Alerta: não faça o teste do sexo oposto do Facebook; entenda

Testes no Facebook são atraentes e costumam viralizar muito rápido. Apesar de serem divertidos e mexer com a curiosidade das pessoas, eles trazem alguns perigos aos usuários. O que pouca gente sabe, ou não prestam atenção na hora de aceitar os termos, é que esse tipo de site se apropria de muitas informações a repeito do internauta, como data de nascimento, origem, onde mora, fotos que tirou e que foi marcado, lugares que visitou, entre outros.

Há alguns meses, o Facebook criou um recurso que permite filtrar quais dados o usuário cede a esse tipo de site ou aplicativo. Alguns deles aceitam esta quantidade limitada de informações, outros não.

No teste “Qual seria a sua aparência se você fosse do gênero oposto?”, do site Kueez, que se popularizou muito nos últimos dias, em sua política de privacidade há alguns tópicos, como:

“Nós podemos compartilhar informações agregadas dos nossos usuários, após excluir as partes identificáiveis, com determinadas empresas que tiverem o interesse em oferecer a você certos conteúdos promocionais que possamos achar relevantes para você”.

“Nós podemos compartilhar suas informações pessoais parcial ou integralmente com nossas subsidiárias, outros sites operados por nós, joint ventures e outros afiliados confiáveis que nós temos ou possamos vir a ter no futuro”.

“De acordo com o nosso Termo de Serviços, podemos usar o conteúdo enviado por você (incluindo suas fotos e de outras pessoas vinculadas à sua conta no Facebook) para aparecer como parte integral de partes dos serviços que oferecemos (por exemplo, sua foto pode aparecer em alguns quizzes ou games até mesmo para pessoas que você não conheça)”.

Isso significa que o site pode utilizar suas informações pessoais para fins comerciais, principalmente propagandas que aparecem em páginas que você visita.

Ao site Olhar Digital, o Kueez informou que ele não armazena nenhuma informação pessoal do usuário. Apenas o ID de usuário, email, nome e resultado da foto, para “oferecer uma experiência melhor de usuário”, diz.

Se você é uma das pessoas que concedeu acesso a seus dados do Facebook a algum site, calma, você ainda pode amenizar esta situação. Clique neste link, ou vá até a aba de aplicativos da rede social e remova os sites da aba “Conectado com o Facebook”.

O Tempo

 

Serviço meteorológico emite alerta de chuvas intensas e volumosas em Natal

As condições para chuva aumentam em parte do leste do Nordeste nos próximos dias, informou a Clima Tempo.

As regiões metropolitanas de Natal, João Pessoa e de Recife podem ter problemas com chuva forte e volumosa no decorrer da semana. A partir desta quarta-feira, 14 de fevereiro, nuvens carregadas avançam do mar e se espalham entre o litoral do Rio Grande do Norte e de Pernambuco.

Toda a faixa litorânea entre estes estados tem muita nebulosidade e pancadas de chuva frequentes nesta quarta-feira de carnaval. A chuva cai a qualquer hora e pode vir com moderada a forte intensidade. Há risco de raios.

A tendência é de que as áreas de instabilidade fiquem mais fortes entre a quinta-feira e o sábado, aumentando o risco de chuva forte ao longo do litoral, inclusive nas capitais Natal, João Pessoa e Recife.

A região de Maceió deve sentir um aumento da intensidade da chuva a partir da tarde da sexta-feira e pode chuva moderada a forte no fim de semana.

Dengue: dez capitais brasileiras apresentam situação de alerta; Natal entre elas

Dados do Ministério da Saúde divulgados hoje (4) indicam que 533 municípios brasileiros estão em situação de alerta para a dengue e 117 correm o risco de registrar uma epidemia da doença.

As cidades classificadas como em situação de alerta apresentam larvas do mosquito entre 1% e 3,9% dos imóveis pesquisados, enquanto as que se enquadram em situação de risco registram índice superior a 3,9%.

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (Liraa) mostra que dez capitais brasileiras apresentam situação de alerta para a dengue: Belém, no Pará; Porto Velho, em Rondônia; Maceió, em Alagoas; Natal, no Rio Grande do Norte; Recife, em Pernambuco; São Luís, no Maranhão; Aracaju, em Sergipe; Vitória, no Espírito Santo; Cuiabá, em Mato Grosso e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Seis capitais – Boa Vista, em Roraima; Manaus, no Amazonas; Palmas, no Tocantins; Rio Branco, no Acre; Fortaleza, no Ceará e Salvador, na Bahia – ainda não apresentaram os resultados do levantamento ao ministério.

No Norte, dos 124 municípios que participaram do levantamento, 52 estão em situação de alerta e 17 em situação de risco. O principal problema para a transmissão da doença na região é o lixo nos domicílios, como garrafas, pneus, latas e qualquer outro objeto que possa acumular água de chuva.

Já na Região Nordeste do país, o Ministério detectou que o principal problema para a transmissão da doença é o armazenamento incorreto de água. Dos 727 municípios que responderam ao levantamento, 354 estão em situação de alerta e 96 em situação de risco.

No Sudeste, 426 municípios participaram do levantamento: 90 se enquadram em situação de alerta e apenas uma em situação de risco. Na região, a transmissão da doença acontece principalmente por depósitos domiciliares, que incluem pratos de vasos de planta, vasilhas de água de cães e gatos e calhas entupidas.

Na Região Centro-Oeste, o Ministério da Saúde também detectou como principal problema para a transmissão o armazenamento incorreto de água. Cento e trinta e quatro municípios participaram do levantamento, 20 estão em situação de alerta e um situação de risco.

Por fim, os dados relativos à Região Sul mostram que a transmissão ocorre principalmente pelo lixo nos domicílios. O Ministério fez o levantamento com 52 municípios: 17 estão em situação de alerta e dois em situação de risco.

Agência Brasil

Marinha alerta aos navegantes da área do litoral do RN sobre ressaca; ondas de até 3 metros

A Marinha do Brasil alerta aos navegantes da área do litoral do Rio Grande do Norte, sobre a previsão de Aviso de Ressaca com ondas de S/SE de 2,5 a 3,0 metros, na área oceânica entre as cidades de Salvador (BA) e Natal (RN) a partir de 08OUT14 das 10h00min até 09OUT14 às 15h00min.

A Capitania dos Portos recomenda que as embarcações de pequeno porte evitem navegar no mar nestes dias e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores e casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Maiores informações sobre previsões meteorológicas poderão ser obtidas no site do Centro de Hidrografia da Marinha – CHM – no endereço

A Marinha pede a ampla divulgação aos proprietários e comandantes de embarcações de sua área de atuação.

FOTOS: Cuidado! Área com alto índice de assaltos por omissão desse "desgoverno", diz faixa fixada por moradores em Ponta Negra

O Via Certa Natal destaca nesta quarta-feira(3), que os moradores da rua Jorge Fernandes, bairro de Ponta Negra na zona sul da capital potiguar, fixaram uma faixa alertando a população para risco de assalto  no local.

De acordo com os moradores a onda de assaltos em qualquer horário do dia é gritante e ninguém vê nenhuma ação de rondas ostensivas por parte da Polícia Militar.

ponta negra assaltos 2 ponta negra assaltosFotos: Marcos Aurélio para o Via Certa Natal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nilde disse:

    Posto policial sempre fechado!!
    Else simplemente deixa carro estacionado enfrente posto policial !!
    Sempre esta fechado!!
    Já fiz teste liguei ninquem atende 3232.4415

Marin: ‘Começaram uma campanha para tentar inibir os árbitros contra o Brasil’

marinFoto: Marcelo Carnaval – O Globo

O presidente da CBF, José Maria Marin, disse estar satisfeito com a seleção brasileira, renovou sua “total confiança no técnico (Luiz) Felipe Scolari e na comissão técnica” e reclamou de uma campanha de alguns setores da mídia internacional com o objetivo de pressionar os árbitros da Copa do Mundo nas partidas da equipe anfitriã.

– Por causa daquele pênalti no Fred, que foi pênalti, não tenho dúvida, começaram (na imprensa) uma campanha para tentar inibir os árbitros e pressioná-los (contra o Brasil). Isso é ruim ‑ disse Marin, há pouco, ao GLOBO e a um radialista, na saída do Maracanã, onde participara de uma entrevista coletiva sobre o fundo de legado da Fifa para o desenvolvimento do futebol, que começará com US$ 20 milhões para o Brasil. ‑ A seleção tem que jogar seu futebol sem se importar com que uma minoria está dizendo.

Após o empate com o México, o técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, perguntou, na coletiva, se estava proibido marcar pênaltis a favor do Brasil. E deixou o local irritado. O treinador reclamava do lance no final do jogo em que Marcelo caiu na área, mas o juiz não marcou falta.

Antes, na coletiva, Marin afirmou que melhor seria se o Brasil tivesse vencido o México, mas elogiou a seleção no empate sem gols, na tarde de terça-feira, em Fortaleza.

– O fato de o goleiro adversário ter sido o melhor em campo mostra que o Brasil não jogou mal. Estou tranquilo e renovo minha total confiança, total mesmo, no Felipe Scolari e na comissão técnica. Não dou nota para a atuação, mas renovo minha total confiança – acrescentou o dirigente.

Marin disse que a primeira rodada mostrou que não há equipes fracas na Copa e citou a goleada sofrida pela atual campeã, a Espanha, diante da Holanda, por 5 a 1, e a derrota do Uruguai diante da Costa Rica, por 3 a 1.

‑ Toda partida será uma batalha para o Brasil. A Copa não tem vencedor de véspera. O Brasil está consciente do que precisamos ter. A primeira partida (vitória por 3 a 1 sobre a Croácia) foi muito importante, tivemos uma dificuldade inicial, mas nos recuperamos. Confio na equipe e ainda mais na comissão técnica ‑ encerrou o dirigente.

O Globo

Advogado alerta sobre "inúmeros" casos de dengue em Capim Macio

Untitled-7Reprodução: Twitter

O advogado Kleyber Moura Rocha fez um alerta nesta quarta-feira(21) de vários casos de dengue que começam a ser registrados no bairro de Capim Macio, na zona sul de Natal. Acima ele “liga o sinal de alerta”, e o que se espera é uma medida imediata da Saúde na capital. Outros relatos também começam a circular em bairros próximos como Neópolis e Pirangi.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Victor Hugo Fernandes disse:

    Também sou morador do bairro e estou melhorando agora da dengue que me acometeu há alguns dias.

  2. Heráclito Higor Noe disse:

    Concordo. Isso é preocupante. Eu moro em capim macio e estou com dengue. Minha prima que mora vizinho tbm. Várias pessoas no bairro.

    • Kleyber Moura disse:

      Caro Heráclito, não deixe de ir logo até o hospital, um dia pode ser crucial! Quase perdi minha noiva para essa maldita doença e também pela falta de educação da população que joga lixo na rua e não faz ideia do risco que corre e coloca seus amigos e familiares! Vamos conscientizar a população desse perigo… Ademais, vamos doar sangue, nunca sabemos quando vamos precisar!

'Rússia que lançar a Terceira Guerra Mundial', alerta premier ucraniano

2014-708947453-20140425062006825rts.jpg_20140425Foto: Reuters

O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseny Yatseniuk, acusou a Rússia nesta sexta-feira de querer iniciar a Terceira Guerra Mundial, ocupando a Ucrânia “militarmente e politicamente” e criando um conflito que pode se espalhar para o resto da Europa. As tropas russas, que na quinta-feira se dirigiam para a fronteira com a Ucrânia, se fixaram a apenas um quilômetro do país, de acordo com Mijailo Koval, ministro da Defesa ucraniano. Diante da escalada de tensões, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que consultará líderes europeus sobre a possibilidade de impor mais sanções à Rússia.

— As tentativas de atacar o Exército russo no território da Ucrânia vai causar um conflito no território da Europa. O mundo não se esqueceu da Segunda Guerra Mundial e a Rússia que lançar a Terceira Guerra Mundial — disse Yatseniuk ao gabinete interino em declarações transmitidas ao vivo. — O apoio da Rússia aos terroristas na Ucrânia é um crime internacional e pedimos à comunidade internacional que se una contra a agressão russa — acrescentou.

A Ucrânia seguia nesta sexta-feira determinada a prosseguir sua ofensiva militar contra os separatistas pró-Rússia do Leste, ativamente apoiados, segundo Kiev, por Moscou. O governo ucraniano informou que um helicóptero militar foi atingido por tiros em um campo de pouso nas proximidades Slaviansk, controlada pelos separatistas.

— A operação antiterrorista continua — afirmou o ministro do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov.

Obama, que está na Coreia do Sul, disse que estaria pronto para impor mais sanções se a Rússia aumentar as ações em apoio a rebeldes no Leste da Ucrânia país. Autoridades americanas estão cada vez mais impacientes com o que descreveram como a falha da Rússia em cumprir o acordo alcançado em 17 de abril, em Genebra, para tentar acalmar a crise.

— O que é importante também é preparar o terreno para que, se e quando virmos um aumento ainda maior da tensão, talvez até mesmo uma incursão militar da Rússia na Ucrânia, que estejamos preparados para o tipo de sanções setoriais que teriam consequências ainda maiores — afirmou o presidente.

O governo interino de Kiev, pró-ocidental, qualifica de terroristas os insurgentes pró-russos que ocupam prédios públicos em várias cidades das regiões de Donetsk e Lugansk, as vezes armados e com uniformes sem insígnias.

Na quinta-feira os veículos blindados do Exército ucraniano haviam lançado um ataque contra o bastião rebelde, Slaviansk. Kiev afirma que cinco separatistas foram mortos. Diante da ofensiva ucraniana, a Rússia ameaçou com uma intervenção militar para defender seus interesses e os da população de origem russa na região. Moscou também iniciou manobras militares ao longo da fronteira ucraniana.

O Globo

Gorbachev pede que potências evitem nova "Guerra Fria" por causa de Crimeia

O ex-presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachev, em carta divulgada nesta sexta-feira (14) pela imprensa russa pediu que as partes envolvidas no conflito da Ucrânia busquem “uma solução aceitável para todos os cidadãos russos e ucranianos que evite uma nova Guerra Fria”.

O último dirigente da URSS, respeitado no Ocidente por ter iniciado o processo de abertura democrática na então superpotência comunista, ressaltou que as raízes da atual crise na autonomia ucraniana da Crimeia estão na “insensata e temerária desintegração” da União Soviética.

“Lutei com todos os meios políticos ao meu alcance para manter o Estado unido. Inclusive depois do complô dos dirigentes da Federação de Rússia, Ucrânia e Belarus [para liquidar a URSS], adverti dos graves perigos dessas ações”, lamentou.

Para ele, assim foi criada a lacuna sobre o status da Crimeia, histórico território russo “dado” a Ucrânia em 1954, nos acordos de dezembro de 1991 entre os dirigentes de Rússia, Belarus e Ucrânia sobre a desintegração da URSS.

“O Soviete Supremo da Federação da Rússia [ainda integrada na URSS] aprovou com aplausos o desaparecimento da União sem dizer uma palavra sobre a Crimeia e Sebastopol”, base da frota russa do mar Negro.

Nas últimas semanas, a Rússia intensificou suas manobras militares por todo o país, e principalmente nas regiões fronteiriças com a Ucrânia, em meio a uma escalada de tensão com esse país pela intervenção militar russa na república autônoma ucraniana da Crimeia.

Desde fim de fevereiro, as tropas russas tomaram o controle quase total do território, que se prepara para decidir em referendo, convocado para este domingo (16), se optará em permanecer na Ucrânia ou se integrar à Federação Russa.

Na península, banhada pelo mar Negro, a população é de 60% de russos, 25% de ucranianos e 12% de tártaros.

UOL

Falha grave no iOS expõe dados dos usuários da Apple; saiba como consertar

Atenção, usuários de iPhones, iPads e iPods: atualizem o mais rápido possível o sistema operacional de seus aparelhos. Uma falha de segurança grave foi descoberta e reconhecida pela Apple, que afeta diretamente a criptografia do aparelho e afeta a segurança do tráfego de dados entre o dispositivo e a internet.

O bug representa uma ameaça à criptografia SSL/TPS, que protege a transferência de informações do navegador para o servidor. Assim, por exemplo, se você digita seu número de cartão de crédito em uma loja online, essa informação fica desprotegida e pode ser interceptada por cibercriminosos.

O update recém lançado para a versão 7.0.6 corrige este problema, mas nem todos os usuários baixaram. A falha também atinge o Mac OS X, que, no entanto ainda não recebeu a atualização. A Apple fala apenas que o update deve sair “em breve”.

Uma empresa de segurança chamada Crowdstrike explica como funciona a falha. Ela permite que um cibercriminoso se ‘disfarce’ em uma rede compartilhada, enquanto o dispositivo acredita que a conexão é completamente segura. Os dados então trocados entre usuário e servidor podem ser interceptados e permitiria que eles fossem alterados no trajeto, tal é o nível de controle que o invasor tem sobre as informações.

A solução para o iOS é simples e passa por uma atualização do sistema e até mesmo quem não tem acesso à versão 7 deve receber um patch de segurança, como os iPhones antigos e iPods Touch. Para quem usa o OS X, no entanto, a recomendação é ficar longe dos apps da Apple, incluindo o Safari, que deve dar lugar ao Chrome ou o Firefox enquanto uma atualização não corrige a falha.

Olhar Digital UOL

Sesap alerta para risco da transmissão da raiva por primatas

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) está intensificando as ações de conscientização da população acerca dos riscos de se contrair a raiva através do contato com animais silvestres como saguis e macacos-prego. O alerta veio após a morte de uma pessoa com sintomas da doença na região da IV Unidade Regional de Saúde (Ursap), com sede em Caicó. Testes de laboratório estão sendo realizados pelo Laboratório Central (Lacen) para detectar se o animal estava ou não contaminado. De acordo com o Programa Estadual de Controle da Raiva da Sesap, o resultado dos testes sai até o final deste mês.

Segundo a subcoordenadora de Vigilância Ambiental (Suvam) da Sesap, Iraci Nestor de Souza, a vítima era uma trabalhadora rural que foi lesionada por um sagui. A mesma não buscou de imediato o atendimento médico e algumas semanas após o ocorrido ela foi internada apresentando os sintomas da doença. “Infelizmente isso contribuiu de forma significativa para o agravamento do seu estado de saúde, vindo a falecer no último mês de janeiro”, explica Iraci.

A técnica do Programa de Controle da Raiva da Sesap, Alene Castro, destaca que no Rio Grande do Norte ainda não foram diagnosticados casos de raiva em saguis. No entanto, há uma grande preocupação, pois se observa um aumento no registro de agressões de saguis e macacos-prego em humanos, no período 2012/2013 houve um total de 147 casos, sobretudo em áreas turísticas do Estado, onde esse tipo de animal é exposto e tratado como doméstico, de fácil contato.

Além disso, a técnica cita o exemplo do município de Rio do Fogo, a 35 quilômetros de Natal, onde no período 2013/2014 quatro turistas foram lesionados por saguis. Acostumados a receber alimentos dos humanos, os bichinhos se aproximam bastante dos hotéis da região e se tornam agressivos com os turistas que circulam expondo alimentos. “Esses animais encontram todos os alimentos que precisam na natureza: frutas, insetos, lagartos, flores, cobras, entre outras. Não é preciso alimentar os animais silvestres. O contato com os que estão em cativeiro ou em seus ambientes naturais representa uma grande ameaça à vida das pessoas”, alerta Alene Castro.

Outra preocupação da Sesap com relação aos primatas é o aumento no registro de casos da doença no Estado vizinho, o Ceará. Dos cinco casos de raiva humana confirmados naquele Estado nos últimos sete anos, quatro foram transmitidos por sagüis. “Como fazemos fronteira e esses animais circulam livremente, pedimos a toda a população que fique em estado de alerta. Se a pessoa se deparar com um animal morto ou ferido, não deverá tocar no mesmo, mas informar imediatamente à Secretaria de Saúde de seu município ou à Unidade Básica de Saúde. Os órgãos de saúde poderão então analisar se o animal estava ou não contaminado, e assim combater a circulação do vírus da raiva através de testes laboratoriais”, pontua Iraci Nestor, responsável pela Suvam.

De acordo com o Programa Estadual de Controle da Raiva da Sesap, no período de 2005 a 2014, foram registrados 213 casos de raiva em 61 municípios do Estado. Destes, foram 120 morcegos, 46 bovinos, 26 raposas, 8 cães, 3 gatos, 6 cavalos, 1 asinino, 1 suíno, 1 ovino e um caso de raiva em humano.

A raiva é uma doença infecciosa, transmitida pela mordida, arranhão, ou lambedura de animal infectado em pele lesada. Se não for tratada a tempo, pode ser letal no ser humano. Nas cidades, os principais transmissores da doença para os humanos são os cães e gatos. Mas a captura e criação de saguis estão se tornando práticas comuns no interior do RN, apesar de ser proibida pela Lei de Proteção à Fauna.

Shoppings do país se preparam para onda de 'rolezinhos'; até Dilma quer rigor na causa

 

 352900-970x600-1Os shopping centers do país estão se preparando para enfrentar uma onda de “rolezinhos”, encontro de jovens marcados nos centros por meio das redes sociais.

A possível multiplicação dos encontros, que podem assumir caráter de protesto, também preocupa a presidente Dilma Rousseff. Ontem, ela surpreendeu sua equipe ao convocar uma reunião para tratar do assunto.

O maior temor da presidente é que os “rolezinhos” tenham adesão de adeptos da tática de protesto “black bloc”.

Ontem, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, defendeu que a PM use a força contra os “rolezinhos” se for necessário.

Antes restritos à periferia de São Paulo, os eventos ganharam apoio de movimentos sociais nos últimos dias. A tentativa dos shoppings de proibir os “rolezinhos” no fim de semana insuflou a organização de novos encontros.

Ao menos três shoppings da capital conseguiram liminares que proibiam encontros no último sábado. Quem participasse, poderia ser multado em até R$ 10 mil.

A Abrasce (associação que reúne 264 shoppings no país) fará uma série de reuniões de emergência com representantes dos centros comerciais.

Os shoppings não descartam entrar novamente na Justiça para impedir os “rolezinhos” e vão destacar mais seguranças nos próximos eventos, que são monitorados.

As reuniões entre os representantes do setor acontecem hoje em São Paulo e amanhã em Porto Alegre. No Rio, ainda não há data.

O fenômeno dos “rolezinhos” surgiu em 2013 como forma de jovens de periferia buscar diversão, em eventos marcados pelo Facebook. Alguns tiveram correria e furtos.

As ações judiciais para impedi-los geram polêmica.

Quem é a favor diz que a manifestação leva medo aos demais frequentadores. Quem é contra alega que a medida é discriminatória e impede o direito de ir e vir.

No último sábado, a PM usou bombas de gás para dispersar os jovens que faziam um “rolezinho” no shopping Metrô Itaquera, na capital.
14014807
Agora, há “rolezinhos” marcados no Rio, Brasília, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em Pernambuco.

Só em São Paulo, há ao menos quatro programados para o próximo fim de semana em áreas como Tatuapé e Santana. Outro deve ocorrer no Parque Ibirapuera.

“Não abrimos mão da nossa imagem de lugar seguro e confortável”, afirma Luiz Fernando Veiga, presidente da Abrasce.

Além do Itaquera, conseguiram liminar os shoppings JK Iguatemi e Campo Limpo. Em Campinas, a Justiça não aceitou o pedido de dois shoppings, mas determinou que houvesse reforço policial.

As liminares que barram “rolezinhos” num determinado shopping não têm validade para outros centros e valem só para o dia do evento.

Dez jovens foram citados na liminar. Segundo o TJ, eles terão 15 dias para se defender. Após isso, o juiz dará a sentença, que pode ser a multa. Uma audiência de conciliação também pode ser marcada.

Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Volponio disse:

    Mais conhecido em Natal como encontro de pintas.

TCE-RN volta a alertar gestores públicos sobre golpes em nome do órgão

O Tribunal de Contas do Estado esclarece que não tem relação alguma com o fato de determinadas Prefeituras e outros órgãos públicos estarem sendo contactados para efetuar depósitos bancários, em favor de terceiros, numa tentativa de golpe, a qual já está sendo devidamente investigada pelas autoridades policiais do Estado.

TCE-RN

Alerta: Bebidas energéticas mudam o modo como seu coração bate

009
As bebidas energéticas riquíssimas em cafeína mudam o modo como seu coração funciona.  Isso pode significar aumento no risco de problemas no ritmo cardíaco, o que pode ser fatal. O alerta veio de pesquisadores que fizeram estudos com adultos saudáveis que consumiam essas bebidas, mostrando que as taxas de contração cardíaca aumentaram uma hora depois de consumo.

Isso significa que os compartimentos do coração que são responsáveis por bombearem o sangue para todo o corpo – como por exemplo o ventrículo esquerdo – tiveram mais dificuldade de contração.

Os cientistas alemães examinaram os efeitos da cafeína e da taurina em bebidas como o Red Bull em 18 adultos com média de idade de 27 anos.

Cada voluntário foi submetido a exames de ressonância magnética do coração antes e uma hora depois de consumir uma bebida contendo 400 mg/100ml de taurina e 32 mg/100ml de cafeína.

Após o consumo, os participantes tiveram um aumento significativo no pico de tensão e contratilidade no ventrículo responsável por receber o sangue oxigenado dos pulmões, bombeando-o para a aorta que irá distribui-lo por todo o corpo.

“Até agora, não sabemos exatamente o efeito dessas bebidas energéticas têm sobre a função do coração”, disse o Dr. Jonas Dorner, responsável pela sessão de imagem cardiovascular da Universidade de Bonn, na Alemanha.

“Geralmente elas contêm taurina e cafeína como seus principais ingredientes farmacológicos. A quantidade de cafeína é três vezes maior do que outras bebidas comuns com cafeína, como café ou coca-cola”, disse.

Ele prossegue: “Há muitos efeitos secundários conhecidos associados com uma alta ingestão de cafeína, incluindo palpitações, aumento na pressão arterial e, em casos mais graves, convulsões e morte súbita”.

Ele ainda ressalta que a Ciência precisa de mais estudos para entender os mecanismos que influenciam o corpo após tomar as bebidas energéticas. No entanto, embora existam riscos a longo prazo para o coração, o Dr. Dorner comentou que o consumo dessas bebidas em crianças possui efeitos não relatados e completamente desconhecidos.

Ele ressaltou também que pessoas com arritmia cardíaca devem evitar essas bebidas. A mistura dos energéticos com bebidas alcoólicas estimula e agrava os problemas cardíacos.

“Há preocupação sobre o fato desses produtos terem efeitos colaterais sobre a função do coração, especialmente em adolescentes e jovens, mas existe pouca regulamentação de vendas nessas bebidas”.

O estudo foi apresentado na reunião anual da Sociedade Radiológica da América do Norte (RSNA).

Jornal Ciência

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ALEX BIG BIG disse:

    UFAAAAAAA,PENSEI QUE ERA SÓ A MULHERADA……..BIG

Secretaria de Estado da Saúde faz alerta sobre afogamentos; Natal e mais três cidades lideram casos

Por interino

Com a chegada do verão, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através do Núcleo de Doenças e Agravos Não-Transmissíveis (DANT), recomenda à população os cuidados a serem observados com relação aos afogamentos, já que a procura por praias tem um aumento considerável neste período do ano.

Dados da Secretária Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte, em 2011, mostram que em todo Estado foram registradas 113 mortes por afogamento, com um risco mortalidade de 3,53/100 mil habitantes. Os maiores números de óbitos ocorreram na II Unidade Regional de Saúde (Ursap), sediada em Mossoró, com 25 registros, seguida da Grande Natal, com 24 mortes por afogamento, e finalmente a I Ursap, com 23 afogamentos. Os municípios com maior incidência são Nísia Floresta, Natal, Parnamirim e Mossoró. A avaliação por sexo e idade mostra que 89,4% dos óbitos vitimaram pessoas do sexo masculino, sendo 58,4% desse total na faixa etária de 20 a 49 anos.

De acordo com a técnica responsável pela DANT, Severina Pereira, a definição utilizada e adotada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para afogamento compreende “o processo resultante da insuficiência respiratória causada por submersão/imersão em líquido”. “Segundo a OMS, os afogamentos são responsáveis por 0,7% de todas as mortes ocorridas no mundo (mais de 500 mil por ano), número que subestima o total, porque não inclui inundações, tsunamis e acidentes de navegação”, informa Severina Pereira.

Entre os fatores de risco que terminam caracterizando o espectro das vítimas de afogamento registram-se, no sexo masculino, a idade entre 20 e 49 anos; o uso abusivo de bebidas alcoólicas; e expor-se à água e nadar sem a supervisão de alguém. “Nesse espectro, quem sofre de epilepsia corre risco15 a 20 vezes maior”, observa Severina Pereira.

As estatísticas estabelecem entre as causas e tipos de ocorrência, o afogamento primário, que é o provocado por uma situação inesperada que foge ao controle da pessoa, já que, sabendo ou não nadar, ela pode ser arrastada pela correnteza, por exemplo; o afogamento secundário, que ocorre como conseqüência do consumo de drogas, especialmente de álcool (o álcool é a principal causa de morte por afogamento em adultos), crises agudas de doenças, como infarto do miocárdio, AVC e convulsões.

Severina adverte, ainda, que o afogamento pode ocorrer em razão de traumatismos cranianos e de coluna decorrentes de mergulho em águas rasas, hiperventilação voluntária antes dos mergulhos livres, doença da descompressão nos mergulhos profundos, hipotermia e exaustão.

Acerca da prevenção dos afogamentos, o DANT recomenda alguns cuidados, que são fundamentais para diminuir o risco de afogamentos. Entre eles, evitar o consumo de bebidas alcoólicas antes de entrar na água; não perder as crianças de vista nos ambientes em que há água por perto; as crianças que não sabem nadar devem usar bóias e coletes salva-vidas o tempo todo; o acesso a piscinas em residências e clubes deve ser dificultado pela colocação de grades; sendo indispensável que tão logo atinjam a idade conveniente, as crianças aprendam a nadar.

Outras recomendações abrangem as seguintes observações: mesmo que saiba nadar bem, não entre na água se tiver exagerado nas bebidas alcoólicas; não mergulhe em águas cuja profundidade não seja conhecida; não se aventure em mergulhos solitários e à noite; as crianças exigem cuidados redobrados, mesmo quando estiverem com bóias, próximas de pessoas conhecidas e num ambiente que lhes é familiar; não tente segurar uma pessoa que está se afogando. No desespero, ela pode arrastar você e colocar sua vida em risco; ofereça a pessoa que está se afogando um objeto que possa ajudá-la a flutuar e sair da água; chame o resgate (192), tão logo seja possível, eles têm treinamento especializado nesse tipo de salvamento.

A DANT informa outros procedimentos a serem observados: logo após o resgate do paciente, é fundamental retirar as roupas molhadas da vítima, elevar sua temperatura corporal se apresentar hipotermia, proteger a coluna cervical quando houver suspeita de lesão e iniciar a respiração boca a boca. As manobras de recuperação cardiorrespiratória (RCR) ou cardiopulmonar (RCP) para combater a hipoxemia (insuficiência de oxigênio no sangue) devem começar imediatamente no local do acidente, porque são essenciais para a recuperação e sobrevida do paciente.

Sesap alerta para aumento no número de acidentes com escorpiões; de 2010 até este ano, 15 mil pessoas foram vítimas no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam), faz um alerta à população sobre os riscos do contato com animais peçonhentos, sobretudo com os escorpiões. A medida se deve ao fato de que, de janeiro a agosto deste ano, já foram registradas 1.626 mil acidentes com esse tipo de animal.

De acordo com a Sesap, de 2010 a agosto de 2013, um total de 15 mil pessoas foram vítimas de acidentes com animais peçonhentos no Estado.  Bem mais da metade, 10 mil casos, foram provocados por picada de escorpião. As abelhas (1061 mil casos) e serpentes (1592 mil casos) dividem com os escorpiões o ranking de animais peçonhentos que provocam mais acidentes no Rio Grande do Norte.

Segundo Amauri Brito, técnico responsável pelo monitoramento dos animais peçonhentos da Suvam, os acidentes registrados no Estado acontecem freqüentemente com a espécie Tityus stigmurus, conhecido como o escorpião amarelo do Nordeste. São animais pouco agressivos e de hábitos noturnos, com grande resistência às condições ambientais. Gostam de se esconder nos entulhos, cercas, pedras e cupinzeiros. Seu alimento mais freqüente são os insetos, principalmente as baratas, favorecendo a convivência com o ser humano.

“Devido à grande especulação imobiliária no RN, esses animais estão migrando do seu habitat natural e vindo para os grandes centros urbanos, como Natal, Mossoró, Parnamirim, o que vem preocupando as autoridades de saúde, pois esse tipo de acidente já se configura com uma praga urbana nesses municípios”, alerta.

O técnico recomenda algumas medidas simples para se evitar acidentes com os escorpiões. “As pessoas devem evitar colocar as mãos em buracos no solo, troncos ou pedaços de madeira, e sempre utilizar luvas quando tais ações forem necessárias. Além disso, ao caminhar é importante utilizar calçados adequados, bem como, é recomendável evitar o acúmulo de materiais como entulhos e restos de construção, além de manter o jardim sempre aparado e bloquear ralos para dificultar o acesso à residência pelos escorpiões”, explica.

Amauri Brito explica que a utilização de galinhas e de inseticidas no combate a esse tipo de animal peçonhento não é eficaz. A galinha tem hábitos diurnos, enquanto os escorpiões são noturnos. Além disso, a ave não tem a força necessária para retirar os entulhos em que os escorpiões geralmente se escondem, elas apenas ciscam. Com relação aos inseticidas, o técnico explica que o escorpião não é um inseto. Por isso esse tipo de veneno se torna ineficaz.

Em caso de acidente, o usuário deve procurar o serviço de saúde mais próximo para uma avaliação médica, de preferência portando o animal, para que o profissional analise qual o tipo do escorpião agressor.

Dor intensa, sensação de ardência ou agulhadas, inflamação no local são alguns dos sintomas da picada de escorpião. Nos casos mais graves, pode acarretar o aumento da frequência cardíaca, suores, enjoos, dificuldade para respirar e queda de pressão. O uso de compressas mornas no local da picada ajuda a aliviar a dor.

Além dos escorpiões e serpentes, fazem parte do grupo de animais peçonhentos as aranhas, insetos do grupo das abelhas, maribondos, lagartas (taturana ou lagartas-de-fogo), alguns anfíbios como sapos e aquáticos do tipo arraias, bagres, peixe-pedra (niquim), águas-vivas e caravelas.

Qualquer dúvida com relação à prevenção e cuidados com os acidentes com esse tipo de animal pode ser esclarecida com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município. No RN temos CCZ nos municípios de Natal, Parnamirim, Mossoró, Currais Novos, Caicó e Serra Negra. Além disso, o usuário procurar a sede das Unidades Regionais de Saúde Pública ou a Sesap, por meio do Centro de Assistência e Informações Toxicológicas do Rio Grande do Norte.