Justiça determina auxílio-moradia por tempo indeterminado a vítimas de desabamento de edifício em SP

O juiz Djalma Moreira Gomes deferiu, em audiência nessa quarta-feira (13) na 25ª Vara Cível Federal de São Paulo, o pedido de ação civil pública para que seja feito o pagamento do auxílio-moradia por prazo indeterminado às vítimas do desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, após incêndio no dia 1º de maio deste ano. O auxílio deve se estender até a entrega de habitação definitiva pelo poder público, o que não tem prazo para ocorrer.

O auxílio-moradia tem uma primeira parcela de R$ 1.200 e as seguintes de R$ 400. As pessoas cadastradas já começaram a receber o benefício, mas outros moradores ainda podem se cadastrar. De acordo com a prefeitura, até o momento, 152 famílias que moravam no Edifício Wilton Paes de Almeida se apresentaram e 139 já começaram a receber o auxílio-moradia

Apesar da decisão da Justiça, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo informou que vai recorrer “por entender que o valor fixado não é adequado e insistirá para que o Poder Público seja obrigado a fornecer atendimento definitivo às famílias”.

Autoras da ação civil pública contra o município, o estado e a União, as defensorias públicas do estado e da União tinham pedido, além do pagamento de auxílio-moradia por tempo indeterminado, que fosse fornecido imóvel adequado para abrigar as famílias vítimas do desabamento, oferecimento dos itens de necessidade básica às famílias acampadas no Largo do Paissandu, a instalação de banheiros químicos no local e que não houvesse remoções forçadas.

Desabrigados do prédio que desabou após incêndio na madrugada desta terça-feira acampam em frente a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, no Largo do Paissandu, região central – Rovena Rosa/Agência Brasil

Após o incêndio e desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, grande parte das famílias desabrigadas montaram um acampamento no Largo do Paissandu, localizado em frente ao local onde ficava o prédio. Essas pessoas permanecem na praça até hoje. No local há barracas, mas não há infraestrutura básica para atender essas famílias.

No dia 23 de maio, a Justiça Federal em São Paulo havia determinado a instalação dos banheiros químicos no Largo do Paissandu. A prefeitura de São Paulo, que tinha o prazo de 48 horas para cumprir a decisão judicial, realizou a instalação de dez banheiros em 1º de junho. O atraso de quase uma semana ocorreu, segundo o município, devido aos bloqueios nas estradas em função da greve dos caminhoneiros.

A tragédia deixou deixou cinco mortos e duas pessoas desaparecidas após o Edifício Wilton Paes de Almeida pegar fogo e desabar. O prédio, de propriedade da União, era uma ocupação irregular.

Agência Brasil

 

FOTO: De cabelo raspado, Geddel, ex-ministro de Lula e Temer, chora ao ouvir que ficará preso por tempo indeterminado

Ao final do depoimento de 1h23 minutos que deu ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, Geddel Vieira Lima caiu no choro ao ouvir que vai permanecer na prisão por tempo indeterminado.

Vallisney não deu prazo para a saída de Geddel, mas disse que vai analisar o pedido de soltura novamente na próxima semana.

Conhecido pela postura rígida, ele negou ainda a aplicação de medidas alternativas pedidas pela defesa de Geddel. Entre os apelos, os advogados solicitaram a prisão domiciliar e o uso de tornozeleira eletrônica.

Ex-ministro dos governos Lula e Temer, Geddel foi preso em caráter preventivo na última segunda-feira (3), acusado de obstrução de justiça.

Ele é suspeito de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura supostos esquemas de fraudes na liberação de recursos da Caixa Econômica Federal.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MARIA LUCIA FERREIRA disse:

    Ainda st faltando: Lula,Aecio,, Temer…

  2. David32 disse:

    Rapaz não curto o PT não mas só to vendo povo do luladrao preso, os demais todos soltos aí é foda. Tudo carta marcada !!
    Justiça comprada medíocre!!

  3. escritor disse:

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Zedobode disse:

    Juiz daquilo ROXO,cadeia nessa Quadrilha,Papuda,na cela com o negão do whatzap…rssssssssssssss

  5. Vinicius Rodrigues disse:

    "Se chorei
    Ou se sorri
    O importante
    É que emoções eu vivi"

  6. Zé Pereira disse:

    Só agora chorou arrependido? Cadeia nele!!!

  7. JK disse:

    Kkkkkkkkkkk Chooora Ladrão Safado…. Num quer uma mamadeira cheinha de leite não!?

  8. Luciana Morais Gama disse:

    O cabelo de HENRIQUE também vão raspar???

    • Sinésio filho disse:

      E do Luladrao também.. Quando Moro tiver cunhao para prender esse filho da puta

Por tempo indeterminado, greve na Saúde em Natal é iniciada

arq_5829d26c73728Foto: Sindsaúde-RN

Com o salário parcelado pelo Prefeito Carlos Eduardo (PDT), os servidores da saúde do município de Natal entraram em greve nessa quarta-feira (16), após aprovarem o indicativo no dia 11. Os servidores realizaram uma assembleia durante a manhã e após participarem da assembleia unificada com outras categorias do funcionalismo municipal. decidiram pela greve, por tempo indeterminado.

Os servidores aprovaram um calendário de greve que se inciou nesta quinta-feira (17), com mobilização nas unidades e um ato unificado na sexta (18), em frente ao Midway.

Os atrasos de salários vêm acontecendo desde o início deste ano, mas em outubro o calendário de pagamento da prefeitura foi publicado impondo o parcelamento em três vezes nos salários de quem recebe acima de R$ 2 mil reais. Para reduzir despesas na folha do município, a prefeitura ainda quer aplicar um pacote de medidas de ajuste, que entre outras coisas, amplia a jornada de trabalho de seis para oito horas em algumas secretarias.

Confira o calendário completo:

17/11- Mobilizações nas unidades

18/11- Panfletagem – Local: Midway, 16h

22/11- Mobilizações nas unidades

23/11- Ato Unificado – Local: Semtas, 08h

24/11- Mobilizações nas unidades

25/11- Dia Nacional de Mobilizações

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Helder disse:

    Agora é tarde de mais, não adianta chorar pelo leite derramado. APRENDAM A VOTAR.

  2. Senhor Cidadão disse:

    Greve de que, se não tem nada e nunca teve

  3. joao disse:

    Acho que todo mundo deveria fazer greve deixando de pagar impostos.

    • Potyguar disse:

      Kkkkkk, doce ilusão. Aí se acaba tudo de vez, Polícia, hospitais e escolas para quem não pode pagar. Caos social .

  4. JOAO MARIA disse:

    Greve de que, se não tem nada e nunca teve

Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro anuncia greve por tempo indeterminado a partir de quinta-feira

O Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) anunciou, em nota oficial em sua página na internet, que a categoria deflagrará greve por tempo indeterminado a partir da meia noite da próxima quinta-feira (29).

Segundo o sindicato, as assembleias realizadas pela entidade votaram pela rejeição da contraproposta apresentada pela empresa para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho para os próximos dois anos (ACT/ 2015-2017), apresentada pela Petrobras em reunião realizada no último dia 16.

O movimento do petroleiros também manteve o viés político que vem sendo adotado desde que a estatal anunciou o processo de desmobilização de ativos em curso e que prevê, no novo Plano de Negócios e Gestão 2017-2021, a venda de ativos da companhia no valor total de US$ 19,5 bilhões, volume superior aos US$ 15,1 bilhões previsto no plano anterior.

“O conjunto das assembleias também votou por ampla maioria contra o processo de desmonte do sistema Petrobras, conforme indicado em seu mais recente Plano de Negócios apresentado no último dia 20 de setembro”, diz a nota.

A decisão da empresa se sustenta, no entanto, na necessidade de melhorar a capacidade de investimento da estatal sem a necessidade de fazer novas captações de recursos no mercado e, consequentemente, alavancar ainda mais a empresa, excessivamente endividada.

No novo Plano de Negócios e Gestão, divulgado na semana passada, a Petrobras também anunciou a retirada “integral” da estatal dos setores de produção de biocombustíveis, distribuição de GLP (gás de cozinha), produção de fertilizante e das participações da companhia na petroquímica para, segundo a empresa, “preservar competências tecnológicas em áreas com maior potencial de desenvolvimento”.

Contraproposta

No entendimento dos petroleiros a proposta da empresa para a data base da categoria agora em setembro, “é extremamente rebaixada, com reajuste zero no salário básico e 4,97% na RMNR (com a inflação oficial chegando a 11,27%)”.

A proposta apresentada pelo Sindipetro-RJ à companhia, propõe reajuste da tabela salarial (Salário Básico) dos seus empregados, conforme a tabela vigente em agosto de 2016 (que corresponde ao maior índice de inflação acumulado calculado pelo ICV/DIEESE, IPCA), correspondente ao período de 1º de setembro de 2015 a 31 de agosto de 2016, acrescido da Produtividade e Ganho Real de 10%.

Segundo o sindicato, o cálculo da produtividade e ganho real foi apurado, tendo como base o valor agregado à Petrobras no período, incorporação da gratificação e produtividade linear.

O sindicato também não concorda, entre outros pontos, com a proposta da estatal que prevê “redução de 50% do valor das horas extras prestadas em regimes especiais de trabalho, tais como turnos ininterruptos de revezamento e sobreaviso, em flagrante prejuízo para os empregados engajados em tais regimes, que laboram em condições especiais de trabalho e que, portanto, demandam maior proteção”.

Desmonte da ativos

A nota do Sindipetro-RJ ressalta, ainda, que como filiado da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sempre discordou do diagnóstico de que a Petrobras deve vender ativos importantes (como a Transpetro, BR Distribuidora, Liquigás, fábrica de fertilizantes, termelétricas e biocombustíveis) para sanear a sua divida.

Na avaliação do sindicato, esse discurso, repetido em todas as reuniões, já está sendo colocado em prática, claramente, pelo próprio presidente da empresa, Pedro Parente. “Não ignoramos, nem menosprezamos a dívida da Petrobras, mas entendemos que vender ativos em um período de crise econômica não é o caminho correto para solucionar este problema, já que a captação prevista é relativamente baixa”, diz a nota.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Verdadeiros sangues sugas !!!!

  2. Na bandeira do meu país não existe a cor vermelha disse:

    Enquanto o maldito governo do PT fodia o país, alguns desses sindicatos bajulavam e davam apoio.

  3. joao maria disse:

    Marcelo voçe já disse toda verdade

  4. Marcelo disse:

    Engraçado esse sindicato, assistiu passivamente o PT destruir a Petrobras nesses 13 anos de roubo e desvios bilionários e não fez nada. Agora que estão vendo o risco real da perda de empregos e mordomias em virtude do rombo provocado pela quadrilha decidem fazer greve. Vão somente cavar mais rápido a própria cova.

Mesmo com proposta de aumento, rodoviários entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça

A partir da 0h desta terça-feira(07), os rodoviários entrarão em greve por tempo indeterminado. O SETURN ofereceu 9,28%, em duas parcelas e, mesmo assim –  a categoria não aceitou.

Os rodoviários pedem reajuste de 10%. No último reajuste de passagem que ocorreu em janeiro de 2016, a STTU já prevendo o dissídio coletivo projetou um reajuste salarial de 4,24% para categoria.

Infelizmente, parece que o sindicato, mais uma vez, vai suar a população como massa de manobra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Borges Neto disse:

    Piada de mal gosto comandada por Júnior Rodoviário, que deve ser candidato a vereador pelo PT em outubro e por isso quer aparecer na mídia. Isso é crime contra a população que utiliza transporte coletivo.

  2. Jorge disse:

    Isso é fácil de resolver. Corta o ponto dos grevistas! Caso continue a greve, demite. Tem muito desempregado querendo trabalhar. Não justifica manter uma greve quando a proposta é quase o que se reivindica!

    • João Cláudio disse:

      Tem que ser por aí, para garantir o direito do cidadão de bem poder se deslocar. Chega de baderna petista.

  3. João Cláudio disse:

    Greve política adotada por Júnior Rodoviário.
    Uma diferença de 0,72% não sustenta qualquer argumento da categoria. Abusivamente a greve esta sendo levada pelo petista para flagrantemente tumultuar o ambiente. Nenhuma novidade nisso, com a palavra as autoridades responsáveis em manter a ordem social. Chega de baderna política patrocinada pelo PT. São os petista tirando o direito do cidadão trabalhar.

    • Heineken disse:

      Concordo plenamente, é uma diferença muito pequena em relação ao reajuste de 10% solicitado, para mais uma vez os rodoviários atrapalharem a vida de milhares de pessoas que necessitam do transporte urbano para se locomoverem, principalmente para o trabalho.

    • João Maria da Silva disse:

      Já era para ter sido expedido um madado de prisão para esse ex vereador sem voto! Diferença ínfima para deflagrar uma paralização.

    • paulo disse:

      Esse "junio rodoviaro" toda a população Natalense conhece das suas atitudes, bravatas e do abuso nas greves, cabe ao PODER JUDICIÁRIO tomar as providencias e manter conforme a LEI a frota de greve funcionando. O que temos visto no Brasil é que as autoridades com raríssimas exceções, fazer cumprir a CONSTITUIÇÃO e esses baderneiros deitam e rolam e o Cidadão pagador da maior carga TRIBUTARIA do mundo sendo prejudicado. Senhores do Poder Judiciário exijam o cumprimento da Lei por esses sindicalistas.

Sinsenat retoma greve por tempo indeterminado

IMG_7101 attachmentApós mais de um mês em suspensão de greve para negociação com a Prefeitura, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat) decide retomar a Greve por tempo indeterminado. A decisão se deve ao descumprimento da Lei da Data Base, que estabelece reajuste anual, a cada mês de março.

Na manhã de ontem (18), centenas de servidores se reuniram em assembleia para deliberar a volta da greve e, em seguida, caminharam até a sede da prefeitura. Neste segundo momento de luta, os trabalhadores decidiram que o retorno aos postos de serviço só acontece mediante a efetivação das negociações.

O Sindicato deixa claro ainda que a proposta feita pela prefeitura, de tratar sobre a Lei da Data Base somente após a aprovação da Lei da Dívida Ativa, não era fator condicionante aceito pela categoria.

“Nós tivemos a sensibilidade de suspender a greve e aguardamos até o último minuto do prazo solicitado pela gestão, que foi de um mês. Mas, como nossa única resposta foi o silêncio, não nos restou outra opção”, explica Soraya Godeiro, coordenadora do Sinsenat.

Histórico

Depois de 18 anos de congelamento salarial, a Data-Base foi instituída, em 2010, como um direito dos servidores. Neste ano, a greve foi deflagrada no dia sete de abril, uma vez que a Lei foi descumprida e não houve diálogo com as entidades sindicais.

O primeiro momento de paralisação durou um mês, até que o prefeito Carlos Eduardo sinalizou a instauração de uma mesa de negociações. A greve foi suspensa pelo prazo de 34 dias. Agora, pela falta de diálogo, os servidores voltam a suspender os serviços.

Após ser finalizado, Lyoto Machida recebe suspensão médica por tempo indeterminado

Rockhold-x-MachidaNo último sábado (18), Lyoto Machida tinha tudo para voltar a ser um dos postulantes ao cinturão da categoria dos médios do UFC caso vencesse Luke Rockhold. No entanto, o brasileiro, após ser amplamente dominado no primeiro round, foi finalizado pelo americano no segundo assalto.

Como se a dura derrota – a segunda nas últimas três lutas – para Rockhold já não bastasse, Lyoto terá que lidar com outra adversidade. O Dragão recebeu uma suspensão médica da Comissão Atlética de Nova Jersey por tempo indeterminado e, com isso, terá que realizar uma tomografia computadorizada do crânio para, assim, ser liberado para voltar aos treinamentos.

Além de Machida, Chris Camozzi também recebeu suspensão médica. O americano, que foi finalizado por Ronaldo Jacaré ainda no primeiro round, só receberá a liberação para voltar a atuar após tratar uma lesão no cotovelo direito.

Tatame

FOTOS: Servidores da Prefeitura de Natal decretam greve por tempo indeterminado

222222 11111
Fotos: Sinsenat

Os servidores da Prefeitura Municipal de Natal (PMN) decretaram greve geral por tempo indeterminado. A oficialização da greve aconteceu na manhã desta terça-feira(7), durante uma assembleia realizada no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat). A principal reivindicação do movimento é o cumprimento da lei da data-base e o fim do pagamento do abono.

A data-base é um direito do servidor assegurado por lei e deve ser reajustado todo mês março. “No dia três de março nós apresentamos a proposta sindical do índice de reajuste da data-base, um valor de 17,97%, calculado a partir de um estudo do Departamento de Intersindical de Estatística e Estudos Socioecônomicos (Dieese) e já estamos em abril e não recebemos nenhuma contraproposta por parte da gestão municipal. Pelo contrário, todas as reuniões agendadas conosco foram desmarcadas”, denuncia a coordenadora do Sinsenat, Soraya Godeiro.

Em virtude disso, a greve foi decretada e uma agenda divulgada Na quarta-feira (8), às 7h, acontecerá um ato público na Secretaria Municipal de Administração (Semad). Já na quinta-feira, às 8h, terá uma marcha dos servidores da praça Tamandaré a sede da PMN. Por conseguinte na sexta-feira ocorrerá uma pauta específica dos agentes de mobilidade urbana. E na próxima terça-feira (14), às 9h, será convocada uma nova assembleia geral na sede do Sinsenat.

Por tempo indeterminado, greve dos servidores do Judiciário estadual começa nesta quarta

Com Ato Público e Assembleia Geral da categoria a partir das 8h desta quarta-feira, 21/01, na Praça Sete de Setembro, em Natal, os trabalhadores do Judiciário Potiguar darão inicio a uma greve por tempo indeterminado, na qual reivindicam: revogação imediata das dispensas dos Diretores de Secretaria; não implementação do pacote de medidas anunciadas pelo Presidente  TJRN,; Lei para fixar data-base; e Progressão funcional, conforme determina a lei.

As medidas anunciadas pelo TJRN, entre outras coisas, preveem congelamento da GTNS e da GAE, extinção da IT e das gratificações de Diretores de Secretarias, o que já ocorreu com a dispensa destes dos cargos que ocupavam, através de portaria.

O movimento paredista foi deliberado por unanimidade em outra assembleia realizada na manhã do último dia 14, também na Praça Sete de Setembro, sob forte calor, com a presença de mais de mil sindicalizados ao Sisjern – a maior assembleia da história da categoria.

O Sindicato orienta os grevistas a vestirem branco durante o Ato Público e a Assembleia. “Nossa greve é por dignidade, por justiça”, afirma Bernardo Fonseca, dirigente do SIsjern.

Com informações da assessoria do Sisjern

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kerginaldo disse:

    Senhor Sérgio, não sei qual é o seu complexo, mas se tem servidor no TJ estão lá porque se submeteram a concurso público e se o nível foi mobral a culpa é da banca contratada, não daqueles que se submeteram as provas e foram aprovados.
    Mas o que você expõe é claro, vejamos: se você não é do TJ tem inveja dos salários dos servidores de lá, se é da casta dos magistrados, então revela o que a muitos suspeitam, o incômodo em ver os servidores tendo salários dignos. Outro fato nessa situação, tirar dos servidores para mais uma vez, de novo, como sempre, os magistrados terem aumento, sem entrar na LRF. Aconselho a fazer como Dilma, muda a lei e resolve tudo, deixando todos bem. Falar na retirada dos imorais auxílios recebidos pelos magistrados, nem pensar não é mesmo?

  2. Sergio Nogueira disse:

    Clotilde, se você acha que ganha pouco, peça exoneração. Se você acha que Juiz ganha muito, faça concurso para o cargo.
    O que não dá é pagar 15, 20 mil para uma carrada de pessoas que muitas vezes fizeram concurso para nível MOBRAL e médio e por mágica foram agraciados com gratificação que de início era apenas para nível superior em alguns cursos mas depois foi escancarada para quem fez até teologia por correspondência.
    Clotilde, pede pra sair!

  3. Clotilde Maia disse:

    É verdade BENTO a luta é para manter o DINHEIRO conquistado.
    Assim como os magistrados precisam ABRIR DISPONIBILIDADE FINANCEIRA para receber os 14% de aumento em cima de um salário poupudo e recheado por auxílio moradia, auxílio paletó, auxílio alimentação, verba de gabinete e diferença de intrância, entre outros benefícios mais que os juízes e desembargadores tem.
    Sem esquecer os "atrasados" que vivem recebendo.

  4. joao disse:

    Os marajas estão de volta e agora é no judiciario. TJRN = marajás. Carimbador de papel, digitador e revisor de texto ganha mais de 6 salarios minimos no TJRN. O pessoal que trabalha em grafica deve ta revoltado.

  5. Bento disse:

    Slogan da greve "Lutar por dignidade e Justiça" porque não deixam claro que a luta é por "DINHEIRO" .
    Se fosse Justiça e dignidade a população não reclamaria de tanta morosidade, vocês desprezam a quem paga e muito bem os seus gordos salários, era para estender tapete vermelho toda vez que um bom contribuinte necessitasse ir nessa casa para tratar de qualquer assunto. Dignidade, Justiça, fala sério…

  6. Dorinha disse:

    Bem, pelo que pesquisei e li o STF decidiu que a tal gratificação é legal, ou seja, é válida. E vários servidores do RN recebem está mesma gratificação. Acho que todos nós deveríamos é lutar para melhorar nossos salários e não ficar só de olhos nos dos outros.

    STF – AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO RE 661758 RN (STF)
    Data de publicação: 03/06/2014
    Ementa: Ementa: AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO. ADMINISTRATIVO. GRATIFICAÇÃO ESPECIAL DE TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR – GTNS. LEI COMPLEMENTAR Nº 372/2008 DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE N. 4303. IMPROCEDENTE. GRATIFICAÇÕES ESPECIAIS. MATÉRIA COM REPERCUSSÃO GERAL REJEITADA PELO PLENÁRIO DO STF NO AI Nº 746.996-RG. CONTROVÉRSIA DE ÍNDOLE INFRACONSTITUCIONAL. 1. A Lei Complementar nº 372/2008, do Estado do Rio Grande do Norte, que assegura o recebimento de Gratificação Especial de Técnico de Nível Superior – GTNS por servidor detentor de cargo de nível médio, foi declarada constitucional pelo Plenário desta Corte, no julgamento da ADI n. 4303, Rel. Min. Cármen Lúcia. 2. A gratificação especial instituída pelas Leis n. 6.371/93, 6.568/94 E 6.615/94, quando sub judice a controvérsia, não revela repercussão geral apta a dar seguimento ao apelo extremo, consoante decidido pelo Plenário Virtual do STF, no RE n. 746.996, Relator o Ministro Dias Toffoli, DJe 2/6/2010.

  7. Afra Andrade disse:

    É verdade que o TJRN deixou recentemente sua sede, onde não pagava aluguel, para uma nova sede que custará 250 mil reais mensais X 12 meses = 3 milhões de reais anuais?

    Querem reduzir despesas? Porque não reduzem os salários e vantagens dos magistrados?

  8. Pablo disse:

    O NOSSO FALIDO ESTADO QUE SUSTENTA OS BUROCRATAS COM SALÁRIOS DE MARAJÁ , QUEBRARAM O TJ E OS SENHORES MARAJÁ JUÍZES E DESEMBARGADORES QUE NÃO TRABALHAM COM SALÁRIOS DE 40,00 A 150 MIL REAIS MESES, JUNTANDO AS IMORALIDADES DOS AUXÍLIOS MORADIAS , PALETO FAMÍLIAS, ETC.ATÉ QUANDO O POVO VAI FICAR CALADO.

  9. José Clear disse:

    Alguns fatos podem ajudar a compreender como o TJRN faliu. O início das transformações ocorreram com a resolução do CNJ que trata do nepotismo. Antes da entrada em vigor dessa resolução, os cargos comissionados eram as meninas dos olhos dos antigos gestores do tjrn. As necessárias exonerações de parentes de cargos comissionados coincidiu com a descoberta de uma lei que previa uma gratificação de 100% para servidores de nível superior. Em outras palavras , foi encontrada uma forma de melhorar os salários dos servidores e, consequentemente, dos servidores parentes que não podiam mais exercer cargos comissionados. Tudo, certamente, foi uma grande coincidência, mas o fato é que os salários dos servidores subiram estratosfericamente. Nesse rastro vieram os salários dos oficiais que praticamente quadruplicaram e muitos se perguntam: será que algum ex gestor do Tjrn tem filho oficial de justiça ? O Desembargador Cláudio Santos é consciente do quão absurdo é o fato do TJRN ter um gasto superior ao TJCE em quase 100 milhões de reais e sabe o porquê e como tudo chegou a esse ponto. O contribuinte sustenta um tribunal milionário em um estado pobre como o RN. Até quando ?

  10. Carlos Andre Paiva disse:

    Sabe de nada INOCENTES,

  11. João Mulambo disse:

    Parabéns Desembargador Cláudio Santos, a sociedade apoio as suas medidas. Essas gratificações do TJRN fere todos os princípios da ética e também da moralidade. Somente eles, os servidores do TJ, sentem-se no direito de receber gratificações de cem por cento sobre os seus vencimentos. Ponto de vista.

  12. jorge disse:

    E A GREVE DOS MARAJAS QUE POSSUEM SUPER SALARIOS DE 15, 18, 20 MIL REAIS POR MES. QUERO VER SE O TJ RN VAI SER RIGOROSO COMO FOI CONTRA OS DEMAIS SERVIDORES.
    BRUNO, TENHA A CURIOSIDADE DE ACESSAR O PORTAL DA TRANSPARENCIA DO TJ RN PRA VER O DESMANTELO.

FOTO: Agentes penitenciários no RN decidem entrar em greve por tempo indeterminado a partir de sábado

IMG_20140527_154148[1]Foto: Sindasp-RN

O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Rio Grande do Norte(SINDASP/RN) confirmou que a categoria realizou uma Assembleia Geral Extraordinária nessa terça-feira(27), no Centro Administrativo, com objetivo de tratar sobre as questões do PCCR e Estatuto do Agente Penitenciário do RN. Convém ressaltar que o Sindicato cumpriu todos os pontos para que o PCCR e Estatuto fossem encaminhado a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte e aprovado, e que, o Plano não é só um pleito da categoria, mas também uma meta do Governo, pois está incluído no PPA-2011/2015. Porém, para o ano atípico e com antecipação do recesso da Assembleia Legislativa do RN em consequência da Copa do Mundo, é necessário mais celeridade com o projeto, o que não está acontecendo.

Diante disso, a categoria decidiu de forma soberana em Assembleia Geral Extraordinária, que se até o dia 30/05/2014 o PCCR e Estatuto do Agente Penitenciário do RN não for encaminhado para a Assembleia Legislativa do RN, os agentes penitenciários entrarão em GREVE por tempo indeterminado a partir da 00:00h do dia 31/05/2014, assegurando as necessidades básicas dos presos como água, alimentação e socorro médico. “Esperamos que o governo encontre uma solução prática e envie o Plano dos Agentes Penitenciários para a Assembleia Legislativa do RN, para que possamos continuar trabalhando na construção de uma  sistema prisional mas forte”, resumiu a categoria em nota.

Em caso de uma não manifestação do Governo, o sindicato confirmou o efetivo mínimo de 30% para manutenção apenas dos serviços essenciais nas unidades prisionais.

Com informações do SINDASP-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mauro disse:

    Daqui a pouco, até flanelinha vai parar a cidade para protestar por um trocado maior, só porque a copa vai começar. Vão trabalhar, cambada! Tenham vergonha na cara e bom senso, que o cidadão não tem culpa da situação de vocês!

  2. Silva disse:

    Com esse governo só vai assim. Apoio total! Por mim parariam todas as forças de segurança pública.