Trânsito

Rodoviários farão greve a partir da próxima semana, diz presidente do Sintro

Foto: Reprodução

Em entrevista a um grupo de repórteres no início da tarde desta quinta-feira (07), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro-RN), Júnior Rodoviário, afirmou que haverá greve no sistema de transporte público a partir da próxima semana em Natal. “A [Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana] STTU não funciona. A partir de hoje, toda a população de Natal está ciente que na próxima semana nós estraremos em greve, por prazo indeterminado”.

Profissionais rodoviários da capital potiguar fizeram uma paralisação em frente ao sindicato por voltas das 12h30 desta quinta-feira (07). Linhas de ônibus que circulam no Alecrim e Cidade Alta sofreram atrasos.

De acordo com Júnior Rodoviário, a paralisação aconteceu para cobrar negociações salariais e o julgamento do dissídio coletivo dos rodoviários. “Entrou secretário, saiu secretário, e nada foi resolvido”, apontou.

“Vamos ter enfrentamento com a secretaria, porque ela acha que fazer transporte é só acertar com o empresário e o usuário, deixando de lado os trabalhadores. Não vamos admitir. Se a secretaria quer uma queda de braço, quem vai sofrer é a população”, disse.

A paralisação desta quinta causou transtorno tanto para os motoristas que trafegavam pela região do Baldo quanto para os usuários do transporte público, já que os ônibus só foram liberados após 1 hora.

Novo Notícias

Opinião dos leitores

    1. Falou o Boina verda, famoso militonto fascista. Ralé do baixo escalão q o bozó enfiou no fiofó de vcs, enquanto encheu a burra dos Generais e todo o alto escalão…kkkkkkkkkk 💸💰💰💰💰💰💰

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

BOLSONARO, FÁTIMA E ÁLVARO DIAS NA MIRA DE PROTESTO: Servidores da saúde realizam paralisação de 24h nesta quarta-feira 

Os servidores da saúde do estado e do município de Natal vão paralisar suas atividades nesta quarta-feira (18). “A data faz parte do Dia Nacional de Luta e Paralisações dos serviços públicos contra a reforma Administrativa (PEC 32) do Governo Bolsonaro”, informa o texto da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde RN.

Segundo o Sindsaúde-RN, a paralisação de 24h foi aprovada em duas assembleias presenciais da categoria realizadas na semana passada. Os servidores do Estado deliberaram um ato público em frente à Sesap, às 9h e os servidores de Natal vão protestar em frente à prefeitura, às 8h. À tarde, o funcionalismo público do RN realizará um ato unificado em frente ao INSS, com concentração às 13h.

Devido a paralisação, serão reduzidos os contingentes nos setores para efetiva participação nas atividades ao longo do dia , portanto, as unidades vão manter o percentual de 30% dos servidores em escala, para garantir o atendimento às urgências e emergências conforme a lei nº 7.783 de 28 de junho de 1989.

O texto ainda destaca que além da pauta nacional, a categoria também reivindica que o governo Fátima Bezerra atualize o Plano de Cargos e receba a categoria, que enfrenta 12 anos sem reajuste salarial. Já a saúde de Natal irá entregar a pauta de reivindicações à gestão do prefeito Álvaro Dias, que se recusa a receber os servidores.

“Vamos construir a paralisação do dia 18 de agosto e vamos dar um recado forte ao prefeito Álvaro Dias, que esse ano vai ter muita luta dos servidores públicos do município de Natal. Dá o recado para a governadora Fátima que respeite os trabalhadores do Estado e dá um recado bem alto ao governo Bolsonaro: Não vamos aceitar a PEC 32, não vamos aceitar a reforma administrativa, não vamos aceitar a destruição do serviço público”, enfatiza Flávio Gomes, diretor do Sindsaúde/RN.

 

Opinião dos leitores

  1. Apenas só mais um pretexto pra não trabalhar, essa reforma tem que sair com urgência e acabar de vez com os parasitas do erário público!! Reforma admisitrativa urgente!!🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  2. Senhor Flávio, is 57 milhões de votos foram dados a Bolsonaro e não ao Sindsaude. Se oriente, preguiça.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Talibã ordena paralisação da vacinação contra covid-19 no Afeganistão

Foto: AFP via Getty Images/Getty Images

Após um final de semana de tensão generalizada pelo Afeganistão, o movimento fundamentalista islâmico nacionalista Talibã conseguiu retomar o controle da capital do país, Cabul.

Enquanto avança rapidamente seu controle pelo país, o Talibã já coloca em prática sua agenda fundamentalista, que vigorou no país entre o final dos anos 90 e o início dos anos 2000. De acordo com o portal local de notícias Shamshad News, a vacinação já foi interrompida na província de Paktia, no leste do país. Desde a tomada da província pelo grupo, as vacinas contra a covid-19 pararam de ser distribuídas pela região.

Walayat Khan Ahmadzai, diretor provincial de saúde pública da região, disse em entrevista ao Shamshad News que o Talibã ordenou os funcionários do hospital regional para pararem de distribuir o imunizante, o que resultou no fechamento imediato dos postos de vacinação da região, enquanto médicos e críticos buscam acatar as ordens impostas temendo represálias violentas do grupo.

De acordo com Ahmadzai, a enfermaria responsável pela aplicação das doses está fechada há três dias e os cidadãos são informados de que a vacinação foi proibida. O Talibã alertou a equipe de distribuição de vacinas para evitar distribuí-las, acrescentou Ahmadzai. Até o momento, não há informações concretas sobre como está a campanha de vacinação no resto do país.

Segundo dados do portal Our World in Data, o Afeganistão aplicou, até o momento, cerca de 770 mil doses da vacina contra a covid-19, o que representa cerca de 2% da população e apenas 0,5% da população do país completou a vacinação.

Talibã já foi a favor das vacinas

No final de janeiro de 2021, enquanto o grupo ainda estava longe de controlar as principais províncias e cidades do país, o Talibã se mostrava “a favor” da vacinação.

Zabihullah Mujahid, porta-voz do grupo extremista, disse à agência Reuters no fim daquele mês que o grupo iria apoiar e facilitar a campanha de vacinação conduzida por meio dos centros de saúde no país.

O país fechou um acordo de cerca de 110 milhões de dólares para conseguir as doses por meio do consórcio Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS). O Afeganistão também havia fechado um acordo de 500 mil doses da vacina da AstraZeneca produzida na Índia, disse à Reuters o dr. Ghulam Dastagir Nazari, chefe do Programa Expandido de Imunização do Ministério da Saúde do Afeganistão.

“A marca AstraZeneca que é fabricada na Índia chegará em breve ao Afeganistão”, disse Nazari.

Com a queda do governo central e, consequentemente, do seu grupo de ministros de estado, não é possível afirmar se as promessas anteriores sobre as vacinas ainda serão mantidas.

Entretanto, com a recente atualização de que a junta extremista está dificultando a campanha de vacinação no país, é difícil esperar que o Afeganistão tenha capacidade de acelerar sua campanha de imunização.

Desde o início da pandemia, o Afeganistão já contabilizou cerca de 150 mil casos de covid-19 e aproximadamente 7 mil mortes.

Talibã toma a capital, enquanto presidente e embaixadores fogem do país

Em movimento já esperado, o Talibã chegou neste domingo, 15, à capital do Afeganistão, Cabul, após dias conquistando cidades no entorno diante da retirada das tropas dos Estados Unidos.

Na tarde deste domingo, já noite no Afeganistão, os homens do Talibã adentraram o palácio presidencial, como mostram imagens da rede de TV Al Jazeera.

Horas antes, foi confirmado que o presidente Ashraf Ghani deixou o país após ficar claro que o Talibã havia tomado o controle da capital. Ghani diz ter fugido para evitar derramamento de sangue.

Um porta-voz do Talibã declarou mais cedo que o grupo buscava “uma rendição pacífica” do governo afegão e que que “todos os que serviram ao governo e aos militares serão perdoados”.

Mas uma das principais preocupações da comunidade internacional é que afegãos que interagiram com as forças dos EUA nos 20 anos de ocupação americana sejam punidos pelo Talibã. Países como o Canadá já passaram a oferecer programa de asilo aos afegãos.

Em comunicado, o Talibã afirmou também que não pretende tomar a cidade “à força”, com a ressalva de que essa não é uma declaração de cessar-fogo. “Não queremos que nenhum afegão civil e inocente seja ferido ou morto enquanto tomamos o controle.”

A expectativa era de que o governo do Afeganistão caísse rapidamente após o cerco a Cabul, com o exército oficial do país sem condições de deter o Talibã.

O Talibã controlou o Afeganistão entre 1996 e 2001, quando seguiu uma versão radical do islamismo nos costumes, vetando o consumo de álcool e a livre circulação de mulheres.

A rápida ofensiva militar do grupo, que em duas semanas tomou 26 das 34 capitais de províncias, acontece no vácuo da saída das tropas americanas.

Exame

 

Opinião dos leitores

  1. Quando a insanidade é evidenciada em opiniões de eleitores e adoradores de corruptos que sofrem com a abstinência de recursos públicos e a falta de bandido no poder. É só ver os comentários de Santos e Nando. Quem está aplaudindo a ação do Talibã é o mesmo partido que apoia o ex presidente no mundo, o tal PCO (partido da causa operária). Como já lembraram, vamos ver o que será feito dos homossexuais e toda turma do LGBT nas mãos do Talibã.
    O resto da esquerdalha não vai aplaudir o Talibã?

  2. Qualquer semelhança com alguns posicionamentos de alguns brasiloucos, não passa de mera coincidência.

    1. Não! Você está equivocado! Esse grupinho, quem apoia são os PTRALHAS que você tanto idolatra! Mas como você é um quadrúpede, você só repete o que te mandam repetir: a velha máxima de acusar seus inimigos daquilo que você faz… Avia e coloca logo a cangalha que o ladrão de 9 dedos já já chega e vai querer montar em você!

  3. “Eu lamento enormemente isso. O Brasil sempre vai acreditar que a melhor forma é o diálogo”.
    Dilma Rousseff, em discurso na ONU, pedindo diálogo com os terroristas do Estado Islâmico.

    1. Não Antônio, vc errou, quem veio primeiro foi o priziaca de nove dedos que domesticou os jumentos.

    2. Foi o adestrador de jumento ladrão vagabundo de nove dedos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

PROTESTO: Servidores da saúde do Estado vão paralisar atividades dia 18

Após um ano e meio sem encontros presenciais, o Sindsaúde/RN promoveu na manhã dessa quarta-feira, 11, no auditório do Sinpol/RN uma assembleia geral para os servidores da saúde do Estado para debater a questão da atualização do Plano de Cargos e Salários (PCCR). Na ocasião, a minuta com a proposta do Plano de Cargos elaborada por uma Comissão composta por representantes da Sesap, do governo e dos sindicatos que compõem a mesa SUS, foi apresentada.

A proposta deveria ter sido apresentada na última reunião da Mesa SUS pelo governo Fátima Bezerra (PT), mas foi adiada. Motivados, portanto, pela necessidade de pressionar o Governo estadual para implantação do novo plano de cargos e salários, que implica na restituição de 12 anos de perdas dos trabalhadores, a categoria aprovou algumas iniciativas de luta, entre elas:

-Paralisação de 24h para participar da mobilização do dia 18/08 – Dia Nacional de Luta e Paralisações dos serviços públicos contra a Reforma Administrativa ( PEC 32) – com um ato público em frente a SESAP às 9h da manhã, e posteriormente um ato às 13h em frente ao INSS com todo o serviço público do RN.

– Nesse dia, a categoria irá tentar arrancar uma reunião com o Governo para discutir o Plano de Cargos e Salários, caso não seja recebida, vão marcar um dia de paralisação estadual.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde RN.

Opinião dos leitores

  1. Isto é benefício que o PT, está fazendo pelo os PELEGAS . Gestão PT, 03 ANOS de CONGELAMENTO DE SALARIOS mais uma das piores REFORMA DA PREVIDÊNCIA que significa literalmente a MISÉRIA DO FUNCIONALISMO PÚBLICO ESTADUAL é esse o propósito da GOVERNADORA FÁTIMA DO PT, que defendia a pobreza do funcionalismo público que mais 12 anos sem reposição SALARIAL
    Viva o PT ! Viva o PT !

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Serviço da Caern nesta quarta-feira paralisa abastecimento de oito bairros em Natal

FOTO: CAERN/ASSECOM

Os bairros de Capim Macio, Candelária, Lagoa Nova, Cidade da Esperança, Felipe Camarão, Cidade Nova, parte de Bom Pastor e Nazaré terão abastecimento suspenso na quarta-feira (14).

A parada será feita para substituição de registro de grande diâmetro na saída do reservatório R6 e trará melhorias ao sistema de distribuição de água.

O conserto acontecerá de 7h às 18h, sendo o fornecimento retomado após o trabalho. A previsão da normalização do abastecimento é de até 72h após a manutenção.

Opinião dos leitores

  1. Privatiza segue o exemplo das telecomunicações que o sistema melhora, em todas as ruas de Natal sempre tem um buraco da caern, tubulação estragada que todo dia estoura uma e normalmente passa mais de dois dias derramando água.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Idema determina paralisação de usina que virou problema ambiental em Monte Alegre, na Grande Natal; MPRN investiga possíveis crimes

Foto: Reprodução

É destaque no Blog do Dina – por Dinarte Assunção, nesta quarta-feira(07). Anunciada quase três anos atrás como uma promessa que se somaria à política de responsabilidade social e ambiental na região metropolitana de Natal, a Usina de Reciclagem e Compostagem Eco Serviços Ambientais virou caso de saúde pública em Monte Alegre, virando alvo de diversas frentes por órgãos que cuidam da tutela do meio ambiente e dos direitos da coletividade.

Uma série de denúncias levou o Instituto de Desenvolvimento do Meio Ambiente (Idema) a determinar a imediata paralisação das atividades da usina por descumprimento de requisitos mínimos de cuidados com o meio ambiente.

Paralelamente, ações do Ministério Público do Trabalho levaram o MPT a acionar o Ministério Público do Rio Grande do Norte, já que nas ações trabalhistas surgiam evidências de descumprimentos de regras sanitárias da atividade.

Esse fato levou o promotor Mariano Paganini a abrir investigação contra a usina porque, segundo as evidências coletadas para abrir o inquérito, a empresa estava “realizando a captção de lixo urbano sem manejo correto do material, fazendo queimada da parte biológica, causando sérios riscos à saúde humana dos funcionários, além de gerar poluição demasiada, no Sítio Lagoa do Cajueiro”.

Vídeo obtido pelo Blog do Dina atesta a situação. Nele, um homem expõe os perigos a que a população e o meio ambiente estavam expostos à época, em outubro de 2019. A investigação aberta pelo MPRN foi em agosto do ano passado. Já a determinação do Idema é de maio deste ano.

Confira o vídeo AQUI em post na íntegra.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fiocruz antecipa chegada de IFA e minimiza paralisação da fábrica de vacinas: “garantirá entregas semanais”

Foto: CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Fundação Oswaldo Cruz conseguiu antecipar um lote de Ingrediente Farmacêutico Ativo que estava previsto para chegar por volta do dia 20 de junho e, com isso, vai conseguir diminuir o impacto na fábrica de Biomanguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro.

A negociação, que vinha se arrastando há dias, teve uma sinalização positiva do exportador chinês da matéria-prima da vacina na manhã desta segunda-feira (7). Até domingo (6), não havia sequer data prevista para a chegada do novo lote. A direção da Fundação, contava, no entanto, que a remessa viria por volta do dia 20, reunindo os ingredientes esperados para todo o mês em uma remessa só.

Após a entrega do IFA no sábado, o material será descongelado e poderá ser usado na fábrica provavelmente na terça-feira de manhã, o que deve evitar uma paralisação de até 10 dias, que seria ocasionada se de fato a remessa só chegasse por volta do dia 20.

Em comunicado, a Fiocruz informou que “a aceleração da entrega dessa remessa permitirá a continuidade da produção de vacina e garantirá entregas semanais de vacina ao Programa Nacional de Imunizações”.

Até agora, a Fundação já entregou 50,9 milhões de doses da vacina que tem a fórmula da AstraZeneca e da Universidade de Oxford ao Ministério da Saúde. A meta inicial de entregas no primeiro semestre era de 100 milhões de doses.

As entregas semanais, no entanto, estão garantidas até dia 10 de julho. A partir de agora, a vacina será entregue às sextas-feiras para o governo do Rio de Janeiro e aos sábados para o Ministério da Saúde. A vacina será direcionada para São Paulo, e não mais para o centro de abastecimento no Rio, a pedido da própria pasta.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Rapaz, é tão imoral essa imprensa esquerdopata, que ela inventa mentira e no outro desmente.
    Jamais o Véio Bolsonaro iria deixar de importar IFA, comprar vacinas ou algum item para combater o covid.
    A cada dia eu admiro Bolsonaro e sua equipe Ministerial.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coopmed-RN nega paralisação dos médicos e comunica que os atendimentos continuam

Apesar das investidas do Sindicato dos Médicos do RN (Sinmed-RN) para fechar os serviços de atendimento médico do Estado, a Cooperativa Médica do RN (Coopmed-RN) comunica que todo serviço se mantem em pleno funcionamento.

Para o presidente da Coopmed-RN, dr. Victor Vinícius Almeida Ferreira, o Sindicado não tem respaldo contra os cooperados. “Somos uma entidade jurídica autônoma, por isso a tentativa de paralisar nosso atendimento não teve sucesso”, explica.

A diretoria da Coopmed-RN ignora a postura do Sindicato e ressalta que estamos vivendo momento de pandemia e a solidariedade e respeito à população devem prevalecer. “Não é momento de se questionar aviltamento de honorários médicos. Esse movimento partiu de grupo isolado de meia dúzia de médicos que não condizem com princípio do cooperativismo”, finaliza.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Caern paralisa nesta sexta-feira abastecimento de água em nove bairros de Natal para manutenção na rede

FOTO: DEMIS ROUSSOS

A Caern vai realizar nesta sexta-feira (16) uma parada emergencial no sistema de abastecimento de água de nove bairros de Natal. Os bairros de Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Felipe Camarão, Nazaré, Neópolis e Nova Descoberta ficarão sem água a partir das 7h.

A parada será necessária para o conserto de um vazamento que foi detectado pela equipe de operação da Caern na tubulação das bombas da Adutora 01 da Lagoa de Captação do Jiqui, que abastece esses bairros. Caso o reparo não seja realizado o quanto antes, o vazamento pode ocasionar um rompimento da tubulação no local.

A previsão é que o trabalho para conserto do vazamento se estenda das 7h às 18h, mas vale destacar que o abastecimento só deverá ser normalizado num prazo de até 72 horas, devido a pressurização da rede.

 

Opinião dos leitores

    1. Aproveita e privatiza as Forças Armadas, que não presta serviços e corrói a verba da nação…

    2. Calígula, a CAERN é como se fosse a Petrobras nos governos do PT. Por isso que o governo do RN não quer vender.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Rodoviários realizam paralisação no Baldo, em Natal

O Via Certa Natal destaca em suas redes sociais que rodoviários realizam paralisação no fim da manhã desta quarta-feira(24) uma paralisação nas imediações do Baldo.

Mais detalhes ao decorrer do dia.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS E VÍDEO: Motoristas de aplicativos realizam paralisação em Natal contra valores recebidos

Fotos: Cedidas

Paralisação de motoristas de aplicativos acontece na manhã desta quarta-feira(17) em Natal-RN, em protesto por valores, segundo os trabalhadores, há mais de 5 anos sem reajuste.

Motoristas de aplicativos também se queixam da criação da tarifa Uber promo e 99 poupa, onde pagam menos de R$ 0,90 centavos por km rodado.

Confira vídeo cedido abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Quase escravidão.
    A gloriosa justiça do trabalho precisa reconhecer o vínculo do motorista com o aplicativo. Essa medida se faz urgente.

  2. O preço só vai subir até esfolar os passageiros, qdo terminarem de quebrar a categoria dos taxistas, aí a populacao vai vê o q é bom pra tosse. Kkkkk

  3. Parabéns pela inciativa um protesto sem atrapalhar o transito já caótico , não sei como estes caras conseguem ganhar dinheiro são uns guerreiros . Além de tudo trabalhando no RN com uma governadora com uns dos maiores índices de ICMS … ontem ela deu outro presente a população do RN , votem nela de novo ….

  4. Certíssimo, o GOVERNO FEDERAL tem que interferir nesses empresas multinacionais, exploração 100% …tinha que ser 5% da corrida para a empresa do aplicativo, e não 20…30% , o pobres Nso ganham pra comerem

  5. Parabéns pela manifestação ordeira sem interromper o trânsito como muitas outras categorias o fazem…

  6. O cidadão, usuário dos aplicativos, tem alguma culpa dessa situação? É somente uma pergunta…

    1. Pra o cliente sim Everton!!
      Pra o motorista não. Quando o aplicativo lança pra vc, vc não tem opções.
      Já que ele fica te enviando 1 atrás da outra.

    2. Para o motorista é sim, já conversei com diversos que desativaram essas opções de Poupa e Promo, bem como as opções de corrida compartilhada.

    3. Everton. deve ser sim pq eu já desisti de tentar pedir por essas opções pq nenhum motorista aceita mais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com salários atrasados, maqueiros fazem paralisação no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal

Foto: Kléber Teixeira / Inter TV Cabugi

Maqueiros e profissionais da higienização terceirizados que atuam no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, fazem uma paralisação dos serviços desde o fim de semana. A categoria começou uma parada de advertência na última sexta-feira (22), por atraso no pagamento dos salários, e continuou com a medida ao longo do fim de semana, com parte das atividades suspensas ainda nesta segunda-feira (25).

Os trabalhadores reclamam que não receberam o salário de dezembro, que deveria ter sido pago até o quinto dia útil de janeiro. O serviço está comprometido em vários setores do hospital.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que nesse domingo (24), foi realizado o pagamento da empresa terceirizada responsável pela prestação de serviços dos maqueiros do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. A Sesap disse ainda que a empresa informou que manteve contato com o sindicato e confirmou que o serviço seria normalizado nesta segunda-feira (25).

Com acréscimo de informações do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Agora é que morre gente.
    Vai morrer dentro das ambulâncias, não tem como chegar ao atendimento.
    Fátima do PT tá acabando com o RN.

  2. Por mais trágico que seja, mas temos que reconhecer que o que tem salvado o RN é a pandemia. Se não fosse os recursos do governo federal, destinados ao combate ao coronavirus, não quero nem imaginar como estaria este estado. O caos seria total.

  3. Será que alguns defensores de quem não merece, ainda vão ter a audácia de dizer, que é "mimimi", como disseram injustamente com os novos praças da polícia militar, que estavam aglomerados dormindo no chão? Tudo e "mais alguma coisa a mais", indica fortemente que algo muito sujo está sendo feito, por trás da grande quantia que já chegou do governo federal! Chega a ser patético, que alguém ainda defenda essa criatura, que em dois anos não deu "um prego em uma barra de sabão" e ainda paga quantias vultosas em propagandas inúteis e inverídicas. Deveriam processar as emissoras de TV, que recebem pra veicular propagandas enganosas! Sem contar os 5 milhões "que foram e não voltaram" pro tal do consórcio fajuto e a questão mal explicada do contrato das ambulâncias. Enfim, por mais que tentem achar alguma brecha pra defender uma péssima administração, mas se perdem nos argumentos vazios!

  4. Essas empresas são terceirizadas, e os repases as empresas foram feito, por isso sou a favor de concursos.

  5. Eita menino, nessas horas , nos comentarios de um fato tão grave, ZeGado, Pixuleco, Mané, Natalense e uma ruma de apaixonados por safadeza e por escrever idiotices desaparecem.

    1. Oi, tem que protestar e fazer greve mesmo, ninguém trabalha de graça. Certamente a governadora está preocupada com a situação e fará algo. Só não vale ficar inerte em uma crise, como o presidente da república, ineficaz, impotente e inútil. É preciso trabalho e vontade de cuidar do povo. O Brasil já vem sofrendo demais, são mais de 200 mil mortos. MOURÃO VEM AÍ! MOURÃO 2021 JÁ!

  6. CADÊ OS 5 MILHÕES dos respiradores para pagar os trabalhadores que seguem contribuindo na luta contra o vírus?
    CADÊ o dinheiro que o PRESIDENTE enviou para ser usado no combate à pandemia?
    Não pagar os maqueiros e profissionais da higienização é um descaso com os trabalhadores que arriscam a vida trabalhando nos hospitais em plena pandemia.

    1. Esse estado só não parou ainda por conta das gordas verbas advindas do governo federal. Pense numa governadora incompetente! Isso é um desastre. Volta para a PB. Deixa o RN em paz.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Liga de Estudos e Combate ao Câncer vai parar serviços por causa da falta de repasse da prefeitura de Mossoró

A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) comunica a sociedade Potiguar que, em razão da falta de repasse financeiro por parte da Prefeitura Municipal de Mossoró irá paralisar a realização de cirurgias eletivas a partir de amanhã (02 de dezembro).

Os débitos em atraso são referentes a produção do mês de setembro de 2020, que soma R$ 747.340,71 e ao plus do mês de agosto de 2019, que corresponde a R$ 371.099,21, valor este já enviado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte e não repassado pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

Recentemente foi realizada uma negociação com a Secretaria Municipal de Saúde, onde na ocasião foi firmado um compromisso verbal de quitar um débito no valor de R$ 381.331,96 parcelado em três vezes. Esta quantia seria destinada ao pagamento de procedimentos cirúrgicos já autorizados, mas que ainda se encontravam em aberto.

Na última sexta-feira (27 de novembro) foi emitido um comunicado esclarecendo a todos da real situação e pendências financeiras da Prefeitura Municipal de Mossoró para com a Liga Mossoroense. A Prefeitura nos informou e emitiu nota explicando que ontem (30 de novembro), estaria realizando o repasse referente a produção do mês de setembro do ano corrente. No entanto, até o presente momento não obtivemos a efetiva resolução do problema.

É importante ressaltar que somados todos os débitos dos valores do plus da Prefeitura Municipal de Mossoró para com a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer, dos anos de 2018 à 2020, a dívida com a instituição chega a R$ 9.085.350,19.

Apesar de todos os esforços feitos por parte da Liga Mossoroense em buscar acordos com a Prefeitura Municipal de Mossoró, não houve por parte deste Poder Executivo manifestação que indicasse a solução do problema. A instituição lamenta pelos pacientes que serão prejudicados e espera poder retornar com este serviço o mais breve possível.

A Liga Mossoroense é referência no tratamento oncológico em Mossoró e região, atendendo cerca de 64 municípios, compreendendo as II, IV e VI regiões das Unidades Regionais de Saúde Pública (URSAP), com um fluxo de aproximadamente 350 pacientes/dia.

Paulo Henrique Lima do Monte

Presidente da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC)

Mossoró-RN, 01 de dezembro de 2020.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Nota de esclarecimento sobre paralisação no Departamento Estadual de Imprensa do RN

Em relação à paralisação de advertência dos servidores do Departamento Estadual de Imprensa nesta quinta-feira (26), a Diretoria tem a esclarecer o seguinte:

1. A diretoria do DEI, desde o início da atual gestão, manteve aberto o diálogo com os servidores em torno das reivindicações apresentadas por uma comissão escolhida em assembleia da categoria, sendo a manutenção da Gratificação de Representação de Gabinete (GRG), na forma como vinha sendo concedida no passado, uma delas.

2. A GRG foi instituída pelo Decreto n° 16.766, de 14 de março de 2003 e, em seu Artigo 3, diz: “A Gratificação de Representação de Gabinete fica condicionada à necessidade do serviço e à existência de recursos orçamentários e financeiros, não podendo exceder ao número de 12 por órgão.

3. Ao longo do tempo, esse número passou a ser ampliado gradativamente até chegar a todos os servidores aqui lotados, independente da necessidade do serviço.

4. Em agosto de 2019, a Secretaria de Administração expediu um ofício circular a todos os órgãos da administração pública estadual direita e indireta pedindo informações sobre quantitativo, escolaridade, atividades desenvolvidas pelo servidor, entre outros quesitos, e exigindo o fiel cumprimento dos termos do decreto 16.766/2003.

5. A retirada da GRG, portanto, foi motivada por questões de ordem legal, levando em conta uma Orientação do Ministério Público Estadual, mantido, no entanto, o quantitativo máximo de 12 para o DEI.

6. Nas reuniões com a comissão de servidores, apontamos a calamidade financeira decretada no inicio de 2019 e a emergência sanitária (pandemia) como obstáculos ao atendimento das reivindicações no presente momento.

7. A decisão de fazer uma paralisação de advertência nesta quinta-feira, comunicada ao final de uma assembleia de servidores, nos causou surpresa, mas estamos abertos ao diálogo.

Opinião dos leitores

  1. A nota esclarece a narrativa da negacao. Quem ler o decreto na integra saberar o que o governo pode fazer para resolver o problema e nao causar constrangimento desnecessario ao governo. Apos onze meses negociando e nenhum avanco, a conversa mole de manter-se aberto ao dialigo? Tenha fe homem!!? Essa narrativa de auto defesa eh a defesa do contra cheque pelo cargo ocupado.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Servidores do Departamento Estadual de Imprensa (DEI) realizam paralisação nesta quinta no RN e acusam governo de fazer ‘política da fome’

Os servidores e servidoras lotados/as no Departamento Estadual de Imprensa (DEI) decidiram cruzar os braços e realizar uma paralisação de advertência nesta quinta-feira(26). O motivo da paralisação é o corte das gratificações anteriormente pagas aos/as trabalhadores/as.

O corte das gratificações já dura dez meses e tem causado impactos negativos na vida e no orçamento dos trabalhadores, especialmente porque a maioria recebe pouco mais de um salário mínimo.

A paralisação das atividades foi decidida em Assembleia da categoria convocada pelo SINAI-RN e realizada na manhã de 20/11. Na pauta, além do tema das gratificações, a Assembleia tratou do vale alimentação.

Para o diretor de Comunicação do SINAI, Alexandre Guedes, a paralisação dos trabalhadores do DEI chama atenção da sociedade e do Governo do Estado para os riscos envolvidos nas políticas de contenção de gastos, mostrando que a contenção de despesas não pode ser confundida com política de fome.

Com informações do Sinte-RN

Opinião dos leitores

  1. Hô Governadora pra não respeitar os servidores, Hô Governadora desmantelada, ainda se diz governadora dos menos favorecidos.
    E pra não esquecer: O POVO QUER SABER, QUANDO OS 5 MILHÕES DE REAIS USADOS PARA COMPRA DOS RESPIRADORES, VOLTARÃO PARA OS COFRES PUBLICOS?
    SE A CPI ABERTA PARA APURAR O CONTRATO DE 8,5 MILHÕES DE REAIS USADOS PARA CONTRATAÇÃO DAS AMBULÂNCIAS, VAI ADIANTE?

    1. Babão do Pr. faça sua parte e denuncie para os órgãos competentes! Você parece ter informações privilegiadas, seu canequeiro!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Alternativos param e permissionários prometem fechar pontes e vias de Natal por tempo indeterminado

Foto: Reprodução/Via Certa Natal

Alternativos param na manhã desta sexta-feira(23) em Natal e permissionários prometem fechar pontes e vias de Natal por tempo indeterminado. Até rodoviários que se encontram em greve e circulam com frota de 40% estão com veículos bloqueados, por exemplo, nas imediações do Baldo.

Opinião dos leitores

  1. Se fechar vias e atrapalhar a vida do cidadão, tem que colocar o BPChoque para descer o cacete nos baderneiros, dia a que doer. A população não pode ficar a mercê de baderneiros, pois manifestar-se é uma coisa, badernar é outra coisa.

    1. Concordo plenamente, estão pensando o que , querem fazer greve que façam , mas não podem impedir o direito de ir e vir do cidadão, isso é crime.

  2. MST pode tudo, né
    Tomara que a Governadora mais fraca que caldo de batatas tome as devidas providências e o Prefeito Pintor de meio fio, mande a STTU multar quem obstruir a via.

  3. Se fechar, a polícia reabre. Vão protestar na porta das empresas de ônibus, pois a população não tem nada a ver com isso.

  4. Fechar ruas, pontes ou qualquer via, é ato criminoso e merece todo repudio da população e que as autoridades USEM os RIGORES da LEI, contra essas pessoas. ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO, POLICIAS CIVIL E MILITAR, vamos ficar de olho.

    1. Além de todo repúdio da população, merecem a aplicação rigorosa da lei, greve é um direito, obstruir vias e impedir o direito de ir e vir é crime, STTU e PRE neles e Polícia nos organizadores dessa baderna.

  5. FAZER GREVE É DIREITO DE QUALQUER UM! PORÉM RETIRAR OU MITIGAR O DIREITO DE IR E VIR DAS PESSOAS É CRIME!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *