Reunião na CBF, sobre volta da torcida, termina em confusão

Foto: CBF

Uma reunião por videoconferência, marcada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com representantes dos 20 clubes da Série A e que tinha como pauta a discussão sobre o possível retorno de público nos jogos da competição, terminou em discussão, xingamentos e sem nenhuma definição sobre o assunto. Os protagonistas dos momentos de maior tensão do encontro foram Rogério Caboclo, presidente da entidade, e Rubens Lopes, presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

A reunião começou por volta das 17h e, logo no início, Caboclo propôs aos presentes a volta do público aos estádios. O presidente da CBF afirmou ainda que para que os torcedores retornassem às partidas a entidade teria de conversar com as prefeituras, mas que antes gostaria de ouvir a posição das equipes.

A maior parte dos representantes dos clubes optou pela isonomia – só seria liberada a presença da torcida se fosse para todas as equipes. Foi nesse ponto que surgiu o primeiro conflito. O Flamengo e a Ferj defenderam que o público deveria ser liberado nas cidades que concordassem com a decisão.

Palmeiras e Corinthians, entre outros, foram taxativos e não aceitaram. Nisso, Caboclo decidiu colocar em votação uma proposta para uma volta conjunta, sem data definida. Rubens Lopes pediu a palavra e lembrou que o pleito não poderia ser realizado, pois não se tratava de uma reunião arbitral, e sim de um simples encontro.

Caboclo ficou irritado com a interrupção. Com a voz elevada, passou a falar que era ele quem presidia a entidade e não outra pessoa. Lopes respondeu e, com ironia, perguntou se o presidente da CBF havia se esquecido de tomar o “Gardenal” (remédio controlado usado para tratar e prevenir convulsões e episódios de epilepsia).

Diante da incredulidade dos presentes, Walter Feldman, secretário da entidade, interveio e a reunião foi encerrada.

No encontro, ainda houve uma rusga entre Mário Celso Petraglia, presidente do Athletico-PR, Caboclo e Lopes. Caboclo ainda queria debater assuntos relacionados ao novo coronavírus, mas não houve nenhuma discussão sobre o assunto.

A única decisão efetiva do encontro foi o aumento do número de jogadores inscritos por clube no Brasileirão – de 40 para 50 atletas.

A decisão de aumentar dez jogadores por clube se dá na semana que o Flamengo vive um surto de covid-19 dentro do seu elenco. Até esta quinta, são 16 jogadores infectados, além do presidente Rodolfo Landim e do vice de futebol, Marcos Braz.

Por isso, o clube carioca quer o adiamento de sua partida contra o Palmeiras, marcada para domingo às 16h no Allianz Parque. O pedido, que o Alviverde se opõe, não teve resposta da CBF e o Flamengo deve entrar com medida no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para não ter que atuar com jogadores das suas categorias de base. O time ainda quer ter o direito de não entrar em campo sem ser penalizado com a perda dos pontos.

R7, com Estadão

Ministério da Saúde aprova estudo da CBF para volta de 30% do público no Brasileiro

Foto: Antonio Scorza

O Ministério da Saúde aprovou o estudo enviado pela CBF para a volta de até 30% do público aos estádios do Brasil, nos jogos do Campeonato Brasileiro da Série A, a partir de outubro.

Segundo a reportagem apurou, a entidade já recebeu o aval do órgão, através de ofício do Ministro Eduardo Pazuello, que endereçou documento ao presidente Rogério Caboclo.

A única exigência é que cada município ou estado adote a sua política sanitária e um protocolo de saúde. A CBF entende que a liberação deve ser feita de forma uniforme em todo o Brasil.

O processo de liberação para a volta parcial do público aos estádios de futebol do Rio terá novos capítulos essa semana no Rio. Depois de a Prefeitura do Rio anunciar na última sexta-feira que pretende ter 20 mil pessoas no Maracanã em outubro, autoridades municipais, estaduais e federais se encontram na próxima quinta-feira para avaliar os dados apresentados pela CBF ao Ministério da Saúde.

O documento leva em consideração o que foi enviado pela CBF. Mas a entidade ainda tem sua participação aguardada na reunião. A Comissão Médica da CBF ainda não foi convidada para tratar do assunto.

Vale lembrar que decreto de sábado do governador em exercício, Claudio Castro, ainda proíbe o público em eventos no Rio até o dia seis de outubro.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joas andrade disse:

    livres e conscientes!

CBF publica tabela do Brasileiro com transmissões de acordo com MP 984; Globo diz que está pronta para tomar medidas legais

Foto: © Christian Hartmann/Reuters/Direitos reservados

A CBF publicou nesta quarta-feira a tabela do Campeonato Brasileiro. Nela, estão previstas as transmissões das dez rodadas iniciais da competição em televisão aberta, fechada e pay-per-view. E a tabela avança no imbróglio sobre direitos de transmissão do futebol.

A tabela prevê transmissões na televisão fechada pelo canal TNT, da empresa americana Turner, que não poderiam ser exibidos até a publicação da MP 984/2020. A Medida Provisória foi publicada em junho pelo presidente Jair Bolsonaro para mudar regras sobre direitos.

Logo na primeira rodada, por exemplo, está prevista a transmissão de Palmeiras x Vasco. Este jogo não teria exibição na televisão fechada, pois o clube paulista assinou contrato com a Turner, enquanto o carioca está vinculado à Globo. No total, 13 jogos nas dez rodadas iniciais, que não teriam transmissão na televisão fechada, foram afetados pela MP 984.

Em nota, a Globo afirma que tomará medidas legais cabíveis para impedir as transmissões de partidas que, segundo seu entendimento, não poderiam ser exibidas pela Turner. A emissora também espera que a Turner não transmita os jogos, apesar da legislação provisória.

Procurada pelo GloboEsporte.com, a Turner prefere não se posicionar neste momento por questões legais. Também procurada pela reportagem, a CBF diz que publicou a tabela segundo a legislação, alterada provisoriamente pela MP 984 em relação às transmissões.

Leia abaixo o posicionamento da Globo na íntegra:

A Globo reitera seu entendimento de que a medida provisória 984, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não modifica contratos já assinados, que são negócios jurídicos perfeitos, protegidos pela Constituição Federal.

No caso do Campeonato Brasileiro, a Globo é detentora dos direitos exclusivos de transmissão de todos os jogos dos clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro 2020, em todas as mídias, e vem pagando por isso, com exceção dos jogos do Bragantino e, apenas na TV por assinatura, dos clubes que firmaram contrato com a Turner: Santos, Bahia, Ceará, Fortaleza, Coritiba, Internacional, Palmeiras e Athletico Paranaense (em relação a este último, a Globo também não detém os direitos de PPV).

Por isso, a Globo enviou notificação ao Bragantino e à Turner, com cópia para os clubes que têm contrato com aquela empresa e para a CBF, deixando claro que está pronta para tomar medidas legais cabíveis para proteção de seus direitos exclusivos, caso haja tentativa de violá-los com a transmissão de jogos de clubes que negociaram seus direitos com a empresa, ainda que na condição de visitantes. Da mesma maneira, a Globo respeitará os contratos firmados e não exibirá jogos na TV por assinatura em que os clubes que assinaram a Turner sejam visitantes, ainda que os mandantes sejam clubes que têm contrato com a Globo para a mesma plataforma. E também não exibirá jogos do Bragantino.

A Globo confia em que a Turner, integrante de um grupo econômico com larga experiência na produção e exibição de conteúdos audiovisuais, protegidos pelo direito autoral, não desejará associar seu nome e reputação à violação desses mesmos direitos. Como parceira e incentivadora do futebol brasileiro há muitas décadas, acreditamos que o futebol só será capaz de vencer seus desafios com planejamento e segurança jurídica para aqueles que investem altas quantias nesse negócio tão importante para o Brasil e para os brasileiros.

Leia abaixo o posicionamento da CBF na íntegra:

A definição da transmissão dos jogos segue o ordenamento legal vigente no país, em decorrência da Medida Provisória 984/2020, que concede ao clube mandante os direitos de transmissão das partidas. A CBF não é signatária dos contratos individuais entre clubes e emissoras, cabendo à entidade o estrito cumprimento das determinações legais em vigor.

Como era antes da MP 984

Da maneira como a Lei Pelé estava disposta até junho deste ano, uma emissora só poderia transmitir tal partida de futebol se tivesse comprado os direitos de transmissão de mandante e visitante.

Como na renegociação mais recente dos direitos houve concorrência entre Globo e Turner, formaram-se dois grupos com contratos distintos.

No Campeonato Brasileiro de 2020, os seguintes clubes têm contrato de televisão aberta, fechada e pay-per-view apenas com a Globo:

Atlético-GO
Atlético-MG
Botafogo
Corinthians
Flamengo
Fluminense
Goiás
Grêmio
São Paulo
Sport
Vasco

Os clubes a seguir venderam seus direitos de televisão fechada para a Turner, enquanto televisão aberta e pay-per-view (exceto Athletico-PR nesta última plataforma) foram vendidos para a Globo:

Athletico-PR
Bahia
Ceará
Coritiba
Fortaleza
Internacional
Palmeiras
Santos

E este clube ainda não tem acordo firmado para 2020:

Red Bull Bragantino

Na prática, este modelo inviabilizava as transmissões de partidas entre clubes de grupos diferentes. Se o Palmeiras tem contrato de televisão fechada com a Turner e o Vasco tem com a Globo, o confronto entre ambos não poderia ser transmitido nem pela TNT, nem pelo SporTV.

Como fica com a MP 984

Editada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, a MP 984/2020 muda as regras de negociação dos direitos de transmissão. Em vez de exigir que as emissoras comprem mandantes e visitantes, essas empresas se habilitam a exibir jogos desde que tenham os direitos do mandante.

A Turner, que já tinha contratos com oito clubes para a televisão fechada, beneficiou-se desta MP para transmitir partidas que não detinha na legislação anterior. A tabela publicada pela CBF confirma o benefício.

As partidas a seguir tiveram as suas transmissões na televisão fechada alteradas pela MP 984. Elas não teriam exibição, de acordo com a Lei Pelé vigente até junho, e agora foram descritas pela CBF como transmissões da Turner por meio da TNT.

1ª rodada – Palmeiras x Vasco
3ª rodada – Coritiba x Flamengo
3ª rodada – Palmeiras x Goiás
4ª rodada – Ceará x Vasco
5ª rodada – Athletico-PR x Fluminense
5ª rodada – Internacional x Atlético-MG
7ª rodada – Bahia x Flamengo
8ª rodada – Coritiba x Atlético-MG
9ª rodada – Athletico-PR x Botafogo
9ª rodada – Bahia x Grêmio
10ª rodada – Santos x São Paulo
10ª rodada – Ceará x Flamengo
10ª rodada – Palmeiras x Sport

A MP 984 aguarda tramitação no Congresso para ter seu conteúdo incorporado à Lei Pelé. Editada em junho por Bolsonaro, a Medida Provisória vale por 60 dias, prorrogáveis por mais 60. O texto precisará ser aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado dentro deste período para valer em definitivo. Caso contrário, perderá a validade.

Globo Esporte

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pepe disse:

    MP vai caducar,não vira lei.Em outras palavras,vóo de galinha.

CBF divulga novo calendário do futebol, com final do Brasileirão em 2021; Série D com início em setembro e término também em fevereiro

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, nesta quinta-feira (9), o novo calendário dos jogos masculinos para 2020. O Campeonato Brasileiro, que havia sido suspenso em função da pandemia do novo coronavírus, tem a final prevista para o dia 24 de fevereiro de 2021.

Para o Brasileirão, as tabelas das Séries A, B e C serão mantidas. Segundo a confederação, o detalhamento das primeiras rodadas vai ser disponibilizado pela Diretoria de Competições no início da próxima semana, junto com as Diretrizes Operacionais para a realização das partidas.

Campeonato Brasileiro

– A Série A do Brasileirão será disputada entre os dias 9 de agosto e 24 de fevereiro de 2021. O formato da competição segue mantido, em pontos corridos ao longo de 38 rodadas.

– A Série B do Campeonato Brasileiro irá de 8 de agosto a 30 de janeiro, permanecendo em sistema de pontos corridos e dando acesso a quatro equipes para a Série A do ano seguinte.

– A Série C terá seu início conjuntamente com as Séries A e B por solicitação unânime dos clubes. A competição será disputada em 26 datas, de 9 de agosto a 31 de janeiro. Esta temporada marca a estreia do novo sistema de disputa da competição, aprovado por todos os 20 clubes participantes no Conselho Técnico de março deste ano.

– A Série D tem como previsão de início em 6 de setembro e a data de 7 de fevereiro para o encerramento.

Copa do Brasil

As 11 datas restantes da competição mais democrática do país serão disputadas entre 26 de agosto e 10 de fevereiro. A Copa do Brasil será reiniciada com os jogos de volta da Terceira Fase e segue com o mesmo regulamento.

Copa do Nordeste

A maior competição regional do país, organizada pela CBF, tem cinco datas a serem disputadas e será retomada em sua oitava e última rodada da primeira fase no dia 21 de julho. A Copa do Nordeste terá quartas e semifinais disputadas em jogo único.

A decisão será em dois jogos, com o inicial marcado para 1º de agosto e o segundo para o dia 4 do mesmo mês. Os jogos terão como sede única o Estado da Bahia, modelo inédito nas competições do futebol brasileiro.

Eliminatórias da Copa 2022

O calendário confirmado pela FIFA prevê seis datas para os jogos das Eliminatórias. São duas no mês de setembro, nos dias 3 e 8, duas em outubro, 8 e 13, e duas em novembro, nos dias 12 e 17.

Competições sul-americanas de clubes

As datas das competições organizadas pela Conmebol, como a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana, serão informadas oportunamente pela Entidade.

Segundo a CBF, os calendários do futebol de base e do feminino serão divulgados de forma independente nos próximos dias.

CNN Brasil, com informações da CBF

CBF confirma que Copa do Nordeste será finalizada em sede única

Foto: Staff Images

O presidente da Liga do Nordeste, Eduardo Rocha, informou que a Confederação Brasileira de Futebol acatou a solicitação dos clubes e definiu que a Copa do Nordeste será finalizada em sede única. O lugar, no entanto, ainda está sendo analisado. A princípio, Recife surge como favorita para receber a competição. Com quatro estádios e quatro locais para treinamento, a cidade possibilitaria que a última rodada da primeira fase, que eliminará oito equipes, seja disputada em um único dia. No entanto, Salvador e Fortaleza seguem sendo opções para sediarem o restante da competição.

Não há prazo para a definição do local. A CBF estuda a situação das cidades em relação à Covid-19. Atualmente, Recife, Fortaleza e Salvador liberaram os treinamentos das equipes, mas não o retorno aos jogos. Sobre a data para reinício da competição, a CBF deve definir nas próximas semanas. Vale lembrar que a Liga do Nordeste custeará hospedagens e testes para COVID-19 dos clubes que disputam a competição.

Com acréscimo de Globo Esporte-RN

FUTEBOL: Em reunião, CBF confirma retorno dos treinos depois do dia 30

Foto: Lance! Galerias

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou na madrugada desta quarta-feira (29) que aprovou o retorno das atividades dos clubes para depois de 30 de abril, quando terminam as férias dos jogadores. Em nota, a confederação disse ainda que a volta dos Estaduais está nas mãos das federações locais. A tendência é que as disputas comecem em 16 e 17 de maio.

A decisão saiu depois de uma reunião por vídeochamada entre a CBF, as 27 federações e a Comissão Nacional de Clubes. A confederação, as federações e o órgão com atuação independente entenderam que cabe a cada clube avaliar o cenário para retomar os treinamentos com o plantel.

“O compromisso das entidades é construir um calendário e protocolos para a retomada gradual das competições, a começar pelos campeonatos estaduais, ainda sem data definida. Ficou assegurada a autonomia das Federações Estaduais na condução dessas medidas junto às autoridades de saúde, respeitando as características e o momento vivido por cada Estado em relação à pandemia”, diz a nota.

Na última segunda, a equipe econômica do governo federal afirmou que os campeonatos de futebol serão retomados “em breve”, desde que os jogos não tenham impacto sobre a saúde.

“Será em breve, porque o povo brasileiro está em casa e quer assistir a seu jogo de futebol. Os campeonatos têm que continuar e, assim que as condições forem propícias, eles irão continuar”, disse o secretário especial de produtividade e competitividade, Carlos da Costa.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Acabou o Big Brother, a GLOBOLIXO precisa faturar.

  2. Cidadão Indignado disse:

    Pense numa decisão IRRACIONAL!

    • pelé disse:

      Pense numa decisão acertada. Vá trabalhar!

    • Carlão disse:

      Pense numa decisão polêmica. Se os treinos e jogos forem sem torcida com o mínimo de pessoas, talvez dê certo.

    • François Cevert disse:

      Não vai rolar a bola pela tendência de aumento da pandemia infelizmente esse plano vai ficar pra depois.

CBF tem proposta na mesa: ‘Brasileirão’ sem torcida e todos os jogos em SP; clubes divididos em dois grupos de dez, classificando-se quatro de cada, para fase mata-mata

Foto: Fernando Moreno/AGIF

Tem uma proposta na mesa da CBF, com a aprovação da grande maioria dos clubes, que poderá tornar possível o início do Campeonato Brasileiro deste ano ainda durante o confinamento.

O Flamengo é o único que ainda não concordou.

A ideia é fazer a bola rolar já a partir de maio, mas com todos os jogos em São Paulo, sem viagens aéreas ou presença de público.

Entre os estádios escolhidos, Morumbi, Allianz Parque, Arena Itaquera, Vila Belmiro, Barueri, Brinco de Ouro e Bragança Paulista. Os hotéis e centros de treinamento também serão disponibilizados aos clubes.

Os 20 clubes mesmo, divididos em dois grupos de dez, classificando-se quatro de cada um. E aí entra a fase do mata-mata.

A Globo, neste modelo apresentado, continuará exibindo os jogos das quartas-feiras e domingo.

SporTV ou pay-per-view, às terças, quintas, sextas e sábados.

Procuradas, as partes diretamente envolvidas não se manifestaram.

Coluna Flavio Ricco – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Pense num país de viciados em jogo: em Las Vegas os cassinos, no Brasil os estádios.

  2. Carlos disse:

    Bem no centro da pandemia…..o povo inteligente.
    Seria A em São Paulo
    Seria B em Fortaleza e
    Série D em Mossoró

  3. H4CK3R disse:

    Bestinhas, os paulistas… Aí, o Flamengo é campeão e depois vão dizer q não valeu. Parecido com 87.
    Outra coisa, se o Flamengo ou qq outro clube não concordar, não terá campeonato.

CBF anuncia medidas de apoio financeiro aos clubes e Federações; veja quanto cada potiguar vai receber

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai destinar R$ 19 milhões, a título de doação, para a base da pirâmide do futebol coordenado pela entidade em competições de nível nacional, em função das dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus. Cada clube que disputa as séries C e D do Campeonato Brasileiro vai receber um auxílio financeiro direto no valor equivalente a duas vezes a folha salarial média dos atletas de cada uma dessas divisões, segundo dados apurados no sistema de registro de contratos da CBF. A mesma medida será aplicada ao futebol feminino e destinada aos clubes que disputam as Séries A1 e A2 do Campeonato Brasileiro.

Serão beneficiados 140 clubes, em uma ação realizada pela CBF com o apoio das Federações Estaduais. O objetivo é colaborar para que esses clubes possam cumprir seus compromissos com os jogadores e jogadoras durante o período de paralisação do futebol. Além disso, a CBF decidiu doar para cada uma das Federações Estaduais o valor de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais).

“Vivemos um momento inédito, de crise mundial, cuja extensão e consequências ainda não podem ser calculadas. É necessário, portanto, agir com critério e responsabilidade. O nosso objetivo, com essas novas medidas, é fornecer um auxílio direto imediato. Mas, além disso, temos que seguir trabalhando para assegurar a retomada do futebol brasileiro no menor prazo possível, quando as atividades puderem ser normalizadas”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Os recursos de R$ 19.120.000,00 serão destinados da seguinte forma:

– Para os 68 clubes da Série D, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais), num total de R$ 8.160.000,00 (Oito milhões, cento e sessenta mil reais).

– Para os 20 clubes da Série C, o auxílio individual será de R$ 200.000,00 (Duzentos mil reais), num total de R$ 4.000.000,00 (Quatro milhões de reais).

– Para os 16 clubes da Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais), somando R$ 1.920.000,00 (Um milhão, novecentos e vinte mil reais).

– Para os 36 clubes da Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio por clube será de 50.000,00 (Cinquenta mil reais), com o desembolso total, pela CBF, de R$ 1.800.000,00 (Um milhão e oitocentos mil reais).

– Para as Federações Estaduais, são R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais) por entidade, num total de R$ 3.240.000,00 (Três milhões, duzentos e quarenta mil reais).

O pagamento dos valores destinados aos clubes será realizado a partir desta terça-feira, 7. Essas ações se somam a outras medidas tomadas anteriormente pela CBF, também com impacto financeiro direto para o sistema do futebol:

– Isenção por tempo indeterminado aos clubes das taxas de registro e transferência de atletas. A medida deve gerar aos clubes uma economia em torno de R$ 4.000.000,00 (Quatro milhões de reais) nos primeiros três meses de aplicação.

– Adiantamento de uma parcela de R$ 600.000,00 (Seiscentos mil reais) para os clubes da Série B do Campeonato Brasileiro referentes aos direitos de TV da competição, feito com recursos próprios da CBF, no valor total de R$ 12.000.000 (Doze milhões de reais).

– Adiantamento aos árbitros do quadro nacional do pagamento de uma taxa de arbitragem, calculada a partir da maior taxa paga pela CBF em 2019 para sua categoria, no valor total de R$ 900.000,00 (Novecentos mil reais).

Com isso, as doações e isenções da CBF aos clubes e Federações alcançam R$ 23.120.000,00 (Vinte e três milhões, cento e vinte mil reais). Somadas aos R$ 12.900.000,00 (Doze milhões e novecentos mil reais) em adiantamentos, as ações da CBF representam um total de R$ 36.020.000,00 (Trinta e seis milhões e vinte mil reais).

Além dessas medidas emergenciais, a CBF mantém seu compromisso com o investimento no futebol. Em 2019, a entidade aplicou R$ 535 milhões no futebol brasileiro, em suas diversas áreas. A CBF arca com os custos, no todo ou em parte, de 20 competições, que garantem milhares de empregos na indústria do futebol. Por exemplo, somente na realização das Séries C e D do Campeonato Brasileiro, há um investimento de cerca de R$ 80 milhões.

“Vamos manter os investimentos para permitir a realização das competições previstas para 2020”, diz Rogério Caboclo. “O nosso maior compromisso para preservar clubes e empregos é fazer a indústria do futebol voltar a funcionar quando a retomada for possível”, completa Caboclo.

Desde que suspendeu todas as competições nacionais e articulou com as Federações Estaduais para que fizessem o mesmo, a CBF trabalha em quatro eixos de ações:

1 – Preservação dos contratos e receitas dos clubes: a manutenção dos contratos existentes, em especial os contratos de direitos de televisão, que são a base da sustentação dos clubes, além dos patrocínios. Em relação à receita advinda da bilheteria, a CBF vem construindo diferentes alternativas de adequação do calendário, a partir da primeira data em que seja possível retomar as competições. Além disso, a CBF terá total flexibilidade para adotar medidas que viabilizem a conclusão de todas competições previstas para 2020.

2 – Acordos trabalhistas: através da Comissão Nacional de Clubes, a CBF apóia um processo de diálogo que permita acordos trabalhistas justos e equilibrados para clubes, atletas e funcionários. O primeiro fruto foi a decisão por consenso dos clubes de concessão de férias coletivas no mês de abril.

3 – Governo Federal: a Entidade está levando propostas juridicamente sustentáveis para que o futebol seja preservado. A CBF defende que sejam estendidas aos clubes as medidas que o governo federal vem oferecendo para as empresas, no sentido de resguardar empregos e os compromissos financeiros de curto prazo. No caso do PROFUT, uma lei específica para o futebol, a proposta é que os clubes recebam um prazo para readequar o pagamento de suas obrigações tributárias.

4 – Crédito: A CBF tem dialogado com o mercado financeiro para permitir o acesso dos clubes a linhas de crédito com juros baixos, que viabilizem atravessar o momento de paralisação dos campeonatos.

A CBF continua trabalhando intensamente, em conjunto com clubes e Federações, para que o futebol brasileiro supere esse enorme desafio.

Clubes potiguares e FNF

Cinco clubes do Rio Grande do Norte foram beneficiados – ABC, América-RN, Globo FC e Potiguar de Mossoró, que disputam a Série D, e o Cruzeiro de Macaíba, representante do estado na Série A2 do Brasileiro Feminino. No total, o estado terá direito a R$ 650 mil.

Para os clubes de Série D, o valor destinado para cada será de R$ 120 mil. A CBF instituiu um valor “equivalente à média de duas folhas salariais dos atletas da competição”.

Para a Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio por clube será de R$ 50 mil. A Federação Norte-rio-grandense de Futebol também vai receber R$ 120 mil – mesmo valor de todas as outras.

Em resumo:

ABC – R$ 120 mil
América-RN – R$ 120 mil
Cruzeiro-RN – R$ 50 mil
Globo FC – R$ 120 mil
Potiguar de Mossoró – R$ 120 mil
FNF – R$ 120 mil

Com informações da CBF e Globo Esporte Natal

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fraskerino entristecido disse:

    Esse dinheiro não dá nem prá pagar a folha dos funcionários que mantém o frasqueirão.
    Se é que ainda existem funcionários por lá.
    Só de água a dívida é o muito mais que essa "ajudinha" da CBF.
    Meu ABC caminha a passos largos pra decretar falência…

CBF atinge receita recorde de R$ 957 milhões em 2019

Rogério Caboclo, presidente da CBF | Lucas Figueiredo/CBF

As federações estaduais aprovaram nesta terça-feira o balanço da CBF referente a 2019. O documento aponta que a entidade atingiu R$ 957 milhões de receita no último exercício. O número é R$ 18 milhões maior que o do Flamengo, segundo relatório de gestão do clube.

A CBF não se enxerga como concorrente dos clubes e pondera que não participa da venda de jogadores.

A diferença de arrecadação no primeiro ano da gestão Rogério Caboclo em relação a 2018 foi R$ 289 milhões.

Como as despesas ficaram na casa dos R$ 767 milhões, o superávit de 2019 bateu em R$ 190 milhões. Segundo a CBF, R$ 535 milhões foram investidos no futebol de forma direta e indireta. R$ 215 milhões foram aplicados nas seleções.

Dinheiro FC – O Globo

NATAL DE FORA: CBF divulga rota da seleção nos jogos das Eliminatórias da Copa

Willian (E) e Alex Sandro tentam sair da marcação dos jogadores da Argentina Foto: Pedro Martins / MowaPress

A CBF publicou nesta sexta-feira a lista completa dos locais pelos quais a seleção brasileira passará nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar, em 2022.

O principal clássico, contra a Argentina, será na Arena Corinthians, em São Paulo, dia 13 de outubro deste ano. O Maracanã receberá o jogo contra o Uruguai, já em junho de 2021.

São Paulo é o único estado que receberá dois jogos, já que Brasil x Colômbia será no Morumbi. Todas as regiões do país foram contempladas com ao menos uma partida.

A estreia do Brasil nas Eliminatorias será contra a Bolívia, em 27 de março, na Arena Pernambuco, em Recife.

– Essa organização com bastante antecedência é fruto de um trabalho que iniciamos em novembro do ano passado. Conhecemos bem as estruturas nos diferentes estados e fizemos um estudo muito aprofundado. Acima de muitas questões colocadas na discussão pautamos nossa decisão pela garantia de bons gramados e a certeza de que levaríamos a equipe para todas as regiões do Brasil – diz o coordenador da seleção, Juninho Paulista, ao site da CBF.

OS JOGOS

Brasil x Bolívia

Local: Arena Pernambuco / Data: 27/03/2020

Brasil x Venezuela

Local: Estádio Mané Garrincha / Data: 03/09/2020

Brasil x Argentina

Local: Arena Corinthians / Data: 13/10/2020

Brasil x Equador

Local: Arena Fonte Nova / Data: 12 ou 13/11/2020

Brasil x Peru

Local: Estádio Beira-Rio / Data: 30/03/2021

Brasil x Uruguai

Local: Estádio Maracanã / Data: 08/06/2021

Brasil x Colômbia

Local: Estádio Morumbi / Data: 02/09/2021

Brasil x Paraguai

Local: Arena da Amazônia / Data: 12/10/2021

Brasil x Chile

Local: Estádio Mineirão / Data: 11/11/2021

Extra – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. rocha disse:

    Bem que eu falei kkkkkkkkkkkkkkk natal perde tudo pra nossos vizinhos, não ganha uma.

  2. Bento disse:

    Não precisamos desses jogos
    Já temos nossos clássicos

  3. Manoel disse:

    Graças a Deus não vem! Da Copa aqui em Natal só sobrou um elefante branco pra beneficiar esquema de corrupção e Zika e chicungunha de bônus pra população!

    • Gaius Baltar disse:

      Por esse raciocínio era melhor vir algum jogo importante para ajudar a pagar o elefante branco, não é mesmo?

  4. Naldinho disse:

    E tem abestalhado que diz que arena das dunas é o melhor e mais bonito do Brasil. Kkkkkkkkk

  5. rnordestino disse:

    Estou em Recife a passeio.
    Gasolina por 4,30, aeroporto (dentro da cidade e super movimentado), muitas indústrias, fábricas e comércio forte.

    E Natal? …O que dizer do absurdo preço do combustível, da falta de investimentos pesados no setor público e privado, do pouco movimento no aeroporto e do desinteresse por muitas melhoras na cudade, afinal, nem colocar a cidade na rota da seleção se consegue…

    Incrível.. lamentável.

  6. Pedro disse:

    A construção do arena das dunas foi de uma megalomania estúpida. Um estado pobre, carente, sem serviço de vergonha na saúde pública, nas áreas de abastecimento (CEASA), sem terminal rodoviário de vergonha, estradas vicinais abandonadas, com apenas uma BR duplicada, áreas desaparecidas d'água, povo morrendo de fome e essa porcaria (bonita) que só serviu para encher as burras dos políticos, principalmente do PT, como diria Boris Casoy, UMA VERGONHA !

    • Marcos disse:

      Eita raiva grande kkk, só para lembrar, não era o PT no governo do estado quando pediu para construir o estádio. Famílias poderosas tomavam o estado, da uma lida.

    • Marcos disse:

      O vagabundo ladrao condenado Lula tinha que inventar para poder ROUBAR

    • Miron disse:

      E ainda tiveram a brilhante idéia de construir aquele monstrengo aeroporto de SGA no fim do mundo, local apinhado de bandidos, mesmo tendo um aconchegante aeroporto praticamente dentro da cidade de Natal. Lamento por Natal, cidade tão linda e destruída por ações de políticos safados.

    • Cigano Lulu disse:

      Derrubar o Machadão foi uma vergonha dentro da vergonha.
      Inadmissível que num estado pobre como o RN um bem público seja destruído para se construir outro no mesmo lugar – ainda que com alguma hipotética vantagem.
      Agora mesmo se cogita derrubar o prédio da Fundação Nacional de Saúde para em seu lugar erguer-se um centro administrativo do governo federal.
      Por que não construí-lo na esquina das avenidas Hermes da Fonseca com Alexandrino de Alencar, numa área que vem sendo subutilizada para abrigar uma ociosa vila militar?

CBF realizará vistorias na próxima semana em Natal e outras três capitais do Nordeste para escolha do primeiro jogo do Brasil nas Eliminatórias da Copa

Foto: site Arena das Dunas

Quatro capitais nordestinas aparecem como principais candidatas a receber o primeiro jogo da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022: Salvador, Recife, Fortaleza e Natal. A informação foi confirmada à reportagem com uma fonte ligada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pelo presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE), Evandro Carvalho.

– Há outras cidades na briga, como Fortaleza e Salvador. É um pouco mais complicado trazer para cá porque é mais longe para a maioria dos países Sul-Americanos. Mas estamos nessa briga, sim. Temos algumas vantagens como a nossa Arena (de Pernambuco), que é ótima, e nossa malha aérea. Mas há esse problema da distância que é algo contra – disse Evandro.

Na próxima semana, a CBF começará a realizar vistorias nos estádios (Arena Fonte Nova, Arena de Pernambuco, Arena Castelão e Arena das Dunas) e também nas cidades para ver qual a melhor logística para a seleção brasileira.

– Já está tudo marcado quanto às vistorias. Será semana que vem. Só não sabemos ainda qual a data que será no Recife, Fortaleza, Salvador e Natal. Esse cronograma ainda será montado pela CBF. O que a gente sabe é que, na semana que vem, essas quatro capitais receberão as vistorias. Isso, no entanto, não quer dizer nada. Já fizeram vistorias outras vezes na Arena de Pernambuco, por exemplo, recebemos a nota máxima, mas a CBF levou jogos para outra Arena que também recebeu a nota máxima. É esperar – completou Evandro Carvalho.

As primeiras datas para jogos das Eliminatórias que foram reservadas no calendário da CBF, divulgado em outubro do ano passado, são os dias 26 e 31 de março, que são uma quinta e uma terça-feira, respectivamente. Procurada pela reportagem, a CBF informou que não pode confirmar a informação e que só irá divulgar o calendário da seleção quando ele estiver confirmado.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. RICARDO disse:

    Não precisa ser profeta para saber que não será Natal a escolhida. Algo me diz que escolherão Fortaleza, um passarinho me contou.

    • João Augusto disse:

      Vai ser natal ou recife, Tite pediu prioridade ao gramado e natal e recife são as grandes concorrentes, Salvador e fortaleza os gramados não estão dos melhores com os jogos da série A

Primeira rodada do Campeonato Potiguar neste fim de semana será apitada por árbitros da CBF

Foto: Iuri Seabra / FNF

Na tarde dessa quinta-feira (2), foi realizada na sede da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, a audiência pública para a divulgação da arbitragem dos jogos da primeira e segunda rodada da Copa Cidade do Natal, válido pelo primeiro turno do Campeonato Potiguar de 2020, coordenada pelo presidente da Comissão de Arbitragem do Rio Grande do Norte (CEAF-RN), cel. Ricardo Albuquerque.

Abrindo a primeira rodada, às 15h, na Arena América, jogam América e Força e Luz. O árbitro principal da partida será Caio Max Augusto Vieira. Foi divulgado também que os assistentes serão Lorival Cândido das Flores (CBF) e Rômulo Bruno Campos Alves (ASP/CBF), o 4º árbitro será Leandro de Sales Barchz (CEAF).

Enquanto que o árbitro do duelo entre ABC e Globo será Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (CBF), auxiliado por Vinícius de Melo de Lima (CBF) e Luis Carlos de França Costa (CBF), e o 4° árbitro será Carlos Alberto de Berto (CEAF), que estará no comando da partida marcada para este domingo (5), às 16h, no Estádio Frasqueirão

Já em Goianinha, no Estádio Nazarenão, o Palmeira recebe o ASSU, às 16h, com arbitragem principal de Alciney Santos de Araújo, auxiliado por Flávio Gomes Barroca (CBF), e George Ítalo Antas Nogueira (CBF), quatro árbitro será Diego Leonardo Coutinho (ASP/CBF).

Encerrando a rodada de estreia às 17h, no confronto entre Potiguar e Santa Cruz, no Estádio Nogueirão, o árbitro principal será Zandick Gondim Alves Júnior (CBF), auxiliado por Francisco de Assis da Hora (CBF) e Alex Batista da Silva (CEAF), quatro árbitro será Diego Neylton de Medeiros (ASP/CBF).

CONFIRA:

Com informações da FNF

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilo disse:

    Rádio Tribuna FM 93.5 (Antiga Globo) vai estrear com nova equipe esportiva, à partir das 14:30.

  2. Diogo disse:

    Só os flamenguistas.

  3. Ciço disse:

    So pelada de várzea !!!!

Árbitros e assistentes do RN tem 100% de aprovação na avaliação física da CBF

Foto: Iuri Seabra / FNF

Na manhã desse domingo (27), 21 árbitros e assistentes da elite nacional, entre homens e mulheres, realizaram uma série de testes físicos que os habilitam a continuar no quadro da CBF-RN do próximo ano e, consequentemente, atuar em competições nacionais e estaduais. A atividade foi realizada no Estádio Frasqueirão, localizado em Ponta Negra, em Natal. O teste contou com o auxílio do instrutor da CBF, Igor Costa, e a presença do Presidente da Comissão de Arbitragem do Rio Grande do Norte, cel. Ricardo Albuquerque.

Os árbitros foram submetidos aos testes “Yo-yo Dinâmico” e “7×7×7″. Já os assistentes realizaram os testes “Ariet” e “Coda”. O teste “Yo-yo Dinâmico” tem como objetivo avaliar a resistência dos árbitros utilizando corrida de 40 metros para frente com alternância de direção a cada 20 metros. O teste “7×7×7” avalia agilidade. Na categoria dos assistentes, o teste “Ariet” trabalha a resistência, alternando seções de corrida para frente com mudança de direção, sentido e deslocamento lateral. Enquanto o teste “Coda”, avalia a resistência.

Destaque para a assistente CBF, Edilene Freire, que por mais uma vez, conseguiu ficar acima da média para o quadro de assistentes do feminino e bateu o padrão o masculino.

Com informações da FNF

Em guerra interna, Figueirense comunica à CBF que vai abandonar a Série B do Campeonato Brasileiro

Figueirense comunicou à CBF que vai abandonar a Série B do Campeonato Brasileiro — Foto: Robson Boamorte

O Figueirense comunicou oficialmente à CBF que decidiu abandonar a Série B do campeonato Brasileiro. A formalização foi feita no último fim de semana, pelo presidente da Elephant, Cláudio Honigman, empresa que administra o clube desde 2017. A entidade avalia a eficácia da decisão, uma vez que na última quinta-feira, o Conselho Deliberativo do clube divulgou documento informando que o contrato mantido entre o clube e a empresa teria sido desfeito.

A CBF vai enviar o comunicado ao STJD para que o caso seja analisado. Se o documento for considerado válido, o Figueirense estará sujeito ao regulamento do campeonato que prevê a suspensão automática do clube de todas as competições organizadas pela CBF (incluindo profissional e base). Com isso, o clube só poderia voltar a atuar na Série D, após a suspensão.

Nesta segunda-feira, em coletiva de imprensa, o presidente do Conselho Francisco de Assis, afirmou que a Elephant não administra o clube desde a última quinta. Ele afirmou que Honigman tenta reverter o distrato exigindo R$ 3 milhões, além do perdão das dívidas do clube.

Atualmente, o Figueirense acumula um total R$ 120 milhões, em dívidas, de acordo com o último balanço do clube.

Reunião na federação

Na última segunda, o presidente da federação catarinense de futebol Rubens Angelotti tentou promover um encontro entre Honigman e Francisco de Assis para que um acordo fosse selado. Mas não teve sucesso.

O Figueirense tem jogo marcado para esta terça, em casa, contra o Bragantino. Em nota oficial, o clube confirmou a realização da partida e comentou o caso:

O Figueirense Futebol Clube informa que não foi comunicado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre o pedido feito pelo ex-presidente, Claudio Honigman, de abandonar a disputa do Campeonato Brasileiro.

Nas próximas horas, a equipe jurídica do clube encaminhará à CBF toda a documentação necessária para desmentir a intenção de desistir da disputa.

O clube comunica ainda que nunca cogitou a desfiliação ou o abandono do Campeonato Brasileiro. O jurídico do clube analisa o caso.

Tranquilizamos a Nação Alvinegra e informamos que a partida desta noite, contra o Bragantino, no Estádio Orlando Scarpelli, está confirmada. Contamos com a presença e o apoio de nossa imensa e apaixonada torcida.

Veja o que diz o regulamento:

Art. 61 – Se uma equipe abandonar uma competição ficará automaticamente suspensa durante 2 (dois) anos de qualquer outra competição coordenada pela CBF.

Parágrafo único – Entende-se como abandono aquele Clube que desistir de disputar uma competição após a publicação oficial da tabela e regulamento correspondente do prazo legal estipulado pelo EDT.

Art. 62 – O Clube punido pela Justiça Desportiva por abandono de campeonato que adote o sistema de pontos corridos terá os resultados até então conquistados considerados sem efeito.

§ 3º – Em se tratando de competição com fases de pontos corridos e fases eliminatórias, as consequências incidirão na respectiva fase em que o abandono ocorrer.

Globo Esporte

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lúcifer disse:

    E a turma aqui chiando porque o ABC negociou um lote de seis milhões de dívidas com ações trabalhistas em parcelas de CEM MIL (vish…) por mês durante CINCO ANOS…
    Claro… Isso é só prá evitar a penhora e leilão do frasqueirão.
    Breve outro montante de ações trabalhistas deve dar o ar da graça.
    Diante das dívidas do Figueira, as mais de setenta ações trabalhistas do ABC é café pequeno….

Náutico é punido de forma inédita pela CBF por descumprir mecanismo de solidariedade

Aflitos, sede e estádio do Náutico — Foto: Divulgação/CNC

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) puniu o Náutico na noite dessa quinta-feira de forma inédita no país. Por conta do não pagamento de um valor referente ao Mecanismo de Solidariedade doméstico, a entidade proibiu o clube de registrar novos atletas por um período de seis meses. O nome do jogador e dos outros clubes envolvidos segue em sigilo. Cabe recurso ao Timbu.

A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com por uma fonte ligada à CBF. Tanto a presidência executiva como a vice-presidência jurídica do Náutico informaram à reportagem que não foram notificadas.

O advogado responsável pelo caso, Bichara Neto, disse que não podia se pronunciar sobre o assunto por se tratar de um processo sigiloso.

Veja o que diz o Mecanismo de Solidariedade, presente no Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas do Futebol:

Art. 58 – Se um atleta profissional transferir-se de forma onerosa em caráter definitivo ou temporário de um clube para outro antes de findo seu contrato especial de trabalho desportivo, os clubes que deram suporte à sua formação e educação receberão uma parte da indenização a título de contribuição de solidariedade, distribuída proporcionalmente ao número de anos em que o atleta esteve inscrito em cada um deles ao longo das temporadas.

Parágrafo Único – O mecanismo de solidariedade nas transferências nacionais será de 5% (cinco por cento) do valor pago pelo novo clube do atleta, sendo obrigatoriamente distribuídos entre os clubes que contribuíram para a formação do atleta, na proporção de:

I) 1% (um por cento) para cada ano de formação do atleta, dos 14 (quatorze) aos 17 (dezessete) anos de idade, inclusive;

II) 0,5% (meio por cento) para cada ano de formação, dos 18 (dezoito) aos 19 (dezenove) anos de idade, inclusive.

Art. 59 – O valor do mecanismo de solidariedade será pago pelo novo clube do atleta sem necessidade de solicitação por parte dos clubes formadores do atleta dentro dos 30 (trinta) dias seguintes à sua inscrição pelo novo clube.

§1º – Compete ao novo clube do atleta calcular o valor da contribuição de solidariedade e distribuí-lo pelo número de anos ou proporcionalmente, de acordo com o histórico do atleta constante de seu Passaporte Desportivo, devendo o atleta colaborar com sua nova entidade empregadora para que esta cumpra integralmente sua obrigação com o clube ou clubes que o formaram.

§2º – O clube formador que não receber o pagamento ao qual faz jus pode postular o valor devido pelo clube inadimplente junto à CNRD.

Art. 60 – Na hipótese de pagamento de mecanismo de solidariedade envolvendo clubes brasileiros numa transferência internacional, a CNRD pode obrigar o pagamento do valor devido aos clubes que comprovarem a sua condição de credores e os valores aos quais fazem jus.

Globo Esporte

 

CBF divulga novo ranking nacional de clubes: ABC é 43º, América 49º e Globo 62º

A Diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira o Ranking Nacional de Clubes (RNC) 2019. Campeão brasileiro, o Palmeiras assumiu a liderança, seguido de perto pelo Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil.

O ranking atribui pontos aos times dependendo de sua classificação nos campeonatos promovidos pela CBF nos últimos cinco anos. A explicação dos critérios você confere mais abaixo, no fim da matéria.

Ranking Nacional de Clubes 2019, CBF — Foto: Reprodução

Critérios do ranking:

O ranking considera a participação do clube em competições realizadas nos últimos cinco anos (ranking dinâmico). Para cada um dos cinco anos do período considerado, do mais recente ao mais distante, são atribuídos pesos, a serem convertidos sobre cada pontuação:

1 – Ano vigente (n) Pontos x 5
2 – Ano imediatamente anterior (n-1) Pontos x 4
3 – Ano anterior (n-2) Pontos x 3
4 – Ano anterior (n-3) Pontos x 2
5 – Ano anterior (n-4) Pontos x 1

A pontuação máxima de cada Série (A/B/C/D) representa o dobro da pontuação da Série inferior. A pontuação do clube vice-campeão de uma Série é sempre 80% da pontuação do campeão. A pontuação dos terceiros e quartos lugares de uma Série é sempre, respectivamente, 75% e 70% da pontuação do campeão.

Da classificação 24 em diante repete-se a pontuação da posição 23. A menor pontuação de uma Série é sempre superior à atribuída ao campeão da Série imediatamente inferior.

Considerando que a Copa do Brasil de 2013 a 2016 foi disputada em sete fases, foi atribuído para o referido período 10 pontos para os clubes participantes da Fase Preliminar (Acre x Espírito Santo), que ocorreu entre aos anos de 2013 a 2015.

Por consequência, a Fase 1 recebeu a pontuação da Referência 8, para Fase 2 atribui-se a referência 7 e para os clubes da Fase 3, a pontuação da Referência 6.

A partir de 2017, quando não há mais Fase Preliminar e a Copa do Brasil passa a ter oito fases, a referência 9 (15 pontos) destina-se aos participantes da Fase 1. Para as demais fase segue a pontuação da Tabela 2.

Tabela CBF ranking clubes — Foto: Reprodução

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bosco disse:

    O mequinha é segundo com folga, parabéns.

  2. RODRIGO disse:

    o futebol do RN acabou e faz tempo isso

  3. LULADRÃO disse:

    Estão descendo ladeira abaixo e desembestados.