonato cheio de atrações e recheado de rivalidade e talento. Então, que a bola role!

Do LANCENET!