Prefeitura de Parnamirim emite nota sobre vacina contra a gripe

A Secretaria Municipal de Saúde informa que receberá o segundo lote de vacinas contra a gripe nesta quinta (26), para abastecer os postos de saúde de Parnamirim. Devido à antecipação da campanha nacional, em virtude do enfrentamento do Coronavírus, o Governo Federal tem optado por distribuir as dosagens separadas por lotes, para estados e municípios. Nesta primeira etapa estão sendo vacinados idosos e servidores da saúde. Para o início da campanha o Governo Federal enviou 9.500 doses. Para este segundo lote o Ministério da Saúde vai liberar mais 3.600 doses. As vacinas são distribuídas de maneira uniforme entre os postos, sendo que em alguns a procura é maior do que em outros. A campanha prossegue até o dia 15 de abril, tempo suficiente para atender a todos, sem a necessidade de aglomeração ou de grandes filas.

Nota de Esclarecimento: suposto diagnóstico de Covid-19 em servidor do TJRN

Diante da informação, em circulação em grupos de WhatsApp, de que “um servidor da Vara de Execuções Penais do Estado, de nome Diego, foi diagnosticado com covid-19”, o TJRN informa que, até o momento, não recebeu qualquer comunicação ou solicitação de afastamento de servidor com suspeita do coronavírus, conforme determinação prevista em seu Protocolo de Ação para prevenção ao contágio da doença (Portaria Conjunta nº 14/2020).

No mesmo sentido, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) não divulgou novos casos confirmados da Covid-19 no Rio Grande do Norte até a manhã desta terça-feira (17).

Não há, portanto, qualquer informação de órgãos oficiais sobre este suposto novo caso diagnosticado.

O TJRN estabeleceu procedimentos e medidas para prevenir a propagação da doença, como a determinação para o afastamento do trabalho e/ou a realização de quarentena para magistrados, servidores, estagiários e colaboradores que tenham a suspeita ou confirmação do contágio, bem como que tenham tido contato com pessoas diagnosticadas ou com suspeita.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pietro disse:

    Gente fecha logo os Tribunais,bora vencer o.Corona Virus.

Secretaria de Saúde Municipal emite nota sobre a rede básica e caso de paciente com suspeita de coronavírus

A respeito do post publicado onde o leitor relata situação dramática em atendimento na rede básica de saúde, a Secretaria de Saúde Municipal informa que a amostra para análise e identificação do COVID 19, foi colhida e encaminhada ao LACEN. Procedimento esse, padronizado pela rede de saúde.

E tanto o paciente quanto o acompanhante foram classificados como suspeitos e os mesmos tiveram o atendimento como determina o protocolo.

Quanto ao hemograma solicitado pelo médico, no plantão, o diretor da UPA da Cidade da Esperança vai se reunir na tarde desta terça-feira, 17, com os profissionais que trabalharam durante a madruga para entender porque não foi coletado o hemograma solicitado.

Coronavírus: Procon Natal emite Nota diante de preços abusivos

Foto: Ilustrativa

Diante de várias denúncias de consumidores reclamando do aumento exponencial dos preços de produtos relacionados à prevenção ao Covid-19 (Coronavírus), o Procon Natal emitiu uma Nota Técnica nesta segunda-feira (16/03) destacando que tal elevação se dá em momento de grave crise na saúde mundial (pandemia), reconhecida e devidamente declarada pela OMS – Organização Mundial de Saúde – e a atitude dos estabelecimentos comerciais em majorarem os preços destes produtos essenciais converge para a prática abusiva e infrativa. Veja Nota na íntegra:

NOTA TÉCNICA 01/2020

Dispõe sobre a abusividade, na comercialização de produtos, notadamente, álcool em gel, máscaras e luvas, no âmbito do município de Natal/RN, com preços majorados em razão do aumento da demanda dos consumidores por estes produtos, face a pandemia do COVID-19 (CORONAVÍRUS).

O PROCON NATAL, através do seu Diretor Geral, no uso de suas atribuições legais, resolve, ante as diversas denúncias recebidas de consumidores, relatando o aumento abusivo dos produtos: ÁLCOOL EM GEL, MÁSCARAS DE PROTEÇÃO E LUVAS, editar a presente NOTA TÉCNICA, nos termos que seguem.

Da Apuração de Prática Abusiva.

A venda de produtos, em especial de produtos essenciais à prevenção e controle do COVID-19 (CORONAVÍRUS), com a elevação de preços, conforme a procura e/ou demanda, tornou-se prática noticiada/denunciada na semana passada e na corrente, nesta Capital.

A fundamentação legal para a constatação da abusividade dessa prática são os incisos V e X, do art. 39, cumulados com os incisos IV e X, do art. 51, todos do CDC, que assim preceituam:

Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:

V – exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva;

X – elevar sem justa causa o preço dos produtos ou serviços;

Art. 51. São nulas de pleno direito, entre outras, as cláusulas contratuais relativas ao fornecimento de produtos e serviços que:

IV – estabeleçam obrigações consideradas iníquas, abusivas, que coloquem o consumidor em desvantagem exagerada, ou sejam incompatíveis com a boa-fé ou a equidade;

X – permitam ao fornecedor, direta ou indiretamente, variação do preço de maneira unilateral;

A abusividade consiste no fato de que a elevação do preço decorre, não de uma prática comum e permitida, como por exemplo a questão de baixa ou alta temporada em algumas cidades, mas sim, do fato de que a elevação do preço se dá em momento de grave crise na saúde mundial (PANDEMIA), reconhecida e devidamente declarada pela OMS – Organização Mundial de Saúde, em decorrência do CORONAVÍRUS (COVID-19).

A atitude dos estabelecimentos comerciais em majorarem os preços destes produtos essenciais, converge para a prática abusiva e infrativa indicada acima e, portanto, vedada pelo Código de Defesa do Consumidor.

No mesmo sentido dispõe a Lei Nº 12.529/2011, que versa sobre a prevenção e repressão às infrações contra a ordem econômica:

Art. 36. Constituem infração da ordem econômica, independentemente de culpa, os atos sob qualquer forma manifestados, que tenham por objeto ou possam produzir os seguintes efeitos, ainda que não sejam alcançados:

III – aumentar arbitrariamente os lucros;

É importante frisar que a abusividade consiste apenas na majoração de preços sem justificativa, que poderá ser dirimida através dos livros de movimentações, notas fiscais, de entrada e saída de produtos, dentre outros que comprovem o valor de aquisição com relação ao valor final praticado, sendo incontroverso que o estabelecimento comercial não está adstrito a um tabelamento, porém, a majoração sem justificava, valendo-se do binômio oportunidade e conveniência, em razão da crise na saúde provocada pelo COVID-19, constitui prática vedada pelos Diplomas Legais já citados acima e, será amplamente fiscalizado e investigado por Este Órgão de Proteção e Defesa aos Direitos dos Consumidores.

Natal/RN, 16 de março de 2020.

Gleiber Adriano de Oliveira Dantas

Diretor Geral do Procon Natal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Osvaldo Delgado disse:

    PROCON isso não existe. Não serve para nada. Seria mais útil se fosse extinto.

  2. Ruma disse:

    Quero um emprego no PROCON

  3. Aroldo Pontes disse:

    O PROCON é uma instituição vergonhosa. Não serve pra nada.

  4. DeSacoCheio disse:

    Com a utilização da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) já massificada em todos os estados, torna-se possível identificar abusos em tempo real, cabendo assim aos órgãos competentes e ao Estado a punição dos aproveitadores. Vamos esperar que tais punições ocorram e não fique mais uma vez em um discurso vazio por parte dos órgãos competentes.

  5. reginaldo disse:

    O Procon e b***a é a mesma coisa

Em nota, presidente da Câmara Municipal de Macau admite “ter sido infeliz em algumas palavras”

Nota à Imprensa

Em razão da veiculação de um vídeo com trecho do meu pronunciamento na sessão da Câmara Municipal dessa segunda-feira, 02, lamento que tenha chegado à imprensa apenas parte da discussão, na tentativa desviar o foco do debate, onde se cobrava da bancada do governo uma prestação de contas da atual gestão municipal, haja visto que o prefeito Tulio Lemos pelo segundo ano consecutivo não compareceu à Câmara Municipal no início do ano legislativo para apresentar a Mensagem Anual do Poder Executivo.

Admito ter sido infeliz em algumas palavras. No calor do debate político, quis apenas comparar a atual gestão do prefeito Tulio Lemos, que já arrecadou perto de R$ 300 milhões em três anos, no entanto, não tem obras e ações para apresentar a cidade, enquanto que ex-gestores que respondem a processos na justiça, sob a acusação de corrupção trabalharam pelo município como é de conhecimento de toda opinião pública.

Por fim, esclareço que continuarei o nosso trabalho de forma eficaz, eficiente e com total transparência e respeito ao dinheiro público, respeitando principalmente as divergências ideológicas, por entendermos que o Poder Legislativo é composto de representantes dos mais diversos segmentos da sociedade macauense.

Macau, 03 de fevereiro de 2020
Dyana Lira
Presidente da Câmara Municipal de Macau

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bosco disse:

    Bom é o portugues dela! Rssss

  2. Política na Câmara disse:

    O problema é que as casas legislativas do Brasil são palco pra discussões políticas. O que era pra ser VETADO. Que ocorressem em plenário discussões que interessassem apenas ao bom andamento das gestões públicas.

  3. PT Nunca Mais. disse:

    Ela entregou lula de bandeja.

  4. Gregório disse:

    Infeliz? Se saisse da boca de Bolsonaro, de um ministro ou dos filhos dele, seria declarada a terceira guerra mundial. Mas como foi de outra origem, foram apenas palavras infelizes… País de hipócritas e irresponsáveis.

Veja nota da Sesap com atualização sobre casos suspeitos de Coronavírus no RN

Confira a nota informativa emitida pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Sesap, de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde:

Rio Grande do Norte apresenta cinco casos suspeitos de COVID-19 e um caso em investigação para definição

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP-RN) informa que na manhã desta quinta-feira, por volta das 11 horas, realizou a definição dos casos notificados em conjunto com o Ministério da Saúde. Todos os casos foram notificados na quarta-feira (26/02).

Dos três casos em investigação mencionados na nota emitida na tarde de ontem (26), apenas um segue ainda em investigação para definição, enquanto que os outros dois foram classificados como casos suspeitos para COVID-19 (novo Coronavírus). Além desses, foram notificados mais três casos, os quais já foram classificados como casos suspeitos. Informamos que todos casos suspeitos no Rio Grande do Norte possuem histórico de viagem à Itália.

Os atendimentos médicos foram realizados, assim como a coleta para exames. Os pacientes seguem em isolamento domiciliar, enquanto aguardam a confirmação ou descarte de caso para COVID-19. Concomitantemente ao acolhimento dos pacientes, a SESAP-RN juntamente com as equipes de Vigilância Epidemiológica Municipais, já deu início às primeiras medidas de investigação e monitoramento, conforme estabelecido previamente no Fluxo e Plano de Contingência Estadual para COVID-19, diante de caso suspeito.

Veja mais: Sesap monitora cinco casos suspeitos de coronavírus no RN

Reforçamos que pessoas que apresentem sinais e sintomas característicos e que possuem histórico de viagem recente a um dos dezesseis países (China; Japão; Irã; Vietnã; Camboja; Tailândia; Coreia do Sul; Coreia do Norte; Singapura; Alemanha; Austrália; Emirados Árabes; Filipinas; França; Itália e Malásia), ou contato com caso suspeito ou confirmado por COVID-19, devem procurar atendimento nos serviços de saúde mais próximos de sua residência. É necessário que sejam adotadas as medidas de precaução e principalmente que diante da apresentação de sinais e sintomas que sejam evitados locais públicas.

Ressaltamos que o Plano de Contingência do Estado do Rio Grande do Norte para o novo Coronavírus foi elaborado desde o início de Fevereiro e foi amplamente divulgado entre profissionais de saúde da rede pública e privada de todo o estado

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lorena Galvão disse:

    Morre milhares de pessoas por causa da dengue, todos os anos e o governo tanto FEDERAL como MUNICIPAL não da importância, imagine se preocupar om este CORONA

  2. Rafael Pinheiro disse:

    Caso seja confirmado qualquer caso da nova epidemia no RN, o caos será instalado em nosso estado, já que a (des)governadora desaparelhou o nossa sistema de saúde, que atualmente está entregue as moscas

Associação dos Oficiais Militares do RN divulga nota contra decisão judicial que favorece coronéis

Foto: Reprodução

A Associação dos Oficiais Militares do Rio Grande do Norte publica hoje uma nota oficial criticando a postura dos coronéis que tentam se manter no posto, mesmo com a previsão pelo estatuto da Policia Militar de que após 30 anos de serviço e cinco anos no cargo o profissional é transferido para reserva.

A Associação alerta que a Justiça está, a revelia da lei, concedendo liminares favorecendo os coronéis. “Fato que traz importante contribuição para alternância de poder e oxigenação dos quadros”, diz um dos trechos da nota.

Leia a nota na íntegra aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Aécio disse:

    Isso pq indo pra reserva não vão receber os salários dentro do mês.

  2. Revoltado disse:

    Não querem largar o peitinho…

  3. manezinho disse:

    O povo pra gostar de trabalhar e de ter dor de cabeça… esse fato é estranho quando o sonho de todo brasileiro é garantir sua aposentadoria. Será que sao as regalias da chefia que ascende a chama da paixao pela profissao ou a sensaçao de segurar a espada na mao que fortalece esse desejo?

  4. Jano disse:

    Vão já querer perder a boquinha. Só em ter um monte de baba ovo ao seu lado, já compensa a pemanência kkkkk

Detran emite nota de esclarecimento sobre contrato de Vistoria Veicular

NOTA DETRAN/RN
Contrato Vistoria

A Direção do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) vem a público, em nome da transparência e do compromisso com o serviço público e com a sociedade potiguar, esclarecer sobre o contrato de Vistoria Veicular:

1) O referido contrato foi firmado em 2018, ainda no Governo Robinson Faria, quando a empresa foi credenciada para execução da Vistoria Veicular. Ao perceber que esse serviço configurava atividade fim do órgão e que o próprio Detran deveria executá-lo, a gestão à época optou pelo cancelamento do credenciamento. Em resposta à medida, a empresa acionou a Justiça para reaver o contrato e conseguiu uma Liminar para continuar exercendo os serviços;

2) Ao assumir a gestão, a equipe do Governo Fátima Bezerra, juntamente com a Procuradoria Geral do Estado, vem diligenciando em processo judicial na tentativa de derrubar a Liminar e para que o serviço volte a ser prestado exclusivamente pelo Detran/RN;

3) O valor cobrado pela empresa é mais alto que o praticado pelo órgão de trânsito, ficando a critério do usuário escolher onde realizará a Vistoria do veículo. O Detran cobra R$50 por cada vistoria, já a empresa, R$80. Por óbvio, esse é o motivo do Detran ter executado 266.955 vistorias em todo o ano de 2019 e a empresa privada ter realizado apenas 5.170.

4) O valor mencionado na matéria, de que existe um prejuízo de R$ 14 milhões é uma informação equivocada e inverídica, uma vez que o montante mencionado é na realidade a arrecadação anual que o Detran possui com o serviço de Vistoria Veicular.

5) A direção do Detran/RN reforça que acredita na transparência e ética e se coloca à disposição para esclarecer sempre a verdade e dissolver qualquer dúvida em relação aos serviços prestados pelo órgão.

Direção-Geral do Departamento Estadual de Trânsito do RN
Natal-RN, 19 de fevereiro de 2020

Detran emite nota sobre a Operação Pecúnia Doc

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) vem a público esclarecer que a operação denominada pela Polícia Civil de “Pecúnia Doc”, na qual apura suspeitas de irregularidades no âmbito do Órgão de Trânsito do RN foi iniciada há cerca de 1 ano, quando o Detran identificou indícios de irregularidades acionando a Polícia Civil e atuando no decorrer das investigações sigilosas fornecendo todo o aparato de informações e documentações solicitadas pela Justiça e pela Polícia Civil do RN.

Ressaltamos que a Decisão Judicial expedida ao Detran na data de hoje (07), determinando o afastamento das funções de dois servidores efetivos do Detran, dois servidores cedidos e um comissionado (Já exonerado do cargo em janeiro deste ano, devido a suspeitas de irregularidades), foram cumpridas de imediato pela Direção do Detran, como também bloqueou o credenciamento de dois despachantes apontados pela investigação, inclusive determinando a proibição da entrada de ambos nas dependências do Órgão, sendo essa última medida aplicada a outros três “atravessadores” (que se passam por despachantes), também identificados na Decisão Judicial.

O Direção do Detran ressalta o zelo do Governo do Estado pelos princípios da administração pública e evidencia a importância da Operação “Pecúnia Doc” na construção e no fortalecimento do Órgão, onde os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência sejam as tônicas de todo o corpo de pessoal que compõe o Detran-RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernando disse:

    Já começou assim? Dilmanta tava por aqui? É perseguição

    • Fernando disse:

      Nem leu a matéria ou se leu, nem entendeu! Leia quem pediu a investigação, antes de excretar pela boca.

    • Fernando disse:

      Tá igual ao governo luladrão, o comparsa denunciou o esquema de Corrupção, aí já vem fornecimento de marmitas a preço de ouro para as penitenciária, Dilmanta por aqui. Ômi, o desgoverno agora desanda de vez. Bem que avisei, não me ouviram

PITANGUI: Em resposta ao Blog do BG, DER diz que trecho na RN-305 requer “obra maior”, e busca “nova alternativa” para “amenizar situação”

Foto: Divulgação/DER

Com relação à matéria “Pitangui dá pena”, publicada no Blog do BG, no 13/01/2020, onde o acúmulo de areia de dunas na RN-305 é tratado como “descaso total”, gostaríamos de fazer algumas considerações, a título de resposta. Desde o dia 17 de dezembro de 2019, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) vem atuando no local, realizando operação de retirada do material acumulado sobre a pista, com apoio de equipes do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) e da Prefeitura de Extremoz. No dia 6 de janeiro de 2020, a RN-305 voltou a ser interditada novamente para a retirada de mais areia da pista. A ação continua sendo executada.

O problema de acúmulo de areia na pista da RN-305 (estrada que dá acesso à praia de Pitangui) é recorrente, já que a estrada foi construída em um terreno de dunas móveis, que se movimentam de acordo com a ação do vento, prejudicando o tráfego de veículos. O trecho requer uma obra maior.

Segundo o diretor-geral do DER-RN, Manoel Marques, uma nova alternativa será executada para amenizar a situação, com a aplicação de piçarro – espécie de solo argiloso com cascalho – abrindo mais uma pista de acesso, que servirá de desvio. O Governo do Estado estuda uma solução definitiva para o problema e faz um estudo da área. “Abrimos processo para contratação de uma empresa de consultoria para estudar e apresentar projeto básico”, comenta o diretor.

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Infraestrutura do Rio Grande do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernando Antonio disse:

    Esse DER é a repartição mas inoperante do Estado. Avenida Roberto Freire o descaso é total e absoluto. Falta fazer nova pintura na sinalização horizontal e vertical. Aquilo é um perigo Senhor Diretor.

  2. alguem disse:

    Esse diretor do der não sabe de nada só sabe perseguir servidores prática assedio moral livremente dentro do der com ameaças de exoneração e de tirar as gratificações ALO GOVERNADORA NAO ESTA VENDO ISSO NÃO.

  3. Bento disse:

    O que é DER…

  4. Álvaro disse:

    Poderiam calçar a estrada que liga contenda a Barra do Rio. Isso não resolveria o problema, mas diminuiria boa parte do tráfego de veículos por lá.

  5. Manoel disse:

    Sério que descobriram isso agora? Sério que vão mesmo tentar resolver somente agora na alta estação? Muito planejamento mesmo viu! Parabéns aos responsáveis: coisa nível da NASA…

    • Pardal disse:

      Você não leu a matéria, são dunas móveis, sempre terá areia na pista.

  6. Vitor disse:

    A estrada foi construída no meio de dunas. Na época da construção se o órgão ambiental tivesse simplesmente impedido a obra, isso não aconteceria, porque não haveria uma estrada no meio de dunas sendo coberta por dunas móveis. As mesmas dunas móveis que promovem o nosso turismo representam solo difícil para ser atravessada por uma estrada.

Unicat emite nota de esclarecimento sobre medicamentos para portadores de doenças neurológicas

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) esclarecem que os medicamentos para portadores de doenças neurológicas fazem parte do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF) e são adquiridos diretamente pelo Ministério da Saúde para serem distribuídos aos estados.

A previsão que o Ministério da Saúde deu ao estado do Rio Grande do Norte é de regularizar a distribuição destes medicamentos até o final do mês de janeiro, em virtude da finalização de processos administrativos de aquisição. Atualmente o estoque da Unicat está abastecido em 35% dos medicamentos para tratamento das doenças neurológicas.

Desde o ano passado a Unicat está trabalhando na melhoria dos serviços aos usuários, com a implantação do sistema de fibra ótica com mais economia e agilidade na transmissão dos dados e utilização do Sistema de Gestão da Assistência Farmacêutica (Hórus) na rede hospitalar estadual, contribuindo para o controle e monitoramento dos recursos financeiros investidos na aquisição e na distribuição dos medicamentos nos hospitais.

Nota sobre alagamento na Ceasa-RN

A Central de Abastecimento do RN (Ceasa-RN) esclarece que devido as fortes chuvas da madrugada uma das suas vias alagou, contudo, uma intervenção não autorizada pela administração em um dos muros ocasionou o surgimento de uma cratera.

As equipes de engenharia da Secretaria de Infraestrutura e da Caern estiveram no local para avaliar a situação. A administração da Ceasa-RN reforça que está trabalhando com todo empenho para fazer a retirada do caminhão e o fechamento da cratera. A Ceasa-RN segue funcionando normalmente.

Secretaria Municipal de Saúde emite Nota sobre golpes em Natal utilizando nome da Vigilância Sanitária

Foto: Divulgação

Em virtude de golpes aplicados por terceiros à sociedade, utilizando informações e serviços do Departamento de Vigilância em Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece que:

A Vigilância Sanitária não realiza nenhum tipo de contato telefônico, prévio, nem por meio de mídias sociais, com os estabelecimentos a serem fiscalizados pelo órgão.

Os técnicos fiscais sempre realizam a vistoria em dupla, de modo presencial, com identificação de crachá e uso de batas ou coletes, sem que haja valor cobrado pelo serviço. Em caso de cobrança indevida deve-se denunciar ao setor por meio dos números 0800-281-4031; 3232-8503 ou 3232-8605.

Ainda sobre a forma de atuação habitual: a primeira abordagem tem teor educativo, no sentido de passar orientações ao estabelecimento; caso haja irregularidades, estas são registradas no Termo de Inspeção Sanitária – TIS, com prazo para adequações, bem como toda e qualquer ação da Vigilância no estabelecimento comercial.

UnP emite nota de esclarecimento sobre descontinuidade de curso

Alunos do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da UnP que já estavam no 7º período, próximos de se formar, foram informados que o curso será encerrado. A medida revoltou a todos os alunos. Alguns estão acionando a Justiça para conseguir se formar. Outros estão acionando o Ministério da Educação, o Procon e até o DCE em busca de uma solução. Em nota, a UnP diz que “organiza previamente uma série de opções para que o aluno possa escolher a que mais se adeque à continuidade de estudos, sem prejuízo acadêmico, como previsto em contrato de prestação de serviços”. Veja íntegra:

NOTA

A UnP mantém sempre o compromisso em dialogar com a sua comunidade acadêmica, priorizando o cuidado que cada temática demanda dentro do ambiente universitário.

É importante ressaltar que a UnP pauta as suas ações em estrita observância à legislação vigente, exercendo a sua autonomia universitária concedida pela Constituição Federal e deliberada pelo Ministério da Educação (MEC). Dessa forma, ao optar pela descontinuidade de uma oferta, a instituição organiza previamente uma série de opções para que o aluno possa escolher a que mais se adeque à continuidade de estudos, sem prejuízo acadêmico, como previsto em contrato de prestação de serviços.

Neste caso específico de Engenharia Ambiental e Sanitária, o seguimento do curso estava em análise de sustentabilidade pela instituição. Após reuniões com as lideranças acadêmicas, a Instituição decidiu que irá subsidiar excepcionalmente a graduação dos alunos que já cumpriram mais da metade do período de formação, o que inclui a 7ª série, tendo autorizado a manutenção dessas respectivas turmas.

Por fim, em um cenário dinâmico e em constante transformação, a UnP acompanha o movimento de mercado na busca constante pelo aprimoramento de sua qualidade acadêmica, visando entregar aos seus alunos excelência no processo de formação.

Universidade Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GILLIARD disse:

    A pior universidade do RN ! Sinceramente, fico a pensar como é que pessoas ainda buscam essa instituição para cursarem uma GRADUAÇÃO. Pelo AMOR DE DEUS, por experiencia própria, busquem qualquer outra, tais quais; ( FACEX, UNI, NASSAU…. ) para se graduarem, menos a UNP. Penso eu que o povo deve se encantar com a PROPAGANDA DA UNP, pois o ensino é uma PORCARIA.

    EM TEMPO:

    Lembrem-se que: " GAIOLA bonita não dá de comer a PASSARINHO. "

  2. Neto disse:

    Me formei na UNP ainda no tempo em que prestava, uma vez precisei acessar a biblioteca, a burocracia e tão grande que quase que não entro. Meu dinheiro não ver nunca mais

  3. Cidadão Indignado disse:

    Que vergonha! Ainda tem quem procure essa universidade pra estudar. A UNP ACABOU-SE!

  4. Flavio disse:

    Tudo mentira

  5. Joao disse:

    Lamentável!
    Desrespeito aos alunos.

Associação das Indústrias de Águas Envasadas e Adicionadas de Sais(Assindae) emite nota de esclarecimento

Ao BLOG DO BG

A Associação das Indústrias de Águas Envasadas e Adicionadas de Sais – ASSINDAE, em decisão colegiada, vem perante Vossa Senhoria, solicitar com fundamento na Lei nº 13.188, de 11 de novembro de 2015, o legitimo e adequado DIREITO DE RESPOSTA, em decorrência de matéria publicada neste meio de comunicação com o título ”Atenção ao comprar água mineral”, veiculada em edição de ontem 26 de dezembro de 2019, por entender que houve um grande equívoco divulgado na reportagem, quando se afirma que setor das Águas Minerais é o único que trabalha dentro da legalidade dentre as industrias que trabalham com envasamento de água. Na reportagem percebe-se claramente um conteúdo impreciso que tenta levar aos leitores a ideia de que as indústrias do segmento de Águas Adicionadas de Sais estão trabalhando de forma ilegal e sem a fiscalização dos órgãos competentes, o que não corresponde a verdade.

Assim, diante da reportagem, a ASSINDAE, como representante formal do segmento e na melhor forma de transparência e boa fé, encaminha as justificativas a seguir, com o objetivo de esclarecer que o segmento de água adicionada de sais passa pelo crivo e fiscalização dos mesmos órgãos regulatórios das águas minerais, quais sejam: SUVISA-RN, SET-RN, IDEMA, IGARN, CREA, MINISTÉRIO DO TRABALHO, BOMBEIROS, PREFEITURAS, enfim, todos os órgãos públicos que regulamentam e fiscalizam as águas minerais, fiscalizam igualmente as águas adicionadas de sais, excetuando-se apenas o DNPM.

Por isso, é preciso deixar claro que para funcionar, as indústrias do segmento de águas adicionadas de sais seguem todos os protocolos oficiais de controle de qualidade do produto final e por isso recebem o mesmo ALVARÁ SANITÁRIO DE REGULARIDADE, e passa também pelo Sistema de Procedência e Rastreamento de Produção da Água, através de fixação do Selo Fiscal na cor Verde, gerido pela Secretaria de Tributação do RN e a SUVISA-RN.

Face ao que foi exposto, a ASSINDAE, sentindo-se ultrajada em sua essência de existir, leva ao conhecimento dos leitores e da população do RN em geral, a diferença entre ÁGUA MINERAL e ÁGUA ADICIONADA DE SAIS, sem diminuir, sem aumentar ou mascarar a diferença entre os dois segmentos existentes legalmente no Brasil.

Então, como esclarecimento, existe no mercado brasileiro atual basicamente duas classificações de águas envasadas em garrafões de 20 L, ambas com legislações específicas e atuação regulamentadas pelo Ministério da Saúde, através da ANVISA. A diferença principal entre os dois segmentos é que a água adicionada de sais passa por um processo de filtração e melhoramento antes de ser envasada, através de filtros especiais como osmose reversa e em seguida é dosado com sais minerais alimentícios, recomendados pelo Ministério da Saúde, na quantidade necessária para o organismo humano, já a água mineral não passa por nenhum processo de melhoria ou mudança nas suas características físico-químicas e microbiológicas.

Vale salientar que em alguns países desenvolvidos, as águas adicionadas de sais (ou purified water) são uma realidade de consumo muito forte e constituem uma opção muito atrativa de mercado, sendo inclusive vendidas com preços mais elevados, em razão da segurança extra no seu processo especial de fabricação, diminuindo extremamente os riscos de contaminação do produto final.

Por fim, a ASSINDAE representada por 16 indústrias no RN, como legítima representante de um segmento importante no cenário econômico do RN, discorda da forma como o texto foi postado, principalmente no parágrafo onde o segmento mineral, por questões e motivos meramente comercial, tenta confundir os leitores e consumidores sobre a legitimidade de atuação das águas adicionada de sais. Com isso, a ASSINDAE coloca-se à disposição de toda população do RN para dirimir quaisquer dúvidas relacionadas ao assunto em tela e finaliza dizendo que além dos cuidados com o processo de fabricação nas indústrias, as boas práticas nos pontos de vendas e de consumo devem ser seguidas à risca para evitar possíveis pontos de contaminações.

Atenciosamente,

GEORGE DARLOS DE ARAUJO AQUINO

Presidente da ASSINDAE, Associação das Indústrias de Águas Envasadas e Adicionadas de Sais.

UNP emite nota sobre desligamento de professores

Após novas queixas de alunos e profissionais da saúde sobre demissões de professores no curso de Medicina, e repercussão neste blog, a UnP se pronunciou através da nota abaixo:

A UnP esclarece que a gestão docente provém de uma análise profunda acerca de diversos aspectos da instituição e tem como intuito garantir a perenidade de nossos cursos. Isso inclui alterações no quadro de docentes como contratações, promoções, realocações, substituições e desligamentos de professores, em função do ciclo do segmento, bem como leva em consideração, neste momento, o impacto da instabilidade econômica vivenciada pelo país.

Dessa forma, ressaltamos que a decisão por movimentações no corpo docente não é pautada por um fator único, englobando uma série de questões, que podem ser pontuais ou combinados, e não tem relação direta com a titulação. Pelo contrário, a UnP tem um padrão de contratação para docentes no qual busca sempre profissionais com as melhores qualificações e experiências, atendendo a todas as exigências do Ministério da Educação (MEC).

Importante ainda deixar claro que o processo de desligamento de um professor é conduzido com total lisura e de forma ponderada, porque respeitamos e reconhecemos a contribuição de cada um em nossa instituição. A UnP ratifica o compromisso no aprimoramento acadêmico, visando oferecer a melhor formação aos nossos alunos. Ressaltamos ainda o respeito e reconhecimento pela contribuição de cada docente em nossa instituição.

Universidade Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Amanda disse:

    Juro que não entendo por que estas notícias ainda são taaaaaoooo importantes para os blogs. Empresa privada não tem estabilidade, todo mundo sabe disso. Se tem professor com título que está desempregado e aceita ganhar menos, é meio óbvio . Toda vida é isso, já tá com gosto de comida requentada, eu teria era vergonha de ficar repetindo o mesmo tirinete o tempo todo. Pronto, falei.

  2. Joaquim Fabuloso Gomes disse:

    A UnP perdeu uma ótima oportunidade de esclarecer de forma confiável as medidas adotadas ao longo dos últimos anos, demitindo professores antigos, experientes e muitos com doutorado.
    As demissões são de conhecimento público e com elas a qualidade dos cursos passam a ser questionáveis. Mas essa foi uma decisão tomada pela UnP e as consequências serão do ensino que vai levar aos alunos, a preço elevado.

  3. Nando disse:

    Professor depois q vira bagaço da laranja 🍊 o futuro é o olho da rua. O importante é faturar. Aos porcos, as pérolas.

  4. Xica disse:

    Estabilidade quem tem é o professor da UFRN. Só pra lembrar aos alunos da UnP! Bjs

  5. Antonio Turci disse:

    Me engana que eu gosto….!