STTU autoriza serviços extras de transporte público em Natal até o fim da paralisação dos rodoviários

Foto: Tribuna do Norte

A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que, durante a greve deflagrada pelo Sindicado dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Rio Grande do Norte (Sintro) nesta segunda-feira (22), será autorizada a operação dos permissionários do transporte opcional no mesmo itinerário das linhas de ônibus.

Também será permitido que os veículos do serviço de transporte escolar, táxis, de transporte da Região Metropolitana e de turismo registrados pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER) possam operar no itinerário das linhas de ônibus. A Portaria de n° 047/2020 será publicada no Diário Oficial do Município desta terça-feira (23).

Rodoviários cobram reunião com prefeito e ônibus param mais uma vez em Natal

Cobrado mais uma vez uma reunião com o prefeito de Natal, Alvaro Dias, os rodoviários iniciaram mais uma paralisação na capital, na manhã desta segunda-feira(01). Neste momento, 100% da frota está paralisada.

O Sindicato dos Rodoviários(Sintro-RN) alega a necessidade de expor as perdas da categoria, que cobra cumprimento da data-base.

Os empresários, por outro lado, alertam uma sensível perda financeira, coma redução de mais de 70% do  número de passageiros em decorrência da pandemia.

A manifestação ocorre no Baldo desde 8h30 e, inclusive, atrapalha o fluxo do trânsito no trecho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alberto disse:

    Mais era só que faltavam para só pra fala com o prefeito

  2. Alberto disse:

    Mais era só que faltavam para só pra fala com o prefeito só enrolação na vai dar em nada de novo

  3. Francisco Alves disse:

    Essa manifestação pode ARNALDO???
    – A regra é clara: TODA MANIFESTAÇÃO PODE E É CONSTITUCIONAL, salvo se for favorável ao presidente!
    Ah tá, entendi!

Rodoviários realizam nova paralisação em Natal

O sindicato dos Rodoviários confirmou mais uma paralisação dos ônibus na capital potiguar realizada na manhã desta segunda-feira(18).

O sindicato fdiz que as atividades de todas as empresas foram suspensas, e que os trabalhos só serão retomados sob a condição de uma reunião com o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

A categoria reivindica o cumprimento da data-base – do reajuste salarial a garantia do vale-alimentação e passe livre. Ainda na pauta, sindicato também pede a suspensão das demissões em massa de cobradores.

As empresas, por outro, alertam para a queda brusca de arrecadação, limitação de circulação frota e ainda redução no fluxo de passageiros nos últimos meses em decorrência das medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado e o Município.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel verdadeiro disse:

    Sindicato do PT , porque não vão para a frente da governadoria quem tá paralisando aí e o sindicato e não os rodoviários os rodoviários estão sendo obrigado a para pelo sindicato, teve um motorista que tentou passa os membros do sindicato quase o agridem.

Motoristas de ônibus voltam a paralisar atividades na manhã desta segunda e cobram reunião com prefeito de Natal

Os motoristas de duas empresas de ônibus urbanos que circulam em Natal voltaram a paralisar os serviços, na manhã desta segunda-feira (11). Trabalhadores esperam reunião com prefeito de Natal e empresários do setor de transporte. A mobilização ocorre em três pontos da cidade: na Avenida Bernardo Vieira e nos bairros Ribeira e Alecrim.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do RN (Sintro), A categoria reivindica a manutenção do plano de saúde e do pagamento do vale-alimentação, além de uma correção salarial com o cumprimento de uma data-base. Os trabalhadores que estão a frente da manifestação prestam serviço nas empresas Reunidas e Santa Maria.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Rodoviários paralisam circulação dos ônibus em Natal

Foto: Via Certa Natal

Rodoviários paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira(08) na capital potiguar. Categoria protestou nessa segunda-feira(04) em Natal reivindicando o cumprimento da data-base – do reajuste salarial a garantia do vale-alimentação e passe livre. Ainda na pauta, sindicato também pede a suspensão das demissões em massa de cobradores.

Segundo o Sintro, caso não ocorra uma solução dos empresários e Município, a paralisação de toda a circulação dos ônibus seria realizada nesta sexta-feira(08). Categoria está parada neste momento no Baldo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lirinho disse:

    Serviço essencial ? SIm. Essa "pamonha" chamada de "guvernadora" tivesse compromisso com o povo do RN., deveria neste momento tomar uma posição séria e pedir a prisão desses dirigentes sindicais imediatamente e "jôridicamente". porém, são farinha do mesmo saco fica por isso mesmo, coloca no reino do faz de conta e deixa para lá, afinal nós pagamos a conta!!!

  2. Rafael disse:

    Ai esta o verdadeiro efeito que um sindicato "inteligente" pode fazer. Em uma crise mundial, sem projeções de quando irá acabar, simplesmente interrompem um serviço básico, por aumento salarial, que obviamente é justo, mas que no cenario atual, será uma forma rápida de gerar desemprego. Parabens sindicato, vocês estão muito a frente do nosso tempo.

    • Manoel disse:

      Eh de uma irresponsabilidade dantesca fazer isso com os usuários. E a justiça deveria multar esse sindicato por deixar a míngua a população dessa forma. Se o transporte eh serviço essencial e não pode parar na pandemia, o sindicato deveria entender isso e não agir de forma irresponsável assim!

Sintro-RN ameaça paralisação de todos os ônibus em Natal na sexta

Após a garanta da abertura do diálogo com a Prefeitura do Natal com empresários, o Sindicato dos Rodoviários(Sintro-RN) aguarda reunião prevista para quinta-feira(07) para definir rumos de paralisação em questão. Categoria protestou nessa segunda-feira(04) na capital reivindicando o cumprimento da data-base – do reajuste salarial a garantia do vale-alimentação e passe livre. Ainda na pauta, sindicato também pede a suspensão das demissões em massa de cobradores.

Caso não ocorra uma solução dos empresários e Município, o sindicato ameaça paralisação de toda a circulação dos ônibus na sexta-feira(08).  Em posicionamento no dia 17 de março, o Seturn afirmou que “é preciso que o Município conceda imediatamente a isenção do Imposto Sobre Serviços(ISS), assim como o Estado isente o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços(ICMS) incidente sobre o combustível, evitando a falência do setor de transportes”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Esperam os caos para fazerem desordem . Exigir que não demitam e uma coisa,mas pedir reajuste ,santa paciência,né, júnior dos rodoviário? Ajude para ser ajudado.

  2. Manoel disse:

    Isso eh terrorismo! Se eh atividade essencial, a justiça deveria proibir eles de pararem! Ontem deixaram os usuários na chuva!

  3. João Souza disse:

    Todo ano tem data marcada para a paralização de ônibus em Natal e esse nem com a pandemia eles cancelaram, Vai vendo…

ÔNIBUS PARADOS: Rodoviários realizam paralisação em Natal

 

Ver essa foto no Instagram

 

#urgente Rodoviários de Natal paralisam agora atividades no Baldo.

Uma publicação compartilhada por Via Certa Natal (@viacertanatal) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Natal sem ônibus no momento! Rio Branco com bloqueio total. #viacertanatal

Uma publicação compartilhada por Via Certa Natal (@viacertanatal) em

Motoristas de ônibus fazem uma paralisação na manhã desta segunda-feira (4) em frente ao sindicato da categoria, próximo ao viaduto do Baldo, Zona Leste de Natal. O grupo protesta por reajuste salarial com a implementação de uma data-base, além da garantia de benefícios como vale-alimentação e passe livre. Segundo a reportagem do G1-RN, os trabalhadores estacionaram os ônibus entre os bairros Alecrim e Cidade Alta e formaram uma fila com os veículos. A expectativa é de que sigam em direção à prefeitura para tentar discutir a situação com o prefeito Álvaro Dias.

Com informações do G1-RN

PRIMEIRA A PARAR: Pulse academia informa paralisação das atividades por pelo menos 15 dias

Foto: Divulgação

Há quase seis anos assumimos um compromisso com a saúde dos nossos alunos e colaboradores. Com a pandemia do coronavírus, tomamos medidas preventivas que vão desde abertura de janelas e portas, higienização de máquinas e suspensão de aulas coletivas.

Porém, entendemos que essas medidas não são suficientes.

Por isso, baseado no nosso compromisso em cuidar de pessoas, sejam elas nossos alunos, colaboradores, personais trainer, parceiros e a sociedade, estamos nos antecipando às autoridades por entendermos que academia é um ambiente de proliferação.

Hoje, quarta-feira, tomamos a decisão de suspender temporariamente todas as nossas atividades a partir das 18h00. Inicialmente por um período de 15 dias, podendo ser postergado.

Movidos pela responsabilidade de cuidar de cada um de vocês, alunos Pulse, todos os planos serão automaticamente congelados de forma gratuita sem nenhum ônus, a partir de hoje.

E para nos fazermos presentes no dia dia de vocês, montamos um núcleo de atendimento, produção de conteúdo e ouvidoria através de Home Office.

Essa equipe estará responsável em enviar para cada aluno prescrições de treinos, vídeos com aulas, dicas e acompanhamento individual pelo WhatsApp diariamente.

O nosso papel sempre foi e sempre será cuidar de pessoas. Por isso, nesse momento, precisamos nos separarmos para nos unirmos. Nesse período estaremos trabalhando forte para você continuar pulsando o seu melhor, em casa.

Até breve.

Horácio Oliveira
Pulse Health & Fitness

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Felipe disse:

    Não é a primeira academia a parar..inúmeras já suspenderam atividades.

    • Albírio Gonçalves disse:

      Em Natal, é a primeira a parar e mais: de maneira voluntária. Em alguns outros estados, todas as outras que pararam foram obrigadas por determinação dos órgãos públicos.

  2. almir dionisio disse:

    uma medida responsável. Academia é um local de risco, algumas estão informando ao público q estão adotando as providências c a higienização dos equipamentos, mais sabemos que isto não é necessário.
    E ainda tem pessoas q vão e ainda tiram fotos fazendo poses. Totalmente sem noção.
    Parabéns a Pulse pela atitude.

Prevenção – Coronavírus: Hotel Ocean Palace informa paralisação de atividades por 30 dias

O Hotel Ocean Palace sempre teve como um dos seus pilares a segurança de nossos hóspedes e colaboradores. Sempre adotamos rigorosas práticas de limpeza, de desinfecção e de manuseio de alimentos e demais equipamentos do hotel. Desde o início da crise do Corona Virus (COVID-19) tomamos todas as medidas de segurança possíveis, redobrando os cuidados com a limpeza e incrementamos medidas com base nas orientações médicas, tudo com o propósito para reduzir o risco de propagação e de contaminação.

Entretanto, sabemos que a situação sanitária nacional, com a propagação do COVID-19, está mudando rapidamente, e temos a consciência de que as atitudes tomadas pela empresa já não são suficientes para garantir a segurança dos nossos hóspedes e funcionários.

E foi pensando na segurança dos consumidores e de nossos funcionários que decidimos suspender as atividades do hotel durante o período inicial de 31/03/2020 a 30/04/2020, período em que todas as reservas serão canceladas.

Esse período inicial poderá ser estendido, a depender das questões de saúde pública.

Em razão da suspensão das nossas atividades, afiançamos aos hóspedes que tenham reserva no período a opção contactar a agência, a operadora ou o portal onde o pacote foi adquirido para alterar as datas da hospedagem, para um período que melhor lhes convenha.

O Hotel Ocean Palace deseja uma rápida e plena recuperação para as pessoas já afetadas por esse evento sem precedentes, ao tempo em que vai continuar envidando todos os esforços para evitar a proliferação do vírus.

Além de cursos profissionalizantes, faculdades privadas também realizam paralisação em prevenção ao coronavírus

Assim como cursos profissionalizantes, universidades privadas pelo Rio Grande do Norte confirmaram paralisação por pelo menos 15 dias em decorrência da pandemia de coronavírus.

Vale lembrar que a paralisação ocorre após a governadora Fátima Bezerra(PT) ter anunciado a medida de prevenção nas instituições de ensino pública e privada no fim da manhã desta terça(17).

Novo coronavírus: paralisação da Copa do Nordeste é formalizada por Liga que organiza o torneio

Foto: Reprodução/Twitter

O que já era esperado, foi formalizado. Por causa do novo coronavírus, a Copa do Nordeste está paralisada por tempo indeterminado. A oficialização saiu na manhã desta terça-feira, nas redes sociais da competição.

De acordo com a nota, a competição será retomada “com a última rodada da fase de grupos e fase final”.

A princípio, a ideia era de que a última rodada da primeira fase fosse disputada de portões fechados ao público. Mas conforme esta segunda-feira passou, houve pressão por parte de alguns clubes, conforme apurou o GloboEsporte.com, principalmente por conta das viagens de avião.

A Copa do Nordeste tem oito partidas previstas para acontecer na última rodada da primeira fase. Todas elas ainda estão marcadas para as 16h do próximo sábado, dia 21 de março. As novas datas não devem ser definidas neste primeiro momento. Neste cenário, Confiança-SE, CSA-AL, Imperatriz-MA, Ceará, Náutico, América-RN, Vitória e Santa Cruz viajariam para jogar fora do estado de origem.

Globo Esporte

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sandra disse:

    Futebol eh dispensavel, mesmo sem virus.

Policiais civis realizam paralisação de 24 horas nesta terça-feira em protesto contra a reforma a Previdência

Foto: Sinpol-RN

Os policiais civis e Servidores da Segurança se reuniram em Assembleia Geral, na última sexta-feira, 31, na sede do SINPOL-RN, e deliberaram por uma paralisação de 24 horas nesta terça-feira, dia 4 de fevereiro, em protesto contra a reforma a Previdência.

A diretoria do SINPOL-RN expôs para as categorias que existe uma articulação nacional, comandada pela Cobrapol, para conseguir emplacar emendas na PEC Paralela da reforma da Previdência federal, de forma a garantir alguns ajustes que amenizem os prejuízos causados aos policiais civis e outros agentes da Segurança Pública.

Dentro desse movimento nacional, haverá uma paralisação de policiais civis em todo o Brasil neste dia 4 de fevereiro. Aliado a isso, servidores do Rio Grande do Norte também fazem uma paralisação nos dias 3 e 4 por causa da reforma da Previdência estadual.

A diretoria colocou em deliberação e a categoria decidiu participar da paralisação da terça-feira, 4, somando-se tanto ao movimento nacional quanto à luta estadual. Neste dia, os policiais civis e servidores da Segurança devem se concentrar na sede do SINPOL-RN, a partir das 8h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Armando Fernandes disse:

    Salários ridículos, principalmente para quem trabalha duro; o agente. Diferença salarial brutal de mais de 10 vezes entre o agente e o Delegado.

  2. Souza disse:

    É assim mesmo que os militares são vistos por muitos. E nunca são lembrados nas madrugadas quando estão trocando tiros, quando apaziguam brigas de galos, salva a esposa de um Feminicidio e por aí vai. Mas pra serem sub jugados e menosprezados são sempre lembrados. É simples. Deem a CLT aos militares e seus direitos. Principalmente o de greve.

  3. Pedro disse:

    Eita Silva; Lauro e Jailson, vcs deviam arranjar uma lavagem de roupa ou quem sabe fossa para esvaziar. É muita falta de inteligência e abundância daquilo que camarão tem na cabeça.

  4. Paulo disse:

    BH.
    Eita bokus gorpi tu agora és vidraça.

  5. silva disse:

    Vão trabalhar………

  6. Lauro disse:

    Esse povo da Civil e PM vai estourar a previdência do RN. 45/50 anos já estão em casa e o governo(leia-se os trouxas contribuintes) com a trolha para pagar mensalmente por 30/40 anos ainda.

  7. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Onde esse Estado vai parar só Deus sabe.

  8. Jailson disse:

    E a mamata dos militares só aumenta

    • Ojuara disse:

      Vai ficar na frente de bandido sem poder atirar, porque se atirar é preso e perde a farda. Enquanto os bandidos cheio de leis para protegemos. Desse jeito, Todo o dinheiro no mundo eu não queria.

OPERAÇÃO ZERO: Sem acordo com o Governo, agentes e escrivães da Polícia Civil realizam paralisação no RN a partir desta terça

Foto: Divulgação/Sinpol-RN

Policiais civis do Rio Grande do Norte decidiram que, a partir desta terça-feira, 5, vão deflagrar a Operação Zero e se concentrar na Central de Flagrantes. A categoria cobra uma nova proposta do Governo do Estado referente ao projeto de reestruturação de carreira, bem como as promoções atrasadas que não foram implantadas, previsão de pagamento dos salários atrasados e melhores condições de trabalho.

A diretoria do SINPOL-RN informa que foi chamada para uma reunião com o Governo na manhã desta segunda-feira, 4, no entanto, não houve nenhum avanço.

“Infelizmente, chegamos às 8h30 no Centro Administrativo e saímos às 16h sem absolutamente nada. A equipe do Executivo abandou, literalmente, a diretoria do sindicato em uma sala, por volta das 12h, e não retornou mais. Somente após termos ligado para cobrar um posicionamento nos foi dito que não havia previsão da possível proposta a ser apresentada”, explica Nilton Arruda.

A diretoria então voltou para o SINPOL-RN e repassou as informações aos Agentes e Escrivães. “Diante da insatisfação e do tratamento desrespeitoso que recebemos, ficou deliberado pelo início da Operação Zero”, completa.

Com a deflagração da Operação Zero, os Policiais Civis esperam ser recebidos pela governadora Fátima Bezerra e que ela coloque uma proposta na mesa. “Os rumos do nosso movimento dependerá do próprio Governo. O prazo assinado em um termo de compromisso no dia 23 de julho se venceu em 31 de outubro, então, agora é uma questão de vontade política”.

A diretoria do SINPOL-RN lembra que os policiais civis vêm lutando por valorização pelo trabalho realizado no combate à insegurança. “Nós queremos que o Governo reconheça o esforço que temos feito diariamente, inclusive, por sermos um dos piores efetivos do Brasil, cobramos também a realização do concurso público”.

Com a Operação Zero nesta terça-feira, conforme a deliberação, os Policiais Civis do interior devem se concentrar nas delegacias regionais.

Com informações do Sinpol-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Ferreira disse:

    Fatão será a governadora de Hum Mandato só. Hoje ela deve estar bastante arrependida por deixar o Senado para ser governadora.

  2. Cigano Lulu disse:

    Greve de policiais no governo de Fatão GD? Conte outra que é melhor. Nossa polícia é mais frouxa que bermuda de palhaço.

  3. Chico disse:

    Plano de cargo e reestruturação da carreira isso não acaba nunca, todo ano tem. Foi com essa conversa que faliram o RN. Vai terminar ninguém recebendo.

Policiais Civis suspendem movimento de paralisação

Foto: Sinpol-RN

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte se reuniram em Assembleia Geral, na manhã desta segunda-feira, 21, e decidiram suspender o movimento de paralisação que havia sido deliberado no último dia 7. A categoria cobra a conclusão das negociações com o Governo do Estado referente ao projeto de reestruturação da carreira.

A Diretoria do SINPOL-RN explicou que os trâmites voltaram a andar na última semana, tendo sido realizadas duas reuniões com o Governo do Estado. “Existe um prazo, assinado em documento, estabelecendo o dia 31 de outubro como limite para conclusão desse processo. Como as negociações estavam paradas, a categoria entendeu por deliberar a paralisação. Agora, com a retomada dos diálogos e trabalhos técnicos, foi decidido pela suspensão do movimento”, explica Nilton Arruda.

O presidente do SINPOL-RN ressalta que, apesar disso, os Policiais Civis continuam mobilizados no sentido de cobrar o andamento célere das negociações para que o prazo estabelecido no termo de compromisso seja cumprido.

“Temos praticamente uma semana para construir um entendimento satisfatório e esperamos que o Governo honre com sua palavra. A reestruturação da carreira do policial civil é urgente. Estamos lutando por dignidade e reconhecimento dos nossos direitos”, completa Nilton Arruda.

Com a deliberação pela não continuidade da paralisação, as delegacias da Polícia Civil funcionam normalmente nesta segunda-feira. Um novo encontro entre o SINPOL-RN e Gabinete Civil acontecerá na quarta-feira, 23. Já no dia seguinte, quinta-feira, 24, os Policiais Civis voltam a se reunir na sede do Sindicato, a partir das 8h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juca disse:

    40% dos potiguares ganham até 400 reais e ficam essas belezas, que ganham mais de 9 mil, querendo acabar de quebrar o RN.

    • Evan Jeguee disse:

      Mais que 9mil? Amigo, você não tá confundido com a polícia federal não?

    • Chico 100 disse:

      Vai estudar pra passar em um concurso! Há já sei, não tem capacidade. Kkkk

  2. Getro disse:

    A mulher do gopi, tá vendo que a realidade é diferente da ficção.

    • DesacocheiocomoBrasil disse:

      Tai Getro, vc disse uma grande verdade, ela achou que seriam apenas flores, mas só pega em espinhos desde que assumiu, e olha que o mandato ainda está só começando.

  3. Cigano Lulu disse:

    É bom os adeptos da "patriotada" ir logo se preparando, recolhendo donativos de vestuário e cesta básica para os policiais: o futuro próximo deles não é nada promissor.

  4. Francisco S J Filho disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. INIMIGO MEU!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Paralisação dos Servidores da Secretaria Municipal de Tributação continua nesta terça-feira

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Servidores do Município de Natal – SINSENAT denuncia o tratamento diferenciado praticado pela Prefeitura de Natal entre as categorias na Secretaria Municipal de Tributação (SEMUT). Por consecutivas gestões municipais os técnicos da SEMUT, sofrem com salários congelados e corroídos pela inflação. Os servidores reivindicam o reajuste da Gratificação de Atividade Fazendária (GAF) congelada há sete anos, reajuste salarial e a criação do plano de cargos e carreiras específico.

Os técnicos da Tributação cruzaram os braços em protesto. A mobilização teve início nessa segunda-feira (02) e segue até esta terça-feira(03), a partir das 8h da manhã, em frente a SEMUT. Durante este período apenas os cargos comissionados e estagiários estão realizando o atendimento ao público.

A Prefeitura de Natal utiliza o argumento de que não há orçamento para conceder reajustes aos técnicos da Tributação. Por outro lado autoriza aumento de gratificação aos auditores fiscais, uma das categorias com os mais altos salários da administração municipal. O decreto 11.481, publicado no dia 4 de abril de 2018, aumentou a indenização de transportes dos auditores fiscais de R$ 800,00 para R$ 2.500,00.

O sindicato recebeu informações que parte dos auditores não fazem jus ao recebimento do benefício, pois utilizam o “teletrabalho”, isto é, executam o trabalho à distância e de acordo com a Lei Complementar 035/2001, art. 5º, parágrafo 3º, a indenização de transporte destina-se a locomoção necessárias ao exercício regular das funções dos auditores ficais. A entidade sindical vai apurar estas informações.

Denunciamos ainda um total descaso com os servidores da SEMUT e super valorização de cargos comissionados e estagiários. Os servidores da SEMUT também questionam sobre a criação de um novo setor chamado Setor de Controle e Análise de Processos do Imobiliário (SECAPI), onde não há nenhum servidor de carreira lotado, apenas cargos comissionados e um auditor fiscal.

Outro fato lamentável na Tributação Municipal é o descaso do secretário Ludenilson Lopes, com o processo que tramitou em 2018, provocado pelos servidores, solicitando o reajuste da Gratificação de Atividade Fazendária (GAF). O processo 00000.038194/2018 -65, de 26 de dezembro de 2018 foi engavetado, sem qualquer retorno.

O aumento exorbitante na contratação de estagiários, por parte da SEMUT, é outro fato que dificulta as conquistas dos servidores. E ainda, o aumento na cessão de servidores de outras secretarias, incrementando o custo da folha de pagamento da SEMUT.

Diante de todos os fatos acima expostos nos dias 2 e 3 de setembro, os servidores da SEMUT irão paralisar as suas atividades por RESPEITO e VALORIZAÇÃO!

Servidores públicos estaduais vão paralisar as atividades na próxima terça-feira

Os servidores públicos estaduais, incluindo aqueles associados ao Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI-RN, vão paralisar as atividades na próxima terça-feira, 13 de agosto. Na data, acontece o Dia de Paralisação do Funcionalismo Estadual em protesto pelo não atendimento das demandas dos servidores por parte do governo do RN. Esta é a primeira paralisação dos servidores na gestão Fátima Bezerra (PT), que assumiu o governo em 2019.

O Dia Estadual de Paralisação foi definido e começou a ser construído em 02 de julho, quando representantes do Fórum dos Servidores, reunidos na sede do SINAI, discutiram o resultado da última audiência ocorrida entre o Fórum e a Governadora Fátima Bezerra, realizada em 27 de junho. Naquela data, o Executivo descartou conceder reposição salarial para o conjunto dos servidores e não se pronunciou sobre o pagamento das três folhas que ainda seguem em atraso, relativas a novembro, dezembro e 13º salário de 2018.

Além do pagamento das três folhas em atraso, os servidores cobram do governo o tratamento igualitário para todas as categorias; a reposição salarial para o conjunto do funcionalismo; a revogação do decreto nº 29007, que institui o Sistema Financeiro de Conta Única e retira a autonomia financeira das autarquias; a realização de concursos públicos; e a apresentação do calendário de pagamento referente ao ano de 2019.

Durante o Dia de Paralisação (13/08), os servidores estarão concentrados no centro administrativo, no período da manhã. Pela tarde, a programação continua, conforme programação abaixo:

08h: Concentração dos servidores no Centro Administrativo, ocasião em que será servido café da manhã.

09h: Realização de ato político de entidades e atividades culturais;

12h: Almoço; e

15h: Integração dos Servidores ao Ato Nacional contra a reforma da Previdência, com concentração no entorno do Midway Mall, na avenida Senador Salgado Filho.

Para a data, com o propósito de trazer até Natal os servidores que trabalham em municípios do interior do Estado, notadamente aqueles que estão em Mossoró, Assú, Pau dos Ferros, Caicó, Currais Novos, Nova Cruz e Macau, será organizado o transporte/deslocamento desses servidores pelas entidades participantes do Fórum, de forma conjunta.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Será que Fatão e a sindicalha amestrada deixarão os servidores cruzar os braços? Duvi-de-o-dó.

  2. ROBSON disse:

    No 13/08 também será o dia de protesto contra a reforma da previdência do governo Bolsonaro!
    Será apenas uma conhecidencia?

  3. Enock disse:

    Auguma coisa tem que ser feito, a governadora, tá na zona de conforto.

  4. João Batista disse:

    BG na minha opinião essa reunião não vai dar em nada, vão ser recebidos como manda a tradição toma café caputino com uns biscoitinhos do bom e do melhor a governadora ou Raimundo Alves vai engabelar mais uma vez e vai continuar como antes no quartel de abrantes, não é a toa que a data marcada foi 13 será que não é pra homenagear o numero do partido do pt essa não é a primeira vez e muito menos a ultima, eu sou funcionário do estado e confesso que já joguei a tolha.

  5. Ivan disse:

    Deveriam paralisar por tempo indeterminado….O governo pode terceirizar essas atividades, economizaríamos bastante, não iremos absorver as aposentadorias desse pessoal (ficam no INSS) e se alguém não trabalhar direito, basta ligar pra empresa contratada e pedir substituição…Permaneçam em casa camaradas, vc´s estão sendo massacrados demais, precisam descansar!!!

    • Carla Simone Silva disse:

      Ivan o senhor só fala assim porque não trabalha no politrauma do Hospital Walfredo Gurgel. Estando a 10 anos sem aumento salarial e com salário atrazado.

    • Mizael Medeiros de Olavo disse:

      Esse seu raciocínio merece algumas observações:
      O valor pago aos terceirizados não representa economia aos cofres públicos, pois além dos salários e encargos, existe o percentual de lucro para a empresa. No final o valor desembolsado pelos cofres públicos será bem maior que se fossem pagos os salários diretos aos funcionários;
      Você tem razão quanto a questão de aposentadoria, mas só para os funcionários estatutários, pois se o servidor público tiver com regime celetista – CLT, ao se aposentar quem pagará a aposentadoria é o governo federal através do INSS e não o IPERN (estadual);
      Se o governo realmente tivesse interesse em economizar recursos, faria concurso com regime empregatício para celetista. Assim estaria economizando demais ao dispensar os terceirizados e sem problema nas aposentadorias pois seriam celetistas – INSS.
      Solução simples que nenhum governante faz.
      Resta perguntar a eles a razão em não adotar tal sistema.

  6. almir dionisio disse:

    O Governo precisa compreender a situação atual dos servidores públicos estaduais que amargam 3 folhas de pagamento em atraso.
    Estamos enfrentando momentos difíceis e sem uma definição de data p a realização desses pagamentos.
    Temos q chegar ao extremo de parar os serviços p então pressionar o governo.
    Tdos os candidatos sabiam o que iriam enfrentar de dificuldades financeiras e todos tinham projetos p resolver a situação.
    Precisamos sim, como servidores de uma posição/previsao de pagamento

    • Gito disse:

      O problema é que o governo já gasta 72% do que arrecada com funcionários e aposentados. Inexiste espaço para aumento de salário. A saída seria adotar um abate-teto com base no salário do governador. No judiciário e ministério público deveriam criar um piso, pois esse pessoal incrivelmente só tem o teto. O piso para os outros poderes poderia ser o salário do governador.