OPERAÇÃO ZERO: Sem acordo com o Governo, agentes e escrivães da Polícia Civil realizam paralisação no RN a partir desta terça

Foto: Divulgação/Sinpol-RN

Policiais civis do Rio Grande do Norte decidiram que, a partir desta terça-feira, 5, vão deflagrar a Operação Zero e se concentrar na Central de Flagrantes. A categoria cobra uma nova proposta do Governo do Estado referente ao projeto de reestruturação de carreira, bem como as promoções atrasadas que não foram implantadas, previsão de pagamento dos salários atrasados e melhores condições de trabalho.

A diretoria do SINPOL-RN informa que foi chamada para uma reunião com o Governo na manhã desta segunda-feira, 4, no entanto, não houve nenhum avanço.

“Infelizmente, chegamos às 8h30 no Centro Administrativo e saímos às 16h sem absolutamente nada. A equipe do Executivo abandou, literalmente, a diretoria do sindicato em uma sala, por volta das 12h, e não retornou mais. Somente após termos ligado para cobrar um posicionamento nos foi dito que não havia previsão da possível proposta a ser apresentada”, explica Nilton Arruda.

A diretoria então voltou para o SINPOL-RN e repassou as informações aos Agentes e Escrivães. “Diante da insatisfação e do tratamento desrespeitoso que recebemos, ficou deliberado pelo início da Operação Zero”, completa.

Com a deflagração da Operação Zero, os Policiais Civis esperam ser recebidos pela governadora Fátima Bezerra e que ela coloque uma proposta na mesa. “Os rumos do nosso movimento dependerá do próprio Governo. O prazo assinado em um termo de compromisso no dia 23 de julho se venceu em 31 de outubro, então, agora é uma questão de vontade política”.

A diretoria do SINPOL-RN lembra que os policiais civis vêm lutando por valorização pelo trabalho realizado no combate à insegurança. “Nós queremos que o Governo reconheça o esforço que temos feito diariamente, inclusive, por sermos um dos piores efetivos do Brasil, cobramos também a realização do concurso público”.

Com a Operação Zero nesta terça-feira, conforme a deliberação, os Policiais Civis do interior devem se concentrar nas delegacias regionais.

Com informações do Sinpol-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Ferreira disse:

    Fatão será a governadora de Hum Mandato só. Hoje ela deve estar bastante arrependida por deixar o Senado para ser governadora.

  2. Cigano Lulu disse:

    Greve de policiais no governo de Fatão GD? Conte outra que é melhor. Nossa polícia é mais frouxa que bermuda de palhaço.

  3. Chico disse:

    Plano de cargo e reestruturação da carreira isso não acaba nunca, todo ano tem. Foi com essa conversa que faliram o RN. Vai terminar ninguém recebendo.

Policiais Civis suspendem movimento de paralisação

Foto: Sinpol-RN

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte se reuniram em Assembleia Geral, na manhã desta segunda-feira, 21, e decidiram suspender o movimento de paralisação que havia sido deliberado no último dia 7. A categoria cobra a conclusão das negociações com o Governo do Estado referente ao projeto de reestruturação da carreira.

A Diretoria do SINPOL-RN explicou que os trâmites voltaram a andar na última semana, tendo sido realizadas duas reuniões com o Governo do Estado. “Existe um prazo, assinado em documento, estabelecendo o dia 31 de outubro como limite para conclusão desse processo. Como as negociações estavam paradas, a categoria entendeu por deliberar a paralisação. Agora, com a retomada dos diálogos e trabalhos técnicos, foi decidido pela suspensão do movimento”, explica Nilton Arruda.

O presidente do SINPOL-RN ressalta que, apesar disso, os Policiais Civis continuam mobilizados no sentido de cobrar o andamento célere das negociações para que o prazo estabelecido no termo de compromisso seja cumprido.

“Temos praticamente uma semana para construir um entendimento satisfatório e esperamos que o Governo honre com sua palavra. A reestruturação da carreira do policial civil é urgente. Estamos lutando por dignidade e reconhecimento dos nossos direitos”, completa Nilton Arruda.

Com a deliberação pela não continuidade da paralisação, as delegacias da Polícia Civil funcionam normalmente nesta segunda-feira. Um novo encontro entre o SINPOL-RN e Gabinete Civil acontecerá na quarta-feira, 23. Já no dia seguinte, quinta-feira, 24, os Policiais Civis voltam a se reunir na sede do Sindicato, a partir das 8h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juca disse:

    40% dos potiguares ganham até 400 reais e ficam essas belezas, que ganham mais de 9 mil, querendo acabar de quebrar o RN.

    • Evan Jeguee disse:

      Mais que 9mil? Amigo, você não tá confundido com a polícia federal não?

    • Chico 100 disse:

      Vai estudar pra passar em um concurso! Há já sei, não tem capacidade. Kkkk

  2. Getro disse:

    A mulher do gopi, tá vendo que a realidade é diferente da ficção.

    • DesacocheiocomoBrasil disse:

      Tai Getro, vc disse uma grande verdade, ela achou que seriam apenas flores, mas só pega em espinhos desde que assumiu, e olha que o mandato ainda está só começando.

  3. Cigano Lulu disse:

    É bom os adeptos da "patriotada" ir logo se preparando, recolhendo donativos de vestuário e cesta básica para os policiais: o futuro próximo deles não é nada promissor.

  4. Francisco S J Filho disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. INIMIGO MEU!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Paralisação dos Servidores da Secretaria Municipal de Tributação continua nesta terça-feira

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Servidores do Município de Natal – SINSENAT denuncia o tratamento diferenciado praticado pela Prefeitura de Natal entre as categorias na Secretaria Municipal de Tributação (SEMUT). Por consecutivas gestões municipais os técnicos da SEMUT, sofrem com salários congelados e corroídos pela inflação. Os servidores reivindicam o reajuste da Gratificação de Atividade Fazendária (GAF) congelada há sete anos, reajuste salarial e a criação do plano de cargos e carreiras específico.

Os técnicos da Tributação cruzaram os braços em protesto. A mobilização teve início nessa segunda-feira (02) e segue até esta terça-feira(03), a partir das 8h da manhã, em frente a SEMUT. Durante este período apenas os cargos comissionados e estagiários estão realizando o atendimento ao público.

A Prefeitura de Natal utiliza o argumento de que não há orçamento para conceder reajustes aos técnicos da Tributação. Por outro lado autoriza aumento de gratificação aos auditores fiscais, uma das categorias com os mais altos salários da administração municipal. O decreto 11.481, publicado no dia 4 de abril de 2018, aumentou a indenização de transportes dos auditores fiscais de R$ 800,00 para R$ 2.500,00.

O sindicato recebeu informações que parte dos auditores não fazem jus ao recebimento do benefício, pois utilizam o “teletrabalho”, isto é, executam o trabalho à distância e de acordo com a Lei Complementar 035/2001, art. 5º, parágrafo 3º, a indenização de transporte destina-se a locomoção necessárias ao exercício regular das funções dos auditores ficais. A entidade sindical vai apurar estas informações.

Denunciamos ainda um total descaso com os servidores da SEMUT e super valorização de cargos comissionados e estagiários. Os servidores da SEMUT também questionam sobre a criação de um novo setor chamado Setor de Controle e Análise de Processos do Imobiliário (SECAPI), onde não há nenhum servidor de carreira lotado, apenas cargos comissionados e um auditor fiscal.

Outro fato lamentável na Tributação Municipal é o descaso do secretário Ludenilson Lopes, com o processo que tramitou em 2018, provocado pelos servidores, solicitando o reajuste da Gratificação de Atividade Fazendária (GAF). O processo 00000.038194/2018 -65, de 26 de dezembro de 2018 foi engavetado, sem qualquer retorno.

O aumento exorbitante na contratação de estagiários, por parte da SEMUT, é outro fato que dificulta as conquistas dos servidores. E ainda, o aumento na cessão de servidores de outras secretarias, incrementando o custo da folha de pagamento da SEMUT.

Diante de todos os fatos acima expostos nos dias 2 e 3 de setembro, os servidores da SEMUT irão paralisar as suas atividades por RESPEITO e VALORIZAÇÃO!

Servidores públicos estaduais vão paralisar as atividades na próxima terça-feira

Os servidores públicos estaduais, incluindo aqueles associados ao Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI-RN, vão paralisar as atividades na próxima terça-feira, 13 de agosto. Na data, acontece o Dia de Paralisação do Funcionalismo Estadual em protesto pelo não atendimento das demandas dos servidores por parte do governo do RN. Esta é a primeira paralisação dos servidores na gestão Fátima Bezerra (PT), que assumiu o governo em 2019.

O Dia Estadual de Paralisação foi definido e começou a ser construído em 02 de julho, quando representantes do Fórum dos Servidores, reunidos na sede do SINAI, discutiram o resultado da última audiência ocorrida entre o Fórum e a Governadora Fátima Bezerra, realizada em 27 de junho. Naquela data, o Executivo descartou conceder reposição salarial para o conjunto dos servidores e não se pronunciou sobre o pagamento das três folhas que ainda seguem em atraso, relativas a novembro, dezembro e 13º salário de 2018.

Além do pagamento das três folhas em atraso, os servidores cobram do governo o tratamento igualitário para todas as categorias; a reposição salarial para o conjunto do funcionalismo; a revogação do decreto nº 29007, que institui o Sistema Financeiro de Conta Única e retira a autonomia financeira das autarquias; a realização de concursos públicos; e a apresentação do calendário de pagamento referente ao ano de 2019.

Durante o Dia de Paralisação (13/08), os servidores estarão concentrados no centro administrativo, no período da manhã. Pela tarde, a programação continua, conforme programação abaixo:

08h: Concentração dos servidores no Centro Administrativo, ocasião em que será servido café da manhã.

09h: Realização de ato político de entidades e atividades culturais;

12h: Almoço; e

15h: Integração dos Servidores ao Ato Nacional contra a reforma da Previdência, com concentração no entorno do Midway Mall, na avenida Senador Salgado Filho.

Para a data, com o propósito de trazer até Natal os servidores que trabalham em municípios do interior do Estado, notadamente aqueles que estão em Mossoró, Assú, Pau dos Ferros, Caicó, Currais Novos, Nova Cruz e Macau, será organizado o transporte/deslocamento desses servidores pelas entidades participantes do Fórum, de forma conjunta.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Será que Fatão e a sindicalha amestrada deixarão os servidores cruzar os braços? Duvi-de-o-dó.

  2. ROBSON disse:

    No 13/08 também será o dia de protesto contra a reforma da previdência do governo Bolsonaro!
    Será apenas uma conhecidencia?

  3. Enock disse:

    Auguma coisa tem que ser feito, a governadora, tá na zona de conforto.

  4. João Batista disse:

    BG na minha opinião essa reunião não vai dar em nada, vão ser recebidos como manda a tradição toma café caputino com uns biscoitinhos do bom e do melhor a governadora ou Raimundo Alves vai engabelar mais uma vez e vai continuar como antes no quartel de abrantes, não é a toa que a data marcada foi 13 será que não é pra homenagear o numero do partido do pt essa não é a primeira vez e muito menos a ultima, eu sou funcionário do estado e confesso que já joguei a tolha.

  5. Ivan disse:

    Deveriam paralisar por tempo indeterminado….O governo pode terceirizar essas atividades, economizaríamos bastante, não iremos absorver as aposentadorias desse pessoal (ficam no INSS) e se alguém não trabalhar direito, basta ligar pra empresa contratada e pedir substituição…Permaneçam em casa camaradas, vc´s estão sendo massacrados demais, precisam descansar!!!

    • Carla Simone Silva disse:

      Ivan o senhor só fala assim porque não trabalha no politrauma do Hospital Walfredo Gurgel. Estando a 10 anos sem aumento salarial e com salário atrazado.

    • Mizael Medeiros de Olavo disse:

      Esse seu raciocínio merece algumas observações:
      O valor pago aos terceirizados não representa economia aos cofres públicos, pois além dos salários e encargos, existe o percentual de lucro para a empresa. No final o valor desembolsado pelos cofres públicos será bem maior que se fossem pagos os salários diretos aos funcionários;
      Você tem razão quanto a questão de aposentadoria, mas só para os funcionários estatutários, pois se o servidor público tiver com regime celetista – CLT, ao se aposentar quem pagará a aposentadoria é o governo federal através do INSS e não o IPERN (estadual);
      Se o governo realmente tivesse interesse em economizar recursos, faria concurso com regime empregatício para celetista. Assim estaria economizando demais ao dispensar os terceirizados e sem problema nas aposentadorias pois seriam celetistas – INSS.
      Solução simples que nenhum governante faz.
      Resta perguntar a eles a razão em não adotar tal sistema.

  6. almir dionisio disse:

    O Governo precisa compreender a situação atual dos servidores públicos estaduais que amargam 3 folhas de pagamento em atraso.
    Estamos enfrentando momentos difíceis e sem uma definição de data p a realização desses pagamentos.
    Temos q chegar ao extremo de parar os serviços p então pressionar o governo.
    Tdos os candidatos sabiam o que iriam enfrentar de dificuldades financeiras e todos tinham projetos p resolver a situação.
    Precisamos sim, como servidores de uma posição/previsao de pagamento

    • Gito disse:

      O problema é que o governo já gasta 72% do que arrecada com funcionários e aposentados. Inexiste espaço para aumento de salário. A saída seria adotar um abate-teto com base no salário do governador. No judiciário e ministério público deveriam criar um piso, pois esse pessoal incrivelmente só tem o teto. O piso para os outros poderes poderia ser o salário do governador.

Professores na UNP formalizam denúncia no Sindicato dos Médicos do RN e anunciam paralisação na quinta e sexta

Reprodução

Ofício foi assinado nesta terça-feira(06) e inflama crise em situação que envolve alunos, professores e a instituição privada de ensino superior na capital potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Descabida a ação, isso pode criar um precedente perigoso, já que via de regra todo professor também é um profissional e pode acionar seu sindicato.

  2. Ivan disse:

    Pq não não fazem um pedido de demissão coletivo? Ninguém é obrigado à trabalhar em condições que não concorda!!! Coragem professores!!!

  3. Michelle disse:

    Cadê nossos deputados, senadores e vereadores que mesmo a Laureate sendo uma empresa privada não fazem protestos nas respectivas esferas por esses abusos?
    Quando contarem a verdadeira historia da Laureate aqui no RN( e no Brasil) muita gente vai ficar estarrecida. Como um bando de piratas sem lastro financeiro tomaram Universidades e Faculdades e se deram bem.

  4. Michelle disse:

    Bom anotar os nomes dos gestores locais pois eles são os grandes operadores dessa prática de sucatear e vender. Eles ganham dezenas de milhares de reais, alguns até com 16 salários por ano e gordas mordomias mas quando se trata de demitir professores horistas alguns ganhando menos de 2 mil reais por mês eles gargalham e dizem " ah, eles se viram"!

  5. Sérgio Nogueira disse:

    Se a UnP não tivesse sido vendida a esse grupo de "mercenários" seria, sem sombra de dúvidas, uma das maiores instituições privadas de ensino, tanto em qualidade quanto em quantidade de cursos e alunos.
    Os projetos eram excelentes e estavam sendo tocados por quem pensa educação e não por quem pensa em dinheiro.
    Uma pena o estado pré-falimentar da mesma já que isso significa menos uma porta ao nível superior.

    • Opinião disse:

      Concordo.
      A rede Laureate é uma rede gafanhoto.
      Sucateiam as Universidades e depois vendem, já fizeram isso em varios países.

      A proposta agora é demitir os professores antigos e contratar novos com preço abaixo do mercado.

      Felizmente os médicos têm pleno emprego e não se sujeitam a esses absurdos.

  6. Evan Jegue disse:

    Exageraram. Se toda classe professora for fazer isso, vai ser uma enxurrada de merda.

Policiais Civis realizam Assembleia e decidem suspender paralisação

Fotos: Sinpol-RN

Os Policiais Civis e Servidores da Segurança se reuniram em Assembleia Geral, na manhã desta quarta-feira, 24, e decidiram suspender a paralisação que teve início nas primeiras horas do dia. A categoria cobrava abertura de diálogo com o Governo do RN para tratar a pauta de reivindicações.

Na tarde desta terça-feira, 23, o SINPOL-RN foi recebido pela governadora Fátima Bezerra. A reunião durou algumas horas e resultou na assinatura de um termo de compromisso do Governo do Estado para início das discussões da pauta de reivindicações. Isso será feito através de um grupo de trabalho que será formado na próxima semana.

Além disso, o Governo se comprometeu em implantar imediatamente as promoções e progressões que já estão publicadas, mas que ainda não são pagas aos Agentes e Escrivães. Também ficou acertado que a equipe do Executivo dará celeridade aos demais processos de promoção que estão parados na Secretaria de Administração.

“Nós fizemos a explanação para a categoria de todos os detalhes dessa reunião com o Governo durante Assembleia Geral na manhã desta quarta. Em seguida, colocamos em deliberação se deveríamos ou não continuar a paralisação. Os Policiais Civis e Servidores da Segurança deliberam pelo retorno às atividades”, comenta Nilton Arruda.

Com isso, de acordo com o presidente do SINPOL-RN, todas as delegacias voltam a ter funcionamento normal já na tarde desta quarta-feira.

Nilton Arruda lembra que a governadora Fátima Bezerra também se comprometeu em realizar o concurso público para a Polícia Civil, uma das pautas do SINPOL-RN, nos próximos meses, com previsão de lançamento do edital até o final deste ano.

“Agora, esperamos que o que foi acordado seja concretizado e possamos evoluir com a pauta de reivindicações, pois essa é uma necessidade urgente. Já na próxima semana, na quinta-feira, dia 1 de agosto, temos agendada a primeira reunião do grupo de trabalho”, destaca o presidente do sindicato.

Sobre os salários atrasados, o Governo do Estado novamente alegou que depende de entrada de recursos extraordinários e, por isso, não pode estabelecer um calendário para quitar as folhas em aberto. Contudo, a governadora Fátima disse que os salários do mês corrente continuarão sendo pagos dentro do próprio mês.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Nos corredores da Casa Branca não se fala noutra coisa: o ofício que Donald Trump encaminhará a Fatão do Góipi solicitando colocar a "inteligência policial" do RN à disposição da NASA, com ônus para o governo americano.
    Dizem que o documento já navega em águas brasileiras. Dia menos dia ele aporta nesse vasto balneário frívolo onde Cabral descobriu Pindorama.

  2. M.D.R. disse:

    BG, nos últimos pronunciamentos da GOVERNADORA, ñ comenta quando vai pagar os atrasos e, é só blá blá blá.

  3. Sérgio disse:

    O governo só vai fazer concurso p PC quando o salário do delegado chegar aos U$ 1000,00 e o do agente a 500 dólares.

  4. almir dionisio disse:

    O fato do governo pagar o salário dentro do mês trabalhado não ajuda muito pq os servidores com atraso de até 3 folhas vêm empurrando as dividas com a barriga, pagando juros absurdos e sem nenhuma perspectiva de pagamento.
    Temos hoje um quadro de servidores desmotivados, atolados em dividas e o governo alega crise financeira, mais concede aumento para categorias isoladas, difícil entender/compreender.

    • Anderson disse:

      Ironicamente a solução oferecida é abertura de empréstimos consignados visando a perpetuação das dívidas dos Servidores com os bancos. Não tem como não relacionar a parceria Banco e Governo contra os trabalhadores. FATO!

Ceasa de Natal não vai funcionar a partir desta quarta-feira, 17 de julho

Foto: Divulgação

A Unidade das Centrais de Abastecimento (Ceasa) de Natal ficará de portas fechadas a partir desta quarta-feira, 17 de julho. Os permissionários da Ceasa esgotaram as possibilidades de negociações com a diretoria do órgão e agora só aceitam ser recebidos pela governadora Fátima Bezerra para discutir a pauta de reivindicações.

De acordo com o permissionário Vivaldo Medeiros, o governo do Estado aumentou a taxa de condomínio e também o Termo de Permissão Remunerada de Uso da Ceasa (TPRU). Os dois aumentos somam 46% de gastos a mais no bolso de cada permissionário. “O governo aplica um aumento desses e a Ceasa continua sem estrutura: não tem banheiro, não tem segurança, mas tem rato e agora tudo fica 46% mais caro. Se não negociar, vamos fechar mesmo”, informou Vivaldo Medeiros.

O presidente da Assucern – Associação dos Usuários da Ceasa  -, Samuel Medeiros, explicou que o governo tem “seus motivos” para promover os reajustes, mas também deixou claro que é preciso diálogo. “Sabemos que o governo tem um projeto para a Ceasa. Apoiamos este projeto, mas não dar para receber um aumento desses e ficar calado. Vamos para uma reunião agora e se nada mudar, vamos parar.  Não queremos tomar essa posição porque são mais de três mil trabalhadores que ficarão parados”, detalhou Samuel Medeiros.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    A "gove do góipi" quer mais que os tais permissionários da Ceasa se explodam!
    Mesmo porque, caso o plano dela de vencê-los no cansaço tenha êxito, ela os substituirá por agricultores familiares do MST.

  2. Gilvan Cavalcante Da Fonseca disse:

    Começo de uma hora da manhã, trabalho muito dou emprego 28 funcionários, chega um cara desde sem saber de nada falando mau da ceasa. Não ganhamos fácil.

  3. joaozinho disse:

    Petista acham que um pobre de um produtor rural pode ser explorado a exaustao… enquanto isso, os petistas procuram fazer diversos convenios pra facilitar a vida do MST. Ora.. melhor vender a producao pra o Estado vizinho ou abrirem uma cooperativa fora da cidade de Natal e fechar a ceasa.

    • Andinho disse:

      Joãozinho infelizmente a CEASA foi tomada dos produtores rurais faz tempo, ali hoje é território de comerciantes e atravessadores, perdeu a razão de existir pois hoje não ajuda em nada ao Produtor Rural potiguar, só serve para ajudar a engordar os lucros dos atravessadores que ganham com o subsídio de aluguel e funcionamento dos seus comércios.

  4. Andinho disse:

    Governadora tem uma solução fácil para este impasse, privatize a CEASA, o que danado tem governo que ficar subsidiando aluguel para comerciante, a atuação do governo naquele mercado só serve para criar cabide de emprego para políticos e para subsidiar custos de comerciantes e atravessadores. Ora em todo lugar do mundo as despesas do condomínio são rateadas entre os condôminos, porque na CEASA do RN tem que se diferente, outra coisa já passou da hora dela ser transferida de lugar, a única cidade do mundo que tem uma CEASA dentro da área central do seu perímetro urbano é Natal, as demais todas as centrais de abastecimento são no entorno pois isso facilita o acesso de caminhões e não atrapalha o trânsito urbano.
    Procurem um aluguel comercial naquela região e vejam se acham algum ponto comercial cujo o valor seja pelo menos o dobro do valor cobrado pela CEASA, duvido acharem, por isso essa grita daqueles comerciantes que não querem perder a boquinha, sem falar na alta inadimplência que o Estado sempre acumulou ali naquele espaço.

‘A paralisação precisa acabar, não interessa a mim, ao Brasil, o caos’, diz Bolsonaro

Por interino

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), em evento com prefeitos em Brasília – Adriano Machado – 23.mai.2018/Reuters

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) afirma que a paralisação dos caminhoneiros já chegou ao seu ápice e precisa acabar. “Não interessa a mim, ao Brasil, o caos agora”, afirmou.

Em entrevista à Folha, o deputado negou ter ligação com suas lideranças, especulação que cresceu nos últimos dias devido à presença frequente de apoiadores de sua candidatura entre os manifestantes.

Por “caos” ele exemplificou a ideia de derrubada do presidente Michel Temer (MDB). “Se faltasse um ano e meio, dois, três, tudo bem, pô.”

Bolsonaro repeliu a defesa de intervenção militar esposada por vários dos caminhoneiros em faixas, grupos de WhatsApp e bloqueios. “Se tiver de voltar [os militares], que volte pelo voto”, disse, para não “dar essa bandeira para o PT dizer que foi golpe, porque aí foi golpe mesmo”, afirmou.

O presidenciável falou pela primeira vez na paralisação em sua conta no Twitter na segunda (21). Ele deu apoio aos caminhoneiros e prometeu revogar eventuais multas caso eleito em outubro, mas criticou bloqueios de estradas.

Sua inflexão pelo fim do movimento ocorre no momento em que estão se agudizando os efeitos do desabastecimento em centros urbanos.

A modulação está em linha com o que defendem alguns de seus estrategistas, que temem a associação da imagem do deputado à de um radical.

Como o sr. vê o movimento dos caminhoneiros? 

Caso eu fosse presidente, isso não teria acontecido, pois há dois anos eu acompanho o movimento dos caminhoneiros. Estive com eles em Gramado, no Rio e em Brasília.

Nos últimos dias, o sr. foi o personagem político mais associado ao movimento. Como se deu isso? 

Eu não participei da eclosão do movimento. O Temer resolve agora isentar o pedágio por eixo levantado por MP, isso é uma reivindicação antiga deles, que eu conhecia. Eu vejo críticas na mídia de que o Temer está passando por cima de um contrato, mas não é um ato jurídico perfeito. Se é uma cláusula leonina, ela pode ser questionada na Justiça.

O que faltou? 

Faltou bom senso por parte do governo e por parte das empresas que exploram o governo. Há a questão do preço extorsivo do pedágio. A lombada eletrônica é outro problema. Deve ter mais de mil lombadas na BR-116, e isso vai para o frete, e acaba no preço do feijão que compramos no mercado.

Outro problema deles é a condição das estradas. E, em especial no Sudeste, roubo de carga. O prejuízo anual está na casa do R$ 1,5 bilhão, eu ouvi em reuniões em Brasília. E o governo não manda um representante nessas reuniões.

O sr. se disse contrário a bloqueios, mas apoiou o movimento. A paralisação chegou a um ponto em que, refluindo ou não, está afetando a população na ponta. Como fica o apoio? 

Eu estou conversando com, não digo lideranças, mas gente deles. Não existe liderança, tem muito voluntarismo. Eu estou dizendo para eles que isso é igual a remédio, se tomar demais, vira veneno.

A Federação Única dos Petroleiros anunciou uma greve para quarta, mas sem pauta nenhuma, não estavam negociando nada com o governo. É uma greve para voltar a Dilma? Pelo Lula livre? Isso é a pauta da esquerda, a pauta do caos.

Eles estão sabendo que, se morrerem centenas de milhares de galinhas por falta de ração, para aquela granja voltar a ter galinha, são seis meses. Isso vai encarecer o ovo.

A coisa chegou num ponto que precisa refluir. Aí entra o aspecto político. Não interessa, acredito eu, para mim, para o Brasil, para quem quer a democracia, o caos agora.

Querem tirar o Temer? A eleição está chegando, faltam cinco meses. Se faltasse um ano e meio, dois, três, tudo bem, pô. Estão faltando poucos meses. Por isso eu estou batendo na tecla de que a lei do voto impresso precisa ser cumprida, acabar com aquela suspeição sobre fraude.

E como o sr. vê o pedido de intervenção militar? 

Isso vem de um grupo pequeno. No desespero, cara, você pede qualquer coisa. Na minha opinião, dos meus amigos generais, se tiver de voltar um dia, que volte pelo voto. Aí chega com legitimidade, não dá essa bandeira para o PT dizer “Abaixo a ditadura” ou “Foi golpe”, porque aí foi golpe mesmo.

Não passa pela minha cabeça e eu não vi isso passar pela cabeça de nenhum general.

O que o pessoal tem saudade é dos valores, era uma época diferente. Hoje tem um desgaste de valores. Aí o [ex-governador paulista e presidenciável tucano Geraldo] Alckmin aceitou a questão de que qualquer pessoa que se sinta mulher vai para banheiro feminino [resolução de 2014 garante o uso de sanitários em escolas públicas baseado na declaração de gênero].

Que porra é essa, pô? Eu tenho uma filha, ela vai no banheiro e vai ter um cara balançando o peru lá dentro? Querem que eu aceite? A mulher que se sente homem não vai no banheiro dos homens. Duvido que uma mulher gay, bonita, vá no banheiro dos homens na rodoviária.

O sr. acha que a paralisação passou do limite? 

Ninguém quer o caos. Quem quer o caos é a esquerda, acusar os latifundiários, os empresários, os americanos. Querem pretexto. No que depender de mim, ninguém vai dar pretexto de fazer uma falta. Não tem uma bandeira vermelha [entre os manifestantes], estão de parabéns. Se querem ir para a frente de quartel, tudo bem. Quem garante a liberdade e a democracia são os militares.

Se eu puder dar um recado para o movimento, a corda esticou, todos vão perder. Até o que o caminhoneiro vai ganhar com o diesel, vai perder com o empurrão na inflação.

Até aqui estou com eles, chegou ao ápice, não exerço influência. Até porque em grande parte o governo entendeu que eles tinham razão, podemos voltar à normalidade. Eles mostraram que a população está ligada na questão dos tributos escorchantes no país.

Há algum tipo de insubordinação entre militares? 

O sentimento que eu tenho da tropa é de que ninguém quer ir para o confronto.

Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno de Lira Alves disse:

    Palmas para o futuro presidente deste país perneta!… Gostei do que ele disse: claro, preciso, objetivo e lacônico. Tem de sere assim mesmo. O povo está cansado de enrolação, de blá, blá, blá desses aí (Temer e companhia) que, até agora, não fizeram nada para melhorar a vida do povo; aliás, apenas piorou! E se ele não for o presidente, que haja a intervenção militar…

    • Acorda Brasil disse:

      PIMENTA NO C#@$&¨DOS OUTROS É REFRESCO.
      CONVERSANDO LESEIRA.
      INTERVENÇÃO MILITAR. ESTUDE ESSE TEMA E VEJA RELATOS.
      FAÇA ASSIM, ADOTEM ESSE REGIME DENTRO DE SEUS CONDOMÍNIOS FECHADOS, COLOQUEM UM MILITAR E SUAS REGRAS DENTRO DE UM CONDOMÍNIO. NÃO DAREI 2 SEMANA PRA VCS PEDIREM PRA SAIR.

  2. Acorda Brasil disse:

    RAPAZ, EU TENHO VINTE E POUCOS ANOS E DARIA UMA RESPOSTA MELHOR SOBRE ESSA SITUAÇÃO ATUAL …

    A CADA DIA E DECLARAÇÕES DO "MITO", VOU ME CONVENCENDO QUE ESSE NÃO É O CARA PARA OCUPAR UM CARGO TÃO COBIÇADO NO BRASIL!
    TALVEZ O LUGAR DELE SEJA EM ALGUMA OUTRA PASTA, MAIS PRESIDENTE? COMPLICADO.

    EU FICO ME PERGUNTANDO… E SE ESSE "MITO" FIZER MERDA LÁ NA FRENTE E O POVO BRASILEIRO TENTAR REIVINDICAR SEUS DIREITOS NA RUA REALIZANDO PROTESTOS ASSIM COMO O DOS CAMINHONEIROS…

    LEVARIA CACETE DA PM E FORÇAS ARMADAS, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS. FALO ISSO SEM MEDO DE ERRAR….

    MUITO CUIDADO, UM ERRO EQUIVALE A 4 ANOS.

    TUDO INDICA QUE BOLSONARO SEJA ELEITO, COMO TAMBÉM TUDO INDICA QUE ELE FARÁ BESTEIRA EM SEU MANDATO E POSSA OCORRER O SEU IMPEACHMENT.

    É AI QUE VEM A SURPRESINHA, ESSE CAMARADINHA JUNTAMENTE COM SEUS CORRELIGIONÁRIOS MILITARES PODERÃO DAR FORÇA A UMA INTERVENÇÃO MILITAR.

    BG SALVE ESSE COMENTÁRIO. NA VERDADE ESSA PREVISÃO!!

    • Waldemir disse:

      Eu tenho 75 anos e já passei muita coisa nesse Brasil vou dizer uma coisa a todos e só respeitar as leis que tudo vai bem

  3. Kayla disse:

    Aos eleitores desse cidadão, por favor, assistam toda a participação do "mito" nesse evento. Basta procurar por "XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios" no Youtube. Eu sei que para alguns é muito difícil assistir vídeos relativamente longos, mas façam um esforço, é pelo Brasil, meu caro patriota. Assistam atentamente e verifiquem se o que ele responde está de acordo com o que foi perguntado. Assistam e verifiquem se ele parece demonstrar conhecimento sobre o que fala. Assistam, e sem idolatrias avaliem a desenvoltura desse candidato em comparação aos demais.

  4. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Fiasco e aberração do fazer política.

  5. Edu disse:

    Não adianta estribuchar, o Mito vem ai….

  6. JCabral disse:

    Cuidado… serão 4 anos!!!

  7. Ems disse:

    Esse é o nosso presidente !!! Sem fanatismo ideológico e proferindo um discurso sensato, pensando no melhor para o país. Vai vencer no primeiro turno !!!

  8. Hermes disse:

    A petelhada pira quando o mito fala.

  9. ELVIS BEZERRA disse:

    Da pra ver a qualidade de presidente que essa bosta seria. só abre a boca pra falar merda..

  10. Leo disse:

    Bugou a cabecinha já fraca dos Bolsominions!

  11. Ana disse:

    Cala a boca Bolsonaro, cada vez que vc abre a boca só sai besteira.

    • LULADRÃO disse:

      Respeite o nosso Presidente.

    • Ana disse:

      Luladrao, ele tem que arranjar uma asseessoria que preste, do contrário cada vez que abre a boca só sai besteira. Como dizia Romário, ele é um filósofo, calado.

Juízes federais convocam greve contra julgamento do auxílio-moradia no STF

por Dinarte Assunção

Os juízes federais de todo o Brasil estão sendo convocados para ato de greve, a ser deliberada nos próximos dias, com paralisação, se aprovada em assembleia, para vigorar a partir de 15 de março.

Uma semana depois, dia 22, o Supremo Tribunal Federal terá julgado a validade do penduricalho que jogou a magistratura no centro do debate sobre a moralidade do pagamento do auxílio-moradia, intransigentemente defendida pela categoria.

O comunicado de convocação para assembleia de greve está sendo distribuído pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). A votação para adesão da greve ocorre entre esta quinta (22) até a próxima quarta-feira (28)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bonitao disse:

    Essas classes so Jesus na causa

  2. Ana disse:

    Sempre cerceando minhas mensagens. Kkkkkkkk

  3. Beto disse:

    Os sem terras e os sem tetos deveriam tbm requerer na justiça o auxílio moradia, iriam ter vida melhor q a maioria do trabalhadores q ganham 1/5 do AM

  4. Maria disse:

    Vou soltar fogos quando essa imoralidade acabar!
    Um idiota esposa de um promotor há tempos atrás ainda teve o atrevimento de me dizer que quem critica auxílio moradia tem inveja, mas não fiquei calada ouvindo a nojenta, dei-lhe uma lição de moral e mostrei a realidade de muitos trabalhadores frente as regalias injustificáveis.
    FIM DE REGALIAS JÁ !

  5. Gonçalves disse:

    Tenho nojo desse pessoal que só olha pra o próprio umbigo, são incapazes de reconhecer a sua própria imoralidade, como pode julgar os outros?
    Fim de regalias já!
    E com apoio da população !

  6. Fernando Alves disse:

    Farão falta!?

  7. Bernardo disse:

    Falso moralismo total, são iguais a políticos, senão piores porque tem um dever moral maior.
    Muita folga e pouco trabalho com artifícios pra ganhar acima de 33mil e vivem de indenizações retroativas

  8. Adriano disse:

    Muita cara de pau mesmo, só no Brasil ainda vemos trem da alegria na justiça !
    Tem que acabar também a férias 60dias, recesso de 20 dias, licença prêmio de 90dias, gratificações e incluir toda e qualquer verba extra no teto geral de 33mil, acabando os artifícios que essa turma cria pra driblar o teto e ganhar 60mil.

  9. Cassimiro disse:

    Kkkkk
    São verdadeiros palhaços !
    Pq não pedem demissão ?

  10. Ferreira disse:

    Cômico se não fosse trágico!
    Quando os Professores que vivem feito um bando de malucos para ter os seus parcos direitos serem respeitados, entram em greve, é um Deus nos acuda…

  11. Nequim disse:

    Já pensou uma parada só de Juizes fazendo movimento em frente ao Miduei, interrompendo o trânsito, achincalhando com o direito de ir e vir dos outros, seria até bacana. Tirando Selfies e colocando nos grupos de uatszap e gritando " Eu quero meu auxilio e meus penduricalhos e quem achar ruim vão prá casa do c……….." Acho que eles não vão fazer isso não! Vão dá exemplo de civilidade e procurar outros meios!! kkkkk Eita Brasil bom demais.

  12. Rômulo disse:

    A greve vai só expor a inutilidade dessa casta de vida nababesca! Abaixo o auxílio moradia e outros penduricalhos imorais!

  13. Paulo do Tirol disse:

    Será que a polícia vai baixar o cacete neles igual fez com os professores?

  14. JUNIOR MELO disse:

    QUE ABSURDO

  15. Lorenzo disse:

    É muita falta de absurdo!

  16. Roberto disse:

    Deviam fazer greve quando Gilmar Mendes desmoraliza vocês, lixos.

  17. Gari disse:

    É muita cara de pau. Esses sujeitos ganham mais de 30 mil de salários, todos tem boas casas ou aps e carros gigantes e beberrões kkkk e ficam, em meio a 14 milhões de desempregados, fazendo greve para manter esse absurdo.

  18. Alyson disse:

    Palhaçada

  19. Legalidade disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o cara ganha 25.000 líquido fazer greve é piada

    • Paulo do Tirol disse:

      25mil liquido???? Só se for por semana!! Quase todo mês tem uma indenização retroativa e eles embolsam 200mil… 500mil extras….

  20. Araújo disse:

    Acordem militares, deem um basta nisso…

  21. contador disse:

    um dia a mais um dia a menos, de um processo que leva 20 anos para chegar ao fim, não vai fazer falta. Arroxem.

  22. euzim disse:

    São miseráveis. Façam greve mesmo, inúteis!

PMs não exigem apenas salários atrasados; confira principal reivindicação para tropa voltar às ruas

por Dinarte Assunção

O presidente da Associação Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN, Eliabe Marques, informou em entrevista do Blog do BG que o movimento que a categoria tem realizado desde terça-feira não cessará com o pagamento imediato dos salários atrasados.

“Há três folhas em aberto. Além da quitação dessas folhas, reivindicamos não mais receber os salários de forma fracionada. Trata-se de uma mudança de postura. Não vamos mais aceitar isso. Houve tempo para planejamento e não foi feito. Não podemos arcar com as consequências”, afirmou.

De acordo com ele, as condições de trabalho da Polícia Militar são precárias, mas os policiais estavam saindo às ruas em respeito e pela defesa da população. “Mas não podemos mais. Não podemos mais oferecer segurança sequer a nós mesmos, imagine à sociedade”, afirmou Eliabe.

Com a decisão do Tribunal de Justiça do RN em não interferir na movimentação, os PMs continuarão indo para os quartéis em que são lotados, mas sem sair às ruas.

“Não estamos em greve porque estamos indo trabalhar. Agora, sair às ruas é outra história. Não temos condições. Então, vamos manter essa postura”, garantiu Eliabe.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Funesto disse:

    Caveira você qm deve respeitar agente, cidadãos de bem, trabalhadores. Não vou mais dar bola.

  2. Lauro disse:

    Nós empresários vamos fazer greve contra esse vício de PM, que já ganham bem,( mais de 4 mil), pedir comida nos restaurantes e caixinha para passar na frente da loja.

    • Caveira disse:

      O senhor tenha mais respeito pois sou policial militar a 13 anos e nunca precisei de comida de nenhum comerciante. E se o senhor está sendo extorquido por alguém vá a uma delegacia de polícia e faça o procedimento. Ficar falando de um modo geral não é o procedimento correto.

    • Maia disse:

      1) Ir à delegacia prestar queixa contra um policial? KKKKKKKKKKKKKKKKKKK;

      2) Quem deve ter respeito à população é você, cabra de peia. Respeite a gente, respeite a Instituição Polícia Militar, respeite o Gov. Robinson, o comandante supremo da Polícia Militar. Ele é seu patrono e o povo é seu patrão..

  3. CONSELHEIRO disse:

    Omi eles tão é no zapzap deitados nos quarteis e o povo aí se lascando. País de cabeça pra baixo aquele que militar pode fazer greve.

    • Caveira disse:

      O senhor fique sabendo que a polícia militar não está em greve. Estamos esperando viaturas e armamento em condições de trabalho. Todos os policiais estão cumprindo com a escala de serviço nos batalhões e bases comunitárias. Além desse fator estrutural temos que receber os nossos salários.

    • Maia disse:

      Mentira, quem é empregado e não quer trabalhar é grevista. Duvido que não vão voltar a trabalhar com os carros quebrados qdo o Estado puder efetuar o pagamento.
      Não queira estar na pele do governador.

  4. Lúcio disse:

    Vc estão em greve, deixe de conversa mole. PM é para estar nas ruas em policiamento ostensivo. Quartel é só para cagar e dormir. Bora trabalhar que pm não pode fazer greve.

    • Rômulo disse:

      Mande seu governador pagar primeiro, antes de mandar alguém trabalhar sem receber!

    • CONSELHEIRO disse:

      FOME NÃO PASSA, eles são acostumados a pedir quentinha e lanche nos estabelecimentos.

  5. Amigo disse:

    Apoiado!

Agentes Penitenciários decidem retomar paralisação de serviços nesta quarta-feira

 

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte decidiram que vão paralisar novamente os serviços a partir desta quarta-feira (20). Eles estão em estado de greve desde o dia 13 de dezembro, mas tinham retomado as atividades após o Governo enviar o projeto referente aos níveis da categoria.

No entanto, de acordo com a presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista, os agentes penitenciários foram surpreendidos por um projeto diferente daquele que tinha sido acordado com a categoria e que tinha sido compromisso assumido pelo governador Robinson Faria.

“O Governo enviou um projeto que não contempla nossos níveis, reduz e congela nossos salários, pois inclusive retira nossos qüinqüênios. Ou seja, um projeto altamente nocivo e, por isso, não vamos aceitar e vamos paralisar novamente as atividades”, esclarece Vilma Batista.

Além disso, na noite desta terça-feira (19), os agentes ocuparam o prédio da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), no Centro Administrativo, e só devem sair caso uma nova mensagem seja enviada, contemplando o que já havia sido acordado.

“Esperamos que nesta quarta-feira o Governo envie a mensagem original, que implanta nossos níveis, conforme estabelece a Lei Complementar 566/2017. Inclusive, o secretário de Justiça, Luiz Mauro, disse que está do nosso lado e caso o acordo não seja cumprido ele irá pedir para sair”, afirma Vilma Batista.

Os níveis são a implantação das diferenças remuneratórias entre os agentes penitenciários, de acordo com o tempo de serviços prestados ao Sistema Penitenciário e capacitação do agente através de cursos.

Vilma Batista ainda lembra que os agentes penitenciários também estão com salários atrasados e vão se somar a outras categorias que deliberaram por paralisar suas atividades nesta quarta-feira. Durante a paralisação, apenas os serviços essenciais serão realizados. Vários agentes penitenciários do interior estão em Natal participando da mobilização promovida pelo Sindasp-RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Terceiriza e corta o ponto dos grevistas, simples!!! Sairá mais barato e muito mais eficiente, o terceirizado tem mais motivação, necessidade e menos regalias para trabalhar.

  2. Paneleiro disse:

    Se colocarem Fátima Bezerra ou Mineiro no governo garanto q em 1 mês em colocam os salários em dia e ainda criam plano de cargos novo para os FP. Vejam os Correios como exemplo, a administração PTista deixou a empresa muito mais rica e eficiente kkkkkkklk

  3. Jonas disse:

    Quinquênios?? E isso ainda existe? É por essas e outras que o RN está falido. Tem uma tal de licença-prêmio e acharam pouco e criaram uma tal de diária operacional e auxílio moradia. Blz vão criando mais penduricalhos q o Estodo rico paga.

  4. ARNALDO disse:

    Se fossem de empresa privada, não faziam greve. Mas tem salário garantido e crédito gigante nos bancos, sabem que não serão demitidos.
    Desculpa pra não trabalhar.
    Agora quero ver um pobre de um segurança de carro forte fazer greve…

    • Rômulo disse:

      Se está achando ruim, vá lá fazer o serviço deles!

    • ARNALDO disse:

      RÔMULO, Vou não, meu amigo. Eu não fiz concurso pra isso. Quem fez, que vá. Minha função de pagador de imposto não abrange atributos de servidor público.
      Igual a PM que manda chamar o batman. Só preguiçoso pra sugerir chamar um personagem imaginário pra defender a sociedade.
      Se me pagassem pra tomar conta de carceragem com o salário que esse povo ganha, com o crédito e os benefícios que servidor tem, eu iria. Não ficaria inventando desculpas, não.

    • Rômulo disse:

      Falou bem, caro ARNALDO! Se pagassem! Ficar mais de trinta dias sem receber um centavo e passar o Natal sem ceia e presentes para as crianças ninguém merece, né?

    • ARNALDO disse:

      Faz empréstimo no BB. depois paga. Isso é besteira.
      Adianta o 13º, faz um emprestimozinho de 500 reais, paga no consignado.
      É o preço de ser efetivo e não ser demitido nunca.

  5. joao disse:

    Tomara que venha aumento de impostos.. afinal a iniciativa privada anda muito preguiçosa e deve ta sobrando dinheiro.. a realeza do funcionalismo publico agradece. Preparemos para a proxima diarreia eleitoral pra governo do estado no ano que vem.. o povo continua inteligente so em olhar as pesquisas. Mais 4 anos de "competência" e muito gópi nos ouvidos… afinal, Natal vive no fiofo do elefante.

    • Junior 100 disse:

      É verdade joão, espero que nosso sistema prisional seja RAPIDAMENTE terceirizado igual ao estado do amazonas, lá o padrão é de "PRIMEIRO MUNDO".

  6. Lorena disse:

    Muito bem agentes temos que parar este estado

  7. Maria de Fátima disse:

    Pega fogo cabaré!

  8. Bolsonaro 2018 disse:

    GOVERNO ROBINSON FARIA, GOVERNO DA MENTIRA E DO MASSACRE AO SERVIDOR PÚBLICO.

Empregados da Eletrobras discutem possível paralisação contra privatização

A Associação dos Empregados da Eletrobras (Aeel) começa a discutir nesta semana uma possível paralisação de funcionários, em protesto ao anúncio de que o governo federal pretende privatizar a estatal do setor elétrico. Além do mobilizar os empregados no Rio, onde se localiza a sede da empresa, o diretor da entidade Emanuel Mendes revela que a Aeel pretende levar o tema para ser debatido no próximo dia 30 em Brasília com os outros representantes do sistema Eletrobras no País.

Mendes conta que o tema privatização já estava no radar da entidade por conta do interesse da companhia em privatizar até 14 usinas hidrelétricas.

Nessa data haverá uma audiência pública no Congresso Nacional da Frente em Defesa do Setor Elétrico para tratar o assunto e a intenção da Aeel é sensibilizar os políticos sobre essas vendas. “O tema já estava no nosso cronograma de luta e com essa notícia de privatização da Eletrobras, temos que debater com uma nova forma de mobilização”, disse.

Entre as opções, explica o sindicalista, está uma paralisação nacional a partir de setembro. Segundo Mendes, a privatização de usinas ou da Eletrobras será prejudicial para a sociedade brasileira, pois resultará em aumento no valor das contas de energia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Waldemir disse:

    Kkkkk e agora eles vão ter que trabalhar kkkkk
    Deveria privatizar tudo
    O governo deveria ficar só com segurança educação saúde e mobilidade
    Diminuir em 50% o número de parlamentares e funcionários públicos

  2. Jair disse:

    Eu sei para quem vai ser prejudicial. Para o consumidor tenho certeza que não é.

  3. Humilde Iconoclasta disse:

    Por que não aproveita a onde e privatiza logo a cereja do bolo, a falida Petrobras?

Paralisação nos Hospitais Universitários

Na tarde desta quarta-feira(11), empregados públicos da Ebserh fazem, em frente ao Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), paralisação da atividades e votação sobre greve por tempo indeterminado.

Neste momento, vários serviços já são afetados. Internações foram reduzidas e grande concentração acontece em frente ao HUOL.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio Nogueira disse:

    E eu jurando que a UFRN tinha tooooooooodos os motivos do mundo para agradecer ao PT. Será que os militontos vão fazer algum ato de protesto? Será?

  2. Rose disse:

    É muita ignorância acreditar que todos os problemas que existem no Brasil se deve ao PT.

  3. Damião Rocha disse:

    Vá atrás que tem a galera do ParTido por trás!

Em nota, Sesap não nega dívidas e nem esclarece paralisação de serviços de roupas higienizadas para hospitais

SesapA Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) emitiu uma nota acerca do caso da lavanderia que suspendeu o fornecimento de roupa para hospitais do Estado por falta de pagamento que o Blog noticiou hoje. Uma dívida de quase R$ 1 milhão.

Na nota, a Sesap informou que o secretário Ricardo Lagreca e o adjunto Haroldo Vale não se negaram a receber os responsáveis pelo serviço, mas não negou a existência da dívida, tampouco esclareceu sobre a paralisação do fornecimento de roupas esterilizadas e higienizadas.

Com a paralisação dos serviços, ficam sem roupas para os leitos hospitalares, os hospitais de Macaíba, Ruy Pereira, Lacen, Samu Natal, Hospital João Machado e o Hospital Deoclécio Marques. Essa situação pode vir a suspender os procedimentos cirúrgicos.

Confira a nota na íntegra:

NOTA

NATAL (RN), 27 de abril de 2016.

Em relação à matéria publicada por este conceituado BLOG “Lavanderia suspende fornecimento de roupa para hospitais do Estado por falta de pagamento”, informamos que o secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, bem como o secretário adjunto da Saúde, Haroldo Vale, em nenhum momento se negaram a receber os representantes da referida empresa – Levebras Gestão de têxteis S/A – para conversar ou negociar o débito como foi informado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior 100 disse:

    Enquanto isso o Tarcísio Maia em Mossoró firme e forte lavando roupa até demais.
    Batam palmas agora para livre terceirização que afunda dia a dia nossos serviços públicos.

COOPMED-RN anuncia paralisação nesta sexta-feira

Médicos cooperados do RN se programam para nova paralisação devido a atraso de pagamento

No último dia 28 de março, a COOPMED-RN enviou uma notificação a SESAP/RN, ao Hospital Deoclécio Marques, Walfredo Gurgel, SAMU Metropolitano e Hospital Santa Catarina sobre o atraso no pagamento dos contratos referentes ao mês de janeiro de 2016.

O pagamento ainda não foi efetuado o que vem provocando um enorme insatisfação dos profissionais da Cooperativa que prestam serviço à SESAP, o que ocasiona uma dificuldade na organização das escalas dos plantões, bem como, a manutenção da prestação do serviço.

Para isso, a direção da COOMPMED-RN a acatar a decisão de uma assembleia, informa que a partir do dia 15 de abril (sexta-feira) acontecerá a suspensão dos serviços nas unidades citadas acima. Os médicos receberam dezembro com mais de 70 dias de atraso, sendo injusto que os médicos do Estado recebam em dia e os cooperados demorem mais de dois meses.

No Walfreldo Gurgel será paralisado as serviços de ortopedia, vascular, clinica geral e clinica médica. No Hospital Santa Catarina sofre a clinica geral e médica, neonatologia e obstetrícia. No Deoclécio Marques a cirurgia geral e ortopedia. Além do CRO e UTI do Walfredo Gurgel, Samu Metropolitano e Alta e média da OGE.

Os atendimentos do município também sofre com a paralisação, como a alta e média complexidade.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zaira Raposo Leandro Mendes disse:

    Gostaria de receber msg deste blog , pois quando consigo ver alguma notícia eu gosto muito !!!! Assim me manterei sempre atualizada com o que ocorre na cidade !!!!

    • bruno disse:

      Envieu seu fone para o nosso Zap 992122276 que cadastramos e vc passa a receber.