Geral

SE LIGA: 4 em cada 10 mantêm nude de ex no celular mesmo após término, diz pesquisa

Foto: Reprodução / Internet

Quase dez em cada dez pessoas dizem que guardam nudes de ex-namoradas e ex-namorados mesmo após o término. Uma em cada dez, inclusive, diz que não pretende deletar as imagens nunca. Os números foram mostrados por pesquisa feita pela empresa de advocacia Bolt Burdon Kemp, do Reino Unido, e divulgados pela Vice.

O levantamento entrevistou cerca de 1000 britânicos. Os resultados mostram que entre millennials, os nascidos entre 1981 e 1996, o índice ainda é maior. Entre as pessoas nessa faixa, 47% mantêm fotos após a separação e cerca de 30% continua com elas em seus smartphones mais de um mês após o fim do relacionamento.

Outro dado é que homens guardam as nudes mais do que as mulheres, sendo hábito comum entre 50% dos entrevistados do gênero masculino. Entre elas, o índice é de menos de 30%. Pessoas com renda maior também mantêm fotos íntimas com mais frequência.

Nudes não apagadas e o problema do ‘pornô de vingança’

O estudo também tinha como objetivo falar sobre pornô de vingança, em que vídeos ou imagens íntimas são divulgados na internet por alguém que quer chantagear ou constranger outra pessoa, principalmente após o término de relacionamento.

No Brasil, a divulgação de cena de sexo sem consentimento da vítima é crime desde 2018 e tem pena prevista é de um a cinco anos de detenção. A punição pode aumentar de 1/3 a 2/3 se o agressor mantém ou tiver mantido relacionamento com a vítima.

Caso passe por isso, a orientação é fazer um boletim de ocorrência em uma delegacia, munida do máximo de informações sobre o agressor e sobre o compartilhamento da imagem, como prints enviados por ele.

Universa – UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *