Diversos

Nota de esclarecimento sobre paralisação no Departamento Estadual de Imprensa do RN

Em relação à paralisação de advertência dos servidores do Departamento Estadual de Imprensa nesta quinta-feira (26), a Diretoria tem a esclarecer o seguinte:

1. A diretoria do DEI, desde o início da atual gestão, manteve aberto o diálogo com os servidores em torno das reivindicações apresentadas por uma comissão escolhida em assembleia da categoria, sendo a manutenção da Gratificação de Representação de Gabinete (GRG), na forma como vinha sendo concedida no passado, uma delas.

2. A GRG foi instituída pelo Decreto n° 16.766, de 14 de março de 2003 e, em seu Artigo 3, diz: “A Gratificação de Representação de Gabinete fica condicionada à necessidade do serviço e à existência de recursos orçamentários e financeiros, não podendo exceder ao número de 12 por órgão.

3. Ao longo do tempo, esse número passou a ser ampliado gradativamente até chegar a todos os servidores aqui lotados, independente da necessidade do serviço.

4. Em agosto de 2019, a Secretaria de Administração expediu um ofício circular a todos os órgãos da administração pública estadual direita e indireta pedindo informações sobre quantitativo, escolaridade, atividades desenvolvidas pelo servidor, entre outros quesitos, e exigindo o fiel cumprimento dos termos do decreto 16.766/2003.

5. A retirada da GRG, portanto, foi motivada por questões de ordem legal, levando em conta uma Orientação do Ministério Público Estadual, mantido, no entanto, o quantitativo máximo de 12 para o DEI.

6. Nas reuniões com a comissão de servidores, apontamos a calamidade financeira decretada no inicio de 2019 e a emergência sanitária (pandemia) como obstáculos ao atendimento das reivindicações no presente momento.

7. A decisão de fazer uma paralisação de advertência nesta quinta-feira, comunicada ao final de uma assembleia de servidores, nos causou surpresa, mas estamos abertos ao diálogo.

Opinião dos leitores

  1. A nota esclarece a narrativa da negacao. Quem ler o decreto na integra saberar o que o governo pode fazer para resolver o problema e nao causar constrangimento desnecessario ao governo. Apos onze meses negociando e nenhum avanco, a conversa mole de manter-se aberto ao dialigo? Tenha fe homem!!? Essa narrativa de auto defesa eh a defesa do contra cheque pelo cargo ocupado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Departamento Estadual de Imprensa realiza 3ª edição do evento “Os Novos Caminhos do Jornalismo”

Nessa quinta-feira (26), os jardins do DEI se abriram para mais uma edição do evento Os Novos Caminhos do Jornalismo, que desta vez abordou o tema “Rádio: história, presente e projeção de futuro”.

O encontro é voltado para estudantes da área da Comunicação Social e nesta edição teve como convidados: Ana Ruth Dantas – Rádio Cidade e Rádio Rural, Santos Neto -Rádio Globo, Miguel Weber – 98 FM, Pastor Marcos de Souza Sobrinho – Rádio Nordeste Evangélica, Hélcio Pacheco de Medeiros – Universidade Federal do Rio Grande do Norte e, por fim, como palestrante e mediador da mesa, José Iranilson da Silva – Universidade Potiguar.

“Vivendo um momento de tantas mudanças para um veículo que em quatro anos irá comemorar seu centenário no Brasil, estamos evidenciando e escrevendo mais uma página da história do Rádio no nosso querido Rio Grande do Norte, através do Departamento Estadual de Imprensa”, afirma Arthur Peres, diretor geral do DEI. A fala do diretor se dá pelo fato da primeira emissora de rádio do estado, a Rádio Educativa de Natal, ter sido noticiada quase seis meses antes do início de suas atividades pelo Departamento Estadual de Imprensa. O órgão se encontra presente desde o início da história do Rádio no estado do Rio Grande do Norte até os dias de hoje. Arthur conclui dizendo que “sem ressalva alguma, me sinto à vontade e seguro para afirmar que essa é a mais rica atribuição dessa instituição: registrar, manter segura, viva e acessível toda a história do nosso Estado, permitindo que todas as gerações possam conhecer os caminhos que nos fizeram chegar até aqui”.

A primeira parte do encontro aconteceu com a apresentação e depoimentos dos convidados, seguidos de perguntas e respostas entre os estudantes presentes e os componentes da mesa. Posteriormente, servidores do DEI fizeram a entrega de placas em homenagem aos jornalistas ali presentes.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *