Polícia

Casal rouba carro, se envolve em acidente e tenta novo assalto para fugir de moto em Mossoró

Foto: Reprodução / Fim da Linha

Um homem de 41 anos e uma mulher de 37 anos tomaram um carro de assalto e durante a fuga bateram o veículo. Quando eles tentavam roubar uma moto para fugir, acabaram presos pela Guarda Civil Municipal de Mossoró.

O episódio aconteceu na quarta-feira (27), na ‘capital do Oeste’ potiguar.

A Equipe da Ronda Escolar (ROPE) da Guarda Civil, ao efetuar a prisão do casal, o conduziu à Delegacia de Plantão para os procedimentos cabíveis.

Os agentes apreenderam um revolver municiado, dois celulares possivelmente produto de roubo e recuperou o carro roubado.

Segundo a Polícia Civil, o casal vinha praticando assaltos em Mossoró e sempre conseguia fugir das abordagens policiais.

Os dois, já com passagem pela polícia, deverão ser autuados em flagrante por crime de roubo e encaminhados ao Sistema Prisional, onde ficarão a disposição da justiça.

Agora RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Confira lista de criminosos procurados pela Polícia Civil no RN

 

Fotos: Reprodução / Polícia Civil/RN

A Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Mossoró divulgou, nesta quarta-feira (27), uma lista contendo nomes e fotos de 16 foragidos da Operação “Comandos”, decorrente de investigações sobre uma organização criminosa atuante na cidade e deflagrada na última quarta-feira (20), na cidade de Mossoró.

São eles: Andrew Lucas da Silva, 21 anos; Antônio Avelino de Medeiros Bisneto, 21 anos; Eduardo Cavalcante Alves, 18 anos; Elcimar da Silva Lima, 32 anos; Gledson Andre Tavares de Oliveira, 22 anos; Israel da Silva Melo, 25 anos; Jefferson Roberto de Medeiros, 25 anos; John Lenon da Silva Lucena, 19 anos; Josue Marinho de Medeiros, 25 anos; Juan Lee da Silva Costa, 19 anos; Laerce Tomaz de Melo Junior, 21 anos; Matheus Fernandes da Silva 22 anos; Rafael Nascimento Fernandes, 28 anos; Renato Jhonata Alves Fernandes, 28 anos; Samuel Oliveira Vieira, 19 anos e Sidney Augusto Lopes de Medeiros, 45 anos.

A Polícia Civil solicita à população o envio de informações de forma anônima que possam ajudar na localização dos suspeitos, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Suspeito de matar homem na frente da esposa e filha é preso em Natal

Foto Ilustrativa: Divulgação

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam, na última sexta-feira (22), Isaac Francisco Ferreira, conhecido como “Isaac Cocão”, 20 anos. Ele foi detido em Natal, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Natal, pelo crime de homicídio que vitimou Francisco Martins da Silva, 45 anos.

O crime aconteceu no dia 20 de abril, por volta das 16h30, quando Isaac Francisco e outro suspeito chegaram à casa da vítima, localizada na Rua Rio Salgado, no bairro da Redinha, em um veículo de cor prata. O condutor ficou dentro do carro, enquanto Isaac Francisco pulou o muro da residência e efetuou cerca de 15 disparos de arma de fogo, possivelmente de calibre .380. No momento do crime, estavam em casa a esposa e a filha da vítima.

Isaac Francisco foi conduzido à delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Loja da Zara que barrou delegada negra tem código sobre clientes “suspeitos”

Foto: PCCE / Divulgação

O gerente da loja Zara de Fortaleza, no Ceará, foi indiciado pela Polícia Civil nesta terça-feira (19/10) pelo crime de racismo. A investigação se deu depois que uma delegada de polícia negra foi barrada ao tentar entrar na unidade em 14 de setembro. A PCCE apresentou detalhes do trabalho em coletiva de imprensa nesta terça.

A delegada estava tomando um sorvete quando foi entrar na loja. De acordo com o estabelecimento, este foi o motivo pelo qual ela foi impedida de entrar na unidade devido à protocolos da covid-19. Porém, minutos antes uma outra pessoa entrou na loja sem utilizar a máscara de forma correta, foi atendida pelo mesmo funcionário, e não foi impedida de entrar na unidade e nem requerido que ela utilizasse o equipamento de proteção de forma correta.

Além disso, o delegado-geral da Polícia Civil do Ceará, Sérgio Pereira dos Santos, disse que a loja utilizava de um código para informar aos funcionários quando alguém suspeito entrava no estabelecimento. Pelo alto-falante, era dito “Zara zerou” quando pessoas negras de vestimenta simples entravam na loja. A informação foi dada, em depoimento, por uma ex-funcionária da Zara.

“Isso era um comando que era dado pra que todos os funcionários da loja ou pelo menos alguns a partir de então começassem a observar aquela pessoa não mais como consumidor, mas como suspeito em potencial que precisava ser mantido sob vigilância da loja”, afirma Sérgio Pereira.

As delegadas da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, que lideram a investigação, concluíram que houve racismo após analisar as imagens de segurança interna da loja e com base no depoimento de oito testemunhas, além da vítima e do suspeito.

O crime de racismo pode gerar reclusão de um a três anos e multa. Agora, o processo será encaminhado para o Ministério Público. Em nota, A Zara disse que não tolera nenhum tipo de discriminação.

Leia a nota

A Zara Brasil, que não teve acesso ao relatório da autoridade policial até sua divulgação nos meios de comunicação, quer manifestar que colaborará com as autoridades para esclarecer que a atuação da loja durante a pandemia Covid-19 se fundamenta na aplicação dos protocolos de proteção à saúde, já que o decreto governamental em vigor estabelece a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes públicos. Qualquer outra interpretação não somente se afasta da realidade como também não reflete a política da empresa. A Zara Brasil conta com mais de 1800 pessoas de diversas raças e etnias, identidades de gênero, orientação sexual, religião e cultura. Zara é uma empresa que não tolera nenhum tipo de discriminação e para a qual a diversidade, a multiculturalidade e o respeito são valores inerentes e inseparáveis da cultura corporativa. A Zara rechaça qualquer forma de racismo, que deve ser combatido com a máxima seriedade em todos os aspectos.

Correio Braziliense

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Adolescentes suspeitos de matar menino de 12 anos são presos no RN

Foto: Sérgio Henrique Santos / Inter TV Cabugi

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu um homem e apreendeu dois adolescentes suspeitos de participar da morte do menino Luiz Gustavo Lopes Linhares, que tinha 12 anos de idade, em Lajes Pintadas, no Agreste potiguar.

Ao todo, três mandados foram cumpridos pelos agentes da 9ª Delegacia Regional de Polícia de Santa Cruz na sexta-feira (15), segundo confirmou a corporação.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido contra um homem de 26 anos. Os outros dois, de internação, foram para dois adolescentes que não tiveram as idades reveladas. Todos são investigados pelo crime.

O corpo do menino de 12 anos foi encontrado morto, com sinais de violência, no dia 11 de julho deste ano, em uma estrada de terra no município de Lajes Pintadas.

Na ocasião, o delegado Jaime Groff, de Santa Cruz, afirmou que o corpo foi achado pela Polícia Militar em uma estrada de terra, por volta das 7h, na comunidade conhecida como Sítio Inharé.

Havia uma marca de pancada na cabeça, que teria sido provocada por um objeto contundente como uma pedra ou um pedaço de madeira, por exemplo.

Ainda de acordo com a corporação, a vítima tinha participado de uma vaquejada na noite anterior, em um parque próximo ao local onde o corpo foi encontrado.

A possível motivação do crime não foi informada pela polícia.

Novo Notícias

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia prende suspeito de estuprar menino de 12 anos e encontra material nazista

Fotos: Divulgação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira (5) Aylton Proença Doyle Linhares, suspeito de estuprar um menino de 12 anos. Ao cumprirem o mandado de prisão temporária, os policiais encontraram uma farta coleção de itens nazistas na casa do suspeito.

Entre dezenas de objetos apreendidos estavam:

  • 12 fardas nazistas;
  • bandeiras;
  • um quadro de Adolf Hitler;
  • recortes de jornal dos anos 1950 sobre nazismo e fascismo;
  • medalhas do Terceiro Reich;
  • miniaturas de estátuas e veículos;
  • um capacete militar;
  • além de um documento da SS, a organização paramilitar ligada ao Partido Nazista, com a foto de Aylton.

Suspeito de estupro

A investigação da polícia começou depois que um vizinho de Aylton fez um registro na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), levantando a suspeita de tentativa de estupro dentro do condomínio onde os dois moram, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio.

Os policiais apuraram que o suspeito tentava agarrar crianças dentro do condomínio. A Justiça determinou a prisão temporária de Aylton por tentativa de estupro e um mandado de apreensão, ambos cumpridos nesta terça-feira.

Por conta das armas e do material encontrado na casa de Doyle, ele também será autuado em flagrante por porte ilegal de arma e discriminação racial.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil e Ministério Público deflagram Operação “Cyberstalking” em Natal contra homem suspeito de perseguir ex-companheira

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) de Parnamirim, em ação conjunta com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), deflagraram, nesta quinta-feira (30), a Operação “Cyberstalking”, visando o combate aos crimes de perseguição e ameaça que vinham sendo cometidos por um homem a uma ex-companheira. A ação para o cumprimento de mandado de busca e apreensão foi realizada na casa do suspeito, na zona sul de Natal.

Segundo as investigações, após a mulher pôr um fim ao relacionamento, o suspeito passou a encaminhar diversas mensagens, por meio de aplicativos e e-mails, contendo ameaças de morte e graves ofensas. O suspeito realizava o disparo das mensagens utilizando-se de contas distintas e perfis falsos buscando ocultar sua identidade.

Foram concedidas Medidas Protetivas de Urgência (MPUs) à vítima, e os bens relacionados à prática do crime foram apreendidos e serão encaminhados para análise. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Sobre o crime

O crime de perseguição foi, recentemente, inserido no Código Penal, incluindo também o Cyberstalking, que é configurado quando o criminoso persegue, reiteradamente, à vítima, por meio da internet, ameaçando-lhe à integridade física ou psicológica, e/ou invadindo/perturbando à sua esfera de privacidade, ou liberdade.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/ RN- SECOMS

 

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PERFIS FALSOS, REDES SOCIAIS E CONTEÚDO PORNOGRÁFICO: Após denúncias de dezenas de mulheres, Polícia Civil investiga importunação sexual em Caicó

Policiais civis da Delegacia Municipal (DM) de Caicó deram cumprimento, nesta terça-feira (28), a um mandado de busca e apreensão em desfavor de um homem investigado pela prática do crime de importunação sexual, nas cidades de Caicó e Jardim de Piranhas.

O objetivo da diligência foi apurar produção de conteúdos e materiais, visando fortalecer às investigações, além de reafirmar às vítimas que o Inquérito Policial (I.P) foi instaurado, para posterior indiciamento pela prática dos devidos crimes.

As investigações iniciaram após dezenas de mulheres registrarem denúncias de que, desde 2019, o suspeito fazia uso de perfis falsos, em redes sociais, enviando conteúdos pornográficos não consentidos para as vítimas.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou Disque Denúncia DP Caicó, por meio do aplicativo WhatsApp, no número: (84) 3421-6029, e que as vítimas realizem o boletim de ocorrência, para efetiva investigação dos crimes.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/ RN- SECOMS

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Chacina em mata é registrada em São José do Mipibu

Foto: Reprodução

A cidade de São José do Mipibu, na Grande Natal, teve o registro de um triplo homicídio na madrugada desta quarta-feira (29). Após moradores da região conhecida como Bica ouvirem estampidos de tiros, três homens foram encontrados mortos em uma região de mata. As vítimas tinham perfurações de bala nas regiões da cabeça e do peito.

A motivação e autoria do crime vão ser investigadas pela Polícia Civil. Nenhum suspeito foi preso ou identificado até a manhã desta quarta.

Equipes das polícias civil e militar estiveram no local, bem como o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), que fez a retirada dos corpos.

Com informações de Tribuna do Norte

http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/triplo-homica-dio-a-registrado-em-regia-o-de-mata-na-grande-natal/521847

Opinião dos leitores

  1. A guerra de facções voltou, e agora com uma facção do estado RACHANDO ainda terá muitas notícias dessas, a polícia trabalhando mesmo sem receber as tão faladas D.o (quase 2 meses) sem se pg nenhuma, mesmo assim os policiais ainda continuam reforçando o policiamento.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Polícia Civil divulga identidade de mulher desaparecida desde o início deste mês em Natal

Foto: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), divulgou, nesta terça-feira (28), o desaparecimento de Maria de Fátima Pelágio, 56 anos, natural da cidade de João Pessoa, desaparecida desde o dia 13 deste mês.

Segundo as informações, a mulher, diagnosticada com transtorno bipolar, já possui um histórico de desaparecimento e de constante deslocamento para a sua cidade natal (João Pessoa).

A Polícia Civil solicita que a população continue informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, que possam auxiliar na localização de Maria de Fátima.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Homem suspeito de assassinar policial civil é preso em Mãe Luiza

Foto: Reprodução

Foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira (27) pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio do 4º Distrito Policial (DP) de Natal, um homem suspeito de matar um policial civil em 25 de abril deste ano, em São José de Mipibu, na Grande Nata. A operação aconteceu no bairro de Mãe Luiza, na Zona Leste da capital.

O investigado é o possível assassino que vitimou o agente de Polícia Civil Kléber Mota da Nóbrega. O homem foi levado à sede da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor). Segundo a Polícia Civil, ele confessou a autoria do crime.

Em imagens de câmeras de segurança, o suspeito é um dos quatro que aparecem em vídeo durante o crime. De acordo com a Polícia, todos estão com prisão preventiva decretada. Eles fazem parte de uma facção criminosa que atua e é baseada em Mãe Luiza. Dos quatro elementos, dois estão presos. Os outros dois estão foragidos.

Ainda ao longo da operação, foram apreendidos aparelhos celulares, além de porções de maconha e cocaína. Isso faz parte da Operação Faros, onde foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Polícia Civil recupera piscina de fibra de 4 metros e betoneira furtadas em Parnamirim

Fotos: Polícia Civil RN/Divulgação

Policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia (DP) de Parnamirim recuperaram, após investigações, nesta segunda-feira (27), uma betoneira de 450 litros e uma piscina de fibra em um terreno, no bairro Planalto, na zona oeste de Natal. Ao longo da diligência, não houve prisão em flagrante, pois, os suspeitos não estavam no local da recuperação dos objetos furtados.

A betoneira havia sido furtada dia 20 deste mês, no bairro Cajupiranga, e a piscina de fibra, medindo 4m X 2,4m X 1,3m, foi furtada no bairro Centro, também no município de Parnamirim, na madrugada da última quinta-feira (23). Além disso, a 2ª DP divulgou imagens que podem auxiliar na identificação e, posteriormente, na localização dos suspeitos da autoria do furto.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou Disque Denúncia da 2ª DP de Parnamirim: (84) 98135 – 6724 (WhatsApp), que possam contribuir com as investigações.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.

Opinião dos leitores

  1. Iam vender essa betoneira no ferro velho, garanto que pra usar como material de trabalho não era.

  2. Vixe, tiraram o doce dos meliantes da Esquerda kkk. Eles só queriam tomar banho de piscina e fazer a massa kkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil apreende drogas e coletes balísticos no Paço da Pátria em Natal

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Natal apreenderam, nessa quarta-feira (15), material utilizado para promover o tráfico de drogas, na comunidade Paço da Pátria, na zona leste da capital potiguar.

Na ocasião, foram apreendidos: dois coletes balísticos, aproximadamente 400g de maconha, insumos para embalar os entorpecentes e duas balanças de precisão. No local, ninguém foi encontrado, motivo pelo qual a diligência, decorrente de denúncias anônimas, não resultou em prisão.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil conclui inquérito sobre morte de jovem comerciante em Natal e seis pessoas são indiciadas, entre elas, irmã e cunhado

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluíram, nesta terça-feira (14), o inquérito policial referente ao crime de homicídio que vitimou Pollyana Nataluska Costa de Medeiros, 22 anos, ocorrido no dia 18 de maio, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, em Natal. A investigação resultou no indiciamento de seis pessoas pelos crimes de homicídio qualificado e associação criminosa.

O inquérito policial foi concluído após a deflagração de duas fases da Operação “Off Road”, que teve como objetivo o cumprimento de mandados de prisão em desfavor dos envolvidos. Na primeira fase, foram detidos: Alcivan Bernardo da Silva, conhecido como “Bileu”, apontado como condutor da moto utilizada no dia do crime; João Paulo Rocha, conhecido como “Rocha”, apontado como o autor do disparo, e Orklisthye Mayklie Moronel Matias de Oliveira, conhecido como “Maikon”, dono da motocicleta utilizada na ação.

Já na segunda fase, os cumprimentos de mandados foram em desfavor dos possíveis mandantes do crime: a irmã da vítima, Paloma Nataluska Costa de Medeiros; o cunhado da vítima, Luciano Cabral de Souza; e Josivan Pereira da Silva.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Sobre o crime

O homicídio foi praticado no dia 18 de maio deste ano, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal. Quando os dois suspeitos chegaram ao estabelecimento comercial em que Pollyana Nataluska trabalhava, realizaram a abordagem e conduziram a vítima até a parte de trás do estabelecimento, onde efetuaram um disparo.

Com SECOMS/Polícia Civil RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil abre inscrições para estágio remunerado em Natal e região metropolitana

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio do Setor de Estágios, divulgou, na tarde dessa quarta-feira (08), que estão abertas as inscrições para o processo seletivo de estágio na Instituição. Para o curso de Direito, as vagas são para Natal, Ceará-Mirim, Macaíba, Nísia Floresta, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante. Já para os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Comunicação Social (Habilitação em audiovisual) e Gestão de Políticas Públicas, as vagas são somente para a Capital Potiguar.

Os interessados devem ter cursado, no mínimo, 50% da carga horária do curso e, no máximo, estar matriculado no 8º período, no segundo semestre de 2021; para participar, é preciso realizar cadastro no site da Escola de Governo do RN: www.escoladegoverno.rn.gov.br.

As candidaturas para participar do processo seletivo podem ser feitas até a próxima terça-feira (14), em uma pré-seleção, enviando o currículo (com foto) e histórico acadêmico para o endereço de e-mail: [email protected], inserindo no assunto o nome do curso.

Os pré-selecionados serão convocados para uma segunda fase da seleção, em data que, posteriormente, será informada. O valor da bolsa é de um salário mínimo (R$ 1.100,00) e auxílio-transporte (R$51,70), para estágio de 6h diárias, no total de 30 horas semanais. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone: (84) 98135 – 5865 ou pelo e-mail: [email protected]

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil liberta reféns e prende suspeitos de roubo de carga no interior do RN

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), em ação conjunta com Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar e policiais civis das Delegacias Regional de São Paulo do Potengi e Municipal de Touros, deflagraram uma operação para localizar dois reféns e recuperar um caminhão roubado na terça-feira (24), no município de Lajes.

Durante as diligências, nesta quarta-feira (25), no município de Maxaranguape, foi possível localizar os reféns e libertá-los, bem como recuperar o veículo que havia sido roubado e parte da carga. Na ação, foram detidos José Douglas Alves de Carvalho, conhecido como “careca”, e Lucas Felipe Santos de Lino, conhecido como “Luquinha”, os quais estavam com um revólver.

Em continuidade às diligências, nesta quinta-feira (26), policiais civis da DEPROV prenderam Paula Rodrigues da Silva. Com ela, foi localizada parte da carga roubada, além de uma submetralhadora, porções de maconha, LSD e dinheiro em espécie.

Os suspeitos foram conduzidos à delegacia e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional, onde se encontram à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número: (84) 3232-6312 (Whatsapp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *