Confusão na Medievo termina em quebradeira e sangue

Uma confusão na boate Medievo, em Petrópolis, acabou com a festa de muita gente ontem e em calçada salpicada de sangue.

Os relatos de quem testemunharam o caos apontam para uma quebradeira dentro do espaço. Mesas, cadeiras e copos eram arremessados entre os envolvidos na confusão, cujo motivo ainda não está totalmente esclarecido.

Diante do sufoco, quem tentava curtir a festa precisou se salvar como pode. Quem conseguiu logo sair da boate foi feliz, enquanto isso lá dentro houve que fizesse das paredes uma trincheira para se resguardar do tiroteio de copos, cadeiras e garrafas.

Em seu Twitter, Maira Nunes upou a imagem acima do que diz ser um instante desse terror. Na foto, sangue a via pública das imediações da boate.

Quem testemunhou o fato foi o deputado federal Fábio Faria. Quando o tumulto começou, ele se apressou em sair da boate e teria sofrido impedimentos do segurança, que teria exigido o pagamento, primeiro da conta.

Na boa, com cadeiras e copos voando sobre sua cabeça, a última coisa em que você pensará é na comanda.

O blog tentou, sem sucesso, ouvir a boate para precisar mais detalhes, mas não obteve sucesso. Não há registro de que alguém envolvido diretamente na briga tenha ido à polícia prestar queixa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Francisco de Abreu. disse:

    Bruno, o grande problema hoje das Boates é que o consumo de Drogas é grande e não um policiamento preventivo, pois se tivesse esse tipo de violência jamais aconteceria.

  2. Coisas da raça humana…

Agressão em casa noturna vai acabar na Justiça

Truculência dos seguranças do Medievo vai acabar em Processo.

O Jovem Fernando Machado, de 18 anos, depois de pagar a conta ficou na saída da casa noturna  enquanto brincava com um amigo esperando outro que ia pega-los. O segurança o abordou perguntando se aquelas brincadeiras eram com ele, o jovem respondeu que não, que o palavrão que tinha acabado de soltar era com o colega que estava ao lado dele. O que se viu depois foi uma agressão física do segurança desproporcional, achando pouco o segurança e outros companheiros jogaram o jovem no chão, e tomaram o comprovante da conta que ele tinha acabado de pagar.

A indignação tomou conta do jovem, dos colegas que presenciaram e dos familiares que foram chamados ao local. Saíram de lá direto para a delegacia de Plantão da Zona Sul, prestaram queixa e fizerem o BO, depois foram ao ITEP fazer exame de corpo de delito e de lá seguiram para Hospital fazer curativo. A via crucis só veio acabar às 11h30min da manha.

O Problema vai acabar nas barras da justiça.

O Blog tentou contato com os proprietários da Boate e não obteve êxito.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz disse:

    Acho que os mesmos não entenderam o por que são chamados de "SEGURANÇAS", isto foi um ato de tremenda irresponsábilidade e deve SIM acarretar em processo, afinal o que o rapaz fez para ser agredido? E Fernando, não vamos confundir Paciência com Competencia não é? Abraços.

  2. Letícia disse:

    Concordo plenamente com o comentário de Fernando!
    "Os segurançãs são pacientes, aguentam muita coisa na noite, chega um certo ponto em que infelizmente a paciencia acaba. Temos que saber que eles não são ANIMAIS , como muita gente da cidade pensa assim acaba, tratando de uma forma desigual e arrogante. Depois que fazem isso, querem vir com razão e processos.

    Vejam tambem o outro lado da história!"

    Seguranças são seres HUMANOS, pra quem não sabe. Eles também perdem a paciência!

  3. Fernando disse:

    Os segurançãs são pacientes, aguentam muita coisa na noite, chega um certo ponto em que infelizmente a paciencia acaba. Temos que saber que eles não são ANIMAIS , como muita gente da cidade pensa assim acaba, tratando de uma forma desigual e arrogante. Depois que fazem isso, querem vir com razão e processos.

    Vejam tambem o outro lado da história!

  4. Diogo disse:

    Esses seguranças são todos iguais. Outra vez no RUSTO MUSIC BAR os seguranças queriam agredir alguns clientes, pq os mesmo reclamavam de gente furando a fila, quando o segurança disse: "Só entra quem eu quiser! Se reclamar vai pro final da fila!"

  5. Rafael disse:

    O Medievo é mesmo um lugar de atendimento complicado, não recomendo.

  6. Matheus disse:

    Qual foi a boate?